Leur Jr destaca favoritismo de ACM, mas diz que cenário não está decidido; ”eleição é eleição”

/ Entrevista

Leur vai disputar reeleição para federal. Foto: BMFrahm

O deputado federal e pré-candidato à reeleição Leur Lomanto Jr. (UB), destaca o favoritismo do pré-candidato ao Governo da Bahia, ACM Neto (UB) diz que o pré-candidato o aliado traz uma experiência como gestor bem avaliado que foi da capital baiana que lhe credencia a disputar o pleito estadual.

Entretanto, Leur prega cautela quando questionado se considera cenário definido. ”Não, eleição é eleição e a gente sabe que toda eleição é uma história. Mais uma vez, encaro uma pré-candidatura de deputado federal e apoiando a pré-candidatura do meu líder político ACM Neto que, no meu ponto de vista o favorito. A Bahia necessita de uma grande mudança, são 16 anos de um modelo político e agora Neto traz toda a sua bagagem de experiência como gestor da capital e eu tenho a convicção de que a grande maioria da população baiana deseja ele como governador”, disse.

A declaração foi dada ao Blog Marcos Frahm na noite desta quinta-feira (23), durante passagem do parlamentar pelo palco oficial do São João de Jequié, onde chegou acompanhado do prefeito Zé Cocá (PP).

Xanddy diz que precisa conhecer projeto antes de opinar sobre mudança no Carnaval

/ Entrevista

Xanddy se apresentou no São João da capital. Foto: Tácio Santos

O cantor Xanddy, do Harmonia do Samba, já se prepara para subir ao palco do Parque de Exposições na madrugada desta sexta-feira (24). Em coletiva antes do show, o cantor contou que fará uma homenagem a Flávio José e a Dorgival Dantas durante a apresentação.

”É um momento em que a gente faz até a cena, é bem legal. Eu sou apaixonado, e todo mundo gosta muito do pé de serra”, admitiu.

Mas se o retorno do São João já dá um ânimo novo aos nordestinos, em Salvador já se fala no Carnaval do ano que vem. O vocalista adiantou que o Bloco Meu e Seu está garantido na folia, e que deve ser anunciado formalmente em agosto. Xanddy comentou ainda sobre a proposta de mudança do circuito da Barra para a Boca do Rio, apresentada por empresários do setor.

”Eu preciso entender primeiro como é que vai ser estruturado aquilo tudo ali. A princípio eu não sou a favor porque eu não conheço o projeto. A gente tem muitos anos lá [na Barra]. Eu preciso entender quais são as soluções. Eu acredito que os motivos são plausíveis para fazer a mudança, mas isso tem que ser tudo muito bem arquitetado, muito bem pensado, muito bem planejado”.

O Harmonia do Samba foi a quinta banda a se apresentar na grade desta quinta-feira (23). Ainda sobem ao palco durante a madrugada os cantores Kleo Dibah e Devinho Novaes. Com informações do site Bahia Notícias

Comandante da Polícia Militar estima público de 45 mil pessoas por dia no São João de Jequié

/ Entrevista

Tem/Cel Reinaldo Souza, do 19º BPM. Foto: Blog Marcos Frahm

O Comandante do 19º Batalhão de Polícia Militar, Tem/Cel Reinaldo Souza, estimou público de 45 mil pessoas por noite durante o São João 2022 de Jequié, a partir da programação oficial da festa, que ocorrerá entre os dias 23 e 26 de Junho, na Praça da Bandeira, onde se apresentarão as principais atrações, como: Simone e Simaria, Lucy Alves, Maiara e Maraísa, Chambinho do Acordeon, Tarcísio do Acordeon, Mastruz com Leite, Jonas Esticado, Luiz Caldas, Cacau com Leite, Felipe Araújo, entre outros nomes.

De acordo com o Comandante a estimativa atinge todo o circuito da festa, que compreende a Praça da Bandeira e a Ruy Barbosa, onde foi aberta nesta terça-feira (14) a Vila Junina, com apresentações culturais. ”A Polícia Militar está preparada, ela buscou fazer um planejamento, escalando o máximo de seu efetivo diariamente. Nós teremos, tanto na Vila Junina quanto na Praça da Bandeira locais de atuação. Além do efetivo do 19ª BPM nós estamos contando com o efetivo da Cipe Central, que estará nos apoiando com patrulhas e viaturas e estaremos trazendo de Salvador um caminhão de comando de controle, com câmeras de vigilância e de reconhecimento facial. Do mesmo jeito teremos o apoio de uma aeronave, para que em um ou dois dias possamos fazer operações no entorno da nossa cidade”, disse, em entrevista Blog Marcos Frahm.

