Mulher de Jequié é presa em Jaguaquara ao tentar aplicar golpe em agência do Banco do Brasil, diz PM

/ Jaguaquara

Ioná Souza foi presa pela PM

Uma mulher de 40 anos foi presa na tarde desta quinta-feira (22/08), suspeita de tentar aplicar golpe em uma agência do Banco do Brasil, na cidade de Jaguaquara.

De acordo com a Polícia Militar, Ioná Souza Oliveira tentava desbloquear um cartão de crédito em atitude suspeita e a PM foi solicitada, se dirigindo a agência, tendo abordado Ioná, que portava uma cédula de identidade falsa.

Ainda conforme a PM, a mulher foi questionada sobre a intenção de desbloquear o cartão, admitiu que tentava aplicar um golpe, se passando pelo titular, que reside em outro município.

Natural de Jequié a mulher foi conduzida a Delegacia com o documento falsificado e o cartão de crédito Petrobras Visa. Ela foi apresentada na unidade policial para as medidas cabíveis.

Em Jaguaquara, moradores cobram da Prefeitura manutenção de vias públicas em loteamento

/ Jaguaquara

Via fica intransitável no Carlos Dubois. Foto: Blog Marcos Frahm

O drama continua para os moradores do Loteamento Carlos Dubois, no bairro Muritiba, em Jaguaquara. Aqueles que precisam utilizar a principal via de acesso ao Loteamento enfrentam buracos, lama, poeira e tantos outros transtornos que dificultam a vida de quem transita pela área.

Eles, os moradores, fazem apelo a Prefeitura de Jaguaquara para que não os deixem mais esquecidos do que já estão pelo poder público municipal. Com as chuvas dos últimas dias, crateras foram transformadas em d’agua.

Jaguaquara: Adolescente é apreendido com maconha e espingarda; jovem é preso após roubar celular

/ Jaguaquara

Um adolescente foi apreendido nesta quarta-feira (21/08), pela Polícia Militar, no distrito Stela Dubois – Entroncamento de Jaguaquara. De acordo com informações da 3ª Cia, por volta das 15h20 os militares receberam informações através do CICOM de que um menor estaria comercializando drogas no bairro Cidade Nova II, num conjunto habitacional do Minha Casa, Minha Vida, onde os policiais encontraram o jovem denunciado em frente a residência da família, com uma porção de entorpecente.

Ainda conforme a PM, a avó do adolescente permitiu a entrada da guarnição na casa, onde foi encontrada uma espingarda artesanal e o jovem afirmou que não possuía mais drogas e que já havia repassado todo o volume adquirido para revenda, cujo lucro foi utilizado para a compra de um aparelho celular que foi apreendido. O menor, de 17 anos, o aparelho celular, a espingarda e substância análoga à maconha foram apresentados na Delegacia Territorial de Jaguaquara.

Roubou celular e foi preso

Na sede do município, também nesta quarta-feira, a PM deteve Lucas Alves Moraes dos Santos, 20 anos, suspeito de ter subtraído um celular de uma vítima mediante ameaça no último dia (16). Ele foi avistado pela guarnição na Bela Vista, sendo indagado sobre o roubo do aparelho, tendo confessado, conforme informações policiais e acabou por devoler o produto e foi levado para a Delegacia.

Jaguaquara: Câmara convoca empreiteira para explicar paralisarão de reforma do hospital

/ Jaguaquara

Raimundo Louzado cobra explicações. Foto: Blog Marcos Frahm

O presidente da Câmara Municipal de Jaguaquara, Raimundo Louzado, se posicionou sobre a paralisação das obras de requalificação e ampliação do Hospital Municipal de Jaguaquara (HMJ), que já dura mais de quatro meses. O vereador teve requerimento de Nº 055/2019 aprovado pelos parlamentares, convocando o representante legal da empresa vencedora do processo licitatório, realizado pela Prefeitura de Jaguaquara, a empreiteira Silva Silva Estruturas Metálicas, Construções e Serviços Ltda., a comparecer a sessão ordinária da Casa Legislativa para prestar informações referentes as obras da reforma da única unidade hospitalar do município.

”Para informar qual o motivo que determinou a paralisação das obras, mesmo porque a comunidade vem questionando diariamente, buscando informações sobre esse assunto, que é de grande interesse público”, justificou o parlamentar.

