Quatro pessoas envolvidas com crimes de pirataria virtual são presas no extremo sul da Bahia

/ Bahia

Quatro envolvidos com crimes de pirataria virtual foram presos por policiais da 23ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Eunápolis) na manhã desta terça-feira (21), durante a deflagração da quarta fase da ‘Operação 404’, nos municípios de Eunápolis e Porto Seguro. A ação faz parte de uma mobilização internacional coordenada pela Secretaria de Operações Integradas (Ministério da Justiça e Segurança Pública), Polícias Civis de diversos estados brasileiros e Agências de Aplicação da Lei dos Estados Unidos e Reino Unido.

Durante o cumprimento de prisão temporária e busca e apreensão, foram apreendidos automóveis de luxo, computadores e documentos que ajudarão na investigação. Participam da operação nacional policiais da Bahia, Alagoas, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Rio Grande do Sul, Pará e Pernambuco.

Todos os envolvidos foram encaminhados para a sede da Coorpin, em Eunápolis, onde passaram por exames de corpo de delito no Departamento de Polícia Técnica e seguem à disposição da Justiça. O nome ”Operação 404” faz referência ao código de resposta do protocolo HTTP para indicar que a página não foi encontrada ou está indisponível.

Operação São João terá Reconhecimento Facial em Salvador e em mais 11 municípios; Jequié na lista

/ Bahia

Forças de Segurança discutem o São João. Foto: Secom

Com uma programação especial, grandes atrações e manifestações culturais, os festejos juninos de 2022, realizados na capital e em diversos municípios do interior do estado, contam com um esquema de segurança estratégico. Anunciada, nesta segunda-feira (20), pela Secretaria de Segurança Pública do estado da Bahia (SSP-BA), a Operação São João contará com o efetivo de 28 mil policiais e bombeiros e, pela primeira vez, vai utilizar o Sistema de Reconhecimento Facial.

A tecnologia, que já ajudou a retirar 262 criminosos das ruas, vai auxiliar a polícia a promover uma festa de paz e muita diversão para baianos e turistas. Para tanto, câmeras foram distribuídas nos quatro pontos de festa em Salvador: Paripe, Periperi, Parque de Exposições, Pelourinho. Outras 11 cidades do interior da Bahia também vão ser contempladas com o reforço tecnológico. Mais de R$ 9 milhões de reais foram empregados pela SSP, para garantia de efetivo e da estrutura.

De acordo com o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Paulo Coutinho, todos os esforços estão empenhados para garantir a tranquilidade de quem for curtir o ‘arraiá’. ”Além do policiamento convencional, nós estamos reforçando o policiamento em outras regiões e principalmente nos grandes centros de festa do São João”, afirmou. Ele ainda deixou um recado para a população: “Aproveitem, sobretudo com ponderação no uso de bebida alcoólica, e confiem na PM, que estará presente 24 horas”, completou.

Com início na próxima quinta-feira (23), o esquema de segurança voltado para os festejos vai até domingo (26), e segue entre os dias 30 de junho, até o dia 2 de julho, feriado da Independência da Bahia. O efetivo vai atuar em todo o estado nas ações preventivas, através das patrulhas nas áreas de festa e fiscalização dos itens de segurança dos espaços, e também nas ações de monitoramento e investigação, com o aumento dos plantões e dos quadros disponibilizados nas delegacias.

Postos Avançados

Além de Salvador, a atuação da Polícia Civil terá um reforço em 232 cidades do interior, com equipes trabalhando em regimes extraordinários de plantão. Já nos municípios em que as festas concentram maior número de pessoas, serão montadas delegacias especiais. ”Serão instalados Posto Avançados da Polícia Civil em Senhor do Bonfim, Cruz das Almas, Amargosa, Santo Antônio de Jesus, Ibicuí, Eunápolis e Porto Seguro. A ideia é que essa estrutura esteja mais próxima de onde acontecerão os maiores festejos, de forma a otimizar as medidas de polícia judiciária”explica a delegada-geral da Polícia Civil, Heloísa Campos Brito, que ainda anunciou a instalação de uma delegacia especializada no Parque de exposições, em Salvador.

