Delegado pede prisão preventiva de vereador acusado de homicídio na cidade de Sebastião Laranjeira

/ Polícia

O delegado substituto de Sebastião Laranjeira, no Sertão Produtivo, sudoeste baiano, Romilson Dourado dos Santos pediu nesta segunda-feira (1°) a prisão preventiva do vereador Edson Carlos da Silva (PSD). Até esta segunda, o edil, conhecido como Tuchinha do Leite, de 30 anos, segue foragido. Ele é acusado de matar a golpes de facão Isac Fernandes Oliveira, de 34 anos, neste domingo (31) no povoado de Mandiroba, zona rural de Sebastião Laranjeiras.

Segundo o delegado, a vítima estava em um salão para cortar cabelo, quando foi atacada no ombro esquerdo. Oliveira ainda conseguiu correr para fora do estabelecimento, mas foi alcançado pelo vereador que desferiu outros quatro golpes de facão. Os cortes atingiram testa e pescoço. O homem veio a óbito no local. Ainda segundo o delegado, o que se sabe até o momento é que os dois tiveram um desentendimento em um churrasco no sábado (30).

A motivação do homicídio ainda é desconhecida. ”Nós estamos com o pedido de prisão preventiva e vamos ouvir agora as testemunhas para saber mais detalhes”, disse o delegado ao Bahia Notícias. O corpo da vítima deve ser sepultado na tarde desta segunda. Com informações do Bahia Notícias

Operação da Polícia Civil cumpre mandados e prende 86 suspeitos de crimes contra mulheres na Bahia

/ Polícia

Oitenta e seis pessoas foram presas na Bahia nesta sexta-feira (29), durante operação da Polícia Civil para cumprimento de mandados de prisão, contra envolvimentos em crimes previstos na Lei Maria da Penha, estupros e feminicídios.

Em Salvador e região metropolitana (RMS), foram realizadas 11 prisões e no interior, 75. Segundo informações da polícia, entre os presos estão suspeitos de feminicídio, tentativa de homicídio, lesão corporal gravíssima, estupro de vulnerável, estupro coletivo, descumprimento de medidas protetivas, violência doméstica e não pagamento de pensão alimentícia.

Na cidade de Entre Rios, foram capturados dois suspeitos de envolvimento em um estupro coletivo. Ja na região de Santa Maria da Vitória, dois suspeitos de feminicídio também foram detidos após cumprimento a mandados de prisão preventiva.

PM é morto a tiros em Salvador e filho de 15 anos é apreendido como principal suspeito

/ Polícia

Assassinato ocorreu no bairro de São Cabrito. Foto: Reprodução

Um policial militar aposentado foi morto a tiros, na manhã deste sábado, em Salvador, e o filho dele, de 15 anos, foi apreendido como principal suspeito do crime. O crime ocorreu em uma casa localizada na Rua São Paulo, bairro de São João do Cabrito.

De acordo com informações da polícia, a esposa da vítima, e mãe do menino, contou que o PM agredia o adolescente constantemente. Ainda segundo a polícia, o adolescente utilizou um revólver calibre 38, que pertencia ao pai, para cometer o crime, por volta das 7h30.

De acordo com informações da Polícia Militar (PM), uma guarnição da 14ª Companhia Independente da Polícia Militar (14ª CIPM) foi encaminhada ao local e, após constatar o fato, isolou a área e acionou uma equipe do Departamento de Polícia Técnica (DPT), para realizar a perícia. Na residência, a PM apreendeu um revólver e o adolescente de 15 anos, que foram levados para a Delegacia para o Adolescente Infrator (DAI), onde o fato foi registrado.

Bolsonarista, deputado Jonga Bacelar critica o presidente: ”Precisa descer do palanque”

/ Polícia

Bolsonarista, o deputado federal Jonga Bacelar (PR) criticou o presidente, na manhã desta segunda-feira (25). Para o parlamentar, Jair Bolsonaro precisa  ”descer do palanque e aprender a se relacionar” com o Congresso.

