”Ano que vem, com fé em Deus, terá Festa do Vaqueiro, uma das maiores”, diz o prefeito de Milagres

/ Entrevista

Cezar revela otimismo quanto ao evento em 2022. Foto: BMFrahm

Interrompida por causa da pandemia do Coronavírus, a tradicional Festa do Vaqueiro de Milagres/Ba será retomada em 2022, se houver, é claro, autorização do Estado para realização de festa de largo.

O prefeito da cidade, Cezar de Adério (PP), está otimista quanto à realização do evento no próximo ano. Na segunda-feira (11), durante visita do governador Rui Costa (PP) ao Município de Jiquiriçá, Cezar deixou clara a sua torcida. ”Ano que vem, com fé em Deus, teremos a Festa do Vaqueiro, uma das maiores festas dos últimos tempos. Por enquanto, estamos tratando de obras, de investimentos de mais de três milhões com asfaltamento em uma avenida, de outros serviços, mas a festa também está em nossos planos”, disse o prefeito.

Em entrevista ao Blog Marcos Frahm, o mandatário comemorou o avanço da vacinação e a diminuição de casos da Covid nos municípios do Vale do Jiquiriçá. ”Nossa cidade, assim como as outras do Vale estão de parabéns pelo combate ao vírus, que está sendo vencido”.

 

Prefeito de Ubaíra lamenta decisão da Câmara, que não votou projeto para fábrica de polpas se instalar

/ Entrevista

”Episódio lamentável para o nosso município”, dispara. Foto: BMFrahm

O prefeito de Ubaíra, Lúcio Monteiro (PSD), lamentou, em entrevista à imprensa durante visita do governador ao vizinho município de Jiquiriçá, na segunda-feira (11), a decisão da Câmara Municipal, que não colocou em votação um projeto de Lei encaminhado pelo Executivo, que pedia a autorização do Legislativo para concessão de uso de bem público municipal, um galpão, que abrigaria uma fábrica de polpas que geraria cerca de 30 empregos diretos em Ubaíra.

Segundo o gestor, a empresa desistiu de se instalar diante da falta de sensibilidade da bancada de oposição na Câmara ”Um episódio lamentável para o nosso município. O projeto tinha um pedido de urgência, não foi pautado e, infelizmente, a empresa desistiu de se instalar em Ubaíra. Era uma oportunidade de geração de novos empregos em meio à crise vivenciada por todos nós brasileiros”, lamentou o chefe do Executivo. O assunto vem rendendo comentários na cidade e a política local ferve nos últimos dias com a guerra travada entre os poderes. *por Marcos Frahm

Prefeito de Maracás dialoga com o Governo sobre parceria para construção de um novo hospital

/ Entrevista

Soya planeja construção de hospital em Maracás. Foto: BMFrahm

A segunda gestão do prefeito Soya Novaes (PDT) em Maracás prioriza, dentre outras áreas, a saúde pública e planeja para a cidade a construção de um novo hospital.

A ideia de se construir uma unidade hospitalar para substituição da atual, o Hospital Álvaro Bezerra, que se encontra com sua estrutura limitada para atender a população foi manifestada nos eixos de propostas durante a campanha eleitoral de 2020 e Soya diz que se empenha para cumpri-la.

Em Jiquiriçá, na segunda-feira (11), durante visita do governador Rui Costa (PT) o prefeito revelou que o Município já iniciou a elaboração do projeto e que trata do assunto com o Governo do Estado nas frequentes que em feito a Salvador. ”É uma obra aguardada há muitos anos pela nossa população e na hora certa ela será anunciada. Estamos dialogando com o governador, com a secretária Tereza e nós vamos lutar pela concretização desse projeto, que tem o objetivo de garantir mais qualidade de vida as pessoas de Maracás”. *por Marcos Frahm

Pré-candidato a federal, Dal diz que Vale do Jiquiriçá precisa de deputado que priorize suas demandas

/ Entrevista

Dal se diz decidido por pré-candidatura a federal. Foto: BMFrahm

O deputado estadual Dal (PP) se diz decidido pela pré-candidatura a deputado federal nas eleições 2022. Em Jiquiriçá, na segunda-feira (11), durante visita do governador Rui Costa (PT), ele ressaltou que tem conversado constantemente com prefeitos, ex-prefeitos e outras lideranças sobre a importância de um deputado que priorize as demandas do território composto por 20 municípios.

