Em entrevista, repórter Íris Stefanelli revela assédio moral sofrido por diretor da Rede TV!

/ Imprensa

Íris Stefanelli revela assédio moral. Foto: Reprodução/Instagram

A repórter Íris Stefanelli revelou em entrevista ao canal da Mama Bruschetta no YouTube, que sofreu assédio moral de um diretor da Rede TV! durante os anos em que trabalhou na emissora. Ela integrou a equipe de apresentadores da Rede TV! após participar do Big Brother Brasil, na Rede Globo. A loira contou que ao longo dos 11 anos de trabalho, este diretor tentava todo o tempo ”puxar” o seu ”tapete”. ”Pensei em desistir porque se eu pegar outro desse não sobrevivo. Ele passou a vida tentando puxar meu tapete”, disse Íris. A apresentadora, que também teve passagem pela rádio Transamérica Pop e atuou em peças de teatro, evita identificar o autor do assédio, com medo de sofrer retaliação. ”Se eu falar dele, vai me processar. Ele já me ameaçou um dia […] Esse homem ia ao meu camarim todo dia. Era todo dia ameaça, isso me dava medo, chorei muitas noites por causa disso”, explica. Íris participou do ”TV Fama” durante mais de uma década na emissora, até ser demitida neste ano junto a outros profissionais.

Oriundo de Maracás, locutor oficial de Rui Costa volta ao governo como secretário de gabinete

/ Imprensa

J. Matos de blusa vermelha. Foto: arquivo/Blog Marcos Frahm

Após deixar o quadro do governo estadual para se dedicar a eventos de campanha, o locutor oficial de eventos do governador Rui Costa (PT) voltou à administração como ”secretário de gabinete”, símbolo DAS-3, do Cerimonial, do gabinete do governador, conforme publicação no Diário Oficial do Estado (DOE) desta quarta-feira (17). Segundo o site Bahia Notícias, Jason Silva Matos, o ”J. Matos”, comanda a locução ao vivo em evento desde a campanha de Wagner nas eleições de 2010. Ele foi renomeado no dia 8 de outubro, um dia após as eleições estaduais. Mesmo antes de atuar como locutor de Wagner e Rui, Jason, que é oriundo de Maracás, onde reside a sua família, já se destacava na região como locutor de bingos e de campanhas políticas municipais, soltando sua voz vibrante e inconfundível.

Pressionado com perguntas sobre corrupção, Alckmin diz para Bonner: ”Você é mais poderoso do que eu”

/ Imprensa

Geraldo Alckmin foi entrevistado no JN. Foto: Reprodução/Globo

Geraldo Alckmin foi o candidato entrevistado na sabatina com os candidatos à Presidência da república que vem sendo realizada pelo Jornal Nacional da Globo. Desta vez, além de responder várias questões pra lá de problemáticas em relação ao tempo que permaneceu como Governador de São Paulo, Geraldo Alckmin também teve que defender um ”companheiro” dele acusado de suspeita de corrupção. Segundo Maurício Stycer, trata-se de Laurence Casagrande Lourenço, que foi secretário de Logística e Transportes e presidente da Dersa (estatal paulista de transportes) no governo Alckmin. Ele está preso desde junho sob suspeita de favorecer empreiteiras. O candidato pelo PSDB defendeu o candidato e se negou a falar sobre o processo no qual Laurence é acusado de corrupção. Diante da insistência de William Bonner no Jornal Nacional, Geraldo Alckmin deu uma resposta no mínimo curiosa: ”Eu não tenho essas informações que você tem, até porque estão em segredo de Justiça. Você é mais poderoso do que eu. Consegue”. Vale dizer que William Bonner e Renata Vasconcellos mantiveram o mesmo nível de endurecimento com Alckmin em relação ao adotado nas entrevistas com Ciro Gomes e Jair Bolsonaro. O objetivo dos âncoras é pressionar os candidatos e não permitir que eles façam propaganda eleitoral. O candidato à Presidência do Brasil, Geraldo Alckmin, do PSDB, esteve no Jornal Nacional da Rede Globo nesta quarta-feira para ser entrevistado por William Bonner e Renata Vasconcelos. Apesar da conversa ter sido menos calorosa do que com o candidato Jair Bolsonaro, Geraldo também foi pressionado com perguntas sobre corrupção, segurança pública e economia, gerando polêmica com suas respostas.

