Oportunidade de ouro! Jefinho Love Light, de Jaguaquara, vai soltar a voz no Carnaval

/ Jaguaquara

Oportunidade de ouro. O que poderia ser encarado apenas como um sonho, pelo cantor Jefinho Love Light, está prestes a se tornar realidade.

O artista, oriundo de Jaguaquara, no Vale do Jiquiriçá, destacou-se na região cantando músicas do estilo dominado arrocha e agora terá a chance de mostrar o seu talento na considerada maior festa de participação popular do planeta, o Carnaval de Salvador.

Jefinho será o primeiro artista do Vale a se apresentar no Carnaval, na próxima sexta-feira (21), quando subirá ao trio no Circuito Campo Grande, a partir das 16h.

Ele foi inserido no projeto A Cor da Bahia, que visa valorizar a cultura afro-brasileira, com apoio da Bahiatursa, através da produtora Cidade da Música, sob a tutela do empresário Flavinho Souza, que é filho de Jaguaquara e decidiu por oportunizar ao conterrâneo o espaço no Carnaval.

Depois de três anos, Prefeitura de Jaguaquara promete entregar iluminação do Estádio

/ Jaguaquara

Municipal Menandro Menahim. Foto: Reprodução/Facebook da Prefeitura

Que bom ter eleições a cada dois anos, pois o ano da disputa eleitoral costuma ser transformado em época farta, inclusive com promessas e a retomada de obras paralisadas.

Em Jaguaquara, por exemplo, a Prefeitura tem intensificado a propagação de anúncios referentes à retomada de obras públicas que estavam emperradas como postos de saúde, pavimentações e a mais nova é a obra de instalação do sistema de iluminação do Estádio Municipal Menandro Menahim.

Com um custo de pouco mais de R$ 300 mil, através de emenda parlamentar do deputado federal Cacá Leão, as obras no local foram iniciadas em maio de 2017, e devem ser concluídas agora, em 2020.

A Prefeitura publicou, em sua página no Facebook, a informação de que em breve o Estádio terá sistema de iluminação em LED e que três torres já foram instaladas.

Vale salientar que, o gramado, da única praça esportiva de grande porte do município encontra-se em péssimas condições, sendo alvo de críticas dos desportistas.

PM dá resposta à sociedade e prende suspeitos de agir contra caminhoneiro no Entroncamento de Jaguaquara

/ Jaguaquara

PM apreendeu arma de fogo usada no crime. Foto: Divulgação

A Polícia Militar do município de Jaguaquara deu resposta à sociedade, nesta quarta-feira (12), e prendeu quatro suspeitos de ter esfaqueado um caminhoneiro durante tentativa de assalto às margens da BR-116, no trecho do Entroncamento de Jaguaquara – distrito Stela. O crime ocorreu na noite de terça-feira (11), e tão logo informada sobre o caso a PM passou a realizar diligências.

Hamilton de Lima Júnior, natural do Paraná teria sido esfaqueado no pescoço, embora as informações iniciais apontavam que o mesmo foi vítima de disparo de arma de fogo. Segundo a PM, o caminhoneiro, em depoimento, disse que o veículo foi apedrejado quando trafegava pela rodovia e, ao parar, ele foi surpreendido por três indivíduos, um dos quais atirou para cima e um segundo envolvido se aproximou do caminhão com uma faca e lhe desferiu um golpe.

Hamilton ainda conseguiu conduzir o veículo até o estacionamento de um posto, quando foi socorrido por populares que acionaram uma equipe do Samu, tendo lhe encaminhado ao Hospital Geral Prado Valadares – HGPV, em Jequié. Em uma operação que empregou quatro viaturas, a Polícia Militar, nesta quarta, após informações sobre a localização dos suspeitos realizou incursões na localidade de Terra Brás, na mesma região, onde foi localizada uma casa com as mesmas características de um imóvel denunciado.

A residência foi cercada e os seus ocupantes abordados, momento em que foram identificados três indivíduos contumazes na prática de roubos e ameaças a moradores; ainda baseado-se em informações da existência de arma de fogo, inclusive da arma utilizada no crime contra o caminhoneiro, um dos detidos informou a localização do quarto indivíduo, que estaria guardando o armamento; deslocando até a Rua ”Embala Caixão”, a casa foi identificada e após o cerco policial houve tentativa de fuga por parte do conduzido, que após acompanhamento foi alcançado e preso, levando os policiais até o local onde estava escondido o revólver apreendido.

