Censo 2020 abre 200 mil vagas em todos os municípios do país; inscrições vão até dia 24

/ Emprego

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) abriu hoje (5) as inscrições para o processo seletivo do Censo 2020. São 200 mil vagas temporárias para os cargos de agentes censitários municipais e agentes censitários supervisores, ambos de nível médio, e para recenseadores, que exige nível fundamental.

As vagas são para todos os municípios do Brasil e as inscrições vão até 24 de março, somente pela internet, pelo site da organizadora do Processo Seletivo, Cebraspe.

A taxa, no valor de R$ 35,80 para as funções de nível médio e de R$ 23,61 para recenseador, pode ser paga em qualquer banco, casa lotérica ou pela internet. O trabalho será na coleta de informações do Censo 2020, com entrevistas aos moradores de todos os domicílios do país.

A duração prevista dos contratos será de três meses, com possibilidade de renovação em caso de necessidades do IBGE e de acordo com a disponibilidade orçamentária. Os profissionais terão direito a férias e 13º salários proporcionais. Não há restrição para quem já prestou serviço temporário para o IBGE ou outros órgãos públicos.

Vagas

No total, são 5.462 vagas para agente censitário municipal, com salário de R$ 2.100, e 22.676 vagas para agente censitário supervisor, que vai receber R$ 1.700 por mês. Segundo o IBGE, a vaga de agente censitário municipal de cada cidade será ocupada pelos melhores colocados no concurso em cada município. Eles serão os responsáveis pela coordenação da coleta do Censo 2020 naquela cidade, enquanto os demais agentes irão supervisionar as equipes de recenseadores.

Os recenseadores serão remunerados por produtividade, de acordo com o número de domicílios visitados e entrevistas feitas com os moradores. O cálculo leva em conta também as características do município, o tempo médio de duração das entrevistas e o deslocamento para o trabalho de coleta.

O IBGE disponibilizou um simulador para calcular o valor que o trabalhador pode receber. Por exemplo, um recenseador na cidade do Rio de Janeiro que trabalhe 30 horas semanais pode chegar a uma remuneração de R$ 2.092,56 ao mês. Já em São Gabriel da Cachoeira, no Amazonas, a mesma carga horária pode render R$ 4.399,48.

As vagas serão distribuídas por áreas de trabalho específicas e o IBGE recomenda que os candidatos morem nas localidades em que irão atuar. As provas, marcadas para maio, serão feitas em todos os municípios onde houver vagas.

Para os cargos de agente censitário a prova objetiva de caráter eliminatório e classificatório será no dia 17/05, com dez questões de língua portuguesa, dez de raciocínio lógico quantitativo, cinco de ética no serviço público, 15 de noções de administração em situações gerenciais e 20 questões de conhecimentos técnicos.

Os candidatos a recenseadores farão a prova no dia 24 de maio, também de objetiva e de caráter eliminatório e classificatório, com 10 questões de língua portuguesa, 10 de matemática, cinco sobre ética no serviço público e 25 questões de conhecimentos técnicos. Da Agência Brasil

Medida Provisória autoriza contratação temporária de servidor aposentado para INSS

/ Emprego

Para reduzir a fila de 1,8 milhão de pessoas à espera de benefícios do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), o governo editou hoje (2) a Medida Provisória (MP) 922/2020, que autoriza a contratação temporária de servidores civis federais aposentados. O texto também permite a contratação por outros órgãos federais em caso de emergência.

Entre as ocupações abrangidas pelas contratações temporárias estão professores para aperfeiçoamento de médicos de Atenção Básica em saúde em regiões prioritárias e profissionais para assistência humanitária a estrangeiros que entram no país. A MP enquadra como necessidade temporária de excepcional interesse público situações de aumento transitório no volume de trabalho e atividades como tecnologia da informação, comunicação e revisão de processos de trabalho, pesquisadores e técnicos para o desenvolvimento de produtos e serviços em projetos com prazo determinado e atividades relacionadas à redução de passivos processuais.

A contratação temporária também abrange ações preventivas para conter situações de risco à sociedade, incidentes de calamidade pública, danos e crimes ambientais e emergências humanitárias ou de saúde pública. Dessa forma, a MP abre caminho para a contratações temporárias relacionadas ao controle do coronavírus no Brasil.

No fim de janeiro, o governo tinha publicado um decreto para contratar militares da reserva para reforçarem o atendimento no INSS, ganhando adicional de 30% sobre a remuneração recebida na inatividade. O texto previa a contratação para outras atividades em órgãos públicos. O decreto, no entanto, enfrenta questionamentos no Tribunal de Contas da União (TCU).

