Após seis anos em Jequié, delegado Fabiano Aurich deixará o cargo de coordenador da 9ª Coorpin

/ Polícia

Fabiano Aurich irá para Vitória da Conquista. Foto: Blog Marcos Frahm

Atuando desde março de 2013 no cargo de Delegado Regional, na condição de coordenador da 9ª Coorpin, sediada em Jequié, e responsável pela Polícia Civil em cidades do Médio Rio de Contas e Vale do Jiquiriçá o delegado Fabiano Aurich está deixando a região para exercer a mesma função em Vitória da Conquista, onde assumirá a coordenação da 10ª  Coordenadoria Regional de Polícia do Interior. O decreto simples assinado pelo governador Rui Costa foi publicado no Diário Oficial do Estado, datado de hoje, quinta-feira (10/10).

Em contato nesta tarde, com o Blog Marcos Frahm, Aurich expressou sentimento de gratidão aos colegas, policiais, população de Jequié e região e aos profissionais de imprensa pela boa relação ao longo dos últimos anos. ”Só agradecer a todos, que colaboraram com a polícia e nos ajudaram a fazer pela segurança pública. Sentirei saudades dessa região, mas onde estiver estarei sempre a disposição para contribuir de alguma forma pelo bom desempenho da 9ª Coorpin”, disse Fabiano.

Para ocupar a chefia da 9ª Coorpin, foi nomeado o delegado Cristiano Marcos Pitangueira Mangueira, que estava exercendo, em Salvador, função no Departamento de Polícia do Interior – Depin. Cristiano já passou pela Delegacia Territorial de Ipiaú, além da DT de Jequié, para onde retornará, agora, como coordenador.

Comando da 93ª Companhia da Polícia Militar garante policiamento normal em Maracás e região

/ Polícia

PM mantem sua rotina normal em Maracás. Foto: Blog Macos Frahm

O comando da 93ª Companhia Independente da Polícia Militar, sediada em Maracás, responsável pelo policiamento na cidade e em outros municípios, como Planaltino, Iramaia, Lagedo do Tabocal, Itiruçu e Lafaiete Coutinho informou ao Blog Marcos Frahm que mantém sua rotina, seguindo orientação do Comando-Geral da PM/BA, representado pelo Coronel Anselmo Brandão.

A 93ª informou ainda que não há clima de greve na região e que a Companhia está pronta para atender as demandas da população e garantir a segurança pública nos municípios da sua jurisdição.

PF combate esquema que fraudou mais de R$ 7 milhões da Previdência Social na Bahia

/ Polícia

PF realiza a Operação Caduceu na Bahia. Foto: Divulgação

A Polícia Federal (PF), em ação conjunta com a Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, integrantes da força-tarefa previdenciária, deflagrou na manhã desta quarta-feira (09), a Operação Caduceu na Bahia, Sergipe, Alagoas e Pernambuco, contra uma quadrilha que fraudava benefícios do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

O prejuízo estimado aos cofres púbicos ultrapassa R$ 7 milhões, relativos a pelo menos 140 benefícios com constatação de fraude, números estes que, com o avançar das investigações, poderão se revelar muito superiores.

Um dos alvos na capital baiana foi um apartamento no quinto andar, do edifício Morada dos Bosques, no bairro da Barra. Estão sendo cumpridos 15 mandados judiciais, sendo três de prisão preventiva e 12 de busca e apreensão, em Salvador e Camaçari, na Bahia, e em Aracaju, Sergipe

Segundo a PF, durante as investigações foi comprovado que as fraudes eram executadas em dois momentos: criação de vínculos empregatícios fictícios, inseridos no Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS) por meio de GFIP’s extemporâneas, para comprovação da qualidade de segurado; uso de documentos médicos falsos com o objetivo de simular patologias para obtenção de benefícios previdenciários, em especial o auxílio-doença e a aposentadoria por invalidez.

A organização criminosa era composta por um técnico em contabilidade – daí o nome da Operação –, um servidor do INSS, além de uma pessoa responsável por falsificar os laudos e relatórios médicos utilizados pelos criminosos.

Os envolvidos responderão por diversos crimes, dentre eles integrar organização criminosa, estelionato previdenciário, uso de documento falso, falsidade ideológica e falsificação de documento público, com penas que, se somadas, podem chegar a mais de 30 anos de prisão.

