Santa Inês registrou 196,02 milímetros de chuvas entre os dias (24) e (26) de dezembro

Famílias foram afetadas pelas chuvas. Foto: Divulgação/Prefeitura

Santa Inês, no Vale do Jiquiriçá, sofreu com significativos acumulados de chuvas. Segundo informou a Prefeitura, o município registrou 196,02 milímetros de chuvas entre os dias (24) e (26) de dezembro.

O Rio Jiquiriçá transbordou e provocou alagamentos em várias partes da cidade, inclusive no Centro, invadindo casas residenciais, comerciais e até a rodoviária, que ficou submersa. Moradores falam em rompimento de barragens na região, a exemplos dos vizinhos municípios de Cravolândia e Irajuba.

Procurada pela redação do Blog Marcos Frahm para atualização dos dados sobre os reflexos das chuvas, a Assessoria de Comunicação da Prefeitura informou que sobre o número de desabrigados – que são as pessoas que perderam seus imóveis e precisam de apoio do poder público – está em 830.

Já o total de desalojados – que são as pessoas que também perderam os imóveis, mas foram alocadas em casas de familiares – está em 712.

Ainda de acordo com a gestão municipal, 115 habitações foram afetadas em Santa Inês. Na cidade, o poder público e voluntários fazem campanha de arrecadação de alimentos para as vítimas da tempestade no Vale do Jiquiriçá.

SUDEC diz que 21ª vítima a morrer por chuvas era um jovem de 19 anos, da cidade de Ilhéus

/ Bahia

O número de mortos por causa da chuva na Bahia subiu para 21, nesta terça-feira (28). Os dados foram divulgados pela Superintendência de Proteção e Defesa Civil (Sudec), que contabiliza 77.092 pessoas desabrigadas ou desalojadas.

A Sudec detalhou que a 21ª vítima a morrer é um jovem de 19 anos, que tentou atravessar uma enxurrada em Ilhéus, na noite da segunda-feira (27), e acabou se afogando. A mesma cidade também já havia registrado outra morte. Além de Ilhéus, os outras óbitos ocorreram em outros municípios.

Ao todo, 471.786 pessoas foram afetadas pela chuva. O número de feridos não foi alterado desde a segunda-feira (27), e segue em 358 pessoas. Nesta terça, 136 cidades estão sob decreto de situação de emergência.

Energia é restabelecida em Ubaíra e Prefeitura estima que mais de 1 mil ficaram desabrigados

Cidade foi devastada pelas chuvas. Foto: Leitor/BMFrahm

O fornecimento de energia na cidade de Ubaíra, devastada pelas fortes chuvas, foi normalizado no final da tarde desta terça-feira (28). Moradores e comerciantes ficaram sem luz por três dias, após uma forte tempestade provocar estragos e interromper os sinais de internet, telefone, a energia e o abastecimento de água potável, que segue suspenso.

O cenário é de destruição na cidade, sobretudo em ruas da área central, que ficam na parte baixa e recebem águas de bairros adjacentes. O número de desabrigados – que são as pessoas que perderam seus imóveis e precisam de apoio do poder público – passa de 1mil pessoas, segundo estimativa da Prefeitura, conforme informações repassadas ao Blog Marcos Frahm. Elas são alojadas em escolas. Já o total de desabamentos – que são casas e imóveis eu vieram abaixo por causas das chuvas é de 50.

O município voltou a registrar chuva hoje, mas não com a mesma intensidade do final de semana. O prefeito Lúcio Monteiro tenta viabilizar o fornecimento de água e diz que o comércio foi muito afetado. Um mutirão de limpeza foi formado para retirar parte dos entulhos nas vias do centro e evitar novos transtornos, aproveitando a baixa das águas do Rio Jiquiriçá, que margeia a cidade e chegou a transbordar.

INSS estendeu os prazos até 2022 para os segurados fazerem a ”prova de vida”

/ Economia

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) estendeu os prazos para os segurados fazerem a prova de vida.

Com a nova decisão, quem não fez o procedimento entre 2020 e 2021 terá até junho de 2022 para realizá-lo.

A prova de vida é uma norma prevista em lei para evitar fraudes e pagamentos indevidos. A obrigatoriedade da comprovação ficou suspensa entre março de 2020 e 1º de junho deste ano. Depois, foi suspensa novamente entre outubro e dezembro.

Chuva voltou ao Vale do Jiquiriçá: Cerca de 130 desabrigados em Mutuípe são levados para escolas

Enchente do Rio Jiquiriçá alaga Mutuípe, Foto: Leandro Almeida

A chuva voltou a atingir municípios do Vale do Jiquiriçá, nesta terça-feira (28). Com mais intensidade, a tempestade foi registrada em Mutuípe, uma das cidades devastadas pelas enchentes dos últimos dias, com desabamento de casas, lojas comerciais invadidas e pessoas desalojadas.