Recrutamento

Os trabalhadores temporários serão contratados por meio de um processo seletivo simplificado, sem concurso público, apenas por meio de edital de chamamento. No entanto, a MP dispensa o processo seletivo nas seguintes situações: calamidade pública, emergência em saúde pública, emergência e crime ambiental, emergência humanitária e situações de iminente risco à sociedade.

Os temporários só poderão ser novamente admitidos 24 meses depois do fim do contrato, exceto quando a contratação decorrer de processo seletivo simplificado de provas ou de títulos, como nas universidades federais e nos institutos de pesquisa. Pessoas com mais de 75 anos e aposentados por incapacidade permanente não poderão ser contratadas.

No caso de contratação temporária para pesquisa e desenvolvimento, os contratos terão prazo de até quatro anos, podendo ser prorrogados por mais oito anos. A MP autoriza a contratação de profissionais para atividades que se tornarão obsoletas no curto ou médio prazo, nas quais o governo considere desvantajosa a realização de concursos. Um decreto regulamentará esse ponto.

A MP estabelece que o servidor aposentado contratado terá direito a auxílio transporte, auxílio alimentação e diárias. O contrato de trabalho terá metas de produtividade, com o pagamento de uma parcela fixa e outra vinculada ao desempenho. A remuneração – fixa e variável – não será incorporada à aposentadoria nem estará sujeita à contribuição previdenciária. Da Agência Brasil

Prefeitura de Ilhéus abre processo seletivo para contração de agentes de endemias

/ Emprego

A Prefeitura de Ilhéus, cidade da região sul da Bahia, abriu inscrições para Processo Seletivo Simplificado com 30 vagas, além de cadastro reserva, para agentes de combate às endemias. O salário é de R$ 1.250, além de vale transporte. O edital da seleção está disponível na internet.

Os interessados em participar têm até a próxima sexta-feira (17) para realizarem as inscrições, através de um formulário online. No arquivo, é necessário informar e-mail, o número e órgão expedidor do Registro Geral (RG), CPF, além do endereço e telefone, entre outros detalhes.

Conforme a organização, a seleção será dividida em quatro etapas. A primeira consiste na inscrição e cadastramento curricular .

Já na segunda etapa será o momento da entrevista e apresentação dos documentos comprobatórios cadastrados no ato da inscrição online (os documentos deverão ser apresentados em fotocópia e original para serem autenticadas no ato de comparecimento).

O candidato deverá apresentar também Atestado de Saúde Ocupacional expedido pelo Serviço de Medicina Ocupacional, sob a responsabilidade da Administração Municipal, além de passar por um curso de reciclagem com parte teórica e prática.

Os aprovados desempenharão atividades externas no combate à proliferação do mosquito aedes aegypti. A contratação terá validade de um ano e os agentes serão lotados na Secretaria Municipal de Saúde (Sesau), mediante as condições previamente estabelecidas.

 

Percentual de empregadas domésticas com carteira assinada no Brasil é o menor desde 2013

/ Emprego

As empregadas domésticas estão mais velhas, mais escolarizadas e menos protegidas, informa reportagem do jornal O Globo. Segundo a publicação, estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) que traçou o perfil dessas trabalhadoras mostra que a formalização ficou em 28,6% no ano passado, o menor nível desde 2013.

Ainda de acordo com a reportagem, naquele ano, o percentual de domésticas com carteira tinha ultrapassado os 30% pela primeira vez, atingindo o pico em 2016 (33,3%). Como consequência da crise, as famílias passaram a optar pelas diaristas — hoje, 44% das domésticas estão nessa categoria, sem carteira assinada, contra 36,8% em 2016.

A categoria vem passando por uma reestruturação com o crescimento do número de diaristas, afirma Luana Pinheiro, que assina o estudo ao lado das pesquisadoras Fernanda Lira, Marcela Rezende e Natália Fontoura.

O estudo mostra que, desde 1995, mudanças no mercado de trabalho, na economia e no acesso à educação levaram a uma transformação no perfil dessa categoria, que ocupa 5,7 milhões de brasileiras e responde por 14,6% do emprego feminino.

Se, há duas décadas e meia, quase metade das empregadas eram jovens com até 29 anos, hoje elas representam pouco mais de 13% do total. Enquanto isso, a proporção de idosas (60 anos ou mais) subiu de 2,9% para 7,4%. Atualmente, 79,2% das domésticas têm entre 30 e 59 anos, contra 50,2% em 1995.

