Euclides propõe criação de linha de crédito para músicos e produtores musicais durante pandemia

/ Bahia

Euclides quer linha de crédito para artistas. Foto: Emanuel Jr.

O deputado estadual Euclides Fernandes (PDT) formalizou pedido na assembleia Legislativa para que o Estado crie linha de crédito junto à Caixa Econômica Federal para empréstimos a músicos, bandas e produtores musicais durante o estado de calamidade provocado pelo coronavírus. Observa, no entanto, que a iniciativa pode ser também com outra instituição similar.

Segundo Fernandes, o empréstimo é para ”assegurar o mínimo de dignidade aos profissionais da música” na Bahia, ”classe que foi frontalmente afetada com os impactos oriundos da Covid-19”. Euclides Fernandes lançou mão da Constituição Federal que, segundo ele, ”enumera ampla gama de direitos individuais, difusos e coletivos, figurando como fundamentos do Estado Brasileiro a cidadania e a dignidade da pessoa, assim como o da isonomia e igualdade”.

Diante do atual cenário de pandemia, ”sabemos que toda a sociedade arcará com os prejuízos e perdas que o isolamento social e suas consequentes restrições irão provocar”. E afirma que ”a classe musical será extremamente afetada, sobretudo os músicos menos estruturados”. Isto porque, segundo estimativa do Ministério da Saúde e demais especialistas de saúde citados no documento, ”a proibição de aglomeração e manutenção do isolamento social permanecerá por um tempo maior do que o da abertura do comércio e serviços burocráticos”.

O ”fechamento total e a proibição de aglomerações”, na visão do parlamentar, ”dizimará por longo prazo a ocorrência de shows presenciais, eventos musicais, música ao vivo em bares, boates e restaurantes e os mais prejudicados são aqueles que conseguem o seu sustento da produção musical”.

Valença: Idoso de 83 anos morre e é segunda vítima do novo coronavírus no município

/ Bahia

O município de Valença, no Baixo Sul baiano, confirmou o segundo óbito por coronavírus. A vítima era um idoso de 83 anos que faleceu na madrugada desta sexta-feira (22), conforme informou a prefeitura ao Bahia Notícias. O homem estava internado no hospital da Santa Casa.

De acordo com boletim da vigilância epidemiológica da cidade, Valença registra até agora 21 casos de novo coronavírus, com três pessoas ainda hospitalizadas. A vigilância também informou que há 57 casos suspeitos, sendo que 20 aguardam resultado, 10 recuperados e 7 em quarentena.

Não vamos permitir que a medicina seja constrangida pela política, diz Rui Costa sobre cloroquina

/ Bahia

Rui Costa diz que médicos decidirão. Foto: Fernando Vivas

O governador Rui Costa (PT) voltou a dizer que na Bahia os médicos decidirão sobre o uso da cloroquina em pacientes com coronavírus e afirmou ter ”indignação” com a forma com que o tema é tratado no Brasil.

O governador foi questionado, em entrevista a rádios baianos na manhã desta sexta-feira (22), se o estado seguiria o novo protocolo do Ministério da Saúde para uso do remédio no tratamento da Covid-19.

”Eu não gostaria em hipótese nenhuma que políticos ficassem passando receita médica para minhas filhas e meu filho. Não gostaria que políticos dissessem como médicos têm que atender meu pai e minha mãe. Eu acredito na medicina”, disse Rui.

De acordo com o governador, o presidente Jair Bolsonaro não deveria falar de remédio em meio à crise do coronavírus.

”Qual é a formação do presidente? Qual é o conhecimento que ele tem para passar receita de remédio? A obrigação do gestor público é disponibilizar todos os medicamentos, os equipamentos, para que os médicos possam fazer opção de forma científica de qual equipamento usar naquele momento”, falou Rui.

”Eu sinto vergonha. O Brasil está sendo ridicularizado no exterior porque o presidente virou receituário médico. Ninguém acredita que [no Brasil] se trouxe a ideologia político para a discussão sobre remédios. Quem tem que definir que remédio utilizar são os médicos”, acrescentou.

”Nós não vamos permitir que a medicina seja constrangida pela política. A medicina tem que ter a liberdade e a autonomia para escolher cada caso para cada paciente. Evidentemente dialogando com a família”, completou o governador. Com informações do site Bahia Notícias

Boletim epidemiológico: Bahia registra 11.941 casos confirmados de Covid-19 e 376 óbitos

