Educação: Matrícula da rede estadual de ensino pode ser realizada de forma on-line

/ Educação

A matrícula da rede estadual de ensino para o ano letivo 2022 poderá ser realizada de forma on-line, com acesso pelo Portal da Educação ou diretamente pelo endereço http://matricula.sigeduc.educacao.ba.gov.br/. O sistema estará disponível de 24 de janeiro a 1º de fevereiro e os estudantes, pais e/ou responsáveis devem ficar atentos ao cronograma que indicará os dias específicos para cada público (baixe aqui). A matrícula também poderá ser feita em qualquer escola da rede estadual, independente de ser aquela que o estudante deseje confirmar a sua vaga.

A confirmação da matrícula acontecerá mediante a entrega da documentação solicitada que, em caso de pendência, poderá ser apresentada obrigatoriamente na secretaria escolar posteriormente: via original e cópia legível do Cadastro de Pessoal Física (CPF); via original e cópia da carteira de vacinação devidamente atualizada; via original do histórico escolar; via original e cópia legível da carteira de identidade (RG) ou Certidão de Registro Civil; via original e cópia legível do comprovante de residência (água, luz, telefone fixo ou móvel, gás encanado, Internet, contrato de aluguel, IPTU, cartão de crédito ou TV por assinatura); cópia legível do RG da própria mãe do estudante e ou do responsável legal; e cópia legível do CPF da própria mãe do estudante e ou do responsável legal.

Cronograma de matrícula

O primeiro dia será destinado para Pessoas com Deficiência (PcD), que podem realizar via internet ou em qualquer unidade escolar da rede estadual. No dia 25 de janeiro, o estudante da rede estadual que pretende se transferir para outra unidade escolar da rede estadual, quando for do seu próprio interesse ou em razão de ausência da série na unidade escolar a qual concluiu o ano letivo 2021, deverá solicitar a sua transferência diretamente na unidade escolar em que estava matriculado.

O calendário de matrícula segue nos dias 26 e 27 de janeiro para os concluintes do 5º ano ou 9º ano do Ensino Fundamental oriundos apenas da rede municipal de ensino. A matrícula poderá ser realizada pelo próprio estudante, caso seja maior de 16 anos de idade, ou pelo responsável legal, preferencialmente via internet ou em qualquer unidade escolar da rede estadual.

No dia 28 de janeiro, a matrícula será destinada para o ingresso do candidato em unidade escolar da rede estadual em qualquer ano ou série do Ensino Fundamental, sem distinção da rede de ensino de origem. Já no período de 31 de janeiro e 1º de fevereiro poderá ser efetuada a matrícula do estudante que deseja ingressar em uma unidade escolar da rede estadual em qualquer ano ou série do Ensino Médio. Nestes três dias, a matrícula também poderá ser feita através da internet ou em qualquer unidade escolar da rede estadual.

Fonte: Ascom/ Secretaria da Educação do Estado

43% dos brasileiros acham que educação sofreu perdas na pandemia, diz pesquisa do Datafolha

/ Educação

Uma das áreas mais afetadas pela pandemia de Covid-19, a educação sofreu perdas irrecuperáveis, de acordo com 43% dos brasileiros. Entre mulheres, o índice é de 47%. Entre pais e mães, 48%. Os dados são de pesquisa do Datafolha, encomendada pelo Instituto Unibanco, e divulgada pelo UOL com exclusividade.

”Não há por que, nem teoricamente, nem empiricamente, existir um certo fatalismo pedagógico. Há como enfrentar essa crise e, para isso, precisamos ter uma ideia de recomposição da aprendizagem”, explica superintendente do Instituto Unibanco, Ricardo Henriques.

No estudo, foram entrevistadas 2.070 pessoas em todo o Brasil, em 129 diferentes municípios. A pesquisa dividiu os brasileiros em cinco faixas etárias de 16 a 24 anos, 25 a 34 anos, 35 a 44 anos, 45 a 59 anos e mais de 60 anos.

