Ipiaú: Sepultamento de padre que levou tiro ao volante causa comoção entre fiéis

Fiéis dão adeus ao Padre
Fiéis dão adeus ao Padre Gerisvaldo. Foto: Giro em Ipiaú

Foi enterrado nesta sexta-feira (21) o corpo de um padre que morreu após sofrer um acidente de carro ao levar um tiro e perder o controle da direção na cidade de Camamu, no sul da Bahia. O sepultamento ocorreu na cidade de Ipiaú, no Cemitério Jardim da Saudade, e atraiu uma multidão. O caso comoveu os moradores da cidade. De acordo com a polícia, o padre Gerisvaldo Batista dos Santos, de 51 anos e integrante da Paróquia de Ituberá, seguia em direção a Camamu, ambas situadas no sul do estado, quando foi atingido por disparo de uma arma e perdeu o controle do carro que dirigia, no dia 8 de novembro. “O crime aconteceu na BA-001, na entrada da cidade de Camamu, a 23 quilômetros de Ituberá. Estamos trabalhando com outras possibilidades além de latrocínio, como lesão seguida de morte. Nenhum suspeito foi encontrado ainda”, explica a delegada Camila de Souza. O padre ainda foi encaminhado com vida para um hospital de Itabuna, onde ficou em coma, mas morreu na quinta-feira (20). “Ele era uma pessoa muito animada, promovia eventos, fazia trabalhos sociais eu o conheci em Gongongi, porque somos de lá. Depois fui para São Paulo e ele foi para Ituberá, voltei há pouco tempo, ele já estava internado“, conta o Padre Joelson que está na Paróquia de Ituberá. Gerisvaldo Batista, também conhecido como padre Geris, estava na paróquia desde 2008 e foi ordenado padre em 1999. Até a publicação desta reportagem, nenhum suspeito havia sido preso. Informações do G1.

Jitaúna: Prefeito é multado e tem contas rejeitadas

R$ 5 mil ao prefeito pelas irregularidades
O prefeito Edson Silva foi multado em R$ 5 mil. Foto: BMF

O Tribunal de Contas dos Municípios, na sessão desta quarta-feira (19), opinou pela rejeição das contas da Prefeitura de Jitaúna, na gestão de Edson Silva Souza, referentes ao exercício de 2013, com aplicação de multa no valor de R$ 5 mil ao prefeito pelas irregularidades contidas no relatório. O relator do parecer, conselheiro José Alfredo, determinou ainda a restituição aos cofres municipais da quantia de R$1.624.172,90, com recursos pessoais, em razão da ausência de comprovação de pagamento de servidores (R$ 1.598.462,74), despesas ilegitimas com multas e juros por atraso no recolhimento de obrigações (R$17.304,16) e não comprovação de diárias pagas (R$ 7.115,00) e de outras despesas (R$ 1.291,00).

As contas foram rejeitadas em função da abertura e utilização de créditos no montante de R$ 2.148.859,12, sem a existência de recursos disponíveis para suporte da despesa. O relatório técnico registrou diversas irregularidades em processos licitatórios, inclusive com fracionamento de despesas em burla a processo licitatório, e procedimentos sonegados ao exame do TCM, além da contratação de servidores sem a realização de concurso público e acumulação remunerada de cargos públicos por servidores municipais. A despesa total com pessoal ultrapassou o limite de 54% estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal, vez que os gastos alcançaram a quantia de R$14.919.780,69 da receita corrente líquida de R$ 22.939.345,33, representando um percentual de 65,04%. A relatoria alertou o gestor que reconduza a despesa para o limite legal, sob pena de ser multado em valor correspondente a 30% dos seus subsídios anuais. Câmara – As contas de 2013 do presidente da Câmara de Jitaúna, Neres Costa dos Santos, foram aprovadas com ressalvas pelo TCM com aplicação de multa no valor de R$ 3 mil ao gestor, em face da realização de despesas excessivas com combustíveis e gêneros alimentícios.

