Quase 10 mil casos de crimes cometidos contra mulheres são denunciados pelo MP/Ba à Justiça em 2021

/ Bahia

Cerca de 10 mil casos de crimes de violência cometidos contra mulheres foram denunciados pelo Ministério Público do Estado da Bahia à Justiça neste ano de 2021. As denúncias envolvem mulheres vítimas de violência doméstica, feminicídio e outros tipos penais. Todas elas vítimas. Os casos revelam que muitas delas perderam a vida para o ódio, o desprezo, o ciúme ou para o sentimento de perda de controle e da propriedade nutrido por homens. Um sentimento de posse e de não aceitação da ruptura do relacionamento que motivou a tentativa de feminicídio da médica Sattia Loreno Aleixo. Segundo as investigações, ela teria sido enforcada, agredida e empurrada pela janela do seu apartamento pelo seu então companheiro, o médico Rodolfo Cordeiro Lucas.

O crime ocorreu em julho de 2020 e foi denunciado pelo MP à Justiça em agosto de 2021. A denúncia foi recebida em apenas dois dias e o caso ainda aguarda julgamento. Neste ano, até o último dia 24 de novembro, o Ministério Público denunciou 121 casos de feminicídio à Justiça. Já são 24 a mais do que no ano passado, um aumento de quase 25%. Os números têm crescido e revelam, segundo o promotor de Justiça que coordena o Centro de Apoio Operacional Criminal (Caocrim), André Lavigne, a necessidade de uma efetiva atuação preventiva, com realização de campanhas de conscientização da população acerca da gravidade desses delitos, das formas como ocorrem e de como é possível denunciar às autoridades competentes. Ele acredita que ”de igual modo, também se faz necessário incrementar a atuação repressiva, trazendo mais eficiência à persecução penal de tais crimes e viabilizando a efetiva punição de seus agentes”.

De acordo com o coordenador do Caocrim, o MP tem priorizado a atuação relacionada a casos de violência contra a mulher através do fortalecimento do trabalho, com a criação de Promotorias Especializadas nesses crimes nas maiores comarcas do estado, a exemplo de Vitória da Conquista e Feira de Santana. Além disso, recentemente foram criadas, em Salvador, oito Promotorias de Justiça com atribuição exclusiva para os delitos envolvendo crimes de violência doméstica e familiar contra a mulher, além de uma Promotoria de Direitos Humanos voltada especificamente à defesa dos direitos da mulher. A atuação do Ministério Público é transversal e ocorre tanto no âmbito criminal quanto no âmbito cível e coletivo. Na área criminal, ela é implementada através, inicialmente, do acolhimento das vítimas com a consultoria jurídica e o atendimento psicossocial necessário, e adoção das medidas necessárias para salvaguardar a vida e a integridade física das mulheres. A Instituição também atua na fase de investigação dos crimes praticados e no restante da persecução penal, denunciando os responsáveis à Justiça e acompanhando o processo até a condenação final.

Já a Promotoria de Direitos Humanos presta atendimento multidisciplinar (jurídico, psicológico e assistencial), ajuíza as ações cíveis e medidas protetivas relativas à defesa dos direitos da mulher e faz também o controle e fiscalização das políticas públicas voltadas a esse público. Uma importante ação do MP nessa área, informa o promotor de Justiça Edvaldo Vivas, foi a recomendação emitida pelo Grupo de Atuação Especial em Defesa da Mulher e da População LGBT (Gedem) à Secretaria de Segurança Pública (SSP) para que, durante a pandemia, as denúncias de violência pudessem ser realizadas de forma on-line, o que foi acatado e implementado. Além disso, o MP lançou, no último mês de setembro, um site de atendimento ao cidadão com campo específico para o recebimento de denúncias de casos de violência contra a mulher e já contabiliza 11 registros. Edvaldo Vivas coordena o Centro de Apoio Operacional dos Direitos Humanos (Caodh) e acredita que o combate ao feminicídio, na ótica dos direitos humanos, parte de um processo de educação para os direitos humanos, com um profundo trabalho de combate às masculinidades tóxicas. ”Assim os números poderão ser efetivamente reduzidos”, frisa ele.

