Salvador: Bombeiros resgatam de escombros corpo da 15ª vítima após chuvas

/ Bahia

Bombeiros trabalham sem parar após tragédia. Foto: Reprodução
Bombeiros trabalham sem parar após tragédia. Foto: Reprodução

Mais um corpo foi resgatado dos escombros na comunidade Barro Branco, na Avenida San Martin, em Salvador, por volta das 15h desta terça-feira (28), elevando para 15 o número de mortes em decorrência das chuvas. A vítima se chama Cássia Paim e tem 14 anos. A busca por desaparecidos era feita pelo Corpo dos Bombeiros há 30 horas e foi encerrada depois da localização do corpo da adolescente. O coronel Antônio Júnior Nascimento Silva comentou sobre a ação ao fim do resgate e considerou o resultado positivo. “O saldo é positivo, mesmo que as pessoas não tenham sobrevivido, porque conseguimos resguardar o corpo para as famílias delas. A nossa preocupação foi não mutilar os corpos, deixar os corpos intactos. Nesse último caso, não foi tão difícil o resgate, como nos outros que tivemos entrar na lama”, afirmou. Ao todo, o Barro Branco registrou 11 mortes. O bairro de Bom Juá, outras quatro. As vítimas foram soterradas em uma série de deslizamentos de terra após as chuvas que atingiram a capital baiana na segunda-feira (27). A Codesal permanece com o plantão 24 horas e atende às solicitações pelo telefone gratuito 199. O governador Rui Costa anunciou a ajuda do Exército para retirar famílias que ainda estão nas áreas de risco, após reunião com o ministro da Integração, Gilberto Occhi, e o prefeito ACM Neto. G1

Prefeito de São Sebastião do Passé é denunciado por irregularidades na aquisição de medicamentos

/ Bahia

O Tribunal de Contas dos Municípios, nesta terça-feira (28/4), julgou procedente a denúncia formulada pela vereadora Maria Nilza Santana da Mata contra o prefeito de São Sebastião do Passé, Janser Soares Mesquita, por irregularidades na aquisição de medicamentos e na fase de liquidação das despesas com a contratação da Cooperativa de Saúde e Serviços Hospitalares – COOPERSAÚDE, no exercício de 2014. O relator do processo, conselheiro Mário Negromonte, solicitou a formulação de representação ao Ministério Público contra o gestor, determinou o ressarcimento aos cofres municipais da quantia de R$ 357.279,07, com recursos pessoais, e imputou multa de R$ 3 mil. A relatoria considerou irregular a contratação da empresa Medisil Comercial Farmacêutica e Hospitalar Ltda., por meio de dispensa de licitação, vez que a emergência que justifica a dispensa deve ser caracterizada por situação fática real imprevisível ou que não pode ser evitada. No presente caso, não foram apresentadas justificativas plausíveis para a falta de planejamento ou hábeis à comprovação da situação emergencial, levando ao entendimento de que a contratação se deu pela ausência de providências necessárias à realização da licitação previsível, constituindo em grave violação ao princípio da moralidade administrativa. O gestor também prorrogou injustificadamente o prazo para aquisição dos medicamentos de 45 para 60 dias. Em relação à contratação da empresa COOPERSAÚDE, o não cumprimento da liquidação, fase essencial da despesa pública, comprometeu a lisura do contrato, não permitindo que fosse analisada a efetiva prestação dos serviços prestados com o necessário rigor e detalhamento. Cabe recurso da decisão.

Cantora da Babado Novo apela e pede ajuda e doações a vítimas da chuva em Salvador

/ Bahia

Mari Antunes
Mari Antunes diz: ”a gente precisa se unir”. Foto: Instagram

A cantora Mari Antunes, do Babado Novo, divulgou um vídeo em sua conta no Instagram em que pede ajuda e doações para as famílias vítimas das fortes chuvas que atingiram Salvador nesta segunda-feira (27/4). A campanha ”Um Axé Para Salvador” recebe roupas, alimentos não perecíveis, colchões, roupas de cama e banho, material de higiene e água mineral nos balcões Pida e nas academias da rede Alpha. ”Devido à tragédia que levou vidas decorrente das fortes chuvas, a gente precisa dar um axé para a nossa capital baiana. A gente precisa se unir”, diz a artista no vídeo, publicado em sua conta no Instagram. Veja o vídeo abaixo:

