Bahia registra 1.288 casos de Covid-19 e mais 4 óbitos pela doença em 24 horas

/ Bahia

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 1.288 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,10%) e 728 recuperados (+0,06%). O boletim epidemiológico desta quinta-feira (6) também registra 4 óbitos. Dos 1.273.955 casos confirmados desde o início da pandemia, 1.243.645 já são considerados recuperados, 2.756 encontram-se ativos e 27.554 tiveram óbito confirmado. Os dados ainda podem sofrer alterações devido à instabilidade do sistema do Ministério da Saúde. A base ministerial tem, eventualmente, disponibilizado informações inconsistentes ou incompletas.

O boletim epidemiológico contabiliza ainda 1.694.008 casos descartados e 268.505 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica em Saúde da Bahia (Divep-BA), em conjunto com as vigilâncias municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até às 17 horas desta quinta-feira. Na Bahia, 52.782 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

Vacinação

Até o momento temos 10.828.253 pessoas vacinadas com a primeira dose, 261.077 com a dose única, 8.857.185 com a segunda dose e 1.485.848 com a dose de reforço.

Bahia registra 705 casos de Covid-19 e mais 12 óbitos pela doença em 24 horas

/ Bahia

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 705 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,06%) e 398 recuperados (+0,03%). O boletim epidemiológico desta quarta-feira (5) também registra 12 óbitos. Dos 1.272.667 casos confirmados desde o início da pandemia, 1.242.917 já são considerados recuperados, 2.200 encontram-se ativos e 27.550 tiveram óbito confirmado. Os dados ainda podem sofrer alterações devido à instabilidade do sistema do Ministério da Saúde. A base ministerial tem, eventualmente, disponibilizado informações inconsistentes ou incompletas.

O boletim epidemiológico contabiliza ainda 1.692.005 casos descartados e 265.819 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica em Saúde da Bahia (Divep-BA), em conjunto com as vigilâncias municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até às 17 horas desta quarta-feira. Na Bahia, 52.745 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

Vacinação

Até o momento temos 10.804.226 pessoas vacinadas com a primeira dose, 261.041 com a dose única, 8.828.555 com a segunda dose e 1.470.366 com a dose de reforço.

Governo federal libera mais R$ 4 milhões para municípios atingidos por chuvas, incluindo Ubaíra e Jitaúna

/ Bahia

O Governo Federal, por meio do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), autorizou, nesta terça-feira (4), a liberação de mais R$ 4 milhões para dar continuidade às ações de resposta e assistência humanitária nos municípios baianos atingidos por chuvas intensas desde o fim de novembro. As portarias com a liberação dos recursos foram publicadas no Diário Oficial da União (DOU). No total, o Governo Federal já garantiu, até o momento, o repasse de R$ 130 milhões e ainda prevê outras liberações nos próximos dias.

Com as novas portarias, 14 cidades foram beneficiadas. São elas: Laje, Ilhéus, Nilo Peçanha, Tanhaçu, Jussiape, Ubaitaba, Jitaúna, Uruçuca, Teolândia, Ruy Barbosa, Ubatã, Ubaíra, Dário Meira e Gandu. Ao todo, 62 municípios já estão com os repasses garantidos.

A Defesa Civil Nacional já reconheceu a situação de emergência em 130 cidades baianas devido às fortes chuvas. Com o reconhecimento federal, os municípios atingidos por desastres naturais podem solicitar recursos do MDR para atendimento à população afetada, restabelecimento de serviços essenciais e reconstrução de equipamentos de infraestrutura danificados pelo desastre.

A solicitação deve ser feita por meio do Sistema Integrado de Informações sobre Desastres (S2iD). Com base nas informações enviadas, a equipe técnica da Defesa Civil Nacional avalia as metas e os valores solicitados. Com a aprovação, é publicada Portaria no Diário Oficial da União com a especificação do montante a ser liberado. Com informações do site Bahia Notícias

UPB defende abertura de programa federal para reconstrução de cidades atingidas pelas chuvas

/ Bahia

Zé Cocá defende ajuda aos municípios. Foto: Divulgação/UPB

A ajuda aos municípios baianos que sofreram com as fortes chuvas de dezembro, enfrenta o impasse da abertura de programas federais para liberação de recursos, uma vez que o orçamento da União ainda não foi publicado. Diante disso, a União dos Municípios da Bahia (UPB) vem articulando junto aos ministérios da Cidadania e do Desenvolvimento Regional a abertura, em caráter de urgência, de um Programa Proponente Específico para Gestão de Riscos e Resposta a Desastres. A medida tem como objetivo apoiar as administrações locais que decretaram situação de emergência a reparar os inúmeros prejuízos gerados na infraestrutura das áreas urbanas e rurais.

