Termina hoje o prazo de matrícula do Sistema de Seleção Unificada em instituições de ensino

/ Educação

Hoje (4) é o último dia para que os estudantes selecionados no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) façam matrícula nas instituições de ensino. Os estudantes devem verificar os horários e locais de atendimento definidos pelas instituição em edital próprio. Quem tiver o interesse e preencher os requisitos pode pleitear assistência estudantil para cobrir custos como transporte e moradia. Segundo o Ministério da Educação (MEC), os programas de assistência estudantil são implementados diretamente pelas instituições, por isso, os candidatos devem buscar informações na própria instituição de ensino. O resultado do Sisu está disponível desde o dia 28, na página do programa. O período de matrícula começou no último dia 30.

Lista de espera

Os estudantes que não foram aprovados em nenhuma das opções de curso podem integrar, até amanhã (5), a lista de espera do programa. A adesão pode ser feita na página do Sisu. Os candidatos podem escolher entrar na lista de espera para a primeira ou para a segunda opção de curso feita na hora da inscrição. Os alunos na lista serão convocados pelas próprias instituições de ensino a partir do dia 7 de fevereiro. A partir desta edição do Sisu, os estudantes selecionados em qualquer uma das duas opções não poderão participar da lista de espera. Até o ano passado, os selecionados na segunda podiam ainda participar da lista e ter a chance de ser escolhido na primeira opção. Ao todo, o Sisu oferece, nesta edição, 235.461 vagas em 129 instituições públicas de todo o país. Puderam se inscrever no programa os estudantes que fizeram o Enem 2018 e obtiveram nota acima de zero na prova de redação. Segundo o MEC, mais de 1,8 milhão de candidatos se inscreveram.

Educação: Terminam amanhã as inscrições para o Programa Universidade para Todos (ProUni)

/ Educação

Amanhã (3) é o último dia de inscrição no Programa Universidade para Todos (ProUni). As inscrições podem ser feitas pela internet, na página do programa. Nesta edição, o ProUni vai oferecer 243.888 bolsas de estudo em 1.239 instituições particulares de ensino. Dessas, 116.813 são integrais, e 127.075, parciais, de 50% do valor das mensalidades. Podem participar aqueles que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2018, alcançaram no mínimo 450 pontos e tiraram nota superior a zero na redação. Além disso, só podem concorrer às bolsas estudantes brasileiros sem curso superior e que tenham feito o ensino médio completo na rede pública ou como bolsista integral na rede privada; que fizeram parte do ensino médio na rede pública e a outra parte na rede privada, na condição de bolsista ou que sejam deficientes físicos. As bolsas integrais são voltadas àqueles com renda familiar per capita de até um salário mínimo e meio. As bolsas parciais de 50% são destinadas aos estudantes com renda familiar per capita de até três salários mínimos. Professores da rede pública de ensino também podem concorrer a bolsas e não precisam atender aos critérios de renda.

Calendário

Os resultados da primeira chamada serão divulgados no dia 6 de fevereiro. Os da segunda chamada, no dia 20 de fevereiro. O candidato pré-selecionado na primeira chamada deverá comparecer à instituição para comprovar as informações prestadas na inscrição e eventual participação em processo seletivo próprio da instituição, quando for o caso, de 6 a 14 de fevereiro. Os pré-selecionados na segunda chamada, de 20 a 27 de fevereiro. O registro da aprovação ou reprovação dos candidatos no Sistema Informatizado do ProUni e a emissão dos respectivos termos de Concessão de Bolsa ou termos de Reprovação pelas instituições de ensino deverão ser feitos entre os dias 6 a 18 de fevereiro para os selecionados na primeira chamada e, entre 20 de fevereiro e 1º de março, para os selecionados na segunda chamada.

ProUni

O ProUni concede bolsas de estudo integrais e parciais em cursos de graduação e sequenciais de formação específica, em instituições de educação superior privadas. Em contrapartida, o programa oferece isenção de tributos às instituições que aderem ao programa. Os estudantes selecionados podem pleitear ainda Bolsa Permanência, para ajudar nos custos dos estudos, e podem também usar o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) para financiar parte da mensalidade não coberta pela bolsa do programa.

