São João de Irecê terá César Menotti e Fabiano, Adelmário, Dorgival e Luan Estilizado

/ Cultura

César Menotti e Fabiano se apresentam em Irecê. Foto: Divulgação

O São João de Irecê, que completa 40 anos em 2018 começa na próxima quinta-feira (21) e segue até a segunda-feira (25). Nos cinco dias de festa, grandes artistas subirão aos palcos dos dois circuitos – Praça Clériston Andrade e Mercadão do Zé Bigode -, como Adelmário Coelho, Jonas Esticado, César Menotti e Fabiano, Luan Estilizado, Wallas Arrais, Dorgival Dantas e Carlos Pitta. A entrada é gratuita. Este ano, a festa e homenageia o criador do evento, o professor Jorge Rodrigues. Além das apresentações musicais, os festejos juninos vão contar com uma extensa programação cultural, que conta com atrações como a cidade cenográfica Vila Caraíbas, Desfile de Carroças, Cavalgada e Missa do Vaqueiro e o Corredor do Forró.

Santo Antônio de Jesus: Devinho Novaes, Henrique e Juliano e Luan Santana entre as atrações do São João

/ Cultura

SAJ anuncia grandes atrações para o São João. Foto: Divulgação

Uma das mais esperadas da Bahia, a festa de São João do município de Santo Antônio de Jesus já teve algumas de suas atrações divulgadas. Henrique e Juliano, Luan Santana, Mano Walter, Calcinha Preta, Devinho Novaes, Dorgival Dantas, Flávio José, Estakazero, Virgílio, Lukas & Gustavo, Jerônimo Medeiros (ex-vocalista da banda Dois Amores), Amor Q Fica e Tio Barnabé foram alguns dos artistas anunciados durante uma coletiva de imprensa que ocorreu na manhã desta quinta-feira (17). De acordo com o site Canal In, o prefeito Rogério Andrade garantiu que atrações locais estão sendo escolhidas e que os procedimentos relativos à festa estão sendo feitos mediante os padrões jurídicos. ”Nós tivemos o cuidado, mais uma vez, de caminhar passo a passo com o jurídico nas contratações, ouvindo as recomendações do Ministério Público e do TCM, tirando os atravessadores, o que representa economia para os cofres públicos. Isso faz com que a gente obedeça todo um caminho legal para chegar ao anúncio aqui hoje”, esclareceu. Apesar da programação head line acontecer do dia 20 a 24 de junho, o político garante que os festejos começaram desde a realização do Concurso de Música Junina. No dia 9 de junho ocorrerá a 2° edição do Festival de Quadrilhas Juninas.

Rede Globo irá exibir neste sábado o documentário ”Axé: Canto de um Povo de um Lugar”!

/ Cultura

Exibição ocorrerá logo após o programa Zero1. Foto: Reprodução

No próximo sábado, a Globo irá exibir no Supercine, logo após o programa Zero1, o documentário ”Axé: Canto de um Povo de um Lugar”. Com direção de Chico Kertész, a obra mostra a história do Axé Music em detalhes, com depoimentos dos grandes nomes da música baiana, como Ivete Sangalo, Daniela Mercury, Caetano Veloso e Carlinhos Brown. A iniciativa faz parte do aquecimento para o lançamento da novela da Globo, Segundo Sol, que estreia no dia 14 de maio. A nova trama do horário nobre é escrita por João Emanuel Carneiro. A próxima novela das nove, que iniciou as suas gravações na Bahia, tem como enredo principal o romance entre Beto Falcão (Emilio Dantas), cantor de Axé, e Luzia (Giovanna Antonelli), moradora da cidade fictícia Boiporã. Após ser dado como morto, Beto se refugia na cidade de Luzia e lá eles vivem uma intensa paixão, pelo menos até a sua ex, Karola (Deborah Secco), intervir.