O Presidente da UPB Zé Cocá explica que, o nível da água baixando, percebeu-se os estragos causados em pontes, estradas, rodovias, praças e residências. ”Nos deparamos com um cenário de guerra. Vai ser necessária uma força-tarefa para reconstruir essas cidades e os municípios não conseguem fazer isso sozinhos, vamos precisar do aporte da União. Já encaminhamos ofício e estamos articulando com as equipes dos ministérios para viabilizar o aporte financeiro”, relata Zé Cocá, que é prefeito de Jequié, no Sudoeste baiano.

Apoio do Estado

A Diretoria da UPB também adianta que busca alinhar com o governador Rui Costa o apoio aos municípios. Está em curso a formalização de um convênio entre a entidade e a Secretaria do Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Sedur) para ampliar a capacidade do setor de engenharia e arquitetura da UPB, na elaboração de projetos de infraestrutura para os municípios. Assim, as prefeituras poderão captar os recursos de convênios e contratos de repasse com maior celeridade, tanto através da Conder, no Governo do Estado, quanto de emendas ou convênios com os ministérios.

Sobe para 157 o número de cidades baianas em situação de emergência por causa das chuvas

/ Bahia

Com base em informações recebidas das prefeituras, a Superintendência de Proteção e Defesa Civil da Bahia (Sudec) atualizou, na tarde nesta terça-feira (4), os números referentes à população atingida pelas enchentes que ocorrem em diversas regiões do estado. São 29.243 desabrigados, 73.518 desalojados, 26 mortos e 520 feridos. O número total de atingidos chega a 796.882 pessoas.

Os números correspondem às ocorrências registradas em 168 municípios afetados. É importante destacar que, desse total, 157 estão com decreto de situação de emergência.

As localidades com vítimas fatais são: Amargosa (2), Itaberaba (2), Itamaraju (4), Jucuruçu (3), Macarani (1), Prado (2), Ruy Barbosa (1), Itapetinga (1), Ilhéus (3), Aurelino Leal (1), Itabuna (2), São Félix do Coribe (2), Ubaitaba (1) e Belo Campo (1).

Municípios com decreto de situação de emergência:

1.ALCOBAÇA
2.AMARGOSA
3.AMÉLIA RODRIGUES
4.ANAGÉ
5.ANDARAÍ
6.ANGICAL
7.APUAREMA
8.ARATACA
9.AURELINO LEAL
10.BAIXA GRANDE
11.BARRA DO CHOÇA
12.BARRA DO MENDES
13.BARRA DO ROCHA
14.BELMONTE
15.BELO CAMPO
16.BOA NOVA
17.BOA VISTA DO TUPIM
18.BREJÕES
19.BREJOLÂNDIA
20.BUERAREMA
21.CAATIBA
22.CACHOEIRA
23.CAETANOS
24.CAMACÃ
25.CAMAMU
26.CANAVIEIRAS
27.CÂNDIDO SALES
28.CARAVELAS
29.CARINHANHA
30.CATURAMA
31.COARACI
32.COCOS
33.CONCEIÇÃO DO ALMEIDA
34.CONDEÚBA
35.CORDEIROS
36.COTEGIPE
37.CRAVOLÂNDIA
38.CRISTÓPOLIS
39.DÁRIO MEIRA
40.DOM BÁSILIO
41.ENCRUZILHADA
42.ENTRE RIOS
43.EUNÁPOLIS
44.FEIRA DE SANTANA
45.FIRMINO ALVES
46.FLORESTA AZUL
47.GANDÚ
48.GONGOGI
49.GUARATINGA
50.IAÇU
51.IBICARAI
52.IBICOARA
53.IBICUÍ
54.IBIPEBA
55.IBIRAPITANGA
56.IBIRAPUÃ
57.IBIRATAIA
58.IBITIARA
59.IGRAPIUNA
60.IGUAÍ
61.ILHÉUS
62.IPIAÚ
63.IRAJUBA
64.IRAMAIA
65.ITABELA
66.ITABERABA
67.ITABUNA
68.ITACARÉ
69.ITAETÉ
70.ITAGI
71.ITAGIMIRIM
72.ITAJU DO COLÔNIA
73.ITAJUÍPE
74.ITAMARAJU
75.ITAMBÉ
76.ITANHÉM
77.ITAPÉ
78.ITAPEBI
79.ITAPETINGA
80.ITAPITANGA
81.ITAQUARA
82.ITARANTIM
83.ITORORÓ
84.ITUBERÁ
85.JAGUAQUARA
86.JEQUIÉ
87.JIQUIRIÇÁ
88.JITAÚNA
89.JUCURUÇU
90.JUSSARI
91.JUSSIAPE
92.LAFAIETE COUTINHO
93.LAGOA REAL
94.LAJE
95.LAJEDÃO
96.LENÇÓIS
97.LIVRAMENTO DE NOSSA SENHORA
98.MACARANI
99.MACAÚBAS
100.MANOEL VITORINO
101.MARAGOGIPE
102.MARCIONÍLIO DE SOUZA
103.MASCOTE
104.MEDEIROS NETO
105.MILAGRES
106.MUCUGÊ
107.MUCURI
108.MUNDO NOVO
109.MUTUÍPE
110.NAZARÉ
111.NILO PEÇANHA
112.NOVA CANAÃ
113.NOVA VIÇOSA
114.NOVO HORIZONTE
115.PALMAS DE MONTE ALTO
116.PARAMIRIM
117.PARATINGA
118.PAU BRASIL
119.PIRAÍ DO NORTE
120.PIRIPÁ
121.PLANALTO
122.POÇÕES
123.PORTO SEGURO
124.POTIRAGUÁ
125.PRADO
126.PRESIDENTE JÂNIO QUADROS
127.PRESIDENTE TANCREDO NEVES
128.RIACHO DE SANTANA
129.RIBEIRA DO POMBAL
130.RIBEIRÃO DO LARGO
131.RIO DE CONTAS
132.RIO DO PIRES
133.RUY BARBOSA
134.SANTA CRUZ CABRÁLIA
135.SANTA CRUZ DA VITÓRIA
136.SANTA INÊS
137.SANTA MARIA DA VITÓRIA
138.SANTANA
139.SANTANÓPOLIS
140.SÃO FÉLIX
141.SÃO FÉLIX DO CORIBE
142.SERRA DOURADA
143.TABOCAS DO BREJO VELHO
144.TANHAÇU
145.TAPEROÁ
146.TEIXEIRA DE FREITAS
147.TEOLÂNDIA
148.TREMEDAL
149.UBAÍRA
150.UBAITABA
151.UBATÃ
152.URUÇUCA
153.VALENÇA
154.VEREDA
155.VITÓRIA DA CONQUISTA
156.WANDERLEY
157.WENCESLAU GUIMARÃES