Educação: Prouni 2019 abre inscrições para número recorde de bolsas de estudos

/ Educação

A edição do primeiro semestre de 2019 do Programa Universidade para Todos (Prouni) abriu na madrugada desta quinta-feira (31) o período de inscrições para candidatos do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2018 concorrerem a bolsas de estudo integrais e parciais em universidades privadas do Brasil. Para se candidatar às bolsas é necessário acessar o site do programa. As inscrições terminam às 23h59 deste domingo (3). Nesta edição, são oferecidas 243.888 bolsas de estudo, um recorde histórico desde o início do programa, em 2005, segundo o Ministério da Educação. Desse total, 116.813 são bolsas integrais e 127.075 são parciais, distribuídas em 1.239 instituições de educação superior de todo o país. O MEC decidiu alterar as datas de inscrições do Sisu, Prouni e Fies depois de instabilidades no sistema do Sisu 2019. Antes, o prazo final estava previsto para 01/02. Agora, a inscrição estará disponível até às 23h59 do dia 03 de fevereiro. Confira o calendário completo deste semestre:

Educação: Ensino integral cai no fundamental e cresce no médio, mostra Censo Escolar de 2018

/ Educação

O percentual de matrículas em tempo integral em escolas públicas, ou seja, de estudantes que passam sete horas diárias na escola, participando de diversas atividades, caiu no ensino fundamental, de acordo com os dados do Censo Escolar de 2018 divulgados hoje (31) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Já no ensino médio, o número cresceu. De acordo com o Censo, o percentual de matrículas em tempo integral passou de 16,3% no ensino fundamental, nas escolas públicas, em 2017 para 10,9% em 2018. Esse percentual chegou a 19,4% em 2015. Nas escolas privadas, as matrículas tiveram um leve aumento, passando de 2,1% para 2,2% de 2017 para 2018. No ensino médio, a situação foi oposta. O percentual de matrículas em tempo integral passou de 8,4% em 2017 para 10,3% em 2018, nas escolas públicas. Nas privadas, passou de 3,9% para 4% no mesmo período. Os estudantes podem, nesse tempo, ter acesso a atividades culturais, esportivas, além de conteúdos de comunicação, saúde, entre outros. No ensino fundamental, o programa federal Mais Educação oferece recursos financeiros para que as escolas implementem as atividades. Em 2017, foi reformulado e renomeado para Novo Mais Educação. As ações passaram a priorizar escolas em situação de vulnerabilidade. No ensino médio, o tempo integral ganhou destaque com o novo ensino médio, aprovado em lei em 2017, que visa a aumentar esse atendimento. O Ministério da Educação (MEC) auxilia os estados por meio do Programa de Fomento às Escolas de Ensino Médio em Tempo Integral. Ampliar a educação em tempo integral nas escolas é também uma das metas do Plano Nacional de Educação (PNE), lei que estabelece parâmetros para melhorar a qualidade da educação brasileira. Uma das metas do PNE é oferecer educação em tempo integral em, no mínimo, 50% das escolas públicas, de forma a atender, pelo menos, 25% dos alunos da educação básica até 2024.

Menos estudantes

No ano de 2018, foram registradas 48,5 milhões de matrículas nas 181,9 mil escolas de educação básica brasileiras. O número total apresenta uma redução em relação aos 48,6 milhões de estudantes registrados em 2017. A maior parte dos estudantes está na rede pública, cerca de 39,5 milhões, 81,44% do total. Estão também, majoritariamente na área urbana (88,7%). Apesar da redução do número geral de alunos, segundo o Censo, a quantidade de matrículas na educação infantil cresceu cerca de 2,8% em relação a 2017, atingindo 8,7 milhões em 2018. Esse crescimento foi decorrente principalmente do aumento das matrículas em creches (5,3%). O número de matrículas da Educação de Jovens e Adultos (EJA) diminuiu 1,5% no último ano, chegando a 3,5 milhões em 2018. Já o número total de matrículas da educação profissional aumentou 3,9% em relação ao ano de 2017, chegando a 1,9 milhão de estudantes. Da Agência Brasil

Segue até sexta-feira a matrícula para selecionados em cursos da Educação Profissional