O hit ”Elas Gostam” ou ”Popa da Bunda” é eleita a música do Carnaval de Salvador 2018

/ Cultura

Música é uma parceria de Psirico com Àttoxxá. Foto: Reprodução

O hit ”Elas Gostam” mais conhecido como “Popa da Bunda”, parceria da banda Psirico com Àttoxxá, ganhou o título de música do Carnaval de Salvador 2018, eleita pelo pelo público na Pesquisa Bahia Folia, da TV Bahia. A canção, composta por Rafa Dias, Raoni Torres, Wallace Carvalho e Osmar Gomes, teve 51% dos votos de preferência dos baianos. A música “Várias Novinhas”, do pagodeiro Léo Santana e composta por Breno Casagrande, Samir Trindade e Rafinha RSQ, ficou em segundo lugar. Já “Banzeiro”, de Dona Odete, interpretada por Daniela Mercury, ocupou a terceira colocação na preferência. Os votos foram realizados entre os dias 5 e 14 de fevereiro, e também por meio da pesquisa de rua, feita na Quarta-Feira de Cinzas. “Meu amores, estou aqui para agradecer a vocês o carinho, agradecer a vocês os votos, agradecer a todos os foliões que saíram comigo todos os dias”, agradeceu o vocalista da banda Psirico, Márcio Victor. “Mais um ano o Psirico com música do carnaval e, este ano, quero agradecer principalmente aos compositores Oz [Osmar], Raoni, Rafa e Chibatinha [Wallace]. Àttøøxxá, vocês merecem esse prêmio. Esse prêmio é nosso, esse prêmio é da Bahia, da música da Bahia”, complementou. Esta é a quarta vez que o Psirico ganha o título. Em 2008 com a música “Mulher Brasileira (Toda Boa)”; em 2014 com “Lepo Lepo”; e em 2015 com “Tem Xenhenhem”.

Luiz Caldas critica postura de Netinho ao decretar fim do Axé: ”É fazer e ir trabalhar”

/ Cultura

Cantor Luiz Caldas. Foto: Reprodução / O que fazer na Bahia

É fato que a tão falada ”crise do Axé” não é mais novidade. Depoimentos emocionados, saudosos e, por que não dizer, raivosos surgem de todos os cantos. Tem gente que vê a indústria musical como roda-gigante, ou seja, uma hora ”você está por cima”, mas rapidamente pode descer. Outros decretam com firmeza o fim, a exemplo do cantor Netinho que, em recente entrevista, declarou: ”Na minha cabeça o Axé morreu, faleceu. Fora da Bahia só toca se for especial. Há muitos anos não se toca Axé”.  Diante de diversas opiniões, uma pessoa não poderia ficar de fora: Luiz Caldas. Considerado criador dessa sonoridade híbrida, o multi-instrumentista, cantor e compositor, que escancarou as portas para diversos outros artistas, discordou desse posicionamento. ”Veja bem, continuo trabalhando normalmente. Acho que ninguém deve se prender a uma coisa só. Música é música. É arte. Então, é fazer e ir trabalhar. Isso é o mais lógico. Não acredito que nenhum estilo de música morra. Pode estar fora do momento da mídia, entendeu?”, provocou. Em seguida, afirmou que é o lado do investimento financeiro que dita quais músicas tocam nas rádios. ”O Axé Music já pagou bastante e quando parou, deixou de tocar. Mas é aquela coisa, a internet está aí. Se você tem uma carreira, corra atrás que dá certo. Pelo menos, para mim deu”, comemorou. Com informações do Bahia Notícias

”Baixo orçamento não é desculpa para não trabalhar”, diz Arany após assumir secretaria da Cultura