A visão é mais positiva entre homens e pessoas mais jovens, de 16 a 24 anos: 61% e 71% acreditam que as perdas podem ser recuperadas.

”Precisamos de estratégias coordenadas, estruturadas e que façam sentido para cada realidade. Não é porque a aula voltou hoje, em 2022, que os efeitos da pandemia serão sentidos apenas agora, mas em 2023 e 2024 também”, analisa o superintendente do Instituto Unibanco.

Para 51% dos pais e mães de alunos com mais de 12 anos, a prevenção às drogas deve ser a questão mais importante a ser discutida no ensino médio. Em segundo lugar, no ranking geral, aparece educação sexual com 10% e desigualdades sociais e racismo com 9% cada.

Comprovante de vacinação contra a Covid-19 será obrigatório para alunos da Uesb

/ Educação

Estudantes da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb), localizada em Vitória da Conquista, terão que apresentar o comprovante de vacinação contra a Covid-19 para acessar o campus da instituição a partir do dia 2 de fevereiro.

Segundo a Uesb, a medida é obrigatória e quem não recebeu o imunizante será vetado das aulas presenciais. As atividades no campus serão retomadas no dia 2 de fevereiro e os estudantes devem comprovar a vacinação até 23 de janeiro, através de um formulário online enviado pela universidade.

A Uesb aceitará tanto o Certificado Nacional de Imunização Covid-19, emitido pelo ConecteSUS, como o cartão de vacinação digitalizado (documento disponibilizado pelas secretarias de saúde) .

De acordo com a instituição, os professores e servidores técnico-administrativos já apresentaram os comprovantes junto ao Governo do Estado. O estudante que ainda não completou o esquema vacinal ou que não recebeu o imunizante também deve preencher o formulário até a data estipulada.

Segundo a universidade, o aluno que apresentar alguma contraindicação de saúde em relação à vacina deve comprovar a situação por meio de relatório médico.

Sem o comprovante de vacinação ou relatório médico de contraindicação, o estudante não terá acesso ao campus universitário e nem às aulas presenciais. O acúmulo de faltas pode acarretar na reprovação no semestre.

Além da comprovação da vacinação contra a Covid-19, a Uesb adotou outras medidas de segurança para a volta às aulas presenciais. O uso de máscaras será obrigatório e a universidade garante higienização, limpeza e ventilação adequada dos espaços físicos. As informações são do G1

Sistema de Seleção Unificada e Prouni abrem inscrições em fevereiro; Fies, em março

/ Educação

O Ministério da Educação (MEC) divulgou ontem (18) o calendário de inscrições para os processos seletivos de ingresso ao ensino superior. Os estudantes que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) já podem se organizar para concorrer às vagas. A previsão é que os editais dos três processos seletivos sejam publicados no Diário Oficial da União ainda nesta semana.

As inscrições para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) poderão ser feitas do dia 15 ao dia 18 de fevereiro. Já o prazo de inscrição para o Programa Universidade para Todos (Prouni) será de 22 a 25 de fevereiro. E, no início de março, do dia 8 ao dia 11, poderão se inscrever os candidatos ao Fundo de Financiamento Estudantil (FIES), que este ano oferta 110.925 vagas.
O número de vagas disponíveis no Sisu e no Prouni será divulgado em breve, assim como os três editais contendo os cronogramas completos e todos os critérios dos processos seletivos de 2022.

As inscrições são gratuitas e devem ser feitas, exclusivamente, pela internet. A classificação é feita com base na nota obtida na edição mais recente do Enem. Pode concorrer às vagas do Fies quem fez qualquer uma das edições do Enem a partir de 2010.

Programas

O Prouni oferece bolsas de estudo, integrais e parciais (50%), em instituições particulares de educação superior. Para concorrer às bolsas integrais, o estudante deve comprovar renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até 1,5 salário mínimo. Para as bolsas parciais (50%), a renda familiar bruta mensal deve ser até 3 salários mínimos por pessoa.