/ Bahia

A Bahia registra 11.941 casos confirmados de Covid-19, o que representa 17,91% do total de casos notificados no estado e 376 óbitos. A Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) ressalta que, desde terça-feira (19), 1.309 casos confirmados aguardam validação dos municípios.​
Considerando o número de 11.941 casos confirmados, 3.523 recuperados e 376 óbitos, 8.042 pessoas permanecem monitoradas pela vigilância epidemiológica e com sintomas da Covid-19, o que são chamados de casos ativos. Na Bahia, 1.852 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19.​
Os casos confirmados ocorreram em 230 municípios do estado, com maior proporção em Salvador (64,61%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 1.000.000 habitantes foram Uruçuca (3.752,62), Itabuna (3.151,63), Ipiaú (2.833,91), Ilhéus (2.575,05) e Salvador (2.395,25).​
O boletim epidemiológico registra 32.424 casos descartados e 66.681 notificações em toda a Bahia. Esses dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais.​
Taxa de ocupação​
Na Bahia, dos 1.427 leitos disponíveis do Sistema Único de Saúde (SUS) exclusivos para Covid-19, 718 possuem pacientes internados, o que representa uma taxa de ocupação de 50%. No que se refere aos leitos de UTI adulto e pediátrico, dos 571 leitos exclusivos para o coronavírus, 345 possuem pacientes internados, compreendendo uma taxa de ocupação de 60,4%.
O número de leitos é flutuante, representando o quantitativo exato de vagas disponíveis no dia. Intercorrências com equipamentos, rede de gases ou equipes incompletas, por exemplo, inviabilizam a disponibilidade do leito. Ressalte-se que novos leitos são abertos progressivamente mediante o aumento da demanda.​
Exames​
O Laboratório Central de Saúde Pública da Bahia (Lacen-BA) realizou 39.949 exames do tipo RT-PCR, que é o padrão ouro para identificar o genoma viral do coronavírus, no período de 1° de março a 21 de maio de 2020. Atualmente, 3.888 amostras estão em análise laboratorial e os exames são liberados em até 48 horas.​
Óbitos​
A Sesab contabiliza 376 mortes pelo novo coronavírus. Esses números contabilizam todos os registros de janeiro até as 18h desta quinta-feira (21). Ressalta-se que os óbitos não ocorreram nas últimas 24 horas.​
363º óbito – homem, 52 anos, residente em Dias D’Ávila, sem comorbidades, veio a óbito dia 16/05, em hospital da rede privada, em Salvador.​
364º óbito – homem, 88 anos, residente em Salvador, comorbidades doenças cardiovasculares e imunossupressão, veio a óbito dia 03/05, em hospital da rede privada, em Salvador.​
365º óbito – homem, 56 anos, residente em Salvador, sem comorbidades, veio a óbito dia 16/05, em hospital da rede pública, em Salvador.​
366º óbito – homem, 55 anos, residente em Salvador, comorbidade diabetes, veio a óbito dia 20/05, em hospital da rede pública, em Salvador.​
367º óbito – mulher, 84 anos, residente em Itatim, comorbidade hipertensão arterial, veio a óbito dia 14/05, em hospital da rede pública, em Jequié.​
368º óbito – homem, 67 anos, residente em Salvador, comorbidade neoplasia maligna, veio a óbito dia 14/05, em hospital da rede pública, em Salvador.​
369º óbito – mulher, 85 anos,  residente em Salvador, comorbidades diabetes e doença cardíaca, veio a óbito dia 17/05, em hospital da rede pública, em Salvador.​
370ª óbito – mulher, 69 anos, residente em Salvador, comorbidades hipertensão arterial, diabetes e obesidade, veio a óbito dia 18/05, em hospital da rede privada, em Salvador.​
371º óbito – mulher, 57 anos, residente em Ilhéus, sem comorbidades, veio a óbito dia 14/05, em hospital da rede pública, em Salvador.​
372º óbito – homem, 57 anos, residente em Itanagra, sem comorbidades, veio a óbito dia 18/05, em hospital da rede pública, em Alagoinhas.​
373º óbito – homem, 75 anos, residente em Senhor do Bonfim, comorbidades doenças cardiovasculares e diabetes, veio a óbito dia 19/05, em hospital particular, em Senhor do Bonfim.​
374º óbito – sexo feminino, 2 anos, residente em Barra, comorbidades hipertensão arterial, doença renal crônica, veio a óbito dia 11/05, em hospital da rede pública, em Salvador.​
375º óbito – mulher, 63 anos, residente em Ponto Novo, comorbidades doenças cardiovasculares e diabetes, veio a óbito dia 19/05, em hospital da rede pública, em Salvador. ​
376º óbito – homem, 34 anos, residente em Valente, comorbidades obesidade e hipertensão arterial, veio a óbito dia 14/05, em hospital da rede pública, em Salvador.​
Faixa etária​
Quanto ao sexo dos casos confirmados, 43,27% foram do sexo feminino. A faixa etária mais acometida foi a de 30 a 39 anos, representando 23,83% do total. O coeficiente de incidência por 1.000.000 de habitantes foi maior na faixa etária de 80 e mais (1.297,39/1.000.000 habitantes), indicando que o risco de adoecer foi maior nesta faixa etária, seguida da faixa de 30 a 39 anos (1.240,56/1.000.000 habitantes).​
A Sesab ressalta que os números são dinâmicos e, na medida em que as investigações clínicas e epidemiológicas avançam, os casos são reavaliados, sendo passíveis de reenquadramento na sua classificação. O boletim completo, com a lista de municípios com casos confirmados, está disponível no site da Sesab.

Prefeito de Vitória da Conquista decide se reabre comércio da cidade no próximo sábado

/ Bahia

Herzem pensa em reabrir o comércio. Foto: Prefeitura de Conquista

A prefeitura de Vitoria da Conquista anunciará no final da tarde do próximo sábado (23) se o município reabrirá o comércio a partir do próximo dia 25 (segunda-feira), ou em 1º de junho. “Acho que temos uma sinalização positiva para que a gente possa marcar a data de reabertura do comércio”, disse o prefeito Herzem Gusmão (MDB) ao site BNews.

Na manhã desta quinta (21), o Comitê Interinstitucional formado por membros do Ministério Público do Trabalho; Ministério Público Estadual; Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL); Movimento Pró-Conquista – que reúne membros da indústria e comércio; Ordem dos Advogados do Brasil; Conselho Municipal de Saúde; e Câmara Municipal debateu a reabertura.

