Câmara: Oposição questiona contrato para obra que não começa, suspensão de alimentação escolar e demissão

/ Jaguaquara

Vereador Adailson diz que o prefeito de Jaguaquara ''não aceita críticas''
Vereador diz que o prefeito de Jaguaquara ”não aceita críticas”

A primeira sessão quente na Câmara Municipal de Jaguaquara após o resultado das eleições ocorreu na noite desta quinta-feira (30), com denúncias contra a administração pública municipal. A eleição 2014 gerou na Casa um clima de paz e amor entre base e oposição. A grande maioria dos governistas e oposicionistas optou pela união em prol da candidatura de Rui Costa (PT) ao governo da Bahia. Mas, o casamento, acabou antes da lua de mel. O líder da minoria na Câmara, Nildo Pirôpo (PT), que vinha evitando críticas ao Poder Executivo, representado pelo prefeito Giuliano Martinelli (PP), deixou de lado a união PT e PP e soltou o verbo ontem, dizendo estar cumprindo o papel que lhe foi confiado. Tornando a Sessão num clima propício a avaliações, Pirôpo ao discursar na Tribuna não poupou críticas ao Governo Municipal, que chamou de ”vergonhoso”, e fez revelações de problemas na questão de ordem administrativa no Município de Jaguaquara. Denunciou falta de alimentaçao escolar em instituições públicas da Rede Municipal, que atendem a alunos do Programa Mais Educação. Segundo ele, as crianças que se alimentavam, apenas nas instituições do Programa, ficam sem comer durante a hora do almoço, em decorrência, de acordo com o parlamentar, da suspensão da alimentação.  Ele pediu explicações e esclarecimentos a respeito da fiscalização do programa no Município.

Pirôpo
Pirôpo cobra explicação sobre suspensão de merenda escolar

O petista também questionou obra paralisada, o que não é mais novidade em Jaguaquara e cobrou da Prefeitura explicação para obra de cobertura de uma quadra de esportes, no Distrito Stela Dubois, cujo contrato foi celebrado com a empresa vencedora de processo licitatório, na ordem de R$ 183. 826,94, mas os serviços, que eram pra ser iniciados em junho, não começaram. ”A quadra está lá, a obra nem começou o prazo já vai vencer em dezembro e o valor esse. Queremos explicação, a população merece ter uma explicação”.

Contrato foi firmado, em R$ 183
Contrato foi firmado, em R$ 183 mil, mas obra não começa