Podem se inscrever no Prouni apenas estudantes brasileiros sem diploma de curso superior que tenham participado do Enem mais recente e obtido, no mínimo, 450 pontos de média das notas. Além disso, o candidato não pode ter tirado zero na redação.

O Fies tem objetivo de conceder financiamento a estudantes em cursos superiores não gratuitos, com avaliação positiva nos processos conduzidos pelo MEC. O programa é dividido em diferentes modalidades, possibilitando juros zero a quem mais precisa e uma escala de financiamentos que varia conforme a renda familiar do candidato.

Já o Sisu é o sistema informatizado do MEC, no qual instituições públicas de ensino superior oferecem vagas para estudantes participantes do Enem. Os candidatos com melhor classificação são selecionados. Da Agência Brasil

Começa neste domingo a reaplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021

/ Educação

Começa neste domingo (9) a reaplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021. A nova rodada do exame, que segue no próximo domingo (16), é destinada a quem estava inscrito no Enem regular, mas teve a aplicação prejudicada de alguma forma. Também fazem o exame as pessoas privadas de liberdade ou sob medida socioeducativa que inclua privação de liberdade (Enem PPL).

Nesta edição, fazem ainda as provas os candidatos inscritos no Enem 2020 que tiveram direito à isenção da taxa de inscrição e não compareceram às provas daquele ano. Pelas regras do exame, eles perderiam o direito a não pagar a taxa, mas por conta da pandemia, por decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), esses candidatos tiveram um novo prazo de inscrição no Enem 2021 e a isenção novamente garantida.

Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), ao todo, mais de 340 mil candidatos estão inscritos para as provas nos dias 9 e 16 de janeiro. Desses, 54.231 estão inscritos no Enem PPL, que é aplicado desde 2010 pelo Inep, em parceria com o Ministério da Justiça e Segurança Pública, por meio do Departamento Penitenciário Nacional (Depen).

Além deles, são 280.145 os participantes que tiveram a taxa de isenção garantida. Somados a eles, segundo o Inep, estão os inscritos na reaplicação, 6.986 participantes que foram prejudicados de alguma forma na aplicação regular. Dentre eles, estão os casos dos estudantes prejudicados por conta da Operação Policial que ocorreu em São Gonçalo, Rio de Janeiro. O Inep afirma que todos os pedidos foram aprovados.

O exame será aplicado em 4.618 locais de prova, sendo 1.435 para o Enem PPL, 2.249 para os participantes isentos que se inscreveram após nova oportunidade e 934 para a reaplicação de quem teve o pedido aceito. Com relação a equipe de aplicação, são 54.053 pessoas envolvidas, sendo 10.470 para o Enem PPL, 40.315 para os isentos ausentes do Enem 2020 e 3.268 para a reaplicação.

Medidas contra a covid-19

Os participantes devem ficar atentos às regras de segurança para evitar a transmissão de covid-19. O uso de máscara facial cobrindo o nariz e a boca é obrigatório durante toda a realização das provas.

O participante pode levar um frasco de álcool líquido ou em gel. O produto será também disponibilizado em todas as salas. Também é permitido usar luvas transparentes ou semitransparentes durante a realização das provas. Todos esses equipamentos e itens de higiene próprios serão vistoriados. É recomendado, ainda, que cada participante leve sua própria garrafa de água para consumo.

Em caso de sintomas equivalentes à covid-19, na semana anterior ou na véspera da aplicação, a orientação é para que o inscrito não compareça ao local de provas.

Provas
Assim como no Enem regular, os participantes farão em dois domingos quatro provas objetivas de 180 questões, sendo 45 questões em cada área do conhecimento: linguagens, ciências humanas, ciências da natureza, além da prova de redação.

O Enem regular foi aplicado nos dias 21 e 28 de novembro de 2021, tanto no formato impresso quanto no digital. Ao todo, mais de 2,1 milhões de candidatos em todo o país fizeram as provas.

