Presidente do TRE-BA pede apoio a classe política para eleitores que ainda não fizeram biometria

/ Entrevista

Desembargador Jatahy Júnior, do TRE. Foto: Leandro Fonseca/BMF

Facilitar o acesso do eleitor ao serviço do recadastramento é umas das prioridades do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) nessa nova fase da biometria na Bahia. O assunto foi abordado pela redação do Blog Marcos Frahm, durante entrevista com o presidente da Corte, o desembargador Jatahy Júnior, na noite desta quinta-feira (23), quando visitou o município de Jequié para prestigiar a solenidade de outorga de Comenda ao desembargador do TJ-BA, o jequieense Raimundo Sérgio Cafezeiro , na Câmara Municipal.

De acordo com o presidente do TRE,  a preocupação da Justiça Eleitoral baiana é alcançar o eleitor. ”Esse é o nosso desafio. Para isso, vamos colocar posto onde está precisando, principalmente nos distritos mais distantes da sede. Podemos fazer convênio com qualquer órgão, entidade ou com a ajuda de quem tiver a boa vontade, contanto que a Justiça Eleitoral chegue mais perto do eleitor”.

A nova fase da biometria no estado tem como prioridade o atendimento por hora marcada. O agendamento pode ser feito na internet, na página agendamento.tre-ba.jus.br ou pela central telefônica. Na ocasião, o presidente anunciou o número gratuito para agendar o serviço (0800 071 6505), que estará disponível na próxima segunda-feira (27/5).

Apoio da classe política

O presidente chamou a atenção para as implicações geradas ao eleitor, que não fizer o recadastramento biométrico. ”As revisões levarão, imperiosamente, ao cancelamento do título. Por isso, ressalto a importância do apoio das gestões públicas. A ajuda da classe política é permitida e bem-vinda”, afirmou Jatahy.

30% do eleitorado baiano precisa realizar biometria

”Quando assumi, solicitei da equipe que fizesse um levantamento sobre a biometria e foi constatado que 70% dos eleitores da Bahia já estavam biometrizados. A parte mais fácil já foi feita e, agora, temos a parte mais distante, que é a do eleitorado que mora distante e tem dificuldade de chegar até a Zona Eleitoral. Eu determinei que não quero mais quele sacrifício do eleitor, enfrentando filas quilométricas para fazer a biometria. Nós adotamos o agendamento eletrônico. Pedimos o apoio das prefeituras, que orientem as pessoas do campo, por exemplo, que tem dificuldade de acessar a internet, dando auxílio  no agendamento antes do eleitor ir ao cartório. Peço aos políticos,  representantes da sociedade que ajudem o eleitor, pois o que é proibido na eleição, como transporte ao eleitor, agora é permitido para o cadastramento biometrítico. É muito importante esse apoio para evitar o cancelamento do título”.

Coletiva de imprensa anuncia atrações do São João de Amargosa e Forró do Piu Piu 2019

/ Entrevista

Lançamento ocorreu na Fazenda Colibri. Fotos: Blog Marcos Frahm

A Prefeitura de Amargosa e a direção do Forró do Piu-Piu, evento privado que acontece na cidade há mais de 20 anos reuniram os principais veículos de imprensa da região do Vale do Jiquiriçá para apresentação dos detalhes dos festejos juninos 2019. O São João de Amargosa já tem sua grade de atrações confirmada, e terá início no dia 19 e vai até 24 de junho, na Praça do Bosque.

Constam também na programação a Vila Junina, no período que antecede a folia oficial, com apresentações culturais. Considerada como uma das mais completas e diversificadas, a festa em Amargosa contará com grandes nomes da música brasileira. Presente no encontro com a imprensa escrita e falada o prefeito Júlio Pinheiro anunciou a cantora sertaneja Marília Mendonça, como uma das principais atrações, além de: Xand Avião, Dorgival Dantas, Geraldo Azevedo, Estakazero, Colher de Pau, Forró do Tico, Seu Maxixe, Chambinho do Acordeon, Lara Amélia, Maciel Melo, Del Feliz, Flor Serena, Júlio César, Targino Gondim, entre outras atrações.