”O presidente precisa se relacionar. Eu sempre defendi o ”BolsoRui”, então, tenho autoridade para falar que ele tem aprender a dialogar com o Congresso”, afirmou Jonga aosite bahia.ba,na manhã desta segunda-feira (25)

O deputado disse ainda que concorda com as críticas que o ex-presidente, Fernando Henrique Cardoso, fez ao presidente. ”Eu acho que Fernando Henrique mandou um recado claro para Bolsonaro. Ele falou com toda a maturidade e como ex-presidente reeleito”, declarou Jonga.

Feira: Subtenente é morto a tiros e dois PMs envolvidos em caso têm prisão decretada

/ Polícia

Crime ocorreu no Conjunto Feira7. Foto: Carlos Valadares

Um subtenente da Polícia Militar, de 48 anos, foi morto a tiros na noite desta quinta-feira (21) em Feira de Santana. Juceny Rodrigues da Fonseca Otoni, de 48 anos, estava em uma motocicleta quando foi alvejado com cerca de seis tiros. Os disparos atingiram barriga, braço direito, coxa e costas. Segundo o Acorda Cidade, o subtenente não estava fardado.

Conforme o Comando do Policiamento Regional Leste (CPRL), houve um confronto que envolveu o subtenente e mais dois policiais militares. As circunstâncias do tiroteio ainda são desconhecidas. Além do subtenente, que morreu no local, um dos soldados envolvidos recebeu um tiro na perna e um pedestre foi baleado de raspão na cabeça. Ambos não correm risco de morte.

Ainda conforme o CPRL, os policiais militares tiveram prisão temporária decretada. O PM baleado está em um hospital já custodiado. O outro está foragido. Imagens de câmera de segurança mostram o momento em que supostamente o subtenente passa em uma motocicleta, para o veículo e em seguida chegam duas motocicletas com três homens, um deles desce armado, aponta a arma e atira. O caso ocorreu por volta das 18h50 na Rua El Salvador, no conjunto Feira 7.

Em projeto, deputado Isidório Filho propõe que preso pague pela própria tornozeleira

/ Polícia

Isidório sugere que equipamentos sejam doados. Foto: Divulgação

O deputado estadual Pastor Isidório Filho (Avante) apresentou projeto para autorizar o Estado a cobrar o valor da tornozeleira eletrônica de condenados que utilizem o equipamento. O parlamentar também sugere que os equipamentos sejam doados para a Secretaria de Administração Penitenciária (Seap), após o cumprimento da pena, para que outros presos façam uso. Segundo o deputado, ”a maior parte dos usuários de tornozeleira eletrônica, bracelete ou chip subcutâneo podem arcar com os custos desses equipamentos, uma vez que irão se beneficiar diretamente do seu uso”.

Ainda na justificativa do projeto, Isidório Filho diz que ”estudos encomendados pelo Supremo Tribunal de Justiça (STF) indicam que um(a) detento(a) no país custa ao erário algo em torno de R$ 2,4 mil por mês e um estudante do ensino médio R$ 2,2 mil por ano”. ”Um disparate que precisa da atenção de todos para sua devida correção. Portanto, na função de legislador estadual é minha obrigação buscar alternativas legais para que economizemos com os nossos irmãos
detentos, sem abrir mão dos fundamentos legais, é claro!”, afirma.

Em setembro de 2017, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado aprovou, em caráter terminativo, um projeto que obriga o preso a pagar pela própria tornozeleira. A matéria foi encaminhada para a Câmara dos Deputados. Em abril do ano passado, na Comissão de Finanças e Tributação da Câmara, foi designado como relator Pauderney Avelino (DEM-AM), que devolveu o texto em janeiro deste ano, sem manifestação. O deputado não conseguiu se reeleger.