Para o parlamentar, para conhecer as reais necessidades de cada cidade é preciso percorrer a região. ”A gente tem escolhido o caminho do diálogo, percorrendo os municípios, conversando com os políticos e com a comunidade, porque se chegarmos a câmara federal saberemos as quais decisões iremos tomar para fortalecer o Vale com projetos que possam priorizar a região em Brasília”. *por Marcos Frahm

Em Irajuba, Rui prega cautela para a volta de grandes eventos e diz que vai liberar paulatinamente

/ Entrevista

Rui diz que doença não foi embora. Foto: Blog Marcos Frahm

O governador Rui Costa preferiu pregar cautela ao ser questionado pelo Blog Marcos Frahm sobre a retomada de shows e atividades com grandes públicos, após liberação de eventos com mais de mil pessoas na Bahia, cujo decreto estadual tem vigência até 21 de setembro, podendo ser prorrogado.

Para Rui, falar em festas com grandes públicos no momento pode passar uma sensação de que a pandemia já acabou e não é uma realidade, apesar da redução significativa de casos da Covid. ”Cada um é livre para ir anunciando aquilo que está dentro da sua previsão. Eu preciso ir anunciando paulatinamente, de acordo com a evolução dos números, que caíram e nos possibilitaram até agora liberar eventos para mil pessoas. A gente pode perceber que nos últimos dez dias, os casos não cresceram, mas também pararam de cair. Os número estão se mantendo em torno de 250 pessoas internadas e em torno de 2.300 contaminadas e isso é um sinal de que a doença não foi embora. Temos que comemorar o avanço, mas mão adianta todo mundo ficar muito empolgado, porque ela não foi embora e quem não se vacinou é preciso se vacinar”, afirmou o governador.

Com modo silencioso ativado, Zé Cocá diz que população é quem vai escolher seu deputado

/ Entrevista

Zé Cocá ainda não definiu seu candidato a estadual. Foto: BMFrahm

A oficialização do apoio do prefeito de Jequié e presidente da União dos Municípios da Bahia a candidatura de qualquer nome a deputado estadual nas eleições 2022 gera expectativas nos meios políticos do Médio Rio de Contas e Vale do Jiquiriçá, pela musculatura política que o ex-deputado tem para influenciar numa eleição.

Conduto, Cocá demonstra estar sem pressa. Com o modo silencioso ativado, Zé não revela qual será o seu representante na corrida por uma vaga à Assembleia Legislativa da Bahia, mesmo com as explícitas demonstrações de simpatia por Hassan Iossef, secretário de Governo da Prefeitura de Jequié e homem de sua confiança, que já se articula como pré-candidato.

Interlocutores de Cocá dizem que ele se divide entre Hassan e o prefeito de Jitaúna, Patrick Lopes (PP), depois da ruptura política com Giuliano Martinelli (PP), ex-prefeito de Jaguaquara e que era um dos nomes cogitados para representar o grupo.

Perguntado sobre definição do nome e de apoio pelo Blog Marcos Frahm, neste sábado (18), em Irajuba, durante visita do governador Rui Costa (PP), Cocá limitou-se a dizer que a população é quem vai escolher.  ”Daqui para novembro, fecharemos isso. Todos tem chance, mas na hora certa a gente define isso. A população é quem vai escolher”, disse. No avento, Zé foi chamado de ”melhor prefeito da Bahia” pelo deputado estadual Dal (PP).

Deputado estadual, Dal confirma que será candidato a federal, nega saída do PP e aposta no Vale

/ Entrevista

Dal diz que enfrentará desafio. Foto: Blog Marcos Frahm

O deputado estadual Dal (PP), confirmou ao Blog Marcos Frahm que disputará vaga à Câmara Federal nas eleições 2022. O parlamentar esteve no município de Irajuba, administrado pelo prefeito Antonio Sampaio (PP), seu correligionário político, para acompanhar a visita do governador Rui Costa (PT) e ressaltou que tem estreitado relações com lideranças de várias regiões e que vai se empenhar em eleger-se deputado federal.

”Quero dizer ao povo do Vale do Jiquiriçá que, confirmar candidatura só na época certa, determinada pela Justiça Eleitoral, mas esse desejo de ser federal é uma realidade e nós iremos enfrentar esse novo desafio. Quero ajudar os municípios, sobretudo Irajuba, Jaguaquara, onde nós já estamos formando um grupo. Como estadual, fizemos grandes intervenções, mas todos sabem que um deputado estadual é muito limitado e como federal teremos melhores condições de trabalhar pelo Vale do Jiquiriçá, pois queremos transformar a região num lugar melhor para se viver, com projetos importantes”, disse.