Estado envia ajuda humanitária e máquinas para obras aos municípios atingidos pelas chuvas

/ Bahia

Helicóptero da PM vai ao Extremo Sul. Imagens: Graer/GOVBA

Teixeira de Freitas, Jucuruçu, Prado e Itamaraju estão entre as cidades assistidas pela força-tarefa montada pelo Governo do Estado para levar ajuda às cidades atingidas pelas chuvas no Extremo Sul. Se o tráfego aéreo permitir, o governador Rui Costa visitará o Extremo Sul nesta sexta-feira (10) para avaliar os estragos causados pelas enchentes. Em agenda na manhã desta quinta-feira (9), em Fátima, no nordeste do estado, ele informou já ter falado com alguns prefeitos e garantiu que o governo seguirá com a força-tarefa de ajuda aos municípios.

O Grupamento Aéreo da Polícia Militar da Bahia (Graer) emprega três aeronaves para atendimento específico de demandas urgentes de defesa social. Um avião Grand Caravan decolou de Salvador nesta quinta-feira (9), transportando nove bombeiros militares que atuam na operação.

Helicópteros partem tanto da capital como da Base Avançada de Barreiras e são encaminhados para as áreas onde a situação mais crítica. Pacientes que se encontravam ilhados em Cumuruxatiba, na cidade de Prado, foram levados para a sede do município para receber atendimento médico. As aeronaves levam ainda cestas básicas e outros itens para suprir as necessidades de comunidades isoladas pela água.

O Graer colocou em campo 13 homens, sendo quatro pilotos de helicóptero, dois pilotos de avião, quatro tripulantes operacionais, um mecânico de aeronaves e dois operadores de apoio de solo. O grupamento dispõe ainda de uma viatura tipo caminhonete para dar suporte aos agentes. A estrutura permanecerá em ação pelo tempo que for necessário.

Os 31 alunos, coordenadores e instrutores do curso de salvamento em altura do Corpo de Bombeiros Militar da Bahia se juntaram a outros 50 agentes da corporação que já estavam em campo e passam a integrar a força-tarefa que auxilia as comunidades.

Integrantes do Corpo de Bombeiros que estavam de férias ou licença, e tenham condições de atuar, foram convocados a retornar ao trabalho para participar da força-tarefa. Além disso, todas as unidades da corporação localizadas no interior se transformaram em pontos de coleta de donativos para os desabrigados.

A Superintendência de Proteção e Defesa Civil do Estado da Bahia (Sudec) enviou três caminhões com água, colchões, lençóis travesseiros, lonas e cestas básicas. Os produtos serão entregues em Itamaraju e, de lá, seguirão para os outros municípios atingidos pelas chuvas.

Bahia registra 580 novos casos de Covid-19 e mais 5 óbitos pela doença, diz boletim da Sesab

/ Bahia

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 580 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,05%) e 517 recuperados (+0,04%). O boletim epidemiológico desta quinta-feira (9) também registra 5 óbitos. Dos 1.264.804 casos confirmados desde o início da pandemia, 1.234.405 já são considerados recuperados, 3.029 encontram-se ativos e 27.730 tiveram óbito confirmado. Os dados ainda podem sofrer alterações devido à instabilidade do sistema do Ministério da Saúde. A base ministerial tem, eventualmente, disponibilizado informações inconsistentes ou incompletas.

