Cantor Devinho Novaes tem shows cancelados após ser acusado de agressão pela ex-namorada

/ Entretenimento

Devinho teve shows cancelados em Camaçari e Alagoinhas

O cantor Devinho Novais teve shows que realizaria no São João nas cidades de Camaçari, na região metropolitana de Salvador, e Alagoinhas, cancelados após ser acusado de agressão pela ex-namorada, a modelo Aylle Santiago. Aylle fez postagens no stories do seu perfil no Instagram, na madrugada de quarta-feira (5), relatando que, durante os nove meses que conviveu com ele, foi vítima de agressão física e verbal por parte do artista, que é natural de Sergipe. Por meio de notas enviadas pela sua assessoria, Devinho nega as acusações e lamenta o que chama de ”pré-julgamento que estão fazendo acerca de todas as notícias que estão circulando envolvendo seu nome”. Ele ainda disse que ficou triste após saber do cancelamento dos shows.

Aylle expôs fotos e prints de conversas entre ela e Devinho e relatou que flagrou o sergipano diversas vezes com outras mulheres, dentre elas garotas de programa. Em uma das postagens a modelo ainda escreveu que foi agredida após uma cirurgia. ”Eu estava operada e ele rasgou minha roupa e chutou meus seios que ainda estavam com pontos”, postou. Ela não informou quando e nem onde essa agressão aconteceu.

Em seu perfil no Instagram, Devinho gravou uma série de vídeos falando sobre sua história de vida e afirmou que ”enquanto as pessoas tentam me derrubar, eu apenas sigo minha vida da melhor maneira”. ”Eu sou uma pessoa de caráter, uma pessoa do bem, nunca destratei ninguém, nunca tratei mal ninguém. Eu falo a verdade”, afirmou. A prefeitura de Camaçari, onde Devinho se apresentaria no dia 22 de junho durante o ”Camaforró”, disse que o show dele foi cancelado e que outra banda se apresentará na programação. O nome da atração que irá substituir o cantor ainda não foi informada. A organização da festa, que acontece nos dias 21, 22 e 23 de junho, continua com shows de Simone e Simaria, Marcos e Belutti, Calcinha Preta, Magníficos, Lambassaia, Unha Pintada, Adelmário Coelho, Amado Batista, entre outros.

”A Prefeitura repudia qualquer situação de violência e incentiva que mulheres que passam por essa situação denunciem seus agressores”, informa trecho da nota enviada pela prefeitura de Camaçari. A prefeitura de Alagoinhas, por sua vez, informou, por meio da assessoria de comunicação que decidiu suspender o show de Devinho, que estava marcado também para o dia 22 de junho, por conta da investigação sobre a denúncia, que considerou grave. A prefeitura informou que ainda não decidiu se haverá uma substituição na festa.

Deixar uma Resposta