Questionado sobre aliança em nível estadual e burburinhos de que estaria deixando o PP para filiar-se em outra legenda partidária ligada a oposição na Bahia, Dal, que foi eleito pelo PCdoB e posteriormente filiou-se ao partido do vice-governador João Leão descartou, por ora, que esteja se articulando para uma mudança. ”São muitas as especulações. Estou muito bem ao lado de Leão e de todo o grupo do PP e agora ainda é hora de trabalhar. No momento oportuno a gente vai tomar a decisão mais assertiva, ouvindo os projetos de quem tem o melhor para a Bahia”, justificou.

Delegado em Irajuba, Arão Borges comemora anúncio de nova delegacia para o município

/ Entrevista

Arão atua em Irajuba há 12 anos. Foto: Blog Marcos Frahm

Delegado da Polícia Civil atuando 12 anos em Irajuba, Arão Borges comemorou, neste sábado (18), o anúncio feito pelo governador Rui Costa de construção de uma nova unidade policial no município.

Ao Blog Marcos Frahm, Arão, lotado na 9ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Jequié), revelou que está prestes a se aposentar, mas que será satisfatório deixar o cargo e ver uma nova delegacia em Irajuba. ”A notícia é muito boa. Eu estou aqui há mais de 12 anos, vou me aposentar e deixaremos esse legado na cidade. O governador nos dará esse brinde e isso será muito importante para a segurança pública”, disse.

Em visita a Irajuba, Rui anunciou uma nova Delegacia, que deverá ser licitada em breve e também a construção de uma sede da Polícia Militar.

Deputado diz que pré-candidatura de João Roma é estratégia para dissociar Neto de Bolsonaro

/ Entrevista

Na avaliação do deputado estadual Alex Lima (PSB), a pré-candidatura do ministro da Cidadania, João Roma (Republicanos), ao governo da Bahia é uma estratégia para dissociar o ex-prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

”Pra mim, é uma pré-candidatura laranja. Pensando no desgaste de Bolsonaro, a escalada de João Roma é para fazer palanque de Bolsonaro na Bahia e o DEM sair de ‘bonzinho’. Os dois são amigos históricos”, analisou, em entrevista ao programa BNews Agora, na rádio Piatã FM, nesta terça-feira (31).

A declaração de Lima é em resposta ao investimento de João Roma nas críticas ao PT. O ministro adotou uma postura mais incisiva nas últimas semanas e tem defendido mais enfaticamente o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Depois de terem enviado ao Congresso a proposta do Auxílio Brasil, principal pauta da pasta, o deputado federal licenciado e sua equipe avaliaram a necessidade de avançar mais abertamente no terreno político estadual, a fim de ampliar as condições para uma candidatura de terceira via em 2022.

Durante a entrevista, o deputado estadual também disse que a vinda do MDB à base do governo Rui Costa (PT) seria bem-vinda. “Não tenho nenhum problema com o MDB. Espero que venham fazer parte de nossa fileira”, afirmou.

Ainda segundo o site BNews, a definição do nome de Nelson Pellegrino para o posto de conselheiro no Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia (TCM-BA) abriu a bolsa de apostas dentro do governo sobre quem sucederá o petista na Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedur). Interlocutores do governo passaram a consider a possibilidade de formalizar um convite para atrair o MDB à base e, por conseguinte, assumir o comando da pasta. Para alguns, seria uma espécie de “cartão de boas-vindas”.

Para Lúcio Vieira Lima, MDB da BA está mais inclinado a apoiar Lula frente a outros candidatos

/ Entrevista

Lúcio Vieira comenta força de Lula no Nordeste. Foto: Bahia Notícias

Após a passagem do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) pela Bahia, na semana passada, o principal cacique do MDB na Bahia, o ex-deputado Lúcio Vieira Lima, disse que a sigla no estado está mais inclinada a apoiar o petista. Ele explica que a força da região Nordeste é um fator importante a ser levado em conta.

”Nós vimos realmente que a Bahia é um local que ele [Lula] tem um prestígio diferenciado (…) A minha opinião pessoal é que está muito mais para [apoiar] Lula, do que para outro [candidato]. O MDB no Nordeste tem Renan Calheiros [deputado] em Alagoas, tem Marcelo Castro [deputado] no Piauí. É muito forte o laço do presidente Lula com o Nordeste, e isso pode influenciar em Brasília”, afirmou Lúcio em conversa com o Bahia Notícias.