Ministério Público Federal abre processo seletivo para estágio nível médio em Alagoinhas

/ Emprego

O Ministério Público Federal (MPF) divulgou, nesta terça-feira, que abrirá, nos dias 2 a 8 de dezembro, a pré-inscrição online para o 1º Processo Seletivo simplificado para estágio de nível médio em Alagoinhas, na Bahia. A prova está marcada para ocorrer no dia 17 de dezembro, das 14h às 17h.

Aqueles que possuem o interesse em confirmar a inscrição, precisa comparecer à sede do MPF no município nos dias 10, 11 ou 12 de dezembro, entre 13h e 18h.

Os candidatos selecionados e convocados para estagiar receberão uma bolsa mensal de R$ 590,00 mais R$ 7,00 de auxílio-transporte. A carga horária é de 20 horas semanais.

Antes de efetuar a pré-inscrição, o candidato deverá conhecer o edital e certificar-se de que preenche todos os requisitos exigidos para a seleção.

Tribunal Superior decide que trabalhadora temporária não tem direito à estabilidade se engravidar

/ Emprego

Gestante em regime temporário fica sem estabilidade. Foto: Divulgação

Trabalhadoras contratadas em regime temporário que engravidarem não têm direito à estabilidade no emprego, decidiu o TST (Tribunal Superior do Trabalho). O plenário da corte decidiu na segunda-feira (18), por maioria (16 votos a 9), que esse tipo de contratação tem peculiaridades que impedem a equivalência com o emprego comum.

As demais trabalhadoras não podem ser demitidas no período entre a gravidez e cinco meses após o parto.
O julgamento discutia a aplicação da súmula 244 do TST e do artigo do ADCT (Ato das Disposições Constitucionais Transitórias), que trata do direito da empregada gestante.

O ADCT proíbe a demissão sem justa causa desde a confirmação da gestação e até cinco meses após o parto. A súmula estabeleceu que o desconhecimento da gravidez não dispensa o pagamento de indeniza- ção pelo período de estabilidade. Ou seja, se a grávida for demitida, tem direito a receber os salários de todo o período que teria de estabilidade.

O relator da ação, ministro Luiz Philippe Vieira de Mello, e o revisor, ministro Alberto Luiz Bresciani, eram favoráveis ao reconhecimento dos direitos a todas as funcionárias, independentemente do contrato. A ministra Cristina Peduzzi, autora do voto divergente -e que acabou vencedor ao ser seguido por outros 15 ministros-, afirmou que a empregada temporária não é titular do mesmo direito estendido às demais trabalhadoras.

Para ela, o ADCT proíbe a dispensa arbitrária da gestante. No caso dos contratos temporários, porém, a ministra considerou que a duração com prazo determinado exclui esse entendimento, pois a demissão já é esperada. É caracterizado trabalhador temporário aquele que é contratado por meio de uma empresa fornecedora de mão obra para atender uma necessidade provisória, por isso há expectativa de desligamento.

Essa regra está em vigor desde outubro, quando a legislação do trabalho temporário foi alterada por meio de decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro. A ministra disse que esse regime difere do período de experiência, no qual há perspectiva de manutenção do emprego.

O advogado Marcelo Fortes, do Fortes e Prado, explica que o entendimento afirma a noção de que o temporário não é compatível com a garantia de emprego. A partir dessa compreensão, esse tipo de contratação também não geraria o direito à estabilidade.

O caso ainda pode parar no STF (Supremo Tribunal Federal), por ter discutido a aplicação de preceito constitucional. No âmbito da Justiça do Trabalho, porém, o julgamento deve encerrar discussões, pois foi analisado por um dispositivo criado para uniformizar a jurisprudência nas turmas e tribunais.

OS PRINCIPAIS PONTOS EM DISCUSSÃO
Trabalho temporário
Regido pela Lei 6.019, é aquele em que uma pessoa física é contratada por uma empresa de trabalho temporário, que a coloca à disposição de outra empresa

Esse tipo de contrato só pode ser usado para atender uma demanda temporária ou complementar e tem duração máxima de 180 dias (seis meses)

Estabilidade
No caso das mulheres, considera o período da gestação e os cinco meses depois do parto

O que muda
Para as mulheres em empregos temporários, como não há estabilidade, também não haverá o direito a receber os salários do período, caso seja demitida durante a gravidez

Contrato por tempo determinado
O TST decidiu pela não aplicação da estabilidade nos contratos temporários
O contrato por tempo determinado é diferente e é fechado entre o funcionário e empresa, sem intermediários
Ele pode durar até dois anos

 

Inscrições em concurso com 579 vagas para prefeitura de Porto Seguro seguem até domingo

/ Emprego

Estão abertas até domingo (3) as inscrições em concurso público para a prefeitura de Porto Seguro, no sul da Bahia. Ao todo, o certame oferece 579 vagas para profissionais que tenham Ensino Médio, Técnico e Superior, com salários entre R$1.250 e R$ 8.333,60.

