Advogado de 23 anos está desaparecido há seis dias no extremo sul da Bahia, em Eunápolis

/ Polícia

Fernando Melo é procurado pela família. Foto: Acervo pessoal

Um advogado de 23 anos morador de Eunápolis, no sul baiano, está desaparecido há seis dias completados nesta segunda-feira (16). Familiares de Fernando Melo contam que a última vez que o defensor foi visto ocorreu na terça-feira (10) na rodoviária local. Segundo o G1, Melo embarcava em um ônibus com destino a Vitória da Conquista, no sudoeste. O caso foi registrado na sexta-feira (13) na Delegacia de Eunápolis. Os familiares disseram que até este domingo (15) não conseguiram falar com Fernando. Ainda segundo o site, o jovem mora sozinho há cerca de 4 meses e não tem hábito de ficar muito tempo sem se comunicar com a família. Os parentes de Fernando Melo pedem que qualquer informação sobre o paradeiro dele possa ser comunicada ao telefone 73 3281-3695.

Polícia acha ossada de adolescente que desapareceu após sair de festa de réveillon, em Salvador

/ Polícia

Vitória estava desaparecida desde dezembro. Foto: Facebook

A ossada humana encontrada na rotatória da BA-528, mais conhecida como Estrada no Derba, em Salvador, é da adolescente Vitória Charleane dos Reis Mata, de 17 anos, que desapareceu após sair de uma festa de réveillon no subúrbio de Salvador. Segundo o G1, a informação foi confirmada pelo Departamento de Polícia Técnica (DPT), onde foi feita a identificação da ossada por meio da análise da arcada dentária. A ossada foi achada no dia 15 de junho em um trecho da BA-528, em Águas Claras, mesmo bairro onde a garota morava com a avó. Vitória desapareceu após deixar a festa no bairro de São Tomé de Paripe, no dia 31 de dezembro de 2017. A ossada foi liberada e retirada pela família do DPT, na manhã desta segunda-feira (9). Não há detalhes do enterro. Segundo a Polícia Civil, ainda não há novidades sobre autoria do crime. O caso segue em inestigação pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). A adolescente Vitória Charleane dos Reis Mata foi vista pela última vez ainda durante o evento de fim de ano. De acordo com a família, a jovem estava na festa com uma prima e uma amiga, mas teria se desentendido com uma das garotas e foi embora. No entanto, ela não voltou para casa. Os familiares da garota registraram o desaparecimento dela na delegacia no dia 2 de janeiro. Vitória saiu do bairro de Águas Claras, onde morava com a avó materna, para ir para a festa.

Filho de prefeito que espancou ex-companheira continua foragido após ter prisão decretada

/ Polícia

Filipe, de 19 anos, teria espancado Clara, de 20. Foto: Reprodução

O jovem Filipe Pedreira, de 19 anos, filho do prefeito da cidade baiana de Salinas da Margarida e suspeito de torturar, espancar e cortar os cabelos da ex-mulher, Clara Emanuele Santos Vieira, de 20 anos, ainda não foi localizado pela polícia, 47 dias depois de ter a prisão preventiva decretada pela Justiça. Segundo o G1, a Polícia Civil informou, nesta quarta-feira (4), que diligências continuam sendo realizadas com a finalidade de localizar o jovem, considerado foragido. Filipe é procurado desde o dia 18 de maio, quando foi acatado o pedido de prisão, solicitado pelo Núcleo de Proteção à Mulher (NPM) da 4ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin), com sede em Santo Antonio de Jesus, onde o crime ocorreu. No dia 24 do mesmo mês, policiais cumpriram mandado de busca e apreensão em imóveis da família do jovem, em lugares indicados por denúncias anônimas, nas cidades de Salinas da Margarida, Arauá, Jaguaripe, mas ele não foi encontrado. As agressões à Clara ocorreram no dia 8 de maio, na cidade de Santo Antônio de Jesus, recôncavo baiano. A vítima, que é estudante de Direito, morava em uma casa com Filipe e o filho deles, de um ano. Ela contou ter recebido socos no rosto, e também que teve os cabelos e dedos cortados. Segundo a vítima, o homem também agrediu o filho deles e o pai dela, com spray de pimenta.