Segundo Reinaldo, a PM estima que durante os festejos cerca de 500 mil pessoas frequentarão a Vila e o circuito oficial. ”Nós temos a estimativa de 45 mil pessoas / dia na Praça da Bandeira e, aqui, na Ruy Barbosa, em torno de 7 mil. Teremos, efetivamente nesse período quase quinhentas mil pessoas e é claro que, o Batalhão, além de Jequié, tem e responsabilidade de outros municípios, como Jaguaquara, Manoel Vitorino, que também terão São João e estaremos engajados lá”, explicou.

Prefeito Zé Cocá diz que gastos com São João de Jequié ”estão dentro da razoabilidade”

/ Entrevista

Cocá comenta expectativa e gastos com o São João. Foto: BMFrahm

Presente na abertura da Vila Junina, que abre a programação do São João 2022 em Jequié o prefeito Zé Cocá (PP) falou da expectativa da gestão pública municipal para o evento, que volta a ser realizado depois de dois anos em razão da pandemia.

Em entrevista ao Blog Marcos Frahm, o gestor disse que a logística de infraestrutura da festa já está sendo montada com estratégias da gestão para acolher equipes de saúde, segurança pública, trânsito, recepção aos profissionais de imprensa e visitantes.

”Uma expectativa muita grande, com gente vindo de todos os lugares. O grande São João começará no dia 23, mas hoje com a Vila Junina Jequié já está em clima de São João. Teremos apresentações todos os dias a partir de hoje, não só com artistas da terra, mas também os artistas regionais que estarão se apresentando aqui”, disse Cocá, tendo comentando ainda sobre a ação popular ajuizada por um advogado da cidade que pedia o cancelamento da festa, cujo primeiro processo teria sido arquivado pelo Ministério Público [relembre]

”O MP arquivou a primeira denúncia e, na segunda denúncia, nós mostramos aos órgãos de controle as despesas, tudo dentro dos padrões. Se você avaliar o custo de infraestrutura de Jequié é um dos menores, somando todas as outras cidades, então, acho que o São João vai acontecer, porque está tudo dentro da razoabilidade”, justificou o gestor.

Hassan quer repetir feito de Zé Cocá e aposta em Jequié e Jaguaquara como suas bases eleitorais

/ Entrevista

Hassan Iossef ladeado por Zé Cocá. Foto: Blog Marcos Frahm

Eleito deputado estadual com 59.380 votos em 2018, atual prefeito de Jequié, Zé Cocá (PP), apesar de não ser candidato a Assembleia Legislativa em 2022 trabalha para tentar emplacar um representante no Legislativo baiano.

Zé foi majoritário em muitos municípios do Vale do Jiquiriçá e do Médio Rio de Contas, obtendo, inclusive, a maior votação individual de Jequié para estadual – 19.821 votos. Em Jaguaquara, foram 8.427 votos, o que representa 41,06% do eleitorado do maior colégio eleitoral do Vale.

Agora, empunhando a bandeira do seu pré-candidato, Hassan Iossef (PP), que deixou o cargo de secretário de Governo da Cidade Sol para se lançar pré-candidato Cocá não pensa diferente do seu liderado, que quer repetir o feito do padrinho político.

Em entrevista ao Blog Marcos Frahm, durante o encerramento dos festejos de Santo Antônio, na noite desta segunda-feira (13), Hassan, ladeado por Cocá, disse apostar nas duas maiores cidades dos dois territórios como suas principais bases: ”Estamos trabalhando há mais de um ano nessa pré-campanha, visitando os municípios, organizando as nossas bases, toda aquela estrutura que foi de deputado Zé Cocá. A gente tem conseguido manter e inclusive ampliar. Em todas as cidades das regiões do Vale do Jiquiriçá e do Médio Rio de Contas a gente tem prefeitos, ex-prefeitos, vereadores, lideranças que tem nos dado esse suporte e temos avançado, levantando todas as problemáticas de todos os locais, para que a gente possa estabelecer uma bandeira de luta”, disse Hassan.