As provas do Enem regular e da reaplicação são comparáveis, uma vez que as questões são retiradas do banco nacional de itens e também porque o Enem utiliza, na correção, a chamada teoria de resposta ao item. Esses fatores permitem que candidatos que tenham feito exames diferentes possam ser avaliados segundo os mesmos critérios e possam disputar vagas em universidades.

O Enem seleciona estudantes para vagas do ensino superior públicas, pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), para bolsas em instituições privadas, pelo Programa Universidade para Todos (ProUni), e serve de parâmetro para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Os resultados também podem ser usados para ingressar em instituições de ensino portuguesas que têm convênio com o Inep.

Renegociação do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) pode atender mais de 1 milhão de estudantes

/ Educação

A medida provisória (MP) que estabelece regras para a renegociação de dívidas do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) pode atender pouco mais de 1 milhão de estudantes, que representam contratos no valor de R$ 35 bilhões. Os números são do Ministério da Educação (MEC) e levam em conta o total de 2,6 milhões de contratos ativos do Fies, abertos até 2017, com saldo devedor de R$ 82,6 bilhões. Desse total, 48,8% (1,07 milhão) estão inadimplentes há mais de 360 dias. O texto que facilita o pagamento dos atrasados foi editado no último dia de 2021 e ainda precisa de um decreto regulamentador. 

Dentre as principais propostas estão o parcelamento das dívidas em até 150 meses (12 anos e meio), com redução de 100% dos encargos moratórios e a  concessão de 12% de desconto sobre o saldo devedor para o estudante que realizar a quitação integral da dívida. O desconto será 92% da dívida consolidada no caso dos estudantes que estão no Cadastro Único de Programas Sociais (CadÚnico) ou foram beneficiários do auxílio emergencial. Para os demais estudantes, o desconto será de 86,5%. Durante a live desta quinta-feira (6), o presidente Jair Bolsonaro abordou o tema.

”Resolvemos acertar com a Economia, com o Ministério da Educação, abater completamente os juros e, quando vai para o principal [da dívida], abater 92% de desconto. Isso vai atingir em torno de 550 mil estudantes que estão no Cadastro Único ou Auxílio Emergencial. Então, eles terão que pagar, tirando o juros, 8% do principal apenas e ainda pode ser parcelado isso daí. Grande oportunidade de pessoas se verem livres do Banco do Brasil e da Caixa Econômica. Livre no tocante a dívidas. E outros 520 mil atende os demais casos que têm dívidas também, mas o desconto vai ser um pouco menor, em vez de 92%, [será] de 86,5%”, detalhou.

Pelos números do MEC, os estudantes com contratos do Fies que estão no CadÚnico ou que receberam Auxílio Emergencial somam 548 mil contratos. Os demais estudantes inadimplentes somam outros 524,7 mil contratos de financiamento.

O Fies é um programa do governo federal destinado à concessão de financiamento a estudantes regularmente matriculados em cursos superiores não gratuitos e com avaliação positiva nos processos conduzidos pelo Ministério da Educação (MEC). As inscrições para o Fies ocorrem duas vezes por ano, antes do início das aulas em cada semestre.

A renegociação de dívidas do programa deverá ser realizada por meio dos canais de atendimento que serão disponibilizados pelos agentes financeiros do programa. Apesar de estar em vigor desde a semana passada, a MP ainda precisará ser aprovada em definitivo pelo Congresso Nacional em até 120 dias após o fim do recesso legislativo, que termina em fevereiro. Da Agência Brasil

Educação: Universidades públicas do Brasil oferecem mestrado em gestão de recursos hídricos

/ Educação

Criado para suprir a necessidade de mão de obra qualificada, o curso de mestrado em Gestão e Regulação de Recursos Hídricos, coordenado pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquista (Unesp) e ofertado em parceria com outras 13 universidades públicas do Brasil, oferecerá 266 novas vagas para uma turma cujas aulas começarão em março de 2022.