Operação da Polícia Civil apreende carga de drogas avaliada em R$ 300 mil em Feira de Santana

/ Polícia

Maconha, crack e cocaína foram apreendidos. Foto: SSP/BA

Uma carga de drogas avaliada em R$ 300 mil foi localizada, na manhã desta quarta-feira (4), em Feira de Santana. Equipes da Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes (DTE/Feira de Santana) encontraram uma mulher com 26 tabletes de cocaína, maconha e crack. Segundo a Secretaria da Segurança Pública (SSP-BA), os investigadores encontraram a carga de drogas, no bairro Conjunto Feira V, após denúncias anônimas. No imóvel, Karolina de Jesus Correia, 30 anos, foi flagrada com 14 tabletes de maconha, 11 de crack e um de cocaína. Os delegados e investigadores da DTE/Feira de Santana buscam agora os comparsas de Karolina.

Executivos da Philips e da GE estão entre os presos em nova fase da operação Lava-Jato

/ Polícia

Preso é levado para a Superintendência da PF. Foto: Estadão

O Ministério Público Federal (MPF) no Rio de Janeiro em conjunto com o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), o Tribunal de Contas da União (TCU) e a Controladoria-Geral da União (CGU), a Receita Federal e a Polícia Federal deflagraram nesta terça-feira (4), a Operação Ressonância, desdobramento da Fatura Exposta, braço da Lava-Jato no Rio. A ação mira contratos na área da saúde celebrados pelo Estado do Rio de Janeiro e pelo Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia Jamil Haddad (Into). A 7ª Vara Federal Criminal autorizou a prisão preventiva de 13 pessoas e a temporária de nove, além da busca e apreensão em 44 endereços. Também foi decretado o bloqueio de bens dos investigados no valor de R$ 1,2 bilhão. Entre os presos estão o empresário Miguel Iskin, que foi solto por decisão do ministro do STF Gilmar Mendes em outubro de 2017, o executivo da Philips Frederik Knudsen e Daurio Speranzini Júnior, ex-executivo da Philips e atual CEO da General Electric (GE) para a América Latina. A reportagem está buscando contato com as defesas e o espaço está aberto para suas manifestações. De acordo com a Procuradoria da República no Rio, a partir das investigações da operação Fatura Exposta, órgãos de controle como o Conselho de Defesa Administrativa (Cade), o Tribunal de Contas da União (TCU) e a Controladoria Geral da União (CGU) uniram esforços e identificaram um cartel de fornecedores que atuou entre os anos de 1996 e 2017 no Into. A empresa Oscar Iskin, do empresário Miguel Iskin, era a líder do cartel formado por pelo menos 33 empresas, algumas delas atuando como laranjas das demais, que se organizavam no chamado “clube do pregão internacional”. Em representação ao juiz federal Marcelo Bretas, a força-tarefa da Operação Lava-Jato do Rio apontou a “participação de Frederik Knudsen, executivo da Philips, em crimes de corrupção, fraudes a licitações e organização criminosa, existindo, ainda, provas sobre a atuação pretérita do investigado para impedir que os fatos criminosos pudessem ser conhecidos por terceiros”. A PF põe o empresário Miguel Iskin, alvo de novo decreto de prisão nesta quarta, como “líder” dos desvios de verbas públicas para a Saúde do Rio. De acordo com a Procuradoria, Frederik Knudsen era supervisor de vendas da Philips à época dos fatos e articulou as vendas de equipamentos para o Poder Público com Gaetano Signorini, funcionário da Oscar Iskin — empresa de Miguel —, e mesmo alertado por uma testemunha acerca dos flagrantes indícios de fraude a licitação e superfaturamento, orientou o seu funcionário a prosseguir com tais práticas”. “Vale dizer, portanto, que Frederik Knudsen tinha absoluto conhecimento do esquema fraudulento idealizado por Miguel Iskin para as contratações com o Poder Público e pagamentos de vultosas comissões no exterior para as empresas Avalena e Moses Trading”, diz a Procuradoria. Para os procuradores, Frederik “continua atuando em concurso com Antonio Georgete, acusado de intermediar contratos, nas negociações com o Poder Público”, como ilustram e-mails obtidos pelos investigadores. Segundo a Procuradoria, Dario Speranzini Junior “era CEO da empresa Philips Medical System à época dos fatos e atualmente exerce as funções de CEO da GE Healthcarena América Latina, empresa que também foi citada pelo delator Cesar Romero como integrante do denominado ‘clube do pregão internacional”. “De fato, da análise das provas colhidas a partir da medida cautelar de quebra telemática autorizada nos autos especialmente em relação ao conteúdo da conta (…) utilizada por Miguel Iskin, foi possível identificar que Daurio Speranzini Júnior permaneceu realizando as contratações espúrias com o poder público (Secretaria de Saúde do Estado do Rio de Janeiro) por intermédio da Oscar Iskin”, diz a força-tarefa. A Procuradoria também obteve e-mail em que são “debatidas questões a respeito da certificação de um equipamento vendido pela GE para a Secretaria de Saúde por intermédio da Oscar Iskin, especialmente com a atuação de Miguel Iskin, e seus funcionários Gaetano Signorini e Marcus Vinícius”. “Assim, como comprovado ao longo dessa medida cautelar, existem provas de que Daurio Speranzini Jr., na qualidade de executivo máximo da Philips tinha plena ciência das fraudes a licitações praticadas em conluio com Miguel Iskin e seus funcionários Marco Antônio Almeida, Marcus Vinícius Almeida e Gaetano Signorini, por intermédio da empresa Rizzi Comércio e Importação, Exportação e Representação”, afirmam os procuradores. A força-tarefa ainda destaca que “mesmo alertado por um dos funcionários da empresa acerca das fraudes, optou por manter os contratos com o Poder Público e buscar eximir a empresa de qualquer responsabilidade sobre as vendas superfaturadas, apresentando requerimento de exclusão da Philips do contrato firmado com o Ministério da Saúde”. “A situação se reveste de maior gravidade se observado que mesmo após a investigação interna ocorrida no âmbito da empresa, que culminou com a saída de Daurio Speranzini Júnior, este ingressou em outra empresa da área de saúde por meio da qual permaneceu com as práticas ilícitas relativas à contratação com o Poder Público por intermédio da Oscar Iskin”, afirma o Ministério Público Federal. Com informações do Estadão