Aparelhos celulares também foram apreendidos e, os suspeitos, que por critérios da nova Lei de Abuso de Autoridade não tiveram a identidade revelada foram apresentados no início da tarde de hoje na Delegacia de Jaguaquara, sendo dois dos mesmos reconhecidos pela vítima – que recebeu alta hospitalar. O caso revoltou a população do distrito Stela, que comemora a ação rápida da PM. Na mesma noite, uma motocicleta CG Honda foi tomada de assalto no distrito e a polícia diz que à caça aos marginais continua.

Caminhoneiro é baleado no pescoço durante tentativa de assalto no Entroncamento de Jaguaquara

/ Jaguaquara

Crime ocorreu às margens da BR-116. Foto: Leitor do BMFrahm

Um caminhoneiro foi baleado na noite desta terça-feira (11), durante uma tentativa de assalto às margens da Rodovia Santos Dumont BR-116, perímetro urbano do distrito Stela Dubois – Entroncamento de Jaguaquara.

Segundo as primeiras informações da Polícia Militar ao Blog Marcos Frahm, o crime teria ocorrido após o motorista identificado como Hamilton de Lima Júnior ter parado ao perceber que o seu veículo, uma carreta—baú estaria sendo apedrejada por três indivíduos.

Ao questionar a ação, um dos elementos, de posse de uma arma de fogo lhe desferiu um disparo no pescoço, no momento em que a vítima fez um movimento brusco para tentar se desvencilhar dos indivíduos.

Após o cometimento do crime, os autores acabam evadindo e Hamilton conduziu o veículo até o estacionamento de um posto de combustíveis, sendo socorrido por populares que acionaram uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel Urgência que o encaminhou ao pronto-socorro do Hospital Geral Prado Valadares – HGPV, em Jequié.

Ainda conforme apurou o BMFrham, a vítima, que é do Paraná, recebeu atendimento e não corre risco. Porém, perdeu sangue e permanece em observação na unidade hospitalar. A Polícia Militar foi acionada e diz ter informações sobre os supostos suspeitos, que estão sendo procurados.

Após reestruturação e ampliação, novo hospital de Jaguaquara terá 50 leitos e dois centros cirúrgicos

/ Jaguaquara

Hospital passa por transformação. Foto: Blog Marcos Frahm

Se a longa reforma e ampliação do Hospital Municipal de Jaguaquara gerou críticas aos governos municipal e estadual, a novela terá um final feliz para os munícipes da maior cidade do Vale do Jiquiriçá. Retomadas em dezembro de 2019, após paralisação no primeiro semestre daquele ano, as obras, agora executadas por uma nova empresa, a Mundi Engenharia e Construtora, vencedora do segundo processo licitatório, estão em pleno vapor e devem ser concluídas em julho de 2020.

Nesta terça-feira (11), a reportagem do Blog Marcos Frahm percorreu o canteiro de obras, com acompanhamento de uma equipe técnica liderada por um engenheiro civil, da empresa executora, tendo constatado que a unidade hospitalar construída há décadas terá ampliação superior a 1.500m² e com a área construída o hospital passará a contar com 50 leitos e dois centros cirúrgicos, com vocação para média complexidade.

As obras, orçadas em mais 5.400.000, através de convênio entre Governo do Estado, por meio da SESAB, e Prefeitura de Jaguaquara, prometem transformar o hospital em referência na região. Depois de concluído o projeto, o HMJ deverá receber novos equipamentos de saúde. A inauguração, mesmo sem data marcada, já é esperada pela população a também pela atual gestão pública municipal, responsável pela licitação e acompanhamento dos serviços que estão em ritmo acelerado.