O vereador Edmilson Barbosa – Dema (PTB) uniu-se ao petista e, também, questionou a obra de quase R$ 200 mil reais sem ter recebido se quer uma pedra no lugar. Dema protocolou requerimento exigindo, por parte de representantes da empreiteira responsável, e contratada pela Prefeitura, explicações sobre a obra. A multa aplicada prefeito Giuliano Martinelli (PP) pelo Tribunal de Contas dos Municípios, por irregularidades na contratação direta da empresa Instituto Municipal de Administração Pública (IMAP), fato que ganhou ampla repercussão na imprensa de toda a Bahia, também permeou as discussões na Câmara. Pirôpo disse que o TCM é o órgão competente e, se apontou irregularidades, foi por que o relator do processo, conselheiro Paolo Marconi, tem competência para julgar. Sem procedimento licitatório, o IMAP foi contratado para o licenciamento de software de divulgação de informações em sítios eletrônicos, porém, embora orçado em R$ 36.002,40, custou R$ 69.973,96. Nildo bradou contra aliados do prefeito, que tentam desviar o foco, querendo, nas entrelinhas, dizer que ouve má fé do relator. ”Isso é vergonhoso, querer ir de encontro ao julgamento do TCM. Quem está dizendo que houve irregularidade não é Nildo Pirôpo, é o TCM”. E as críticas não pararam por aí. O oposicionista criticou o chefe do Executivo por ter dificuldade de entender o papel da imprensa ao questionar erros da gestão ”PÚBLICA” e que prefeito não deve está brigando com veículo de comunicação, referindo-se ao Independente Blog, que tem sofrido ataques da administração e até do próprio alcaide com citações indiretas durante entrevistas, demonstrando-se descontente com as publicações relacionadas, dentro dos limites da liberdade de expressão, a sua gestão. Sobre as críticas infelizes ao Blog, o vereador Adailson Mancha (PT) também se pronunciou e pediu que o gestor respeitasse o trabalho do Blog. ”Ele está muito nervoso, só quer ouvir elogios, mas críticas não”. Mancha falou ainda das demissões de servidores, que deverão ocorre ainda nesta semana, classificando de absurda a atitude de Giuliano Martinelli em contratar, um grande número de funcionários, sem concurso público, e logo após o período eleitoral colocá-los no olho da rua. Governistas saíram em defesa de Giuliano Martinelli. Marleide Pinto de Novaes (PP) lamentou o fato de haver, segundo ela, comemoração por parte de pessoas contra a administração no caso das demissões. A vereadora afirma que a intenção do prefeito é manter os servidores na Prefeitura, garantindo o sustento dos pais de família, mas que a Lei de Responsabilidade Fiscal obriga o gestor a demiti-los. ”Giuliano é um prefeito que, praticamente, nem dorme, pensando em resolver os problemas do nosso povo. Eu fico triste em ver pessoas comemorando as demissões”. O presidente da Casa, Francisnei Santos (PP), rechaçou as críticas da oposição, tendo afirmado, veementemente, que o prefeito Giuliano empregou os servidores pensando no bem de todos, mas que terá que demitir os trabalhadores para ajustar as finanças da PMJ. ”Isso é normal em qualquer prefeitura. O prefeito está certo, tem que fechar as contas. A gente ver o prefeito se preocupar na saúde, na educação, enfim, a gente ver a coisa mudando em Jaguaquara nessa administração”, defendeu o presidente aliado.

Jaguaquara: Tomate registra oscilação no preço e tem quedas seguidas na Ceasa

Produto tem quedas
Produto tem colheita favorecida e preço cai. Foto: Blog Marcos Frahm

Produto considerado vilão da inflação, e carro chefe na comercialização do Mercado Produtor Ceasa de Jaguaquara, um dos principais centros de abastecimento do Estado, o tomate vem tendo constantes variações de preços nas últimas semanas. Ontem, o produto era comercializado a R$ 24,00, a caixa com 24 kg, valor inferior ao verificado na segunda-feira, quando o tomate custava R$ 22,00. Nesta quinta-feira, o preço já é outro: R$ 23,00 a caixa. De acordo com a gerente da Ceasa, Mara Freitas, a temperatura tem favorecido a produção e a oferta do produto é maior, situação que reflete ao Mercado Produtor, com oscilação no preço e sobra de produtos. De acordo com Mara, a oferta vem aumentando significativamente e o preço tende a cair ainda mais. Ela assegura que é muito alto o volume de perda de do tomate na Ceasa.

Jaguaquara: Coelba corta energia do Mercado Municipal; açougueiros amargam prejuízos

/ Jaguaquara

Mercado Municipal vive dia de ''Apagão''
Mercado Municipal vive dia de ”Apagão”. Foto: Blog Marcos Frahm

Quem circulava nesta quarta-feira (29) pelo Mercado Municipal de Jaguaquara, percebia claramente o clima de insatisfação entre os açougueiros que atuam no órgão público. É que eles foram surpreendidos com a suspensão do fornecimento de energia elétrica no local, por parte da Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia – Coelba. A Prefeitura, que é responsável pelo Mercado, alega tratar-se de problemas nas instalações elétricas, ou seja, ligações desaprovadas pela Coelba, o que acarreta inviabilidade por parte da empresa de manter o fornecimento de energia. Dezenas de comerciantes que possuem estabelecimentos instalados no interior do Mercado demonstravam-se descontentes, logo nas primeiras horas de hoje, com a interrupção do fornecimento de energia no órgão público municipal. A Prefeitura enviou uma equipe do setor de iluminação pública ao local, para ligação provisória da instalação elétrica, para o restabelecimento da energia, pois a informação da PMJ, através de um assessor, é de que a Coelba fará ligação padrão no prédio. Será aberto um processo licitatório para empresas de engenharia elétrica interessadas em realizar os serviços exigidos pela Companhia de Eletricidade, segundo o assessor.