/ Cultura

Arany Santana assume secretaria estadual. Foto: Pedro Moraes

A nova secretária da Cultura, Arany Santana, demonstrou-se entusiasmada com o novo cargo. Segundo Arany, apesar dos desafios que terá que enfrentar na pasta, a criatividade será um trunfo para driblar o baixo orçamento. ”Baixo orçamento não é apenas na cultura. O baixo orçamento existe em todos os estados. Essa é uma luta antiga, que já vem desde o plano federal até o estadual. Mas nós somos criativos e temos feito muito com esse baixo orçamento. Baixo orçamento não é desculpa para não trabalhar, não é verdade?”, disse em entrevista ao Metro1, após a cerimônia de posse realizada no Salão de Atos da Governadoria, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador. A ex-diretora do Ilê Aiyê acrescentou que irá honrar o título de primeira mulher negra a assumir a secretaria de Cultura. ”Olhe bem para mim e imagine o que a gente não pode fazer. A gente faz o que pode na medida das condições, mas a história eu conheço e por conhecer a história eu estou aqui”, acrescentou.

Rui Costa empossa Arany Santana como a primeira secretária de Cultura da Bahia

/ Cultura

Rui empossa Arany como nova secretária. Foto: Pedro Moraes

O governador Rui Costa deu posse à nova secretária de Cultura do Estado, na tarde desta segunda-feira (2), em cerimônia realizada no Salão de Atos da Governadoria, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador. A pasta passa a ser comandada por Arany Santana, que deixa a diretoria do Centro de Culturas Populares e Identitárias (CCPI), vinculado à Secretaria de Cultura (SecultBA), e assume o lugar deixado por Jorge Portugal. É a primeira vez que uma mulher está à frente do órgão. ”Eu desejo toda a sorte do mundo à Arany, uma mulher sensível, guerreira, que tem a cultura na alma, no coração. Tenho certeza que ela vai reunir todo mundo da cultura, ouvir. E quero agradecer ao nosso ex-secretário Jorge Portugal pelo esforço, trabalho e dedicação ao longo desses meses”, declarou o governador, que defendeu a regionalização da cultura como uma prioridade da pasta. “É a primeira mulher na Secult, negra, e a sugestão que eu dei a ela é que ela consiga ouvir todas as linguagens, todas as áreas da cultura”, completou Rui Costa. ”É uma missão desafiadora. Primeiro, substituir Jorge Portugal, uma pessoa com o carisma e conhecimento que ele tem, que é uma referência para a juventude negra desta cidade. Segundo, eu, enquanto mulher, assumir a gestão de uma Secretaria da Cultura, faltando um ano e meio para terminar. Me sinto absolutamente à vontade porque já estava lá há algum tempo e a gente vai dar continuidade, fortalecer as ações importantes e estruturantes da nossa Secretaria”, afirmou Arany, que já passou por secretarias municipais e estaduais, é educadora, atriz e ex-diretora do bloco afro Ilê Aiyê. Compareceram à cerimônia de posse deputados, vereadores e secretários de Governo de diversas pastas. Jorge Portugal falou sobre a chegada de Arany ao cargo. ”Sai um negro, entra uma negra e esta é uma forma da Bahia mostrar o quanto ela tem avançado em determinadas pautas e reivindicações. Não vai haver transformações abruptas de maneira nenhuma, o que está engatilhado vai ser feito. O que vai acontecer é se aprofundar naquilo que foi pensado até aqui”, afirmou Portugal.

Governo do Estado confirma pedido de exoneração de Jorge Portugal, secretário de Cultura

/ Cultura

Jorge Portugal deixa o Governo Rui Costa. Foto Mateus Pereira
A Secretaria de Comunicação do Estado informou, em nota pública, que o secretário estadual de Cultura, Jorge Portugal, encaminhou nesta quinta-feira (28) uma carta pedindo exoneração do cargo ao governador Rui Costa, alegando questões pessoais e profissionais. O nome que substituirá Portugal será anunciado nos próximos dias. Professor, compositor, nome destacado na cultura baiana, Jorge Portugal deixa o governo e ainda não há informações sobre quem irá substituí-lo na pasta.

