Rechaçada por marcas, vencedora do BBB acusada de racismo é ”abraçada” por militares da FAB

/ Brasil

Paula é madrinha da da Força Aérea Brasileira — Foto: Instagram

Ressentida por ser rechaçada por anunciantes e influenciadores digitais, a vencedora da última edição do Big Brother Brasil, Paula von Sperling, resolveu alfinetar os desafetos.

”As blogueirinha [sic] não me chamam pra arraiá, os cara [sic] das festas não me chamam pra ser não sei o que de camarote, tem marca que tem medo de mim… Mas a FAB (Força Aérea Brasileira) NÃO! Fui convidada por uma esquadrilha pra ser madrinha deles”, escreveu em sua conta no Twitter a ex-BBB, que durante o programa foi criticada por falas e comportamentos racistas. Diante das acusações, após a saída do reality show Paula foi intimada a depor na Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância.

”A gente avisou que seria assim, mas suas racistasfãs juraram que você seria sucesso. Colhendo o que plantou. Dinheiro não compra tudo. Você é a definição perfeita da frase ‘Tão pobre que só tem dinheiro’. Não sou do tipo q gosta de chutar cachorro morto, mas você merece”, escreveu uma seguidora. ”Avião da FAB tá acostumado a transportar drogas pesadas mesmo”, disparou outra, em referência ao episódio no qual as autoridades espanholas foram encontraram 39 quilos de cocaína no avião que acompanhava a comitiva do presidente Jair Bolsonaro.

Houve também quem defendesse a ex-BBB: ”Fiquei um pouco triste, Paulinha merece sempre o melhor, mas Deus vai te abençoar com muitos trabalhos meu amor”, escreveu um fã. “Melhor lugar para representar não há, pode acreditar!”, comentou outro.

OAB pede à Polícia Federal inquérito por ameaças e ofensas contra presidente da entidade

/ Brasil

O presidente nacional da OAB, Felipe Santa Cruz. Foto: Divulgação

O Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB Nacional) protocolou duas notícias crime na Superintendência Regional da Polícia Federal no Distrito Federal. Uma delas é por ‘ameaças e ofensas’ que teriam sido feitas ao presidente da entidade, Felipe Santa Cruz, a outra por fraude contra ele.

A OAB destaca manifestação de um usuário do Facebook que publicou: ‘Você não passa de um comunista igual ao seu pai. Se acha um semideus porque anda de carro blindado. Não se esqueça que existe .50 BMG e explosivo C-4’. A assessoria de comunicação da OAB Nacional informou que a entidade solicitou abertura de inquérito policial para averiguar os fatos e, se constatada a prática de ilícito penal, o envio dos autos ao Ministério Público.

A OAB foi à PF na segunda-feira, 29, e divulgou o caso nesta sexta, 2. ”O presidente Felipe Santa Cruz confia que a Polícia Federal fará toda a investigação necessária para elucidar os casos”, diz a entidade máxima da Advocacia, em nota.

Sobe para 62 o número de mortos em briga de facções no Pará; detentos viviam juntos nas mesmas celas

/ Brasil

Mais quatro presos participantes da briga entre facções no presídio em Altamira (PA) foram mortos ontem (30) durante o traslado de Novo Repartimento a Marabá. Ao chegarem ao destino, os agentes encontraram os detentos mortos por sufocamento em duas celas dos caminhões-cela que fazia o transporte. As informações foram divulgadas nesta quarta-feira (31) pela Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup) do Pará. A ação ocorreu entre 19h de ontem (30) e 1h da madrugada de hoje (31), e as razões das novas mortes estão sendo investigadas. Todos os 26 presos remanescentes serão colocados em isolamento.

Os detentos eram da mesma facção, viviam juntos nas mesmas celas e foram comparsas no confronto entre facções, no presídio em Altamira, que deixou 58 mortos na última segunda-feira (29). Durante o transporte, 30 presos estavam algemados, divididos em quatro celas que, juntas, tinham capacidade para até 40 pessoas. O estado não tem caminhão com celas individuais.

Força-tarefa

Na tarde desta quarta-feira (31), chegam a Belém 10 homens da Força-Tarefa de Intervenção Penitenciária. A ida do grupo foi autorizada pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, a pedido do governador do Pará, Helder Barbalho. A força-tarefa atuará em atividades de guarda, vigilância e custódia de presos, com apoio dos sistemas Penitenciário e de Segurança Pública do estado.