”Nós não podemos esquecer que as peculiaridades locais são muito importantes, às vezes mais importantes até que as nacionais. Temos que ver qual é a equação que vai ser melhor para a Bahia”, acrescentou o emedebista.

O ex-deputado cita o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff para justificar a possibilidade de Lula e o MDB baiano andarem juntos em 2022.

”Quero deixar claro quando você pergunta a resposta correta é: o impeachment foi feito contra a presidente Dilma, não foi contra Lula. O pessoal tem mania de dizer ‘ah, teve impeachment’. Não tem nada a ver uma coisa com a outra. Tanto que aqui na Bahia eu me relaciono muito bem com o PT”, disse Lúcio.

Apesar da sinalização, Lúcio não descarta que a sigla apoie outros nomes no estado. Ele afirma que é preciso aguardar a executiva nacional do MDB e que a decisão não será isolada.

”Assim como é possível que apoie uma terceira via e caso o MDB nacional apoie Bolsonaro, é possível que aqui também faça esse apoio. O que você tem são graus de dificuldade, ainda depende de muita conversa para resolver. Temos que ouvir os candidatos apresentarem suas propostas”, finalizou.

Governo Federal não prioriza obras da Ferroviária Oeste-Leste, critica presidente da UPB

/ Entrevista

Zé Cocá quer prioridade em obras da Fiol. Foto: Divulgação

Para o presidente da União dos Municípios da Bahia (UPB) e prefeito da cidade de Jequié, o governo federal não tem priorizado a as obras de implementação da Ferrovia de Integração Oeste – Leste (Fiol). Em entrevista ao site Bahia Notícias, Zé Cocá declarou que, após ter tido uma reunião com prefeitos e deputados, deve se juntar a outros prefeitos para que seja criado um consórcio focado na criação de um plano de trabalho para a ferrovia.

Ressaltando a importância do equipamento, Cocá teceu críticas à falta de prioridade nas obras. ”Nós temos debatido porque o que a gente vê é que, de fato, hoje ela [Fiol] não está no calendário federal como algo prioritário”, disse.

O presidente da entidade se reuniu com outros gestores municipais da Bahia para traçar estratégias que possibilitem uma priorização das obras. ”Discutimos nessa terça agora a criação de um consórcio para que a gente debata com o governo federal um plano de trabalho e a programação da Fiol. Não dá para continuar numa situação dessas em que se está roubando os trilhos, roubando material e o governo federal não passa para gente um calendário de retorno”, disse.

O vice-governador da Bahia, João Leão (PP), também participou da reunião com o presidente da UPB na última semana. Na ocasião, Leão assegurou que as obras na ferrovia devem ser retomadas em setembro. ”A Fiol já foi licitada, está prevista para a obra iniciar em setembro e queremos acelerar de Caetité até Barreiras e definir um ponto para descer o vale para entroncamento lá na ferrovia. Caetité deve começar as obras no mês de setembro, dia 2 de setembro assina o contrato. Está tudo certo”, disse à época.

Ao citar os furtos, Zé Cocá relembrou de uma realidade que tem sido constante na ferrovia. O último registro de roubo foi em março deste ano quando um grupo foi preso após furtar fios de cobre na cidade de Jequié, no sudoeste baiano. De acordo com a Polícia Militar (PM), pelo menos nove pessoas foram presas.

Enquanto prefeitos e deputados seguem na tentativa de acelerar as obras na ferrovia, a execução do projeto segue a passos lentos. Após atrasos nos leilões para concessão das obras da ferrovia, em abril deste ano, o trecho I, que liga as cidades de Ilhéus e Caetité, foi leiloado e será construído pela Bahia Mineração S/A. À época, o governo federal divulgou que a expectativa do Ministério da Infraestrutura é de que o primeiro trecho comece a operar apenas em 2025.

No início deste mês, conforme divulgou a Associação de Engenheiros Ferroviários (Anefer), o governo federal qualificou dois trechos entre Caetité e Barreiras, de 485,4 km, e de Barreiras à Figueirópolis (TO), onde a via se liga à Ferrovia Norte-Sul, como parte do programa de Parceria de Investimentos (PPI), que reúne projetos de concessão do governo federal. Em Caetité e Barreiras as obras já se iniciaram.

Prefeito de Salvador critica quem recusa vacina contra Covid, mas diz que não pensa em punição

/ Entrevista

Prefeito de Salvador, Bruno Reis. Foto: Anderson Ramos/bahia.ba

Prefeito de Salvador, Bruno Reis (DEM) comentou nesta sexta-feira (30) sobre o caso do homem que se recusou a ser imunizado com a CoronaVac no drive thru da Arena Fonte Nova.

