Alvo do Ministério Público, delegado-geral exonera colega que investigava prefeito de Alagoinhas

/ Polícia

Delegado-geral da Civil, Bernardino Filho. Foto: Amanda Oliveira

O delegado da Polícia Civil, Marcel Alves Rocha, que pediu ao Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) a abertura de inquérito contra o prefeito de Alagoinhas, no Nordeste baiano, Joaquim Neto (DEM), por supostamente praticar crimes da Lei de Licitações, foi realocado para uma unidade distante 127 km do atual local de trabalho. Segundo o Diário Oficial do Estado desta quarta-feira (21), Marcel Rocha vai assumir a Delegacia Territorial de Itapicuru e faz parte da lista dos 18 membros da Polícia Civil, entre delegados, investigadores e coordenadores que foram remanejados em mais uma ”dança das cadeiras” na corporação. Alvo de investigação preliminar (que antecede o inquérito civil) pelo Ministério Público da Bahia, o delegado-geral da Polícia Civil, Bernardino Brito Filho,  negou, segundo o site bahia.ba, em fevereiro, que realizasse os atos de improbidade administrativa abordados na denúncia da Associação dos Delegados de Polícia Civil do Estado da Bahia (Adpeb/Sindicato). ”Como operadores do Direto sabemos que a remoção de ofício ocorre por iniciativa da administração, porém, o mesmo deve obedecer aos princípios da legalidade, moralidade, publicidade, impessoalidade e eficiência. Porém esses atos vêm, continuamente, sendo publicados no Diário Oficial sem a devida motivação, gerando demandas judiciais desnecessárias”, justificou, à época, o presidente da Adpeb, Fabio Lordello, ao ressaltar que as remoções provocam prejuízos ”morais e financeiros”. PM – No mesmo ato publicado no Diário Oficial desta quarta, 16 oficiais da Polícia Militar foram realocados das funções em todo o estado, com destaque para os comandos das companhias de Vitória da Conquista, no sudoeste.

Itaberaba: Dupla que usaria revólver para fazer cobranças é presa pela Polícia Rodoviária

/ Polícia

Suspeitos estavam em um carro Honda Civic. Foto: Divulgação/PRF

Dois homens foram presos em Itaberaba, no Piemonte do Paraguaçu, acusados de usar armas para fazer cobranças. O flagrante foi feito nesta quinta-feira (15) na altura do km 208 da BR-242 por policiais rodoviários federais. Os acusados estavam em um carro Honda Civic que foi abordado em uma operação de fiscalização da PRF-BA. Eles saíram de Goiânia (GO) e tinham como destino Aracaju (SE). Ao fiscalizarem o veículo, os policiais encontraram, em um dos compartimentos do carro, ao alcance das mãos de ambos, um revólver calibre .38 carregado com quatro munições. De acordo com a dupla, a arma seria usada durante cobranças, em Aracaju, referentes à venda de dois veículos, que juntos somariam R$ 38 mil. Presos em flagrante por porte ilegal de arma de fogo, os indivíduos, de 34 e 31 anos, foram levados para a Delegacia de Polícia Civil de Itaberaba.

Munição usada para matar Marielle é de lotes vendidos para Polícia Federal de Brasília

/ Polícia

Vereadora Marielle Franco foi assassinada a tiros. Foto: Reprodução

A munição utilizada pelos criminosos que mataram a vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ) com tiros de uma pistola calibre 9mm na última quarta-feira (14) é de lotes vendidos para a Polícia Federal de Brasília em 2006, de acordo com o G1. As polícias Civil e Federal vão iniciar um trabalho conjunto de rastreamento. segundo a perícia da Divisão de Homicídios, divulgada nesta quinta-feira (16), o lote de munição UZZ-18 é original, ou seja, ela não foi recarregada. Segundo a investigação, os lotes de munições foram vendidos à PF de Brasília pela empresa CBC no dia 29 de dezembro de 2006, com as notas fiscais número 220-821 E 220-822.