Identificação

Até a noite de ontem (30), 15 corpos de vítimas do confronto ocorrido na última segunda-feira (29) entre o Comando Classe A (CCA) e o Comando Vermelho (CV), no presídio de Altamira, no oeste paraense, haviam sido identificados. Para agilizar o trabalho, que está sendo feito por meio de exames de DNA, desde ontem (30) reforçam a equipe em Altamira peritos odontologistas forenses, além de peritos criminais do Laboratório de Genética Forense do Instituto de Criminalística de Belém. Nesta quarta-feira (31) os trabalhos foram retomados às 7h. Da Agência Brasil

Uso abusivo de bebida alcoólica cresce no país, chegando a atingir 17,9% da população adulta

/ Brasil

Em 13 anos, o uso abusivo de bebida alcoólica aumentou no país, chegando a atingir 17,9% da população adulta. De acordo com dados reunidos pelo Ministério da Saúde, no ano passado, o percentual era 14,7% maior do que o registrado em 2006 (15,6%). O dado consta da Pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel), divulgada hoje (25).

No período, o maior crescimento se deu entre as mulheres. O percentual (11%), porém, continua sendo mais baixo do que o dos homens (26%). No início da análise, os percentuais eram de 7,7% e 24,8%, respectivamente.

Conforme destaca o ministério, entre mulheres, considera-se uso abusivo de álcool a ingestão de quatro ou mais doses em uma mesma ocasião, nos últimos 30 dias. Já no caso de homens, o comportamento se configura quando há ingestão de cinco ou mais doses.

O comportamento é visto com mais frequência entre grupos populacionais mais jovens e tende a diminuir à medida que a idade avança. Segundo a Vigitel, há preponderância entre homens de 25 a 34 anos (34,2%) e mulheres de 18 a 24 anos (18%). Já entre mulheres com mais de 65 anos, o percentual é de somente 2%, o que representa 5,2% a menos do que em homens da mesma idade (7,2%).

O uso abusivo de bebidas alcoólicas é um fator de risco que contribui para a ocorrência de acidentes de trânsito e para a suscetibilidade a Doenças Crônicas Não Transmissíveis (DCNTs), que abrangem câncer, doenças respiratórias crônicas e cardiovasculares, como o acidente vascular cerebral (AVC). Na perspectiva da Organização Mundial da Saúde (OMS), não há volume de álcool que possa ser classificado como ”seguro”, uma vez que a substância é tóxica para o organismo humano.

Mortalidade
O Ministério da Saúde calcula que 1,45% do total de óbitos registrados entre 2000 e 2017 pode ser “totalmente atribuído” à ingestão abusiva de bebidas, como doença hepática alcoólica. A estatística prova que a vulnerabilidade dos homens está diretamente relacionada à embriaguez. Eles morrem aproximadamente nove vezes mais do que as mulheres por causas ligadas exclusivamente ao álcool.

Em coletiva, o secretário de Vigilância em Saúde, Wanderson Oliveira, afirmou que ”a melhor estratégia” do poder público é orientar a população por meio de campanhas que evidenciem os malefícios das bebidas alcoólicas. Atualmente, o governo federal oferece, por meio da Política Nacional de Saúde Mental, atendimento a pessoas que sofrem de dependência do álcool (alcoolismo). O atendimento é disponibilizado gratuitamente, das unidades do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS). Da Agência Brasil

Número de eleitores cadastrados por biometria chega a 69%, diz Tribunal Superior Eleitoral

/ Brasil

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) informou nesta terça-feira (23) que o número de eleitores cadastrados no sistema biométrico de votação chegou a 69,57%.

O índice equivale a 101.709,041 dos 146.197.619 eleitores do país. Segundo a Corte, até o fim de 2020, eleitores de 1.686 municípios de 16 estados deverão realizar o processo, conforme a lista de localidades que integram a etapa 2019/2020 do Programa de Identificação Biométrica.

Atualmente, 11 unidades federativas já finalizaram o cadastramento das digitais, atingindo 100% do eleitorado. São elas: Acre, Alagoas, Amapá, Distrito Federal, Goiás, Paraíba, Piauí, Rio Grande do Norte, Roraima, Sergipe e Tocantins.

Diário Oficial da União publica lei que inclui autismo nos censos realizados pelo IBGE

/ Brasil

O Diário Oficial da União publica em sua edição desta sexta-feira (19) a Lei nº 13.861/2019, sancionada nessa quinta-feira (18) pelo presidente da República, Jair Bolsonaro. Ela trata da inclusão de informações específicas sobre pessoas com autismo, nos censos demográficos realizados a partir deste ano pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). As informações são da Agência Brasil. “Atendendo à necessidade da comunidade autista no Brasil e reconhecendo a importância do tema, sancionamos hoje a Lei 13.861/2019 que inclui dados específicos sobre autismo no Censo do IBGE. Uma boa tarde a todos!”, escreveu o presidente da República, em sua conta no Twitter.

