Quadrilha que sequestrou ex-prefeito de Valença foi presa dividindo valor de resgate em churrascaria

/ Polícia

Suspeitos de terem sequestrado Ramiro. Foto: Henrique Mendes/G1

Os quatro homens suspeitos de terem sequestrado o empresário e ex-prefeito da cidade baiana de Valença, Ramiro José Campêlo de Queiroz, 70 anos, foram presos durante um encontro em uma churrascaria para fazer a redistribuição do dinheiro obtido por meio de negociação com a família. A informação foi divulgada pelo delegado Cleandro Pimenta, titular do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco), em Salvador, durante coletiva à imprensa no final da manhã desta segunda-feira (19). Segundo o G1, todos os presos foram apresentados na unidade de Polícia Civil, que fica no bairro da Pituba. Eles foram identificados como Carlos Eduardo Rabello, Márcio Reis dos Santos, André Luís Maciel Santos e Geraldo Alves de Carvalho. Eles foram detidos em flagrante, no município de Caçapava, no interior de São Paulo, às margens da Via Dutra. Os familiares fizeram a negociação de liberação da vítima diretamente com os criminosos e pediram que a polícia não participasse do processo, a fim de garantir a segurança do ex-prefeito. Entretanto, o delegado Cleandro Pimenta disse que a corporação, por meio do serviço de inteligência, prosseguiu com as investigações de forma paralela. Inicialmente, a polícia tinha divulgado que a vítima tinha sido liberada pelos sequestradores no estado do Espírito Santo. Entretanto, a informação foi corrigida nesta segunda-feira.

Estado da vítima

Segundo o delegado Cleandro Pimenta, Ramiro José Campêlo de Queiroz foi liberado pelos criminosos no município de Simões Filho. A polícia ainda não identificou o ponto exato do cativeiro, mas sabe que os suspeitos usaram dois imóveis. Um deles seria no município de Dias D’Ávila, na região metropolitana, e um outro na zona rural de Valença. Liberado pelos criminosos, o ex-prefeito pegou um táxi e seguiu para a casa de um dos filhos, que mora na capital baiana. A vítima chegou na residência por volta das 18h e apresentava uma fissura em um dos braços. “Ele se machucou, mas não foi por conta de agressão. Ele foi se movimentar dentro do cativeiro, aí ele levou uma queda e fissurou um dos ossos do braço”. Fora a fissura, o delegado disse que o estado físico de saúde de Ramiro José Campêlo de Queiroz é bom.

Presos

A polícia diz que todos os presos têm passagem pela polícia por assalto. Um deles, Márcio Reis dos Santos, de 42 anos, é morador de Salvador e já ficou preso por um período de 13 anos por roubo a banco. Outro, o mais velho do grupo, Carlos Eduardo Rabello, de 47 anos, natural de Recife, já foi preso por roubo de carro, assalto a carro-forte e roubo a banco. Já Geraldo Alves de Carvalho, de 36 anos, natural de Salvador, já foi preso por saidinha bancária. A polícia não detalhou o histórico criminal de André Luis Maciel dos Santos. O delegado disse que investiga a participação de outros suspeitos, mas destaca que os quatro presos são os protagonistas do sequestro.

Pai atira em direção a ex-companheira e mata filha de 1 anos e 3 meses e é preso e flagrante

/ Polícia

Emanuel Pascoal da Cruz a própria filha. Foto: Divulgação/Polícia

Uma criança de um ano e três meses morreu após o pai ter atirado contra a ex-companheira em Barra, no oeste baiano, na tarde deste domingo (18). A criança, identificada por Emanuelle Lima Pires, foi gerada quando o casal vivia junto. Segundo informações da Polícia, o acusado foi preso em flagrante, na localidade de Boa Esperança, perto do distrito de igarité, onde ocorreu o crime. Ainda segundo a Polícia, testemunhas disseram que o homem foi até a casa da ex-esposa e quando a mulher apareceu na porta, com a criança no colo, atirou. Os tiros atingiram a criança.  Ao Central da Notícia, o delegado titular de Barra, Marcos da Cunha Pina, disse que o acusado, Emanuel Pascoal da Cruz, contou em depoimento que foi ao local para atirar no irmão da ex-companheira. Como não o encontrou, atirou em direção à mulher, Dinamara de Souza Lima, que teve ferimentos leves. A arma usada no crime, de fabricação artesanal, foi apreendida e levada para a delegacia de Barra. As informações são do site Bahia Notícias