/ Educação

Os estudantes selecionados para os cursos técnicos de nível médio ofertados pela Secretaria da Educação do Estado, na forma de articulação Subsequente ao Ensino Médio (Prosub), têm até sexta-feira (1º) para a efetivação da matrícula, iniciada nesta quarta (30). O procedimento é realizado somente na unidade escolar para a qual o estudante se inscreveu e foi contemplado com o curso. Foram ofertadas dez mil vagas para cursos técnicos nos Centros Estaduais, Territoriais e unidades compartilhadas da rede estadual, em 82 municípios da Bahia, envolvendo todos os 27 Territórios de Identidade. Os cursos mais procurados foram os de Enfermagem, Segurança do Trabalho, Logística e Nutrição, em municípios como Salvador, Feira de Santana, Itabuna, Vitória da Conquista e outros. O início do período letivo será no dia 11 de fevereiro. Para a efetivação da matrícula, os contemplados deverão apresentar os seguintes documentos: original e cópia da Carteira de Identidade, do CPF, Histórico Escolar e comprovante de residência atualizado. Como as vagas foram distribuídas segundo a ordem classificatória das médias finais obtidas nas disciplinas Língua Portuguesa e Matemática no último ano/módulo de estudo no Ensino Médio ou equivalente ou com base no resultado obtido no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), o estudante também deverá levar, no ato da matrícula, a comprovação das notas de Português e Matemática no Enem, conforme declarado no ato da inscrição.

 

Educação: Pré-vestibular ”Universidade para Todos”, do Estado, aprova 893 estudantes na Uneb

/ Educação

Quilombolas e indígenas estão entre os aprovados. Foto: Divulgação

O pré-vestibular Universidade para Todos (UPT), da Secretaria da Educação do Estado, contribuiu para a aprovação de 893 alunos no vestibular 2019 da Universidade do Estado da Bahia (Uneb), uma das quatro instituições estaduais de Ensino Superior parceiras do programa. Entre os aprovados, por conta da ampliação do sistema de cotas, estão 43 quilombolas e seis indígenas. Outros 3.153 foram classificados e muitos ainda podem ser convocados pela Uneb nas próximas chamadas para a matrícula. Desde 2007, o UPT já colaborou para o ingresso de mais de 18 mil estudantes no ensino superior. A indígena Amaranta Almeida da Poncada, da Aldeia Boca da Mata, em Porto Seguro, é uma das aprovadas e vai cursar Enfermagem. ”Vou realizar um dos maiores sonhos da minha vida, que é fazer um curso que trará um retorno muito importante para a minha comunidade. Minha intenção é me tornar enfermeira para ajudar o meu povo”, afirma. A estudante conta também que a oportunidade de fazer o UPT foi decisiva. ”O curso contribuiu muito para que eu passasse na Uneb. Tinha dificuldades na área de exatas, que foram destravadas no curso. As aulas e os professores eram ótimos. Estou muito feliz com esta vitória”. A coordenadora do UPT na Secretaria da Educação do Estado, Patrícia Machado, ressalta que as universidades estaduais parceiras – Uneb, Uefs, Uesb e Uesc – estão, atualmente, fazendo o levantamento dos estudantes aprovados nos vestibulares. ”Passamos o ano de 2018 voltados para esse foco, com aulas regulares de segunda a sexta-feira; fizemos aulões, revisão e tivemos orientação vocacional para mostrar aos estudantes o perfil de profissional que o mercado hoje deseja e os cursos que temos em cada uma das universidades para que eles tivessem esse conhecimento no momento de fazer a opção, seja no SISU ou no vestibular tradicional”, explica. A importância do UPT é também comentada pela coordenadora do programa na Uneb, Simone Wanderley. ”Mais uma vez, a Uneb prova que a universidade é um espaço para todos. Esse resultado reforça o alcance social do projeto e reafirma o seu principal compromisso que é democratizar o acesso ao ensino superior”.

