VC Repórter: Leitor reclama de entulho na Muritiba

/ Jaguaquara

Avenida Marechal Deodoro
Avenida Marechal Deodoro, bairro Muritiba. Foto: Leitor BMF

Um leitor do Blog Marcos Frahm, residente na Avenida Marechal Deodoro, no bairro Muritiba, enviou para a redação do BMF uma fotografia que, segundo o morador, que prefere o anonimato, mostra entulho que já fez aniversário na via pública. Ele pede providência ao setor de limpeza pública da Prefeitura de Jaguaquara.

Trânsito: Veículos colidem no bairro São Jorge

/ Jaguaquara

Corolla
Carro Corolla bateu em Fiat Strada. Fotos: Leitor do BMF

Dois veículos de passeio colidiram no final da tarde desta quinta-feira (8) na principal via de acesso ao bairro São Jorge, Rua Campo Santo, em frente ao prédio da antiga Secretaria Municipal de Saúde em Jaguaquara. De acordo com informações, ninguém se feriu no acidente, mas a colisão causou transtornos na via pública.

Fiat Strada fica danificado após colisão
Fiat Strada fica danificado após colisão com Corolla

A Rua ficou interditada por um longo período até a remoção dos veículos envolvidos na batida. Pessoas que testemunharam o acidente afirmaram que, a colisão, supostamente foi provocada pelo Corolla de placa NYM-2767. A picape Strada de placa JSV-8140 teve a lateral danificada.

Jaguaquara: Polícia remove corpo em avançada decomposição e suspeita de homicídio

/ Jaguaquara

Cadáver estava em local de difícil acesso
Cadáver estava em local de difícil acesso. Foto: Blog Marcos Frahm

A polícia já removeu o corpo em avançado estado de decomposição encontrado nesta terça-feira (6), na Fazenda Canabrava. O esqueleto humano teria sido encontrado por populares, num local de difícil acesso, na região onde está localizado o Parque de Vaquejada Miguel da Hora, que fica próximo a Rodovia BA-545.

Cadáver foi encaminhado ao IML de Jequié
Cadáver foi encaminhado ao Instituto Médico Legal de Jequié

Conforme nota anterior, o esqueleto é de uma pessoa presumivelmente do sexo masculino e foi encaminhado ao Instituto Médico Legal de Jequié, onde será necropsiado. A hipótese de crime de homicídio não está descartada pela polícia. Na Delegacia Territorial de Jaguaquara, não houve registro de desaparecimento nos últimos dias.

Jaguaquara: Após denúncia, Polícia Civil encontra esqueleto humano em fazenda

/ Jaguaquara

Um esesqueleto de uma pessoa presumivelmente do sexo masculino foi encontrado na manhã desta terça-feira (6), nas proximidades da Fazenda Canabrava, em Jaguaquara. Populares acionaram a polícia e profissionais de imprensa (Rádio Povo AM) que estiveram no local e encontraram os restos mortais em um matagal. Prepostos do Departamento de Polícia Técnica de Jequié estão sendo aguardados para realização dos procedimentos normais. A suspeita inicial é de crime de homicídio.

Jaguaquara: Da série Ano Novo, problemas velhos

/ Jaguaquara

Ginásio de Esportes completa 4 anos em construção
Ginásio de Esportes está travado na Urbis. Foto: Blog Marcos Frahm

O ano novo chegou, e com ele os velhos problemas de sempre. Em Jaguaquara, a palavra ”problema” parece não sair do vocabulário dos munícipes, que lamentam as dificuldades enfrentadas pelo município na questão de ordem administrativa. Quando o assunto é administração pública, a população não perde o ensejo e cobra melhorias, mas parece perder tempo gastando a cada ano as energias dos anos anteriores, pois os problemas permanecem. A fotografia acima revela um dos problemas com obras públicas paralisadas em Jaguaquara. Completa-se quatro anos que foi dado início à construção de um Ginásio de Esportes no bairro Urbis, com a promessa de que seria o palco das grandes apresentações esportivas da cidade. Iniciada ainda na gestão do ex-prefeito Ademir Moreira (PDMB), e aliado do atual gestor Giuliano Martinelli (PP), a obra está adormecida, o que causa desgaste em parte da estrutura já construída, inclusive na estrutura metálica que sustenta a cobertura, demonstrando claramente que vai se arruinando com a ação do tempo. O convênio da Prefeitura com o Ministério do Esporte para execução da obra, que está orçada em R$ 721 mil reais, foi assinado em 26/02/08. O processo licitatório foi realizado pela prefeitura, a empresa vencedora assumiu os serviços, mas até hoje a obra não foi entregue e os munícipes questionam a falta de fiscalização por parte do poder público municipal, que entrou com a contrapartida no valor de R$ 34 mil. O Ginásio chegou a receber pintura em sua estrutura física, mas segue a portas fechadas, ladeado pelo mato.