Revistas e monitoramento

Para evitar a entrada de materiais ilícitos, como armas e drogas, serão realizadas revistas nos portões de acesso dos principais pontos de realização da festa na capital. Os locais também serão monitorados com o auxílio de câmeras convencionais. O monitoramento nas áreas de festa será feito ininterruptamente sob a coordenação do Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), o que garante rápido acionamento das guarnições policiais e de equipes das instituições parceiras, a serviço nos eventos.

O Sistema de Reconhecimento Facial e de Placas, previsto na expansão do projeto Video-Polícia, também será aplicado em 11 cidades do interior: Serrinha, Jequié, Santo Antônio de Jesus, Riachão do Jacuípe, Candeias, Dias D’ávila, Salinas das Margaridas, Irecê, Senhor do Bonfim, Porto Seguro e Itaberaba.

Isidório reage à denúncia da Globo; ”veja o carinho dos internos com seu dito torturador”

/ Bahia

Isidório rebateu acusações da rede Globo. Foto: Rede social

Alvo do programa Fantástico da rede Globo, que levou ao ar no último domingo uma matéria em que a Fundação Dr. Jesus, instalada na Bahia, estaria cometendo irregularidades em tratamentos terapêuticos, o deputado federal e presidente estadual do Avante,  Pastor Sargento Isidório (Avante), usou as redes sociais para rebater as acusações sofridas em rede nacional.

”Após a reportagem do Fantástico, veja que FANTÁSTICO o carinho que os internos têm com seu dito ”torturador”, publicou Isidório em mensagem acompanhada de um vídeo no seu Instagram, onde aparece sendo aplaudido pelos acolhidos.

Galpão de empresa é atingido por incêndio e três pessoas ficam feridas no município de Simões Filho

/ Bahia

Galpão pegou fogo em Simões Filho. Reprodução/Corpo de Bombeiros

O galpão de uma empresa pegou fogo na manhã desta segunda-feira (20) e três pessoas ficaram feridas, em Simões Filho. As vítimas foram atendidas por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e o estado de saúde ainda não foi divulgado.

Segundo o g1, a empresa atua no ramo de sustentabilidade e trabalha com recolhimento de resíduos químicos e materiais descartados de outras companhias. O incêndio foi controlado pelo 10º Grupamento de Bombeiros Militar de Camaçari e a causa ainda é desconhecida. Uma perícia será realizada no local para identificar o que provocou o início das chamas.

O major Allan Guanais disse que as chamas começaram em uma área que abrigava restos de chuteiras e uma das pessoas que estavam no local sofreu queimaduras. ”A informação é que uma das vítimas teve queimadura nas mãos, no lado direito do rosto e no pé. Outra inalou fumaça, e está fora de risco. E uma terceira que foi correr, machucou as articulações, mas nada muito grave”, comentou.

Bahia registra 3.750 casos ativos de Covid-19 e mais 5 óbitos, diz boletim epidemiológico

/ Bahia

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 165 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,01%) e 308 recuperados (+0,02%). Dos 1.559.397 casos confirmados desde o início da pandemia, 1.525.657 já são considerados recuperados, 3.750 encontram-se ativos e 29.990 tiveram óbito confirmado. Nas últimas 24h, o estado registrou 5 óbitos.

Os dados ainda podem sofrer alterações devido à instabilidade do sistema do Ministério da Saúde. A base ministerial tem, eventualmente, disponibilizado informações inconsistentes ou incompletas.

O boletim epidemiológico desta segunda-feira (20) contabiliza ainda 1.901.481 casos descartados e 338.951 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica em Saúde da Bahia (Divep-BA), em conjunto com as vigilâncias municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até às 17 horas desta segunda. Na Bahia, 63.892 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

Vacinação

Até o momento temos 11.610.051 pessoas vacinadas com a primeira dose, 10.706.449 com a segunda dose ou dose única, 6.159.840 com a dose de reforço e 447.614 com o segundo reforço. Do público de 5 a 11 anos, 961.869 crianças já foram imunizadas com a primeira dose e 538.848 já tomaram também a segunda dose.

 

Baianos desenvolvem teste para identificar menores bactérias do mundo, provenientes de animais

/ Bahia

Baianos desenvolveram um teste rápido que detecta bactérias em amostras provenientes de animais e de culturas celulares. A ideia é disponibilizar no mercado uma opção para a identificação rápida da contaminação pelo organismo.