Mulher que teria herdado comando do tráfico em Feira de Santana após morte do marido é presa

/ Polícia

Suspeita tatuou rosto de marido em um dos braços — Foto: SSP-BA

Uma mulher suspeita de comandar o tráfico de drogas na cidade de Feira de Santana foi presa na quarta-feira (20), dentro de um shopping, em Lauro de Freitas, na região metropolitana de Salvador. Conforme a Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA), a suspeita ”herdou” as transações criminosas do marido, que morreu em confronto com policiais em 2017. De acordo com informações da SSP, Aldacy Santos Souza, conhecida como ”Sady”, atuava no bairro Rua Nova. A suspeita, que também investigada como mandante de vários homicídios, fez uma tatuagem do rosto do marido em um dos braços, com a data de nascimento e morte dele.

O órgão informou que a suspeita era um dos alvos prioritários da Secretaria da Segurança Pública e tinha um mandado de prisão em aberto. Aldacy Souza foi encontrada por equipes da 1ª Coordenadoria de Polícia do Interior da Polícia Civil (Coorpin – Feira de Santana) e do Comando de Policiamento da Região Leste da Polícia Militar.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública, Sady assumiu o tráfico de drogas no bairro Rua Nova e em outras regiões do município após a morte do companheiro, Ronilson Oliveira de Jesus, conhecido como ”Rafael”, em janeiro de 2017, em um confronto com policiais da Coordenação de Operações Especiais (COE) da Polícia Civil. Rafael também era alvo prioritário da SSP e, na época do crime, integrava o Baralho do Crime, na carta Valete de Ouro. Durante o confronto, os policiais encontraram mais de 400 quilos de maconha e diversas munições de fuzis.

Polícia Federal indicia Lula e filho por supostos crimes de lavagem e tráfico de influência

/ Polícia

A Polícia Federal indiciou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e seu filho, Luís Cláudio, por supostos crimes de lavagem de dinheiro e tráfico de influência. A investigação, que é abastecida pela delação da Odebrecht, mira pagamentos à empresa de marketing esportivo Touchdown, de propriedade de Luís Cláudio. Segundo a PF, a empresa teria recebido R$ 10 milhões em alguns anos ‘apesar de seu capital social de R$ 1 mil’. As informações foram reveladas pelos repórteres Bruno Tavares e Robinson Cerântula, da TV Globo, e confirmadas pelo Estado. A juíza da 4.ª Vara Criminal de São Paulo, Bárbara de Lima Issepi, remeteu o caso para uma das varas especializadas em lavagem de dinheiro. A investigação tem origem na delação de executivos ligados à Odebrecht. Eles afirmam que Lula teria mantido contato com a empreiteira para beneficiá-la no governo Dilma Rousseff, e, ‘como contrapartida, a empresa ficaria responsável por financiar projetos pessoais de seu filho, Luis Cláudio’. Consta nos autos que ‘a partir disso, Alexandrino Alencar (Odebrecht) teria procurado a empresa ‘Concept’, com o intuito de beneficiar a empresa de Luis Claudio, Touchdown, a desenvolver o futebol americano no Brasil’. “Adalberto Alves, representante da Concept, por sua vez, afirmou que a empresa foi principalmente remunerada pela Odebrecht, contudo prestou serviços para a empresa Touchdown: segundo consta, a Odebrecht teria arcado com valor aproximado de R$ 2 milhões, ao passo que a Touchdown teria desembolsado aproximadamente R$ 120 mil”. A juíza anota que ‘apesar das expressivas quantias pagas, não houve sequer a formalização de qualquer contrato’. “Por sua vez, a empresa Touchdown teria comprovado o pagamento de aproximadamente R$ 150 mil. A autoridade policial ainda aponta outros elementos que, no seu entendimento, possuem severas inconsistências”. Segundo a PF, ‘a empresa Touchdown recebeu ao longo dos anos vultuosas quantias (mais de R$ 10 milhões) de grandes patrocinadores, apesar de seu pequeno capital social, de apenas R$ 1 mil (fl. 317); os serviços prestados pela empresa Concept estão aproximadamente 600% acima do valor de mercado, haja vista que, segundo afirmado por Adalberto, os custos da atividade realizada seriam em torno de R$ 300/400 mil’. “Há indícios de utilização de intermediários (‘laranjas’) para o pagamento de valores suspeitos. A esse respeito, destaque-se o pagamento de R$ 846 mil, apenas no ano de 2013, a empresa com capital social de R$ 1,00, cujo objeto social diz respeito à animação de festas (recreação, e fabricação de doces e salgados). Segundo a Autoridade Policial, a representante desta empresa (Roseane Matos), antes de começar a receber valores da Touchdown, possuía renda mensal de apenas um salário mínimo” Conforme a Autoridade Policial, a própria Confederação Brasileira de Futebol Americano (fl. 474) nunca obteve um patrocínio anual, tampouco investimentos que se protraíssem por anos, de expressivos valores, e sem ter havido sequer formalização por meio de contrato, caso dos benefícios que teriam sido auferidos pela Touchdown”, afirma a PF. Consta nos autos que a ‘Receita Federal viu indícios de irregularidade nas transações em questões, entendendo caracterizada possível omissão de receitas pela Touchddown”. A juíza anota que ‘causou estranheza à Autoridade Policial que a Touchdown comprove pagamentos apenas a partir de 03/12/2012, ao passo que os serviços já eram prestados ao menos desde 16/03/2012, bem como, desde 02/05/2012, a Odebrecht já estar realizando pagamentos à Concept’. “No caso dos autos, haveria, ao menos em tese, condutas destinadas a ocultar ou dissimular a origem de valores provenientes de infração penal, tais como pagamentos parciais com a intenção de oferecer aparência de licitude, triangulação de valores, utilização de interpostas pessoas, entre outras práticas”, escreve a magistrada. Leia mais no Estadão.