Em entrevista no início desta tarde, o prefeito avaliou que o quadro de avanço da Covid-19 em Conquista está ”aparentemente sob controle”, uma vez que o município tem uma taxa de ocupação de leitos inferior a 40%. De acordo com Boletim epidemiológico emitido pela secretaria municipal de Saúde na noite da última quarta (20), a cidade conta com 97 casos confirmados do novo coronavírus e quatro óbitos pela doença.

Até às 17h de ontem, haviam 1067 casos notificadas como suspeitos de Covid-19. Deste montante, 782 casos foram descartados e outros 188 seguiam em investigação. Oitenta pacientes aguardam resultado laboratorial e outros 108 a coleta de amostra para exame. ”Matematicamente, pelos dados da OMS [Organização Mundial de Saúde] e do ministério da Saúde, poderíamos abrir imediatamente o comércio”, afirmou o prefeito.

Contudo, Gusmão também demonstrou preocupação com a proximidade geográfica com Itabuna, que teve um toque de recolher anunciado no último dia 11. Outra preocupação manifestada pelo prefeito diz respeito ao eminente colapso do sistema de saúde de Salvador, e suas eventuais consequências para a cidade. O governo do Estado já disse em ocasiões anteriores que a transferência de pacientes para unidades do interior seria uma saída.

”As centrais de regulação da Bahia foram todas desativadas pelo governo do Estado, e hoje quem tem o poder de fazer a regulação, mandar o paciente para onde ela quer, é a Sesab [Secretaria Estadual de Saúde]. Estamos preocupados. Claro que há a universalidade do SUS, e ninguém da tarde do próximo sábado (23) se o município reabrirá o comércio a partir do próximo dia 25 (segunda-feira), ou em 1º de junho. “Acho que temos uma sinalização positiva para que a gente possa marcar a data de reabertura do comércio”, disse o prefeito Herzem Gusmão (MDB) ao BNews.

Na manhã desta quinta (21), o Comitê Interinstitucional formado por membros do Ministério Público do Trabalho; Ministério Público Estadual; Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL); Movimento Pró-Conquista – que reúne membros da indústria e comércio; Ordem dos Advogados do Brasil; Conselho Municipal de Saúde; e Câmara Municipal debateu a reabertura.

Em entrevista no início desta tarde, o prefeito avaliou que o quadro de avanço da Covid-19 em Conquista está ”aparentemente sob controle”, uma vez que o município tem uma taxa de ocupação de leitos inferior a 40%. De acordo com Boletim epidemiológico emitido pela secretaria municipal de Saúde na noite da última quarta (20), a cidade conta com 97 casos confirmados do novo coronavírus e quatro óbitos pela doença.

Até às 17h de ontem, haviam 1067 casos notificadas como suspeitos de Covid-19. Deste montante, 782 casos foram descartados e outros 188 seguiam em investigação. Oitenta pacientes aguardam resultado laboratorial e outros 108 a coleta de amostra para exame. ”Matematicamente, pelos dados da OMS [O

tá querendo deixar de receber um paciente também”, ponderou.

A baixa taxa de isolamento da cidade também é citada pelo prefeito como um fator que tem deixado sua administração em alerta. Segundo dados divulgados pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI) na última quarta, Vitória da Conquista está entre os municípios do estado com índice de isolamento social abaixo dos 40% – 38,8% exatamente.

”Entendo que podemos determinar a abertura do comercio. Se continuar o quadro atual, a gente avança. Se não, vamos ter de recuar – como recuou a cidade de Feira de Santana”, continuou. O prefeito também reconhece a importância de aumentar a testagem dos habitantes da cidade.

Salvador: Secretária de Políticas para Mulheres, Rogéria Santos testa positivo para Covid-19

/ Bahia

Rogéria Santos está em isolamento social. Foto: Reprodução

A secretária de Políticas para Mulheres, Infância e Juventude e vereadora licenciada de Salvador, Rogéria Santos (PRB), testou positivo para Covid-19. A assessoria de imprensa da secretária municipal confirmou a informação.

Rogéria realizou teste rápido para Covid-19 e, diante do resultado negativo, foi submetida ao exame sorológico, que confirmou a infecção pelo novo coronavírus.

De acordo com a assessoria, a secretária está bem e sem sintomas, em isolamento total, ”seguindo todas as recomendações médicas, afastando-se fisicamente das atividades da pasta”.

Além de Rogéria, outro integrante do primeiro escalão do prefeito ACM Neto testou positivo para Covid-19: Kaio Moraes, chefe de gabinete do prefeito. Com informações do site Bahia Notícias

Líder da oposição diz que bancada pode votar contra reforma de policiais militares

/ Bahia

Sandro Régis, líder da minoria na Assembleia. Foto: Divulgação

A bancada de oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba) votará contra a reforma da Previdência dos policiais militares e bombeiros caso não haja acordo do governo com as categorias, afirmou ontem o deputado Sandro Régis (DEM), líder da minoria. A votação, em sessão virtual, está marcada para a manhã de sexta-feira (22).

”Se não houver avanço com os policiais e bombeiros, a oposição votará contra. Projeto que mexe com direito adquirido, que modifica direitos, não pode ser votado de forma remota. Tem que ser debatido nas comissões, os parlamentares precisam ter o conhecimento minucioso do projeto”, afirmou o líder da oposição na Alba, durante entrevista no A TARDE Conecta, transmitida no Instagram do Grupo A TARDE.

O líder da oposição lembrou que há dois representantes de policiais e bombeiros na bancada – os deputados Soldado Prisco (PSC) e Capitão Alden (PSL) – e destacou que a oposição mantém diálogo com associações de militares. ”Enviaram sugestões para o líder do governo. Se essas sugestões não forem acatadas, iremos pedir verificação de quórum nas comissões e no plenário e votaremos contra”, disse.