Tradicional Forró do Chuchu é resgatado neste domingo, com vários shows, no Baixão

/ Cultura

Netinho do Forró, Rom Cigano, Jefinho Love Light e Asas da Paixão

O Forró do Chuchu, festa de camisa tradicional que havia sido interrompida nos últimos anos em Jaguaquara, é resgatada com a edição 2017. O evento, marcado para as 15h deste domingo (10), será realizado por um grupo de amigos, no distrito do Baixão de Ipiúna, há 14 KM da sede do município, via BA-545, e reunirá artistas como o forrozeiro Netinho do Forró, Jefinho Love Light, Rom Cigano e grupo Asas da Paixão.  Os organizadores esperam grande público na festa, diante da acentuada procura por ingressos nos pontos de venda e garantem segurança reforçada no evento.

Paulo Silvino, ator e humorista da Rede Globo, morre aos 78 anos no Rio de Janeiro

/ Cultura

Paulo Silvino, de gravata, no papel de Severino. Foto: Rede Globo

Morreu, na manhã desta quinta-feira (17), aos 78 anos, o ator Paulo Silvino, que lutava contra um câncer no estômago. Segundo a Central Globo de Comunicação, o humorista morreu em casa, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio, no início da manhã. Em redes sociais, o filho mais novo do ator, João Paulo Silvino, lamentou a morte do pai. ”Que Deus te receba de braços abertos meu pai amado”. Segundo a família, Silvino chegou a ser submetido a uma cirurgia no ano passado, mas o câncer se espalhou e a opção da família foi que ele fizesse o tratamento em casa. A filha do humorista, Isabela Silvino, também usou as redes sociais para falar sobre a morte do pai. ”Amigos, obrigada por todas as mensagens. Ainda estou naquele processar isso tudo. Mas posso dizer que ele foi bem. Sem sofrer.”, afirmou. Os amigos também lamentaram a morte de Silvino. ”Um dia triste. O Paulo Silvino é um super artista. A gente falando aqui nesses tempos de Pop Star (programa dominical da TV Globo), é bom lembrar que o Paulo Silvino foi um dos primeiros pop star do Brasil, um dos primeiros atores que cantava, teve disco gravado na época da Jovem Guarda, foi roqueiro, quer dizer, foi um homem de mil facetas. E pra mim, em especial, ele foi uma espécie de padrinho porque minha primeira aparição na TV foi junto dele no Balança Mais Não Cai e eu tinha só oito anos de idade. Quero mandar meus sentimentos para a família”, disse o amigo e também ator Lúcio Mauro Filho. O artista estreou na TV Globo em 1966, apresentando o Canal 0, programa humorístico que satirizava a programação das emissoras de TV. Paulo Ricardo Campos Silvino cresceu nas coxias do teatro e nos bastidores da rádio. Isso porque seu pai, o comediante Silvério Silvino Neto, conhecido por realizar paródias de figuras públicas no Brasil dos anos 1940 e 1950, levava o menino para acompanhar seu trabalho. Paulo Silvino também mostrava talento para a música, revelado durante as aulas que tinha com a mãe, a pianista e professora Noêmia Campos Silvino. ”Eu nasci nisso. Com seis, sete anos de idade, frequentava os teatros de revista nos quais o papai participava. Ele contracenava com pessoas que vieram a ser meus colegas depois, como o Costinha, a Dercy Gonçalves.”, disse o ator em entrevista ao Memória Globo.