Os interessados devem se inscrever através da internet. A taxa de inscrição custa entre R$ 60 a R$ 150. Há oportunidades para cargos de agente comunitário de saúde, agente de combate às endemias, agente de trânsito, psicólogo, médico, nutricionista, agrônomo e outros.

A prova vai acontecer no dia 1º de dezembro e será objetiva, de caráter eliminatório e classificatório. A Avaliação de Títulos e Experiência Profissional, têm caráter classificatório.

Abertas inscrições de seleção para vagas de trabalho no IBGE-BA; salários vão até R$ 3,1 mil

/ Emprego

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) está com inscrições abertas no processo seletivo para trabalhar no Censo Demográfico 2020 até terça-feira (15). Na Bahia, são 164 vagas de nível médio, com salários entre R$ 1,7 mil a R$ 3,1 mil.

As inscrições estão abertas até as 16h (horário de Brasília) da quinta. Para se candidatar, basta acessar o site da Fundação Getúlio Vargas (FGV), onde também pode encontrar o edital completo. O valor da inscrição é de R$ 42,50.

Das 164 vagas no estado, 85 são em Salvador e 79 no interior, sendo duas em Camaçari, duas em Feira de Santana e as 75 restantes em outros municípios baianos (1 vaga por município).

Entre essas vagas, 96 estão disponíveis para o cargo de Coordenador Censitário de Subárea (CCS). Além da escolaridade, elas exigem carteira de habilitação definitiva ou provisória, no mínimo para a categoria B. A remuneração para esse cargo é de R$ 3.100, e as inscrições no processo seletivo custam R$ 58.

As outras 68 vagas são para o cargo de Agente Censitário Operacional (ACO), apenas em Salvador, com salário de R$ 1,7 mil.

A jornada de trabalho será de 40h semanais, sendo 8h diárias, para ambos os cargos de CCS e ACO. A previsão de duração do contrato é de até 12 meses, com renovação mensal, mediante avaliação do contratado.

Todos os contratados receberão auxílios alimentação, transporte e pré-escola, férias e 13º salário proporcionais. Há vagas reservadas a pessoas com deficiência e pessoas que se autodeclaram pretas ou pardas, dentro dos percentuais definidos na legislação.

O Processo Seletivo Simplificado para ambos os cargos consistirá de uma prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, cuja realização está prevista para 8 de dezembro. A divulgação dos resultados finais deve ocorrer no dia 10 de janeiro de 2020.

Programa Primeiro Emprego já contratou 8 mil egressos do ensino técnico em toda a Bahia

/ Emprego

Autoridades e representantes do Governo do Estado participaram, nesta quarta-feira (9), do I Seminário de Inovação e Melhorias do Programa Primeiro Emprego, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador. Durante o evento, foram apresentados resultados da contribuição dos jovens que estão trabalhando em órgãos e secretarias estaduais e colaborando para a elevação da qualidade da prestação do serviço público.

O secretário da Casa Civil, Bruno Dauster, destacou que ”o programa proporciona qualificação profissional para jovens que estão saindo do ensino profissionalizante. Já foram mais de 8 mil beneficiados e, nos locais onde o projeto está presente, recebemos elogios por parte da administração em relação ao desempenho, a proatividade, a disposição e a competência desses jovens”.

O vice-governador e secretário do Desenvolvimento Econômico, João Leão, comentou que além de combater o desemprego entre jovens, o programa estimula melhores resultados em sala de aula. ”O Primeiro Emprego contempla os estudantes com melhores desempenhos e isso dá ainda mais ânimo para nossos estudantes melhorarem suas notas. Isso é maravilhoso, porque dá forças para que continuem avançando e queiram cursar o ensino superior”.