Manoel Vitorino: Caminhoneiro e empresário são presos por forjar assalto e roubo de carga

/ Polícia

Parte de carga roubada é recuperada. Foto: Divulgação/Polícia Civil

Um caminhoneiro e um comerciante foram presos em flagrante no município de Manoel Vitorino. Segundo a Polícia Civil, os suspeitos teriam forjado um assalto e roubaram a carga do caminhão. Os produtos que eram levados no veículo foram encontrados em um supermercado de um dos suspeitos. O fato ocorreu nesta quarta-feira (13). Conforme o G1, o caminhoneiro foi identificado como Juliano de Lima Miranda e o comerciante, Givalcio Alves de Oliveira. A investigação foi iniciada após a dupla registrar a ocorrência de assalto e equipes 9ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin – Jequié) apurarem que o caminhoneiro havia forjado o crime. No flagrante, o comerciante foi autuado por receptação, enquanto o caminhoneiro, por furto qualificado. A dupla está à disposição da Justiça e o material apreendido será devolvido aos proprietários.

Policiais da Cipe Central interceptam carro com drogas e prendem suspeitos no KM 100, em Brejões

/ Polícia

Polícia apresenta material apreendido em ação. Foto: Cipe Central

Uma operação da Companhia Independente de Policiamento Especializado resultou na prisão de dois homens suspeitos de envolvimento com o tráfico de drogas, na localidade de KM 100, as margens da BR-116, na divisa entre os municípios de Brejões e Nova Itarana. Segundo informações da Cipe, a guarnição recebeu denúncia anônima de que um veículo Chevrolet/Celta de cor azul transportava drogas de Milagres para o povoado. ”Baseada nas informações iniciais a guarnição ao efetuar o patrulhamento tático móvel sentido a cidade de Milagres, se deparou com o veículo informado que tentou realizar uma manobra evasiva ao perceber o intento da abordagem veicular. Numa ação intempestiva, houve parada brusca seguida de tentativa infrutífera de dispersão de material ilícito por parte dos seus ocupantes. Ao realizar a abordagem veicular e a busca minuciosa foi encontrado farto material ilícito, entre drogas diversas e balança digital de precisão, configurando assim a prática comercial de tráfico de drogas. Em continuidade a diligência, a guarnição deslocou até a residência de um dos ocupantes (identificado como Jon Leno), localizada na Rua F do Loteamento Antônio Coelho, no Km 100 – município de Brejões, onde o mesmo informou que havia mais droga, sendo constatada a positividade da informação com outro volume de drogas na referida localidade. No Veículo encontravam – se quatro ocupantes: o condutor Jon Leno, os passageiros Hélio, Eliana e Aloisa sendo que as duas últimas, foram liberadas na delegacia pela autoridade local, em face dos demais participantes terem assumido integralmente a prática criminosa”, diz a nota da polícia. A Cipe informou ainda que apreendeu aproximadamente 3,260kg de uma substância análoga a maconha; 300 g de uma substância análoga a cocaína; 230 g de uma substância análoga a crack; balança de precisão SCALLI; um celular Samsung e um LG; uma quantia em espécie no valor de R$ 237,00, além do automóvel.