Itiruçu: Prefeita faz apelo a Rui por contratação de Mari Fernandes para o São Pedro

/ Entrevista

Lorena que complementar a grade da festa. Foto: BMFrahm

A contratação de dois renomados artistas para apresentações no São Pedro de Itiruçu 2022, Luan Santana e Xandy Avião, por meio da Superintendência de Fomento ao Turismo do Estado da Bahia parece não ter sido o suficiente para a prefeita Lorena Di Gregório (PSD), que aproveitou a visita do governador Rui Costa (PT) ao Município, na tarde desta terça-feira (7), para fazer apelo ao chefe do Executivo para que autorize a BahiaTursa a aumentar a cota.

Além das atrações, Itiruçu receberá do Estado o montante de R$ 140.000,00 para a realização da festa. Entretanto, Lorena quer angariar mais apoio e sugeriu, ao discursar no palanque do governador, que visitava Itiruçu para a entrega da nova Delegacia de Polícia a contratação da cantora Mari Fernandes para complementar a grade dos festejos juninos.

A mandatária agradeceu a Rui pelo apoio nas contratações de Luan e Xandy e puxou um coro apelando por Mari: ”Mais uma, mais uma, mais uma”.

Em entrevista após o evento ao Blog Marcos Frahm, Lorena reafirmou o desejo de ter a cantora na grade da festa: ”Ela tem disponibilidade, já está contratada pela BahiaTursa para o dia primeiro de Julho e a gente só está chamando para que a agenda dela seja transferida para Itiruçu”, disse a prefeita, tendo afirmado que o órgão já sinalizou positivo a negociação e para o desfecho depende da autorização do governador.

Lorena destacou que Rui foi benevolente com Itiruçu ao autorizar novas obras, além da entrega da nova unidade da Polícia Civil. ”São cerca de dezenove nove milhões de investimentos, com a construção da escola estadual, pavimentação de ruas, tanto na sede quando no distrito, reforma do mercado de Ubapuçu, construção de uma praça. Então, hoje, o governador foi muito bom para a nossa cidade e Rui viu que Itiruçu vai está junto com ele”.

”Fui um idiota de ter acreditado em Sergio Moro”, afirma o cineasta José Padilha

/ Entrevista

Padilha se arrepende por ter acreditado em Moro. Foto: Rede social

O cineasta José Padilha afirmou que se arrepende por ter acreditado no ex-juiz Sergio Moro (União Brasil). O personagem que representava Moro na série ”O Mecanismo”, da Netflix, aparece como um herói em meio a todo esquema de corrupção retratado.

Falando à revista Veja, Padilha falou de Moro. ”Ele não iria trabalhar para um presidente sem pesquisar um pouco sobre a vida dele. Em suma, eu fui naïve. Fui ingênuo. Mas não só eu, um monte de gente caiu na mesma ilusão”.

E continua: ”O cara se associou aos milicianos, aos mafiosos, é inacreditável essa trajetória. Realmente, eu fui um idiota de ter acreditado em Sergio Moro”.

O diretor também confirmou que seu afastamento do ator baiano Wagner Moura foi por conta de divergências políticas. ”Os dois estavam errados, na minha opinião. Mas é uma burrice você criar picuinha e estresse com um amigo por divergências em torno de política. Eu dou meu braço a torcer, e digo aqui: Wagner, você tinha toda a razão sobre a Lava-Jato. Sem problema nenhum”, disse, em recado ao ator.

Apesar de não ter mudado sua opinião sobre o PT, Padilha diz que hoje faria “O Mecanismo” diferente, sem heróis. Ele também destacou que se o segundo turno das eleições for mesmo entre Lula (PT) e Bolsonaro (PL), como se desenha nas pesquisas, não hesitará em votar no petista.

”Voto nele sem pestanejar. Pois não adianta viver no mundo ideal, abstrato, descolado do que ocorre. A escolha está dada para o brasileiro”, avaliou.