Cantores do Forró do Tico e Colher de Pau deram uma ”canja”

O lançamento da grade para a imprensa ocorreu com uma canja de Colher de Pau  e Forró do Tico, no Hotel e Fazenda Colibri, que fica há 2 KM da cidade, local que é sede de um dos mais tradicionais forros alternativos do São João da Bahia, o Forró do Piu Piu. E quem estava esperando já pode se programar.

O produtor Diego Lomanto anunciou os nomes que irão agitar o Piu Piu, no dia 23 de junho. A programação da 23ª edição contará com apresentações de Wesley Safadão, que mais uma vez subirá ao palco da festa, a dupla sertaneja de maior sucesso na atualidade, Zé Neto & Cristiano, Léo Santana, Forró do Tico e Lambasaia. Os ingressos para o evento já estão sendo vendidos em toda a região.

”Ainda não tenho a cura total”, diz vocalista da banda Sorriso Maroto sobre miocardite

/ Entrevista

Bruno Cardoso descobriu miocardite

Os resquícios da miocardite que afastou Bruno Cardoso, vocalista do Sorriso Maroto, dos palcos, pode preocupar os fãs do artista. Em entrevista ao Blog do Leo Dias o cantor revelou não estar 100% curado da doença que deu um verdadeiro susto nele e na família em 2018.

”Ainda não tenho a cura total, mas já tenho uma condição que me permite conduzir o show da forma como eu fazia antes de ficar doente. Estou muito feliz e confiante. Não tenho uma previsão de cura, porém, estou em evolução constante”, disse o artista.

Bruno não descarta uma nova pausa na carreira para ter que tratar da doença, mas afirmou estar mais seguro do que antes.

”A confiança dos médicos me deixa seguro. A equipe da época da internação continua comigo até hoje, faço exames periódicos e tenho me cuidado. Isso traz uma segurança e autoestima para seguir com a minha vida como sempre foi. Infelizmente, não há previsão de cura, posso fazer um exame amanhã e estar curado, como o resultado pode dizer que não”, contou.

Para o pagodeiro a energia dada pelos fãs foi essencial para a sua recuperação. ”Estou feliz e confiante, o contato com o público traz uma energia boa e foi muito legal ver como as pessoas passaram a enxergar a minha vida. O olhar das pessoas comigo ficou totalmente diferente e é interessante que acabou ressaltando um lado mais humano”.

Racismo é ”coisa rara” no Brasil, diz o presidente Bolsonaro em entrevista à RedeTV!

/ Entrevista

Jair foi entrevistado por Luciana Gimenez. Foto: Isac Nóbrega

Afim de promover a reforma da Previdência, o presidente da República Jair Bolsonaro foi o entrevistado de Luciana Gimenez, no programa ”Luciana By Night”, exibido na noite desta terça-feira (7) na RedeTV!. Contudo, outros assuntos espinhosos podem ter chamado mais atenção do que o próprio lobby para tentar emplacar a reforma, como por exemplo, as acusações de racismo contra ele.

O capitão alegou que, no Brasil, o racismo é uma ”coisa rara”, e que já ”encheu o saco” a discussão sobre o tema: ”No Brasil, é uma coisa rara o racismo. O tempo todo tentam jogar o negro contra o branco, homo contra hétero ou pai contra filho. Desculpe o linguajar, mas isso já ‘encheu o saco”.

Ao relembrar histórias do período em que serviu o exército, o presidente usou um caso para ”provar” que não é racista. Segundo ele, em determinada ocasião, conseguiu resgatar um colega das Forças Armadas que estava prestes a se afogar em um rio. O raciocínio de Bolsonaro é de que, caso ele fosse ”racista”, não teria ajudado: ”Ia cruzar os braços”. ”Se eu fosse racista: o negão caiu dentro da água e eu ia fazer o que? Eu ia cruzar os braços. Entrei lá. Na segunda vez que mergulhei, consegui trazer o negão do fundo da lagoa”, justificou.