Digaí, Governador!: Estado presta solidariedade e apoio às vítimas da chuva em Salvador

/ Bahia

Edmundo Filho e Rui Costa. Foto: Carla Ornelas
Jornalista Edmundo Filho e Rui Costa. Foto: Carla Ornelas

O governador Rui Costa dedica todo o espaço do programa Digaí, Governador!, desta semana, para prestar solidariedade às famílias que perderam parentes e sofreram prejuízos em decorrência da forte chuva, que atingiu várias cidades da Bahia, desde a madrugada desta segunda-feira (27). Em relação a Salvador, onde houve os maiores índices de chuva, causando deslizamentos de terra e muitos prejuízos, Rui fala do socorro às vítimas, das ações emergenciais, de projetos estruturantes e da prioridade em salvar-vidas. Ele informa que o governo vem atuando com toda a estrutura do Estado, incluindo o Corpo de Bombeiros e o Grupamento Aéreo da Polícia Militar (Graer), para resgatar e salvar-vidas. ”Vamos apoiar também, com a campanha de voluntariado, através das Voluntárias Sociais [da Bahia], essas pessoas que, neste momento, estão sofrendo e passando dificuldades. Minha total solidariedade e meus sentimentos [a elas]”. O governador fala sobre as obras que o Estado vem executando juntamente com o governo federal, que representa ”uma parceria [para contenção] de 99 encostas na cidade do Salvador, com investimento de R$ 156 milhões”. Ele diz que há 15 dias esteve no bairro de Cajazeiras, onde entregou a obra de uma dessas encostas. ”Eu tenho mais seis ordens de serviço para [assinar] nos próximos dias, ou seja, de obras novas de prevenção de encostas”. Entre as ações de apoio às famílias atingidas pela chuva, o governador, cita que vai buscar um projeto também junto ao governo federal, por meio do programa Minha Casa, Minha Vida, com o objetivo de construir habitação para essas pessoas. Ele ressalta também que ”nós estamos de prontidão e ficaremos de prontidão durante todo o período de chuva”.
De acordo com ele, o Estado atuará no sentido de fazer parceria com o município de Salvador para elaborar projetos, fazer o decreto de emergência e prestar a solidariedade e o socorro imediatos às pessoas.

Em Itapebi, presidente da Câmara diz a professores em greve que a ”Justiça é uma merda”

/ Bahia

Leonardo volta atrás e diz que não bateu na Justiça
Leonardo nega ter criticado a Justiça. Foto: Itapebi Acontece
Durante um encontro com professores municipais em greve, o presidente da Câmara Municipal de Itapebi, no Extremo-Sul da Bahia, Leonardo Ribeiro dos Santos (PSB), conhecido como ”Leo de Noeme”, fez várias críticas contra o sistema judiciário do país. Há mais de 20 dias em greve, os docentes foram à Câmara Municipal pedir que os vereadores cobrassem do Executivo o repasse no aumento salarial de 13,01% à categoria. ”Deixa-me falar o seguinte: o promotor, eu não estou aqui querendo falar de promotor, mas promotor tem dez vezes mais poder que nós aqui, a justiça é lenta, a justiça é falha, a justiça em nosso país, resumindo é uma merda”,  disparou. A declaração chegou a ser gravada por um dos professores. Ao site Itapebi Acontece, o vereador explicou que ”não quis dizer que a justiça não funciona direito e que em momento algum eu me referir aos funcionários, mas sim ao sistema democrático, que os processos são demorados demais”, justificou. A câmara de Itapebi está há mais de 150 dias sem realizar uma sessão ordinária. Nesse período, desde o mês de novembro de 2014, a atividade que justificou o salário mensal de R$ 5.000,00 dos parlamentares foi uma sessão solene para posse da nova Mesa Diretora Biênio 2015/2016, sessão extraordinária para análise e a votação de projetos do Salário mínimo, aprovação de contratação temporária, aprovação de projeto da Bolsa Família Municipal, Projeto Resolução do Legislativo sobre Galeria dos Ex-presidentes e Vereadores e Oficio da vereadora Debora Tainá com quebra de interstício para todos os projetos e uma reunião na sala da presidência para à posse da vereadora Genildes Sebastiana Dantas Seara (PR) (Geninha),  que substituiu a  Débora Tainá, licenciada para assumir a secretaria de Saúde do município, segundo informou o site Itapebi Acontece.