Zé Cocá aposta que Hassan será o estadual mais votado do Vale do Jiquiriçá e Médio Rio de Contas

/ Entrevista

Cocá defende candidatura de Hassan a estadual. Foto: Daniel Aguiar

O prefeito de Jequié e presidente da UPB, Zé Cocá (PP) avaliou, em entrevista a Rádio Cidade Sol FM, na tarde desta quarta-feira (11), que há possibilidade real de Hassan Iossef (PP), ex-secretário de Governo da Cidade Sol, ser eleito deputado estadual nas eleições de 2022.

O chefe do executivo jequieense, que já exerceu por dois anos o mandato de deputado, tendo sido eleito em 2018 o estadual mais votado no Médio Rio de Contas e no Vale do Jiquiriçá atrela a candidatura de Hassan ao seu nome para emplacar o projeto  do seu afilhado político. ”Eu tenho um compromisso com Hassan e acho que Jequié tem todas as condições de ter um representante e ele [Hassan] vive um momento que eu não vivi, de ter um prefeito na sua cidade motivado, com vontade de trabalhar, num momento político bom, numa região bem ordenada e será o deputado mais votado desses dois territórios, Médio Rio de Contas e Vale do Jiquiriçá”, cravou Cocá, tendo revelado ainda que, com a mudança na chapa da oposição, que resultou na retirada da pré-candidatura de João Leão (PP) ao Senado, dividirá apoio a Leur Lomanto (UB) e ao Bonitão para federal.

Bocão abandona estúdio após Leão dizer que está apaixonado por ACM; ”Antes disse que era por Rui”

/ Entrevista

O vice-governador João Leão (PP) discutiu nesta terça-feira (26) com o apresentador José Eduardo, o ‘Bocão’, durante entrevista presencial na Rádio Metropole. Leão disse que o apresentador ou estaria ”redondamente enganado” ou ”mal intencionado” ao perguntar sobre o porquê não teria atendido uma série de ligações do senador Jaques Wagner (PT) em busca de uma reconciliação entre eles.

”Você não estava lá, não acompanhou e eu posso dizer o que aconteceu. Eu estava em uma reunião com 14 deputados da minha base. Vi a ligação de Wagner e fiquei de retornar depois. Mas estava muito doído com a situação toda. Não traí ninguém. Eu que fui traído ao saber de tudo durante entrevista na Metropole”, afirmou Leão.

A entrevista que Leão se refere aconteceu no dia 7 de março. Na ocasião, o senador Jaques Wagner foi entrevistado ao vivo por Mário Kertész e revelou, em primeira mão, que Rui Costa ficaria até o final do mandato, além do que o PT teria um candidato próprio nas eleições de outubro — o nome de Jerônimo Rodrigues (PT) foi confirmado semanas depois para disputar o Palácio de Ondina. A nova formação frustrou completamente os planos de Leão, que pretendia assumir o governo da Bahia nos últimos oito meses, contando que Rui teria que desincompatibilizar para disputar o Senado. O pepista, então, rompeu com o governo e anunciou uma parceria com ACM Neto (UNIÃO), pré-candidato ao governo da Bahia na chapa oposicionista. Leão vai concorrer ao Senado neste grupo.

”Ou você está redondamente enganado ou mal intencionado fazendo esse tipo de pergunta. Eu que fui traído. Tanto que o próprio Wagner depois gravou um vídeo me pedindo desculpas e eu mesmo não gostei do vídeo. Falava de mim de um jeito que não gostei. Me chamando de ‘Leãozinho’ e meu filho de ‘Cacazinho’. Até Rui Costa disse que não gostou”, rebateu Leão.

Questionado pelo apresentador se aceitaria um debate entre ele e Wagner, Leão confirmou que sim, além de estender o convite para o próprio governador Rui Costa. ”Chama eu, Wagner e Rui Costa. Vamos fazer esse debate e quero ver alguém dizer que eu estava mentindo. Quero ver alguém dizer que não falo a verdade. A gente tinha um acordo firmado e eles decidiram ir para outro caminho. Eles sabem disso”.