Arthur Maia diz que trâmite de nova reforma da Previdência é ”irracional perda de tempo”

/ Entrevista

Maia foi relator da reforma no Governo Temer. Foto: Divulgação

Enquanto o governo federal se prepara para iniciar uma nova campanha pela aprovação da reforma da Previdência tendo como alvo deputados, senadores e servidores de Brasília, o deputado federal pela Bahia Arthur Maia (DEM) não parece estar muito otimista com o trâmite da proposta. Em entrevista ao Estado de S.Paulo, Maia lamentou que a reforma do presidente Jair Bolsonaro tenha que percorrer o mesmo percurso da proposta pelo ex-presidente Michel Temer.

”Lamento percorrer o mesmo caminho, para chegar ao mesmo lugar, numa irracional perda de tempo em desfavor do Brasil”, disse Arthur Maia sobre novo texto para Previdência. O deputado, que foi relator da proposta de Temer, defenderia o aproveitamento do texto do ex-presidente para acelerar a aprovação da reforma.

De acordo com a reportagem, o marco zero da nova campanha do governo federal pela aprovação da reforma da Previdência terá como alvo deputados, senadores e funcionários públicos de Brasília. A ideia é começar a quebrar a resistência de quem tem algum poder sobre o destino da empreitada, seja com o poder de voto, no Congresso, ou de pressão, via sindicatos e associações classistas, como no caso do Judiciário e do Ministério Público.  A proposta é que prédios da Esplanada dos Ministérios tenham empenas, mídias vistas nas laterais, com a propaganda da reforma. O texto ficará nas próximas semanas em uma comissão especial na Câmara dos Deputados.

Otto Alencar compara Rui a Lula: ”Não fez um governo de esquerda e sim de centro-social”

/ Entrevista

Otto enaltece Rui Costa. Foto: Jonas Pereira/Agência Senado

Especulado pela imprensa nacional como uma alternativa do PT para disputar o Palácio do Planalto nas próximas eleições presidenciais, o governador Rui Costa ganhou o apoio do senador Otto Alencar (PSD).

Em conversa com jornalistas nesta quinta-feira (02), Otto disse que o nome de Rui já circula “há algum tempo” em Brasília. “A Bahia precisa de um presidente da República”, acrescentou.

O líder do PSD no Senado ainda comparou Rui ao ex-presidente Lula, pontuando que embora pertençam a um partido de esquerda, ambos decidiram fazer um governo de centro-social.

“Faz um governo bom, como Lula fez. Lula é do PT, de esquerda, mas não fez um governo de esquerda e sim um governo de centro-social, com [Henrique] Meirelles [presidente do Banco Central], com pessoas do centro, o vice dele era José Alencar”, falou.

“Rui tem o mesmo perfil do Lula, que fez um governo para o povo e não discriminou absolutamente nenhuma área, nenhum setor da sociedade brasileira. Não vejo no Brasil hoje mais condições de se governar para os extremos”, completou.

Depois, no seu discurso, o senador voltou a tocar no assunto, desta vez na frente de Rui. “Conte com meu apoio. Vou trabalhar por isso”, brincou. “O cafezinho do Palácio do Planalto é bem melhor do que o de Ondina”, completo o senador.

Otto e Rui participaram do ato de assinatura da ordem de serviço para obras de pavimentação em 20 municípios. A solenidade aconteceu na Governadoria.

”Ação de caráter ideológico e persecutório”, diz ACM, aliado de Bolsonaro, sobre corte de verba da Ufba

/ Entrevista

ACM critica decisão do Governo Bolsonaro. Foto: Max Haack

O prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), criticou nesta quinta-feira (2) o corte de 30% dos recursos que, dentre outras instituições, atingiu a Universidade Federal da Bahia (Ufba), medida anunciada pelo governo Jair Bolsonaro (PSL) na noite de terça (30).

Em entrevista coletiva pela manhã, ACM Neto afirmou não concordar com nenhum tipo de ação de caráter “ideológico” ou “persecutório” à universidade e disse esperar que a tesourada seja revista pelo ministro da Educação, Abraham Weintraub.