”A contaminação por micoplasmas leva às doenças graves em animais, como pneumonia, poliartrite, mastite e serosite. Em sua maioria, acomete animais de produção de carne e leite e, por esta razão, além de ocasionar sofrimento intenso a estes animais, impacta financeiramente o setor produtivo. As bactérias também podem atuar como contaminantes de bioprodutos como vacinas e, por isso, toda a produção deve ser testada quanto à presença/ausência destas bactérias, a fim de evitar a contaminação em humanos”, explica Bruna Carolina, uma das pesquisadoras envolvidas no projeto.

De acordo com a especialista, os testes atuais do mercado são caros e demoram para disponibilizar os resultados. ”Os métodos vigentes de detecção de micoplasmas são caros e laboriosos, além de demandar um tempo considerável para sua execução e conclusão. Diante disso, o mercado necessita de métodos que reúnam praticidade, rapidez e custo-benefício. A tecnologia proposta atende à necessidade do mercado, oferecendo rapidez, praticidade e baixo custo frente aos testes convencionalmente utilizados”, diz.

O produto constata a contaminação de forma ágil e não precisa de um local específico para ser usado. ”O teste rápido identifica a presença de micoplasmas em uma amostra coletada do ambiente suspeito, através de uma interação com moléculas específicas para sua detecção. Ele é portátil e pode ser feito fora do ambiente laboratorial, sem a ajuda de um profissional habilitado”, afirma.

Nos próximos meses, os pesquisadores têm o objetivo de regulamentar o produto e produzir uma pequena quantidade de teste para iniciar a comercialização. Além de Bruna, o projeto conta com a colaboração de Lucas Miranda, Bruno Lopes, Hellen Braga, Nathan das Neves, Beatriz Almeida, Wesley Dias, Maysa Santos e tem parceria com a Universidade Federal da Bahia (Ufba). Com informações do site Bahia Notícias

Advogada de Vitória da Conquista sofre racismo de vizinha ao pedir para tirar carro; ”Macaca”

/ Bahia

Vítima é a advogada Yldene Martins. Foto: Reprodução/Rede social

A advogada Yldene Martins, conselheira estadual da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) na Bahia, foi vítima de racismo por uma vizinha, que a chamou, dentre outras injúrias raciais, de ”macaca negra”. O caso aconteceu em Vitória da Conquista, após a advogada solicitar a retirada do carro de outra moradora que ocupava a sua vaga de garagem.

A OAB saiu em defesa da profissional e manifestou ”sua irrestrita solidariedade à jovem advogada”. A Ordem destacou um entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF), fixado em outubro do ano passado, que considera que o crime de injúria racial é espécie do gênero racismo, sendo, portanto, inafiançável e imprescritível, conforme o artigo 5º, inciso XLII, da Constituição Federal.

A Ordem e a Subseção de Vitória da Conquista repudiaram o racismo sofrido e reafirmaram a disposição de lutar pela promoção da igualdade racial e pela dignidade da pessoa humana.

”É inadmissível que no Brasil, maior nação negra fora do continente africano, tenhamos que conviver com práticas cotidianas de opressão que negam direitos e tentam rebaixar o ser humano pela cor da sua pele, origem, raça ou etnia”, diz pronunciamento, conforme publicação do Correio.

De acordo com a OAB, Yldene Martins já está sendo acompanhada pela Comissão de Promoção da Igualdade Racial da Subseção de Vitória da Conquista e terá o apoio da Subseção e da Seccional baiana da instituição. A Polícia Civil foi procurada sobre o caso, mas não respondeu até a publicação da matéria.

São João deve movimentar R$ 550 milhões na Bahia, aponta Secretaria de Desenvolvimento Econômico

/ Bahia

Um levantamento realizado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE) aponta que as festas de São João movimentem mais de R$ 550 milhões na economia baiana este ano, em especial, os setores do comércio e serviços. A expectativa é que os festejos juninos gerem mais de 40 mil empregos temporários.

”O comércio baiano está esperançoso. As festas juninas trazem ótimas oportunidades para atraírem ainda mais consumidores e aumentarem a receita do território baiano. O mês de junho impulsiona a venda de diferenciados produtos para este mês, além de contribuir para o turismo nos municípios do Estado e gerar empregos nas regiões. É um momento de valorização cultural para a Bahia”, avalia o secretário de Desenvolvimento Econômico, José Nunes.