O Primeiro Emprego é uma oportunidade que Kauê Novais tem aproveitado na Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), onde atua há quase dois anos como Técnico em Agricultura. ”Para nós, que estamos entrando no mercado de trabalho, tudo é muito mais complicado, mas, com esse projeto, eu sinto que minhas chances são maiores de ter experiência. É o inicio de minha vida profissional, em que eu posso crescer e aprender na práica como tudo funciona”, afirmou.

 

Cadastro

Presente no seminário, o secretário da Educação, Jerônimo Rodrigues, comentou sobre a importância de os estudantes atualizem seus dados cadastrais junto à secretaria. ”O cadastro é fundamental para o fortalecimento do programa. Estamos com a missão de atualizar os dados dos estudantes e também vamos fazer um grande mutirão tratando do tema para estimular os jovens a participarem, pois esta é uma grande oportunidade para eles se inserirem no mundo do trabalho”.

 

Sobre o programa

A iniciativa visa ampliar a inserção no mercado de trabalho de egressos da educação profissional da rede estadual. Lançado em 2015, o Primeiro Emprego já oportunizou trabalho digno para mais de 8 mil pessoas em órgãos e secretarias do Estado, com direito à carteira assinada, férias, vale-transporte, tíquete-refeição e plano de saúde.

 

Polícia Militar e Corpo de Bombeiros: inscrições para concurso encerram neste domingo

/ Emprego

As inscrições para o concurso da Polícia Militar da Bahia (PM – BA) e o Corpo de Bombeiros Militar da Bahia (CBM – BA) serão encerradas neste domingo (29). São oferecidas 88 vagas no total. Os  interessados podem se inscrever através do site do certamea taxa de participação custa R$ 138.

As vagas são distribuídas da seguinte forma: 60 para o curso de formação de oficiais da Polícia Militar (54 são de homens e 6 para mulheres) e 28 para o curso de formação de oficiais do corpo de Bombeiro Militar da Bahia (25 são para homens e 3 a mulheres).

O processo seletivo consiste em prova objetiva, prova discursiva, previstas para acontecer no dia 27 de outubro de 2019, avaliação mental, avaliação física e investigação social. Aprovados receberão remuneração entre R$ 2.251,37 a R$ 3.001,82

IBGE abre novo edital com 164 vagas em Processo Seletivo; salários passam de R$ 3 mil

/ Emprego

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) publicou novo edital nesta quarta-feira (25) para o Processo Seletivo Simplificado. Serão ofertadas, no total, 2.658 vagas temporárias para a realização do Censo Demográfico 2020, em todo o Brasil.

Só na Bahia, são 164 vagas. Dessas, 96 são para o cargo de Coordenador Censitário de Subárea (CCS). Os candidatos devem ter nível superior em qualquer área de conhecimento e Carteira Nacional de Habilitação definitiva ou provisória, dentro do prazo de validade, no mínimo para a categoria B. Há 17 vagas em Salvador, duas em Feira de Santana, duas em Camaçari e as demais no interior do estado, em 75 municípios (uma vaga por município). O cargo tem remuneração de R$ 3.100, e as inscrições no processo seletivo custam R$ 58.

As outras 68 vagas são para o cargo de Agente Censitário Operacional (ACO), todas em Salvador, exigindo apenas nível médio completo, com remuneração de R$ 1.700. As inscrições custam R$ 42,50.

A jornada de trabalho será de 40 horas semanais, sendo 8 horas diárias. A previsão de duração do contrato é de até 12 meses, com renovação mensal, mediante avaliação do contratado. O prazo de 12 meses pode ser prorrogado, conforme previsto na lei nº 8.745, de 1993, caso haja necessidade e disponibilidade de recursos orçamentários. Todos os contratados terão auxílio alimentação, transporte e pré-escola, férias e 13º salário proporcionais. Há vagas reservadas a pessoas com deficiência e pessoas que se autodeclaram pretas ou pardas, dentro dos percentuais definidos na legislação.

A Fundação Getúlio Vargas (FGV) é a organizadora do processo seletivo, e as inscrições estão abertas desde as 10h desta quarta-feira (25) até as 16h do dia 15 de outubro, através do site.

O Processo Seletivo Simplificado, para ambos os cargos, consistirá de uma prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, cuja realização está prevista para ocorrer no dia 8 de dezembro. Haverá prova em todos os municípios para os quais foram abertas vagas: 1.131 no país e 78 na Bahia, incluindo Salvador. A divulgação do resultado final deve ocorrer no dia 10 de janeiro de 2020.