Jaguaquara: Novo presidente promete transparência na Câmara de Vereadores e diz que fará mudanças

/ Jaguaquara

Élio Boa Sorte não descarta mudanças na Casa. Foto: Blog Marcos Frahm
Élio não descarta mudanças na Casa. Foto: Blog Marcos Frahm

O médico Élio Boa Sorte Fernandes (PP), em seu segundo mandato de vereador de Jaguaquara assumiu no último dia 1º a presidência da Câmara Municipal. Nos próximos dois anos, o parlamentar afirmou que pretende dar transparência aos atos do Legislativo e intensificar discussões sobre temas importantes, principalmente na área da saúde, onde não lhe faltam conhecimentos. O pepista quer que a população participe das sessões, que deverão ocorrer em nova data, a partir de fevereiro. Integrante da base governista, até então, Élio foi eleito a contragosto do prefeito Giuliano Martinelli (PP), que lutou para eleger a vereadora Marleide Pinto (PP), mas acabou sendo derrotado na preferência ao ver Boa Sorte eleito líder da Casa com votos de minerva de dois vereadores da oposição e de seus próprios aliados. O novo presidente disse que sua pretensão não é fazer oposição, mas afirmou que, manterá, com o Executivo, uma relação extremamente diplomática e colocando sempre a Câmara como autônoma. Ele revelou que a Casa passará por um processo de modificação no sistema de funcionamento. No entanto, as mudanças deverão ser anunciadas em março, um mês após abertura dos trabalhos Legislativos de 2015. A declaração de Élio aumenta a expectativa da população em relação às possíveis mudanças. O desejo do presidente é de mudança geral, tanto no funcionamento quanto no quadro de funcionários da Casa, mas através de indicação de vereadores, que lhe defenderam no processo de eleição, e de muito apelo, de gente que nem o pé na Câmara pisa, servidores públicos deverão ser mantidos nos cargos, no primeiro e segundo escalões, mas segundo fonte, já está pronta a lista dos que não irão permanecer.

Sebastião Nery passa Natal e Ano Novo em Jaguaquara

/ Jaguaquara

José Carlos (Rádio Povo),
José Carlos (Rádio Povo), Sebastião Nery e Marcos Frahm (93FM)

Nascido em Jaguaquara, o conceituado jornalista Sebastião Nery, de renome na crônica política nacional e internacional, retornou a cidade de origem, onde passou Natal e Ano Novo com familiares e permanece hospedado no Hotel Irmãos Vaz, até este sábado (3), quando seguirá para Salvador, de onde embarca para o Rio de Janeiro, onde reside há anos. Nesta quinta-feira (1º), Nery recebeu o blogueiro e repórter Marcos Frahm (Rádio 93FM) e José Carlos (Rádio Povo AM) e concedeu uma longa entrevista aos comunicadores. Jornalista de sabedoria inquestionável, que agrega a experiência dos velhos tempos ao jornalismo brasileiro atual, Sebastião Nery foi questionando sobre assuntos diversos, deixando seus pitacos sobre a polícia nacional, estadual, instalação da Mineradora Rio Tinto em Jaguaquara e comentou a situação atual de ordem administrativa da sua terra natal, tendo inclusive questionado construção de obras na cidade. A redação do Blog Marcos Frahm disponibilizará, posteriormente, os trechos mais importantes da sua entrevista. Sebastião participa, por telefone, semanalmente da programação jornalística da Rádio Metrópole de Salvador. Nesta semana, ele participou ao vivo do programa liderado pelo jornalista Mário Kertész e fez questão de enfatizar que falava direto de Jaguaquara.

Petista repudia agressão a colegas vereadores: ”Isso é vergonhoso, tentaram nos intimidar, mas vencemos”

/ Jaguaquara

’Isso foi vergonhoso, por parte de gente muito ligada ao prefeito
Pirôpo diz que a oposição saiu vitoriosa da eleição da Câmara