“Já dialoguei com o reitor [da Ufba], professor João Carlos [Salles], com a minha preocupação, como eu acho que deve ser de todo cidadão baiano. A universidade federal é um patrimônio da Bahia. Não pode haver nenhum tipo de ação que possa trazer caráter ideológico ou persecutório à universidade. Nós não concordamos com isso. Acho que todos nós devemos lutar para que o orçamento da universidade seja preservado, para que suas atividades acadêmicas possam se desenvolver com plena capacidade”, disse o prefeito, que cursou Direito na Ufba entre os anos de 1997 e 2001.

“A gente sabe que um corte de 30% tem capacidade de inviabilizar o trabalho da universidade. É claro que ninguém vai concordar com isso. Nós esperamos que possa haver uma revisão por parte do Ministério da Educação em relação a essas medidas que foram tomadas”, assinalou ACM Neto.

‘Balbúrdia’

Inicialmente, antes de recuar e afirmar que o corte seria estendido a todas as universidades do país, o Ministério da Educação (MEC) havia informado que a decisão afetaria instituições que não apresentaram desempenho acadêmico esperado e, ao mesmo tempo, promoviam “balbúrdia” em seus câmpi.

Indagado sobre tais justificativas, ACM Neto afirmou desconhecer quaisquer argumentos plausíveis. “Eu até vi uma entrevista do reitor, muito equilibrada, na dizendo ele que nem ele próprio sabia o que havia fundamentado a decisão. Nós tínhamos visto, primeiro, o anúncio sobre três universidades; depois, o governo disse que isso seria aplicado a todas as universidades do Brasil. A gente não sabe quais são o argumento e o fundamento pra essa decisão. Então, tem que saber qual é o argumento dessa decisão. Com o corte de 30%, a universidade não tem como sobreviver e que, portanto, ninguém vai concordar com isso”, declarou o prefeito.

Rui critica corte na Ufba: ”Parece que o Ministério da Educação não começou a governar”

/ Entrevista

Rui Costa se indigna com corte do MEC. Foto: Mateus Pereira

O governador Rui Costa (PT) se mostrou indignado com o corte de 30% nos recursos da Universidade Federal da Bahia (Ufba), em entrevista ao bahia.banesta terça-feira (30). Segundo ele, o País vive um momento difícil.

”Infelizmente está virando rotina. Todos os dias há notícias desastrosas. A Ufba é uma universidade reconhecida no País, ocupa os primeiros lugares entre as universidades brasileiras, e isso é inexplicável”, lamentou.

Rui criticou ainda o Ministério da Educação: ”Vai entrar no quinto mês e até agora parece que não começou o governo. É impressionante o que estão fazendo com o nosso país”.

Entenda

A Ufba teve um novo bloqueio de verba no final deste mês. De acordo com informações da coluna Painel, do jornal Folha de São Paulo, outras instituições do País também sofreram congelamentos de valores.

Ainda conforme a coluna, pelo menos R$ 230 milhões foram contingenciados. O maior volume das tesouradas foi em três universidades: Federal da Bahia, a de Brasília e a Federal Fluminense. O valor bloqueado nas três entidades corresponde a mais da metade do contingenciamento imposto a todas as universidades.

”Por enquanto é zero de chance”, diz Wagner sobre disputar governo do estado em 2022

/ Entrevista

Wagner diz que quer o mandato de senador. Foto: Divulgação

O senador Jaques Wagner (PT) afirmou na manhã desta segunda-feira (29), que ”por enquanto” sua chance de disputar o governo do estado em 2022 é ”zero”. ”Por enquanto é zero de chance. Não tem sentido, eu estou defendendo que estou com 68 anos. É preciso que a gente puxe as novas gerações. Eu tenho 68, Rui tem 55 ou 56 anos, estou defendendo que a gente puxe o pessoal de 40, 40 e poucos anos para cá. Na minha opinião, eu acho que na Prefeitura de Salvador, que dentro dos nossos aliados, que venha um nome que represente a renovação. Estou pregando isso dentro do PT”, disse em entrevista à rádio Metrópole. O petista voltou a dizer que seu objetivo é terminar o mandato de senador.