Após tragédia em Suzano, investigadores tentam descobrir motivação e detalhes do crime

/ Polícia

A Polícia Civil investiga o caso. Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

Dois dias depois do crime que chocou o país, os investigadores buscam descobrir o que motivou e os detalhes do planejamento do tiroteio em Suzano, na Grande São Paulo, que matou dez pessoas, inclusive os dois atiradores, e deixou 11 feridos. Testemunhas devem prestar depoimentos, enquanto são feitas análises dos computadores, cadernos e objetos que pertenciam aos dois jovens que provocaram a tragédia. O Instituto de Criminalística faz exame toxicológico do material orgânico dos dois atiradores. No Instituto Médico Legal (IML), os médicos legistas concluíram que Guilherme Taucci Monteiro, de 17 anos, matou Luiz Henrique de Castro, de 25 anos, com um tiro na testa. Depois, ele se matou com um tiro na cabeça. Equipes policiais fizeram diligências nas casas dos atiradores e em uma lan house frequentada por eles. Foram apreendidos computadores, tablets e anotações. Segundo a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, 16 testemunhas foram ouvidas. De acordo com os investigadores, eles poderão prestar novo depoimento. As armas utilizadas pelos atiradores – um revólver calibre 38, uma besta (arma medieval semelhante ao arco e flecha) e uma machadinha – foram apreendidas e encaminhadas para a perícia. O revólver estava com o número de série apagado.

Terceiro jovem

A Polícia Civil investiga a participação de um adolescente, de 17 anos, no planejamento do atentado na Escola Estadual Professor Raul Brasil. O suspeito foi colega de classe de Guilherme Monteiro e teria ajudado a dupla de atiradores. Segundo a polícia, ele estava na cidade de Suzano no momento do ataque, mas não foi até a escola. O adolescente foi ouvido pela Polícia Civil, que pediu à Vara da Infância e da Juventude a sua apreensão e espera a autorização. Há um vídeo em que uma terceira pessoa aparece junto com os dois assassinos dias após eles terem alugado o carro usado no atentado. O aluguel do carro foi pago com cartão de crédito. Da Agência Brasil

Suspeito de enganar idosos em agências bancárias é preso em Santo Antônio de Jesus

/ Polícia

Suspeito fingia oferecer ajuda. Foto: Divulgação / Polícia Civil

Flagrado aplicando golpes em uma agência bancária, na região central de Santo Antônio de Jesus, na manhã desta quinta-feira (14), um homem de 49 anos foi preso por investigadores da Delegacia Territorial (DT), da cidade. O delegado Edílson Magalhães, da 4ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/SAJ), informou que o suspeito preferia vítimas idosas e fingindo oferecer ajuda para utilizar o caixa eletrônico, transferia dinheiro para a própria conta. ”Ele também chegou a trocar os cartões de algumas vítimas por cartões falsos”, explicou. A polícia apurou que o homem vinha aplicando golpes em outras cidades vizinhas. Conduzido à DT/SAJ, Carlos Augusto foi autuado em flagrante pelo crime de furto mediante fraude e será encaminhado para audiência de custódia.