O representante da empresa deveria comparecer à Câmara no último dia (15/08), mas não foi localizado em tempo hábil, conforme informações da Câmara. Já o presidente, em contato com o BFrahm na noite desta terça-feira revelou que já conseguiu manter contato com o diretor da empresa, sediada em Itabuna/BA e que o mesmo se predispôs a ir a sessão no próximo dia (29). ”A população merece explicações, pois a licitação para contratar a empreiteira foi realizada pela gestão municipal após convênio com o estado e nós estamos cumprindo o papel da casa, que é o de fiscalizar e esclarecer a sociedade sobre os atos do executivo. As obras serão de suma importância, mas se não estão andando há uma necessidade de esclarecimentos. Nós fomos informados sobre operários que trabalharam e não receberam, fornecedores que não receberam e tudo isso precisa ser passado a limpo”, completou.

Há um entreve Prefeitura e Governo do Estado, que teriam firmado convênio para reestruturar a unidade hospitalar e o valor inicial do investimento estaria em torno de R$2,4 milhões, sendo R$2,16 milhões de recursos estaduais e o restante equivale à contrapartida municipal. A SESAB informou, em oportunidade anterior que houve divergência entre a planilha pactuada e a planilha executada. Informou ainda que numa vistoria realizada no dia 01 de abril de 2019, foi atestada 32,08% de execução. O percentual está equivalente ao valor já desembolsado, porém foi verificada a divergência entre as planilhas e, com isso, foi pleiteada pela Prefeitura uma alteração em itens da planilha orçamentária do convênio. Devido à solicitação do município o processo estaria em análise na área técnica, sem o desembolso da terceira parcela do convênio.

Jaguaquara: Júri popular condena dois homens e uma mulher por morte de jovem em Lafaiete Coutinho

/ Jaguaquara

Júri foi realizado no Fórum de Jaguaquara. Foto: Blog Marcos Frahm

Foram julgados pelo Tribunal do Júri, na Comarca de Jaguaquara, os réus Anderlan Gonçalves Lipocare, Robson Macedo e Valquíria dos Santos Souza, acusados pela morte do ex-presidiário Jessé Lopes da Silva, por disparos de arma de fogo, cujo crime foi praticado na manhã do dia (13) de abril de 2017, quando o então detendo havia sido beneficiado com a saída temporária da Páscoa e se dirigia de Jequié a Lafaiete Coutnho para rever familiares, sendo surpreendido na Rodovia BA-555, estrada que liga a BR-116 ao município. Segundo denúncia do Ministério Público, o crime foi arquitetado pela ex-companheira da vítima, Valquíria Santos Souza, que na ocasião estaria se relacionando amorosamente com Anderlan Gonçalves Liporace, este, acusado de interceptar na BA-555 um táxi contratado pela irmã de Jessé para transportar o irmão do Conjunto Penal de Jequié a Lafaiete.

Conforme registro do inquérito policial, Anderlan estava a bordo de uma motocicleta, na companhia de Robson Silva Macedo, que efetuou cinco disparos na direção da vítima, na presença da irmão e do taxista e, posteriormente, Anderlan também deflagrou cinco tiros contra o rapaz, que foi socorrido no mesmo carro pela irmã e o motorista para a sede do Samu de Lafaiete Coutinho, unidade localizada inclusive na mesma via pública onde a família da vítima residia, mas Jessé chegou ao local sem sinais vitais. Ainda de acordo a denúncia do MP, feita pelo promotor de Justiça Lúcio Meira Mendes, Valquíria teve participação ativa no caso. O promotor relatou que a jovem teve o aparelho celular apreendido pela polícia e que ligações feitas naquele dia mostraram contato dela com a mãe da vítima, sua ex-sogra, momentos antes de Jessé deixar o Presídio, indagando a mulher sobre o horário que o filho estaria se deslocando a Lafaiete, o que segundo o MP comprova que Valquíria forneceu informações a Anderlan e Robson sobre o deslocamento do seu ex-companheiro. ”Ela atuou de forma sorrateira no crime, ao ligar para a mãe da vítima, com quem já não mantinha mais contato, para perguntar da saída do filho do presídio”, denunciou. A sessão de julgamento, iniciada as 09h de quinta-feira (15/08) foi presidida pela juíza Andrea Padilha Sodré Leal Palmarella, sendo encerrada por volta das 04h da manhã desta sexta, quando a magistrada leu a sentença condenatória.