Rede social contribui para aumento de casos de depressão entre jovens, mas pais podem ajudar

/ Entrevista

Questões culturais, como a competição entre as pessoas e a cobrança e chamamento para responsabilidades cada vez mais cedo, provocam nos adolescentes e jovens a sensação de que eles não podem errar. Estes fatores podem ser diretamente associados ao crescimento no número de casos de depressão, ansiedade e suicídio entre essas pessoas. As constatações são do psicólogo, doutor em Ciências da Saúde e professor da FTC Curt Hemanny.

“O jovem é obrigado a estudar muito, tomar decisões precisas, ele tem a sensação de que não pode errar, e nessa época ele começa a se envolver em relacionamentos, escolher uma profissão, a pensar em dinheiro e projetar o futuro. Então a cultura parece influenciar, colocando várias metas a serem alcançadas, e muitas delas às vezes nem partem da própria pessoa”, constatou o especialista em depressão e ansiedade.

Hemanny explicou que estudos têm indicado que os níveis de depressão começam a aumentar a partir da adolescência e chegam ao pico no início da idade adulta. O transtorno tem motivos baseados em três esferas: biológicas, psicológicas e culturais. O profissional chamou a atenção para os dois últimos, que muitas vezes sofrem influência externa.

Ao falar dos motivos psicológicos para a depressão e ansiedade entre jovens e adolescentes, o especialista apontou os problemas familiares como o principal fator. “Famílias disfuncionais, que têm problemas de relação entre pais e filhos, morte dos pais, pais ausentes”, listou Hemanny, ao acrescentar os problemas com namorados e amigos a estes fatores.

Ferramentas que passaram a marcar presença na rotina da sociedade nos últimos anos, as redes sociais também contribuem para os transtornos. Incluídas no fator cultural, o psicólogo afirmou que nas redes é evidenciada a competição, através da demonstração de ”uma vida ideal, que nem sempre é alcançada”. ”Isso parece produzir no jovem uma sensação de que a vida que ele tem é inadequada. Quanto mais aquela foto ou aquela postagem é curtida, parece produzir um efeito de que aquilo é o ideal, é o desejável. E se a pessoa não está naquele padrão, naquela idealização, ela se sente inadequada. Isso produz sentimento de tristeza, frustração e menor valia”, explicou o professor ao destacar os cuidados com estas ferramentas.

De acordo com o especialista, estudos apontam que os suicídios aumentaram nos últimos anos, principalmente entre os jovens. Um caso recente deste fenômeno ganhou os noticiários e chamou atenção para o tema. No último domingo (21) a adolescente Yasmim Gabrielle Amaral, de 17 anos, conhecida por apresentações musicais no ”Programa Raul Gil”, no SBT, cometeu suicídio.

A explicação para o crescimento de ocorrências desse tipo é o fenômeno da imitação ou repetição causado por ele. ”Estudos mostram que há uma tendência de certas formas de suicídio serem repetidas, assim como eventos catastróficos, como massacres por exemplo. Depois que acontece o primeiro, os próximos ficam mais prováveis. Então há um efeito de imitação. Aquele comportamento parece ser uma alternativa para quem está em situação parecida”, alertou. ”Isso acontece com vários comportamentos, não só com o suicídio”, acrescentou o psicólogo.

Apesar de preocupante, o psicólogo destacou que esses fenômenos, tanto os transtornos mentais quanto o suicídio, podem ser prevenidos. ”Nós temos como atuar em alguns fatores, e um deles é assistência, atenção às necessidades dos jovens”, afirmou Curt, que ainda defendeu o incentivo, por parte dos pais e das escolas, ao acompanhamento da saúde mental dos filhos através da busca por psiquiatras e psicólogos.

”Estudos mostram que o interesse dos pais na saúde mental dos filhos, em saber como eles estão, como estão se sentindo, é um fator de melhora. A busca por profissionais de saúde mental deve ser incentivada, pelos pais e pela escola”, esclareceu.