Na capital, sobe para 13 o número de mortos vítimas das fortes chuvas que atingem a Bahia

/ Bahia

A oitava vítima estava sob os escombros
A oitava vítima estava sob os escombros. Foto: Bocão News

Mais uma morte confirmada na localidade de Barro Branco, na Avenida San Martin, em Salvador. A oitava vítima foi encontrada por volta das 19h10 sob os escombros. No total 13 pessoas morreram nesta segunda-feira (27) vítimas das chuvas que atingiram a cidade desde a madrugada. A presidente Dilma Rousseff (PT) ligou para o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM) e o governador da Bahia, Rui Costa (PT), colocando o exército a disposição. O ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi deve sobrevoar Salvador nesta terça-feira para avaliar os estragos.

Barranco desabou e cinco pessoas morreram soterradas
Barranco desabou e cinco pessoas morreram soterradas

Militares do Corpo de Bombeiros e agentes da Defesa Civil continuam as na localidade do “Marotinho”, onde cinco pessoas morreram e também no Barro Branco, onde oito mortos foram encontrados.   A população também tenta ajudar a identificar as vítimas. As informações são do Bocão News

Salvador: Irmãos morrem em desabamento no Bom Juá; número de vítimas fatais sobe para 11

/ Bahia

Subiu para onze o número total de vítimas fatais por conta dos deslizamentos causados pelas fortes chuvas que atingiram Salvador nesta segunda-feira (27). Foram contabilizados sete mortes em um desabamento na avenida San Martin. No Bom Juá, foram quatro vítimas fatais, incluindo  dois irmãos adolescentes que estavam desaparecidos. Duas casas desabaram e atingiram sete pessoas, na manhã desta segunda-feira (27), no Bom Juá, em Salvador. Segundo informações da polícia, uma mulher e um menino de 12 anos, além de dois irmãos, que estavam desaparecidos e foram localizados sem vida por volta das 14h – Joice Bispo Ribeiro Reis, 15 anos, e Jonathan Bispo Ribeiro Reis, 12 anos. O acidente aconteceu por volta das 6h, na localidade do Marotinho, enquanto chovia forte em Salvador. Uma casa desabou e atingiu outra residência que estava no nível de baixo. Ao todo, sete pessoas ficaram soterradas. Duas mulheres e duas crianças foram resgatas por volta das 10h30 pelos vizinhos, socorridas por ambulâncias da Salvar e encaminhadas para o Hospital Geral do Estado (HGE). Uma mulher de 42 anos e um garoto de 12 anos não resistiram aos ferimentos e morreram antes de dar entrada na emergência. Os Bombeiros encerraram no final da tarde o trabalho de resgate e a Defesa Civil afirmou que não há risco de novos desabamentos na região. Correio

Desabamento de imóvel em Salvador após fortes chuvas deixa mortos e feridos

/ Bahia

Dois adolescentes estão desaparecidos. Foto: Amanda Palma
Dois adolescentes estão desaparecidos. Foto: Amanda Palma

Cinco pessoas morreram, entre elas uma criança, após desabamento de imóvel na região da Avenida San Martin, em Salvador, por causa do temporal na manhã desta segunda-feira (27). Segundo informações do Corpo de Bombeiros, quatro vítimas foram resgatadas com vida e ainda há pessoas soterradas no local. Nas últimas dez horas, dos 16 pontos que fazem coleta de chuva em Salvador, três registraram acima de 200 milímetros. De acordo com Heráclio Alves, meteorologista do Inema, em abril, o nomal é 300 milímetros. A chuva que atingiu Salvador e provocou estragos na cidade começou na madrugada desta segunda-feira. Ruas e avenidas ficaram alagadas e moradores chegaram a utilizar caiaque e prancha de surfe para transitar pelos bairros. O Hospital Santo Antônio, das Obras Sociais Irmã Dulce, que fica na região da Cidade Baixa, ficou com as dependências completamente alagadas e pacientes precisaram ser transferidos para outras áreas da unidade. Eventos e aulas foram suspensos por causa do temporal. G1