Chapada Diamantina: Mulher é presa em ônibus com pedras de diamante avaliadas em R$ 700 mil

/ Polícia

Mulher levava droga dentro de ônibus. Foto: Divulgação/PRF
Uma mulher foi presa com pedras de diamantes avaliadas em R$ 700 mil. O flagrante ocorreu em um trecho da BR-242 de Seabra, na Chapada Diamantina. Policiais rodoviários federais faziam uma fiscalização de rotina quando abordaram um ônibus interestadual, na altura do km 371 da rodovia. Ao entrar no ônibus – que fazia a linha Alta Floresta/MT com destino a Recife/PE – os policiais encontraram em posse de uma passageira as pedras de diamante. O material estava escondido nas roupas e bolsas da mulher. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF-BA), a mulher disse que foi contratada para comprar as pedras na cidade de Cacoal, em Rondônia, e levá-las para Recife, em Pernambuco. A passageira ainda contou que os diamantes tinham sido adquiridos através de negociação com um cacique indígena. Presa em flagrante, a mulher vai responder pelo crime de usurpação contra o patrimônio da União previsto na Lei 8.176/91. A acusada foi levada para a delegacia de Seabra.

Mudas e pés de maconha são encontrados pela Polícia Militar na Chapada Diamantina

/ Polícia

Roça de maconha foi achada na Chapada. Foto: Polícia Militar

Cento e sessenta e seis mudas e 45 pés de maconha foram encontrados por agentes da Polícia Militar em uma propriedade localizada no Vale do Capão, que fica no município baiano de Palmeiras, destino bastante procurado na região da Chapada Diamantina. Dois homens e uma mulher que estavam no local foram detidos e encaminhados para a delegacia da cidade. Conforme a PM, a ”roça de maconha” foi achada na terça-feira (19), na Rua Gorgulho, durante rondas de guarnições da Companhia Independente de Policiamento Especializado (CIPE – Chapada). Também foram encontrados 20 gramas da mesma droga pronta para consumo, 538 gramas de sementes de maconha e uma espingarda de fabricação artesanal. Segundo a Polícia Militar, a apreensão ocorreu após denúncias de populares de que vários indivíduos na região possuíam drogas.