Estado realizará confirmação da matrícula para estudantes com necessidades especiais

/ Educação

A Secretaria da Educação do Estado realiza, nesta quinta-feira (31), a confirmação da matrícula dos estudantes com necessidades especiais (deficiência, transtorno global do desenvolvimento e/ou altas habilidades/superdotação, com ou sem diagnóstico comprovado). Os responsáveis devem voltar à unidade escolar indicada no cadastro de pré-matrícula (feita em novembro passado) para a entrega da documentação exigida e consolidação do processo. Os documentos necessários para a confirmação da matrícula e que deverão ser apresentados na unidade escolar são os seguintes: original do Histórico Escolar; original e cópia da Cédula de Identidade ou Certidão de Registro Civil do responsável legal e do aluno; original e cópia do CPF do aluno; duas fotos 3×4 do aluno; original e cópia legível com data recente do comprovante de residência (água, luz, telefone fixo ou móvel, gás encanado, Internet, contrato de aluguel, IPTU, cartão de crédito) e original e cópia da carteira de vacinação. A rede estadual disponibiliza Atendimento Educacional Especializado (AEE). São 65 Salas de Recursos Multifuncionais (SEM), 12 Centros de Atendimento Educacional Especializado e seis instituições conveniadas. Os alunos são atendidos nas escolas da rede e nos Centros de Educação Especial, dentro de suas especificidades, para que possam participar ativamente do ensino regular. No ato da matrícula, a família pode escolher a escola da sua conveniência e a Secretaria da Educação providencia os meios para que o estudante acesse e permaneça na referida unidade escolar. O ano letivo de 2019 começará no dia 11 de fevereiro e se encerrará no dia 16 de dezembro.

Começa nesta quarta a matrícula para selecionados nos cursos da Educação Profissional

/ Educação

Começa nesta quarta-feira (30) e segue até sexta (1º), a matrícula dos estudantes selecionados para os cursos técnicos de nível médio ofertados pela Secretaria da Educação do Estado na forma de articulação Subsequente ao Ensino Médio (Prosub). Neste período, o aluno deverá comparecer na unidade escolar para a qual se inscreveu e foi contemplado. As 10 mil vagas são para os Centros Estaduais, Territoriais e unidades compartilhadas da rede estadual, em 82 municípios da Bahia, envolvendo todos os 27 Territórios de Identidade. Para a efetivação da matrícula, os contemplados deverão apresentar os seguintes documentos: original e cópia da Carteira de Identidade, do CPF, Histórico Escolar e comprovante de residência atualizado. Como as vagas foram distribuídas segundo a ordem classificatória das médias finais obtidas nas disciplinas Língua Portuguesa e Matemática no último ano/módulo de estudo no Ensino Médio ou equivalente ou com base no resultado obtido no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), o estudante também deverá levar, no ato da matrícula, a comprovação das notas de Português e Matemática no ENEM, conforme declarado no ato da inscrição. As vagas são para 42 cursos. Os cursos mais procurados foram os de Enfermagem, Segurança do Trabalho, Logística e Nutrição em municípios como Salvador, Feira de Santana, Itabuna, Vitória da Conquista e outros. As aulas começaram junto com o ano letivo da rede estadual, em 11 de fevereiro.

Educação: Programa ”Partiu Estágio” oferece mais de 2 mil novas vagas para universitários

/ Educação

O Partiu Estágio abre novas oportunidades. Foto: Divulgação

O programa Partiu Estágio, do Governo do Estado, abriu 2.325 oportunidades nesta quarta-feira (30). Os interessados terão até o dia 24 de fevereiro para fazer a inscrição, pelo site do projeto. As vagas de estágio são para 62 órgãos estaduais, distribuídos entre 49 municípios baianos, incluindo Salvador. O edital está disponível no portal da Secretaria da Administração (Saeb). Podem se inscrever todos os estudantes universitários que moram na Bahia e que estejam regularmente matriculados em cursos presenciais de instituições estaduais, federais e privadas com sede no estado. Para participar, o candidato deve ter idade mínima de 16 anos e ter cumprido pelo menos 50% do curso de formação. Conforme o governo, o cadastro de cada candidato vai compor um banco, que terá validade de seis meses, do qual sairão as convocações dos novos estagiários do Estado. O programa terá a reserva de 10% das vagas ofertadas para portadores de deficiência física, como o previsto pela Lei 11.788/2008. A lista completa das oportunidades de estágio está disponível no site: www.programaestagio.saeb.ba.gov.br. O contrato de estágio tem duração de um ano, sem possibilidade de prorrogação, exceto quando o estudante seja deficiente físico. A distribuição das vagas acontece mediante sorteio. A carga horária é composta de quatro horas diárias de atividades supervisionadas, chegando a 20 horas semanais, distribuídas de acordo com a necessidade da Administração Pública. Além da bolsa-estágio, os universitários terão direito a auxílio-transporte e 30 dias de recesso remunerado, proporcionais.