Governo coloca Polícia Federal à disposição para investigar morte de vereadora no Rio

/ Polícia

Marielle foi morta a tiros dentro de um carro. Foto: Divulgação

A Presidência da República divulgou nota na noite de ontem (14) em manifestação ao assassinato da vereadora Marielle Franco, do PSOL do Rio de Janeiro. Nela, o governo afirma que vai acompanhar a apuração do assassinato da vereadora. Acrescenta ainda que o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, colocou a Polícia Federal para auxiliar na apuração do crime. ”O governo federal acompanhará toda a apuração do assassinato da vereadora Marielle Franco e do motorista que a acompanhava na noite desta quarta-feira, no Rio de Janeiro. O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, falou com o interventor federal no estado, general Walter Braga Netto, e colocou a Polícia Federal à disposição para auxiliar em toda investigação”, diz a íntegra nota. Marielle foi morta a tiros dentro de um carro na região central do Rio de Janeiro. O motorista também foi assassinado. A assessora de Marielle, Fernanda Chaves, também estava no carro, mas não teria sofrido nenhum tiro, segundo o Corpo de Bombeiros. Em nota, o PSOL exigiu apuração imediata dos fatos e exaltou o trabalho da vereadora na área dos direitos humanos. Eleita com 46,5 mil votos, a quinta maior votação para vereadora nas eleições de 2016, Marielle Franco estava no primeiro mandato como parlamentar. Oriunda da favela da Maré, zona norte do Rio, Marielle tinha 38 anos, era socióloga, com mestrado em Administração Pública e militava no tema de direitos humanos.

Em carro blindado, grupo é flagrado pela PRF com pistola em munições em Itaberaba

/ Polícia

O flagrante foi realizado no Km 202 da BR-242. Foto: Divulgação

Um grupo que estava a bordo de um veículo Toyota/Corolla blindado, portando uma pistola Taurus 380 e munições, foi preso por agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF), nesta terça-feira (13). O flagrante foi realizado por volta das 9h45, no Km 202 da BR-242, trecho do município de Itaberaba, na região da Chapada Diamantina. Os três homens não tiveram as identidades divulgadas pela PRF. Com o motorista, que não possui o porte de arma de fogo, foi encontrada a arma de fogo com 15 munições, além de outras 13 em um carregador sobressalente. De acordo com a PRF, os outros dois detidos verificaram possuem histórico de envolvimento em crimes. Ainda conforme a PRF, o Corolla utilizado pelo grupo possui blindagem, mas sem o certificado de segurança e a devida observação no Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos (CRLV). O trio foi preso e levado para a delegacia de polícia judiciária local.

Polícia Militar desarticula quadrilha de roubo de celulares do KM 100, em Brejões

/ Polícia

Suspeitos foram presos em operação policial. Foto: Divulgação/PM

Sete suspeitos foram presos neste sábado no Distrito Serrana, localidade conhecida como KM 100, na margem da BR-116, no município de Brejões, em uma operação desencadeada pela Polícia Militar. De acordo com informações policiais repassadas ao Blog Marcos Frahm, inicialmente, a PM prendeu Misael Pereira dos Santos, de 20 anos, que segundo a polícia é suspeito pela prática de diversos roubos de celulares e, em ato contínuo, seis comparsas foram presos, identificados como: Fábio Moreira dos Santos, ”Dinho”, 21 anos, Ruan Santos de Jesus, 18, Josafá Santos da Cruz, ”Tinho”, 18, Aparício dos Santos, 20, Tiago Silva dos Santos, 18e Leandro Oliveira de Jesus, ”Leo Playboy”, 19 anos.  Com eles a PM apreendeu 03 (três) celulares de marca Samsung, 01 (um) celular de marca Alcatel, 01 (um) celular de marca Alcatel e armas de fogo. Vale salientar que até o presente momento, três  vítimas já reconheceram os seus pertences e já irão fazer a retirada dos bens, nos próximos dias. Os suspeitos foram apresentados na Delegacia Territorial de Jaguaquara, durante o plantão regional da Polícia Civil.