Os réus, Anderlan Gonçalves Liporace e Robson Silva Macedo foram denunciados e condenados, respectivamente, a 14 anos de reclusão em regime fechado, pelo homicídio triplamente qualificado, por ter sido o crime praticado mediante paga ou promessa de recompensa, ou por outro motivo torpe;  com emprego de veneno, fogo, explosivo, asfixia, tortura ou outro meio insidioso ou cruel, ou de que possa resultar perigo comum;  e a traição, de emboscada, ou mediante dissimulação ou outro recurso que dificulte ou torne impossível a defesa do ofendido.

Por sua vez, a ré Valquíria dos Santos Souza foi denunciada é condenada a 12 anos por homicídio duplamente qualificado, por cometer o crime utilizando meio que insidioso ou cruel e também por usar recurso que impossibilitou a defesa da vítima. O júri acolheu na íntegra a denúncia do Ministério Público. Na defesa atuaram os advogados: Walmiral Pacheco, Carla Magnólia, Paulo Conceição e Lucas Brito. *Por Marcos Frahm

Jaguaquara: Júri de acusados de matar homem em Lafaiete deve se estender até a madrugada

/ Jaguaquara

Júri ocorre no Fórum Ilmar Galvão. Foto: Blog Marcos Frahm

Um dia de trabalho fora da rotina no Fórum Ministro Ilmar Galvão, em Jaguaquara. Desde às 09h desta quinta-feira (15/08) que a Comarca sedia um júri popular, do caso envolvendo um ex-detento do Conjunto Penal de Jequié, Jessé Lopes da Silva, morto a tiros no dia (13) de abril de 2017 quando teria sido beneficiado com a saída temporária da Páscoa e se dirigia a sua cidade, Lafaiete Coutinho, para rever familiares.

Na ocasião, a vítima seguia em um táxi fretado na companhia da irmã, que teria contratado o veículo para transportar o irmão até Lafaiete, mas o táxi foi interceptado no trajeto, quando trafegava pela BA-555, estrada que liga a BR-116 a Lafaiete. Dois elementos a bordo de uma motocicleta pararam o veículo e efetuaram disparos de arma de fogo na direção do presidiário, que foi socorrido no mesmo carro pela irmã e o motorista para a sede do Samu da cidade, localizada na mesma via pública onde a vítima residia, Rua Assemiro Marques, mas o rapaz chegou ao local sem sinais vitais.

A ex-companheira de Jessé teria arquiteto a morte do homem, e está no banco dos réus com os atiradores, que foram identificados à época do crime. Conforme a denúncia do MP, a mulher estaria se relacionando com um dos acusados.

O júri deve se estender até a madrugada de sexta-feira, presidido pela juíza Andréa Padilha Sodré Leal Palmarella, titular da Comarca de Jaguaquara. Atua na acusação o promotor Lúcio Meira Mendes e, na defesa, os advogados: Walmiral Pacheco, Carla Magnólia, Paulo Conceição e Lucas Brito. A redação do Blog Marcos Frahm acompanha o julgamento e posteriormente publicará o resultado da sentença.

Obra de requalificação na entrada de Jaguaquara se arrasta desde 2018 e motoristas reclamam

/ Jaguaquara

Buracos geram prejuízo a motoristas. Foto: Blog Marcos Frahm

Uma obra de revitalização da uma avenida que liga o bairro Muritiba em Jaguaquara a BR-420, na entrada da cidade, se arrasta aos trancos e barrancos desde outubro de 2018. Os serviços anunciados pela Prefeitura com prazo de conclusão para dezembro passado ainda não foram concluídos.

A via pública é um dos principais acessos a Jaguaquara e encontra-se esburacada, dificultando a trafegabilidade de veículos no local. A obra de responsabilidade da Prefeitura tem o apoio financeiro da Câmara Municipal, cujo o então presidente do Legislativo em 2018, Élio Boa Sorte Fernandes (PP) fez questão de anunciar a parceria com o Executivo, com a devolução de cerca de R$ 120 mil ao Poder Executivo para que os recursos fossem aplicados na requalificação.