Gratuito, o chamado Mestrado Profissional em Rede Nacional em Gestão e Regulação de Recursos Hídricos (ProfÁgua) é um programa de pós-graduação stricto sensu criado em 2015, por iniciativa da Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA) e recomendado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), do Ministério da Educação.

O curso tem duração de 24 meses e capacita profissionais para atuar em órgãos públicos, comitês de bacia hidrográfica, conselhos de recursos hídricos e na iniciativa privada. Cada instituição de ensino participante oferece, este ano, entre 12 e 32 vagas (veja relação abaixo).

Inscrições pela internet

Os interessados devem se inscrever através do site da Unesp, até o dia 19 de janeiro. Para isso, é preciso pagar uma taxa de inscrição de R$ 76, e enviar, anexas, cópias dos documentos exigidos no edital relativo ao processo seletivo ProfÁgua 2022. Além disso, os candidatos também deverão apresentar proposta de projeto de pesquisa em uma das duas seguintes linhas de estudo: Instrumentos da Política de Recursos Hídricos e Regulação e Governança de Recursos Hídricos.

O cronograma divulgado prevê que o resultado da primeira etapa seletiva será conhecido no dia 2 de fevereiro. As matrículas estão previstas serão entre 15 e 18 de março e as aulas devem começar a partir de 21 de março, véspera do Dia Mundial da Água.

Segundo a ANA, desde 2015, o ProfÁgua já formou 300 mestres de todas as regiões do país – profissionais que, de acordo com a agência, estão aptos a lidar com os desafios mais complexos da gestão e da regulação dos recursos hídricos no Brasil. A ANA afirmou, ainda, já ter investido mais de R$ 7,3 milhões no curso. *Agência Brasil

Vagas

Universidade do Estado do Amazonas (UEA) – Manaus (AM) vagas: 16

Universidade do Estado do Amazonas (UEA) – Parintins (AM): 8

Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj): 18

Universidade Federal da Bahia – Salvador (BA): 20

Universidade Federal de Campina Grande (Ufcg) – Sumé (PB): 18

Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes): – Vitória (ES): 14

Universidade Federal de Pernambuco (Ufpe) – Recife (PE): 12

Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs) -Porto Alegre: 16

Universidade Federal de Roraima (Ufrr) – Boa Vista (RR): 18

Universidade de Brasília (UnB): Planaltina (DF): 20

Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) – Cuiabá: 19

Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp) – Ilha Solteira (SP): 12

Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp) – São Paulo: 20

Universidade Federal de Itajubá (Unifei) – Itabira (MG): 17

Universidade Federal de Rondônia (Unir): Ji-Paraná (RO): 18

Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFRR) – Campo Mourão: 20

Alunos da rede estadual de ensino podem renovar matrículas até o próximo dia 28 de dezembro

/ Educação

A Secretaria Estadual de Educação (SEC) vai renovar, até o dia 28 de dezembro, a matrícula dos estudantes para o ano letivo de 2022. Para renovar a inscrição, o aluno interessado deverá se dirigir até a unidade escolar onde estuda para assinar a lista de renovação. Poderão realizar a renovação os alunos com mais de 16 anos ou os responsáveis legais.

Segundo a SEC, será obrigatória a atualização cadastral, com a apresentação do original e da cópia de documentos como CPF, Carteira de Identidade e Carteira de Vacinação. A orientação é para que os estudantes, pais ou responsáveis procurem verificar se há ausência de documentos junto à secretaria escolar.

O cronograma de matrícula dos alunos novos para o ano letivo 2022 foi divulgado por meio da Portaria Nº 2043/2021. O documento também estabelece as normas e os procedimentos de matrícula para Pessoas com Deficiência (PcD) e a transferência de estudantes entre unidades escolares da rede estadual.

A matrícula começa para as Pessoas com Deficiência (PcD), no dia 24 de janeiro, via internet, por meio do endereço eletrônico ou em qualquer unidade escolar da rede estadual. Já o estudante que pretende se transferir para outra unidade escolar da rede estadual, quando do seu próprio interesse ou em razão de ausência da série na unidade escolar a qual concluiu o ano letivo 2021, deverá solicitar, no dia 25 de janeiro de 2022, a sua transferência diretamente na unidade escolar em que o mesmo está devidamente matriculado.