Líder de duas greves da Polícia Militar, Prisco já foi preso e responde a processos judiciais

/ Polícia

Deputado Soldado Prisco liderou duas greves. Foto: Reprodução

Líder de duas greves da Polícia Militar da Bahia (PM-BA) em 2012 e 2014, o deputado estadual Soldado Prisco (PSC) foi preso nas duas vezes em que liderou as paralisações e responde, até hoje, a alguns processos judiciais por causa destas atuações. A Constituição veda a greve de militares.

Comandante da Associação dos Policiais e Bombeiros e de seus Familiares do Estado da Bahia (Aspra/Bahia), Prisco foi denunciado pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA) por falsidade ideológica. O parlamentar é acusado de fraudar documentos da Aspra e, em abril deste ano, virou réu no caso. A entidade diz ter 15 mil filiados dos 33 mil PMs da Bahia.

Depois de ser preso em 2014, o social-cristão foi proibido pela Justiça Federal de ter contato com diretores das associações, inclusive da Aspra, e de frequentar quartéis. O deputado recorreu, mas o Superior Tribunal de Justiça (STJ) e pelo Supremo Tribunal Federal (STF) negaram.

Eleito vereador de Salvador pela primeira vez em 2012 pelo PSDB, Prisco liderou as duas greves da PM no governo de Jaques Wagner, do PT. Hoje deputado de oposição à administração de Rui Costa (PT), ele já foi filiado a partidos de esquerda, o PCdoB e o PSOL.

Crítico do governo do PT, Prisco afirma que a sigla ”nunca foi de esquerda” e usa ”essa bandeira de esquerda para enganar as pessoas”. O parlamentar reclama que sua categoria sofre com falta de equipamentos e de reajuste salarial. Nesta terça-feira (8), a Aspra deflagrou uma nova greve, mas o Comando da Polícia Militar diz que não houve adesão dos militares. As informações são do Bahia Notícias

Polícia Militar não está em greve, garante Comandante Geral; policiamento normal em todo o estado

/ Polícia

Comando Geral da PM, Anselmo Brandão. Foto: SSP/BA

O Comando Geral da Polícia Militar afirma que recebeu a informação de uma greve decretada por um deputado estadual. ”Trata-se

de um movimento político sem a adesão da PM”, diz o Coronel Anselmo.

A Polícia Militar informa que o movimento político tem a intenção de criar clima de insegurança. Isso não será permitido.

”A Polícia Militar da Bahia garante o policiamento ostensivo em todo o estado e tranquiliza a população, que deve manter sua rotina normalmente. Reforça que o responsável pelas operações nas ruas  é o Quartel do Comando Geral, que está pronto para atender a todas as demandas da sociedade”.  Adianta ainda que, os policiais que não atenderem suas escalas responderão conforme Legislação Militar.

PMs deflagram greve em assembleia; Secretaria de Segurança nega e monitora ”pequeno movimento”

/ Polícia

Prisco diz que PM entrou em greve. Foto: Carol Garcia

Policiais militares decidiram, em assembleia da categoria realizada nesta terça-feira (08/10), decretar greve em todo o estado. De acordo com o deputado estadual Soldado Prisco (PSC), que conduz o movimento, a mobilização deflagrada, chamada de ”segurança por segurança”, conta com a adesão de 10 mil policiais que votaram por unanimidade pela greve, conforme publicou o site Bahia Notícias. A Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA) nega a existência de um movimento paredista na Polícia Militar da Bahia (PM-BA) e trata a mobilização como um ”pequeno movimento”.

”Vocês que estão nos quartéis, fiquem nos quartéis, pois não tem segurança para você na rua”, declarou Prisco em vídeo compartilhado nas redes sociais. O deputado estadual conclamou os policiais a aderirem ao movimento e permanecerem na sede da Associação Desportiva e Cultural da Coelba (Adelba).

Os policiais reivindicam, entre outros pontos, melhorias do Planserv, reforma do estatuto, reajuste do auxílio alimentação, um novo plano de carreira e Isenção de ICMS para aquisição de arma de fogo. Na última semana, o comandante-geral da PM, Anselmo Brandão, negou o movimento. Sobre a possibilidade de greve por parte da PM-BA, Brandão amenizou e disse que ”não somos irresponsáveis para parar uma cidade por causa de pauta que sequer a gente analisa”, ao se referir os pleitos sobre Planserv e RH Bahia de grupos de profissionais de segurança pública (lembre aqui).