A Prefeitura, desde outras gestões, é quem paga a conta de luz, isentando os açougueiros da despesa mensal. Agora, cada um proprietário de açougue vai pagar a sua conta. Para eles, será a melhor forma de se livrar do sofrimento. ”Isso é o que nós realmente queremos, pelo menos ficaremos livres desse problema. Sempre após eleição isso acontece aqui”, disse o comerciante Valdemar ao lamentar o corte repentino. ”Estamos desde as 04 horas da manhã sem energia, sem vender e esperando para ver o que vão resolver. Pagar a conta de luz é o que nós queremos, para ficarmos independentes, sem precisar passar por isso, que não é a primeira vez que ocorre”, lamenta o açougueiro César. Os comerciantes rechaçam a informação divulgada ao meio dia na Rádio Povo AM, de que a Prefeitura gasta, mensalmente, a quantia de R$ 90 mil reais para efetuar o pagamento da conta de energia. ”Isso é uma inverdade, dizer que são 90 mil pagos por mês de energia. Fomos informados de que são menos de 15 mil e divulgar que são 90 mil nos deixa contrariados.Tomara que essa ligação padrão seja feita logo, porque a gente fica livre desse sofrimento”, rebate o açougueiro Pedrinho. O corte desta quarta causou prejuízos aos comerciantes, que ficaram impossibilitados de trabalhar durante todo o dia. Até o final da tarde, o fornecimento ainda não havia sido restabelecido. Os pais de família que trabalham no Mercado Municipal de Jaguaquara reconhecem as consequências das instalações inadequadas, mas tem plena consciência da responsabilidade da Prefeitura de garantir energia elétrica e outros benefícios. Afinal, o local é considerado um dos principais centros de geração de renda do Município.

Sindicato dos Servidores Públicos de Jaguaquara comemora o Dia do Servidor Publico

/ Jaguaquara

Membros da diretoria do SINDSERJ se reúnem
Jucélio, Rui, Nilzete, Tárcilo e Luzana, membros da diretoria

Para comemorar o do Dia do Servidor Publico Municipal, funcionários da Prefeitura de Jaguaquara participaram de um coquetel no Espaço Jô Bufê, na noite desta terça-feira (28), oferecido pelo SINDSERJ – Sindicato dos Servidores Públicos de Jaguaquara, que contou com a presença de todos os membros da diretoria da entidade, do vereador Nildo Pirôpo e da presidente da APLB/Jaguaquara, Wilma Martins. Durante o evento, foram destacadas pela presidente, Nilzete Dantas, lutas e conquistas do Sindicato que resultaram em benefícios importantes para os associados. A líder sindical afirmou que continuará na busca da valorização dos servidores junto à administração pública municipal, como ser humano e como profissional.

Advogado fala sobre os direitos do servidor
Advogado Tárcilo Farias fala sobre os direitos do servidor

O assessor jurídico do SINDSERJ, Dr. Tárcilo Farias, explanou sobre os direito do servidor. Segundo Tárcilo, a nova meta do Sindicato é a conquista do Plano de Cargos e Salários, que aguarda anuência do poder público municipal. O jovem advogado tem atuação de destaque no Sindicato dos Servidores Públicos de Jaguaquara. Se depender de Tárcilo, não faltará encorajamento para enfrentar os desafios do SINDSERJ.