O calendário da matrícula segue, nos dias 26 e 27 de janeiro, para os concluintes do 5º ano ou 9º ano do Ensino Fundamental, apenas oriundos da rede municipal de ensino. A matrícula poderá ser realizada pelo próprio estudante, caso seja maior de 16 anos de idade, ou pelo responsável legal, preferencialmente, via internet, através do endereço eletrônico, ou em qualquer unidade escolar da rede estadual.

No dia 28 de janeiro, a matrícula será destinada para o ingresso do candidato em unidade escolar da rede estadual, em qualquer ano ou série do Ensino Fundamental, sem distinção da rede de ensino de origem. Já no período de 31 de janeiro e 1º de fevereiro, poderá ser efetuada a matrícula do estudante que deseja ingressar em uma unidade escolar da rede estadual, em qualquer ano ou série do Ensino Médio. Nestes três dias, a matrícula também poderá ser feita pela internet ou em qualquer unidade escolar da rede estadual.

Prefeitura de Maracás e Vanádio entregam Creche de Tempo Integral no povoado de Porto Alegre

/ Educação

Prefeito faz entrega da Creche em Porto Alegre. Foto: Divulgação

A Prefeitura de Maracás, em parceria com a Largo Resources, mineradora que explora o Vanádio no Município, entregou, neste sábado (18) as instalações de uma creche que irá atender crianças carentes do Povoado de Porto Alegre, na área rural, funcionando em tempo integral, a partir de 2022.

A obra foi executada, através de uma empresa contratada pela mineradora, que atendeu as solicitações da Prefeitura, para a transferência da Creche Helena Meira, que funcionava na localidade, mas num espaço considerado inadequado para acolher alunos e professores no estabelecimento de ensino infantil, diante da estrutura física. ”Mais um sonho realizado, mais uma etapa concluída com muito esforço, dialogo e dedicação. Agradecemos a Largo, aos secretários municiais, inclusive Adineide Novaes, titular da Educação, sempre empenhando-se conosco na busca de melhorias para a Educação pública do nosso Município”, comentou o prefeito Soya Novaes, durante visita a Porto Alegre, na companhia de secretários municipais e de representantes da Vanádio.

Ainda segundo o gestor, o prédio onde funcionava a Creche na comunidade, será usado para ampliação de um posto de saúde anexo.

 Soya também afirmou que na mesma localidade, a Prefeitura de Maracás investe em obras de pavimentação e realiza a ampliação da Escola Municipal Luiz Braga, com investimento de mais de R$ 391 mil.

Famílias de estudantes da rede estadual recebem novo crédito do Programa Bolsa Presença

/ Educação

O Governo do Estado disponibilizou, nesta sexta-feira (10), o novo crédito do Programa Bolsa Presença destinado às famílias dos estudantes da rede estadual cadastradas no CadÚnico e em condições de vulnerabilidade socioeconômica. O Bolsa Presença faz parte do Programa Estado Solidário do Governo da Bahia e tem o objetivo de contribuir para a permanência dos estudantes nas escolas. Com recursos que chegam a R$ 469 milhões, a previsão é de que o programa, que completou oito parcelas, em 2021, alcance 421.308 famílias e 528.213 estudantes.

Thaila Silva Cruz, 29, é uma das beneficiárias do Bolsa Presença. Ela estuda no Colégio Estadual Indígena Xucuru Kariri, na Educação de Jovens e Adultos (EJA), mora no Povoado Quixaba, no município de Glória, e tem um filho de nove anos. Ela falou sobre a importância da assistência financeira para ela e sua família. ”O Bolsa Presença veio na hora certa. Os alimentos estão muito caros, mas consigo comprar o básico como arroz, feijão, açúcar, leite e óleo”.