Decreto estadual mantém autorização para eventos com até 5 mil pessoas na Bahia

/ Bahia

O decreto estadual que estabelece as normas para a realização de eventos com a presença de público na Bahia foi atualizado e terá uma nova versão publicada no Diário Oficial desta terça-feira (4).

Atividades com até 5 mil pessoas continuam sendo permitidas, de acordo com o documento assinado pelo governador Rui Costa. Também estão mantidos a obrigatoriedade da comprovação da vacinação contra a Covid-19 e o uso de máscaras.

A atualização do decreto estabelece uma nova referência para impor a restrição de eventos com, no máximo, 100 pessoas.

Esta limitação de público será válida, a partir de agora, nos municípios que fizerem parte da macrorregião de saúde em que a taxa de ocupação de leitos de UTI Covid se mantenha, por cinco dias consecutivos, superior a 75%. Antes, a referência era de 50% de ocupação dos leitos. O decreto passa a vigorar nesta terça (4) e tem validade até 14 de janeiro.

Imposto Sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) pago até 10 de fevereiro tem desconto de 20%

/ Bahia

Os proprietários de veículos baianos já podem se programar e aproveitar o desconto especial de 20% para quitar com antecedência, até 10 de fevereiro, o Imposto Sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) de 2022. Em comparação com os exercícios anteriores, o Governo do Estado dobrou o percentual de abatimento para quem pagar logo o imposto: até 2021, o desconto para antecipação no início do ano era de 10%.

Dobrou também o desconto para quem quitar o tributo integral na primeira cota do parcelamento, cuja data varia de acordo com o número final da placa do veículo: o abatimento, que neste caso era de 5%, em 2022 será de 10%.

O parcelamento, que poderá ser feito a partir de março, traz outra boa notícia para o contribuinte: a opção de dividir o imposto em cinco vezes, número também maior que as três vezes dos anos anteriores.

As medidas anunciadas em dezembro pelo governador Rui Costa têm o objetivo de atenuar os efeitos da inflação, que nos últimos meses voltaram a ser alvo de preocupação para os brasileiros, com impacto no mercado de carros.

Como pagar
O pagamento do IPVA pode ser feito em qualquer agência do Banco do Brasil, Bradesco ou Bancoob, bastando apenas informar o número do Renavam. No BB e no Bradesco, é possível também fazer o pagamento on-line. Mais informações estão disponíveis no site da Secretaria da Fazenda do Estado ou via 0800 071 0071.

De acordo com o fisco estadual, a frota tributável da Bahia é de cerca de 2,2 milhões de veículos, e o IPVA constitui a segunda fonte de arrecadação tributária do Estado. O valor arrecadado com o imposto é dividido meio a meio com o município onde o veículo foi emplacado.