A temperatura subiu completamente quando Leão citou que estava ”apaixonado” por ACM Neto (UNIÃO). ”Você é apaixonado por todo mundo. Antes disse que era por Rui Costa e agora é por ACM Neto”, disse José Eduardo, momentos antes de abandonar o estúdio de entrevista. Leão, então, rebateu dizendo que faz política com paixão e reiterou que não trai seus aliados. ”Sou fiel às minhas convicções. Tenho dois filhos e agora ganhei um neto (ACM Neto). Nossa relação tem sido muito boa”, reiterou. Com informações do Metro1

Rui diz estar ansioso por apuração sobre compra dos respiradores; ”quem está culpado vá para o xilindró”

/ Entrevista

Rui comenta operação da Polícia Federal. Foto: Joilson César

Após a Polícia Federal deflagrar a Operação Cianose, na manhã desta terça-feira (26), para apurar a compra de respiradores pelo Consórcio Nordeste no início da pandemia do novo coronavírus (leia mais aqui), o governador da Bahia, Rui Costa (PT), afirmou que é a pessoa mais ”ansiosa” para que a apuração sobre o caso seja finalizada e lamenta a demora.

“Eu posso garantir que não tem nenhum ser humano mais ansioso para que essa apuração seja finalizada. Já se vão quase dois anos disso e eu continuo indignado pelo fato de saber que essas pessoas estavam presas, essas pessoas tinham assinado documento que iriam devolver o dinheiro e o Ministério Público da Bahia pediu para soltar essas pessoas e o juiz concordou”, disse o gestor estadual durante conversa com a imprensa no bairro do Imbuí.

“Quase dois anos e a gente acompanha investigação após investigação e a gente quer a conclusão disso e quem está culpado vá para o ‘xilindró’, responda pelo malfeito e que o povo possa ter o dinheiro de volta. Eu só tenho a lamentar a demora e comentar que estou ansioso para que isso seja concluído. A outra ação que corria nos Estados Unidos está resolvida, o estado já recebeu o dinheiro de volta. Gostaria de ver a mesma celeridade aqui no Brasil”, acrescentou o governador.

O caso dos respiradores começou a ser investigado no âmbito da Operação Ragnarok, que cumpriu mandados de busca e apreensão contra a empresa Hempcare, que vendeu e não entregou respiradores ao Consórcio Nordeste. A fraude na venda de 300 respirados para o Consórcio Nordeste rendeu um prejuízo de cerca de R$ 10 milhões ao governo da Bahia (leia mais aqui).

Em junho de 2020, a coordenadora do setor de Crimes Econômicos e Contra a Administração Pública da Polícia Civil, Fernanda Asfora, contou que a HempCare alegou que os respiradores viriam de uma fabricantes chinesa, mas após sucessivos atrasos, alegou que todos os ventiladores tinham registrado defeito na válvula de escape e sugeriu que uma empresa sediada no Brasil, a BioGeoEnergy, fornecesse os equipamentos. Só que essa proposta não foi aceita pelos estados porque a suposta fabricante não tinha autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para o serviço.

Ainda em junho do mesmo ano, três pessoas acusadas na Operação Ragnarok foram soltas. Entre eles, Luiz Henrique Ramos, Paulo de Tarso e a dona da Hempcare, Cristiana Prestes, que não teve o pedido de prorrogação da prisão realizado pelos delegados. Em um trecho de seu depoimento, Cristiana acusou  o ex-secretário da Casa Civil, Bruno Dauster, de ter sugerido um aditivo no contrato para aumentar o valor dos respiradores comprados (leia mais aqui). O ex-chefe da Casa Civil teria sugerido aumentar o valor do contrato, saltando de 23 mil dólares para 27 mil dólares e, então, para 35 mil dólares. Cristiana teria respondido que ”não iria estuprar o Governo dessa maneira”.

Ela também assegurou, à época, que a empresa da qual é sócia faz importação de medicamentos derivados da cannabis e teria repassado ao intermediador Fernando Galante cerca de R$ 9 milhões por ele ter sido a ”ponte” com o Consórcio Nordeste, representado por Cleber Isac, que também teria recebido uma ”comissão” de R$ 3 milhões. A empresária afirmou que emitiu uma nota como tendo sido prestado um serviço de “consultoria”, apesar de afirmar que sabia que não seria esse o serviço.