De acordo com a SDE, se destacam neste período o setor de serviços com as farmácias, padarias, lanchonetes, lojas de roupas e calçados; de turismo, por meio de aeroportos e hospedagem; e transportes, com a procura de passagens aéreas, vans e locação de veículos.

Também é economicamente beneficiado com a época junina a agricultura familiar, cuja produção é revertida em licores com frutas regionais e outros ítens comercializados no período, assim como o setor alimentos e bebidas. Outro destaque é a área da cultura, na contratação de músicos, bandas, técnicos de som e luz.

Fundação Dr. Jesus pratica maus tratos contra internos, diz reportagem do Fantástico, da Globo

/ Bahia

A Fundação Dr  Jesus foi alvo de uma denúncia do programa Fantástico da TV Globo que apontou irregularidades em comunidades terapêuticas que acolhem dependentes químicos espalhadas pelo Brasil. A Fundação fica em Candeias, Região Metropolitana de Salvador e é vinculada ao deputado federal Pastor Sargento Isisório (Avante).

Entre as práticas flagradas pela reportagem estão castigos físicos e racionamento de comida, segregação e repressão sexual, doutrinação religiosa interferindo no cuidado médico, ações são condenadas por especialistas e pelo Conselho Federal de Psicologia.

Na instituição baiana, a repressão sexual ganhou destaque. Em um trecho da  matéria, Isidório é flagrado afirmando que pessoas transgênero são diabólicas: ”Você deixou o Diabo lhe enganar. Você deixou o médico cortar seu pé de sofá. Ela só pensa que tem bilau. O Diabo diz ao homem que ele pode ser mulher, aí ele se veste todo, bota silicone”. Mais adiante, com um facão na mão, ele zomba da medicina: ”Meu psiquiatra chegou. Seu psiquiatra chegou”. Além disso, monitores e ex-internos falam de uma rotina de castigos, com internos que chegam a ficar três dias só comendo arroz.

Ao longo dos anos, as comunidades terapêuticas têm recebido cada vez mais dinheiro público, repassado por municípios, estados e pela União De acordo com a apuração do Fantástico, a Fundação Dr. Jesus recebeu do Governo da Bahia, desde 2015, um repasse no valor de R$ 84 milhões.

Em nota, a gestão estadual informou que os investimentos na Fundação Dr. Jesus seguem a lei. Também afirma que não vai admitir qualquer ação que atinja a dignidade e os diretos das pessoas e que possui uma forte política de inclusão e combate ao preconceito contra pessoas LGBTQIA+. Afirmou também que a denúncia será apurada.

Já o Pastor Sargento Isidório disse ser um colaborador voluntário da Fundação Dr. Jesus principalmente na orientação pastoral que busca salvar vidas e famílias. O parlamentar acrescentou que perguntas técnicas e administrativas devem ser feitas para a instituição, que não respondeu.

As comunidades existem no Brasil desde a década de 70 e vêm crescendo muito nos últimos cinco anos. A Federação Brasileira de Comunidades Terapêuticas acredita que existam hoje perto de 80 mil pessoas acolhidas, e perto de 5 a 6 mil comunidades terapêuticas espalhadas por todo o país.

O período de internação e o programa de acolhimento variam de instituição para a instituição, mas, segundo estudiosos, todas partem do mesmo princípio. ”As comunidades terapêuticas brasileiras têm como âncora do seu trabalho o tripé ‘trabalho, disciplina e espiritualidade”, diz Débora Gomes Medeiros, psiquiatra e pesquisadora de saúde coletiva da Unicamp. *Bahia Notícias

Bahia registra 3.898 casos ativos de Covid-19 e mais 4 óbitos, diz boletim epidemiológico da SESAB

/ Bahia

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 269 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,02%) e 367 recuperados (+0,02%). Dos 1.559.232 casos confirmados desde o início da pandemia, 1.525.349 já são considerados recuperados, 3.898 encontram-se ativos e 29.985 tiveram óbito confirmado. Nas últimas 24h, o estado registrou 4 óbitos.

Os dados ainda podem sofrer alterações devido à instabilidade do sistema do Ministério da Saúde. A base ministerial tem, eventualmente, disponibilizado informações inconsistentes ou incompletas.