Delegado da Polícia Civil é preso acusado de roubo, extorsão e falsidade ideológica

/ Polícia

Artur trabalhava na 7ª Delegacia, em Salvador. Foto: TV Bahia

O delegado Arthur Ferreira dos Santos foi preso na manhã desta sexta-feira (9) durante operação da Corregedoria da Polícia Civil (Correpol) e do Centro de Operações Especiais (COE) da Polícia Civil em Salvador. Ele foi preso em cumprimento de mandado de prisão temporária acusado de roubo, extorsão e falsidade ideológica. Ainda não há detalhes dos crimes. Artur foi preso na 7ª Delegacia (Rio Vermelho), onde atuava em horário administrativo. Em nota, a Polícia Civil afirmou que ele ficará custodiado na carceragem da Correpol, no Rio Vermelho.

No Dia Internacional da Mulher, funcionária de lotérica é morta a facadas pelo marido, em Maracás

/ Polícia

Marizeth Silva do Nascimento tinha 39 anos. Fotomontagem BMF

No Dia da Mulher, é comum que flores sejam distribuídas como forma de comemorar a data e de deixar o dia de alguma mulher mais especial. Mas para Marizeth Silva do Nascimento, de 39 anos, moradora de Maracás, no Vale do Jiquiriçá, a quarta-feira, (8) de Março, foi o seu último dia. Segundo informações da Polícia Militar ao Blog Marcos Frahm, Marizeth foi morta a facadas no início da manhã e o principal suspeito do crime é o próprio companheiro, Marcos José, que encontra-se foragido. Ainda de acordo com informações policiais, uma guarnição do PETO teria sido acionada por volta das 09h30, por familiares da vítima, depois de informados de que Marizeth não teria chegado ao local de trabalho, a Macpral Loteria, instalada no Centro da cidade e quando os militares chegaram à residência da mulher, que não atendia as ligações efetuadas para o seu celular, foi constatado que a mesma estava em cima da cama, em decúbito ventral, com marcas de perfurações a faca pelo corpo e com o rosto ensanguentado, na Rua Álvaro Portela, no bairro Morumbi. Uma faca tipo peixeira, supostamente utilizada para a prática do crime foi encontrada no banheiro da casa. A entrada dos PMs no imóvel foi autorizada pela irmã da vítima. As polícias Civil e Técnica estiveram no local e encaminharam o corpo ao Instituto Médico Legal de Jequié. No local, a polícia colheu diversas informações de ciúmes e agressões sofridas pela mulher. A casa estava trancada e sem sinais de arrombamento.  O feminicídio está sendo investigado pela Delegacia Territorial de Maracás. Cresce o nº de mulheres vítimas de homicídio no Brasil; dados de feminicídio são subnotificados. São 4.473 homicídios dolosos em 2017, um aumento de 6,5% em relação a 2016. Isso significa que uma mulher é assassinada a cada duas horas no Brasil.

Violência: Músico de 25 anos é assassinado com tiros na cabeça em Vitória da Conquista

/ Polícia

Jefferson Santos, o Feijão, foi assassinado a tiros. Foto: Facebook

O músico e produtor musical Jefferson Santos, de 25 anos, apelidado de Feijão, foi morto a tiros na noite desta terça-feira (6), na cidade de Vitória da Conquista. De acordo com o Blog do Anderson, o músico foi assassinado por criminosos por volta das 18h, na rua onde morava, no bairro Zabelê, onde a 78ª Companhia Independente de Polícia Militar registrou o assassinato de outro homem, as 20h50. Não há informações sobre as circunstâncias do crime, que vitimou Jefferson, músico que já integrou diversas bandas na região Sudoeste e foi alvejado na cabeça.