Chuva, seca e crise econômica ameaçam São João em cidades do interior

/ Bahia

Tradição no interior, São João terá menos investimentos este ano
Tradição no interior, São João terá menos investimentos este ano

A chuva — ou a falta dela — e a crise econômica estão afetando até o São João este ano.  A menos de dois meses do início dos festejos juninos, várias prefeituras já anunciaram que o arrasta-pé está comprometido. Os casos mais drásticos são os dos municípios de Santo Amaro, no Recôncavo, Candeias, na Região Metropolitana, e Sento Sé, no Vale do São Francisco, onde as festas foram definitivamente canceladas. Com sérios danos causados pela chuva do último dia 13 de abril, Santo Amaro ainda faz as contas do prejuízo. Mais de mil pessoas ficaram desabrigadas e a cidade vive em situação de emergência desde o dia 18. Na semana passada, o prefeito Ricardo Machado (PT) tomou uma decisão: “Diante disso tudo, o caminho é não fazer a festa. Provavelmente, em algumas comunidades e bairros, a população vai fazer alguma coisa,  ‘vaquinhas’. Mas a prefeitura não vai fazer nenhum gasto”, assegurou o prefeito. Segundo ele,  R$ 1,5 milhão já estava destinado à festa deste ano, mesmo orçamento do São João de 2014, que teve atrações como a banda Calcinha Preta, além dos cantores Del Feliz, Beto Barbosa, Cicinho de Assis e Virgílio. “Agora, o dinheiro vai para as ações emergenciais”, disse Machado. A cidade de Candeias também decidiu destinar a verba junina para minimizar os estragos da chuva, que atingiu a cidade no mesmo período. “Só com as bandas, seriam R$ 400 mil, mas o nosso São João gira em torno de R$ 600 mil”, disse o prefeito Sargento Francisco, do PSD. O município decretou situação de emergência e aguarda ajuda dos governos estadual e federal. Leia mais no Correio

Serrinha: MP aplica TAC em organizadores de Vaquejada para proteger animais

/ Bahia

TAC exige proteção aos animais. Foto: Reprodução
TAC exige proteção aos animais. Foto: Reprodução

O Parque de Vaquejada Alto Sereno, localizado na zona rural de Serrinha, no nordeste do estado, firmou um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o Ministério Público da Bahia (MP-BA), para observar os procedimentos que previnam danos aos animais participantes de vaquejadas. O objetivo do documento é implantar posturas preventivas de proteção aos animais e diminuir os danos ambientais. O TAC foi assinado pelo responsável pelo parque, Givaldo Lopes, e pela promotora de Justiça Letícia Campos Baird, comprometendo-se a observar procedimentos que previnam danos aos animais participantes de vaquejadas. O termo proíbe o uso de “esporas comuns” e a utilização inadequada de “arreios de cara” e “cortadeiras” e a obrigatoriedade da presença de veterinário responsável durante todo o evento e pronto-atendimento aos animais lesados. Também é previsto no termo que cada animal inscrito pode participar de apenas uma prova e proibida a participação de animais feridos no evento. Uma das cláusulas mais polêmicas do TAC e que, de acordo com Letícia Baird, traduz um avanço para a defesa do meio ambiente, é a da desclassificação automática do vaqueiro que praticar condutas lesivas ao animal, como, por exemplo, a quebra da “cauda” do boi e a “punição dos animais” participantes da prova. O organizador do evento assumiu ainda a responsabilidade de prover transporte, manejo e abrigo dos animais em local adequado, providenciar fiscais nas porteiras de acesso à vaquejada, preparo da arena de provas com material acolchoado e não utilizar cercas, arames farpados ou assemelhados. Os animais deverão ter água e local de descanso na sombra antes das provas. Adolescentes com 16 anos completos somente poderão participar das provas se autorizados e acompanhados pelos pais ou responsáveis. Além disso, a realização de shows e outras apresentações devem respeitar as normas ambientais atinentes aos limites para emissão de ruídos. O TAC também previu medida compensatória de caráter pecuniário, que deve ser revertida em benefício do meio ambiente. De acordo com a promotora, após a realização das investigações e efetivas fiscalizações pelo MP, a bancada ruralista da Assembleia Legislativa da Bahia criou uma comissão para tratar do tema, inclusive com a aprovação de lei em novembro de 2014. Há, ainda, em trâmite na AL vários outros projetos de lei sobre a matéria. Informações do Bahia Notícias

