Bolsonaro admite ser muito difícil privatizar a Petrobras; ”dificilmente isso vai para frente”

/ Brasília

Presidente fala sobre situação da Petrobras. Foto: Isac Nóbrega/PR

O presidente Jair Bolsonaro (PL) disse, nesta segunda-feira (6/6), que dificilmente a privatização da Petrobras será implementada. O chefe do Executivo federal acusou a estatal de ter ”uma ganância enorme” e uma margem de lucro ”exagerada”.

Segundo o mandatário, o ministro de Minas e Energia, Adolfo Sachsida, foi nomeado para a pasta recentemente com essa intenção, mas leva um tempo para efetivar a venda.

”A privatização da Petrobras é muito difícil. Conversei com o ministro das Minas e Energia… Ele tem essa intenção, deu o pontapé inicial, mas dificilmente isso vai para frente. Correndo tudo certo, vai levar uns quatro anos. E você tem que modular isso aí, não pode simplesmente quem pagar mais levar”, afirmou o titular do Palácio do Planalto, em entrevista ao canal Agro+, da Band.

Bolsonaro admitiu que os preços dos combustíveis estão em patamares elevados, mas indicou que vários fatores interferem no custo desse produto – entre eles, a margem de lucro da Petrobras. Com informações do Metrópoles

Os comentários estão fechados.