O boletim epidemiológico contabiliza ainda 1. 652.427 casos descartados e 259.680 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica em Saúde da Bahia (Divep-BA), em conjunto com as vigilâncias municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas desta quinta-feira. Na Bahia, 52.616 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

Vacinação

Por conta de uma atualização no sistema de envio de dados da vacinação, nem todos os 417 municípios baianos fizeram o carregamento das informações relativas ao público vacinado. Desta forma, os números apresentados no vacinômetro correspondem apenas ao totalizado pelos municípios que enviaram os dados, dando a impressão de queda na cobertura vacinal.

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) realiza o contato diário com as equipes de cada município a fim de aferir o quantitativo de doses aplicadas.

Até o dia 21 de novembro, quando tivemos a última atualização com os 417 municípios baianos, 10.952.306 de pessoas tinham sido vacinadas contra o coronavírus (Covid-19) com a primeira dose. Esse dado representa 86,02% da população com 12 anos ou mais, estimada em 12.732.254.

Bahia registra 608 novos casos de Covid-19 e mais 6 óbitos pela doença, diz boletim da Sesab

/ Bahia

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 608 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,05%) e 510 recuperados (+0,05%). O boletim epidemiológico desta quarta-feira (8) também registra 6 óbitos. Dos 1.264.224 casos confirmados desde o início da pandemia, 1.233.888 já são considerados recuperados, 2.971 encontram-se ativos e 27.365 tiveram óbito confirmado. Os dados ainda podem sofrer alterações devido à instabilidade do sistema do Ministério da Saúde. A base ministerial tem, eventualmente, disponibilizado informações inconsistentes ou incompletas.

O boletim epidemiológico contabiliza ainda 1.650.396 casos descartados e 258.683 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica em Saúde da Bahia (Divep-BA), em conjunto com as vigilâncias municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas desta quarta-feira. Na Bahia, 52.615 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

Vacinação

Por conta de uma atualização no sistema de envio de dados da vacinação, nem todos os 417 municípios baianos fizeram o carregamento das informações relativas ao público vacinado. Desta forma, os números apresentados no vacinômetro correspondem apenas ao totalizado pelos municípios que enviaram os dados, dando a impressão de queda na cobertura vacinal.

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) realiza o contato diário com as equipes de cada município a fim de aferir o quantitativo de doses aplicadas.

Até o dia 21 de novembro, quando tivemos a última atualização com os 417 municípios baianos, 10.952.306 de pessoas tinham sido vacinadas contra o coronavírus (Covid-19) com a primeira dose. Esse dado representa 86,02% da população com 12 anos ou mais, estimada em 12.732.254.

Bahia tem ao menos 30 cidades em situação de emergência por causa das fortes chuvas

/ Bahia

Municípios baianos registraram fortes chuvas. Foto: Reprodução

A Bahia tem 30 cidades em situação de emergência por causa de fortes chuvas, segundo informações da Superintendência de Proteção e Defesa Civil da Bahia (Sudec).

De acordo com a Sudec, Amélia Rodrigues e Ibicoara, Itaberaba, Mucugê, Mutuípe, Teolândia, Jaguaquara, Ruy Barbosa, Maragogipe e Itaquara declararam situação de emergência entre 4 e 8 de novembro deste ano.

As outras 20 cidades, entre elas Eunápolis, Itacaré, Itamaraju, Teixeira de Freitas, Canavieiras e Medeiros Neto, tiveram a situação decretada entre 27 de novembro e 8 de dezembro.

Ao menos seis cidades da região sul da Bahia amanheceram, nesta quarta-feira (8), com estragos provocados pela chuva que atinge vários municípios, desde a noite de terça (7).

Casas da cidade de Jucuruçu ficaram submersas após enchente provocada pela chuva. Em Teixeira de Freitas, tio e sobrinhos de 4 e 9 anos morreram soterrados e ao menos seis casas desabaram após uma barranco deslizar, segundo o G1.