A empresária relatou que, durante a contratação, a análise para o fechamento das negociações teria durado 20 minutos, sendo que a autorização não teria passado pelo Comitê Executivo do Consórcio, tendo sido, supostamente, apenas conduzida por Dauster. O pagamento também teria assustado a empresária, que revelou ter recebido os R$ 48 milhões de forma integral em apenas dois dias após o firmamento.

Bruno Dauster admitiu que cometeu erros no processo de contratação dos respiradores que nunca chegaram ao estado. O acordo foi firmado com a empresa Hempcare, intermediária com a Biogeoenergy, empreendimento que confeccionaria os aparelhos. Ele ainda reiterou que não participou da assinatura do contrato com nenhuma das empresas. ”Contratualmente, havia sido previsto uma cláusula de garantia de seguro, mas efetivamente não verifiquei no contrato e não participei da assinatura. Não estou com isso tentando transferir responsabilidade ou culpa para ninguém”, disse.

Dauster ainda indicou que não conhece o empresário Cleber Isaac. Segundo o CEO da Biogeoenergy, Paulo de Tarso, Isaac teria sido indicado como um dos intermediários com Biogeoenergy e Hempcare por Dauster, pelo vice-governador, João Leão (PP), e pelo secretário-executivo do Consórcio, Carlos Gabas. A afirmação foi dada em depoimento obtido pelo Bahia Notícias. O ex-titular da Casa Civil também diz não conhecer Fernando Galante, outro intermediário no negócio, de acordo com Cristiana Prestes Taddeo, em outro depoimento conseguido pela reportagem do BN.

Ainda em 2020, o vice-governador informou que processaria judicialmente, por danos morais, os empresários Paulo de Tarso, CEO da empresa Biogeoenergy, preso na Operação Ragnarok e que está sendo investigado pela fraude na compra de respiradores pelo Consórcio Nordeste, e o empresário Cleber Isaac, citado como intermediário no caso. ”Diferente do que foi dito pelo Paulo de Tarso, ele procurou a SDE interessado em abrir fábrica do equipamento na Bahia, jamais tratamos de contrato comercial, pois este não é o mote de atuação da SDE. Além disso, eu jamais tutelei o Cleber Isaac para representar o governo em tratativa comercial, nem o conhecia. Estou processando os dois”, afirmou João Leão.

OPERAÇÃO CIANOSE

A operação realizada pela PF, na manhã desta terça-feira (26), com apoio da Controladoria Geral da União (CGU), cumpre 14 mandados de busca e apreensão em Salvador, Distrito Federal, e nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro. Na capital baiana, a PF cumpre mandado no Edifício Victory Tower, condomínio de luxo no Corredor da Vitória. A Polícia Federal apura contratação de uma empresa pelo Consórcio Nordeste para aquisição de 300 respiradores pulmonares.

De acordo com a Polícia Federal, o processo de aquisição que se seguiu contou com diversas irregularidades, como o pagamento antecipado de seu valor integral, sem que houvesse no contrato qualquer garantia contra eventual inadimplência por parte da contratada. Ao fim, nenhum respirador foi entregue. As informações são do site Bahia Notícias

”Vamos ter calma, aguarda um pouco mais”, diz Rui ao manter obrigação do uso de máscaras

/ Entrevista

Rui segura uso de máscaras. Foto: Mattheus Miranda / Bahia.Ba

Após oito municípios baianos dispensarem o uso de máscaras em locais abertos e o prefeito de Salvador, Bruno Reis (UB), sinalizar favorável à medida na capital, o governador Rui Costa (PT) descartou acabar com a obrigatoriedade do item de segurança na Bahia, neste momento, e pediu cautela.

”Nós vamos acompanhar, nós ainda temos cerca de 1.500 pessoas contaminadas, e temos cerca de 110 pacientes ainda na UTI. Significa que o vírus ainda está circulando. 1500 pessoas, já que os municípios praticamente não estão fazendo mais exame, significa que o número é maior do que esse, já que não faz exame”, argumentou, nesta terça-feira (29), segundo informações do bahia.ba

Reforçando a importância da vacina para a diminuição dos casos mais graves, Rui insistiu em ”aguardar ainda um pouco mais os números baixarem” para que o governo tome uma decisão sobre a liberação ou não das máscaras.