O vereador Nildo Pirôpo (PT), em entrevista após eleição da Câmara Municipal manifestou seu repúdio a atitude que ele considera odiosa e de incitação à violência contra colegas parlamentares, que de acordo com o petista foram agredidos fisicamente por supostos correligionários do prefeito quando adentravam na Câmara na manhã desta quinta-feira (1º), para o início dos trabalhos. Os agressores, segundo Pirôpo, estariam insatisfeitos ao ver vereadores da base do prefeito Giuliano Martinelli (PP) entrando na Casa com opositores após aliança que definiu a chapa vencedora. Ele disse que o episódio ocorreu na área do prédio-sede da Câmara e que a atitude é incompatível com a Constituição e com a democracia brasileira, merecendo investigação por parte da polícia para apurar o episódio. ”Isso foi vergonhoso, por parte de gente muito ligada ao prefeito, usando uma maneira de intimidar. O vereador Bode falou em alto e bom som que bateram na janela de sua casa, intimidando suas filhas, cortaram pneus do carro do colega. Eu e o vereador Mancha fomos perseguidos à noite, por um carro não identificado, em alta velocidade. Propostas indecentes vieram de lá para nós, para votarmos na candidata Marleide, foram conversas dizendo que teriam ofertas, mas não aceitamos. Somos vereadores de oposição, mas aqui na casa não atrapalhamos o município, aprovamos tudo que de benefício for para a nossa cidade, mas o prefeito é que tem feito muito pouco por Jaguaquara”, brada Nildo Pirôpo.

Pirôpo diz que, a oposição, de nanica ficou gigante
”Foi vergonhoso, por parte de gente muito ligada ao prefeito”

O parlamentar petista disse ainda que, a bancada de oposição, de nanica, com apenas dois integrantes, passou a ser gigante nos últimos dias ao articular a chapa 1º, que resultou na vitória de Élio Boa Sorte (PP) para o cargo de presidente e de outros governistas que aceitaram aliança com a oposição para ocupar cargos na mesa. ”As duas chapas foram compostas por vereadores aliados do prefeito, mas todo mundo sabe que, a preferência do prefeito, e de secretários municipais que trabalhavam nos bastidores era pela candidatura da vereadora Marleide e nós conduzimos o processo muito bem, sem aceitar as propostas indecentes, para eleger Dr. Élio, que não era o candidato desejado da base”. Ele esclarece que não há influência para migração de governistas para a oposição na Câmara. ”Não estamos influenciado ninguém a ser oposição, mas se eu fosse Élio, ou qualquer outro da mesa, a partir de hoje eu me declarava oposição, porque tem vereadores da chapa derrotada tentando jogá-los contra o prefeito apenas pelo fato da aliança para definir a chapa ter sido feita por nós, opositores. Na política é preciso inteligência, principalmente num momento de estratégia, de articulação numa eleição, mas se eles não tem inteligência nem pra governar a cidade, que está num caos, infelizmente não podemos fazer nada”, conclui o líder da oposição.

Confusão: Vereador que abdicou da candidatura para apoiar chapa vencedora revela ter sofrido agressão

/ Jaguaquara

Dema abriu mão de candidatura, mas diz ter saído vitorioso
Dema abriu mão de candidatura, mas diz ter saído vitorioso

O vereador Edmilson Barbosa, o Dema do PTB, abriu mão da candidatura de presidente da Câmara de Jaguaquara em favor de expandir a aliança entre oposicionistas e governistas insatisfeitos em torno do nome do eleito presidente Élio Boa Sorte Fernandes (PP), dois dias antes do anúncio dos nomes de Élio e Marleide como novos postulantes ao cargo de líder do Poder Legislativo. As conversas para a adesão a candidatura de Boa Sorte para o enfrentamento a candidata predileta do prefeito tiveram a participação do vereador Dema, que para não deixar a vereadora Marleide sentir o sabor da vitória abdicou da candidatura à presidência para eleger  Dr. Élio, médico vereador que se tornou o líder dos parlamentares na Casa. Durante o seu discurso, Dema revelou que mantém viva a esperança de um dia chegar ao cargo de presidente da Câmara de Jaguaquara e parabenizou aos integrantes da chapa 1º pela vitória apertada, 8 a 7 votos, mas que segundo ele, representa a união de um grupo independente que surge na Casa. Ao Blog Marcos Frahm, o petebista confidenciou que, na tumultuosa eleição, foi agredido com socos nas costas por supostos agressores ligados a administração da Prefeitura, que demonstravam-se revoltados, mesmo antes da derrota da chapa 2º, encabeçada pela vereadora Marleide, apoiada pelo prefeito Giuliano Martinelli (PP). ”Fui agredido quando entrava na câmara com os colegas de chapa, fui agredido pelas costas, mas saímos vitoriosos”. Apesar de já considerado opositor, Dema assegura que não pretende fazer oposição a Martinelli e diz que permanece na base governista. Mas, segundo os bastidores, não há garantia de que Edmilson ficará na condição de aliado do Executivo.

