Brejões: Bebê recém-nascido sobrevive após ser abandonado em saco de lixo pela mãe

Bebê foi resgatado por uma enfermeiro. Foto: Blog Marcos Frahm

Um bebê recém-nascido foi encontrado dentro de um saco de lixo na Praça da Feira de Brejões, no Vale do Jiquiriçá. Segundo a polícia, a criança do sexo masculino foi encontrada na manhã de sábado, por volta das 06h, quando uma feirante ouviu a criança chorando e acionou uma equipe do Hospital Municipal, que enviou ao local uma ambulância para resgatar o bebê. A equipe retornou a unidade hospitalar com a criança e, ao chegar ao hospital, foi informada de que uma jovem teria dado entrada no pronto-socorro com sangramento. Os profissionais de saúde descobriram que Anatália Almeida Cerqueira, de 26 anos, era mãe da criança e reconheceu o bebê, revelando que escondeu a gravidez da família e que o parto aconteceu em uma casa, mas que abandonou o filho, tendo sofrido hemorragia e recorrido ao hospital em busca de atendimento.

Inquérito policial apura o caso

O caso repercute na imprensa baiana. Na tarde desta segunda-feira (6), o delegado de Brejões, Dr. Isaías Pereira, em contato com o Blog Marcos Frahm, disse que foi instaurado um inquérito policial para apurar o abandono. O menino vai se chamar João Gabriel e segue internado, juntamente com a mãe. – Foi instaurado um inquérito para apurar as circunstâncias do abandono dessa criança. Ela foi encontrada dentro de um saco plástico, por populares que acionaram a ambulância e quando a ambulância chegou ao hospital tinha uma paciente com sangramento e veio a certeza de que a criança era da mulher que se encontrava no hospital. A criança e a mãe estão no hospital. A mulher sofreu hemorragia e passa por exames e está em observação. A gente está ouvindo familiares, testemunhas, a pessoa que encontrou a criança e acionou a ambulância e o pessoal do hospital, o enfermeiro que esteve no local. Também solicitamos os prontuários médicos e todas as providências que o caso requer foram tomadas – disse a autoridade policial.

Ainda de acordo com o delegado, a criança, que reage bem ao atendimento médico, não nasceu prematuramente e passa por exames para posteriormente receber alta. João Gabriel ficará sob os cuidados da avó e Anatália deverá responder, conforme informações policiais, por abandono de incapaz.

Os comentários estão fechados.