Renata e Bonner, do Jornal Nacional, ocupam 40% do tempo da entrevista com Ciro Gomes

/ Imprensa

Ciro Gomes participou de sabatina no JN. Foto: TV Globo

O ”Jornal Nacional” deu início nesta segunda-feira (27) a uma série de entrevistas com os quatro principais candidatos a Presidência. O encontro de Ciro Gomes com os apresentadores do telejornal teve características mais de debate e confronto de ideias do que de entrevista. Conforme levantamento do Blog Mauricio Stycer, do portal UOL, William Bonner e Renata Vasconcellos ocuparam mais de 40% do tempo com perguntas, comentários e interrupções ao candidato do PDT. Dos 27 minutos de diálogo, os dois apresentadores usaram aproximadamente 11 minutos e 30 segundos, enquanto Ciro Gomes falou por 15 minutos e 30 segundos.

Jaguaquara: PRF revela redução nas mortes por acidentes na BR-116, trecho da Serra do Mutum

/ Imprensa, Jaguaquara

Serra do Mutum tem redução de acidentes. Foto: Blog Marcos Frahm

Um levantamento feito pela redação do Blog Marcos Frahm junto a Polícia Rodoviária Federal (PRF) mostra que houve redução nas mortes por acidentes na BR-116, sobretudo na Serra do Mutum, entre os municípios de Jaguaquara e Jequié, trecho considerado um dos mais perigosos da rodovia federal no Sudoeste baiano. Na Serra, que é área de abrangência da Delegacia 10/3 da PRF de Jequié, o último acidente com vítima fatal foi registrado em (05) de fevereiro deste ano. Na ocasião, uma carreta – caçamba desgovernada atingiu vários veículos e provocou uma morte no local, no KM 643, por volta das 19h. A carreta atingiu inicialmente um Ford/KA, um VW/Gol e um automóvel Hyundai Tucson, vitimando fatalmente a passageira do carro, identificada como Rita de Cássia Santos Correa, de 57 anos, moradora de Jequié, que não resistiu aos ferimentos e foi a óbito no local. O marido da vítima e motorista do carro, Dermival Jospe Souza Correia, chegou a ser socorrido ao Hospital Geral Prado Valadares – HGPV, transferido posteriormente para uma unidade hospitalar da capital baiana, mas também não resistiu. A morte do casal comoveu a população regional, que desenvolveu campanha em rede social pela duplicação do trecho. Contudo, até hoje, nem a Concessionária ViaBahia, que administra a rodovia, nem o Governo Federal se manifestaram sobre a prometida obra de duplicação. A redução no número de acidentes com mortes na Serra do Mutum é significativa em comparação com anos anteriores, quando acidentes graves eram registrados com frequência. Melhorias na sinalização, instalação de radares e a intensificação das fiscalizações e conscientização dos motoristas por parte da PRF contribuem para a redução.

Rádio de Irecê e prefeito trocam acusações e gestor chama dono da emissora de bandido

/ Imprensa

Elmo Vaz, de Irecê, em conflito com emissora rádio. Foto: Reprodução

Uma rádio de Irecê e o prefeito do município, Elmo Vaz, entraram em conflito nos últimos dias e vem trocando acusações de perseguição política. Segundo a diretora de jornalismo da Líder FM, Débora Suellen, a retaliação contra a emissora teve início em razão de críticas feitas à gestão municipal. Elmo nega a acusação e diz que a rádio se posiciona contra ele desde a última eleição. O primeiro caso de retaliação contra a Líder FM teria acontecido no domingo (29). Débora relata que a rádio foi obrigada pela prefeitura a retirar um painel de LED com publicidade localizado no centro da cidade. ”Foi a forma que ele encontrou para coagir a imprensa para que ela não continue fazendo críticas”, argumentou em entrevista ao site Bahia Notícias nesta terça-feira (31). Nos últimos dias, também veio à tona um texto atribuído a Elmo com críticas à Líder FM. A mensagem foi compartilhada em um grupo no WhatsApp da União das Prefeituras do Platô de Irecê (Unipi). ”Enquanto emissoras de rádio continuarem fazendo o que fazem e sempre fizeram com os prefeitos e todos continuarem olhando cada um pra seu umbigo seremos todos reféns delas e cada vez mais desmoralizados”, diz o texto. ”Se a Unipi nada pode fazer, estou informando meu desligamento da instituição e vou cuidar da minha vida”, ameaçou. De acordo com Débora, nenhum dos prefeitos demonstrou apoio à mensagem de Elmo. Ao Bahia Notícias, o prefeito de Irecê admitiu ter desentendimentos com o dono da Líder FM, mas negou perseguição contra a rádio e ter participação na retirada da placa de LED. ”Desde do dia que eu ganhei as eleições ele foi contra mim, apoiou o ex-prefeito”, disse Elmo. “É uma questão política, pessoal. O que eu fiz contra ele? Nada”, garantiu o gestor. Em referência ao dono da emissora de rádio, ele declarou ainda que não vai ”ficar negociando com bandido”.