O boletim epidemiológico deste domingo (19) contabiliza ainda 1.901.365 casos descartados e 338.873 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica em Saúde da Bahia (Divep-BA), em conjunto com as vigilâncias municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até às 17 horas deste domingo. Na Bahia, 63.886 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

Vacinação

Até o momento temos 11.608.765 pessoas vacinadas com a primeira dose, 10.706.361 com a segunda dose ou dose única, 6.157.305 com a dose de reforço e 443.086 com o segundo reforço. Do público de 5 a 11 anos, 961.500 crianças já foram imunizadas com a primeira dose e 539.161 já tomaram também a segunda dose.

Festejos juninos são cancelados no município de Presidente Tancredo Neves, baixo sul da Bahia

/ Bahia

A prefeitura de Presidente Tancredo Neves, no baixo-sul da Bahia, anunciou em suas redes sociais, neste sábado (18), o cancelamento dos festejos de São João. A decisão foi tomada após o Ministério Público da Bahia (MP-BA) recomendar que o município cancelasse o evento por conta dos gastos que seriam custeados pela prefeitura.

A cidade foi uma das 164 da Bahia que decretaram situação de emergência por conta das chuvas no final de 2021. Em nota, a prefeitura afirma que propôs a manutenção da festa com a redução de mais de 60% dos gastos inicialmente previstos. A proposta era que a diminuição da verba deixasse o evento com custo de R$ 1.366.245,00

”Considerando os precedentes judiciais em cidades em condições similares, bem como, o entendimento que vêm sendo adotado pelo STJ, e visando evitar o emprego de dinheiro público de maneira irreversível na contratação de itens essenciais a realização dos festejos, sem qualquer segurança de sua realização, o prefeito Antonio dos Santos Mendes ( Toin do Bó), acatará a recomendação ministerial e cancelará as festividades juninas no município.” Com informações do G1

Bahia registra 4.000 casos ativos de Covid e mais 6 óbitos, diz boletim epidemiológico da SESAB

/ Bahia

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 887 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,06%) e 641 recuperados (+0,04%). Dos 1.558.963 casos confirmados desde o início da pandemia, 1.524.982 já são considerados recuperados, 4.000 encontram-se ativos e 29.981 tiveram óbito confirmado. Nas últimas 24h, o estado registrou 6 óbitos.

Os dados ainda podem sofrer alterações devido à instabilidade do sistema do Ministério da Saúde. A base ministerial tem, eventualmente, disponibilizado informações inconsistentes ou incompletas.

O boletim epidemiológico deste sábado (18) contabiliza ainda 1.901.154 casos descartados e 338.737 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica em Saúde da Bahia (Divep-BA), em conjunto com as vigilâncias municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até às 17 horas deste sábado. Na Bahia, 63.880 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

Vacinação

Até o momento temos 11.608.765 pessoas vacinadas com a primeira dose, 10.706.117 com a segunda dose ou dose única, 6.157.263 com a dose de reforço e 443.069 com o segundo reforço. Do público de 5 a 11 anos, 961.497 crianças já foram imunizadas com a primeira dose e 539.135 já tomaram também a segunda dose.

Fazendeiro do sudoeste baiano faz acordo e paga R$420 mil por ”trabalho escravo”, diz jornal

/ Bahia

O caso aconteceu em Ribeirão do Largo. Foto: Divulgação/MPT

Um acordo judicial fechado entre o Ministério Público do Trabalho (MPT) e o fazendeiro Gilvandro Fróes Marques Lobo garante o pagamento de indenizações a 18 trabalhadores rurais resgatados em situação análoga à de escravos em novembro de 2017 já a partir deste mês de junho. O grupo foi localizado por uma equipe de fiscalização composta por diversos órgãos na fazenda Vitória, localizada no município de Ribeirão do Largo, no sudoeste da Bahia. Desde então, os lavradores vinham sendo acompanhados por programas governamentais, participando de cursos de qualificação e recebendo auxílios.

O acordo foi homologado em abril deste ano na Vara do Trabalho de Itapetinga, onde a ação civil pública movida pelo MPT corria. Segundo o documento, fechado na presença da procuradora Marselha Silverio de Assis Dellian e da juíza Jeana Silva Sobral, o proprietário da fazenda onde os lavradores foram resgatados se comprometeu a pagar um total de R$420 mil, sendo que R$270 mil serão divididos entre os 18 trabalhadores a título de dano moral individual e os outros R$150 mil serão pagos à sociedade como dano moral coletivo. Esse último valor será destinado pelo MPT para órgãos públicos ou entidades sem fins lucrativos da região afetada.