Contudo, os trabalhos continuam a passos de tartaruga, sem que haja justificativa convincente para tamanha morosidade na recuperação de um pedaço de estrada. Motoristas e transeuntes que utilizam o trecho enviaram mensagens via email ao BMFrham reclamando, mais uma vez, sobre a situação. ”Um absurdo a gente ter que passar por esse trecho esburacado e as autoridades não tomam providência. Uma cidade to tamanho de Jaguaquara não pode envergonha os seus visitantes logo na entrada”, bradou um taxista.

Jaguaquara: Ex-prefeito aposta em ”racha” no grupo do prefeito com futura candidatura de Raimundo

/ Jaguaquara

Ademir faz elogios a Raimundo Louzado. Foto: Blog Marcos Frahm

Não é novidade para quem acompanha o cenário político de Jagaquara que o ex-prefeito do município, Ademir Moreira (PSD), se tornou inimigo – político do atual gestor apoiado por ele nas eleições de 2012, quando ainda exercia o cargo de chefe do Executivo, Giuliano Martinelli (PP). Desde a ruptura com o ex-aliado, em 2013, Moreira não esconde o desejo de ver a queda de Martinelli. Contudo, ainda não conseguiu vencer Giuliano, que foi reeleito em 2016, contra Osvaldo Cruz (PSB), mesmo sem contar com o seu apoio e transferiu votação expressiva em 2018 aos deputados Cacá Leão (PP) e Zé Cocá (PP), derrotando acachapantemente Leur Lomanto Jr. (DEM) e Sandro Regis (DEM), apoiados por Ademir e dois vereadores da oposição.

Apesar dos resultados, os números não assustam Ademir, que aposta no sentimento de renovação da população, união das oposições e racha do prefeito, classificado por Moreira como ”brigão”, por intrigas com outros aliados nos últimos meses. Com contas reprovadas pelo Tribunal de Contas e pela Câmara Municipal de Jaguaquara, o ex-prefeito foi indagado pelo Blog Marcos Frahm sobre estar apto ou não a disputa sucessória de 2020, quando coloca seu nome à disposição para uma possível candidatura.

Ele afirma que o que está em jogo não é elegibilidade ou inelegibilidade, mas a união do grupo. ”Minhas contas foram rejeitadas por vereadores orientados pelo atual prefeito, que me traiu sem reconhecer o esforço que fiz para o apresentar como candidato à época, taxado de desconhecido pelo meu grupo e foi eleito porque teve o apoio da máquina, porque teve o meu apoio, um prefeito popular naquela ocasião. Quanto a ser candidato, estarei recorrendo para tentar entrar na disputa. Se não conseguir reverter, não há problema, pois apoiaremos um nome leve, limpo e que tem a aprovação da população, que é o presidente da Câmara, Raimundo, o vereador mais votado da história de Jaguaquara”.

Ao enfatizar o termo ”renovação”, Ademir é perguntado sobre voltar ao passado, com o ingresso de cartas marcadas num possível governo municipal, ou seja, figuras que já passaram ou que ainda estão na Prefeitura através de sua indicação. ”Estamos em um momento de união, com Raimundo, com o deputado Antonio Brito, com vereadores e sabemos que as pessoas estão cansadas dessa maneira de administrar, beneficiando parentes, empregando outros que já passaram por lá e o propósito do grupo será o de gerar oportunidade para sangue novo, jovens que estão se formando e não estão encontrando espaço para mostrar o potencial. O nome de Raimundo, no quesito popularidade, supera o de qualquer um que vier a ser apresentado pelo prefeito e já provoca um racha dentro do grupo de lá, pois é um cara muito querido e que inibe qualquer reação contra o seu projeto de querer ser prefeito, porque é um político sem rejeição”, completou.

Jaguaquara perde para Ibirataia na estreia do Intermunicipal; disputa envolve 66 seleções

/ Jaguaquara

Jaguaquara perde fora de casa, para Maracás. Foto: Flávio Silva

Os anos passam, mas o Intermunicipal não perde seu status de principal competição de futebol amador do Brasil. O sucesso é cada vez maior. O campeonato, nos últimos anos, vem ganhando destaque na mídia pela intensa participação de seleções representando mais de 60 municípios baianos.

Em 2019, 66 seleções foram inscritas, com representantes baianos de todas as regiões, oferecendo à cidadania a oportunidade de desenvolver valores de convívio graças ao intercâmbio entre futebolistas das equipes participantes.