Veja lista completa das cidades em situação de emergência na Bahia:

  1. Amélia Rodrigues
  2. Ibicoara
  3. Itaberaba
  4. Mucugê
  5. Mutuípe
  6. Teolândia
  7. Jaguaquara
  8. Ruy Barbosa
  9. Maragogipe
  10. Itaquara
  11. Eunápolis
  12. Itacaré
  13. Itarantim
  14. Mundo Novo
  15. Baixa Grande
  16. Marcionilio de Souza
  17. Anagé
  18. Itapetinga
  19. Iaçu
  20. Itabela
  21. Ibicuí
  22. Jiquiriçá
  23. Itambé
  24. Encruzilhada
  25. Ribeira do Pombal
  26. Itamaraju
  27. Teixeira de Freitas
  28. Medeiros Neto

Rui garante apoio do Estados a cidades atingidas pela chuva e anuncia medidas emergenciais

/ Bahia

O governador Rui Costa afirmou nesta quarta-feira (8) que pretende sobrevoar áreas e visitar municípios com equipes técnicas para adotar providências e fazer reparos emergenciais principalmente nas estradas atingidas pelo temporal.

”A solidariedade do povo baiano sempre se manifesta nesses bonito, isso é bonito de ver, é importante. O estado e a prefeitura entram para dar apoio a essas pessoas que tiveram suas casas completamente alagadas”, disse Rui.

O governador ainda apelou para que as pessoas deixem as áreas de risco, alertou que ”o fundamental neste momento é salvar vidas” e pediu solidariedade dos que possam ajudar.

”Me criei em uma favela no morro da Liberdade e toda vez que chovia muito forte acontecia esse desastre, o morro desabava, ficam pessoas soterradas e os vizinhos são quem mais rápido podem prestar solidariedade”, disse o gestor.

Falando ao segmento turístico da Costa das Baleias e à população da região, Rui garantiu que o Estado atuará de forma emergencial para recuperar o mais rápido possível os pontos críticos.

Inmet emite alerta de perigo com chuvas intensas para a região do Extremo Sul do Estado

/ Bahia

A previsão do tempo não é boa para o extremo Sul do Estado, que foi atingido por fortes chuvas na noite de terça-feira (07) e madrugada desta quarta (08) que provocaram mortes e alagamentos. O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu alerta de chuvas intensas na região para esta quarta e quinta-feira (09) até às 10h da manhã. Segundo o Inmet, a previsão é de chuva superior a 60 mm/h ou maior que 100 mm/dia e ventos superiores a 100 km/h.

Conforme o Inmet, há grande risco de danos em edificações, corte de energia elétrica, de queda de árvores, descargas elétricas, alagamentos, enxurradas e grandes transtornos no transporte rodoviário. Além do extremo sul do estado, a previsão é que as chuvas atinjam municípios do Sul Baiano, Centro Sul Baiano, Vale São-Franciscano da Bahia e Extremo Oeste Baiano.

O Inmet recomenda que as pessoas desliguem aparelhos elétricos e quadro geral de energia; em caso de enxurrada ou similar, coloque documentos e objetos de valor em sacos plásticos; em caso de situação de grande perigo confirmada: procure abrigo e evite permanecer ao ar livre. Obtenha mais informações junto à Defesa Civil (telefone 199) e ao Corpo de Bombeiros (telefone 193).

Pesquisa BN/Séculus diz que ACM lidera intenções de voto e venceria Wagner no 1º turno

/ Bahia

ACM é pré-candidato ao Governo. Foto: Adriano Villela/bahia.ba

O ex-prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), lidera as intenções de voto para governador da Bahia em todos os cenários pesquisados pelo instituto Séculus, em parceria com o Bahia Notícias. Ele tem mais que o dobro dos percentuais apresentados pelo senador Jaques Wagner (PT) e, de acordo com o levantamento, caso as eleições fossem hoje, venceria no primeiro turno.