Jaguaquara: Sindicato revela ”inchaço” na folha de pagamento do município e sinaliza demissão

/ Jaguaquara

Nilzete Dantas, presidente do
Nilzete Dantas, presidente do Sindicato dos Servidores Públicos

A presidente do SINDSERJ – Sindicato dos Servidores Públicos de Jaguaquara, Nilzete Dantas, ao comentar nesta terça-feira (28), Dia do Servidor Público, os avanços do Sindicato em seu mandato revelou que a Prefeitura de Jaguaquara vem gastando com pagamento de pessoal muito acima do limite estipulado pelo Tribunal de Contas dos Municípios, que é de 54% da arrecadação municipal. A líder sindical, disse que a situação financeira do município, que vêm capengando desde gestões anteriores, ainda depende de ajustes. No Governo Giuliano Martinelli, um dos sérios problemas, segundo Nilzete, é a folha de pagamento dos servidores municipais, que desde o início da atual administração continua acima do limite permitido pela Lei de Responsabilidade Fiscal. A contratação irregular de servidores sem a realização de concurso público em Jaguaquara foi veementemente destacada pela sindicalista, durante entrevista à Rádio Povo AM. De acordo com a presidente, o município precisa adotar ações imediatas para adequar a folha ao que determina a legislação. Atraso no pagamento de servidores contratados, inclusive na área da Educação também foi destaque na entrevista. Nilzete sinaliza para demissão em massa dos prestadores de serviços da Prefeitura e se solidariza com os que irão trilhar no olho da rua. ”É uma pena, porque são pais de famílias que foram contratados e agora vão ficar desempregados. A prefeitura não pode contratar de forma irregular, sem concurso público”.

Em Jaguaquara, grupo Oncinhas, criado por mulheres, promove diversão para crianças carentes

/ Jaguaquara

Crianças, orgulhosas, posaram para foto na Escola Delmida Farias
Crianças, orgulhosas, posaram para foto na Escola Delmida Farias

Um grupo denominado ‘Oncinhas’, formado por 26 amigas de Jaguaquara, através de aplicativo WhatsApp, culminou num trabalho de cunho social realizado na Escola Municipal Delmida Farias, da rede pública municipal de ensino, no bairro Casca. O grupo ‘Oncinhas’ promoveu a diversão para crianças carentes que estudam na instituição de ensino, com recreação solidária.

Advogado Cristiano Moreira prestigia ação do grupo
Advogado Cristiano Moreira prestigia ação do grupo ”Oncinhas”

O evento realizado no interior da Escola Delmida Farias contou com as presenças dos médicos Élio Boa Sorte e Argemiro Pereira, da dentista Flávia Lima, com orientação as crianças sobre higiene bucal, além do advogado Cristiano Moreira e dos empresários Miguel e Beto Vaz. Mulheres integrantes do grupo afirmam que a ideia é estreitar a amizade e promover o bem estar social da comunidade carente da cidade de Jaguaquara.

Jaguaquara: Menino de dois anos morre afogado

/ Jaguaquara

Corpo é levado a Vitória da Consquista
Corpo é levado a Vitória da Conquista. Foto: Blog Marcos Frahm

Um menino de dois anos e oito meses morreu afogado na noite desta sexta-feira (24), na localidade de Alecrim, área rural do município de Jaguaquara, no Vale do Jiquiriçá. De acordo de familiares ao Conselho Tutelar local, a criança estava na companhia da mãe, que teria adentrado em um bar e, ao perceber a ausência da criança, realizou buscas e encontrou o pequeno Cauan Souza Santos numa pequena represa. O menino foi encaminhado por familiares num veículo Kombi ao Hospital Municipal de Jaguaquara, onde deu entrada sem sinais vitais. Possivelmente, a criança entrou sozinha na represa. A polícia investiga o caso.