A lei sancionada pelo presidente altera a Lei nº 7.853, de 24 de outubro de 1989, para incluir as especificidades inerentes ao transtorno do espectro autista nos censos demográficos. Atualmente, não existem dados oficiais sobre as pessoas com transtorno do espectro autista (TEA) no Brasil. A expectativa inicial era que presidente vetasse o texto e tentasse incluir eventuais questionamentos sobre os autistas na PNAD (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios). Pelo Twitter, Bolsonaro chegou a compartilhar, na semana passada, um vídeo da presidente do IBGE, Susana Guerra, em que ela defendia a inclusão dos autistas na PNAD e não no censo demográfico.

Os dois levantamentos são organizados pelo IBGE, mas o censo é realizado a cada dez anos e apura a totalidade dos dados demográficos. Nesta quinta-feira pela manhã, no Palácio do Alvorada, o presidente chegou a dizer, a um grupo de pessoas que pediam a sanção do projeto, que seguiria a orientação de sua equipe, favorável ao veto. O Transtorno do Espectro Autista resulta de uma desordem no desenvolvimento cerebral e engloba o autismo e a Síndrome de Asperger, além de outros transtornos, que acarretam modificações na capacidade de comunicação, na interação social e no comportamento. A estimativa é que existam 70 milhões de pessoas no mundo com autismo, sendo 2 milhões delas no Brasil.

Eclipse lunar parcial será visto em todo o Brasil nesta terça-feira; fenômeno será parecido com o de janeiro

/ Brasil

Na noite da próxima terça-feira (16), o Brasil poderá ver um eclipse lunar parcial – quando Sol, Terra e Lua se alinham e nosso planeta faz sombra sobre o satélite. O fenômeno será parecido com o que o Brasil conseguiu ver em janeiro deste ano.

O fenômeno completo terá duração de cinco horas e 33 minutos. A fase da umbra – quando a sombra do Sol começa a ser observada na Lua – terá início às 17h01 (horário de Brasília) e durará duas horas e 51 minutos.

O eclipse lunar é um fenômeno astronômico que ocorre quando a Lua é ocultada totalmente ou parcialmente pela sombra da Terra. Ele ocorre quando há um alinhamento do Sol, Terra e Lua.

Diferente de um eclipse solar total – quando o que é ”escondido” é o Sol – a observação da versão lunar não exige um óculos de proteção. A visão da Lua é a olho nu. Este é o último eclipse lunar do ano. O próximo eclipse lunar total visível no Brasil será apenas em maio de 2022.

50 anos do homem na Lua

O fenômeno acontece coincidentemente na data em que a missão Apollo 11 comemora 50 anos da decolagem rumo à Lua. Em 16 de julho de 1969, o foguete capitaneado por Neil Armstrong (1930-2012) partiria da Terra para quatro dias depois aterrissar em solo lunar no que foi um “pequeno passo para o homem, grande passo para a humanidade

Morre em Belo Horizonte a mãe da ex-presidente da República Dilma Rousseff

/ Brasil

A mãe da ex-presidente da República Dilma Rousseff (PT), Dilma Jane da Silva, morreu na manhã de hoje, 13, em Belo Horizonte aos 96 anos. A ex-presidente está em Londres e organiza a volta ao Brasil, o que deverá acontecer só na manhã deste domingo, 14. O falecimento de Dilma Jane foi confirmado pela presidente do PT em Minas Gerais, Cida de Jesus, e pelo ex-ministro da Previdência, Carlos Eduardo Gabas.

A causa da morte ainda não foi divulgada. Dilma Jane sofria do mal de alzheimer. Professora aposentada, a mãe da ex-presidente nasceu no Rio de Janeiro mas passou a maior parte da vida na capital mineira, no bairro Pampulha, Região Norte da capital.

Em abril do ano passado, ao transferir o título eleitoral do Rio Grande do Sul para Minas Gerais, a ex-presidente disse que um dos motivos da mudança era a saúde da mãe. O sepultamento será em Belo Horizonte, em local ainda não divulgado.

Ministério da Cidadania para fraude via ”WhatsApp” sobre 13º do Bolsa Família

/ Brasil

Um novo golpe, veiculado por meio de mensagens no aplicativo WhatsApp, promete a liberação instantânea do 13º salário do Bolsa Família para beneficiários do programa, segundo informações divulgadas na quinta-feira (11) pelo Ministério da Cidadania.

De acordo com o alerta, a mensagem fraudulenta contém um link que redireciona o usuário para uma página em que são solicitados os dados pessoais como nome completo, CPF e endereço. A mensagem exige ainda que a vítima compartilhe o link com todos os seus contatos para que o pagamento seja efetuado.

O Ministério da Cidadania informou que não solicita dados pessoais via WhatsApp ou o compartilhamento de links como condição para concessão de benefícios do Programa Bolsa Família. De acordo com a diretora do Departamento de Benefícios, Caroline Paranayba, para o recebimento do repasse não é necessário fornecer qualquer informação adicional das famílias.