No primeiro cenário, ACM Neto aparece com 49,16% das intenções de voto, contra 22,27% de Wagner. Bem atrás dos dois, aparecem João Roma (Republicanos), ministro da Cidadania, com 3,57%; o vice-governador João Leão (PP), com 2,86%; o senador Otto Alencar (PSD), com 2,52%; Dra. Raíssa Soares (sem partido), com 1,26%; e a yalorixá Bernadete Souza (PSOL), com 0,84%. Responderam “nenhum”, 12,48% dos entrevistados, enquanto 5,04% não sabem ou não opinaram.

Em um segundo cenário, o ex-prefeito de Salvador aumenta sua vantagem e chega a 53,7% das intenções de voto, contra 24,87% de Jaques Wagner, 4,66% de João Roma e 0,88% de Bernardete Souza. ”Nenhum” pontuou 10,71%, enquanto 5,17% não souberam responder ou não opinaram.

No terceiro cenário, João Roma é substituído como candidato bolsonarista pela Dra. Raíssa Soares. ACM Neto mantém 53,7% das intenções de voto, assim como Wagner estaciona em 24,87% dos entrevistados. A médica, que atua na região de Porto Seguro, fica em 2,86%. Bernardete Soares, assim como os políticos de DEM e PT, também não altera sua pontuação: 0,88%. Responderam ”nenhum”, 12,44% dos entrevistados, enquanto 5,25% não sabem ou não opinaram.

ACM Neto supera os percentuais de todos os seus adversários somados nos três cenários pesquisados. Por isso, é possível afirmar, com base nos números do levantamento BN/Séculus, que o ex-prefeito de Salvador venceria as eleições de 2022 no primeiro turno, caso o pleito ocorresse hoje.

A Séculus entrevistou 2.380 pessoas com 16 anos ou mais, em 87 municípios baianos, entre os dias 27 de novembro de 2021 e 1º de dezembro de 2021. A margem de erro da amostragem é de 3%, para mais ou para menos, com intervalo de confiança registrado em 95%. As informações são do site Bahia Notícias

Bahia registra 574 novos casos de Covid-19 e mais 8 óbitos pela doença, diz boletim da Sesab

/ Bahia

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 574 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,05%) e 580 recuperados (+0,05%). O boletim epidemiológico desta terça-feira (7) também registra 8 óbitos. Dos 1.263.616 casos confirmados desde o início da pandemia, 1.233.378 já são considerados recuperados, 2.879 encontram-se ativos e 27.359 tiveram óbito confirmado. Os dados ainda podem sofrer alterações devido à instabilidade do sistema do Ministério da Saúde. A base ministerial tem, eventualmente, disponibilizado informações inconsistentes ou incompletas.

O boletim epidemiológico contabiliza ainda 1.646.790 casos descartados e 258.293 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica em Saúde da Bahia (Divep-BA), em conjunto com as vigilâncias municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas desta terça-feira. Na Bahia, 52.608 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

Vacinação

Por conta de uma atualização no sistema de envio de dados da vacinação, nem todos os 417 municípios baianos fizeram o carregamento das informações relativas ao público vacinado. Desta forma, os números apresentados no vacinômetro correspondem apenas ao totalizado pelos municípios que enviaram os dados, dando a impressão de queda na cobertura vacinal.

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) realiza o contato diário com as equipes de cada município a fim de aferir o quantitativo de doses aplicadas.

Até o dia 21 de novembro, quando tivemos a última atualização com os 417 municípios baianos, 10.952.306 de pessoas tinham sido vacinadas contra o coronavírus (Covid-19) com a primeira dose. Esse dado representa 86,02% da população com 12 anos ou mais, estimada em 12.732.254.

Prefeitos defendem PEC que reduz pela metade alíquota patronal dos municípios com o INSS

/ Bahia

Presidente articula tramitação da PEC. Foto: Divulgação 

A União dos Municípios da Bahia (UPB) articula a tramitação de uma Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que reduz pela metade a alíquota do INSS patronal das prefeituras. A medida pretende amenizar a crise fiscal dos municípios, majoritariamente endividados com a previdência social. A PEC foi apresentada pelo deputado federal Cacá Leão, líder do Partido Progressistas na Câmara dos Deputados, e depende da assinatura de 171 parlamentares para iniciar a tramitação.