 

 

Dois mil policiais militares da Bahia já participaram de programa contra estresse

/ Polícia

Desde 2016, a Polícia Militar da Bahia (PMBA) oferece à tropa um curso com técnicas de respiração que ajudam a lidar com o estresse, tanto na vida pessoal quanto na profissional. O curso é baseado no Happiness Program (‘Programa da Felicidade’, em tradução livre), ministrado pela organização internacional Arte de Viver, que desenvolveu uma abordagem específica para os militares.

”Cerca de dois mil policiais militares já participaram do curso. O efeito do Programa Arte de Viver na corporação tem sido positivo. Os depoimentos são ótimos, os policiais relatam que os benefícios são grandes, tanto para a atividade de policial militar quanto no dia a dia deles com a família e amigos”, destaca a coordenadora do curso Arte de Viver na PMBA, major Claudia Mara.

A policial militar Milena Celina participou de uma das turmas e percebe os benefícios na saúde. “Eu roncava e parei. A minha convivência com meus colegas melhorou, porque a gente fica mais concentrado, calmo e alegre. Foi muito bom”, afirma a cabo.

O coordenador de projetos estratégicos da Arte de Viver, Marcel Queiroz, explica que ”o trabalho é específico para o policial militar, no sentido de que o curso é formatado para lidar com algumas questões vividas por ele”. Queiroz acrescenta que ”nos cursos regulares, nós também falamos sobre estresse e técnicas para gerenciá-lo, mas, no caso da polícia, nós nos aprofundamos em algumas questões típicas da profissão, para que os profissionais tenham mais qualidade de vida e melhor desempenho profissional”.

Entre os dias 15 e 18 de outubro, uma nova turma com 100 policiais participará do programa. O curso será ministrado na Vila Militar, no bairro do Bonfim, em Salvador.

Confronto com suspeitos na BR-116 termina com um morto e carro roubado recuperado, diz PRF

/ Polícia

Polícia recuperou carro que foi roubado em Poções. Foto: PRF

Agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreenderam uma arma de fogo e recuperaram um veículo roubado na tarde desta segunda-feira (07/10). O fato ocorreu no km 669 da BR – 116, na entrada de Jequié.

Era por volta das 12h30 quando uma equipe da PRF realizava patrulhamento de rotina no Km 665, momento em que foi informada através do sistema SINAL, do registro de roubo de um veículo Ford/Ka, de cor branca, fato ocorrido momentos antes na cidade de Poções (BA).

Em seguida, já no Km 670 os PRFs avistaram o veículo suspeito passar na rodovia em sentido contrário, com 02 ocupantes. Diante desse fato, conforme informou a PRF, os policiais iniciaram tentativas de abordagem, porém o condutor desobedeceu as ordens de parada e empreendeu fuga.

Ainda segundo a polícia, iniciou-se um acompanhamento tático e, após alguns quilômetros, conseguiram se aproximar do veículo em fuga, porém disparos de arma de fogo foram efetuados contra a equipe, que reagiu iniciando uma troca de tiros.

Durante o confronto, um dos suspeitos foi baleado e socorrido pela equipe – que o encaminhou ao Hospital Geral Prado Valadares – porém o mesmo não resistiu e veio a óbito. A PRF informou também que foi encontrado um revólver calibre 38, 3 munições deflagradas e 2 intactas com o suspeito. O outro indivíduo, de arma em punho, fugiu em meio ao matagal e apesar de buscas dos agentes na área, ainda não foi localizado.

Em consulta aos sistemas da polícia utilizados pela PRF, verificou-se que o resistente já tem registro criminal por crimes de roubo, receptação e falsificação.

Além do veículo recuperado, foram apreendidos 04 aparelhos celulares e dinheiro. A ocorrência e os materiais foram apresentados e entregues à Polícia Civil de Jequié, para procedimentos cabíveis.

Jovens são presos com entorpecente em operação da PM no Entroncamento de Jaguaquara

/ Polícia

Por volta das 16h30 de sábado (05/10), uma guarnição da Polícia Militar, durante operação de combate à poluição sonora, no Entroncamento de Jaguaquara, avistou 03 indivíduos em local suspeito, próximo de casas residenciais em um conjunto habitacional do Minha Casa, Minha Vida e,  ao notarem a presença da guarnição tentaram evadir, correndo para um matagal; os policiais realizaram cerco no local, o que proporcionou a captura dos conduzidos, com uma certa quantidade de substância análoga a maconha, dinheiro e sacolés.

Ao serem questionados sobre a origem da droga, os abordados informaram pertencer a Alexandre dos Santos Rocha,19 anos,  que foi detido com Lucas Silvano dos Santos, de 22. Com eles a PM apreendeu R$ 124,10, em notas e moedas diversas; 135 gramas de substância análoga à maconha; e 01 aparelho celular, marca Linux, cor preta.