Criminosos explodem empresa de valores Prosegur e matam vigilante no sul da Bahia

/ Polícia

Destroços da explosão em frente à Prosegur. Foto: TV Santa Cruz

Um grupo de homens armados explodiu uma unidade da empresa de segurança de valores Prosegur, no centro da cidade de Eunápolis, extremo sul da Bahia, na madrugada desta terça-feira (6), de acordo com a Polícia Civil. Na ação dos criminosos, um vigilante da empresa morreu. Outros 6 funcionários da empresa, 3 deles assistentes e 3 vigilantes, ficaram feridos ao serem atingidos por escombros da explosão. Segundo o G1, o crime ocorreu por volta das 0h20, na Rua Doutor Gravatá. Foram cerca de 40 minutos de tiros e explosões, que assustaram os moradores da cidade. Em uma imagem feita por uma câmera de celular, é possível ver alguns dos criminosos que estavam em um carro, além do barulho de tiros. O grupo também ateou fogo em frente ao quartel de uma unidade da Companhia Independente de Policiamento Especializado Mata Atlântica (CIPE-MA), o que impediu a saída dos policiais. Ninguém ficou ferido pelo incêndio. Após a explosão, a entrada da empresa de valores ficou destruída. Lojas vizinhas também tiveram as vitrines quebradas com a explosão. Os criminosos ainda usaram carretas para bloquear trechos da BR-101, que liga Eunápolis a Itabuna. Não há informações sobre os valores levados pelos criminosos. A autoria do crime deve ser investigada pela Polícia Civil.

Quatro suspeitos morrem após confronto com a Cipe na BA-120, entre Ibirataia à Gandu

/ Polícia

Cipe apresentou armas em Jequié. Foto: Blog Marcos Frahm

Quatro suspeitos morreram durante uma troca de tiros com a Polícia Militar na manhã deste sábado (3) na rodovia BA-120, trecho que liga o município de Ibirataia à Gandu. Segundo a PM, equipes da Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe)/ Central, estavam posicionadas em um ponto fixo de abordagem da Operação Varredura quando se depararam com um veículo Nissan March em atitude suspeita. Ao ser abordado pelos policiais, o condutor de veículo desrespeitou barreira policial e furou o bloqueio. Na fuga, quatro indivíduos armados que estavam dentro do carro efetuaram disparos contra os militares. Houve revide e os PMs iniciaram o acompanhamento ao veículo. Durante a fuga, o motorista do Nissan entrou, em alta velocidade, em uma estrada vicinal e acabou colidindo com um barranco. Ainda de acordo com a PM, os suspeitos saíram do carro, efetuaram disparos contra os policiais e continuaram em fuga. Após o revide e uma varredura perimetral, foram localizados os quatro indivíduos feridos ao solo. Os policiais socorreram os acusados ao hospital, onde eles não resistiram aos ferimentos. Com eles foram apreendidos três revólveres, sendo dois calibres 38 e um 32, uma espingarda calibre 12, um veículo Nissan March com licença procedente de Belo Horizonte, Minas Gerais, duas toucas do tipo ”ninja”, duas máscaras e quatro aparelhos celulares. Todos os materiais apreendidos foram apresentados à delegacia de Jequié.

Cantor Gusttavo Lima é indiciado por crime ambiental após aumentar uma represa em fazenda

/ Polícia

Polícia indiciou a cantor Gusttavo Lima. Foto;Divulgaçao

A Polícia Civil de Goiás indiciou o cantor Gusttavo Lima por aumentar uma represa em uma das suas fazendas sem autorização dos órgãos ambientais. Delegado titular de Repressão a Crimes Contra o Meio Ambiente (Dema), Luziano de Carvalho afirmou que duas ocorrências foram lavradas antes do indiciamento. ”O Batalhão Ambiental foi ao local por duas vezes, uma no fim de 2017 e outra já neste ano, e, em ambas, encontrou máquinas trabalhando no local. Foram feitas duas ocorrências e, apesar de terem um protocolo com o pedido da licença, o documento não havia sido expedido”, disse o delegado ao G1. Carvalho afirmou que na fazenda há criação de gado, mas que a represa foi ampliada por motivo de lazer.