A proposta adequa as regras previdenciárias dos profissionais de segurança baianos às mudanças feitas, no final do ano passado, pela Emenda à Constituição Federal nº 103 e a Lei Federal nº 13.954.

Com isso, a alíquota de contribuição passa para 9,5% com a aprovação da lei e, a partir de janeiro de 2021, será de 10,5%. Com as mudanças, a contribuição passa a ser cobrada dos militares ativos, inativos e dos pensionistas. A alíquota dos servidores civis é de 14%, podendo chegar a 15% para quem recebe mais de R$ 15 mil.

Ao criar o Sistema de Proteção Social dos Militares (SPSM), com regras específicas para esses servidores, o texto estabelece o Fundo de Proteção Social dos Militares (FPSM), para fins de gestão contábil e financeira. Assim os militares ficam excluídos do Fundo Financeiro da Previdência Social dos Servidores Públicos do Estado da Bahia (Funprev) e do Fundo Previdenciário dos Servidores Públicos do Estado da Bahia (Baprev).

Segundo Sandro Régis, em meio à pandemia do coronavírus, a Assembleia deveria apreciar apenas matérias relacionadas à crise, ainda mais diante da exposição, inclusive a servidores. Régis afirmou que quatro funcionários da Assembleia foram diagnosticados com o coronavírus e outros 30 aguardam resultado de exames. ”São funcionários que estavam trabalhando presencialmente dando suporte técnico e administrativo. Essa turma testou positivo e teve contato com outros colaboradores”, relatou.

Fake News

O deputado disse que a oposição ainda estuda como se posicionará em relação ao projeto que estabelece multa para quem propagar fake news. A matéria também deve ser votada amanhã. ”O deputado Alan Sanches pediu vista. Estamos em uma discussão ampla. Já encaminhamos o projeto para a nossa assessoria jurídica e técnica”, afirmou. Conforme o líder da oposição, são estudados projetos semelhantes de outros estados.

”É complicado limitar a democracia e a liberdade de expressão, mas ao mesmo tempo assistir o tempo todo a essas fake news, levando o cidadão ao erro muitas vezes. Estamos tendo muito cuidado ao analisar o projeto, porque vivemos um momento atípico”, avaliou. ”Eu, pessoalmente, entendo que tudo que a gente puder fazer para proteger o cidadão é importante. Mas nossa bancada ainda está amadurecendo a forma de votar”, completou.

No projeto encaminhado à Assembleia, o governador Rui Costa estabelece multa de R$ 5 mil a R$ 20 mil para ”quem divulgar, por meio impresso, televisivo, de radiodifusão ou eletrônico, informações falsas, sem procedência oficial, sobre epidemias, endemias e pandemias” no estado.

Boletim Epidemiológico: Bahia tem 11.197 casos confirmados de Covid-19 e 362 óbitos

/ Bahia

A Bahia registra 11.197 casos confirmados de Covid-19, o que representa 17,43% do total de casos notificados no estado e 362 óbitos. Cumpre ressaltar que, desde o dia 19 de maio, 2.377 casos confirmados aguardam validação dos municípios.

Considerando o número de 11.197 casos confirmados, 3.216 recuperados e 362 óbitos, 7.619 pessoas permanecem monitoradas pela vigilância epidemiológica e com sintomas da Covid-19, o que são chamados de casos ativos. Na Bahia, 1.744 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19.

Os casos confirmados ocorreram em 222 municípios do estado, com maior proporção em Salvador (60,44%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 1.000.000 habitantes foram Uruçuca (3.703,88), Itabuna (2.954,65), Ipiaú (2.833,91), Ilhéus (2.814,88) e Salvador (1.855,97).

O boletim epidemiológico registra 30.597 casos descartados e 64.243 notificações em toda a Bahia. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais.

Taxa de ocupação

Na Bahia, dos 1.365 leitos disponíveis do Sistema Único de Saúde (SUS) exclusivos para Covid-19, 688 possuem pacientes internados, o que representa uma taxa de ocupação de 50%. No que se refere aos leitos de UTI adulto e pediátrico, dos 547 leitos exclusivos para o coronavírus, 327 possuem pacientes internados, compreendendo uma taxa de ocupação de 59,8%. Cabe ressaltar que o número de leitos é flutuante, representando o quantitativo exato de vagas disponíveis no dia. Intercorrências com equipamentos, rede de gases ou equipes incompletas, por exemplo, inviabilizam a disponibilidade do leito. Ressalte-se que novos leitos são abertos progressivamente mediante o aumento da demanda.

Exames

O Laboratório Central de Saúde Pública da Bahia (Lacen-BA) realizou 38.694 exames do tipo RT-PCR, que é o padrão ouro para identificar o genoma viral do coronavírus, no período de 1° de março a 20 de maio de 2020. Atualmente, 3.653 amostras estão em análise laboratorial e os exames são liberados em até 48 horas.

Óbitos

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) contabiliza 362 mortes pelo novo coronavírus. Estes números contabilizam todos os registros de janeiro até as 18 horas desta quarta-feira (20).

327º óbito – mulher, 79 anos, residente em Ibirapitanga, comorbidade obesidade, veio a óbito dia 16/05, em unidade da rede pública em Vitória da Conquista.

328º óbito – mulher, 65 anos, residente em Coaraci, sem informação de comorbidade, veio a óbito dia 14/05, em unidade da rede pública em Itabuna.