A reestruturação do Hospital é uma promessa de campanha do governador Rui Costa e do prefeito aliado, Giuliano Martinelli, como diretriz de regionalizar a saúde, de forma que o paciente possa ser atendido mais perto de casa, sem precisar se deslocar a outros municípios em busca de atendimento – no caso de Jaguaquara, a população ainda recorre a Jequié e a proposta da gestão é  equipar a unidade para ofertar a população local atendimento médico em urgência e emergência, além de internação hospitalar e procedimentos cirúrgicos. ”Assumimos um desafio, que é tornar o hospital mais completo e a cada dia estamos percebendo que a comunidade terá uma unidade de ponta. Serão novos leitos, novos centros cirúrgicos, novo necrotério, um novo espaço. Temos  74 pessoas empregadas nessa obra, trabalhando com muita atenção para que possamos cumprir o contrato”, disse o engenheiro Rodrigo Silva.

Enquanto são tocadas as obras, parte do atendimento está sendo realizado no CSJ [posto e saúde] no bairro Muritiba, inclusive anexo ao hospital, que foi adaptado para Pronto Atendimento para casos de urgência e emergência e os internamentos  encaminhados para a Santa Casa de Saúde e Maternidade, que cedeu a ala superior do prédio para abrigar os pacientes.

Prefeito de Jaguaquara tem pedido negado em caso de servidora que faltava a trabalho, diz site

/ Jaguaquara

Decretada a indisponibilidade dos bens de Martinelli. Foto: BMFrahm

O prefeito de Jaguaquara, no Vale do Jiquiriçá, Giuliano de Andrade Martinelli, teve um recurso negado pelo Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA).

Em decisão desta terça-feira (4), a desembargadora Rosita Falcão de Almeida Maia, relatora do caso, indeferiu o pedido do gestor que queria a derrubada da decisão que decretou a indisponibilidade dos bens de Martinelli até o valor de R$ 250 mil.

A medida foi tomada pela Comarca de Jaguaquara que definiu como improbidade administrativa a conduta do gestor no caso de uma servidora cedida à Associação dos Municípios do Vale do Jiquiriçá que não comparecia ao trabalho.

A funcionária foi identificada como Rita de Cássia Silva Moreira. Ela é esposa do ex-prefeito Ademir Moreira, que era aliado de Giuliano, mas rompeu com o atual prefeito.  A defesa do gestor tentou argumentar que adotou medidas para o retorno da mesma, mas o pedido não foi atendido.

*A matéria acima foi publicada no site Bahia Notícias

Comandante da PM em Jaguaquara e região, Hianderson é promovido ao posto de Capitão

/ Jaguaquara

Hianderson Cleiton de Brito agora é Capitão. Foto: Blog Marcos Frahm

Decretos Simples assinados pelo Governador Rui Costa, publicados no Diário Oficial do Estado (DOE), promovem a novos postos hierárquicos Oficiais da Polícia Militar em unidades diversas da instituição na Bahia.

Lotado no 19º BPM, sediado em Jequié, foi promovido ao posto de Capitão, Hianderson Cleiton de Brito, que atua no Comando da 3ª Cia, responsável pelo policiamento em Jaguaquara, Itaquara, Santa Inês, Cravolândia, Brejões, Nova Itarana e Irajuba, no Território de Identidade Vale do Jiquiriçá, inclusive sendo destaque na área de segurança pública na região.

Além de Hianderson Cleiton, também lotados no 19º BPM foram promovidos Murilo e Fábio Lawson.

Jaguaquara: Sob forte comoção e aplausos, corpo do ex-prefeito ítalo Amaral é sepultado

/ Jaguaquara

Cortejo fúnebre saiu às 17h. Fotos: Blog Marcos Frahm

Sob forte comoção de amigos, familiares, funcionários, políticos e autoridades, o corpo do ex-prefeito de Jaguaquara, Ítalo Rabelo do Amaral seguiu às 17h do espaço físico que leva o seu nome, ao lado da Loja Maçônica, no bairro Palmeira, para o Cemitério Municipal, em um cortejo fúnebre acompanhado pela Guarda Municipal e por uma fanfarra, depois de horas de velório aberto ao público.

No Cemitério, com aplausos – centenas de jaguaquarenses e moradores de cidades vizinhas aguardavam para dar o último adeus ao ex-prefeito, classificado por muitos como o maior líder político da história do município e reconhecido pelo perfil organizacional durante sua passagem pela prefeitura de Jaguaquara, entre 1977/82 e de 1997/2000.