Entre os sinais que devem ser observados por pais, cuidadores e professores nos jovens estão o isolamento, retração, desinteresse por atividades que antes o jovem gostava, sinais de envolvimento com drogas, mudança no rendimento escolar e a desregulação no ciclo do sono. Com informações do Bahia Notícias

Vídeo: Brasil é governado por um bando de maluco, afirma Lula em entrevista na prisão

/ Entrevista

O ex-presidente Lula afirmou nesta sexta (26), em entrevista exclusiva concedida à Folha e ao jornal El País, que o Brasil está sendo governado por ”um bando de maluco”. Depois de uma batalha judicial em que a entrevista chegou a ser censurada pelo STF (Supremo Tribunal Federal), decisão revista na semana passada pelo presidente da corte, Dias Toffoli, o petista enfim recebeu os dois veículos, em uma sala preparada pela Polícia Federal na sede do órgão em Curitiba, onde está preso.

Os agentes explicaram aos jornalistas, fotógrafos e cinegrafistas presentes que ele seria colocado em uma mesa a uma distância de 4 metros de todos. Ninguém poderia se aproximar. Segundo a PF, eles estavam cumprindo um protocolo de segurança comum a todos os presos. Em duas horas e dez minutos de conversa, o ex-presidente falou da vida na prisão, da morte do neto, do governo de Jair Bolsonaro, das acusações de corrupção que sofre e da possibilidade de nunca mais sair da prisão. ”Não tem problema”, afirmou ele quando questionado sobre a possibilidade. ”Eu tenho certeza de que durmo todo dia com a minha consciência tranquila. E tenho certeza de que o Dallagnol não dorme, que o [ministro da Justiça e ex-juiz Sergio] Moro não dorme.”
Reservou ao ex-magistrado, o primeiro que o condenou pelo caso do triplex do Guarujá, algumas de suas principais ironias. ”Sempre riram de mim porque eu falava ‘menas’. Agora, o Moro falar ‘conje’ é uma vergonha”, afirmou. Lula disse também acreditar que ”Moro não sobrevive na política”.

Já sobre o presidente Jair Bolsonaro, não foi tão taxativo. Apesar de várias críticas, afirmou que ”ou ele constrói um partido sólido, ou não perdura’. Lula disse que a elite brasileira deveria fazer uma autocrítica depois da eleição de Bolsonaro. ”Vamos fazer uma autocrítica geral nesse país. O que não pode é esse país estar governado por esse bando de maluco que governa o país. O país não merece isso e sobretudo o povo não merece isso”, afirma.

E comparou o tratamento que a imprensa dá a ele com o que reserva ao atual presidente da República. ”Imagine se os milicianos do Bolsonaro fossem amigos da minha família?”, questionou, referindo-se ao fato de o filho do presidente, Flávio Bolsonaro, ter empregado familiares de um miliciano foragido da Justiça em seu gabinete quando era deputado estadual pelo Rio.

O ex-presidente chorou quando falou da morte do neto Artur, de 7 anos, vítima de uma bactéria, há um mês: ”Eu às vezes penso que seria tão mais fácil que eu tivesse morrido. Eu já vivi 73 anos, poderia morrer e deixar o meu neto viver”. Lula disse ainda que, se sair da prisão, quer ”onversar com os militares” para entender “por que esse ódio ao PT”, já que seu governo teria recuperado o orçamento das Forças Armadas.

Disse que acompanha a briga de Bolsonaro com o vice-presidente, Hamilton Mourão. Mas afirmou que era “grato” ao general “pelo que ele fez na morte do meu neto [defender que ele fosse ao velório], ao contrário do filho do Bolsonaro [Eduardo]”, que afirmou no Twitter que Lula queria se vitimar com a morte do menino.

Afirmou que o país tem hoje “o mais baixo nível de política externa que já vi na vida”. E disse, em tom de brincadeira, que o ex-chanceler de seu governo, Celso Amorim, tem uma dívida por ter deixado o atual chanceler, Ernesto Araújo, seguir carreira no Itamaraty. Questionado sobre Fernando Henrique Cardoso, disse que o ex-presidente poderia “ter um papel de grandeza e mais respeitoso com ele mesmo, não comigo. O ex-presidente falou ainda da necessidade de diálogo entre partidos de esquerda. E comentou o fato de o senador Cid Gomes (PSB-CE), irmão de Ciro Gomes, que afirmou em um encontro do PT: ‘Lula está preso, babaca!”. O petista disse que não ficou chateado pois está mesmo preso. ”Isso é uma verdade. Só não precisava chamar os outros de babaca”, disse, rindo.