Sobe para 26 o número de mortos em decorrência das chuvas na Bahia, diz Defesa Civil

/ Bahia

Com base em informações recebidas das prefeituras, a Superintendência de Proteção e Defesa Civil da Bahia (Sudec) atualizou, na tarde desta segunda-feira (3), os números referentes à população atingida pelas enchentes que ocorrem em diversas regiões do estado. São 30.915 desabrigados, 62.731 desalojados, 26 mortos e 518 feridos. O número total de atingidos é de 715.634 pessoas.

Mais um óbito, ocorrido na última quinta-feira (30), foi confirmado nesta segunda-feira (3) pela Prefeitura de Belo Campo. Trata-se de um homem de 39 anos, que se afogou no povoado do Sabiá, na zona rural do município. As localidades com vítimas fatais são: Amargosa (2), Itaberaba (2), Itamaraju (4), Jucuruçu (3), Macarani (1), Prado (2), Ruy Barbosa (1), Itapetinga (1), Ilhéus (3), Aurelino Leal (1), Itabuna (2), São Félix do Coribe (2), Ubaitaba (1) e Belo Campo (1).

Os números correspondem às ocorrências registradas em 166 municípios afetados. Desse total, 154 estão com decreto de situação de emergência.

Municípios com decreto de situação de emergência:

1.    ALCOBAÇA
2.    AMARGOSA
3.    AMÉLIA RODRIGUES
4.    ANAGÉ
5.    ANDARAÍ
6.    ANGICAL
7.    APUAREMA
8.    ARATACA
9.    AURELINO LEAL
10.    BAIXA GRANDE
11.    BARRA DO CHOÇA
12.    BARRA DO MENDES
13.    BARRA DO ROCHA
14.    BELMONTE
15.    BELO CAMPO
16.    BOA NOVA
17.    BOA VISTA DO TUPIM
18.    BREJÕES
19.    BREJOLÂNDIA
20.    BUERAREMA
21.    CAATIBA
22.    CACHOEIRA
23.    CAETANOS
24.    CAMACÃ
25.    CAMAMU
26.    CANAVIEIRAS
27.    CÂNDIDO SALES
28.    CARAVELAS
29.    CARINHANHA
30.    CATURAMA
31.    COARACI
32.    COCOS
33.    CONCEIÇÃO DO ALMEIDA
34.    CONDEÚBA
35.    CORDEIROS
36.    COTEGIPE
37.    CRAVOLÂNDIA
38.    CRISTÓPOLIS
39.    DÁRIO MEIRA
40.    DOM BÁSILIO
41.    ENCRUZILHADA
42.    ENTRE RIOS
43.    EUNÁPOLIS
44.    FEIRA DE SANTANA
45.    FIRMINO ALVES
46.    FLORESTA AZUL
47.    GANDÚ
48.    GONGOGI
49.    GUARATINGA
50.    IAÇU
51.    IBICARAI
52.    IBICOARA
53.    IBICUÍ
54.    IBIPEBA
55.    IBIRAPITANGA
56.    IBIRAPUÃ
57.    IBIRATAIA
58.    IBITIARA
59.    IGRAPIUNA
60.    IGUAÍ
61.    ILHÉUS
62.    IPIAÚ
63.    IRAJUBA
64.    IRAMAIA
65.    ITABELA
66.    ITABERABA
67.    ITABUNA
68.    ITACARÉ
69.    ITAETÉ
70.    ITAGI
71.    ITAGIMIRIM
72.    ITAJU DO COLÔNIA
73.    ITAJUÍPE
74.    ITAMARAJU
75.    ITAMBÉ
76.    ITANHÉM
77.    ITAPÉ
78.    ITAPEBI
79.    ITAPETINGA
80.    ITAPITANGA
81.    ITAQUARA
82.    ITARANTIM
83.    ITORORÓ
84.    ITUBERÁ
85.    JAGUAQUARA
86.    JEQUIÉ
87.    JIQUIRIÇÁ
88.    JITAÚNA
89.    JUCURUÇU
90.    JUSSARI
91.    JUSSIAPE
92.    LAFAIETE COUTINHO
93.    LAGOA REAL
94.    LAJE
95.    LAJEDÃO
96.    LENÇÓIS
97.    LIVRAMENTO DE NOSSA SENHORA
98.    MACARANI
99.    MANOEL VITORINO
100.    MARAGOGIPE
101.    MARCIONÍLIO DE SOUZA
102.    MASCOTE
103.    MEDEIROS NETO
104.    MILAGRES
105.    MUCUGÊ
106.    MUCURI
107.    MUNDO NOVO
108.    MUTUÍPE
109.    NAZARÉ
110.    NILO PEÇANHA
111.    NOVA CANAÃ
112.    NOVA VIÇOSA
113.    NOVO HORIZONTE
114.    PALMAS DE MONTE ALTO
115.    PARAMIRIM
116.    PARATINGA
117.    PAU BRASIL
118.    PIRAÍ DO NORTE
119.    PIRIPÁ
120.    PLANALTO
121.    POÇÕES
122.    PORTO SEGURO
123.    POTIRAGUÁ
124.    PRADO
125.    PRESIDENTE JÂNIO QUADROS
126.    PRESIDENTE TANCREDO NEVES
127.    RIACHO DE SANTANA
128.    RIBEIRA DO POMBAL
129.    RIBEIRÃO DO LARGO
130.    RIO DE CONTAS
131.    RUY BARBOSA
132.    SANTA CRUZ CABRÁLIA
133.    SANTA CRUZ DA VITÓRIA
134.    SANTA INÊS
135.    SANTA MARIA DA VITÓRIA
136.    SANTANÓPOLIS
137.    SÃO FÉLIX
138.    SÃO FÉLIX DO CORIBE
139.    SERRA DOURADA
140.    TABOCAS DO BREJO VELHO
141.    TANHAÇU
142.    TAPEROÁ
143.    TEIXEIRA DE FREITAS
144.    TEOLÂNDIA
145.    TREMEDAL
146.    UBAÍRA
147.    UBAITABA
148.    UBATÃ
149.    URUÇUCA
150.    VALENÇA
151.    VEREDA
152.    VITÓRIA DA CONQUISTA
153.    WANDERLEY
154.    WENCESLAU GUIMARÃES