Homens armados invadem casa e matam jovem a tiros em Itabuna; namorada dele ficou ferida

/ Polícia

Crime ocorreu no bairro Nova Itabuna. Foto: Blog Verdinho Itabuna

Homens armados invadiram uma casa e mataram a tiros um jovem de 22 anos, na cidade de Itabuna, sul da Bahia, na noite de domingo (6). Segundo André Aragão, coordenador de polícia da cidade, a namorada da vítima, de 18 anos, também foi baleada na ação, mas sobreviveu.

Ainda de acordo com o coordenador, Moisés Bandeira dos Santos estava dentro de casa com a companheira, Thainara Ferreira Alves, na Rua do Dendê, bairro Nova Itabuna, quando os criminosos chegaram e balearam os dois.

O jovem morreu no local. O corpo dele foi levado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) da cidade. Não há informações sobre sepultamento.

Já a namorada dele foi encaminhada para o Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães, que fica na cidade. Não há informações sobre o estado de saúde dela.

Os criminosos fugiram logo após o crime. A polícia ainda não tem informações sobre autoria e motivação. O caso é acompanhado pela Delegacia de Homicídio da cidade. Com informações do G1

Polícia Federal sugere nova apuração sobre caixa 2 em campanha de ministro de Bolsonaro

/ Polícia

Ministro Marcelo segue na mira da PM. Foto: Roberto Castro

A Polícia Federal sugeriu a abertura de uma segunda investigação em decorrência do caso de candidatas laranjas do PSL, desta vez especificamente para as contas de campanha do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio. Conforme a Folha revelou no domingo (6), um depoimento e uma planilha apreendida na apuração do caso levantam suspeita de que dinheiro do esquema das laranjas do PSL foi desviado para abastecer, por meio de caixa dois, as campanhas do presidente Jair Bolsonaro e de Álvaro Antônio, que era coordenador da candidatura presidencial em Minas Gerais e candidato à Câmara dos Deputados. A nova investigação, caso aberta, terá o ministro de Bolsonaro como foco principal, sob suspeita de ter movimentado recursos sem o conhecimento da Justiça Eleitoral.

Além do depoimento e da planilha, a PF reuniu ainda outros indícios de recursos não contabilizados na campanha de Álvaro Antônio. Os casos estão nos autos e foram enviados para o Ministério Público, que é quem vai decidir se abre a nova apuração. O promotor Fernando Ferreira Abreu já confirmou que haverá novas investigações, mas não deu detalhes. Nas apurações do laranjal, Álvaro Antônio foi indiciado e denunciado na semana passada, ao lado de outras dez pessoas, sob acusação dos crimes de falsidade ideológica eleitoral, apropriação indébita de recurso eleitoral e associação criminosa —com penas de até cinco, seis e três anos de cadeia, respectivamente.

O hoje ministro foi o candidato a deputado federal mais votado de Minas, tendo sido reeleito ao cargo.
Não há nenhuma ação por parte da PF no que diz respeito às menções de dinheiro desviado para material de campanha para Bolsonaro. O ministro Sergio Moro (Justiça), a quem a Polícia Federal está subordinada, publicou em suas redes sociais neste domingo uma enfática defesa do presidente, apesar de as investigações estarem sob sigilo. “Jair Bolsonaro fez a campanha presidencial mais barata da história. Manchete da Folha de S.Paulo de hoje não reflete a realidade. Nem o delegado, nem o Ministério Público, que atuam com independência, viram algo contra o PR [presidente da República] neste inquérito de Minas. Estes são os fatos”, afirmou.

Adversário no segundo turno das eleições, Fernando Haddad (PT) declarou gastos de R$ 37,5 milhões. Bolsonaro, R$ 2,5 milhões. A Folha revelou, em reportagens publicadas desde o início de fevereiro, a existência de um esquema de desvio de verbas públicas de campanha do PSL em 2018, que destinou para fins diversos recursos que, por lei, deveriam ser aplicados em candidaturas femininas do partido. Neste domingo, o jornal mostrou que Haissander Souza de Paula, assessor parlamentar de Álvaro Antônio à época e coordenador de sua campanha a deputado federal no Vale do Rio Doce (MG), disse em seu depoimento à PF que “acha que parte dos valores depositados para as campanhas femininas, na verdade, foi usada para pagar material de campanha de Marcelo Álvaro Antônio e de Jair Bolsonaro”.