Casal é encontrado morto dentro de carro às margens da BR-101, na cidade de Itabuna

/ Polícia

Gilclebson dirigia o carro Gol e foi morto a tiros. Foto: Pimenta Blog

Um casal foi encontrado morto a tiros neste domingo dentro de um veículo, às margens da BR-101, próximo ao viaduto de acesso ao Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães, em Itabuna. Os disparos foram efetuados possivelmente por quem estava dentro do carro. As circunstâncias em que ocorreram as mortes deverão ser esclarecidas por peritos do Departamento de Polícia Técnica (DPT). Segundo o Pimenta log, uma das vítimas já foi identificada pela polícia. Chama-se Gilclebson Santos Ferreira, de 25 anos. A mulher também foi identificada há pouco e seria natural de Itabuna. Trata-se de Carlet Santos Sales. Os corpos já foram levados para o DPT.

Violência assustadora: Feira de Santana já registra 14 homicídios neste final de semana

/ Polícia

Por volta das 11h de hoje, mais um crime. Foto: Acorda Cidade

A Polícia Civil de Feira de Santana registrou entre o último sábado (16) e este domingo (17), pelo menos 14 homicídios. De acordo com o Acorda Cidade, Leandro Oliveira Santana de 35 anos, foi uma das últimas vítimas. O homem morreu vítima de tiros na noite de sábado (16), na Rua Canto do Buriti, bairro Conceição. Outro homem que ainda não foi identificado foi baleado, socorrido e encaminhado para o Hospital Clériston Andrade (HGCA). Por volta das 11h da manhã deste domingo, mais uma pessoa foi assassinada a tiros. Ainda sem identificação, a vítima é menor de idade e o crime aconteceu na Rua A, Loteamento Vila Nova, Bairro Santa. Na onda de violência, a Polícia Civil de Feira de Santana registrou mais quatro homicídios na tarde deste sábado (16). Quatro pessoas também foram assassinadas no intervalo de uma hora entre as 13h e 14h. Uma das vítimas foi o policial militar Wagner Silva Araújo, de 27 anos, assassinado com um tiro no peito ao tentar impedir um assalto durante a madrugada. Mônica II. Os 14 crimes aconteceram com disparos de arma de fogo e todas as vítimas são jovens do sexo masculino.

Em entrevista, Japonês da Polícia Federal afirma que ”Lula foi preso por uma besteira”

/ Polícia

Newton Ishii, o famoso ”japonês da Federal”. Foto: Reprodução

Em entrevista para divulgar o lançamento de sua biografia, Newton Ishii, o famoso ”japonês da Polícia Federal (PF)”, declarou que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) foi preso ”por uma besteira”. ”[Os tucanos] não foram presos porque ainda não foram julgados. Quanto tempo o Lula demorou para ser preso? Quatro anos. E foi por uma besteira”, disse Ishii, em entrevista a Folha de S.Paulo, ao rechaçar a ideia de que a Lava Jato seria partidária. O ex-carcereiro da PF se aposentou em fevereiro deste ano e atualmente é o presidente do partido Patriota no Paraná. ”Não vou ser candidato. Mas tenho dado palestras para pré-candidatos. Falo sobre a importância do voto. Vamos analisar: Newton, famoso, Japonês da Federal. E o meu voto vale tanto quanto o do pedinte”, ponderou. A vida do ”japonês” é contada no livro ”O Carcereiro — o Japonês da Federal e os Presos da Lava Jato”, biografia escrita pelo jornalista Luís Humberto Carrijo que estará disponível nas livrarias a partir do dia 7 de julho.

Policial militar é morto a tiros ao tentar proteger vítimas de assalto em Feira de Santana

/ Polícia

Wagner Souza saída de uma casa de shows. Foto: Acorda Cidade

Um policial militar de 28 anos foi morto a tiros, na madrugada deste sábado (16), na cidade de Feira de Santana. De acordo com informações da polícia, o crime ocorreu por volta das 4h30, no bairro São João. Em nota, a Polícia Militar lamentou o ocorrido e informou que o soldado PM Wagner Souza de Araújo, lotado na 67ª CIPM de Feira de Santana, saía de uma casa de shows quando houve uma tentativa de roubo contra outras pessoas. Wagner então decidiu intervir e, segundo a PM, versões preliminares aponstam que o policial militar foi fatalmente atingido por um dos criminosos. Uma equipe do Departamento de Polícia Técnica (DPT) foi encaminhada ao local para fazer a remoção do corpo, que será periciado. Ainda de acordo com a PM, o Comando de Policiamento da Região Leste está dando todo o suporte e atenção à família de Wagner. A corporação ainda destaca que todos os esforços já estão mobilizados para identificar e punir os autores do crime.