Maior partido na base do governo do Estado, o PSD de Otto Alencar ganhou filiação de Marcus Cavalcanti

/ Polícia

Marcus Cavalcanti filiou-se ao PSD de Otto Alencar. Foto: Divulgação

O PSD, partido de maior musculatura na base do governador Rui Costa (PT), com 83 prefeitos, sete deputados na Assembleia Legislativa da Bahia e o comando do União dos Municípios da Bahia (UPB) se torna ainda mais forte e ganha mais espaço na gestão estadual. Liderado na Bahia pelo senador Otto Alencar, o PSD agora tem um novo filiado, o secretário de Infraestrutura, Marcus Cavalcanti, que se filiou a legenda partidária nesta sexta-feira. ”É uma honra fazer parte de um partido que tem como presidente a maior liderança do Estado da Bahia e uma das maiores lideranças do Brasil, o senador Otto Alencar. Os partidos são formados por homens e um partido que tem Otto Alencar é um partido diferenciado”, afirmou Marcus Cavalcanti, que sucedeu o próprio Otto no comando da secretaria. Além da Seinfra, o PSD também comanda a Sedur (Secretaria de Desenvolvimento Urbano do Governo do Estado da Bahia), atualmente representada por Jusmari Oliveira. ”Tenho uma grande admiração por Marcus Cavalcanti. Ele é um ótimo secretário e, além disso, temos uma relação familiar. A minha vida pública foi iniciada a convite do pai dele, que foi um grande amigo meu, o ex-prefeito de Alagoinhas, ex-deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, Murilo Cavalcanti, um dos maiores oradores políticos que conheci. É uma alegria muito grande filiar Marcus no PSD”, disse Otto durante o ato de filiação. A legenda partidária deve ocupar uma das vagas na chapa majoritária de Rui, para a disputa sucessória de 2018. Contudo, os nomes do PSD até agora cotados para integrar a chapa são de Angelo Coronel, presidente da Assembleia e do deputado federal Antonio Brito.

Youtuber de 14 anos tem morte cerebral após ser atingida por tiro na cabeça no Paraná

/ Polícia

Isabelly Cristine Santos teve morte cerebral. Foto: Rede Social

A youtuber paranaense Isabelly Cristine Santos teve sua morte cerebral confirmada pela Secretária de Saúde do Paraná, na noite dessa quarta-feira (14). A jovem de 14 anos foi atingida por um tiro na cabeça na madrugada de ontem e estava internada em estado gravíssimo no Hospital Regional de Paranaguá. Segundo informações do portal Tribuna do Paraná, o Boletim de Ocorrência aponta que os tiros ocorreram após uma briga de trânsito na PR-412, estrada que liga os balneários. Na versão da Polícia Civil, homens que estavam em um carro dispararam pelo menos três tiros contra o veículo ocupado por Isabelly. Já a família da menina nega a briga e afirma que o carro foi fechado pelo automóvel dos atiradores. De acordo com a publicação, Isabelly e a mãe estavam no banco de trás de um Gol branco enquanto um amigo e o pai dele ocupavam os assentos do motorista e do carona. Os atiradores estavam em um Citroën Xsara Picasso. Até o momento, dois homens foram detidos, tendo um deles assumido a autoria dos disparos, segundo a matéria. Apesar de não ter ainda uma formação, Isabelly tinha um canal de entrevistas no Youtube – o ”Isa Top Show” conta com mais de 50 mil inscritos.