O pagamento foi escalonado em parcelas mensais. As primeiras três, de R$90 mil cada, vão custear as indenizações aos trabalhadores. Depois disso, o proprietário da fazenda fará 15 depósitos mensais em conta judicial de R$10 mil. Ao final da quitação o valor deverá ser destinado pelo MPT. Além dos pagamentos, o dono da fazenda se comprometeu a cumprir 19 itens, previstos na legislação trabalhista, sob pena de multa de R$20 mil por cada descumprimento. Entre as obrigações estão o fornecimento de equipamentos de proteção individual e coletiva, alojamentos dignos com água potável, locais adequados para refeições e para guarda de alimentos, além de não realizar descontos indevidos nas remunerações.

O resgate do grupo ocorreu em novembro de 2017 numa operação que contou com a participação de um procurador do MPT, auditores-fiscais do Ministério do Trabalho, servidor da secretaria da Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social, além de apoio operacional de policiais rodoviários federais. A força-tarefa investigava denúncia de trabalho escravo e encontrou uma realidade bastante grave na fazendo.

Os 18 trabalhadores viviam em condições subumanas, em alojamentos precários, sem acesso a água potável e a instalações sanitárias dignas. Também trabalhavam sem dispor de equipamentos de proteção, expostos a acidentes, ferimentos e adoecimento por contaminação com produtos químicos usados. O grupo havia sido contratado para limpar uma área para criação de um pasto para gado.

A força-tarefa retirou o grupo da fazendo e os levou para a sede do município de Itambé, mais próxima da fazenda e onde a maior parte deles tinha residência. Lá, eles receberam orientação para dar entrada no seguro-desemprego, e foram articuladas ações de apoio social, com fornecimento de cestas básicas, inscrição em programas sociais e em cursos de qualificação. Desde o resgate, um dos lavradores morreu, mas os valores a que ele tem direito serão pagos à viúva. Os demais foram contatados esta semana e já estão sendo assistidos para poder receber as indenizações.

”O que vimos naquela fazenda foi um amplo conjunto de irregularidades que, somadas, configuram claramente a submissão dos trabalhadores à condição de escravos contemporâneos. Por isso, retiramos eles da propriedade e iniciamos imediatamente os procedimentos para a garantia de apoio financeiro e social enquanto tentávamos junto ao proprietário obter o pagamento das rescisões de contrato de trabalho e a indenização tanto de cada trabalhador quanto da sociedade, por danos morais”, explicou o procurador do MPT Ilan Fonseca, que integrou a operação.

Logo após a operação, o empregador fechou um acordo para pagamento das verbas rescisórias, no total de R$40 mil, mas só agora, com o acordo ele está quitando as indenizações pelos danos morais causados aos lavradores e à sociedade.

Ministério Público pede cancelamento das festas juninas de Presidente Tancredo Neves

/ Bahia

O município de Presidente Tancredo Neves, localizado na região sul da Bahia, pode ter as festas de São João canceladas. Essa foi a orientação do Ministério Público Estadual (MP-BA), nesta terça-feira (15). Os festejos juninos da cidade estavam previstos para ter início a partir do próximo dia 23.

No texto, o promotor de Justiça Gustavo Fonseca Vieira lembrou que a cidade foi atingida pelas fortes chuvas este ano e recebeu repasses emergenciais no período. ”Os repasses emergenciais dispendidos à Municipalidade para que lidasse com os danos causados pela tragédia são superados pelos valores aplicados em um único evento festivo, a se realizar em uma cidade com 27.187 habitantes, que experimenta deficiências de várias ordens em diversos setores de necessidade primeira, principalmente relacionadas à saúde e educação”, afirmou Gustavo.

Ainda conforme o promotor, os valores previstos para a execução da festa (R$ 2,9 milhões) superam os investimentos com recursos próprios em saúde nos primeiros quatro meses de 2022 (R$ 2,2 milhões) e representam 3,3% de toda a receita municipal prevista na Lei Orçamentária Anual (LOA) para este ano. Com informações do site Bahia Notícias