O ministério esclarece ainda que o governo federal não faz nenhum tipo de coleta de dados por meio das redes sociais e que a atualização de informações de famílias beneficiarias de programas sociais deve ser feita exclusivamente no órgão responsável no município.

Homicídios fizeram mais vítimas que conflitos armados em 2017, diz relatório da ONU

/ Brasil

Mais pessoas morreram assassinadas do que em conflitos armados em 2017, constatou a ONU em um relatório divulgado hoje (8). Segundo o Escritório para as Drogas e o Crime Organizado das Nações Unidas (Unodc, na sigla em inglês), 463.821 pessoas morreram por causa de homicídios naquele ano, comparado a 89 mil mortes causadas por conflitos armados. O terrorismo causou 26 mil vítimas fatais.

”O Estudo Global sobre Homicídio busca esclarecer assassinatos relacionados a gênero, violência de gangues e outros desafios, para apoiar a prevenção e as intervenções para reduzir as taxas de homicídio”, afirmou em comunicado, o diretor-executivo do Unodc, Yury Fedotov.

O crime organizado foi responsável por 19% de todos os homicídios em 2017. A maior parte dos homicídios ocorreu no continente americano (173 mil), seguido pela África (163 mil) e Ásia (104 mil).

Brasília tem a madrugada mais fria do ano e termômetros chegaram a marcar 5,7°C

/ Brasil

A madrugada deste domingo (7) registrou a menor temperatura deste ano no Distrito Federal (DF), onde os termômetros chegaram a 5,7° graus Celsius (°C) no Gama, a 30 minutos do centro de Brasília.

No Plano Piloto, a temperatura registrada na madrugada foi de 8,9°C. As informações são do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). A máxima deste domingo de céu claro deve ser de 24°C.

Segundo a meteorologista Naiane Araujo, pelo menos até a próxima quinta-feira (11), os brasilenses vão continuar tendo que tirar os casacos mais pesados do armário. ”Entre quarta e quinta a temperatura no Distrito Federal pode chegar a 6°C. As máximas ficam entre 23°C e 25°C”, disse.

”Eu vejo, eu ouço”, diz o ministro Sérgio Moro sobre manifestações de apoio à Lava Jato

/ Brasil

Manifestações saíram as ruas em apoio a Moro. Foto: Reprodução

O ministro da Justiça, Sérgio Moro, fez uma breve manifestação sobre os protestos promovidos pelo MBL Brasil em todo o país em apoio a ele e à Operação Lava Jato. Em suas redes sociais, Moro compartilhou uma notícia sobre as manifestações deste domingo (30) acompanhada da legenda: “Eu vejo, eu ouço”. As manifestações ocorrem semanas após o site The Intercept Brasil começar a divulgar supostas conversas entre o ex-juiz da Lava Jato e procuradores do Ministério Público Federal.

Filho de Luciano Huck e Angélica sofre acidente de lancha e está internado no Rio de Janeiro

/ Brasil

Família estava a passeio em Ilha Grande, no Rio. Foto: Reprodução

O filho mais velho dos apresentadores Luciano Huck e Angélica, Joaquim, de 14 anos, sofreu um acidente no sábado (22), durante um passeio de lancha com a família em Ilha Grande, no Rio de Janeiro.

Ele está internado no hospital Copa Star, em Copacabana, de acordo com a assessoria do hospital. Luciano Huck chegou ao hospital de helicóptero, por volta da meia-noite, e acompanha os procedimentos.

O apresentador registrou em sua página do Instagram o passeio em um momento em que observavam uma baleia. ”Olha Joaquim, olha Beni, está vendo, Eva? Está mais pertinho, bem devagarzinho e está super calminha, hein”, fala Luciano em um vídeo. Além de Joaquim, Angélica e Luciano Huck são pais de Benício e de Eva, que têm 11 e 6 anos, respectivamente.

Tempo: Inverno começa nesta sexta com previsão de temperaturas acima da média

/ Brasil

O inverno no Hemisfério Sul começa às 12h54 desta sexta-feira (21). Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), o fenômeno El Niño, que acompanhou o Brasil no verão e no outono, deverá continuar influenciando o tempo: um aquecimento acima do normal na parte do Pacífico próxima ao Equador, o que dificulta a entrada do ar frio.

Ainda segundo o Inmet, a probabilidade da ação do El Ninõ passa de 50% – a consulta foi feita em centros internacionais de meteorologia. O site Climatempo prevê que durante o inverno de 2019, ”quase todas as ondas de frio serão desviadas para o oceano” e “deve terminar com temperaturas acima da média”.

Independente disso, a véspera da estação em Santa Catarina teve temperaturas abaixo de 0ºC. Nesta quinta-feira (20), houve geada nos municípios da Serra do estado. Nevoeiros também mudaram a paisagem do Vale do Itajaí e do Litoral Norte catarinense.