Em uma planilha apreendida na empresa Viu Mídia, nomeada como “MarceloAlvaro.xlsx”, há referência ao fornecimento de material eleitoral para a campanha de Bolsonaro com a expressão “NF”, que seria nota fiscal, e com a expressão “out”, o que significa, na compreensão de investigadores, pagamento “por fora”. Não há registro, na prestação de contas entregue por Jair Bolsonaro à Justiça Eleitoral, de gastos
com a Viu Mídia. Além desse novo inquérito destinado à campanha do ministro, a polícia solicitou a abertura de pelo menos mais dois para investigar, de forma individual, outros envolvidos no esquema.

Em Jequié, suspeito de homicídio morre em ação da Cipe e jovem é preso com droga em Ibirataia

/ Polícia

Cipe Central apreendeu arma e drogas em ações. Foto: Divulgação

A polícia registrou, em Jequié, nesta semana, um auto de resistência após ações da Companhia Independente de Policiamento Especializado – Cipe Central. A primeira ação foi registrada na quarta-feira (02/10), em Jequié, quando uma guarnição patrulhava no bairro Inocoop, por volta das 05h30. Segundo informações policiais, pessoas que faziam caminhada na área relataram haver um suspeito comercializando droga na localidade.

Os policiais foram averiguar a denúncia, sendo surpreendidos com disparos de arma de fogo, havendo revide, tendo como alvo Adriano Santana Almeida, que foi atngido e socorrido ao Hospital Geral Prado Valadares – HGPV, mas não resistiu aos ferimentos à bala. O mesmo era também suspeito de homicídio, roubo, furto e agressão a mulher. Com ele foi apreendido um revólver calibre 38, dois celulares, crack, cocaína e maconha.

Já na cidade de Ibirataia, nesta quinta-feira (03), policiais da Cipe detiveram Eron Felipe Souza Santos, após denúncia de envolvimento do mesmo com o tráfico de drogas. Eron foi preso em flagrante quando tentava dispensar um pacote com entorpecente.

Com ele, os policiais disseram apreender: Uma balança de precisão marca Águia Urso, um celular Samsung branco, 135g de substância análoga à cocaína, diversas unidades de sacolés pra embalagem e a quantia de R$ 426,00 em espécie.  Eron Felipe foi apresentado na Delegacia Territorial local.

Misericórdia: Adolescente é apreendido pela PM ao vomitar 14 pedras de crack em Ipiaú

/ Polícia

Um adolescente, de 14 anos, foi internado após ingerir 14 pedras de crack na cidade de Ipiaú. De acordo com o site Giro em Ipiaú, Taira de Jesus, de 25 anos, foi presa na mesma ocorrência. Os policiais foram até a Rua Noélia Coelho Silva, no bairro São José Operário, após serem informados de ocorrência de tráfico de drogas.

Ao chegar ao local, os policiais militares se depararam com duas pessoas saindo de um imóvel, sendo que o adolescente foi visto engolindo drogas. Na abordagem, o menor acabou vomitando o entorpecente, o que se verificou que havia ingerido 14 pedras de crack.

Os policiais continuaram as buscas no imóvel onde foi encontrada uma quantidade de dinheiro, com valor não informado, e mais 34 pedras de crack. Parte da droga estava entre os colchões no quarto de crianças. Os dois e o material foram apresentados na delegacia de Ipiaú.

Governador Rui Costa anuncia data de pagamento do Prêmio por Desempenho Policial

/ Polícia

Rui Costa anuncia benefício a policiais. Foto: Fernando Vivas

O governador Rui Costa anunciou o pagamento, na primeira quinzena de novembro, de R$ 40 milhões do Prêmio por Desempenho Policial (PDP). Os beneficiados diretos são mais de 25,3 mil servidores, entre militares, civis e técnicos, que trabalharam para a meta de reduzir, em pelo menos 6%, o Índice de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) na Bahia, no primeiro semestre deste ano.

No período, de acordo com a Secretaria da Segurança Pública (SSP), os registros desses crimes caíram 16%. No acumulado do ano, de janeiro a setembro, a Bahia apresentou número 14,2% menor que no mesmo período de 2018. Setembro deste ano traz ainda um dado histórico: o menor número de mortes violentas em um mês dos últimos seis anos, totalizando 347 casos.

Criado pela SSP em 2013, em reconhecimento aos esforços da equipe no combate à criminalidade no estado, o PDP já beneficiou mais de 132 mil servidores com R$ 172 milhões pagos.