Questionado sobre se os prefeitos que desobrigaram o item em suas cidades estariam descumprindo decreto estadual, Rui Costa negou. ”Não, não está indo contra. Eu acho que, assim, o julgamento do STF [Supremo Tribunal Federal] dá liberdade para os entes federados tomarem a decisão”, argumentou o governador, que disse não querer ”criar polêmica” em torno do assunto e reafirmou que só irá flexibilizar ”quando entender que é seguro para população”.

”Se algum prefeito ou prefeita considera seguro, ele está tomando a medida. Eu acho que ainda não há segurança, portanto, a gente vai aguardar um pouco mais para decidir”, concluiu Rui.

Em Cravolândia, Rui se esquiva sobre candidatura a senador; ”não vou comentar especulações”

/ Entrevista

Rui Costa desconversa sobre candidatura. Foto: BMFrahm

O governador Rui Costa (PT) se esquivou ao ser questionado pela imprensa em Cravolândia se vai permanecer até dezembro no Governo ou se renunciará para ser candidato ao Senado nas eleições 2022 e entregar o cargo ao vice-governador João Leão. ”A gente vai continuar conversando. A ideia nossa é, agora, no início de março, fazer o anúncio da chapa. Eu não vou comentar nenhuma das especulações ou possibilidades , mas no mês de março nós vamos definir e anuncia para a população”, esquivou-se.

Negromonte nega saída do PP e diz que o importante é manter a base unida para as eleições 2022

/ Entrevista

Negromonte aposta e tripé entre PT, PP e PSD. Foto: BMFrahm

No que depender do deputado federal Mário Negromonte Jr. (PP), filho de um dos fundadores do partido na Bahia, Mário Negromonte, a base entre o PT, PP e PSD permanecerá unida para as eleições 2022. ”Manter a aliança desse tripé, num arco de alianças com outros partidos como PCdoB, PSB e outros é o mais importante. Sobre quem será o candidato, eu não participado dessas reuniões e acredito que o Lula, Wagner, o nosso governador, junto com João Leão e Otto Alencar devem discutir sobre isso e nós vamos aguardar a posição. O importante é manter a base”, ressaltou o parlamentar, ao falar com o Blog Marcos Frahm, na manhã desta sexta-feira (25), durante visita do governador Rui Costa em Cravolândia, no Vale do Jiquiriçá.

Negromonte também comentou as especulações nos bastidores da política que estariam apontando sua saída do Progressistas, tendo o deputado afirmado que não migrará para outra legenda partidária. ”Quando as eleições se aproxima existem muitas especulações. Meu pai foi um dos que refundaram o partido e a gente têm um trabalho muito forte. As vezes você sai numa reunião cobrando mais empenho para o crescimento e as pessoas que estão nessa própria reunião acabam entendo de outra forma. Eu tenho o partido no meu coração, não tenho nenhum desejo de sair e João Leão é muito meu amigo”, justificou.

De pai para filho, de filho para pai; Rogério Andrade será candidato a deputado no lugar do filho

/ Entrevista

Rogério Andrade tentará voltar a ALBA. Foto: Blog Marcos Frahm

O ex-prefeito de Santo Antonio de Jesus, Rogério Andrade (PSD), está de volta à cena política. Segundo colocado nas eleições municipais de Santo Antonio de Jesus em 2020, o ex-deputado estadual já se articula como pré-candidato para tentar voltar a Assembleia Legislativa da Bahia e ocupar a vaga do filho, Rogerinho Andrade (PSD), eleito em 2018 com 85.968 (1,23% dos válidos), ocasião em que subsistiu o pai, que havia deixado o parlamento baiano e foi eleito prefeito de SAJ em 2016.

Ao Blog Marcos Frahm, Rogério revelou que o filho irá se dedicar aos estudos, para conclusão do curso de Medicina. ”Nós estamos na estrada desde janeiro de 2021, com uma decisão do Rogério Filho, de retomar os estudos. Ele faz medicina, tem apenas 23 anos,  a faculdade estava trancada E ele abriu caminho para que nós pudéssemos reassumir o protagonism, pavimentando a construção do retorno a Assembleia”, afirmou.

Pai e filho são herdeiros políticos de Aloísio Figueiredo Andrade, ex-deputado, oriundo de Elísio Medrado, cidade do Recôncavo Baiano e tradicional liderança daquela região.