MPE discute procedimentos para elaboração do plano de saneamento básico em Barra do Choça

/ Bahia

O plano municipal de saneamento básico de Barra do Choça foi tema de reunião realizada agora em abril, na Promotoria de Justiça Regional de Meio Ambiente de Vitória da Conquista. De acordo com a promotora de Justiça Karina Cherubini, ficou decidido que a Embasa irá elaborar o diagnóstico e apresentará, no prazo de oito meses, os estudos técnicos necessários à elaboração do plano de saneamento básico para os próximos 20 anos. Os estudos de base conterão um diagnóstico da situação e de seus impactos nas condições de vida, utilizando sistema de indicadores sanitários, epidemiológicos, ambientais e socioeconômicos, apontando as causas das deficiências detectadas; além de programas, projetos e ações necessárias para atingir os objetivos e as metas, de modo compatível com os respectivos planos plurianuais e com outros planos governamentais correlatos, dentre outras informações. O encontro contou com a presença de representantes do Ministério Público estadual, da Prefeitura Municipal, Secretaria Estadual de Recursos Hídricos, Secretaria da Casa Civil do Estado da Bahia e Embasa. Assim que o plano estiver pronto, o MP juntamente com a Prefeitura Municipal, organizará uma sessão especial na Câmara de Vereadores, para a apresentação pública das diretrizes do documento. Com informações Cecom/MP.

Entidade ligada a Argolo captou R$ 2,1 milhões para festas juninas no interior baiano

/ Bahia

Luiz Argolo. Foto: Gustavo Lima/Câmara dos Deputados
Luiz Argolo. Foto: Gustavo Lima/Câmara dos Deputados

Uma organização ligada ao ex-deputado Luiz Argolo (SD-BA), preso no último dia 10 pela Operação Lava Jato, captou, via Lei Rouanet, R$ 2,1 milhões de estatais e empresas privadas para a realização de festas juninas no interior da Bahia. Segundo informações do jornal Folha de S. Paulo, o projeto, denominado Transbaião, era organizado pela Associação dos Criadores da Região de Entre Rios, que é sediada na Fazenda Rancho Alegre, de propriedade da família do ex-parlamentar. O Transbaião foi aprovado pelo Ministério da Cultura em 2012 e 2013 e consistia em viagens em um “trem cultural” para 54 convidados de Argolo, animados por bandas de forró. Pelas cidades na qual passou, o projeto promoveu também cirurgias e consultas médicas, além de shows com distribuição gratuita de ingressos. Segundo Folha, a maioria dos eventos ocorreu em redutos eleitorais do ex-deputado, inclusive em sua terra natal, Entre Rios. A prestação de contas do Transbaião referente a 2012 foi reprovada pelo Minc. As contas de 2013 ainda estão sob análise. Entre as patrocinadoras do projeto, por meio da captação de recursos, está a Arbor Assessoria Contábil, empresa da ex-contadora do doleiro Alberto Youssef, Meire Poza – ela, no entanto, negou à Folha que tenha financiado o projeto, e acusa Youssef de ter usado dados de sua empresa de forma indevida. Também patrocinaram o projeto a Chesf, Caixa Econômica Federal, Petrobras, Banco do Brasil, Banco do Nordeste e Governo da Bahia. Entre as empresas privadas, repassaram recursos a M.Dias Branco, Grupo Petropólis e Vale. Fizeram shows pela Transbaião Zezé di Camargo e Luciano e Banda Calypso. Bahia Notícias