Vereador diz ter sido pressionado por não votar na chapa do prefeito; estouraram os pneus do meu carro

/ Jaguaquara

Vereador Waldenor Souza (PP), o popular Bode da Saúde.
Vereador Waldenor Souza (PP), o popular Bode da Saúde.

A eleição para escolha da nova mesa diretora da Câmara de Jaguaquara transcorreu em clima tenso, nesta quinta-feira, 1º de janeiro de 2015, mesmo tendo como postulantes ao cargo de presidente dois governistas, ou seja, dois parlamentares da base aliada do Executivo. Mas, vereadores que optaram pela candidatura do presidente eleito, Élio Boa Sorte Fernandes (PP), contrariando o desejo do prefeito Giuliano (PP), que trabalhava nos bastidores para tentar eleger Marleide Pinto (PP), disseram ter vivido momentos de pura pressão nos últimos dias. O vereador Waldenor Souza o ”Bode da Saúde” foi um dos que revelaram ter passado por maus bocados por ter optado pela chapa 1º, elegendo Élio Boa Sorte. Waldenor ao discursar na Casa, como um dos articuladores da vitória de Élio, disse que tentaram invadir a sua residência, durante a madrugada, com os seus familiares e que o seu automóvel de uso particular teve os pneus estourados por supostos vândalos. Ele explicou que permanece na base do prefeito Giuliano, mas que teria deixado claro que não votaria com a candidata que obteve a preferência do gestor, Marleide Pinto (PP), tendo ressaltado que a democracia foi interpretada de forma errônea e que não se pode impedir o direito da escolha.

Com articulação da oposição, Élio Boa Sorte é eleito presidente da Câmara de Jaguaquara

/ Jaguaquara

Médico e vereador, Élio Boa Sorte se torna líder do Legislativo
Médico e vereador, Élio Boa Sorte se torna líder do Legislativo

Com 8 votos favoráveis e 7 contrários, o médico e vereador Élio Boa Sorte Fernandes (PP) foi eleito nesta quinta-feira, 1º de janeiro, o novo presidente da Câmara Municipal de Jaguaquara, para o Biênio 2015-2016. Além de Élio, compõe a nova mesa diretora do legislativo jaguaquarense, Jacilene Silva (PP), na vice-presidência e Lindoval Muniz (PP), será o 1º secretário. O vereador Élio assumiu a presidência logo após ser conduzido ao cargo, mas de fato começará a exercer o mandato de líder a partir de fevereiro, os trabalhos legislativos de 2015 forem iniciados. O novo presidente destacou que não pretende fazer oposição ao prefeito de Jaguaquara, Giuliano Martinelli (PP), que apesar de ter apoiado a candidata da chapa 2º, derrotada na disputa pela presidência, Marleide Pinto (PP), ainda é considerado um aliado do presidente leito. Boa Sorte disse que, manterá, com o Executivo, uma relação extremamente diplomática, convergente, observando os problemas da cidade, mas colocando sempre a Câmara como autônoma. ”Vamos ter a mesma preocupação do Executivo com os problemas da cidade, mas seguindo as leis, obedecendo aqui o que rege o regimento interno desta casa”.

Élio é empossado presidente ao lado da família
Élio é empossado presidente da Câmara ao lado da família

A eleição de Dr. Élio escancarou a fragilidade da base do prefeito na Câmara. Antes da votação, a oposição, mesmo nanica, composta por dois parlamentares, Nildo Pirôpo e Adailson Mancha do PT entrou na casa com o acompanhamento do eleito presidente e de mais cinco edis, os governistas: Waldenor Souza (PP), Lindoval Muniz (PP), Uelson (PRB), Jacilene Silva (PP) e Edmilson Barbosa (PTB), que se uniram aos oposicionistas para vencer a chapa 2º, contrariando a vontade do Executivo, que demonstrava preferência por Marleide. A união de governistas com oposicionistas transformou a sessão de eleição num tumulto na Casa. Vereadores integrantes da chapa vencedora, aliados ao prefeito Giuliano alegam ter sido agredidos por correligionários de Martinelli, que não aceitavam que os edis optassem pela candidatura de Élio.

Clima na Câmara de Jaguaquara foi de tensão nesta quinta
Clima na Câmara de Jaguaquara foi de tensão nesta quinta

Durante o processo, os integrantes da chapa 1º estiveram reunidos em salas da Câmara, para evitar pressões. Os vereadores somente voltaram em peso, quando foi iniciada no plenário a sessão de eleição e depois de acionada a Polícia Militar, para conter os ânimos. Mesmo sem discursos exaltados, parlamentares da Chapa 1º e até o presidente Boa Sorte após a vitória chamaram a atenção do prefeito Giuliano, que acompanhava a votação, para apurar e punir rigorosamente os envolvidos na confusão. Élio ainda prometeu ir a Delegacia registrar ocorrência, caso sejam identificados os agressores.

