Candidata, Daniela lamenta ”nível” da Eleição da OAB-BA: ”Advocacia não merece, nossa classe perde”

/ Justiça

A candidata a vice-presidente da OAB-BA na chapa ”União pela Advocacia”, Christiane Gurgel, foi pega de surpresa pelos ataques sofridos durante a campanha. ”Nunca se espera, até porque a sociedade e a classe não merecem. Nunca se espera ataques, provocações dessa natureza. Mas infelizmente tivemos esses desafios pela frente, mas conseguimos superar, com ética, respeito e pedindo calma”, avaliou a candidata, ao acrescentar que todo o grupo também foi pego de surpresa. As eleições da seccional baiana acontecem nesta quarta-feira (24).

Christiane Gurgel compunha o grupo que historicamente e tradicionalmente fazia oposição à atual gestão da OAB, mas nas eleições deste ano se uniram. Segundo ela, o nome da chapa representa exatamente essa aliança. “Inclusive com a expressão União pela Advocacia, que é isso que a gente espera, uma classe mais unida, pra ser mais corajosa, mais valorizada, mais fortalecida”, afirmou.

A Eleição da OAB em Salvador acontece no Centro de Convenções da cidade, na Orla da Boca do Rio. Participam da disputa para o triênio 2022-2024 Ana Patrícia Dantas Leão (chapa ”OAB de Coração”), atual vice-presidente que rompeu com seu grupo e se lançou como candidata; Daniela Borges (chapa ”União pela Advocacia”), conselheira federal na OAB Nacional eleita na chapa de Fabrício Castro, que optou em não concorrer pela reeleição e a lançou na disputa; Dinailton Oliveira (chapa ”OAB pra Valer”), ex-presidente da Ordem; e Ricardo Nogueira (chapa “Liberta OAB”).

O pleito definirá os cargos de presidente, vice-presidente, secretário-geral, secretário-geral adjunto, tesoureiro, diretoria da Caixa de Assistência dos Advogados (CAAB), diretorias das Subseções no interior e membros do Conselho Seccional, do Conselho Federal. Com informações do site Bahia Notícias

Deixar uma Resposta