329º óbito – homem, 62 anos, residente em Salvador, sem comorbidades, veio a óbito dia 09/05, em unidade da rede pública em Salvador.

330º óbito – homem, 81 anos, residente em Salvador, comorbidade doença cardíaca crônica, veio a óbito dia 14/05, em unidade da rede pública em Salvador.

331º óbito – homem, 81 anos, residente em Salvador, comorbidades doença cardiovascular, doença neurológica crônica, veio a óbito dia 18/05, em unidade da rede privada em Salvador.

332º óbito – mulher, 72 anos, residente em Salvador, comorbidades diabetes e hipertensão arterial, veio a óbito dia 16/05, em unidade da rede pública em Salvador.

333º óbito – mulher, 96 anos, residente em Salvador, comorbidade hipertensão arterial, veio a óbito dia 10/05, em unidade da rede pública em Salvador.

334º óbito – mulher, 57 anos, residente em Salvador, comorbidades obesidade e diabetes, veio a óbito dia 16/05, em unidade da rede pública em Salvador.

335º óbito – homem, 91 anos, residente em Manoel Vitorino, comorbidades não informadas, veio a óbito dia 16/05, em unidade da rede pública em Ilhéus.

336º óbito – homem, 53 anos, residente em São Francisco do Conde, comorbidade sequela de AVC, veio a óbito dia 14/05, em unidade da rede pública em Salvador.

337º óbito – homem, 75 anos, residente em Salvador, comorbidade hipertensão arterial, veio a óbito dia 13/05, em unidade da rede pública em Salvador.

338º óbito – mulher, 69 anos, residente em Uruçuca, comorbidades hipertensão arterial, diabetes, AVC, síndrome de imobilidade, veio a óbito dia 16/05, em unidade da rede pública em Salvador.

339º óbito – homem, 46 anos, residente em Ipiaú, comorbidade diabetes, veio a óbito dia 15/05, em unidade da rede pública, em Salvador.

340º óbito – homem, 72 anos, residente em Salvador, sem comorbidades, veio a óbito dia 12/05, em unidade da rede pública em Salvador.

341º óbito – mulher, 85 anos, sem comorbidades, residente em Salvador, veio a óbito dia 14/05, em unidade da rede privada em Salvador.

342ª óbito – homem, 90 anos, residente em Salvador, comorbidade doença de Alzheimer e diabetes, veio a óbito dia 18/05, em unidade da rede privada em Salvador.

343º óbito – mulher, 69 anos, residente em Amargosa, comorbidades diabetes e hipertensão arterial, veio a óbito dia 13/05, em unidade da rede pública em Amargosa.

344º óbito – homem, 42 anos, residente em Salvador, sem comorbidades, veio a óbito dia 19/05, em unidade da rede privada em Salvador.

345º óbito – homem, 44 anos, comorbidades diabetes e hipertensão arterial, veio a óbito dia 17/05, em unidade da rede privada em Salvador.

346º óbito – mulher, 54 anos, comorbidade doença cardiovascular, veio a óbito dia 19/05, em unidade da rede privada em Salvador.

347º óbito – mulher, 46 anos, residente em Feira de Santana, comorbidades hipertensão arterial e obesidade, veio a óbito dia 19/05, em hospital da rede pública em Salvador.

348º óbito – homem, 63 anos, residente em Iaçu, comorbidades diabetes e doença cardiovascular, veio a óbito dia 14/05 em hospital da rede pública em Iaçu.

349º óbito – homem, 74 anos, residente em Iaçu, sem comorbidades, veio a óbito dia 15/05, em hospital da rede pública em Iaçu.

350º óbito – mulher, 80 anos, residente em Salvador, comorbidades obesidade e diabetes, veio a óbito dia 07/05, em hospital da rede pública em Salvador.

351º óbito – homem, 56 anos, residente em Salvador, comorbidade hipertensão, veio a óbito dia 15/05, em hospital da rede pública em Salvador.

352º óbito – homem, 73 anos, residente em Salvador, comorbidade hipertensão, veio a óbito dia 17/05, em hospital da rede pública em Salvador.

353º óbito – homem, 65 anos, residente em Salvador, comorbidade diabetes, veio a óbito dia 07/05, em hospital da rede pública em Salvador.

354º óbito – mulher, 92 anos, residente em Salvador, sem comorbidades, veio a óbito dia 18/05, em hospital filantrópico em Salvador.

355º óbito – mulher, 65 anos, residente em Salvador, sem comorbidades, veio a óbito dia 13/05, em unidade da rede pública em Salvador.

356º óbito – homem, 68 anos, residente em Salvador, comorbidade hipertensão arterial, veio a óbito dia 14/05, em unidade da rede pública em Salvador.

357º óbito – homem, 70 anos, residente em Salvador, comorbidade neoplasia, veio a óbito dia 12/05, em hospital da rede pública em Salvador.

358º óbito – homem, 57 anos, residente em Salvador, sem comorbidades, veio a óbito dia 20/05, em hospital da rede particular em Salvador.

359º óbito – mulher, 69 anos, residente em Salvador, comorbidades doenças cardiovasculares, veio a óbito dia 13/05, em hospital da rede pública em Salvador.

360º óbito – homem, 70 anos, residente em Salvador, comorbidade Doença de Parkinson, veio a óbito dia 08/05, em hospital da rede pública em Salvador.

361º óbito – homem, 75 anos, residente em Salvador, comorbidades diabetes e doenças cardiovasculares, veio a óbito dia 18/05, em hospital da rede pública em Salvador.