Lula foi condenado por corrupção e lavagem de dinheiro no caso do tríplex de Guarujá. Ele está preso desde abril de 2018, depois de ter sido condenado pelo TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região), a segunda instância da Justiça Federal. Na última terça-feira (23), em decisão unânime, a Quinta Turma do STJ reduziu a pena do ex-presidente e abriu caminho para ele saia do regime fechado ainda neste ano. O tribunal manteve a condenação do petista, mas baixou a pena de 12 anos e 1 mês de prisão para 8 anos, 10 meses e 20 dias.

O petista já foi condenado também no caso do sítio de Atibaia (SP) — a 12 anos e 11 meses pela juíza Gabriela Hardt, na primeira instância em Curitiba, pelos crimes de lavagem de dinheiro e corrupção. O caso, porém, ainda passará pela análise do TRF-4.
O pedido de entrevista com o ex-presidente passou por um vaivém de decisões judiciais. Em julho de 2018, a juíza federal Carolina Lebbos, responsável pela execução da pena de Lula, barrou a realização da entrevista, afirmando não haver previsão constitucional que dê ao preso direito de falar com a imprensa.

Após reclamação ao STF (Supremo Tribunal Federal) feita pela Folha, o ministro Ricardo Lewandowski autorizou em 28 de setembro que a entrevista fosse realizada em Curitiba. A liminar, porém, foi derrubada no mesmo dia pelo ministro Luiz Fux, também do Supremo. Ele julgou pedido do partido Novo, que alegava que o PT apresentava Lula como candidato à Presidência da República, desinformando os eleitores. O petista foi impedido de concorrer na eleição presidencial devido à Lei da Ficha Limpa, que barra candidaturas de condenados em segunda instância, e acabou substituído por Fernando Haddad, também do PT.

Ao suspender a entrevista, Fux determinou ainda que, caso já tivesse sido realizada, sua divulgação estaria censurada. A liminar de Fux foi revogada no último dia 18 pelo presidente do STF, ministro Dias Toffoli. Já nesta quinta-feira (25), véspera da entrevista, a Polícia Federal tentou modificar a decisão do STF, permitindo que jornalistas de outros veículos assistissem à entrevista, conduzida pela Folha e pelo jornal El País, autores da ação judicial no Supremo. Lewandowski, no entanto, barrou a presença de jornalistas que não sejam da Folha e do El País e considerou a iniciativa da PF uma ”franca extrapolação dos limites da autorização judicial em questão”.

Antônio Brito diz que PSD tem nomes para disputar Prefeitura de Jequié e destaca aliados

/ Entrevista

Brito diz aguardar Otto e Rui sobre 2020. Foto: Emanuel Jr.

O deputado federal Antônio Brito (PSD) voltou a comentar as articulações políticas para as eleições municipais de 2020, em Jequié. Ao visitar a Cidade Sol, seu domicílio eleitoral, na noite desta quinta-feira (25), Brito esteve na Câmara Municipal para prestigiar a sessão solene para outorga de Título de Cidadão Jequieense ao comandante do 19º Batalhão da Polícia Militar, o tenente-coronel Itamar Gondim Bandeira. Entrevistado pelo Blog Marcos Frahm, o parlamentar comentou a entrega do Título a Gondim, e falou sobre a sucessão municipal. ”Eu fico feliz pelo Itamar Gondim, que é um militar quem tem dado uma honra muito grande a Jequié e a toda a região. Tenho participado dessa gestão dele com emendas parlamentares e ele merece esse título de cidadão Jequiense, concedido pelos vereadores Ramon e Gutinha”, destacou.

