Caixa Econômica Federal antecipa calendário para saques de até R$ 500 do FGTS

/ Economia

A Caixa Econômica Federal informou nesta segunda-feira (21) que antecipou os saques de até R$ 500 do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para não correntistas do banco.

Com a mudança, todos os trabalhadores poderão fazer os saques ainda em 2019. O calendário anterior previa que trabalhadores nascidos de julho a dezembro só fariam os saques em 2020.

Apesar da mudança na data de início das liberações, a data limite para que o trabalhador faça o saque continua sendo 31 de março de 2020. Caso o saque não seja feito até esta data, os valores retornam para a conta do FGTS.

Os saques de R$ 500 do FGTS para não correntistas do banco nascidos em janeiro começaram na última sexta-feira (18).

Entre os trabalhadores nascidos em janeiro, segundo informou a Caixa, 7.701 sacaram entre R$ 0,01 e R$ 2, 5; outros 145 sacaram de R$ 2,01 a R$ 5 e 5.782 pessoas sacaram entre R$ 5,01 e R$ 10.

No total, os trabalhadores que não são correntistas da Caixa somam 62,5 milhões de pessoas, que poderão sacar em torno de R$ 25 bilhões. O saque imediato de até R$ 500 não tem relação com o saque-aniversário, que só começa a ser pago em abril de 2020.

Essa liberação abrange contas vinculadas do FGTS que ainda estão recebendo depósitos do empregador atual e também de empregos anteriores, as chamadas contas inativas.

Segundo a Caixa, em cerca de 40 dias de saques já foram pagos mais de R$ 15,4 bilhões para cerca de 40% dos trabalhadores.

O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, afirma que, dos trabalhadores nascidos em janeiro e que tiveram os saques liberados na última sexta-feira, pouco mais de 10% se dirigiram ao atendimento presencial da agência.

Segundo Guimarães, as opções de pagamento disponibilizadas permitiram uma eficiência nos pagamentos. Com isso, explicou, o banco percebeu que consegue atender a demanda mesmo com a antecipação.

Os comentários estão fechados.