O presidente da UPB, Zé Cocá, questiona que os municípios sejam taxados como empresa, uma vez que a atividade que exercem é revertida à sociedade. ”Essa é uma medida fundamental para estancar a dívida incalculável dos municípios. Hoje, as prefeituras pagam 22,5%, uma das alíquotas mais altas aplicadas aos empregadores e essa é uma questão seríssima porque essa contribuição não condiz com o papel social que os municípios exercem e acaba inviabilizando o cumprimento dessa obrigação. O deputado Cacá abraçou essa causa dos municípios e estamos trabalhando em conjunto para recolher as assinaturas necessárias dos deputados da Bahia e do Nordeste, onde a situação é mais grave”, relata o gestor que é prefeito de Jequié no sudoeste baiano.

A matéria fará parte das reivindicações dos prefeitos da Bahia e de todo o Brasil que participam na próxima semana, dias 14 e 15 de dezembro, da Mobilização Nacional, em Brasília, organizada pela Confederação Nacional de Municípios (CNM), com o apoio das associações municipalistas estaduais, entre elas a UPB. O evento pretende reunir mais de 500 gestores na capital federal para pressionar o Congresso a votar, ainda este ano, medidas de socorro fiscal aos municípios brasileiros, a exemplo do parcelamento da dívida da previdência, em 240 meses, e a não obrigatoriedade da aplicação de índices de investimento na educação, durante o período da pandemia, em que as escolas estiveram fechadas.

Salvador registra aumento de 8,4% da população na ”extrema pobreza” em 2020

/ Bahia

Apesar da análise dos rendimentos domiciliares per capita sem o efeito dos benefícios de programas sociais não ter sido feita para as capitais, a evolução da população abaixo das linhas de pobreza e extrema pobreza monetária em Salvador, no ano passado, sugere que o impacto positivo dessas transferências de renda no município não foi tão importante quanto no estado como um todo.

Em 2020, 22,3% dos moradores da capital baiana estavam abaixo da linha de pobreza, o que significa que 643 mil pessoas viviam com rendimento domiciliar per capita inferior a R$ 443 por mês. Esse número praticamente não se alterou em relação a 2019, quando 642 mil pessoas estavam nessa situação em Salvador (22,4% da população naquele ano).

Diferentemente do que ocorreu nos estados, entre 2019 e 2020, o número de pessoas abaixo da linha de pobreza cresceu em 16 das 27 capitais. Salvador teve o menor aumento. No ano passado, o município se manteve com o 5º maior número absoluto de pobres e tinha o 14º percentual entre as capitais (era o 15º em 2019).

Entre 2019 e 2020, o número de pessoas abaixo da linha de extrema pobreza cresceu em 15 das 27 capitais. Na capital baiana, entre 2019 e 2020, passou de 146 mil para 241 mil pessoas, o que representou um aumento de 64,8% ou mais 95 mil pessoas extremamente pobres em um ano, ficando abaixo apenas de Rio de Janeiro (+204 mil) e São Paulo (+180 mil). Em termos percentuais, o aumento soteropolitano foi o 6º mais elevado.

Assim, no ano passado, 8,4% da população da capital baiana estava abaixo da linha de extrema pobreza, ou seja, viviam com um rendimento domiciliar per capita inferior a R$ 153 por mês. O percentual era de 5,1% em 2019.

Com esse crescimento, Salvador passou a ser a capital brasileira com maior proporção da população vivendo em situação de extrema pobreza monetária. Um ano antes, em 2019, era apenas a 10ª nesse ranking.