Quanto as articulações sobre as próximas eleições no município, Antônio Brito foi enfático ao destacar nomes de aliados como possíveis postulantes ao cargo de prefeito. ”Nós temos os nomes do Hassan, do Alexandre Iossef, do Doutor Fernando, vários nomes. Por tato, Jequié, com nomes do PSD está muito bem e já levei esses nomes ao presidente do partido, o senador Otto Alencar, aos líderes de partidos aliados e vamos aguardar o momento certo para tratar de política, junto com o governador Rui Costa, que e o nosso líder”, afirmou, em entrevista ao BMFrahm.

Citado por Brito, Hassan Iossef é cunhado do deputado e atual vice-prefeito de Jequié, mas não participa da gestão, após ruptura política com o prefeito Sérgio da Gameleira (PSB). Bem relacionado, Hassan é considerado político de trânsito livre na cidade e chegou a exercer o cargo de secretário de Saúde, sendo exonerado por Gameleira depois das eleições de 2018.

”Vi com muita felicidade”, afirma Cacá Leão sobre a soltura do ex-deputado Luiz Argôlo

/ Entrevista

Cacá comemora soltura de Luiz Argolo. Foto: Blog Marcos Frahm

 O deputado federal Cacá Leão (PP) afirmou que viu com muita felicidade a soltura do ex-colega, ex-deputado Luiz Argôlo, que deixou a prisão na noite de terça-feira (16), após quatro anos de prisão. ”Eu vi com muita felicidade. Não escondo isso de ninguém. O deputado conviveu conosco, fomos colegas, e o que eu entendo que ele pode até ter cometido algum tipo de delito, mas pessoas que cometeram crimes maiores que o dele já estão soltas há muita tempo e ele continuava cumprindo essa pena. Ontem a Justiça entendeu e autorizou a multa que ele tomou”, disse, na noite desta quarta (17), ao programa Se Liga Bocão, da rádio Itapoan FM de Salvador.  ”Que ele possa tocar sua vida e continuar seus caminhos”, completou o deputado, conforme publicação do BNews.

Luiz Argôlo cumpria pena por corrupção partido e lavagem de dinehrio, no presídio da Mata Escura, em Salvador. Na semana passada, o TRF-4 determinou que ele  poderá parcelar o valor de R$ 1,9 milhão relativo à multa penal e reparação do dano durante o período em que cumpriu pena. Em 16 de novembro de 2015, Argôlo foi condenado pela Justiça Federal do Paraná a 11 anos e 11 meses de reclusão em regime inicialmente fechado, além do pagamento de multas pelo envolvimento no esquema do Petrolão.

Rui diz em entrevista que espera ”bom senso” para fim da greve em universidades estaduais

/ Entrevista

”Eu espero que haja bom senso”, diz Rui. Foto: Marcos Frahm

O governador Rui Costa (PT) afirmou, em entrevista à Rádio Metrópole, nesta sexta-feira (12), que espera ”bom senso” para o fim da greve nas universidades estaduais, iniciada na terça-feira (9). Ele destacou que o governo teria feito um ”esforço adicional” na liberação de R$ 36 milhões para as UE’s. A medida acabou sendo criticada pela categoria, que afirmou que o investimento já era previsto. ”Eu espero que haja bom senso e que as aulas voltem o mais rápido possível. Como disse antes, só farei o que for possível fazer. Não sairei da minha responsabilidade com as contas públicas”, afirmou. O governador disse ainda ter orgulho que a Bahia está entre os três estados brasileiros que mais investem em educação superior. O ranking ainda inclui São Paulo e Paraná.

Segundo Rui, a Bahia tem cerca de R$ 1 bilhão e 700 milhões de orçamento para ensino superior, além dos recursos com o programa Mais Futuro que dá bolsa para jovens de baixa renda em universidades.  ”Tenho orgulho de estar entre os estados brasileiros que pagam melhor ao professor. Mesmo considerando as federais”, declarou o governador, que lamentou que o estado seja o 20º em arrecadação per capita do país. Rui diz ainda que foi feito aos professores uma proposta de remanejamento do quadro de vagas que resultaria em promoções. ”Essa é a proposta que nós fizemos, que é o impacto suportável”, disse Rui, segundo o Metro1.