 

Do total de 119 prometidos, Ministério da Saúde envia 23 médicos à Bahia após enchentes

/ Bahia

Médicos desembarcaram na região Sul da Bahia. Foto: Sesab

Contrariando as expectativas, o Ministério da Saúde enviou apenas 23 médicos à Bahia, do total de 119 prometidos pelo ministro Marcelo Queiroga, para atender a população atingida pela catástrofe ambiental que culminou em mais 90 mil pessoas desabrigadas e desalojadas e em 156 municípios em situação de emergência. Adicionalmente, a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) remanejou oito médicos do quadro para atuar nas regiões afetadas. Além de socorrer os feridos, os profissionais de saúde têm a missão de minimizar os efeitos do contato com as águas sujas das enchentes e combater doenças como cólera, leptospirose, hepatite, doenças diarreicas e febre tifoide, por exemplo.

Todos eles já desembarcaram em Ilhéus e estão em deslocamento para os seguintes municípios: Gandu, Itajuípe, Piraí do Norte, Dário Meira, Teolândia, Canavieiras, Apuarema, Nova Ibiá, Ibicaraí, Angical, Paratinga, Wanderley, Cotegipe, Jucuruçu, Itamaraju, Prado, Medeiros Neto, Ibicuí, Itarantim, Jiquiriçá, Ubaíra e Amargosa.

De acordo com a secretária estadual da Saúde da Bahia, Tereza Paim, a distribuição dos médicos foi feita pela Sesab em parceria com Conselho de Secretários Municipais de Saúde da Bahia (Cosems-BA). “Buscamos uma equidade com foco nos municípios muito afetados e com população desabrigada e desalojada. Periodicamente novas avaliações serão feitas, a fim de incluir novos municípios”, destaca a secretária.

Vinda de São Paulo, a médica Rita Cândido fala da sensação de vir à Bahia nesse momento: “É muito gratificante e emocionante trabalhar para suprir as necessidades médicas de uma a população que tem sofrido muito.” Já o médico paraibano Gomes Machado tem uma motivação a mais porque “estou ajudando meu povo porque minha família também é baiana. A gente se formou para isso, para salvar vidas e não há nem o que se discutir quanto a isso. Temos de estar onde se precisa de um médico” Para a sergipana Josefa Oliveira, o sentimento é de esperança: ”Estar aqui, contribuindo, compartilhando o que estudamos e oferecendo o nosso trabalho para quem mais está precisando nesse momento nos faz acreditar na vida, mesmo após as piores tragédias”.

Estado reforça estratégias de apoio às prefeituras para reconstrução de áreas atingidas pelas enchentes

/ Bahia

Reunião com secretários define estratégias. Foto: Divulgação/Secom

Nesta segunda-feira (3), primeiro dia útil do ano, o governador Rui Costa promoveu uma reunião com os secretários na Governadoria, no CAB, para pedir celeridade na reconstrução das áreas atingidas pelas chuvas na Bahia. Ele anunciou ainda a aquisição de máquinas pesadas e reforçou que, entre as prioridades das ações emergenciais, está o cadastramento de pessoas que perderam suas casas e dos comerciantes que terão acesso ao financiamento da Agência de Fomento do Estado (Desenbahia). O objetivo agora é fazer com que a execução dos projetos comece o mais rápido possível.