Sepultamento foi realizado sob aplausos no Cemitério Municipal

Ítalo faleceu quase três anos depois da morte da sua esposa, Dona Eunice Souza do Amaral, casada com ele há 70, e que morreu em maio de 2017. O casal teve quatro filhos.

O ex-prefeito sentiu-se mal em sua residência, no bairro Muritiba e foi levado por familiares a Casa de Saúde e Maternidade, anexo a sua casa, onde faleceu por volta da 0h30 desta segunda-feira (03). O atual prefeito, Giuliano de Andrade Martinelli (PP), decretou luto oficial de três dias. *Nota original do Blog Marcos Frahm

LUTO: Morre em Jaguaquara o ex-prefeito do município, Ítalo Rabelo do Amaral

/ Jaguaquara

Ítalo Rabelo do Amaral morreu aos 97 anos. Foto: Marcos Frahm

Morreu por volta da 0h30 desta segunda-feira (03), em Jaguaquara, o ex-prefeito do município, ítalo Rabelo do Amaral, aos 97 anos. Considerado uma das principais personalidades políticas da história da maior cidade do Vale do Jiquiriçá, Amaral é apontado, por várias gerações, como o melhor gestor público de Jaguaquara nas últimas décadas, foi prefeito de 1977-1983 e de  1997 a 2000, quando encerrou sua carreira política.

Também se destacou no mundo empresarial, sendo proprietário de empresas do ramo de produtos agrícolas. Fundador da extinta Rádio Vale Aprazível, dedicou boa parte de seus 97 anos à comunicação e a vida pública, tendo sido marcado pela realização, no exercício do cargo político, de importantes obras em Jaguaquara. Era um dos liderados da confiança do ex-governador Antônio Carlos Magalhães no interior baiano.

O ex-prefeito sentiu-se mal em sua residência, no bairro Muritiba e foi levado por familiares a Casa de Saúde e Maternidade, anexo a sua casa, onde faleceu. Em maio de 2017, faleceu Dona Eunice Souza do Amaral, casada há 70 anos com Ítalo, com quem teve quatro filhos. O corpo de Amaral está sendo velado em um espaço que lava o seu nome, e que pertece a Loja Maçônica local, no bairro Palmeira. O sepultamento está marcado para as 17h de hoje.

Em Jequié, Ramon segue na luta por regularização fundiária e entrega novas escrituras

/ Jaguaquara

Ramon Fernandes entrega escrituras a moradores. Foto: Divulgação

O vereador Ramon Fernandes segue na luta pela regularização fundiária que beneficiará moradores de conjuntos habitacionais de Jequié.

O processo de regularização, iniciado em maio de 2019 chegou nesta sexta-feira (31) a terceira fase da entrega de escrituras a moradores dos Conjuntos Habitacionais URBIS I, III e IV, e segundo o vereado,  já são 400 documentos emitidos com o apoio da Secretaria de Desenvolvimento Urbano do Governo do Estado da Bahia – SEDUR , por meio do titular da pasta, Emerson Leal, que acatou interferência do deputado estadual Euclides Fernandes, através da solicitação de Ramon e inclusive já fez várias visitas ao município para acompanhar o processo.

Nesta noite, no CAIC, ao entregar mais 108 escrituras Ramon destacou o apoio de Euclides, de Emerson Leal e registrou em sua fala o empenho da presidente da Associação das URBIS, Jeane Lacerda, engajada no processo. ”O título de propriedade trará dignidade aos proprietários”, disse o vereador.

Jaguaquara: Por discordar de escolha política do prefeito, secretária de Agricultura pediu para sair

/ Jaguaquara

Adriele Andrade deixou o cargo de secretária. Foto: Facebook

A enfermeira e comerciante Adriele Andrade Ribeiro deixou o cargo de secretária municipal de Agricultura e Meio Ambiente, em Jaguaquara, e foi substituída por Eliomar da Paixão Lima, que já atuava na pasta.

A mudança é a terceira na atual gestão de Giuliano Martinelli (PP) e teve motivação política. O Blog Marcos Frahm apurou que Adriele discorda da escolha do nome da secretária de Desenvolvimento Social, Edione Agostinone, como pré-candidata a prefeita.