Neste domingo ((11/08), dia de abertura, a rede balançou em diversos territórios de identidade da Bahia. No Médio Rio de Contas, destaque para a partida de estreia entre a seleção de Ibirataia, que jogou em casa, derrotando a visitante Jaguaquara, do Vale do Jiquiriçá, pelo placar de 2 x 0 no Estádio Municipal. No próximo domingo, Jaguaquara recebe Maracás, no Estádio Menandro Minahim.

Ganhar o Intermunicipal é o objetivo principal de qualquer Seleção na temporada. Está é a 62ª edição do Campeonato Intermunicipal. A 1ª rodada chegou ao fim com um total de 29 jogos realizados nos quatro cantos do estado.

Oito seleções largaram com destaque na competição. Santaluz, Conceição do Coité, Valente, Santo Amaro, Valença, Camacan e Paul Brasil venceram seus jogos fora de casa. A expectativa, agora, é de que as demais busquem o triunfo. Fora das quatro linhas, a torcida quer embalar as equipes. A segunda rodada já reunirá 60 seleções em campo. Os 30 jogos serão realizados no próximo domingo (18).

Lideranças de Jaguaquara participam de evento da Embasa sobre marco do saneamento

/ Jaguaquara

Lideranças com o presidente da Embasa. Foto: Blog Marcos Frahm

Lideranças políticas de Jaguaquara participaram, na sexta-feira (09/08), em Jequié, do encontro promovido pela Empresa Baiana de Águas e Saneamento – Embasa que contou com a presença do presidente da estatal, Rogério Cedraz, do Secretário de Infraestrutura Hídrica e Saneamento da Bahia, Leonardo Góes, prefeitos e deputados.

Representando a maior cidade do Vale do Jiquiriçá estiveram o presidente da Câmara Municipal, Raimundo Louzado, o ex-prefeito Ademir Moreira, os vereadores Júnior da Kombi e Valdir e o ex-vereador Bode.

Gestores do saneamento do Estado da Bahia para assinatura do protocolo de intenção visando o contrato de programa que assegura a prestação dos serviços em 32 municípios da região.

O presidente da Câmara de Jaguaquara indagou o presidente da Embasa sobre os serviços prestados no município e cobrou celeridade na obra de reestruturação da rede, que está sendo executada pelo Estado para melhorar o abastecimento dem Jaguaquara, Itaquara e Irajuba.

Jaguaquara: Morre a caminho do hospital jovem vítima de acidente com caminhão na BR-420

/ Jaguaquara

Jovem estava em caminhão que levava batata. Foto: Blog Marcos Frahm

A jovem Neyla Lisboa, de 22 anos, que havia sido socorrida ao Hospital Geral Prado Valadares (HGPV), em Jequié, após sofrer acidente de trânsito na tarde desta quinta-feira (08/08) não resistiu aos ferimentos e faleceu mesmo antes de dar entrada na unidade hospitalar.

A auxiliar de enfermagem, moradora no bairro Cruzeiro, em Jaguaquara, estava como carona de um caminhão que transportava um carregamento de batata e que teria saído de Jaguaquara em direção a Salvador, tendo capotado na Rodovia BR-420, no perímetro do município depois que o condutor perdeu o controle da direção. Ela foi projetada para fora da cabine e posteriormente atingida pelo próprio caminhão.

O motorista, morador da cidade de Jequié, sofreu apenas leves escoriações, conforme informações apuradas pelo Blog Marcos Frahm. O acidente aconteceu por volta das 15h30. A carga de batata inglesa se espalhou às margens da estrada e atraiu muitos populares ao local. Motoristas de caminhões que utilizam a BR-420 reclamam de ondulações que os obrigam a trafegar pelo meio da pista.

Zé Cocá diz que busca na Secretaria da Educação melhorias para Jaguaquara e região

/ Jaguaquara

Zé Cocá levada aliados ao secretário Jerônimo. Foto: Divulgação

”Em parceria com a secretaria estadual da Educação (SEC), com a secretaria municipal de Educação e com vereadores, estamos empenhados em solucionar problemas e melhorar a educação em Jaguaquara e região”, é o que diz em nota o deputado estadual Zé Cocá (PP), afirmando está satisfeito com os resultados obtidos na quarta-feira (07/08) após audiência com o secretário da Educação da Bahia, Jerônimo Rodrigues, e com o coordenador executivo de Articulação do Núcleo Territorial, Helder Luiz Amorim Barbosa. Segundo a nota, ainda neste mês de agosto, uma equipe técnica da SEC virá a Jaguaquara verificar in loco as demandas debatidas durante a reunião e alinhar as soluções na área educacional.