Prefeito de Jitaúna segue velho modelo e demite servidores alegando diminuir despesas

Edson Silva (PT) já de
Edson Silva (PT) já de demitiu 50. Foto: Blog Marcos Frahm

A mentalidade política dos gestores baianos não sofreu nenhuma mudança nestes novos tempos. Os vícios e as virtudes são os mesmos. O modelo de administração, que muitos esperavam estar com os dias contados, vive e cresce da mesma forma. O prefeito de Jitaúna, Edson Silva (PT), adotando o mesmo discurso de outros gestores da região, como Wagner Novas (PSDB) – Itiruçu, Giuliano Martinelli (PP) – Jaguaquara, de que é preciso ajustar as finanças, após contratações sem concurso público, começou a dispensar os servidores da Prefeitura. O gestor admite ter colocado no olho da rua cerca de 50 funcionários e ainda anuncia que mais 100 serão dispensados até o final deste mês. Edson disse que o quantitativo demitido não foi suficiente para sanar a problemática financeira em Jitaúna. E a regra é a mesma, na maioria dos municípios: contratar para garantir o pão eleitoral e depois demitir para não ultrapassar o limite prudencial estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal.

Bandidos assaltam agência dos Correios de Itagibá

Elementos armados tomaram de assalto a agência dos Correios do município de Itagibá, na manhã desta terça-feira (11). De acordo com informações policiais, os criminosos invadiram a agência logo após que as portas foram abertas para o atendimento ao público. Os autores, segundo testemunhas, utilizavam armas de fogo e, com capacetes, obrigaram os funcionários a entregar-lhes dinheiro e fugira em seguida a bordo de uma motocicleta de placa não anotada. A quantia roubada ainda não foi divulgada. A polícia de Itagibá realiza buscas na região.

Itagibá: Contas da Câmara são rejeitadas pelo TCM

Nesta quinta-feira (6), o presidente da Câmara de Itagibá, Joelson Souza de Novais, teve suas contas relativas ao exercício de 2013 reprovadas pelo Tribunal de Contas dos Municípios por ter extrapolado o limite para despesa total do Legislativo. O art. 29-A da Constituição Federal estabeleceu que os gastos não poderiam ultrapassar o montante de R$ 1.621.437,82, mas a despesa orçamentária realizada foi de R$ 1.643.430,84, comprometendo o mérito das contas. O conselheiro Fernando Vita, relator do parecer, imputou multa de R$ 1.500,00 ao gestor e determinou a restituição aos cofres municipais da quantia de R$ 1.115,95, referente ao pagamento de juros e multas pela quitação com atraso de obrigações. Prefeitura – As contas do prefeito Marcos Valério Barreto foram aprovadas com ressalvas, sendo aplicada multa de R$ 3 mil por falhas remanescentes no parecer. O gestor deve promover medidas para reduzir a despesa total com pessoal, que extrapolou o limite de 54% estabelecido na Lei de Responsabilidade Fiscal. O gasto alcançou o montante de R$ 23.778.163,85, correspondendo a 55,60% da receita corrente líquida de R$ 42.766.214,56. Cabe recurso da decisão, segundo informou o TCM.

Ipiaú: Vereador cobra de prefeito prejuízo por perda de caçamba sem seguro, doada pelo Governo

Caçamba do PAC ficou destruídas após desce ribanceira
Caçamba do PAC ficou destruídas após cair em ribanceira

O vereador de Ipiaú, Orlando Santos (PT), entrou na Justiça para que o prefeito do município, Deraldino Alves (PMDB) ressarça aos cofres públicos o valor de uma caçamba doada pelo governo federal em abril deste ano e que ficou inutilizada após despencar de uma ribanceira no último dia 18 de agosto. O veículo de carga, avaliado em R$ 250 mil, foi adquirido através do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2) e não estava segurado. “A omissão do prefeito é responsável pelo prejuízo causado ao nosso município com a perda total do veículo“, condenou Orlando, que ainda acusa o alcaide de improbidade administrativa. O vereador petista, que entrou com uma representação contra o gestor ipiauense na Vara da Fazenda Pública da comarca local, defende que o ressarcimento seja feito com recursos próprios do peemedebista, “a fim de evitar prejuízos ao município e seus cidadãos”. O prefeito não foi localizado até o fechamento da reportagem para comentar o assunto. Além de Ipiaú, outros 189 municípios baianos receberam no mesmo dia máquinas – caminhão-caçamba, motoniveladoras e retroescavadeiras – com o objetivo de melhorar as estradas vicinais, escoar produção e beneficiar populações rurais. Dos pouco mais dos 300 equipamentos entregues todos foram entregues na mesma situação. A responsabilidade após a entrega, além do emplacamento, está a cargo das administrações municipais. Bocão News

Prefeito de Itagi anuncia pacotão de medidas para evitar demissões de servidores na Prefeitura

Railton mantém funcionários mesmo alegando dificuldades
Railton mantém funcionários em Itagi. Foto: Blog Marcos Frahm

Um pacotão de medias foi anunciado nesta semana pela Prefeitura de Itagi, para conter despesas na administração pública e evitar demissões de funcionários. O prefeito da cidade, Railton Oliveira (PT), presidente do Consórcio Intermunicipal dos Municípios do Médio Rio das Contas (Cimurc), afirmou em contato com o Blog Marcos Frahm, que já começou a tomar medidas baixando um Decreto, com o objetivo de reduzir os gastos públicos no município. Entre as medias estão o cancelamento de convênios e contratos, diminuição de gastos com combustível, suspensão de obras e dos serviços de patrolamento de estradas vicinais do município, além de redução significativa de gastos com água e energia elétrica nas secretarias de Infraestrutura e Agricultura. ”Nós baixamos um decreto, que consiste num acordo para que todas as secretarias reduzam seus gastos, mas é lógico, mantendo os serviços essenciais. Nós buscamos realmente conter os gastos, porque somos obrigados a pagar o décimo e fechar as contas numa condição que não crie dificuldades para o exercício vindouro, que é o dono ano de 2015”, justifica Railton. O prefeito disse ainda que, apesar da decisão, que gera muita especulação na cidade, não pretende demitir os servidores. ”Estamos trabalhando com a hipótese de não fazer isso, mas caso seja necessário, teremos que demitir por conta da Lei de Responsabilidade Fiscal. O nosso índice está um pouco acima do normal, mas estamos lutando para manter os funcionários trabalhando. Nós só não podemos realizar novos contratos”, sentenciou. Mas, segundo o gestor, não está definitivamente descartada a possibilidade de demissão na Prefeitura de Itagi, que já funciona em meio turno, com atendimento ao público das 08h as 14 horas. Em outros municípios do território do Médio Rio de Contas, e do Vale do Jiquiriçá, prefeitos não tiveram a mesma sensibilidade de Railton Oliveira e já começaram a mandar os trabalhadores para o olho da rua.

Itagibá busca Unidade de Conservação Ambiental

Prefeito vai a Secretaria de Meio Ambiente
Prefeito Marquinhos vai a Secretaria de Meio Ambiente.

O prefeito de Itagibá, Marcos Barreto, esteve na tarde da última terça-feira (28) em audiência com o Secretário de Meio ambiente do Estado da Bahia, Eugênio Spengler, solicitando apoio para desenvolver projeto técnico visando à criação de uma Área de Proteção Ambiental (APA) no município. Marquinhos defende que parte dos recursos que a Mirabela Mineradora, está obrigado a destinar para criação ou gestão de unidades de conservação de proteção integral, fiquem em Itagibá. A Mina Santa Rita da Mirabela está localizada em Itagibá e foi a maior descoberta de Níquel Sulfetado do mundo. Sua produção de Níquel de alta qualidade é transportado pelo porto de Ilhéus para exportação. A Audiência foi articulada pelo deputado estadual Fabrício (PCdoB) e teve a presença de Davidson Magalhães, ex-presidente da Bahiagás, que deverá assumir como deputado Federal em 2015. O Secretário de Meio ambiente do Estado da Bahia, Eugênio Spengler, garantiu ao prefeito Marquinhos que assim que chegar o projeto da APA de Itagibá encaminhará para a Câmara de Compensação Ambiental do Estado e pedirá celeridade na análise e aprovação do projeto. Participaram ainda da audiência, Cosme Nunes, Secretário Municipal de Meio Ambiente, Dulciane Barreto, do Instituto Sofrê; Carlos representando a Mirabela Mineração e Élvio Magalhães, chefe do gabinete do deputado Fabrício, que o representou.