A agora ex-secretária havia assumido o cargo em abril de 2019, com a missão de substituir José Ivanaldo Saraiva dos Santos, exonerado à época. Muito contestada no início, por não ser da área, Adriele, que é prima do prefeito, se destacou, inclusive com visitas frequentes as localidades rurais e passou a ser considerada um bom quadro da administração local.

Nada se sabe, porém, sobre a movimentação política de Adriele depois de expor sua grande insatisfação com o direcionamento do grupo liderado pelo prefeito em relação ao processo sucessório.  Nos meios políticos, são fortes os comentários de que a ex-secretária tem pretensões políticas e pode disputar uma vaga na Câmara de Vereadores. Antes da Agricultura, ela atuou na Defesa Civil do município.

A troca no primeiro escalão, contudo, não se resume a pasta da Agricultura. O prefeito de Jaguaquara também resolve promover alteração no âmbito da Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer, que desde a saída de Weder Mello, em 2019, era comandada, interinamente, pela primeira-dama e atual secretária de Governo, Geisa Silva Santana Martinelli. A partir do mês de fevereiro, o espaço passa a ser ocupado por Tâmara Monteiro Lemos, que já atua na gestão e agora ganha status de secretária.

Jaguaquara: Cavalo acompanha velório do dono e gera comoção ao se aproximar do caixão

/ Jaguaquara

Cavalo gera comoção dentro do cemitério em sepultamento do dono

O sepultamento do comerciante Edmarcio Costa Soares, ocorrido nesta quinta-feira (30), em Jaguaquara, foi marcado por grande comoção.

O cortejo fúnebre foi acompanhado do velatório, localizado no Centro da cidade, até o Cemitério Municipal, no bairro Palmeira, por uma cavalgada, que era o esporte praticado por Edmarcio.

Um cavalo foi levado por amigos para se despedir do dono, e no Cemitério, se aproximou do caixão, momento em que chamou a atenção de todos que foram ao sepultamento.

Apelidado de Marcinho do Gás, por atuar no comércio com revenda de Gás Liquefeito de Petróleo (GLP) – Gás de Cozinha, o comerciante era muito querido, membro de uma tradicional família de Jaguaquara e estava internado no Hospital Santa Helena, em Jequié, depois de acometido por problema de saúde.

Ele faleceu na noite de quarta-feira (29). A morte precoce de Edmarcio comoveu a população local.

Familiares de mulher carbonizado em São Sebastião do Passé são de Jaguaquara e pedem justiça

/ Jaguaquara

Casa da vítima foi incendiada em Sebastião. Foto: Naiá Braga/TV Bahia

Um corpo foi encontrado carbonizado dentro de um carro, em São Sebastião do Passé, cidade da região metropolitana de Salvador. Conforme família, o corpo é de Ludmila Aragão Campos, de 41 anos. A delegacia do município, no entanto, não confirma a informação.

Segundo a 24ª Delegacia de Polícia Civil, em Vera Cruz, que investiga o caso, o corpo e o veículo foram encontrados em uma fazenda de São Sebastião do Passé, na terça-feira (28). Ainda de acordo com a polícia, por causa da destruição do veículo, ainda não dá para apontar a identidade da vítima.

Apesar disso, familiares da mulher afirmaram à TV Bahia e ao site G1, nesta quinta-feira (30), que o carro encontrado queimado pertencia a Ludmila, que foi vista pela última vez na segunda-feira (27). Eles pontuam que a confirmação ocorreu depois de analisarem o chassi do veículo.

Ainda de acordo com a família, a mulher é natural de Salvador e morava em Vera Cruz, na Ilha de Itaparica, há dois meses, quando foi para o local abrir um restaurante.

Os familiares contaram ainda que, na segunda, o ex-companheiro da mulher foi visto dentro da casa dela, por volta das 20h. Em seguida, moradores da região avistaram ele saindo dentro do carro da mulher, junto com ela. No mesmo dia, a casa de Ludmila foi encontrada queimada.

Já no dia seguinte, o carro apontado como o de Ludmila foi encontrado queimado em São Sebastião do Passé, junto com um corpo. As investigações estão em curso e um laudo do Departamento de Polícia Técnica (DPT) deve apontar as causas do incêndio no veículo e se o corpo é o de Ludmila Aragão.