O governador solicitou o levantamento do nome, CPF e do endereço das pessoas que perderam seus pertences por causa dos temporais e determinou rapidez na distribuição de fogões e geladeiras. Famílias de Itamaraju já foram beneficiadas com essa ação do Governo do Estado. Lá as famílias receberam ainda botijões de gás. Nesta terça-feira (4) será a vez dos moradores de Vereda receberem os eletrodomésticos.

Outra determinação do governador é que sejam compradas máquinas pesadas para o trabalho de limpeza e reconstrução das cidades e estradas. Serão adquiridos 15 rolos, 20 motoniveladoras, 15 pás carregadeiras e 15 escavadeiras, além de 20 caçambas.

Para a recuperação das estradas vicinais das cidades, Rui solicitou que sejam realizados convênios com as prefeituras. ”Temos que dar trafegabilidade às pessoas dos municípios atingidos”, afirmou. Já são 61 pontos críticos de estradas monitorados pela Secretaria de infraestrutura (Seinfra). A estimativa é de que seja necessário um investimento superior a R$ 120 milhões apenas para a recuperação desses pontos críticos.

O secretário de Infraestrutura, Marcus Cavalcanti, afirmou que o Governo do Estado vem atuando em dois grandes períodos de chuvas, um no início de dezembro e outro próximo ao Natal, que se estende até hoje no Oeste da Bahia. ”Já reestabelecemos o tráfego em praticamente todas as estradas principais, com passagens provisórias ou desvios de rodovias. Estamos contratando a recuperação da estrada de Itamaraju a Prado, onde devem ser investidos mais de R$ 12 milhões”.

Durante o encontro, o governador solicitou ainda que cada prefeito levante três prioridades para recuperação de estruturas nos municípios. Ele pediu também a busca alternativas para oferecer combustível por um valor mais acessível a esses locais. ”Esta ajuda imediata de combustível será realizada através de um plano de trabalho. E as estradas a serem recuperadas estarão vinculadas à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), porque identificar essas estradas é fundamental para o escoamento da produção e a recuperação econômica desses municípios”, destacou Rui.

O secretário Marcus Cavalcanti explicou que o programa de recuperação para as estradas está sendo elaborado junto com a SDR e vai ser específico para as rotas produtivas. ”São as estradas por onde são escoadas as produções agrícolas, de leite, e os municípios precisam receber esse apoio o mais rápido possível para se restabelecer o fluxo de mercadorias”.

Desenbahia

Santa Inês, Itapetinga, Itabuna e Ipiaú são alguns dos municípios que, a exemplo do que ocorreu em Medeiros Neto, terão um posto avançado de apoio da Desenbahia. Até o momento, 430 empreendedores já manifestaram interesse no financiamento e 148 contratos já foram firmados com a agência. O secretário da Casa Civil, Carlos Mello, afirmou que os moradores estão sendo isentados de taxas de emissão de laudos das perdas. ”Isso vai possibilitar a emissão de crédito com mais velocidade. Para isso, a Desenbahia está ampliando sua estrutura para atender os comerciantes e empresários que foram atingidos pelas cheias”.

SAC Móvel

Três carretas do SAC Móvel visitarão os municípios atingidos pelas chuvas, para que os moradores possam obter gratuitamente os documentos perdidos nas enchentes. As carretas já estiveram nos municípios do Extremo Sul da Bahia, em Medeiros Neto, Itamaraju e Prado; agora, irão atender a população de Itambé, Dário Meira e Ubaíra. No SAC podem ser emitidos o RG, o CPF, antecedentes criminais e outros documentos. ”Com as novas rotas do SAC Móvel que estão sendo criadas, será possível recompor a documentação dos atingidos pelas cheias”, finalizou Carlos Mello.

Cai número de desabrigados e desalojados pelas chuvas na Bahia, diz Defesa Civil

/ Bahia

Com base em informações recebidas das prefeituras, a Superintendência de Proteção e Defesa Civil da Bahia (Sudec) atualizou, na tarde de domingo (2), os números referentes à população atingida pelas enchentes que ocorrem em diversas regiões da Bahia. São 32.594 desabrigados, 57.451 desalojados, 25 mortos e 517 feridos. O número total de atingidos chega a 661.508 pessoas.

Os números correspondem às ocorrências registradas em 165 municípios afetados. É importante destacar que, desse total, 153 estão com decreto de situação de emergência.

As localidades com vítimas fatais são: Amargosa (2), Itaberaba (2), Itamaraju (4), Jucuruçu (3), Macarani (1), Prado (2), Ruy Barbosa (1), Itapetinga (1), Ilhéus (3), Aurelino Leal (1), Itabuna (2), São Félix do Coribe (2) e Ubaitaba (1).