Entre outros assuntos ligados à Educação e Cultura, foram debatidos a retomada dos repasses financeiros para a Escola Estadual Rural Taylor Egídio (Erte), solicitada cobertura da quadra e manutenção do convênio com a Escola Luzia Silva, além de inúmeras demandas para Jequié e região.

Também participaram da reunião a secretária de Educação de Jaguaquara, Juliana Santiago Ferreira; o prefeito de Lafaiete Coutinho, João Freitas; os vereadores de Jaguaquara Val da Carroceria, Alex do Ceará, Junior da Kombi, Nildo Piropô e Lindoval Muniz; os diretores da Escola Luzia Silva, irmã Geize Miranda e André Dias da Silva, além do diretor da ERTE, Lourival Brito.

O deputado Zé Cocá destacou a importância da Escola Luzia Silva, que está completando 70 anos de atividades na cidade, e a grande contribuição que a Escola Estadual Rural Taylor Egídio tem prestado na formação de milhares de crianças e adolescentes. ”A Erte não pode acabar. A escola está passando por uma fase difícil e estamos lutando para melhorar o convênio com o Estado e garantir a manutenção dessa instituição tão importante para Jaguaquara”, disse Cocá, lembrando que a Erte é reconhecida pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia como escola de aplicação para o curso de pós-graduação em Educação do Campo, e pelo Instituto Paulo Freire, já foi tema em mais de 10 dissertações de mestrados e teses de doutorados, e já alcançou milhares de alunos camponeses.

Jaguaquara: Caminhão transportando carga de batata capota na BR-420 e jovem fica gravemente ferida

/ Jaguaquara

Caminhão transportava carga de batata. Fotos: Blog Marcos Frahm

Um caminhão que transportava um carregamento de batata inglesa capotou por volta das 15h30 desta quinta-feira (08/08), na BR-420, trecho do município de Jaguaquara.

De acordo com informações levantadas Blog Marcos Frahm no local, o condutor, apelidado de Geleia, morador de Jequié estaria na companhia de uma jovem moradora do bairro Cruzeiro, em Jaguaquara, identificada como Neyla Lisboa, que foi projetada para fora do veículo e posteriormente atingida pelo próprio caminhão quando caiu ao solo.

Carga de batata inglesa se espalhou as margens da estrada

Populares acionaram uma equipe do Serviço de Atendimento Médico de Urgência que encaminhou a jovem ao Hospital Geral Prado Valadares (HGPV), em Jequié. Já o motorista sofreu lesões leves e também foi socorrido.

Ele teria perdido o controle da direção do veículo na chamada Curva de Alberto Tripodi. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) foi acionada para o registro da ocorrência.

Prefeitura de Jequié abre inscrições para cursos ”gratuitos” através da Central de Cursos

/ Jaguaquara

Cursos são de Eletricista e Auxiliar Administrativo. Foto: Divulgação

Estão abertas as inscrições para os cursos de Eletricista Instalador Predial de Baixa Tensão e Auxiliar Administrativo ofertados pela Central de Cursos, ligada a Secretaria de Desenvolvimento Social do Município de Jequié.

Foram disponibilizadas 40 vagas, para ambos os cursos, que serão ministrados no turno vespertino, em uma carga horária de 160 horas cada. Podem se inscrever, no curso de Eletricista Instalador Predial de Baixa Tensão, pessoas que tenham idade mínima de 18 anos e que possuam ensino médio completo.

Já para o curso de Auxiliar Administrativo, podem se inscrever pessoas com idade a partir dos 15 anos e com ensino médio incompleto. Oportunidades únicas para quem quer ampliar o currículo e conquistar novas chances.

Os cursos gratuitos são oferecidos aos beneficiários dos programas socioassistenciais, entre eles o Bolsa Família, Minha Casa Minha Vida, Tarifa Social ou Benefício de Prestação Continuada (BPC), para pessoas que tenham o Cadastro Único atualizado no município de Jequié.

Os interessados devem comparecer a sede da Central de Cursos, na Rua Abílio Procópio Ferreira, número 226, no Centro da cidade, com os seguintes documentos: RG, CPF, comprovante de residência e comprovante de escolaridade. Para mais informações, o telefone da Central de Cursos é o (73) 3526-1749.