362º óbito – mulher, 94 anos, residente em Salvador, sem comorbidades, veio a óbito dia 18/05, em hospital da rede pública em Salvador.

Faixa etária

Quanto ao sexo dos casos confirmados, 43,41% foram do sexo feminino. A faixa etária mais acometida foi a de 30 a 39 anos, representando 24,29% do total. O coeficiente de incidência por 1.000.000 de habitantes foi maior na faixa etária de 80 e mais (1.237,70/1.000.000 habitantes), indicando que o risco de adoecer foi maior nesta faixa etária, seguida da faixa de 30 a 39 anos (1.185,64/1.000.000 habitantes).

Segundo teste do secretário de Segurança, Maurício Barbosa, deu negativo para coronavírus

/ Bahia

Maurício Barbosa fez novo teste para Covid-19. Foto: SSP/BAA

Após um primeiro exame ter apresentado resultado inconclusivo, o secretário de Segurança Pública do Estado da Bahia (SSP-BA), Maurício Barbosa realizou novos exames e recebeu a informação de que não está contaminado com a Covid-19. A retificação veio da assessoria de comunicação da SSP, diferentemente do que foi informado pelo governador Rui Costa (PT) em seu programa Papo Correria de terça-feira (19).

Em nota, a assessoria garantiu que Barbosa adotou o isolamento por precaução. A pasta confirmou, nesta quarta-feira (20), que o segundo exame, realizado na rede pública, deu negativo. A medida foi tomada após Barbosa ter contato com pessoas que apresentaram sintomas da doença. O resultado de um novo teste, feito na rede privada, deve ficar pronto hoje, ratificando o diagnóstico negativo.

Governo do Estado recebe 159 respiradores para utilização na capital e interior contra Covid-19

/ Bahia

Rui vai ao aeroporto receber respiradores. Foto: Fernando Vivas

O Governo da Bahia recebeu uma carga com 159 respiradores mecânicos, na noite desta quarta-feira (20). O material foi desembarcado no terminal de cargas da empresa Latam em Salvador e encaminhado a um depósito para posterior esterilização. O governador Rui Costa acompanhou o desembarque dos equipamentos presencialmente.

”Com esses respiradores, nós vamos montar leitos de UTI. São respiradores que, a partir de amanhã [21], começam a ser distribuídos nas nossas unidades hospitalares em Salvador e no interior do estado, em várias regiões”, afirmou Rui durante live nas redes sociais direto do aeroporto.

De acordo com o secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, os equipamentos foram comprados de uma empresa do Rio Grande do Sul e embarcados na tarde desta quarta-feira (20) na cidade de Navegantes, em Santa Catarina. ”Esses equipamentos serão distribuídos para todas as unidades da capital e interior do estado. Os respiradores foram fabricados no Brasil e têm capacidade para ventilar todos os pacientes de coronavírus, incluindo adultos, crianças e recém-natos, e também servem para transportar pacientes de uma unidade hospitalar para outra”, explicou Vilas-Boas.

Ainda segundo o secretário, a Bahia investiu mais de R$ 3,5 milhões na aquisição dos respiradores. ”As partes móveis desses equipamentos serão submetidas a esterilização amanhã e no mesmo dia serão distribuídos para as unidades de saúde. A nossa previsão é de que já estejam em funcionamento na noite desta quinta-feira [21]”.

Além do material recebido na noite desta quarta-feira (20), outras duas aquisições de respiradores devem chegar ao estado nos próximos dias. Uma das compras foi feita pelo Governo do Estado e outra pela Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Fieb), totalizando 110 respiradores que virão da China. A outra compra foi feita com fornecedor da Inglaterra e tem previsão de chegada no início da próxima semana.

A gestão estadual também deve receber uma nova leva de 200 monitores, equipamentos utilizados em conjunto com os respiradores, até o dia 10 de junho. Na última terça-feira (19), o Estado recebeu 100 monitores que já foram distribuídos para as unidades de saúde.

Em conversa com jornalistas da Chapada, Rui Costa anuncia novos leitos de UTI para a região

/ Bahia

Rui conversa com jornalistas da Chapada. Foto: Carol Garcia

Uma coletiva de imprensa online reuniu o governador Rui Costa e jornalistas que atuam na Chapada Diamantina, no início da tarde desta quarta-feira (20). Transmitido pelas redes sociais e retransmitido por uma série de emissoras de rádio do interior, o encontro virtual tratou das medidas específicas para a região implantadas pelo Estado, para conter o avanço do novo coronavírus, inclusive a montagem de novos leitos exclusivos para o tratamento da doença.

O Estado vai viabilizar na região novos leitos exclusivos para pacientes com suspeita ou que testarem positivo para a Covid-19, conforme explicou Rui. ”Determinamos a contratação de um hospital privado para ofertar leitos extras de Unidades de Terapia Intensiva (UTI), em Itaberaba e região. Estes leitos irão se somar a outros existentes na região, como por exemplo aos do Hospital Regional da Chapada, em Seabra, que atualmente dedica exclusivamente 33 leitos para tratamento da Covid-19”, contabilizou.

Além disso, a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) em Itaberaba será transformada em um centro de triagem regional. ”Em parceria com o prefeito Ricardo, estamos montando uma linha de ação em que a UPA ficará focada em recepcionar pacientes com suspeita e casos confirmados de coronavírus, facilitando a classificação, manejo clínico, estabilização e, caso necessário, regulação para unidades de maior complexidade”, detalhou Rui, que ainda ressaltou que a Emergência, instalada na UPA, será mudada de lugar. ”Dessa forma, pessoas que necessitem de outros serviços de saúde não terão contato com os pacientes suspeitos e confirmados”, avaliou o governador.