Após saída da Globo, jornalista William Waack volta com canal no YouTube e agradece críticas

/ Imprensa

William Waack comenta saída da Rede Globo. Foto: Reprodução

Após a saída da Globo, William Waack voltou com o seu próprio canal no YouTube. Ele comanda o Painel WW na internet, aparecendo com suas opiniões sobre política.nEm vídeo lançado na sexta-feira (20), com o título “Qual o perigo do Foro de São Paulo?”, o jornalista afirmou que recebe xingamentos e até os agradeceu. ”Aliás, eu gostaria de agradecer muitíssimo os comentários, as críticas, as reclamações, as xingações de vez em quando também. Isso tudo enriquece, e tem sido pra mim um motivo de enorme alegria este trabalho aqui na internet junto a vocês”, disse.

Possível saída do apresentador José Eduardo, o Bocão, preocupa TV Itapoan/Record

/ Imprensa

Bocão pode ir para São Paulo. Foto: Reprodução/Bocão News

A possível saída de José Eduardo, o Bocão, para assumir efetivamente um telejornal na Record São Paulo, caiu como uma bomba na TV Itapoan, de Salvador. Líder de audiência com o seu ”Balanço Geral BA” na capital, Bocão desembarca em terras paulistanas no mês de novembro para cobrir as férias de Luiz Bacci e Reinaldo Gottino no ”Balanço Geral Manhã” e ”São Paulo no Ar”. Com a ausência do jornalista, a emissora baiana já começou a fazer testes com Jéssica Smetak – que comanda o Bahia no Ar – e também com Adelson Carvalho para assumir o ”Balanço Geral”. Smetak, inclusive, vem substituindo Bocão em sua férias. Para aumentar a preocupação na Itapoan, o ”Bahia Meio Dia”, comandado por Jéssica Senra, venceu o Balança Geral em Salvador nesta quinta-feira na audiência: 15 pontos contra 11.7 da emissora dos bispos.

Raimundo Varela critica apresentadora Jéssica Senra por alfinetar professores de greve em Salvador

/ Imprensa

Varela trabalhou com Jéssica na Record. Foto: Reprodução

O apresentador Raimundo Varela soltou o verbo para cima da sua ex-colega de emissora Jéssica Senra e levantou o cartão vermelho para a atual apresentadora do Bahia Meio Dia. Durante a transmissão do Balanço Geral Ba, o veterano criticou a posição de Jéssica ao comentar sobre a greve dos professores em Salvador. ”O problema é o seguinte, tem uma apresentadora que teve a ousadia de dizer no ar, ‘tanta gente desempregada, os professores fazendo greve’. A quem pertence essa emissora? Ao papai do prefeito. Aí não dá. Um diretor mandar eu fazer isso, não faço. Perco meu emprego, mas não faço, porque não vou contrariar a minha consciência nem as minhas convicções. O problema é o seguinte: é uma profissão nobre, só que os políticos não entendem assim”, disparou o apresentador. Em sua defesa, a jornalista explicou através do seu Instagram que a sua intenção era mostrar um lado positivo na história. ”Hoje, no jornal, eu comentava sobre a situação que o país vive. Mostramos, numa reportagem, a dificuldade pra se conseguir um emprego decente. E eu, como é meu perfil trazer sempre uma mensagem positiva, dizia que tinha esperança de que vamos sair dessa situação, que é tão difícil que até quem está empregado, com estabilidade, está insatisfeito”, declarou. Jéssica ainda afirmou que era uma das jornalistas que mais atuavam na defesa dos direitos da população em rede nacional. “Eu sou das jornalistas que mais defendem que devemos lutar por nossos direitos. Na semana passada, inclusive, me envolvi pessoalmente na luta para acabar com as filas de conta de luz. Não sei se está faltando interpretação de texto entre alguns professores ou se realmente essa greve, que tenho noticiado tanto, aberto espaço e defendido a importância do professor, é realmente política. Porque está circulando uma mensagem em redes sociais distorcendo o que eu falei. Hora nenhuma fiz juízo de valor sobre a greve ou me posicionei contra”. Reprodução do bahia.ba

Apresentadora Patrícia Poeta irá substituir Fátima Bernardes, no programa ”Encontro”