Polícia recupera R$ 1,4 milhão pagos em resgate do empresário e ex-prefeito de Valença sequestrado

/ Polícia

Valor em cédulas de dólar apreendido em churrascaria. Foto: SSP

O dinheiro foi apreendido em operação realizada em Caçapava, interior de São Paulo, na Quarta-feira de Cinzas (14). O valor, que  ultrapassa a casa do R$ 1 milhão, foi pago pela família de Ramiro para a libertação da vítima que foi sequestrada no dia 18 de janeiro.  O montante foi apreendido, segundo divulgou a Secretaria da Segurança Pública da Bahia, em uma churrascaria no km 19 da Rodovia Presidente Dutra, com quatro envolvidos no crime. A operação também contou com informações da Superintendência de Inteligência da Secretaria da Segurança Pública. Os baianos Márcio Reis dos Santos, conhecido como Bradock, e Geraldo Alves de Carvalho Neto, o pernambucano Carlos Eduardo Rabello e o mineiro André Luís Maciel Santos já estão presos na Delegacia Antissequestro da Polícia Civil de São Paulo, que também apoiou a operação. Segundo o delegado do Draco responsável pelas investigações, Cleandro Pimenta, embora a família não tenha aceitado a participação da polícia na negociação com a quadrilha, a Polícia Civil seguiu com as demais providências de polícia judiciária, chegando à identificação e prisão do grupo. O  delegado permanece em São Paulo dando seguimento às buscas por mais integrantes da quadrilha. ”Foi um trabalho conjunto, que graças aos esforços de todos os setores chegamos aos autores do crime”. O empresário e ex-prefeito de Valençfoi libertado pelos sequestradores na manhã de segunda-feira (12), no Espírito Santo.

Ele tem um perfil violento, afirma delegada sobre agressor de jovem na Graça, em Salvador

/ Polícia

Edson Rodrigues, de 26 anos, está preso. Foto: Bocão News

A Polícia Civil de Salvador apresentou Edson Rodrigues, 26 anos, na tarde desta quarta-feira (14) autor confesso das agressões contra Kaique Abreu, 22, na madrugada de sexta-feira, na Graça. Segundo a delegada Carmem Dolores, da 14ª Delegacia Territorial da Barra, Edson afirmou que estava com raiva após ter se envolvido em uma briga no Carnaval e queria descontar em alguém e sua escolha foi aleatória. ”Ele tem um perfil violento, um histórico de violência. Tem um caso de violência doméstica contra a companheira anterior e teria baleado um vizinho”, explicou a delegada, conforme publicação do Bocão News. O suspeito foi preso na manhã de hoje, na Capelinha de São Caetano e foi autuado em flagrante por homicídio tentado. Já Bruno Fernando é um adolescente e foi conduzido ao Departamento de Homicídio e Proteção a Pessoa (DHPP). Bruno será autuado por omissão de socorro e por favorecimento pessoal, mas deve responder em liberdade. O adolescente foi encaminhado para o Delegacia do Adolescente Infrator (DAI).

Universitário agredido na Graça em Salvador tem morte cerebral; um suspeito é preso

/ Polícia

Kaíque Moreira Abreu, 22, teve morte cerebral. Foto: Reprodução

O estudante de engenharia mecânica Kaíque Moreira Abreu, 22, teve morte cerebral, confirmou nesta quarta-feira (14) um tio do rapaz. Ele está internado no Hospital Português desde que foi agredido ao voltar do carnaval, na Graça, em Salvador, na madrugada de sexta (9). Segundo o familiar, os aparelhos de Kaíque serão desligados amanhã. Edson Rodrigues dos Santos, 27 anos, foi preso pelo crime. ”Estava brincando carnaval, aí ele se perdeu do primo e dos amigos que ele foi pro carnaval. Inclusive ele tinha até me chamado, mas eu falei pra ele que eu não ia porque teria que trabalhar. No que ele se perdeu, foi voltar para casa. Quando estava voltando para casa simplesmente foi surpreendido com um murro na boca e após ele cair no chão, assim que ele caiu, o agressor ainda deu um chute na cabeça. E foi confirmado que ele teve uma morte cerebral. Infelizmente perdemos um ente querido. Uma vida se foi. E a gente só quer justiça. Foi um crime gratuito, sem explicação, sem motivo. Uma perda pra família. Eu cresci, fui criado com ele, mesmo sendo tio, temos praticamente a mesma idade. Fomos criados juntos, tivemos infância juntos. É muito difícil”, disse o tio Hayron Hamilton à imprensa esta tarde.