Leitos em toda a Bahia e cloroquina

Perguntado sobre a abertura de leitos de UTI, em todo o território estadual, Rui explicou que os equipamentos começaram a chegar, mas ainda há alguns impedimentos. ”Vamos receber hoje [dia 20 de maio] 159 respiradores e 100 monitores e amanhã [dia 21 de maio] devemos receber outros 60 respiradores. Desta forma, poderemos abrir 219 leitos de UTI, mas começamos a esbarrar em obstáculos para formar novas equipes médicas. Estamos conseguindo equipamentos, temos unidades novas, entretanto ainda não temos profissionais para preencher todos os plantões necessários”, destacou.

Sobre o protocolo de utilização da cloroquina e substâncias similares, o governador foi enfático. ”Na Bahia, quem define quais medicamentos serão administrados em cada paciente é o médico. Na Bahia, político não passa receita médica, a não ser que ele tenha formação para isso. É triste ver políticos ignorando a ciência e a medicina e fazendo piada sobre a morte de brasileiros”, ressaltou.

Além dos jornalistas da Chapada, profissionais da imprensa de outras regiões do estado e internautas também acompanharam a coletiva de imprensa.

 

Mais 11 cidades baianas têm transporte suspenso através de decreto estadual; total chega a 182

/ Bahia

América Dourada, Barro Preto, Caetité, Cocos, Condeúba, Itaguaçu da Bahia, Itiúba, Miguel Calmon, Paratinga, Riachão do Jacuípe e Saúde terão o transporte intermunicipal suspenso a partir de quinta-feira (21). Ficam proibidas nesses municípios a circulação, saída e chegada de qualquer transporte coletivo público e privado, rodoviário e hidroviário, nas modalidades regular, fretamento, complementar, alternativo e de vans.

A decisão, que tem o objetivo de conter o avanço do coronavírus na população baiana, foi publicada em decreto no Diário Oficial do Estado (DOE) desta quarta-feira (20). O decreto também autoriza a retomada do transporte em Presidente Jânio Quadros, São Felipe e Serrolândia, cidades com 14 dias ou mais sem novos casos de Covid-19.

Boletim epidemiológico: Bahia tem 11.013 casos confirmados de Covid-19 e 326 óbitos

/ Bahia

A Bahia registra 11.013 casos confirmados de Covid-19, o que representa 17,29% do total de casos notificados no estado e 326 óbitos. Cumpre ressaltar que, no dia 19 de maio, 2.377 casos confirmados aguardam validação dos municípios. Cabe ressaltar que o crescimento de 2.132‬ registros nas últimas 24 horas não representam o quantitativo de indivíduos infectados neste período.  Ele reflete o processo de integração dos bancos de dados epidemiológicos e laboratoriais dos governos federal, estadual e municipais. Este é mais um esforço do Governo para apresentar dados confiáveis e precisos no monitoramento dos casos suspeitos e positivos de coronavírus (Covid-19) na Bahia.​

Desde 27 de março, o antigo sistema denominado RedCap, desenvolvido pelo Ministério da Saúde para notificações, foi substituído pelo novo e-SUS VE, no entanto, os estados não conseguiam acessar as informações nominais notificadas no novo sistema, resultando no acúmulo de casos que ninguém conseguia visualizar. Esse problema do sistema está sendo experimentado por todos os estados do país e apenas a Bahia e mais três outros estados conseguiram desenvolver uma solução tecnológica que permitisse consolidar as bases. ​Anteriormente, os boletins epidemiológicos divulgados contabilizavam apenas os dados recebidos pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais, sem que isso, necessariamente, representasse a totalidade das notificações.

Ressalta-se que é de responsabilidade dos municípios a correção das eventuais inconsistências verificadas, uma vez que a Vigilância Estadual utiliza os dados informados pelos próprios municípios (prefeituras e unidades de saúde) na base do e-SUS VE. Reitera-se o compromisso em apresentar dados fidedignos ao eliminar as duplicidades das bases nacionais e outros tipos de inconsistências. Vale ressaltar que os casos e óbitos registrados são atualizados por data de notificação.

Considerando o número de 11.013 casos confirmados, 2.803 recuperados e 326 óbitos, 7.884 pessoas permanecem monitoradas pela vigilância epidemiológica e com sintomas da Covid-19, o que são chamados de casos ativos. Na Bahia, 1.724 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19.

Os casos confirmados ocorreram em 220 municípios do estado, com maior proporção em Salvador (61,73%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 1.000.000 habitantes foram Uruçuca (3.119,06), Itabuna (2.973,41), Ipiaú (2.812,11), Ilhéus (2.421,04) e Salvador (1.855,97).

O boletim epidemiológico registra 29.133 casos descartados e 63.678 notificações em toda a Bahia. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais.

Taxa de ocupação

Na Bahia, dos 1.293 leitos disponíveis do Sistema Único de Saúde (SUS) exclusivos para Covid-19, 683 possuem pacientes internados, o que representa uma taxa de ocupação de 53%. No que se refere aos leitos de UTI adulto e pediátrico, dos 527 leitos exclusivos para o coronavírus, 342 possuem pacientes internados, compreendendo uma taxa de ocupação de 65%. Cabe ressaltar que o número de leitos é flutuante, representando o quantitativo exato de vagas disponíveis no dia. Intercorrências com equipamentos, rede de gases ou equipes incompletas, por exemplo, inviabilizam a disponibilidade do leito. Ressalte-se que novos leitos são abertos progressivamente mediante o aumento da demanda.