Filho de Maracás, Achiles está entre os indicados ao Prêmio Caymmi de Música 2017

/ Cultura

Achiles indicado ao Prêmio Caymmi de Música. Foto: Divulgação

Após cerimônia realizada na tarde desta terça-feira (4/7), no Teatro Gregório de Mattos, em Salvador, o Prêmio Caymmi de Música anunciou a lista final dos 110 artistas, produtores e trabalhos indicados em 22 categorias nesta segunda edição. O maracaense Achiles foi indicado na subcategoria Show: Intérprete Masculino, pela apresentação de ”Divino e Ateu” e na categoria Música com Letra: Intérprete Masculino, com o single ”Mar de Refrigerante”. O cantor e compositor concorre ao lado de nomes como Teago Oliveira, vocalista da banda Maglore, além do conquistense Diego Oliveira, músico que está a frente do projeto ”Benjamin”. Achiles se destacou nacionalmente se apresentando em festivais de música, tendo sido o primeiro baiano a receber o Troféu Lamartine Babo, no Festival Nacional da Canção. Com o disco ”Ciência, Arte, Ideologia e Música” do CAIM, projeto formado em 2012 em parceria com o músico Marcus Marinho, veio a primeira indicação ao Prêmio Caymmi de Música, em 2015, na categoria de Melhor Música (Disfarce). Na mesma edição da premiação, Achiles foi um dos indicados à subcategoria de Melhor Intérprete Vocal. No início do ano de 2017, lançou por meio do selo PIRIPIRI seu primeiro EP solo intitulado ”Divino e Ateu”, com produção de Tiago Menezes e masterização de Felipe Tichauer, ganhador do Grammy Latino pelo álbum ”Céu – Tropix”. A premiação está marcada para o dia 11 de agosto, na Concha Acústica do Teatro Castro Alves.

Câmara dos Deputados aprova PEC que considera vaquejadas como práticas não cruéis

/ Cultura

O plenário da Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (31), em segundo turno, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 304/17, que considera as vaquejadas como práticas não cruéis. O texto, que já havia sido aprovado em primeiro turno, altera a Constituição para estabelecer que não são consideradas cruéis as atividades desportivas que utilizem animais, desde que sejam registradas como bem de natureza imaterial integrante do patrimônio cultural brasileiro e garantam o bem-estar dos animais. A proposta, que foi aprovada por 373 votos a favor, 50 contra e 6 abstenções, segue agora para promulgação. Deputados defensores dos direitos dos animais criticaram a PEC que, no entendimento deles, permite a prática de maus tratos. ”Apesar de o texto da PEC tentar tratar essa prática como uma questão cultural, a cultura do Nordeste, do Sul e do Brasil vai muito além de uma prática como essa, que é lamentavelmente uma prática cruel”, defendeu o deputado Alessandro Molon (Rede-RJ). Além da Rede, o PSOL e o PV manifestaram posição contrária à PEC. O PSDB e o PT liberaram suas bancadas. Em outubro do ano passado, o Supremo Tribunal Federal (STF) julgou inconstitucional uma lei do estado do Ceará que regulamenta a prática das vaquejadas porque submeteria os animais à crueldade. ”O Supremo já deu pela inconstitucionalidade dessa matéria e o Congresso está buscando uma forma de inverter esse julgamento. Esta matéria vai suscitar uma nova ação no STF”, disse o líder do PSDB, Ricardo Tripoli (SP). “Não se inclui uma PEC para discutir uma atividade que se entende esporte e cultura. Até a Espanha, que já foi o país da tourada, está acabando com essa atividade no seu país”. A proposta, originada no Senado, foi defendida por deputados que justificaram as vaquejadas como atividades culturais. “A vaquejada, quem a pratica são homens e mulheres de bem que dependem dessa cultura para manter a sua família”, disse o deputado Vicentinho Junior (PR-TO). Para o deputado Wilson Filho (PTB-PB), quem defende a vaquejada sabe que é algo que está acima de uma tradição centenária. ”É acima de tudo um meio de sobrevivência para milhares de famílias””, disse.