A cinco dias do fim do prazo, baianos ainda têm dúvidas sobre declaração do Imposto de Renda

/ Bahia

O prazo final para a entrega da declaração do Imposto de Renda termina na quinta-feira (30/4) e os contribuintes têm uma série de dúvidas que geram erros na hora de fazer a declaração, principalmente quando feita na reta final do prazo. Segundo último levantamento da Receita Federal, foram recebidas 626 mil declarações de contribuintes baianos até as 17 horas de quinta (22). E o Fisco ainda espera receber, só na Bahia 1,14 milhão até o dia 30 de abril. Levantamento feito pela delegacia regional da Receita Federal, na Bahia, a pedido do CORREIO, indica que as principais dúvidas recaem sobre a declaração de dependentes como netos e sobrinhos, despesas médicas, rendimentos tributáveis, pensão alimentícia, rendimentos acumulados (como aposentadoria e pensão). Engrossam ainda a lista de insegurança as deduções feitas por doações a entidades beneficentes e a declaração de imposto retido na fonte correspondente aos rendimentos de prêmios de loteria e de planos de capitalização.  De acordo com a chefe da Divisão de Tributação da 5ª Região Fiscal, Milena Montalvão, independente do contribuinte fazer a declaração sozinho ou com o suporte de um contador, é fundamental verificar se os dados estão em conformidade com a realidade. ”O técnico pode conhecer as leis e normas, mas é o contribuinte quem sabe o que é realidade em sua vida”. Outra orientação é que, em caso de dúvidas, o contribuinte busque as informações para situações que gerem confusão. “Depois da declaração feita, é fundamental acompanhar o processo e, em caso de erro, fazer os acertos antes de ser intimado a prestar esclarecimentos por cair na malha fina”, argumenta. Leia mais.

Chikungunya pode se alastrar pela Bahia, adverte Vigilância Epidemiológica

/ Bahia

Os casos da febre Chikungunya na Bahia podem crescer ainda mais no estado. A doença que foi inicialmente diagnosticada em Feira de Santana, no Portal do Sertão, já se alastrou por outros 126 municípios, com 3.397 casos notificados em 2015 (5.953 no total desde 2014). Os dados são da última atualização da Secretaria de Saúde do Estado (Sesab) divulgados nesta sexta-feira (24). Além de Feira (com 2.268 notificações), tiveram casos confirmados: Riachão do Jacuípe (1.727 notificações), Baixa Grande, Ribeira do Pombal, Amélia Rodrigues, Valente, Camaçari, Salvador e Simões Filho. A chikungunya é transmitida pelo mesmo mosquito da dengue, o Aedes Aegypti, e causa febre, dor intensa nas articulações, acompanhada ou não de inchaços. Todas as faixas etárias estão sujeitas a contrair a enfermidade, com prevalência maior em adultos de 30 a 59 anos. Idosos e menores de dois anos sofrem mais devido à fragilidade do organismo. Para Jesuína Castro, coordenadora da Vigilância Epidemiológica do Estado, a previsão não é animadora em relação à propagação da enfermidade. Segundo ela, 90% do estado está sujeito a pegar a febre. ”A questão é que a chikungunya é uma doença nova aqui, e nós estamos em uma época de alta reprodução do vetor”, afirma. Para conter o avanço, a coordenadora afirma que é preciso ações conjuntas do estado, das prefeituras e da população. ”Não tem como o estado e as prefeituras assumirem sozinhos. As pessoas precisam combater os focos de mosquitos em casa, no trabalho, na escola, na faculdade, ou seja, em todo lugar”, diz. No estado, foram detectados casos importados (com vínculo epidemiológico em Feira e Riachão) de chikungunya em Alagoinhas, Brejões, Cachoeira, Conceição do Coité, Nova Fátima, Irecê, Pé de Serra e Santa Bárbara. Outros municípios com casos confirmados e que permanecem em investigação quanto ao local provável de infecção são: Capela do Alto Alegre, Ipirá, Lauro de Freitas, Pé de Serra, Pintadas, Serrinha e Una. Os casos da febre, que tem origem africana, já são testados na Bahia desde março, o que ajuda na atualização mais rápida dos dados da doença. Bahia Notícias