Em coletiva à imprensa no Centro Histórico da capital, ele disse que condena a prática, mas que não pensa em punir os ”sommeliers” de vacina contra a Covid-19. ”Condenamos essa prática. Lamentamos. Não tem nenhuma definição tomada quanto a punição, mas a gente condena esse tipo de prática”, afirmou.

Na ocasião, Bruno informou que Salvador já tem quase 70% da população do público-alvo com ao menos a primeira dose, restando em torno de 300 mil pessoas para serem vacinadas.

”O momento exige um compromisso de todos, que é acelerar o processo de vacinação. Quando chegou o meu dia de vacinar, eu fiz questão de tomar a vacina que tinha a menor aceitação disponível, para justamente dar exemplo, tentar sensibilizar as pessoas. Mas a Prefeitura não tem em mente punir quem não quiser tomar vacina”, reforçou.

O prefeito comentou ainda sobre o esforço que tem sido feito pela gestão municipal para manter a celeridade na aplicação dos imunizantes. ”Quando as doses chegam, nós aplicamos de imediato. Por exemplo, chegaram vacinas na quarta-feira, ontem nós aplicamos todas, hoje já estamos novamente na estratégia de manter as segundas doses”, afirmou, em entrevista ao site bahia.ba

Rui diz que menor número na volta às aulas foi na capital, mas que isso vai crescer ao longo dos dias

/ Entrevista

Rui Costa comenta volta às aulas. Foto: Anderson Ramos/bahia.ba

A segunda-feira (26) marcou a retomada das aulas presenciais na rede estadual de ensino, suspensas desde o início da pamdenia, em 18 de março de 2020. As aulas foram retomadas em 15 de março deste ano, de forma remota.

Em entrevista coletiva na manhã desta terça-feira (27), o governador da Bahia, Rui Costa (PT), comentou sobre o retorno dos estudantes às escolas e sobre a baixa adesão de alunos e professores em alguns municípios como Salvador.

”O menor número foi o da capital, tanto de professores quanto de alunos, mas vamos, ao longo dos dias, crescer isso. A decisão sobre o retorno [às aulas] em cada município cabe à prefeitura, não ao governo do Estado. Por isso eu não quero comentar aqui sobre o retorno às aulas de cada cidade. Vários municípios voltaram, mas essa decisão cabe a cada prefeito e prefeita. Depende se cada prefeitura licitou previamente o transporte ou se contrataram pessoas para trabalhar nas escolas. Em algumas cidades ainda não houve a contratação de nenhum profissional. Em alguns locais o pessoal de apoio é contratado quando as aulas vão começar. Isso depende de cada realidade”, disse Rui.

O governador afirmou ainda que fez um balanço positivo do movimento das escolas na segunda-feira (26). ”Independente da Covid-19, a presença sempre é crescente no início das aulas. No primeiro dia vai uma parte dos alunos, no segundo dia já vai um número maior e assim sucessivamente. Eu diria que em 90% das cidades houve uma presença massiva dos estudantes. Ontem eu estava em Nova Ibiá, e 100% dos alunos foram para as escolas. Além disso 100% dos professores compareceram para dar aulas”.

Rui Costa comemorou o baixo número de casos de Covid-19 ativos no estado. ”Estava olhando os números da Covid-19 e fiquei ainda mais alegre. Nesta segunda (26), a Bahia chegou a 7.700 casos ativos. É o menor número do ano. Isso só corrobora a nossa convicção e certeza de que é mais do que chegada a hora de dar uma oportunidade a esses jovens.” Com informações do bahia.ba

Leão diz que ida do presidente do PP para o Governo Bolsonaro não muda relação com o PT na Bahia

/ Entrevista

”Não muda nada, absolutamente nada”. Foto: BMFrahm

Aliadíssimo do PT baiano, o vice-governador e cacique do PP na Bahia, João Leão, garante que a ida do senador e presidente nacional do partido para a Casa Civil no Governo Bolsonaro não abala a relação dos progressistas com o Governo Rui Costa.

Durante encontro de prefeitos em Jequié, nesta sexta-feira (23), Leão disse ao Blog Marcos Frahm que o PP é independente: ”Não muda nada, absolutamente nada. O PP na Bahia é independe, rapaz”.

O senado do Piauí foi confirmado por Jair Bolsonaro para o posto-chave do Governo no Palácio do Planalto. Se nomeado ministro da Casa Civil, Ciro será responsável pela gerência de todos os ministérios.