Sistemas de águas dos moradores afetados pelas chuvas em cidades da Bahia são religados

/ Bahia

Todos os 59 sistemas afetados pelas chuvas na Bahia já foram reabilitados e o abastecimento de água em municípios das regiões do Recôncavo, Vale do Jiquiriçá (baixo sul), Sul, Sudoeste e Extremo Sul está sendo retomado gradativamente. ”O único sistema que ainda não foi colocado em operação é o do município de Caetanos, porque continua chovendo na bacia do Rio Gavião e o acesso à captação do sistema continua muito difícil. A estimativa é colocar o sistema em operação até a noite de hoje (02)”, informou neste domingo a assessoria de imprensa da Empresa Baiana de Águas e Saneamento ( Embasa).

Uma força-tarefa com cerca de 500 colaboradores foi mobilizada para recuperar os sistemas no menor prazo possível. Técnicos da Embasa também estão trabalhando para reconstruir as estações de bombeamento dos sistemas de esgotamento sanitário de municípios situados no Vale do Jiquiriçá. Ao todo, foram seis estações destruídas pela força da correnteza durante a enchente.

Ainda de acordo com a empresa, os temporais provocaram avarias em equipamentos, rompimentos em adutoras e redes distribuidoras de água e impediram o acesso às áreas onde estão localizadas captações ou estações de tratamento da Embasa, inviabilizando sua manutenção imediata. As chuvas causaram ainda danos também em redes elétricas dos municípios, paralisando sistemas de abastecimento de água por falta de energia.

Números

Por causa das fortes chuvas já são 165 municípios afetados pelas enchentes deste o início do mês de novembro. Desse total subiu para 153 o número de cidades do estado em situação de emergência. Segundo a última atualização feita ontem (1) pela Superintendência de Proteção e Defesa Civil da Bahia (Sudec), já são 32.737 desabrigados, 57.531 desalojados, 25 mortos e 517 feridos. O número total de atingidos chegou a 661.508 pessoas.

Rodovias

Segundo a Secretaria de Infraestrutura da Bahia (Seinfra) as ações de monitoramento nas rodovias baianas atingidas pelas fortes chuvas das últimas semanas continuam sendo feitas neste domingo (02). A equipe técnica do órgão acompanha a situação de dois trechos de rodovias na região do Extremo Sul da Bahia, a BA-284 e a BR-489, para a prevenção em caso de novas ocorrências. Ambas estão entre os 54 pontos de via afetadas durante o período chuvoso e que são observadas pela Seinfra.

Na BA-284, o trecho entre Itamaraju e Jucuruçu é monitorado pela Secretaria de Infraestrutura para que os reparos necessários sejam realizados imediatamente se houver algum registro de ocorrência. Os desvios provisórios nos quilômetros (Kms) 10, 17 e 30 da rodovia precisaram ser construídos no mês passado após a pista ceder. Outra rodovia avaliada pela equipe técnica da Seinfra é a BR-489. Também foram implantados desvios provisórios nos Kms 02, 13 e 15 da ligação de Prado com Itamaraju em dezembro por conta das chuvas.

Estão sendo monitoradas nove pontes e pontilhões em sete diferentes regiões do estado. Os trechos são importantes vias de acesso às cidades e distritos e foram danificados por conta do rompimento de aterro ou por ter cedido um dos encontros. Nessa lista estão as pontes sobre o Rio Água Piranga; da Urissangas; de acesso à Itapitanga; sobre o Rio Cipó; entre Inhobim e Encruzilhada; no acesso ao distrito de Guaibim; entre o distrito de Itaibó, em Jequié, e Baixa Alegre; de acesso à Prado; entre os distritos de Ventania e Caiubi, em Itapebi. O tráfego foi liberado em alguns locais e outros somente serão retomados após a execução de serviços. Da Agência Brasil

Estado da Bahia tem 32.594 desabrigados, 57.451 desalojados e 25 mortos pelas chuvas

/ Bahia

Com base em informações recebidas das prefeituras, a Superintendência de Proteção e Defesa Civil da Bahia (Sudec) atualizou, na tarde deste domingo (2), os números referentes à população atingida pelas enchentes que ocorrem em diversas regiões do estado. São 32.594 desabrigados, 57.451 desalojados, 25 mortos e 517 feridos. O número total de atingidos chega a 661.508 pessoas.

Os números correspondem às ocorrências registradas em 165 municípios afetados. É importante destacar que, desse total, 153 estão com decreto de situação de emergência.

As localidades com vítimas fatais são: Amargosa (2), Itaberaba (2), Itamaraju (4), Jucuruçu (3), Macarani (1), Prado (2), Ruy Barbosa (1), Itapetinga (1), Ilhéus (3), Aurelino Leal (1), Itabuna (2), São Félix do Coribe (2) e Ubaitaba (1).