/ Imprensa

Patrícia substitui Fátima durante 15 dias. Foto: Divulgação/Globo

Patrícia Poeta está de casa nova. Pelo o menos pelas duas próximas semanas. A apresentadora, ao lado de Ana Furtado, irá substituir Fátima Bernardes no comando do ”Encontro” enquanto a jornalista tira férias de 15 dias. A informação foi confirmada pela assessoria da Globo através de nota enviada a imprensa nesta quarta (18). ”Durante a primeira semana, Patrícia Poeta assume a atração. E a partir do dia 30, Ana Furtado voltará ao comando do ‘Encontro’. Fátima volta ao ar no dia 06 de agosto”. Esta será a primeira vez de Patrícia na atração, que tem Ana Furtado como substituta oficial de Fátima sempre que a apresentadora sai de férias ou tira uma folga. De férias na Austrália com o filho Felipe, Patrícia deve voltar ao Brasil na sexta (20), para assumir o compromisso com a emissora.

Jornalista questiona no ar: ”é necessário um pênis para preencher uma vaga de trabalho?”

/ Imprensa

Jéssica Senra se exaltou em apresentação. Foto: Instagram

Ainda em busca do meio-termo entre um novo conceito na Rede Bahia e o estilo que lhe garantiu a fama no comando do Bahia No Ar, da Record/TV Itapoan, Jéssica Senra se exaltou durante apresentação do Bahia Meio Dia desta quinta-feira (14). Acostumada a comentar as matérias exibidas,Senra disparou após ser veiculada uma reportagem sobre a desigualdade de gênero na busca por vagas de emprego: ”É necessário um pênis para preencher uma vaga de trabalho?”, questionou a jornalista. No quadro, mulheres com melhores formações acadêmicas reclamavam da dificuldade nas entrevistas de trabalho, e na preferência por candidatos do sexo masculino.

Repórter fotográfico do Jornal Correio da Bahia é agredido por agentes da Transalvador

/ Imprensa

Betto levou cinco pontos na cabeça | Foto: Reprodução

O repórter fotográfico do jornal Correio, Betto Júnior, foi agredido na noite desta quarta-feira (25) por agentes da Transalvador, enquanto cobria o jogo entre Vitória e Corinthians, no Barradão, na capital baiana, pela Copa do Brasil. Por conta das agressões, o profissional teve um corte na cabeça e chegou a levar cinco pontos. Em entrevista coletiva, ele contou como tudo aconteceu. ”Nós chegamos com o carro do jornal para cobrir o jogo. Ele falou que a gente não podia entrar porque o carro estava sem a logomarca da empresa. Eu disse que estava com crachá da empresa, com identificação do veículo e questionei por que a gente não podia entrar. Falei que está sem logomarca porque a gente teve um incidente no Ba-Vi, quebraram nosso carro. Resolvemos tirar o timbre por precaução e segurança da equipe”, relatou, conforme publicação do site Bahia Notícias. Ainda segundo ele, o agente foi até uma barreira de policiais militares para resolver a questão, mas recebeu a resposta de que a Transalvador teria que fazer isso. Betto contou que foi até ele, quando um outro preposto do órgão chegou, em tom agressivo. Segundo o fotógrafo, esse último foi o responsável pela agressão. ”Ele já chegou alterado, dizendo que ia fazer e acontecer. A gente começou uma discussão. Um outro agente foi até a barreira, chamou os policiais, os policiais vieram. A gente começou a discussão, esses agentes. Um agente começou a me filmar, eu fotografei ele. Ele veio e me agrediu e entramos em luta corporal”, afirmou. O fotógrafo ainda contou que também foi agredido por outros agentes, levando socos no maxilar. Teve também uma fratura no nariz, no maxilar, uma unha quebrada e escoriações pelo corpo. Após o ocorrido, Betto disse que vai prestar queixa e tomar as demais medidas cabíveis.

Agressores são identificados

O superintendente da Transalvador, Fabrizzio Muller, afirmou que já sabe os agentes envolvidos na agressão ao repórter fotográfico do jornal Correio. ”A Transalvador repudia qualquer violência. Como qualquer evento envolvendo agente da Transalvador é feita apuração, abre uma sindicância, processo administrativo. Sabemos só o que está sendo vinculado pela imprensa. Vamos apurar. Parece que tiveram testemunhas. Havia Polícia Militar. Vamos chama essas pessoas para esclarecer os fatos”, afirmou, em entrevista à TV Bahia. De acordo com Muller, se for comprovado excesso por parte do servidor, pode ser punido com suspensão e até demissão.