Segundo o prefeito Rodrigo Maicom, em entrevista à Globonews, mais de 130 pessoas estão alojadas em escolas. Elas  foram retiradas de áreas de risco na cidade.

As imagens que circulam nas redes sociais revelam cenário de destruição na cidade, que é margeada pelo Rio Jiquiriçá, este que transbordou e invadiu a área central.

Governo começa a distribuir geladeiras no Sul da Bahia, em Itamaraju; famílias são cadastradas

/ Bahia

Governo entregou 120 geladeiras para famílias. Foto: Divulgação

O Governo da Bahia entrega, nesta quarta-feira (29), 120 geladeiras para famílias atingidas pelas chuvas no município de Itamaraju, no extremo sul do estado. Os equipamentos foram adquiridos com recursos próprios, em um investimento superior a R$ 120 mil. Cada refrigerador custa aproximadamente R$ 1.008,00, tem baixo consumo de energia e alta durabilidade. Parte dos 1.500 refrigeradores doados pela Coelba também será entregue nesta quarta (29).

O município de Itamaraju foi um dos mais atingidos pelas chuvas e responde por quase 25% da demanda de geladeiras e outros eletrodomésticos, segundo o cadastro já realizado pela Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS).

As famílias beneficiadas foram identificadas durante processo de triagem e, desde a semana passada, é feito um trabalho de busca ativa das vítimas dos temporais para a identificação das necessidades e urgências de cada uma delas. A SJDHDS também tem prestado apoio técnico às equipes de assistência social dos municípios.

A distribuição dos eletrodomésticos pela Superintendência de Proteção e Defesa Civil (Sudec), de acordo com o projeto de lei sancionado pelo governador em 15 de dezembro, tem entre os requisitos a inscrição das famílias no cadastro único de programas do governo federal (CadÚnico); residência no município em estado de calamidade pública; e imóvel atingido pela chuva com perda de eletrodomésticos. A comprovação é feita por órgãos municipais e pela Sudec.

Com avanço da variante ”ômicron”, mundo registra novo recorde de casos da Covid-19

/ Saúde

Com o avanço da variante ômicron do novo coronavírus, mais transmissível que as outras cepas em circulação, o planeta voltou a registrar número recorde de casos de contaminação pela Covid-19 nesta segunda-feira (27).

Antes disso, o recorde anterior havia sido registrado em 28 de abril deste ano, com média de 826.973 casos, quando havia pouca disponibilidade das vacinas contra a Covid-19.

Os dados são da plataforma Our World In Data, ligada à Universidade de Oxford, no Reino Unido, que registrou na segunda uma média diária de 847.136 casos, considerando os sete dias anteriores (média móvel).

Ao lado de ministros, Rui cobra verba da União: ”Não é possível recuperar as estradas com R$ 80 milhões”

/ Bahia

”Faço um apelo por um aporte”, disse. Foto: Reprodução

O governador Rui Costa (PT), causou mal-estar durante entrevista coletiva na manhã desta terça-feira (28), em Ilhéus. Ao lado de ministros, o gestor cobrou mais verbas da União para a reconstrução dos municípios localizados na região sul, castigados pelas enchentes.

Segundo Rui, a portaria publicada hoje, destina R$ 200 milhões para as cidades atingidas pelas fortes chuvas, mas a divisão não seria capaz de dar conta dos prejuízos.

”Está descrito no anexo desta forma: R$ 80 milhões para o Nordeste, R$ 70 mi para o Sudeste e R$ 70 para o Norte, é assim que está publicado, está aqui no meu celular. Não é possível recuperar as estradas com R$ 80 milhões para o Nordeste, com esse valor não dá pra recuperar as do estado da Bahia. Faço um apelo por um aporte direcionado à Bahia”, disse Rui.

O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, garantiu que vai analisar o pedido do petista. ”Estamos aguardo um diagnóstico mais acurado e será feito o que for necessário para a construção de toda a infraestrutura urbana”, respondeu o ministro logo após a fala do petista.

Bolsonaro publicou medida provisória (MP) nesta terça que abre crédito extraordinário de R$ 200 milhões ao Ministério de Infraestrutura. A verba será destinada à reconstrução de estradas e rodovias afetadas pelas chuvas.

Ainda há a expectativa da liberação de mais R$ 200 milhões à Bahia no início do ano que vem, também via medida provisória (veja aqui).