Educação: Inscrições para o Programa Universidade para Todos (ProUni) começam nesta quinta-feira

/ Educação

As inscrições para o Programa Universidade para Todos (ProUni) começam amanhã (31), mas, desde já, os estudantes já podem se planejar, de acordo com dicas de especialistas entrevistados pela Agência Brasil. Os candidatos podem, por exemplo, preparar listas de cursos que interessam, avaliando as possibilidades de serem aprovados e separar os documentos necessários para comprovar que preenchem os requisitos exigidos pelo programa. A dica do analista de Ensino Superior do Quero Bolsa, Pedro Amâncio, é selecionar as instituições de ensino, levando em consideração tanto a nota de corte quanto a distância e o custo de vida para estudar nelas. Os estudantes podem ainda começar a reunir a documentação necessária para a aprovação da concessão da bolsa. ”Muitos alunos acabam perdendo a bolsa por não ler direito o edital. Eles têm que ter documento que valide as informações prestadas”, diz. Para verificar a possibilidade de ser aprovado, o Quero Bolsa oferece, gratuitamente, um simulado com as notas de corte de cada curso em edições anteriores do ProUni. Os estudantes podem, por meio dele, verificar se a nota que obtiveram no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é suficiente para conseguir uma das bolsas.

Atenção

Depois de fazer a inscrição, os estudantes devem ficar atentos à página do ProUni porque nela serão divulgadas as notas de corte. Tratam-se de estimativas feitas com as inscrições realizadas até então. Não são garantia de vaga, mas podem orientar a escolha, segundo o diretor do Centro de Ensino Médio 404, em Santa Maria, no Distrito Federal, Felipe de Lemos Cabral.  ”O candidato tem que ficar atento o tempo todo. Ele tem direito a colocar duas opções de curso e a possibilidade de trocar enquanto a inscrição estiver aberta”, afirma. ”Como a nota de corte varia muito, é difícil falar em uma quantidade de pontos suficientes para que o estudante entre no curso. Se estiver abaixo da nota de corte, já está correndo risco de ficar de fora”, acrescenta. Cabral é também coordenador pedagógico do cursinho popular Emancipa DF, cujo foco é a preparação para o Enem. Em março, o curso que é gratuito e oferecido em escolas públicas de Planaltina, Santa Maria e Ceilândia, regiões administrativas do Distrito Federal, abre as inscrições.

Calendário

As inscrições para o ProUni poderão ser feitas de 31 de janeiro a 3 de fevereiro. Os resultados da primeira chamada serão divulgados no dia 6 de fevereiro. Os da segunda chamada, no dia 20 de fevereiro. O candidato pré-selecionado na primeira chamada deverá comparecer à instituição para comprovar as informações prestadas em sua inscrição e eventual participação em processo seletivo próprio da instituição, quando for o caso, de 6 a 14 de fevereiro. Os pré-selecionados na segunda chamada, de 20 a 27 de fevereiro. O registro da aprovação ou reprovação dos candidatos no Sistema Informatizado do Prouni e a emissão dos respectivos termos de Concessão de Bolsa ou termos de Reprovação pelas instituições de ensino deverão ser feitos entre os dias 6 a 18 de fevereiro para os selecionados na primeira chamada e entre 20 de fevereiro e 1º de março para os selecionados na segunda chamada.