Pais se dizem inconformados com a morte da criança
Pais se dizem inconformados com a morte da criança

 Consternados, familiares disseram não acreditar na morte tão precoce de Cauan. O corpo foi encaminhado ao Departamento de Polícia Técnica de Jequié e removido na manhã deste sábado ao IML de Vitória da Conquista, por conta da falta de médico legista nos finais de semana em Jequié.

Ladrões invadem fazenda de vereador e levam 31 cabeças de gado na zona rural de Jaguaquara

/ Jaguaquara

Vereador Élio Boa Sorte (PP). Foto: Blog Marcos Frahm
Vereador Élio Boa Sorte (PP). Foto: Blog Marcos Frahm

Ladrões invadiram a Fazenda Duas Pontes, na localidade da Malhada, área rural do município de Jaguaquara e roubaram 31 cabeças de gado. A fazenda e os animais pertencem ao médico e vereador Élio Boa Sorte Fernandes (PP). Os criminosos, na ação, simplesmente adentraram na propriedade rural e levam os animais, todos na cor branca. A Polícia Civil de Jaguaquara foi informada e investiga o caso. O vereador em contato com o Blog Marcos Frahm, afirmou que oferece recompensa de R$ 5 mil para quem tiver pistas sólidas que levem aos animais, que estão ferrados com a marca EBS.

Câmara: Presidente nega manobra para votar contas do ex-prefeito de Jaguaquara

/ Jaguaquara

Presidente
Presidente Francisnei Santos (PP), em entrevista. Foto: BMF

Em nota divulgada à imprensa, a presidência da Câmara de Jaguaquara nega haver manobra para postergar o julgamento das contas do ex-prefeito de Ademir Moreira, relativas ao exercício financeiro de 2012. Diz que cumpre prazos legais, após emissão dos pareceres das comissões competentes da Casa. O parecer elaborado pelo TCM-BA recomenda a rejeição das contas e aponta irregularidades na gestão pública municipal anterior. O julgamento na Câmara, para vereadores oposicionistas, ainda não ocorreu pela indefinição do líder do Poder Legislativo, Francisnei Santos (PP), aliado do ex-prefeito, que estaria ganhando tempo para angariar apoio, objetivando a aprovação das contas do correligionário. A nota assinada pelo presidente, afirma que, ”as contas do ex-prefeito Ademir Moreira serão julgadas após o cumprimento do prazo de quinze dias, depois de emitidos os pareceres das comissões. Vencendo o prazo, notifica-se o ex-gestor, que terá um prazo para oferecer defesa antes do julgamento das contas”. Mesmo tendo assinado a nota, o presidente decidiu quebrar o silêncio e falou à imprensa sobre o assunto. Francisnei nega, veementemente, praticar qualquer tentativa de postergação. ”Não está havendo manobra nessa casa. Nós estamos agindo de forma correta, cumprindo os prazos e depois disso iremos tomar a decisão com a mesa-diretora da câmara para definir a data. Eu, particularmente, não escondo para ninguém que votarei pela aprovação das contas do ex-prefeito, mas não é por isso que as contas ainda não entraram na pauta. Nós temos que notificar o ex-gestor e aguardar a defesa dele, e quanto aos colegas vereadores que votarão contra, é um direito deles e aqui todos nós respeitados as posições”. O prazo concedido para o ex-chefe do Executivo oferecer defesa irá vencer no próximo dia 06 de novembro, mas o presidente reafirma que, ainda não há, uma data definida, para o tão aguardado julgamento das contas. ”Pode ser no dia seis ou até antes, mas a decisão tem que ser conjunta, com os colegas que fazem parte da mesa”.