O estudante Neemias da Cruz dos Santos, 15 anos, faz o 8º ano, no Colégio Estadual Professora Noêmia Rego, em Salvador. Ele mora no bairro da Valéria e também falou como o Bolsa Presença tem beneficiado a sua família. ”Estamos em um momento difícil e o programa é uma ajuda muito boa que tem dado um suporte para minha família e outras que estão passando por necessidades. Esse dinheiro serve para comprarmos alimentos e tem ajudado bastante”.

A concessão do Bolsa Presença está vinculada à assiduidade nas aulas ministradas pela unidade escolar onde o aluno esteja matriculado; à participação obrigatória dos alunos nas avaliações de aprendizagem promovidas pela unidade escolar, visando orientar o acompanhamento pedagógico; e à manutenção dos dados cadastrais atualizados na unidade escolar e de sua família no CadÚnico.

Fonte: Ascom/Secretaria da Educação do Estado

Novo crédito do Bolsa Presença será disponibilizado para famílias dos estudantes, nesta sexta (10)

/ Educação

O novo crédito do Programa Bolsa Presença, que destina R$ 150, por mês, para as famílias dos estudantes da rede estadual, será disponibilizado nesta sexta-feira (10) pelo Governo do Estado. Esta é a oitava parcela da ação que é destinada para cadastrados no CadÚnico e em condições de vulnerabilidade socioeconômica. Com recursos que chegam a um total de R$ 469 milhões, a previsão é atender 421.308 famílias e 528.213 estudantes.

A concessão do benefício está vinculada à assiduidade nas aulas ministradas pela unidade escolar onde o aluno esteja matriculado; à participação obrigatória dos alunos nas avaliações de aprendizagem promovidas pela unidade escolar, visando orientar o acompanhamento pedagógico; e à manutenção dos dados cadastrais atualizados na unidade escolar e de sua família no CadÚnico.

O Bolsa Presença faz parte do Programa Estado Solidário e tem o objetivo de estimular a permanência no processo de aprendizagem escolar dos estudantes da rede estadual, considerando as especificidades da educação contextualizada e inclusiva.

Universidade Federal do Recôncavo da Bahia retoma aulas presenciais em abril de 2022, define conselho

/ Educação

A Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) retoma as atividades presenciais a partir de abril de 2022. A medida foi aprovada pelo Conselho Acadêmico (Conac) da instituição, e é válida para todos os estudantes e servidores – ficando dispensados da presencialidade apenas os que se enquadrem em grupos de ricos (Conforme artigo 3 da Resolução CONSUNI/UFRB Nº 07/202).

 A proposta levou em consideração as Diretrizes Institucionais de Medidas de Biossegurança de Enfrentamento à Covid-19.

De acordo com a Resolução CONAC/UFRB Nº 40/2021, o semestre 2021.2 inicia em 11 de abril, com fim em 6 de agosto de 2022. Já o semestre 2022.1 tem início em 29 de agosto e término em 24 de dezembro de 2022.

Pró-Reitora de Graduação, professora Karina Cordeiro apresentou a proposta de retomada das atividades acadêmicas presenciais, aprovação e regulamentação do Calendário Acadêmico de Graduação 2021.2 e 2022.1 elaborada de forma coletiva com a Superintendência de Regulação e Registros Acadêmicos (Surrac), Coordenadoria de Tecnologia da Informação (Cotec) e Centros de Ensino.

A Resolução CONAC/UFRB Nº 36/2021 regulamenta ainda a retomada das atividades acadêmicas presenciais dos cursos de pós-graduação. O semestre 2022.1 começa em 21 de março de 2022 e encerra em 23 de julho. Já o semestre 2022.2 inicia em 22 de agosto e termina em 20 de dezembro.

Começa nesta segunda-feira (6) ”renovação” de matrícula da rede estadual de ensino

/ Educação

Começa nesta segunda-feira (6), e segue até o dia 28 de dezembro, a renovação da matrícula para o ano letivo 2022 dos estudantes da rede estadual de ensino devidamente matriculados e com frequência regular no ano letivo 2021. A matrícula para alunos novos será realizada no mês de janeiro em datas a serem divulgadas em portaria da Secretaria da Educação do Estado (SEC).