No momento do ataque, Edson estava acompanhado de outros quatro amigos – desses, dois eram adultos e dois adolescentes de 15 e 17 anos. No entanto, segundo a polícia, somente Edson agrediu o rapaz. De acordo com o delegado José Bezerra Júnior, diretor do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Edson e os outros foram localizados pelas imagens das câmeras de segurança que registraram o crime. Através delas, a polícia localizou o veículo  em que fugiram após a agressão. O caminhão estava estacionado na Rua Manoel Barreto. Na noite de terça-feira (13), policiais encontraram os quatro colegas de Edson no caminhão, indo em direção ao circuito Barra-Ondina (Dodô). Ao serem abordados, eles confirmaram que estavam envolvidos na ocorrência. Foi a partir dos amigos que Edson foi encontrado e preso por policiais do DHPP. A justificativa de Edson para cometer o crime foi que ele havia sido agredido no circuito e quis ”descontar” em alguém. Quando voltava para o caminhão, que o levaria junto com os amigos para casa, viu Kaíque subindo a ladeira e o atacou com murros. O jovem retornava do Carnaval, por volta de 3h, quando foi atacado.

”Ele informa que estava vendendo queijinho nessa noite (de sexta-feira), e, em dado momento passou a curtir. E, palavras dele, teria se envolvido em uma discussão, uma briga. Nessa briga, ele sofreu uma agressão. No retorno do carro para ir para casa, ele resolveu revidar essa agressão em qualquer pessoa que passasse no momento. Infelizmente, o jovem Kaíque sofreu essa agressão”, afirmou Bezerra. Ainda de acordo com o delegado, o suspeito não resistiu à prisão. A delegada Carmem Dolores reforçou que não houve motivação para o ataque. ”Não houve nada que ensejasse isso. Na realidade, foi uma coisa extremamente de graça, violenta. Ele diz que simplesmente fez uma besteira. O menino (Kaíque) veio andando e ele se aproximou, já incontinente, e desferiu, pegou [Kaíque] totalmente desprevenido”. Os outros dois homens e os dois adolescentes vão responder por omissão de socorro. Edson vai responder por homicídio. As informações são do Correio

Bandidos furam bloqueio em Jaguaquara, esbarram com PRF em Jequié e abandonam carro roubado

/ Polícia

Carro Golf havia sido tomado de assalto. Foto: Divulgação/PRF

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Jequié recuperou um veículo que havia sido tomado de assalto na noite desta terça-feira (13), em Santo Antônio de Jesus, no Recôncavo baiano. De acordo com informações do proprietário do automóvel VW/Golf o carro foi tomado por dois assaltantes por volta das 15h, em frente a Farmácia Pague Menos, em Santo Antonio e os autores fugiram em direção a BR-101, tendo acesso a Rodovia BR-420 e chegaram a furar um bloqueio feito pela polícia, que teria sido avisada do roubo, no Entroncamento de Jaguaquara. Em Jequié, a PRF, que fazia o acompanhamento tático identificou o veículo e trocou tiros com os bandidos, que abandonaram o Golf embrenharam-se num matagal, na margem da BR-116 e desapareceram. Depois de informado sobre a apreensão do veiculo, o proprietário, Thiago Veríssimo Santos Sodré, publicou nas redes sociais um depoimento e fez agradecimentos.