Câmara: Contas do ex-prefeito não entram na pauta, vereadores protestam e sessão é suspensa

/ Jaguaquara

Lindoval, Jurandir e Pirôpo se recusam a entrar no plenário
Lindoval, Jurandir e Pirôpo se recusam a entrar no plenário

A Câmara de Jaguaquara encerrou a sessão da noite desta quinta-feira (23), sem apresentar se quer um requerimento. A sessão aberta pelo presidente Francisnei Santos (PP), foi encerrada minutos depois, por não ter alcançado o quórum mínimo de edis necessários. A suspensão foi motivada pela ausência de três vereadores: Jurandir Araújo (PT), Nildo Pirôpo (PT) e Lindoval Muniz (PP), que se recusaram a entrar no plenário em protesto pela indefinição, sobre apresentação, na pauta da sessão, do processo de votação das contas da Prefeitura de Jaguaquara, relativas ao exercício 2012, de responsabilidade do ex-prefeito Ademir Moreira. Os parlamentares se posicionaram nos corredores da Câmara e disseram que não participarão de sessão na Casa enquanto não for definida uma data para a votação das contas. Eles chegaram a travar, sem alteração, discussão com o presidente, Francisnei Santos, que não demonstrava temor algum, tendo afirmado que não estava preocupado com pressão. ”Estou cumprindo o prazo legal, não estou nenhum pouco preocupado com isso. Enviamos a notificação ao ex-prefeito e agora estamos aguardando o prazo que ele tem para se defender”.

Poucos vereadores adentraram no plenário da Casa
Poucos vereadores adentraram no plenário da Casa

Os três protestantes disseram que há, por parte da Câmara, uma morosidade para definição da data de votação das contas do ex-gestor. Afirmaram ainda que houve tempo suficiente para notificar Ademir Moreira – Francisnei rebateu alegando que a assessoria do Poder Legislativo não havia encontrado o ex-prefeito, para notificá-lo e que agora é só aguardar Ademir oferecer defesa antes do julgamento das contas. Adentraram no plenário, mesmo sem a realização da sessão, os vereadores: Zacarias – Zeca de Legais (PP), Edmilson Barbosa – Dema (PTB), Valdenor – Bode da Saúde (PP), Jocemar – Júnior da Kombi (PSD) e Élio Boa Sorte (PP). No entanto, nem chegaram a esquentar os bancos e se retiraram em seguida.

Inaugurada em Jaguaquara a Essencial Cosméticos

/ Jaguaquara

Na foto, diretores e funcionários da Essencial
Na foto, diretores e funcionários da Essencial Cosméticos

Jaguaquara ganhou nesta quinta-feira (23) uma nova loja do ramo de cosméticos. A Essencial Cosméticos, instalada na Praça Guilherme Silva, Nº 15, anexo a Farmácia União abriu suas portas por volta das 18h. O ato de inauguração do novo empreendimento começou com a bênção do Padre Samuel, e acabou marcado pela presença de grande público, que prestigiou a inauguração da Essencial Cosméticos.

Equipe em clima de comemoração com a nova loja
Equipe em clima de comemoração com a nova empresa

A empresa atuará com marcas conceituadas no mercado, disponibilizando aos clientes uma variedade linhas, principalmente voltadas ao público feminino, com produtos considerados essenciais para cuidar da beleza de quem gosta de manter a boa aparência. O evento contou ainda com a participação de representantes da diretoria da Câmara de Dirigentes Lojistas de Jaguaquara –CDL e da distribuidora TUT Hair de Jequié.

Jaguaquara: Prefeito ”Giuliano Martinelli” é multado por contratar IMAP sem licitação

/ Jaguaquara

Foram apontadas irregularidades na gestão de Giuliano Martinelli
Martinelli foi multado por irregularidade na gestão pública