Diretor da Globo emite comunicado a jornalistas após defesa de Chico Pinheiro a Lula

/ Imprensa

Jornalista Chico Pinheiro saiu na defesa de Lula. Foto: Divulgação

O diretor-geral de Jornalismo da Globo, Ali Kamel, enviou ontem (9) um e-mail aos jornalistas da emissora alertando os funcionários sobre o uso de redes sociais. Na advertência, o executivo pede que os profissionais do departamento não expressem opiniões políticas e partidárias para evitar ”danos” à emissora. O comunicado foi disparado horas depois que um conjunto de áudios do apresentador do Bom Dia Brasil, Chico Pinheiro, sobre a prisão do ex-presidente Lula vazou na rede. ”Realizaram o fetiche. O fetiche deles era Lula na cadeia. Não foi feito do jeito que eles queriam, mas o Lula foi. E agora? O que vão fazer agora? Como é que fica? Qual é o próximo passo? Que o Lula tenha calma e sabedoria, inspiração divina para ficar quieto onde ele está”, disse Pinheiro em um dos áudios compartilhados em um grupo fechado no WhatsApp no domingo (8).

Presidente Temer sanciona lei que flexibiliza horário de A Voz do Brasil nas emissoras de rádio

/ Imprensa

O projeto de lei tramitou durante cinco anos. Foto: Marcello Casal Jr

O programa A Voz do Brasil, que está há mais de 80 anos no ar, poderá ser veiculado pelas emissoras de rádio no intervalo das 19h às 22h e não mais obrigatoriamente das 19h às 20h. A lei que flexibiliza o horário foi sancionada hoje (4) pelo presidente Michel Temer, em cerimônia no Palácio do Planalto. O programa transmite as ações dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário federais. As informações vão ao ar de segunda a sexta-feira, exceto nos feriados. O material referente ao Executivo é produzido pela Empresa Brasil de Comunicação (EBC). O projeto de lei tramitou no Congresso durante cinco anos. O texto aprovado mantém o atual horário de transmissão para as emissoras educativas. Prevê ainda que o Poder Executivo regulamente casos excepcionais de flexibilização e dispensa de retransmissão do programa. O texto ainda determina que as emissoras de rádio informem aos ouvintes, às 19h, o horário em que vão transmitir A Voz do Brasil. Temer lembrou que o programa foi criado à época do Estado Novo e que hoje a realidade do acesso à informação é outra. Segundo o presidente, a flexibilização é também um gesto de modernização. ”A imprensa livre no nosso país é uma coisa fundamental. A Voz do Brasil é importantíssima, mas não poderíamos impedir que as emissoras de rádio tivessem a liberdade de localizar no melhor horário, dentro daquilo que foi definido”, disse. Para o presidente da Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert), Paulo Tonet, a flexibilização representa um avanço para as emissoras de rádio e vai dar à população o direito de escolher em que horário prefere ouvir o programa. ”A partir de agora, esse direito será exercido de fato. Flexibilizar A Voz do Brasil é também dar às rádios a chance de conquistar mais ouvintes e anunciantes”, disse Tonet no discurso. Durante a cerimônia, o presidente Temer assinou decreto que atualiza a regulamentação da profissão de radialista.

Tramitação

Durante a tramitação no Congresso Nacional, a proposta de flexibilização provocou muita discussão. Os defensores da manutenção do horário de veiculação afirmaram que a flexibilização significa o enfraquecimento de A Voz do Brasil, que traz informações sobre políticas públicas. Já favoráveis argumentaram que o programa não vai acabar, apenas permitir que as rádios veiculem outras transmissões, como informações de trânsito, entre as 19h e as 20h.

História

Programa de rádio mais antigo do país e do Hemisfério Sul ainda em execução, A Voz do Brasil completa 83 anos em 2018. Começou em 1935, na época do Estado Novo, da Era Vargas. Inicialmente, chamava Programa Nacional. Em 1938, a veiculação passou a ser obrigatória nas rádios, com o horário fixo das 19h às 20h, e o nome mudou para A Hora do Brasil. O nome A Voz do Brasil foi adotado a partir de 1971. Ao longo dos anos, passou por reformulações. Em 1998, por exemplo, foi incluída uma voz feminina na locução. Dados de 2016 apontam que A Voz do Brasil alcançava cerca de 60 milhões de brasileiros e é transmitida em todas as emissoras de rádio do país. Em 1995, A Voz do Brasil entrou para o Guinness Book como o programa de rádio mais antigo do país.