Leia abaixo o depoimento da vítima

Meus amigos e colegas noite! Nesta terça-feira de carnaval fui assaltado com minha Fernanda em frente à Farmácia Pague Menos em Santo Antônio de Jesus/BA as 15hrs, levaram o meu veículo Golf… Assim que eu desci do carro um indivíduo acompanhado p um outro bandido e uma mulher “fingindo segurar um bebê com panos enrolado” veio pelas atenciosamente pelas minhas costas e falou “perdeu, perdeu” e pediu as chaves do carro, ele reparou um volume no meu bolso e perguntou o que era, disse que era a carteira e ele levou, dps ele pediu que eu levantasse a camisa, acredito que p mostrar que eu não estava armado, mostrei que estava sem nada… os 3 entraram no carro e rasgaram rapidamente em direção a BR-101… Imediatamente informei a PRF, PM e Polícia Civil, dps de 40 min consegui falar com a seguradora e eles começaram a rastrear o carro via GPS, eles já estavam no município de Mutuípe, dps a Polícia Rodoviária Estadual fez um bloqueio próximo ao município de Jaguaquara, eles furaram o bloqueio e houve troca de tiros… Finalmente a seguradora me ligou por volta das 20:30 informando que a Polícia local havia identificado o veículo e estavam fazendo acompanhamento tático, houve troca de tiros e os bandidos fugiram pelo mato, a PRF de Jequié conseguiu recuperar meu carro… Amanhã vou ver com a seguradora se eles mandam pelo guincho, pois fica a cerca de 220km daqui. Agradeço A Deus por não ter tido nenhum dado a minha vida e saúde e tbm a minha noiva, saímos ilesos… agradeço tbm ao trabalho de rastreamento da seguradora, da PM, PC, PRE e PRF, muito obrigado pela atuação e pela recuperação do veículo com meus pertences! Thiago Veríssimo Santos Sodré

Após 25 dias, sequestradores libertam ex-prefeito de Valença, dono das Lojas Guiabim

/ Polícia

Ramiro Campelo foi liberado nesta segunda. Foto: Reprodução

Sequestrado no dia 18 de janeiro, o ex-prefeito de Valença e fundador das lojas Guaibim, Ramiro Campelo, foi liberado na manhã desta segunda-feira (11). De acordo com informações registradas na polícia, ele foi levado por três homens quando saía de casa. Conforme informado pelo blog IPolítica, Campelo foi solto no Estado do Espírito Santo. Ainda não há informações sobre a negociação e as circunstâncias que levaram à soltura da vítima.

Comandante da Polícia Militar garante segurança em Jequié e região durante o Carnaval

/ Polícia

Gondim diz que PM não sofrerá alteração. Foto: Blog Marcos Frahm

O policiamento da cidade de Jequié e região não sofrerá alterações no decorrer do período carnavalesco, garante o comandante do 19° Batalhão de Polícia Militar, o Ten Cel Itamar Gondim. ”É natural que a população fique apreensiva em virtude do número de efetivo que foi disponibilizado para reforçar o carnaval de Salvador. Entretanto, visando manter a segurança da população de Jequié e cidades vizinhas, e ainda e resguardar o patrimônio dos que viajarão durante o feriado prolongado, o Ten Cel Gondim assegura que houve um planejamento estratégico junto à Coordenação de Planejamento Operacional, a fim de manter a estrutura do policiamento ostensivo. ”Durante o Carnaval, manteremos a Polícia Militar ativa e atuante em toda a região, com o mesmo efetivo cotidiano e até com ações mais vigorosas, para que se evitem atos criminosos neste período. Estamos atentos às demandas da segurança pública pertinentes à Polícia Militar em Jequié”, concluiu o comandante da instituição militar na região.

Polícia Federal prende o deputado João Rodrigues no Aeroporto de Guarulhos em São Paulo

/ Polícia

Deputado pediu impeachment de Dilma. Foto: Agência Câmara

A Polícia Federal prendeu na manhã de hoje (8) o deputado federal João Rodrigues (PSD-SC), condenado pela segunda instância da Justiça Federal a cinco anos e três meses por dispensa irregular de licitação, quando ocupou o cargo de prefeito de Pinhalzinho (SC). A prisão ocorreu no Aeroporto internacional de Guarulhos. Investigação da Polícia Federal identificou que o deputado que estava nos Estados Unidos, fez uma alteração na sua passagem de avião, mudando o destino final de Brasil para Paraguai. Como na segunda-feira (12) a execução da pena estaria prescrita, o ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes, autorizou a inclusão do nome do deputado na lista da Organização Internacional de Polícia Criminal (Interpol). Informações da Agência Brasil

Polícia Federal não consegue desbloquear o celular do deputado Lúcio Vieira Lima, irmão de Geddel

/ Polícia

O perito federal Fábio Sícoli informou aos investigadores encarregados dos inquéritos em tramitação no Supremo Tribunal Federal (STF) que a Polícia Federal não conseguiu destravar o celular do deputado Lúcio Vieira Lima (MDB-BA) para acessar o conteúdo. A informação é da coluna Expresso, da revista Época. Lúcio é investigado no caso dos R$ 51 milhões apreendidos em Salvador e teve o aparelho recolhido pela PF. De acordo com o relato de Sícoli, a perícia não dispõe de ferramenta capaz de desbloquear o telefone nas versões mais atuais do sistema operacional.