Nesta quarta-feira (22), o Tribunal de Contas dos Municípios multou o prefeito de Jaguaquara, Giuliano de Andrade Martinelli, em R$ 2 mil por irregularidades na contratação direta da empresa Instituto Municipal de Administração Pública (IMAP), mediante dispensa de licitação, no exercício de 2013. Sem procedimento licitatório, o IMAP foi contratado para o licenciamento de software de divulgação de informações em sítios eletrônicos, porém, embora orçado em R$ 36.002,40, custou R$ 69.973,96. O relator do processo, conselheiro Paolo Marconi, ressaltou que o prefeito não poderia ter contratado o IMAP sem procedimento licitatório, vez que o objeto não possui nenhum requisito especial, devendo ser contratado mediante licitação. Além disso, o gestor não justificou a diferença entre o valor previsto no contrato administrativo e aquele efetivamente pago ao IMAP. A análise técnica constatou que o contrato foi celebrado exatamente no mesmo dia em que foi iniciado o correspondente processo de dispensa de licitação, celeridade essa bastante surpreendente, que compromete a própria lisura da contratação. O IMAP recebeu R$ 25,8 milhões entre 2010 e 2014, sem licitação, de prefeituras, câmaras de vereadores e autarquias municipais da Bahia. As informações são do Bahia Notícias. Leia mais no TCM.

Jaguaquara: Colégio Taylor Egídio vai celebrar seus 116 anos de fundação, na próxima sexta

/ Jaguaquara

A Exalte – Associação dos ex-alunos, alunos e amigos do Colégio Taylor-Egídio dará inicio às 19h30 de sexta-feira (24) no espaço do refeitório, às comemorações relativas aos 116 anos de fundação do Colégio Batista Taylor-Egídio, em Jaguaquara. Constam da primeira noite, Culto de gratidão conduzido pela direção do Colégio;  Depoimentos de ex-alunos sob o tema: “O Colégio Taylor-Egídio e seu significado para minha vida” – espaço aberto;  Coquetel  e bom papo ao som de boa música; na manhã de sábado (25), a programação será reaberta pelo presidente da Exalte, Celidalvo Braga, aula da saudade com o professor Jalon Leal, palavras da diretora do CDTE, professora Sonilda Sampaio; do presidente da Convenção Batista Baiana, Pastor Edvar Gimenes; momento musical com cânticos orfeônicos por Ozildete (Detinha), palavra do ex-aluno José Antonio Pereira Portela e paródias com Mara Gasbarre. Após o almoço, será realizada palestra sobre recursos hídricos, com Deraldo Teixeira; apresentação da tese de mestrado sobre ensino da Matemática nos anos 50,60 e 70 por Malu Gomes; momento musical com o Quarteto Vox 4; testemunho dos presentes sobre a importância do Colégio Taylor-Egídio em suas vidas; lançamento do livro “Viver Brincando”,  do ex-aluno e professor Nivaldo Ferreira à noite show musical com Lourival Eça e Toninho Bernardino.

Carcereiro é sepultado em clima de comoção

/ Jaguaquara

Dezenas de pessoas participaram do cortejo fúnebre
Dezenas de pessoas participaram do cortejo fúnebre

Dezenas de pessoas deram o último adeus ao carcereiro José Marcos Ribeiro Ferreira, o ”Papa Mel”, durante sepultamento que ocorreu por volta das 10h30 deste sábado (18), na localidade do Socorro, área rural do município de Jaguaquara. Familiares, amigos, moradores da localidade, políticos, guardas municipais, policiais civis e até o atuante Promotor de Justiça Lúcio Meira Mendes participaram do cortejo fúnebre, que saiu da casa do carcereiro até o cemitério público. José Marcos morreu na madrugada desta sexta-feira, quando acompanhava a Polícia Civil durante operação contra um indivíduo acusado de tráfico de drogas na região das Tesouras, também na zona rural. Amilton Manoel dos Santos, que já possuía passagem pela Delegacia por tráfico de entorpecente atirou, com a utilização de uma espingarda contra o guarda, que não resistiu aos ferimentos. Amilton ainda tentou contra a polícia, de acordo com informações policiais e, no confronto, acabou tombando morto. Ele vinha fazendo seguidas ameaças de morte contra o carcereiro. José Marcos era um rapaz querido pela equipe da Delegacia e bastante conhecido em Jaguaquara.