Mãe de Ludmila afirma que companheiro da filha já tinha ameaçado ela de morte

”Ela conhecia ele há sete meses. Ela disse que estava conhecendo ele ainda. Mas ele tinha um ciúme doentio por ela. Disse que nunca queria perder ela, disse que ela era a pessoa ideal para ele. Ela não gostava das chamadas de vídeo que ele fazia para saber onde ela estava. Depois que ele conseguia falar com ela, ele ainda perguntava: ‘Vocês estava no shopping? Estava onde, com outro homem?”, contou a mãe.

Ainda de acordo com a mulher, a filha contou sobre a ameaça que o homem fez durante uma conversa entre as duas, para falar sobre o possível fim do relacionamento entre Ludmila e o homem. ”Eu tinha mandado ela desistir dele por causa do ciúmes, mas ela disse que se ele desistisse ele mataria ela. Então eu disse a ele que eu daria a queixa”, completou.

Jaguaquara

A notícia sobre o caso chocou moradores de Jaguaquara, no Vale do Jiquiriçá, onde Ludmila tem familiares. Na cidade, membros da tradicional família Aragão se dizem inconformados com a situação e pedem justiça para o caso.

Jaguaquara: Prefeito diz que vai fechar hospital em reforma e transferir atendimento para posto

/ Jaguaquara

Ora de reforma se arrasta desde 2018. Foto: Blog Marcos Frahm

A longa reforma e ampliação do Hospital Municipal de Jaguaquara tem novo capítulo. O prefeito Giuliano Martinelli (PP) anuncia que a unidade suspenderá 100% do atendimento a partir da próxima semana até a conclusão das obras que, agora, tem novo prazo: junho de 2020, isto é, um ano depois do prazo inicial, tendo em vista que a reforma foi iniciada em julho de 2018 com a promessa de entrega em junho de 2019, conforme pode ser visto na placa instalada pelo Governo do Estado, que firmou convênio com a Prefeitura para a tão esperada reforma (imagem abaixo).

Segundo o prefeito, parte do atendimento será feito no CSJ [posto e saúde] no bairro Muritiba, que será adaptado para Pronto Atendimento para casos de urgência e emergência, enquanto os internamentos serão encaminhados para a Maternidade, que cedeu a ala superior do prédio, conforme destacou em entrevista ao radialista Fábio Silva, na Rádio Povo. Ainda de acordo com Martinelli, o CSJ na Muritiba irá para outro espaço.

Com essa decisão, o prefeito de Jaguaquara joga por terra, a ideia, anunciada com estardalhaço, de utilizar a UPA do Entroncamento como válvula de escape no período em que as obras se arrastam. Martinelli argumenta, agora, que o Ministério da Saúde proíbe internamentos nas Unidades de Pronto Atendimento.”Por que não a UPA? Nós tínhamos um planejamento de montar na sede um pronto atendimento e o internamento na UPA. Através de uma resolução, do Ministério da Saúde, ficou terminantemente proibido internamento na UPA. Ela nunca pode ter internamento. Vamos abrir a UPA como UPA”, afirmou o chefe do Executivo, que prometeu, mais uma vez, colocar a UPA construída no distrito Stela Dubois [há 10 KM da sede do município] em funcionamento.

Obra do Hospital Municipal era para ser entregue em junho de 2019

Giuliano disse que serão cinco meses de muita responsabilidade com o fechamento do Hospital e pede a compreensão da população. ”Aproveito para agradecer a direção da Maternidade, através do Dr. Argemiro, que estendeu o braço. Depois de muitas discussões, ele disse que iria nos apoiar com a mudança do hospital. O pronto-socorro do hospital será encaminhado para o CSJ e o paciente que por ventura for identificado pelo médico plantonista que precisa da necessidade real de internado será encaminhado para a ala superior da Maternidade”, assegurou.

A reforma do Hospital não é mais executada pela empreiteira Silva Silva Estruturas Metálicas, Construções e Serviços Ltda, que teria vencido a primeira licitação e chegou a iniciar os serviços. A Prefeitura publicou termo de distrato contratual e abriu nova licitação, tendo a empresa Mundi Engenharia e Construtora como nova executora da obra, agora orçada em mais de R$ 5 milhões.