Quem pode participar

O ProUni oferece bolsas de estudo em instituições privadas de ensino superior.  O programa é voltado àqueles que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2018, alcançaram no mínimo 450 pontos e tiraram nota superior a zero na redação.  Além disso, só podem participar alunos brasileiros sem curso superior e que tenham feito o ensino médio completo na rede pública ou como bolsista integral na rede privada, alunos que fizeram parte do ensino médio na rede pública e a outra parte na rede privada, na condição de bolsista ou que sejam deficientes físicos. As bolsas integrais são voltadas àqueles com renda familiar per capita de até um salário mínimo e meio. As bolsas parciais de 50% são destinadas aos alunos que têm renda familiar per capita de até três salários mínimos. Professores da rede pública de ensino também podem concorrer a bolsa e não precisam atender aos critérios de renda.

Baiano de Aiquara, Jerônimo Rodrigues é confirmado como novo secretário da Educação da Bahia

/ Educação

Jerônimo é natural do município de Aiquara. Foto: Camila Souza

O governador Rui Costa anunciou, nesta terça-feira (29), durante uma live ao vivo nas redes sociais, o #PapoCorreira, os nomes de mais onze secretários para compor o Governo do Estado nesta segunda gestão. Entre os nomes está o do ex-secretário de Desenvolvimento Rural, Jerônimo Rodrigues, que vai assumir a Secretaria da Educação. Baiano da cidade de Aiquara, na microrregião de Jequié, no Médio Rio de Contas, Jerônimo possui graduação em Engenharia Agronômica pela Universidade Federal da Bahia (1991); especialização em Desenvolvimento Territorial Sustentável, pela Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), em convênio com o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA/SDT), em 2007 e, mestrado em Ciências Agrárias pela Universidade Federal da Bahia (1997). Foi assessor especial da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação do estado da Bahia (2007/2010) e assessor especial da Secretaria estadual de Planejamento do estado da Bahia (2010). É professor assistente do Departamento de ciências sociais Aplicadas da Universidade Estadual de Feira de Santana, desde 1995. Atuou no Movimento de Organização Comunitária (MOC) de 1995 a 2006. Foi membro do conselho Curador da FAPESB e do Fundo de Combate à Pobreza do estado da Bahia e do conselho de Segurança Alimentar e Nutricional Baiano. Tem experiência na área de desenvolvimento territorial sustentável, com ênfase em Política de Desenvolvimento Rural, atuando em orçamento público, educação ambiental para a sustentabilidade, plano de desenvolvimento territorial, economia solidária (cooperativismo), planejamento de entidades e de instituições da sociedade civil e do poder público; tecnologias sociais e assistência técnica e extensão rural e convivência com o semiárido brasileiro. Ele também atuou  como secretário executivo Adjunto do Ministério do Desenvolvimento Agrário (2011) e Secretário Nacional do Desenvolvimento Territorial/SDT/MDA, (2011/12); secretário executivo do Programa Proterritórios/Cumbre Ibero Americana (2011/12); Secretário Executivo do CONDRAF; Membro do Conselho Nacional de Economia Solidária (2011/12). Assessor Especial do Ministro do MDA para o tema do Semiárido Brasileiro (2012-2013). Jerônimo esteve à frente da coordenação do programa de Governo Participativo da candidatura Rui Costa a governador da Bahia nas eleições de 2014 e 2018. Com prestígio em alta junto ao governador, o nome de Jerônimo Rodrigues é considerado ”bom” ou ”excelente” pela cúpula petista.

Rui anuncia mais de duas mil novas vagas do Partiu Estágio e nomeação de coordenadores pedagógicos

/ Educação

Rui Costa de a notícia durante o #PapoCorreria. Foto: Manu Dias

O Governo do Estado inicia nesta quarta-feira (30) as inscrições para o Partiu Estágio, que vai ofertar 2.325 novas vagas para estudantes universitários de instituições baianas. A informação foi divulgada pelo governador Rui Costa durante o programa #PapoCorreria, transmitido ao vivo pelas redes sociais, na tarde desta terça-feira (29). O edital do programa, que já contratou mais de seis mil estagiários para atuarem no serviço público, está disponível para consulta no site da Secretaria da Administração (www.saeb.ba.gov.br). As inscrições podem ser feitas a partir de hoje (30) até o dia 24 de fevereiro, por meio do site do programa: www.programaestagio.saeb.ba.gov.br, onde também está disponível a lista completa das vagas no serviço público. As oportunidades de estágio são para 62 órgãos estaduais, distribuídos entre 49 municípios baianos, incluindo a capital, Salvador. Também nesta terça, Rui anunciou que será publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) a nomeação dos 398 coordenadores pedagógicos convocados no concurso realizado em agosto de 2018. No último dia 16 de janeiro, o governador já havia nomeado 200 coordenadores dos 598 aprovados para as vagas. Na mesma data, foi publicada a nomeação dos 2.089 professores convocados no mesmo concurso. Lançado em novembro de 2017, o certame foi realizado por meio de parceria entre as secretarias da Educação e da Administração (Saeb).