Polícia Federal prende dupla com vários produtos contrabandeados do Paraguai, na BR-116

/ Polícia

Dupla foi presa no trecho de Feira de Santana. Foto: Divulgação/PF

Duas pessoas que transportavam uma grande quantidade de mercadorias contrabandeadas do Paraguai, foram presas pela Polícia Federal na madrugada desta sexta-feira (15), em Feira de Santana. Conforme a PF, as prisões foram feitas em uma ação conjunta com a Polícia Rodoviária Federal (PRF). Ainda segundo a Polícia Federal, a dupla, que não teve a identidade divulgada, foi parada em uma barreira montada no posto da PRF, na BR-116, em Feira. Entre os produtos apreendidos estão equipamentos eletrônicos, perfumes e som automotivo. Segundo informações da PF, os suspeitos tinham sido abordados dois dias antes, no Paraná, mas conseguiram fugir e abandonaram um carro com placa de Alagoas e 30 mil relógios adquiridos no Paraguai. Eles foram capturados ao passarem na berreira policial feita em Feira de Santana. Os dois foram autuados em flagrante pela prática do crime de descaminho, mas foram liberados mediante o pagamento de fiança e responderão ao processo em liberdade. O valor pago pela fiança não foi informado.

Dois adolescentes são mortos a tiros e outros dois baleados em frente a escola em Conquista

/ Polícia

Crime ocorreu em frente a escola municipal. Foto: Blog do Anderson

Dois adolescentes foram mortos a tiros e outros dois baleados, na tarde desta quarta-feira (13), na frente do Colégio Municipal Ridalva Correia Melo, localizado na cidade de Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia. O caso ocorreu na Avenida Jequié, no bairro Ibirapuera, segundo informações da Polícia Militar. De acordo com informações iniciais, dois homens que chegaram ao local à pé efetuaram os disparos que atingiram os jovens. Segundo a polícia, a informação inicial era que quatro estudantes foram baleados na frente da instituição de ensino. No entanto, ao chegar no local, a polícia foi informada pela diretoria da escola que duas das vítimas são estudantes da instituição e as outras duas não. A unidade de ensino não detalhou se os alunos da escola são os mortos ou os feridos. Depois dos disparos, os suspeitos, ainda não identificados, fugiram do local. Policiais militares da 78ª CIPM e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram acionados e constataram as mortes de Teônio Santos de Jesus, de 17 anos, e Flávio Silva Santos, de 14 anos. As outras duas vítimas, uma de 15 anos e outra de 16, foram socorridas e encaminhadas para o Hospital de Base de Vitória da Conquista. Conforme a polícia, o estado de saúde do jovem de 15 anos é considerado estável, já o adolescente de 16 anos, atingido por cinco tiros na região do ombro, tórax, abdômen e pernas, tem estado grave. A PM informou que a guarnição isolou a área e acionou o Serviço de Investigação em Local de Crime (Silc) para que seja feita perícia e remoção dos corpos. Ainda não há informações sobre o que motivou o ataque. A polícia disse, também, que, até o momento, não foram encontrados nenhum antecedente criminal dos jovens mortos e feridos. A Polícia Civil vai investigar o crime. Após o ocorrido, a direção do Colégio Municipal Ridalva Correia Melo suspendeu as aulas programadas para esta quarta-feira.

Maracás: Major Caldas deixa o comando da 93ª Companhia Independente de Polícia Militar

/ Polícia

Caldas à direita, ao lado do Cel. Anselmo. Foto: Blog Marcos Frahm

O Major Alexandro Nascimento Caldas está deixando o comando da 93ª Companhia Independente de Polícia Militar, sediada em Maracás. O decreto de exoneração assinado pelo governador Rui Costa, está publicado no Diário Oficial do Estado, edição de terça-feira (12). Para assumir a vaga, foi nomeado o Major Horoney Silva Santana. Caldas, que irá assumir o comando da 47ª CIPM, em Salvador, estava à frente da 93ª desde 2016, quando substituiu o Major Fabrício Silva. Sua passagem por Maracás foi destacada pela criação, na instituição, do Pelotão de Emprego Tático Operacional – PETO, intensificação do PROERD, palestras em escolas públicas da região e aumento da produtividade policial. Além de Maracás, a unidade é responsável pelo policiamento nos municípios de Planaltino, Lagedo do Tabocal, Itiruçu e Lafaiete Coutinho, área da abrangência da 93ª.