Polícia acredita que ”atentado” em escola de Suzano foi cuidadosamente planejado

/ Polícia

A tragédia que chocou o país hoje (13) e transformou a Escola Estadual Professor Raul Brasil, em Suzano, a 57 quilômetros de São Paulo, em um cenário de guerra é um quebra-cabeça em fase de montagem. O tiroteio promovido por dois jovens provocou dez mortes e deixou 11 feridos. A Polícia Civil busca compreender o crime e já sabe que houve um plano meticulosamente organizado. O secretário de Segurança Pública de São Paulo, João Camilo Pires de Campos, disse que policiais coletam depoimentos e provas. Segundo ele, é possível confirmar alguns detalhes sobre o que ocorreu antes e durante do massacre no colégio. No começo da manhã, Guilherme Taucci Monteiro, de 17 anos, e Luiz Henrique de Castro, de 25 anos, foram à locadora de Jorge Antonio Moraes, de 51 anos. Lá, eles atiraram contra Jorge, que era tio de Guilherme, e deixaram o local em um carro Chevrolet Onix branco roubado e seguiram para o colégio. Como ex-aluno da escola estadual, Guilherme pediu para entrar no colégio, por volta das 9h40, e foi autorizado. Era o horário de intervalo das aulas, muitos estudantes lanchavam e vários estavam fora das classes. Não se sabe em que momento Guilherme colocou a máscara para não ser reconhecido, mas a primeira pessoa atingida foi a coordenadora Marilena Ferreira Vieira Umezo, 59 anos, depois Eliana Regina de Oliveira Xavier, 38 anos, funcionária do colégio. Os dois atiradores estavam juntos logo na entrada. Com base nos primeiros depoimentos, a polícia acredita que os dois atiradores partiram para o ataque juntos. Quando eles se deparam no Centro de Línguas com a porta fechada e perceberam que estavam encurralados pelos policiais da força tática teriam se desesperado. A polícia foi acionada por causa do assalto à locadora de veículos e chegou à escola em oito minutos. Ao serem surpreendidos pelos policiais, os dois jovens estavam preparados para entrar em uma sala lotada de alunos. Neste momento, segundo o secretário, um jovem atirou no outro e depois suicidou-se.

Mortos

1. Caio Oliveira, 15 anos, estudante.
2. Claiton Antonio Ribeiro, 17 anos, estudante.
3. Douglas Murilo Celestino, 16 anos, estudante
4. Kaio Lucas da Costa Limeira, 15 anos, estudante.
5. Samuel Melquiades Silva Oliveira, 16 anos, estudante.
6. Eliana Regina de Oliveira Xavier, 38 anos, funcionária da escola.
7. Marilena Ferreira Vieira Umezo, 59 anos, coordenadora pedagógica.
8. Guilherme Taucci Monteiro – 17 anos
9. Luiz Henrique de Castro – 25 anos
10. Jorge Antonio de Moraes, 51 anos, dono da locadora e tio de um dos atiradores

Feridos

1. Adna Isabella Bezerra de Paula, 16 anos
2. Anderson Carrilho de Brito, 15 anos
3. Beatriz Gonçalves Fernandes, 15 anos
4. Guilherme Ramos do Amaral, 14 anos
5. Jenifer da Silva Cavalcante
6. José Vitor Ramos Lemos
7. Leonardo Martinez Santos
8. Leonardo Vinícius Santa Rosa, 20 anos
9. Letícia de Melo Nunes
10. Murillo Gomes Louro Benites, 15 anos
11. Samuel Silva Félix

Filha de suspeito em caso Marielle Franco teria namorado filho de Bolsonaro, afirma delegado

/ Polícia

Filha de suspeito namorou filho de Jair. Foto: Alan Santos

A filha de Ronnie Lessa, um dos homens presos nesta terça-feira (12) como suspeitos do assassinato da vereadora do Rio de Janeiro Marielle Franco, foi namorada de um dos filhos do presidente da República Jair Bolsonaro. A informação foi confirmada pelo delegado Giniton Lages, responsável pela investigação do crime. ”Isso tem [namoro entre os dois], mas isso, para nós, hoje, não importou na motivação delitiva. Isso vai ser enfrentado num momento oportuno. Não é importante para esse momento”, explicou o delegado, sme dar mais detalhes. O policial militar reformado Ronnie Lessa, acusado de disparar contra as vítimas, mora no mesmo condomínio que o presidente Jair Bolsonaro e o filho Carlos Bolsonaro, na Barra da Tijuca.