Exames

O Laboratório Central de Saúde Pública da Bahia (Lacen-BA) realizou 37.404 exames do tipo RT-PCR, que é o padrão ouro para identificar o genoma viral do coronavírus, no período de 1° de março a 19 de maio de 2020. Atualmente, 3.575 amostras estão em análise laboratorial e os exames são liberados em até 48 horas.

Óbitos

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) contabiliza 326 mortes pelo novo coronavírus. Estes números contabilizam todos os registros de janeiro até as 18 horas desta terça-feira (19).

313º óbito – homem, 71 anos, residente em Salvador, comorbidades diabetes e hipertensão arterial, veio a óbito dia 13/05, em hospital da rede pública, em Salvador.

314º óbito – mulher, 50 anos, residente em Salvador, sem comorbidades, veio a óbito dia 18/05, em hospital da rede privada, em Salvador.

315º óbito – homem, 78 anos, residente em Salvador, comorbidades hipertensão arterial, doenças renais crônicas em estágio avançado, diabetes, veio a óbito dia 17/05, em hospital da rede pública, em Salvador.

316º óbito – homem, 61 anos, residente em Salvador, comorbidade doença cardiovascular crônica, veio a óbito dia 18/05, em hospital da rede privada, em Salvador.

317º óbito – homem, 68 anos, residente em Salvador, comorbidade hipertensão arterial, veio a óbito dia 18/05, em hospital da rede pública, em Salvador.

318º óbito – mulher, 61 anos, residente em Salvador, comorbidades obesidade e doença renal, veio a óbito dia 17/05, em hospital da rede pública.

319º óbito – homem, 55 anos, residente em Salvador, comorbidade diabetes, veio a óbito dia 16/05, em hospital da rede pública, em Salvador.

320º óbito – mulher, 55 anos, residente em Miguel Calmon, comorbidade neoplasia e hipertensão arterial, veio a óbito dia 15/05, em hospital da rede pública, em Salvador.

321º óbito – mulher, 80 anos, residente em Salvador, comorbidade doença de Alzheimer, veio a óbito dia 08/05, em hospital da rede pública, em Salvador.

322º óbito – mulher, 72 anos, residente em Salvador, comorbidade sequela de AVC (Acidente Vascular Cerebral), veio a óbito dia 16/05, em hospital da rede pública, em Salvador.

323º óbito – homem, 68 anos, residente em Salvador, comorbidade diabetes e doença cardíaca crônica, veio a óbito dia 07/05, em hospital da rede pública, em Salvador.

324ª mulher, 54 anos, residente em Salvador, comorbidades diabetes e hipertensão arterial, veio a óbito dia 11/05, em hospital da rede pública, em Salvador.

325º óbito – homem, 58 anos, residente em Salvador, comorbidade hipertensão arterial, veio a óbito dia 16/05, em hospital da rede pública, em Salvador.

326º óbito – mulher, 84 anos, residente em Salvador, comorbidade doença de Alzheimer, veio a óbito dia 18/05, em hospital filantrópico, em Salvador.

Faixa etária

Quanto ao sexo dos casos confirmados, 43,03% foram do sexo feminino. A faixa etária mais acometida foi a de 30 a 39 anos, representando 24,21% do total. O coeficiente de incidência por 1.000.000 de habitantes foi maior na faixa etária de 80 e mais (1.205,86/1.000.000 habitantes), indicando que o risco de adoecer foi maior nesta faixa etária, seguida da faixa de 30 a 39 anos (1.162,74/1.000.000 habitantes).

Ressaltamos que os números são dinâmicos e, na medida em que as investigações clínicas e epidemiológicas avançam, os casos são reavaliados, sendo passíveis de reenquadramento na sua classificação. Outras informações em saude.ba.gov.br/coronavirus.

Euclides defende suspensão do ITD (imposto) durante à pandemia do novo coronavírus

/ Bahia

Euclides pede ao Governo suspensão de imposto. Foto: Emanuel Jr.

O deputado Euclides Fernandes (PDT) apresentou projeto de lei na Assembleia Legislativa com o intuito de alterar o Inciso III do Art. 1º, da Lei nº 4.826, de 27 de janeiro de 1989. O dispositivo trata da incidência do Imposto sobre Transmissão Causa Mortis e Doação de Quaisquer Bens ou Direitos (ITD).

”A presente proposição suspende a incidência do ITD durante a vigência do estado de calamidade pública, com vistas a potencializar o alcance da ação tipificada pela doação”, explica o deputado. O Artigo 1º da proposição é bastante claro ao tipificar a qual objetivo é destinado o benefício. ”Todo fato gerador vinculado a qualquer forma de doação destinada às ações de enfrentamento dos efeitos da pandemia de Covid-19, durante a vigência do estado de emergência de saúde e calamidade pública em decorrência da pandemia de Covid-19, reconhecidos pelos decretos estaduais nº 19.586 de 27 de abril de 2020 e nº 19.626 de 09 de abril de 2020”.

De acordo com o pedetista, ”a realidade imposta pela pandemia tem gerado respostas positivas de toda a nossa sociedade, sejam pessoas físicas ou jurídicas, notadamente através de atos de generosidade retratados por diversas formas de doação”, avalia Euclides. No entanto, lembra ele, ”sobre a doação incide o Imposto sobre Transmissão Causa Mortis e Doação de Quaisquer Bens ou Direitos, situação que torna mais oneroso o resultado que se pretende alcançar com a prática da doação, seja de que natureza for”.