Policiais civis de folga poderão portar arma institucional no Carnaval de Salvador

/ Polícia

Policiais estarão armados fora da farda. Foto: Agência A TARDE

Este será o primeiro Carnaval em que estará em vigor uma instrução normativa que autoriza policiais civis a portarem armas institucionais em grandes aglomerações, mesmo fora de serviço. Na prática, os policiais poderão circular pela festa com a arma do Estado, tanto na pipoca, como em blocos e camarotes, mesmo de folga ou de férias. A norma foi publicada em setembro do ano passado, no Diário Oficial do Estado. De acordo com a assessoria da Polícia Civil, o Estatuto do Desarmamento, em vigor desde 2003, estabelece que cada instituição deve regulamentar o porte de armas de fogo pelos policiais. Antes da publicação da Instrução, o gestor da Polícia Civil expedia, anualmente, uma portaria, antes do Carnaval, normatizando o uso do armamento pelos policiais. A Instrução era válida até o ano seguinte.

Regras
A instrução normativa estabelece que os policiais civis devem portar a arma ”de forma discreta, sempre que possível, visando evitar constrangimento a terceiros”. O policial deve comunicar o porte de arma de fogo ao responsável pela segurança do local com a apresentação da carteira de identidade funcional e do número da arma de fogo. A orientação é que a comunicação também seja realizada de forma discreta. O consumo de álcool ou de substâncias que comprometam a capacidade psicomotora é proibida, sob pena de responsabilização administrativa e criminal. Em casos de descumprimento das normas estabelecidas na publicação, a Corregedoria da Polícia Civil (Correpol) irá apurar as condutas. De acordo com o presidente do Sindicato dos Policiais Civis e Servidores da Segurança Pública do Estado da Bahia (Sindpoc), Marcos Maurício, a arma institucional é para a defesa do próprio policial e da sociedade e que usos divergentes desses serão investigados. Em entrevista à TV Bahia, o Secretário de Segurança Pública (SSP), Maurício Barbosa, defendeu que a instrução normativa prevê diversas regras para que o policial possa portar sua arma. Mauricio Barbosa salientou ainda que fará um trabalho junto à Corregedoria, para fazer com que esses policiais se identifiquem. ”É importante que o policial, ao se identificar como policial, tenha o compromisso de colocar seu nome e a matrícula para que haja o respeito também de integridade física ou atuação da polícia nesses locais”, afirmou. As informações são do Correio

Suspeito de matar policial militar morre em confronto com a polícia, em Porto Seguro

/ Polícia

Bochecha (à esquerda) e Sherek são procurados. Foto: SSP-BA

Morreu em confronto com a polícia, na noite deste sábado (3), em Porto Seguro, um dos suspeitos de matar o sargento PM Françual Manoel dos Santos. Vilson Sacramento Oliveira, de 23 anos, estava escondido em uma casa no bairro Pindorama, quando os agentes chegaram de surpresa. O suspeito foi localizado graças a uma denúncia anônima. Vilson foi flagrado por câmeras da região. Com a polícia já no local, houve troca de tiros e o homem morreu ali mesmo. Com ele foram encontrados um revólver calibre 32 e munições. O material foi apresentado na Delegacia do município. Os outros dois comparsas de Vilson e também integrantes da quadrilha, Bruno Conceição da Souza, 20 anos, conhecido como ”Sherek”, Pedro Vinícius dos Santos, 22, o ”Bochecha”, são procurados pela polícia. Segundo a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), eles também são suspeitos de ter matado o sargento, em Eunápolis. ”Estamos com diligências ininterruptas na busca por esses criminosos, que costumam atuar não só em Eunápolis, mas também são vistos em Porto Seguro e Belmonte”, disse o delegado Moisés Damasceno, titular da 23ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior.