Homens de Jaguaquara dizem que passam fome em Minas e e vídeo viraliza nas redes sociais

/ Jaguaquara

Homens dizem ser de Jaguaquara. Foto: Reprodução/Rede social

Vídeo circula veementemente nas redes sociais com homens que dizem ser de Jaguaquara/BA e que aparecem a pé, numa estrada vicinal, no interior do Município de Ipanema/MG.

O vídeo já foi publicado em veículos de comunicação e continua a circular na internet, com a fala de um dos homens pedindo para que o vídeo fosse propagado na Bahia. ”Todo mundo aqui veio de Jaguaquara para trabalhar. Nós estamos aqui passando fome. Passa esse vídeo para todo mundo aí, é pra divulgar esse vídeo. Nós estamos morrendo de fome, trabalhando como escravos”, desabafou.

Construtora G3 lança neste sábado e domingo, em Jaguaquara, 1º condomínio fechado da cidade

/ Jaguaquara

Construtora G3 é responsável pelo empreendimento. Foto: Yan Pedro

Será lançado neste sábado (7) e domingo (8), em Jaguaquara, o 1º condomínio fechado da cidade, na Rua Pedro Tavares Cafezeiro, no bairro Palmeira.

O condomínio será estruturado pela G3 Construtora, uma das mais conceituadas do seguimento no interior baiano, com atuação em Feira de Santana, empresa representada pelos empresários Cristiano Figueiredo e Joelson Júnior.

De acordo com os responsáveis, o empreendimento contará com portaria 24h, área de lazer com 1722, m², piscina adulto e infantil, varanda gourmet, espaço gourmet, playground, salão de festa, academia, brinquedoteca, salão de jogos e quadra poliesportiva.

Na porta da Prefeitura, produtores protestam por melhorias na conservação de estradas de Jaguaquara

/ Jaguaquara

Manifestantes em frente à Prefeitura de Jaguaquara. Foto: BMFrahm

Um protesto organizado por produtores rurais de Jaguaquara, no fim da manhã desta sexta-feira (6), chamou a atenção para as más condições das estradas vicinais de um Município, que se destaca no interior baiano com alta produção agrícola, considerado o maior exportador de  hortifrutigranjeiros do Estado.

Utilizando um carro de som, os manifestantes chegaram da zona rural, percorreram ruas da área central da cidade e seguiram até a Praça JJ – Seabra, aglomerando-se em frente ao prédio da Prefeitura, tentando chamar a atenção do poder público para as suas reivindicações.

Conforme explicaram os organizadores do ato, Nelcivaldo Barbosa e Eliandra, a Secretaria Municipal de Infraestrutura deveria estar fazendo a manutenção de trechos importantes para o escoamento da produção, mas não tem executado a conserva com frequência e, segundo os manifestantes, existem localidades em que os serviços da Prefeitura são considerados precários ou não chegam aos ”ramais”, vias que interligam as localidades de produção a estrada principal de acesso a BA-545, que liga a área rural ao Mercado Produtor – Ceasa, localizado na sede, onde os produtos são comercializados.

Eles alegam dificuldades para a trafegabilidade de veículos em localidades como: Socorro, onde alunos foram obrigados a descer de um ônibus escolar na semana passada em razão das condições que inviabilizavam o tráfego, além de outras regiões citadas: São Bento, Jurubeba, Cedro, Lagoa Santa, Malhada, Piabanha, Duas Pontes. ”Nós não aguentamos mais a humilhação. A administração que está aí é responsável por isso e essa luta não termina aqui. Há muito tempo que estamos pedindo estrada, tive contato com a prefeita, ela me prometeu que a máquina iria a zona rural e, realmente foi, mas colocou em um dia e tirou no outro”, disparou o produtor Nelcivaldo, tendo afirmado que o protesto não tem cunho político e que as máquinas não circulam nos ramais, situação que impede a retirada dos produtos das propriedades.

Manifestação foi o centro da atenção na área central da cidade

Horas antes do protesto, a Prefeitura divulgou em rede social um vídeo informado que a equipe não parou o trabalho de recuperação de estradas nos últimos meses, apesar das chuvas intensas e que continua atuando para facilitar o acesso as comunidades rurais, ”alcançando índices até cinco vezes maiores do que em anos anteriores”.

Outro manifestante, Gilson Carlos, rebateu a informação afirmando que não se pode alegar que apenas as chuvas impediram os serviços, pois segundo ele, mesmo em período de sol os produtores sofrem com a falta de manutenção: ”São homens e mulheres que labutam no campo para colocar a comida na mesa e só querem estrada e respeito”. A prefeita Edione Agostinone (PP) ainda não se pronunciou sobre o ate de protesto.

Em novembro de 2021, Jaguaquara enfrentou fortes chuvas, inclusive figurando entre os municípios da Bahia mais afetados pelas tempestades aquela ocasião.

Jaguaquara: Construtora apresenta na Câmara projeto de construção do 1º condomínio fechado da cidade

/ Jaguaquara

Vereadores recepcionam representantes da G3. Foto: Divulgação

A sessão ordinária da Câmara de Jaguaquara, desta quarta-feira (4), foi marcada pelo anúncio da instalação de um novo empreendimento imobiliário, o primeiro condomínio fechado da cidade, ”Palmeira Imperial”, que está prestes a ser lançado no bairro Palmeira.

O condomínio será estruturado pela G3 Construtora, uma das mais conceituadas do seguimento no interior baiano, com atuação em Feira de Santana, empresa representada pelos empresários Cristiano Figueiredo e Joelson Júnior, que detalharem o projeto do “Palmeira Imperial” e explicaram no plenário da Casa que a vinda da G3 se deu em razão de estudo sobre o potencial econômico da região, que coloca Jaguaquara com maior potencial de desenvolvimento no Vale do Jiquiriçá: ”Jaguaquara é um lugar em pleno desenvolvimento, terra de gente batalhadora que faz do município um pólo agrícola, gerando emprego, renda e nós decidimos apostar na cidade, trazendo um conceito inovador em moradia, com um projeto incorporado aos sistemas mais modernos, que vai garantir aos moradores qualidade de vida e segurança, na parte alta da cidade, com vista privilegiada”, destacou Cristiano Figueiredo.

De acordo com os responsáveis, o empreendimento contará com portaria 24h, área de lazer com 1722, m², piscina adulto e infantil, varanda gourmet, espaço gourmet, playground, salão de festa, academia, brinquedoteca, salão de jogos e quadra poliesportiva.

Na apresentação do projeto, a construtora destacou também a implementação de melhorias urbanas para a região onde a obra será construída, com futuras parcerias que serão essenciais para facilitar o acesso ao condomínio, na Rua Pedro Tavares Cafezeiro. ’’Chegamos para sermos parceiros do município e ficamos felizes pela receptividade das pessoas, que estão na expectativa da realização desse sonho, o primeiro condomínio fechado da história de Jaguaquara. Agradecemos ao presidente da Câmara, Nildo Pirôpo e aos demais vereadores, por terem cedido este espaço para nós e convidamos a população para o nosso lançamento, neste sábado e domingo, dias 07 e 08 de maio. Queremos estar presentes, participando desse momento de desenvolvimento da cidade”, pontuou Cristiano.

Jaguaquara: Caçamba derrubou árvore, que esmagou Fusca estacionado e caso foi parar na polícia

/ Jaguaquara

O Fusca vermelho foi esmagado pela árvore. Foto: Leitor/BMFrahm

Um carro Fusca foi esmagado por uma árvore na Avenida Dois de Julho, no bairro Muritiba, em Jaguaquara, no final da tarde de sábado (30).

De acordo com informações a árvore foi arrancada com o impacto da uma batida provocada por uma caçamba de cor azul e posteriormente atingiu o Fusca vermelho, de propriedade de um comerciante e que estava estacionado na via pública.

Ainda segundo informações o condutor da caçamba seguiu em direção a cidade de Itaquara após a colisão e foi alcançado por uma guarnição da Polícia Militar que teria sido acionada e, as partes envolvidas, encaminhadas à polícia judiciária para resolver a situação. A Delegacia Territorial apura o caso.

Produtores rurais gritam por ”socorro” em Jaguaquara; acesso à zona rural está difícil

/ Jaguaquara

Moradores empurram caminhonete na zona rural. Foto: Rede social

É crítica a situação de estradas vicinais em Jaguaquara, no Vale do Jiquiriçá. No Município em que a Agricultura é considerada carro-chefe da economia os produtores rurais tem enfrentado sérias dificuldades para o escoamento da produção agrícola e gritam por socorro, recorrendo a todos os meios de comunicação, do rádio à internet, tentando chamar a atenção da administração municipal.

Um vídeo que circula mostra e precariedade das estradas nas localidades de São Bento e Riacho Branco, com moradores empurrando uma caminhonete carregada de verduras em meio ao lamaçal. Nas redes sociais, produtores que apelam ao poder público ironizam e muitos denominam Jaguaquara de ”Cidade dos Buracos”, em razão da situação complicada também na área urbana, com ruas e avenidas deterioradas desde as chuvas de novembro de 2021. ”Isso é triste para todos nós, que ouvimos todos os dias os visitantes que chegam para comprar os produtos dizendo que moramos na cidade dos buracos. Uma sensação de abandono”, desabafa  o produtor José Machado, que enviou imagens da estradas.

Jaguaquara: Homem morto por atropelamento na BR-116 ainda não foi identificado, diz IML

/ Jaguaquara

IML ainda não identificou o corpo da vítima. Foto: BMFrahm

O Instituto Médico Legal de Jequié ainda não identificou o corpo do homem morto por atropelamento na noite de segunda-feira (25) na BR-116, trecho que compreende o Município de Jaguaquara.

O cadáver teria sido encontrado no início da noite na altura do KM 640, entre a Serra do Mutum e o distrito Stela Dubois, depois que a vítima foi atingida por um veículo não identificado, que segundo a Polícia Rodoviária Federal não prestou socorro e evadiu do local.

Conforme informações da Polícia Técnica, que removeu o corpo ao IML, o homem, de cor morena, que trajava bermuda e camisa branca aparentava ter menos de 40 anos e não portava documentos. O órgão técnico aguarda familiares em Jequié para o reconhecimento da vítima.

Jaguaquara: Operação ”Por do Sol” da Polícia Militar aborda veículos, pessoas, averigua bares e adegas

/ Jaguaquara

A ”Operação Por do Sol”  foi deflagrada pela PM. Foto: 3ª Cia

No dia 24 de abril de 2022 foi deflagrada pela Polícia Militar de Jaguaquara a ”Operação Por do Sol”, que consiste na manutenção da paz e a ordem no município através de abordagens a veículos e transeuntes, sobretudo na sua área central, tendo como alvos principais os bares (adegas, distribuidoras, etc…), praças e bairros periféricos, ”onde a mancha criminal indica a necessidade de maior atenção por parte da Polícia Militar”, diz nota da 3ª Cia.

Durante a Operação foram abordadas 154 pessoas, 18 veículos e 25 motocicletas, sendo que 02 veículos e 04 motocicletas foram retidas. Todos os estabelecimentos comerciais (bares) do perímetro central e periférico, em funcionamento, foram averiguados pelo efetivo empregado.

As ações continuarão em vigor, objetivando tirar de circulação armas e drogas ilícitas, assim como, indivíduos que possuam mandados de prisão em aberto ou estejam cometendo crimes.

Prefeitura de Jaguaquara confirma atrações do São João; Flávio José voltará ao município depois de 20 anos

/ Jaguaquara

Forrozeiro Flávio José é confirmado na festa. Foto: Reprodução

Depois de Jequié e Amargosa, foi à vez da Prefeitura de Jaguaquara divulgar as atrações confirmadas para o São João da cidade, que acontece de 17 a 26 de junho, incluindo a Vila Junina.

Após dois anos sem a comemoração, a festa volta a acontecer com shows de Flávio José, este que voltará a se apresentar no Município depois de cerca de 20 anos, além da sua filha, Lara Amélia, Solange Almeida, Priscila Senna, Toque Dez e bandas locais.

Num evento para convidados, a prefeita Edione Agostinone (PP) confirmou a realização do São João, um dos mais tradicionais do interior baiano e considerado um fomento ao comércio e ao turismo no Município.

Com o tema: Nós é Agro, nós é Forró, a Prefeitura informou que o São João  irá homenagear a agricultura local, responsável por grande parte da geração de riquezas e empregos em Jaguaquara.

Após pedido de vista da base governista, Câmara de Jaguaquara aprova reajuste dos professores

/ Jaguaquara

Câmara aprovou PL nesta segunda-feira. Foto: Reprodução

Após um pedido de vista de integrantes da própria base, um Projeto de Lei encaminhado pela prefeita Edione Agostinone (PP) que dispõe sobre o reajuste de 33,24% do piso dos professores teve a votação adiada pela mesa diretora da Câmara de Jaguaquara, em sessão ordinária da noite da última quarta-feira (13).

O vereador Gilmar Fonseca (PCdoB), eleito na oposição, mas que estava se aproximando do Governo deu um ”nó” político após o PL ser colocado para apreciação e pediu vista, alegando não ter sido informado pela Casa com antecedência para se debruçar sobre o projeto e sua decisão teve aderência de outros três parlamentares governistas: Bode da Saúde, Julival e Tonhão que, na mesma linha de insatisfação, também disseram não concordar com urgência, sob alegação de que outras matérias de autoria do Executivo estariam sendo votadas sempre às pressas, sem tempo hábil para análises das comissões.

Contudo, a Câmara, que realiza sessões semanalmente as quartas-feiras decidiu pela realização de uma extraordinária, nesta segunda-feira (18), para apreciar a matéria, que gerou desconforto entre os professores da rede pública municipal, que reagiram a postergação do PL com críticas nas redes sociais.

Em nova votação, o Projeto foi aprovado pelos presentes por unanimidade, inclusive com votos favoráveis dos governistas que haviam pedido vista. Na sessão conduzida pelo presidente Nildo Pirôpo (PP), apenas 2 dos 15 os vereadores, Élio Boa Sorte e Uelson Pereira – ambos do PP não compareceram.

*por Marcos Frahm

Passageiros que estavam em ônibus que pegou fogo chegam à Jaguaquara em outro veículo

/ Jaguaquara

Passageiros chegaram à cidade no fim da noite. Foto: Nilsinho Souza

Parte dos passageiros que ocupavam o ônibus que pegou fogo na BR-251, em Francisco Sá, na manhã de sexta-feira (15) chegou ao Terminal Rodoviário de Jaguaquara no final da noite desta sexta, transportados em outro ônibus da mesma empresa, a Real Maia.

O veículo seguia de Goiás para a Bahia. Ninguém ficou ferido. Entretanto, passageiros disseram que perderam pertences no incêndio e passaram por um grande susto, além do prejuízo. As causas do incêndio não foram identificadas.

Vereadores da base da prefeita pedem vista a votação de reajuste dos professores é adiada na Câmara

/ Jaguaquara

Gilmar e Julivam pediram vista do Projeto. Foto: Rede social/CMJ

Após um pedido de vista de integrantes da própria base, um Projeto de Lei encaminhado pela prefeita Edione Agostinone (PP) que dispõe sobre o reajuste de 33,24% do piso dos professores teve a votação adiada pela mesa diretora da Câmara de Jaguaquara, em sessão ordinária da noite desta quarta-feira (13).

O vereador Gilmar Fonseca (PCdoB), eleito na oposição, mas que estava se aproximando do Governo deu um ”nó” político após o PL ser colocado para apreciação e pediu vista, alegando não ter sido informado pela Casa com antecedência para se debruçar sobre o projeto.

Em sua justificativa, Gilmar disse não ser contrário aos professores, mas que não poderia concordar com a maneira repentina qual o Legislativo conduziu o Projeto, enviado com pedido de urgência para votação. A decisão de Gilmar ganhou, inclusive, aderência de outros três parlamentares governistas: Bode da Saúde, Julival e Tonhão que, na mesma linha de insatisfação, também disseram não concordar com urgência, sob alegação de que outras matérias de autoria do Executivo estariam sendo votadas sempre às pressas, sem tempo hábil para análises das comissões.

A rejeição a votação aconteceu bem ”debaixo do nariz” dos defensores da gestão na Câmara, Nildo Pirôpo, que afirmou respeitar a decisão dos colegas, além de Alex Morais e Cristiane Pinheiro.

Em síntese, Jaguaquara stá aquém da posição que deveria ocupar no Vale do Jiquiriçá em relação ao reajuste do piso dos professores, pois em alguns municípios do território, Santa Inês, Maracás, Itaquara, Irajuba e outros menores os gestores já concluíram esse processo e os docentes já receberam seus proventos com aumento.

Entretanto, na vizinha cidade de Itiruçu, o mesmo assunto rende na Câmara após a prefeita Lorena Di Gregório (PSD) propor aos professores reajuste de 10,06%.

Eder Jorge tome posse no Detran/BA como diretor da 3ª Retran de Jaguaquara, sob indicação da prefeita

/ Jaguaquara

Eder Jorge é o novo diretor da 3ª Retran. Foto: Rede social

A 3ª Retran de Jaguaquara, órgão vinculado ao Departamento Estadual de Trânsito tem novo diretor. Tomou posse do cargo, nesta terça-feira (12), em Salvador, Eder Jorge Castro, que atuava como agente de desenvolvimento da Sala do Empreendedor local.

O cargo estava vago desde o dia (11) de janeiro de 2022, quando faleceu, vítima de acidente de trânsito a ex-vereadora Marleide de Novaes Nunes, que respondia pela chefia da Retran sob indicação política, através do PP, ao Governo do Estado.

Apesar da ruptura entre PP e PT na Bahia, a prefeita de Jaguaquara, Edione Agostinone conseguiu manter a indicação, apresentando ao Governo o nome de Eder, figura de trânsito livre na cidade e com passagem pela presidência da Câmara de Dirigentes Lojistas de Jaguaquara.

Menor de 17 anos é morto a tiros em Jaguaquara; polícia não descarta relação com crime

/ Jaguaquara

Polícia Militar durante ação no local. Foto: Nilson Souza

Mais um crime de homicídio foi registrado em Jaguaquara, desta feita, contra um adolescente de 17 anos, cujo corpo foi encontrado com marcas de disparos arma de fogo na manhã deste domingo (10), num matagal, nos fundos de um imóvel no bairro São João Batista.

De acordo com o delegado que apura o caso, o menor, Nilton de Jesus dos Santos teve a vida ceifada a tiros, mas ainda não há informações sobre autoria e motivação.

Entretanto, a autoridade policial, Chardison Castro de Oliveira, informou que as investigações já foram iniciadas e que a Delegacia Territorial não descarta que o caso tenha relação com crime e revela que, a vítima, apesar da pouca idade, possuía passagens pela polícia por ato infracional.

Uma equipe da Polícia Técnica de Jequié foi acionada para realização de serviços periciais no local e providenciou o encaminhamento do cadáver ao IML. Na cidade, várias incursões estão sendo realizadas pela Polícia Militar nas últimas horas no intuito de combater o crime.