Bahia gera 3.392 novos empregos com carteira assinada em agosto e lidera o Nordeste em 2019

/ Emprego

A Bahia criou 3.392 postos de trabalho com carteira assinada em agosto de 2019, resultado decorrente da diferença entre 54.178 admissões e 50.786 desligamentos. As informações são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), sistematizadas pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), autarquia da Secretaria do Planejamento do Estado (Seplan). Para o secretário estadual do Planejamento, Walter Pinheiro, ”este resultado positivo para o mês de agosto ocorre pelo terceiro ano consecutivo e mantém a Bahia na liderança do Nordeste na geração de empregos formais, com 32.587 novos postos de trabalho nos oito primeiros meses do ano, com destaque para a construção civil, impactada pelas ações do governo estadual”.

Já o secretário estadual do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte, Davidson Magalhães, destaca que ”é fundamental o investimento público, principalmente em grandes obras tocadas pelo Governo do Estado. No interior, as colheitas sazonais têm provocado um número grande de contratações e os parques eólicos também ajudaram a impulsionar esses números”. Setorialmente, em agosto, cinco segmentos contabilizaram saldos positivos: Construção Civil (+2.053 postos), Serviços (+1.002 postos), Indústria de Transformação (+833 postos), Comércio (+378 postos) e Serviços Industriais de Utilidade Pública (+132 postos). Nos primeiros oito meses de 2019, sete setores de atividade registraram saldos positivos: Construção Civil (+12.794 postos), Serviços (+9.941 postos), Indústria de Transformação (+5.879 postos), Agropecuária (+5.338 postos), Administração Pública (+581 postos), Extrativa Mineral (+496 postos) e Serviços Industriais de Utilidade Pública (+478 postos).

Este resultado fez com que a Bahia ocupasse a primeira na região nordestina e a sexta posição no país em geração de empregos no acumulado dos oito primeiros meses do ano. No Nordeste, quatro estados totalizaram acumulados positivos. A Bahia (+32.587) foi seguida pelo Maranhão (+7.569 postos), Piauí (+1.990 postos) e Paraíba (+1.320 postos). Em contrapartida, cinco estados nordestinos registraram acumulados negativos: Alagoas (-18.921 postos), Pernambuco (-12.566 postos), Sergipe (-4.416 postos), Ceará (-1.423 postos) e Rio Grande do Norte (-642 postos).

Analisando-se os dados referentes aos saldos de empregos distribuídos no estado em agosto de 2019, constata-se ganho de emprego na RMS e no interior. Na RMS foram criados 1.857 postos de trabalho no oitavo mês do ano, enquanto no interior foram geradas 1.535 posições celetistas. Quanto ao saldo de emprego acumulado no ano de 2019, a RMS (+4.761 postos) e o interior (+27.826 postos) geraram postos de trabalho com carteira assinada.

Prefeitura de Porto Seguro abre concurso público para ocupação de 579 vagas imediatas

/ Emprego

A prefeitura de Porto Seguro divulgou o edital de abertura do concurso público para a ocupação de 579 vagas imediatas e 1.487 para o cadastro de reserva. O certame estará com inscrições abertas a partir da próxima segunda-feira (30) e tem oportunidades com remunerações que variam de R$ 1.250 a R$ 8.333,60, a depender do cargo.

Entre os cargos estão postos de trabalho para Ensino Médio, Médio Técnico e Superior. Há vagas para arquitetos, assistentes sociais, biólogo, enfermeiros, engenheiros, médicos, professores e psicólogos, agente de combate às endemias, agente comunitário de saúde, agente de trânsito e auxiliar de classe.

O quadro completo está no edital.  A taxa de inscrição varia entre R$ 60 e R$ 150 de acordo com o cargo pretendido. A data provável da prova é 1º de dezembro de 2019.

Programa de estágio com vagas para a Embasa está com inscrições abertas até o dia (04)

/ Emprego

Estudantes interessados em estagiar na Embasa no segundo semestre deste ano devem ficar atento ao prazo de cadastramento do programa ”Partiu Estágio”, que está com inscrições abertas até o próximo dia (04/10).

A Embasa, juntamente com outros 60 órgãos e entidades da administração púbica estadual, seleciona estagiários a partir do banco de dados do Partiu Estágio, mantido pela Secretaria de Administração do Estado da Bahia (Saeb).

O programa é aberto a estudantes de qualquer universidade, com sede no estado. A carga horária das atividades de estágio é de quatro horas diárias, o que totaliza 20 horas semanais. As inscrições no programa são realizadas exclusivamente por meio da internet, neste link.