Prefeito de Feira de Santana avalia realização da micareta em 2022; ”Na avaliação do momento, não”

/ Bahia

Prefeito de Feira de Santana, Colbert. Foto: Reprodução

O prefeito de Feira de Santana, Colbert Martins (MDB), disse nesta segunda-feira (6), que vai avaliar a realização da tradicional micareta da cidade, no mês de setembro de 2022. A última edição do evento aconteceu em 2019, antes da pandemia do coronavírus.

”Se tiver a perspectiva de ter algo, até setembro nós vamos avaliar no tempo correto. Por enquanto, na avaliação desse momento, é que não, na avaliação de agora, de hoje”, disse o prefeito de Feira de Santana.

Colbert Martins também falou sobre a realização do réveillon. O gestor afirmou que não é possível, no momento, confirmar os festejos para o final do ano e verão.

”Já vimos a questão dos festejos da virada do ano, que aliás nós nem pensamos nisso. Já está se pensando na questão do próprio carnaval, que vai ser no final do verão, nos últimos dias de fevereiro, princípio de março e setembro a gente vai ver o que se pode acontecer” ”Por enquanto está muito distante. É uma perspectiva apenas no horizonte”, concluiu.

Em 2021, foi o segundo ano consecutivo em que a Micareta de Feira de Santana não aconteceu. Em 2020, a festa seria realizada de 23 a 26 de abril.

Há registros de carnavais em Feira de Santana de 1891 até a década de 1940 e a micareta só havia sido suspensa em duas ocasiões: a primeira na década de 40, durante a Segunda Guerra Mundial, da qual alguns soldados feirenses também participaram, e a outra em 1964, por causa do golpe militar. G1

Bahia registra 249 novos casos de Covid-19 e mais 8 óbitos pela doença, diz boletim da SESAB

/ Bahia

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 249 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,02%) e 310 recuperados (+0,03%). O boletim epidemiológico desta segunda-feira (6) também registra 8 óbitos. Dos 1.263.042 casos confirmados desde o início da pandemia, 1.232.798 já são considerados recuperados, 2.893 encontram-se ativos e 27.351 tiveram óbito confirmado. Os dados ainda podem sofrer alterações devido à instabilidade do sistema do Ministério da Saúde. A base ministerial tem, eventualmente, disponibilizado informações inconsistentes ou incompletas.

O boletim epidemiológico contabiliza ainda 1.644.695 casos descartados e 257.056 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica em Saúde da Bahia (Divep-BA), em conjunto com as vigilâncias municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas desta segunda-feira. Na Bahia, 52.600 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

Vacinação

Por conta de uma atualização no sistema de envio de dados da vacinação, nem todos os 417 municípios baianos fizeram o carregamento das informações relativas ao público vacinado. Desta forma, os números apresentados no vacinômetro correspondem apenas ao totalizado pelos municípios que enviaram os dados, dando a impressão de queda na cobertura vacinal.

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) realiza o contato diário com as equipes de cada município a fim de aferir o quantitativo de doses aplicadas.

Até o dia 21 de novembro, quando tivemos a última atualização com os 417 municípios baianos, 10.952.306 de pessoas tinham sido vacinadas contra o coronavírus (Covid-19) com a primeira dose. Esse dado representa 86,02% da população com 12 anos ou mais, estimada em 12.732.254.

Homem morre e outro segue desaparecido após tentar resgatar cão em canal em Salvador

/ Bahia

Vítimas tentavam resgatar um animal. Foto: Reprodução/BNews

Um homem, que não teve a identidade revelada, morreu após mergulhar em um canal de esgoto para tentar salvar um cachorro neste domingo (04) durante forte chuva, no bairro do Rio Vermelho, em Salvador.

Um outro homem segue desaparecido, ele também foi levado pela enxurrada após ter pulado na tentativa de salvar o animal.

As buscas foram retomadas no início da manhã desta segunda (05) e será concentrada nos canais pluviais direcionados para a parte das praias, já que a força da água pode ter arrastado os corpos para esses locais. As informações são do BNews