Novas articulações mudam rumo da eleição na Câmara de Jaguaquara; Élio Boa Sorte surge como candidato

/ Jaguaquara

Médico-vereador Élio Boa Sorte surge com força aos 45 do 2º tempo
Médico-vereador Élio Boa Sorte surge com força aos 45 do 2º tempo

Com a proximidade da eleição para escolha da nova Mesa Diretora da Câmara de Jaguaquara, prefeito, vereadores governistas e oposicionistas passaram a concentrar suas atenções em reuniões distintas e secretas para avalizar suas estratégias e discutir as arrumações. Conforme nota anterior, publicada pelo Blog Marcos Frahm, o prefeito Giuliano Martinelli (PP) e o seu aliado atual presidente da Casa, Francisnei Santos (PP), que não disputa reeleição, bateram o martelo e declararam preferência pela candidatura da vereadora Marleide Pinto (PP), que faria enfrentamento ao já considerado ex-governista e agora integrante da bancada de oposição ao prefeito, Edmilson Barbosa, o Dema (PTB). Mas, segundo os bastidores, novas arrumações podem mudar o rumo do processo. A insistência do prefeito e do presidente Francisnei com a candidatura de Marleide tende pressionar a maioria a optar pela vereadora – o que poderá culminar na fragilidade da candidatura de Dema. E para evitar uma possível derrota, os três opositores, Nildo Pirôpo (PT), Adailson Mancha (PT) e Edmilson Barbosa (PTB) poderão abrir mão da candidatura e, aos 45 do segundo tempo, com apoio de governistas insatisfeitos, que não votariam com Marleide, lançar como postulante ao cargo de presidente o médico Élio Boa Sorte (PP), que sempre demonstrou interesse pela presidência, mas não tem a anuência do chefe do Executivo e, também, dificilmente, votaria com Marleide Pinto. As informações são de que governistas insatisfeitos e opositores que não apóiam Marleide estão reunidos nesta quarta-feira (31), a portas fechadas, para mudar o rumo e decidir qual será a chapa que enfrentará a candidata do prefeito.

Ano novo chegando, com problemas velhos; moradores fazem tapa-buracos ao invés da Prefeitura

/ Jaguaquara

Moradores fazem tapa-buracos na Rua Novo México
Moradores fazem operação tapa-buracos no Distrito Stela Dubois

No Distrito Stela Dubois – Entroncamento de Jaguaquara, os mais de 10 mil moradores vivem a sessão de que, em 2015, vão gastar as mesmas energias dos anos passados clamando por melhorias, já que, depois de muitas lutas, 2014 chega ao fim sem atendimento aos principais anseios da população. O repórter Roberto Brito flagrou uma cena no mínimo revoltante em uma via pública da localidade. Moradores fazendo tapa-buracos em substituição ao poder público municipal. A foto acima revela o desleixo, a falta de atenção para os problemas que afligem a sociedade.

Jaguaquara: Prefeitura fecha o ano de 2014 em crise

/ Jaguaquara

Prefeitura de Jaguaquara está DEVENDO. Foto: Blog Marcos Frahm
Prefeitura de Jaguaquara está devendo. Foto: Blog Marcos Frahm

A Prefeitura de Jaguaquara enfrenta uma das piores crises administrativas da história. Endividamento, perda de credibilidade diante de servidores e fornecedores, que estão com proventos em atraso e até redução na prestação de serviços nas secretarias. Diante do descontrole com os gastos públicos, a Prefeitura fecha o ano de 2014 no vermelho e nem mais o prefeito Giuliano Martinelli (PP) esconde a nuvem negra de dívidas pairando sobre a máquina pública. Em suas entrevistas à Rádio Povo AM, única emissora radiofônica da cidade, o gestor público vem admitindo o atraso no pagamento de fornecedores e dos salários de servidores contratados, que foram colocados no olho da rua sem receber os seus proventos dos últimos meses trabalhados. A crise afeta a economia local – comerciantes e empresários de vários seguimentos lamentam queda nas vendas e as agências bancárias sentem os reflexos. O Natal foi apagado, sem ornamentação pelo segundo ano consecutivo da atual gestão. Além das dívidas, o município contabiliza inúmeras obras paralisadas. Nas ruas de Jaguaquara, a situação é classificada como vexatória pela população local.