Sindicato dos Policiais Civis da Bahia denuncia em nota, abandono da delegacia de Itaquara

/ Polícia

Delegacia de Itaquara é alvo de denúncia. Foto: Blog Marcos Frahm

O Sindicato dos Policiais Civis da Bahia (Sindpoc-BA), por meio de nota enviada ao Blog Marcos Frahm, nesta segunda-feira (26), denunciou a situação de descaso e abandono na Delegacia Territorial de Itaquara, no Vale do Jiquiriçá. De acordo com a entidade de classe, a situação foi observada após vistoria na unidade policial. Conforme a denúncia, a delegacia não possui viatura policial, nem coletes balísticos e armas. Além disso, segundo a categoria, o local sofre com banheiros interditados, cadeiras quebradas, infiltrações e falta de material administrativo. ”A carceragem está interditada por ordem judiciária, os veículos expostos completamente tomados pelo mato e com riscos de doenças tanto para os policiais, quanto para os moradores no entorno”, lista. O presidente do Sindpoc, Marcos Maurício, afirmou que vai encaminhar um relatório ao governador Rui Costa, ao Ministério Público, à Secretaria Nacional de Segurança Pública e ao Ministério da Justiça, sobre a situação de ”total precariedade” do Complexo Policial de Itaquara. ”Do jeito que a Segurança Pública da Bahia está é que não pode ficar. Isso não é priorizar a segurança pública como tanto o governo fala e divulga na imprensa. Peço encarecidamente ao governador que venha conhecer as condições desta unidade policial e de tantas outras do interior, pois já pedimos ao Secretário de Segurança e nada é feito”, critica Marcos Maurício.

Ação conjunta da PF, PM, Cipe Central e PC busca desarticular quadrilha de alta periculosidade

/ Polícia

Operação policial ocorreu em Ibirapitanga. Foto: Divulgação/Cipe

Uma ação conjunta envolvendo Polícia Federal, Polícia Militar, Cipe Central e Polícia Civil, desencadeada com o objetivo de desarticular uma quadrilha responsável por crimes de extorsão a comerciantes, fazendeiros e funcionários públicos dos municípios de Ibirapitanga e Camamu, além de roubos de veículos, tráfico de drogas e assassinatos. A Cipe Central informou a imprensa regional que a culminância dessa etapa da operação denominada de RODOTEC ocorreu no início da manhã desta sexta-feira (23). ”Após denúncia anônima e relatos da comunidade da zona rural, foi possível iniciar um levantamento que visava localizar, identificar e capturar um dos integrantes da facção criminosa em questão, que estava homiziado na zona rural da cidade de Ibirataia”, informa a Cipe. Acrescentou que a guarnição foi deslocada até o local indicado, conhecido como Serra Bonita, iniciando naquela localidade uma incursão a pé, utilizando de táticas e técnicas de patrulhamento rural, vindo a localizar o esconderijo. ‘Ao perceber a aproximação dos policiais, um indivíduo iniciou disparos de arma de fogo contra os militares tentando fugar e furar o cerco policial, exigindo pronta resposta é revide ao intento criminoso”, relata a Cipe. O individuo conseguiu invadir uma residência aparentemente desocupada, ao passo que foi iniciada uma minuciosa varredura perimetral que culminou com a localização do mesmo baleado e agonizando. ”De imediato, a guarnição conduziu o indivíduo alvejado ao hospital local, o qual recebeu atendimento do médico do plantonista, que posteriormente informou ter o meliante não resistido aos ferimentos e infelizmente evoluiu a óbito”, acrescenta. Resistente: Bugle Santos da Silva; Materiais Apreendidos: 01 revólver calibre 38, marca TAURUS, numeração 18263, com  02 munições deflagradas e 02 picotadas; 02 tabletes pesando cerca de 800 gramas, de substância aparentando ser maconha. *Por Souza Andrade