Rui Costa anuncia parcerias em reunião com ministra da Cultura de Angola, Carolina Cerqueira

/ Cultura

Governador recebe ministra de Angola. Foto: Carol Garcia
Para tratar de assuntos na área de cooperação cultural e educacional entre o estado da Bahia e Angola, o governador Rui Costa recebeu a ministra da Cultura do país africano, Carolina Cerqueira, nesta sexta-feira (5), na Governadoria, em Salvador. Projetos sociais em parceria com a Casa de Angola estiveram entre assuntos abordados. Também participam do encontro os secretários estaduais de Cultura, Jorge Portugal, e da Educação, Walter Pinheiro, além do embaixador de Angola no Brasil, Nelson Manuel Cosme. ”Nós queremos aumentar o entrosamento entre o povo da Bahia e brasileiro com Angola. Vamos fazer uma integração. Propomos uma semana da música de Angola aqui no nosso estado e uma semana da música baiana lá. Além disso, vamos oferecer vagas em turma de capacitação para formar jovens em restauração e conservação do patrimônio histórico, o que, com certeza, vai ajudar o povo de Angola a conservar o seu patrimônio histórico. Aproximados pela cultura, vamos fazer parcerias em diversas áreas”, afirmou o governador. Rui anunciou ainda o desejo de promover a cooperação no campo cientifico. ”Acreditamos que podemos trabalhar juntos em linhas de pesquisa que são referências de indicadores sociais que são comuns aos dois povos, como a anemia falciforme e a questão da pressão arterial alta. Temos muito a caminhar juntos”.

Tribunal de Contas dos Municípios vai fiscalizar gastos excessivos com os festejos juninos

Jaguaquara ainda não anunciou a festa. Foto: Blog Marcos Frahm

O Tribunal de Contas dos Municípios, em nota pública divulgada nesta terça-feira (2/5), informou que o conselheiro Francisco de Souza Andrade Netto, presidente da entidade, determinou aos inspetores regionais de controle externo do órgão, que exerçam rigoroso acompanhamento dos gastos realizados pelos prefeitos com festas juninas ou outros eventos festivos custeados com recursos públicos. O objetivo é impedir gastos irrazoáveis, principalmente em municípios que sofrem os efeitos da longa estiagem e que estão, em alguns casos, em situação de emergência. O presidente recomendou aos inspetores, através de ordem de serviço, que lavrem termo de ocorrência quando forem constatados abusos com despesas envolvendo a promoção de festas, comemorações e a contratação de músicos e cantores. Lembrou o presidente que também a Procuradoria Geral da Justiça da Bahia está atenta a excessos que por ventura venham a ser cometidos pelos prefeitos, tanto que já orientou os promotores e procuradores de justiça a acompanhar, fiscalizar, monitorar e, se necessário propor medidas judiciais a fim de coibir gastos desarrazoados com festejos. Lembrou o presidente Francisco Andrade Netto que o tema é recorrente e que todos os anos a corte de contas reitera sua preocupação com os gastos com festas promovidas por prefeituras de municípios cuja população enfrenta adversidades em razão da seca que se abate sobre o estado há mais de uma década. E que muitos prefeitos têm sido punidos com multas e também denunciados ao Ministério Público Estadual para eventual investigação de crimes administrativos. ”É preciso que os gestores públicos tenham consciência das dificuldades econômicas e da grave situação enfrentada pelos municípios e pelas populações. É preciso que elejam prioridades, e é de bom senso que festas não estejam entre elas”, ressaltou. O tema voltou a ser debatido pelos conselheiros do TCM na sessão desta terça-feira em razão de reportagem publicada pelo site jornalístico ”Bocão News”, que informa a contratação, por parte da Prefeitura de Eunápolis, de dois artistas, ao custo de R$1 milhão, para apresentação de show musical nos dias 29 de junho e 1º de julho. Indignado com o fato e os custos irrazoáveis anunciados, o conselheiro Paolo Marconi, sugeriu que o tribunal adote medidas enérgicas, assim como já anunciou o MPE, no sentido de coibir o abuso nos gastos com festejos, seja em Eunápolis, seja em outros municípios baianos.