Municípios com decreto de situação de emergência:

ALCOBAÇA
AMARGOSA
AMÉLIA RODRIGUES
ANAGÉ
ANDARAÍ
ANGICAL
APUAREMA
ARATACA
AURELINO LEAL
BAIXA GRANDE
BARRA DO CHOÇA
BARRA DO MENDES
BARRA DO ROCHA
BELMONTE
BELO CAMPO
BOA NOVA
BOA VISTA DO TUPIM
BREJÕES
BREJOLÂNDIA
BUERAREMA
CAATIBA
CACHOEIRA
CAETANOS
CAMACÃ
CAMAMU
CANAVIEIRAS
CÂNDIDO SALES
CARAVELAS
CARINHANHA
CATURAMA
COARACI
COCOS
CONCEIÇÃO DO ALMEIDA
CONDEÚBA
CORDEIROS
COTEGIPE
CRAVOLÂNDIA
CRISTÓPOLIS
DÁRIO MEIRA
DOM BASÍLIO
ENCRUZILHADA
ENTRE RIOS
EUNÁPOLIS
FEIRA DE SANTANA
FIRMINO ALVES
FLORESTA AZUL
GANDÚ
GONGOGI
GUARATINGA
IAÇU
IBICARAI
IBICOARA
IBICUÍ
IBIPEBA
IBIRAPITANGA
IBIRAPUÃ
IBIRATAIA
IBITIARA
IGRAPIUNA
IGUAÍ
ILHÉUS
IPIAÚ
IRAJUBA
IRAMAIA
ITABELA
ITABERABA
ITABUNA
ITACARÉ
ITAETÉ
ITAGI
ITAGIMIRIM
ITAJU DO COLÔNIA
ITAJUÍPE
ITAMARAJU
ITAMBÉ
ITANHÉM
ITAPÉ
ITAPEBI
ITAPETINGA
ITAPITANGA
ITAQUARA
ITARANTIM
ITORORÓ
ITUBERÁ
JAGUAQUARA
JEQUIÉ
JIQUIRIÇÁ
JITAÚNA
JUCURUÇU
JUSSARI
JUSSIAPE
LAFAIETE COUTINHO
LAGOA REAL
LAJE
LAJEDÃO
LENÇÓIS
LIVRAMENTO DE NOSSA SENHORA
MACARANI
MANOEL VITORINO
MARAGOGIPE
MARCIONÍLIO DE SOUZA
MASCOTE
MEDEIROS NETO
MILAGRES
MUCUGÊ
MUCURI
MUNDO NOVO
MUTUÍPE
NAZARÉ
NILO PEÇANHA
NOVA CANAÃ
NOVA VIÇOSA
NOVO HORIZONTE
PALMAS DE MONTE ALTO
PARAMIRIM
PARATINGA
PAU BRASIL
PIRAÍ DO NORTE
PLANALTO
POÇÕES
PORTO SEGURO
POTIRAGUÁ
PRADO
PRESIDENTE JÂNIO QUADROS
PRESIDENTE TANCREDO NEVES
RIACHO DE SANTANA
RIBEIRA DO POMBAL
RIBEIRÃO DO LARGO
RIO DE CONTAS
RUY BARBOSA
SANTA CRUZ CABRÁLIA
SANTA CRUZ DA VITÓRIA
SANTA INÊS
SANTA MARIA DA VITÓRIA
SANTANÓPOLIS
SÃO FÉLIX
SÃO FÉLIX DO CORIBE
SERRA DOURADA
TABOCAS DO BREJO VELHO
TANHAÇU
TAPEROÁ
TEIXEIRA DE FREITAS
TEOLÂNDIA
TREMEDAL
UBAÍRA
UBAITABA
UBATÃ
URUÇUCA
VALENÇA
VEREDA
VITÓRIA DA CONQUISTA
WANDERLEY
WENCESLAU GUIMARÃES

Número de desabrigados pelas chuvas em cidades da Bahia cai pelo 2º dia consecutivo

/ Bahia

Itabuna, na Bahia, após as chuvas. Foto: Tayná Borges/Arquivo Pessoal

O número de desabrigados pelas chuvas na Bahia caiu, neste sábado (1º), pelo segundo dia consecutivo. No balanço divulgado pela Superintendência de Proteção e Defesa Civil (Sudec), os registros passaram de 33.247 para 32.737 – uma redução de 510.

São consideradas desabrigadas as pessoas que perderam seus imóveis e precisam de apoio do poder público. Na sexta-feira (31), o número também havia tido uma redução de 4.508 em relação ao balanço da quinta-feira (30). O governo do estado não explicou o motivo da queda.

Já o número de desalojados, que são as pessoas que também perderam os imóveis, mas foram alocadas em casas de familiares ou amigos, subiu para 57.531. Os números de mortos e feridos se mantiveram: 25 e 517, respectivamente.

A quantidade de cidades em situação de emergência também permaneceu em 153, enquanto o total de pessoas atingidas passou para 661.508. As informações são do G1