Para a renovação de matrícula, o estudante maior de 16 anos ou responsável legal deverá comparecer a unidade escolar onde o estudante está matriculado para assinar a lista de renovação. Será obrigatória a atualização cadastral, com a apresentação do original e da cópia de documentos como CPF, Carteira de Identidade e Carteira de Vacinação. A orientação é para que os estudantes, pais ou responsáveis procurem verificar se há ausência de documentos junto à secretaria escolar.

O superintendente de Planejamento Operacional da Rede Escolar da Educação, Manoel Calazans, explicou que o Estado garante vaga para todos aqueles que procurarem, mas destacou que os estudantes da rede precisam fazer a renovação. ”Caso o estudante da rede não faça a renovação, ele corre o risco de perder a vaga na escola onde já está matriculado. É importante tranquilizar as famílias sobre a oferta de vagas que é garantida para todos nas diferentes modalidades. Também é necessário dizer que não precisa fila tanto para fazer a renovação quanto para a matrícula, cujo processo será realizado com o todo planejamento nas datas a serem divulgadas”.

Governo do Estado inicia construção de nova escola e Rui autoriza nova delegacia em Apuarema

/ Educação

Rui Costa autoriza escola em Apuarema. Foto: Divulgação

O expressivo volume de investimentos que o Governo do Estado vem fazendo na Educação chegou também à cidade de Apuarema, no sudeste baiano. Nesta quinta-feira (2), o governador Rui Costa visitou o município e assinou ordem de serviço que marca o início das obras de construção de uma nova unidade escolar para abrigar o Colégio Estadual Doutor Vasco Filho. A agenda incluiu autorizações para obras de sistema de abastecimento de água e de iluminação do estádio municipal.

Em solo apuaremense, Rui destacou a importância do investimento na área da educação. ”Mais uma escola nova, com toda a infraestrutura. Neste ano, nós já licitamos algo em torno de R$ 2,8 bilhões para construir novas escolas e ampliar e requalificar as escolas existentes, para que a gente crie condições de infraestrutura para dar um salto na educação do nosso estado. É o maior investimento da história em educação na Bahia”, afirmou.

Cerca de R$ 4,5 milhões serão aplicados na construção da unidade escolar em Apuarema, que terá cinco salas de aula, sala multifuncional, biblioteca, refeitório, auditório, laboratórios e campo society com arquibancada, além dos espaços administrativos. ”Na educação, a gente colhe os frutos principalmente no médio e longo prazo. E aqui vamos construir uma escola no padrão para que nossa educação tenha condições ideais de infraestrutura”, pontuou o secretário estadual da Educação, Jerônimo Rodrigues.

O vice-diretor da escola, Alex Amorim, comentou sobre os impactos positivos que a nova sede trará não somente para os quase 300 alunos. ”Toda a comunidade apuaremense está com bastante expectativa pela construção desse prédio. Já vínhamos lutando por um espaço mais adequado para nossos estudantes faz algum tempo. Agora, também com a vinda do ensino em tempo integral, nós esperamos desempenhar nosso papel com maior qualidade”.

Mais obras

Além da educação, o acesso à água será reforçado em Apuarema. Rui assinou autorização para que seja licitada, por meio da Companhia de Engenharia Hídrica e Saneamento da Bahia (Cerb), a obra do Sistema Simplificado de Abastecimento de Água para o povoado de Serra dos Caetanos, beneficiando mais de 60 famílias da localidade. Foi autorizado ainda convênio, por meio da Superintendência dos Desportos (Sudesb), para instalar iluminação no Estádio Dídimo Brandão, na sede de Apuarema.

Uma nova delegacia territorial também será construída na cidade. A Secretaria da Segurança Pública (SSP) foi autorizada pelo governador a iniciar a licitação para erguer o equipamento.