Educação: Matrículas da rede pública estadual de ensino terminam nesta terça-feira, 29

/ Educação

Termina nesta terça-feira (29), o prazo para a matrícula na rede estadual de ensino. De acordo com informações da Secretaria de Educação do Estado (SEC-BA), este último dia é direcionado aos alunos novos do ensino médio que vêm da rede particular ou de outros estados. Segundo a Secretaria, mais de 652 mil estudantes já haviam sido matriculados até a manhã desta segunda-feira, 28. A matrícula pode ser feita em qualquer unidade da rede mesmo que não seja a escola onde o aluno vai estudar, porém, ela só é realizada presencialmente. Modalidades como Educação Profissional e Educação de Jovens e Adultos (EJA) também estão entre as opções disponíveis. Encerrando definitivamente o período das inscrições, na quinta-feira, acontece a confirmação de matrícula para os estudantes com necessidade especial que fizeram a inscrição na pré-matrícula, no mês de novembro. Os pais ou responsáveis deverão comparecer à unidade escolar indicada no cadastro para a entrega da documentação. O ano letivo de 2019 da rede pública estadual de enbsino começará no dia 11 de fevereiro e se encerrará no dia 16 de dezembro, totalizando uma carga horária mínima de 800 horas, distribuídas em 200 dias letivos.

Educação: Sistema de Seleção Unificada (Sisu) tem 1,8 milhão de estudantes inscritos

/ Educação

Cerca da metade dos estudantes que poderiam participar do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) não se inscreveu no programa, de acordo com o Ministério da Educação (MEC). Ao todo, o Sisu registrou 1.823.871 inscritos, o que representa 51% dos cerca de 3,5 milhões de candidatos que preenchiam os critérios para concorrer às vagas em instituições públicas do ensino superior. Para participar do Sisu, era preciso ter feito o Enem 2018 e ter obtido nota acima de 0 na prova de redação. O número de inscritos deste ano é também o menor desde 2012, quando 1.757.399 candidatos se inscreveram no programa. No ano passado, na primeira edição do ano, o total ficou em 2.117.908. Nos últimos anos, o número de participantes do Enem também apresentou queda. Em 2018, foram 4,1 milhões contra 4,7 milhões em 2017. Os resultados do Sisu foram divulgados hoje (28) e estão disponíveis na página do programa na internet e pelo aplicativo. Segundo o MEC, o percentual de participantes dentre os que estavam aptos a se inscrever no programa é “compatível com a média das edições anteriores”. A pasta diz ainda que as dificuldades de acesso ao sistema, sobretudo nos primeiros dias de inscrição, não impediram a participação dos estudantes. “A decisão do MEC em prorrogar as inscrições trouxe tranquilidade ao processo, garantindo que todos os candidatos tivessem a oportunidade de fazer a seleção, não havendo prejuízo a nenhum estudante”, diz o ministério em nota.

Matrículas

Aqueles que foram selecionados devem fazer a matrícula nas instituições de ensino, no período de 30 de janeiro a 4 de fevereiro. Os estudantes devem ficar atentos aos dias, horários e locais de atendimento definidos por cada instituição em edital próprio. Quem não foi selecionado pode ainda participar da lista de espera. A adesão pode ser feita na página do Sisu, a partir desta terça-feira (29), até o dia 5 de fevereiro. Esses alunos serão convocados pelas próprias instituições de ensino a partir do dia 7 de fevereiro. Ao todo, o Sisu oferece, nesta edição, 235.461 vagas em 129 instituições públicas de todo o país.