O número de mortos pelas enchentes subiu para 20 nesta segunda. Além disso, cerca de 430 mil pessoas foram afetadas pelas chuvas em todo o estado, segundo dados atualizados pela Superintendência de Proteção e Defesa Civil do Estado da Bahia (Sudec). As informações são do site Bahia Notícias

Deputados estaduais destinam R$ 12,6 milhões em emendas para os desabrigados das enchentes

/ Bahia

Os recursos são de emendas impositivas. Foto: Paulo Mocofaya

Os deputados estaduais destinaram R$ 12,6 milhões para socorro aos desabrigados pelas enchentes que afetam, especialmente, as regiões Sul, Sudeste e Extremo-Sul da Bahia.

Os recursos, oriundos de emendas impositivas, estão disponibilizados no orçamento estadual e poderão ser empregados pelo Governo do Estado para atender necessidades emergenciais dos flagelados da verdadeira tragédia que o excesso inédito das chuvas causou, ceifando vidas, desabrigando milhares de família – que perderam tudo.

A confirmação da destinação desses recursos orçamentários, que seriam empregados em obras ou serviços nas comunidades em que os parlamentares representam, foi feita pelo deputado Adolfo Menezes, presidente da Assembleia Legislativa, que lembrou medida na mesma direção adotada pelo conjunto dos 63 deputados estaduais no ano passado, quando todo o recurso destinado às emendas parlamentares foram direcionados para ações relacionadas para o combate à Covid-19: ”Destinaremos R$ 12,6 milhões dos recursos das nossas emendas para os 16 mil desabrigados pelas cheias, em cerca de 72 municípios da Bahia”.

Para ele, esse gesto de solidariedade, em um momento difícil para milhares de famílias, demonstra a sensibilidade dos nossos deputados estaduais e também a compreensão de todos para a gravidade do momento que também tem implicações econômicas, pois a reconstrução de estradas, pontes, aguadas, barragens e residências terá de ser feita – apesar da redução da atividade econômica, especialmente no campo.

Ele destacou também que algumas lavouras já se ressentem do excesso de chuva e baixa insolação. O presidente do Legislativo lembrou ainda que em março de 2020 os parlamentares fizeram gesto semelhantes no início da pandemia, estando sempre sintonizado com as necessidades dos baianos.

Bombeiros fazem alerta às prefeituras para retirada de moradores de áreas ribeirinhas em quatro cidades

/ Bahia

Bombeiros fazem alerta para moradores. Foto: Divulgação

O Corpo de Bombeiros Militar da Bahia (CBMBA), por meio do comandante Adson Marchesini emitiu comunicado, na tarde desta terça-feira (28), sobre o aumento do fluxo das águas, com a abertura das comportas da barragem Machado Mineiro, no Rio Pardo, região de Águas Vermelhas, em Minas Gerais, vindo em direção à Bahia.

Há risco iminente de enchentes nas cidades de Itambé, Canavieiras, Mascote e Cândido Sales. ”A orientação às prefeituras é para que a população deixe as áreas de risco”, alerta o comandante.

Após críticas por feriado em SC, Bolsonaro diz que deve editar MP para destinar R$ 200 milhões à Bahia

/ Brasília

Presidente diz que vai editar MP. Foto: Alan Santos/PR

O presidente Jair Bolsonaro afirmou, nesta segunda-feira (28), que o governo federal deve editar, no início do ano que vem, uma medida provisória (MP) abrindo crédito extraordinário de R$ 200 milhões para mitigar os efeitos dos temporais na Bahia.

Bolsonaro, porém, não detalhou de que forma os recursos serão utilizados. ”Devemos agora, no início do ano que vem, assinar uma medida provisória com crédito suplementar de 200 milhões de reais para atender o pessoal”, disse.

”Vamos fazer tudo o que for possível por nossos irmãos na Bahia”, acrescentou o presidente, após chegar em São Francisco do Sul (SC), onde passará o Ano Novo.

Vale lembrar que Bolsonaro vem sendo criticado pelo fato de passar o feriado de fim de ano em Santa Catarina em meio ao desastre na Bahia.

Ontem, inclusive, as críticas se intensificaram depois de ele publicar uma imagem pescando, completamente alheio à situação de devastação que acontece no interior do estado baiano.

Presidente do PT-BA rechaça sugestão de ACM e exalta ações de Rui na chuva; ”está nem na Bahia”

/ Bahia

Presidente do PT Bahia, Eden Valadares, rechaçou nesta segunda-feira (27) a sugestão feita pelo ex-prefeito de Salvador e pré-candidato ao Governo do Estado, ACM Neto, de que deveria ser criado um auxílio para as famílias atingidas pelas fortes chuvas nos últimos dias nas regiões do Sul e Sudoeste da Bahia.

Ao bahia.ba, Eden exaltou as ações já adotadas pelo governador Rui Costa nas regiões atingidas pelas chuvas, com a presença do senador Jaques Wagner, e cutucou o adversário político: “O que eu soube é que ele não está nem na Bahia”.

”Eu não tinha visto a proposição do ex-prefeito de Salvador. O que eu sei é que o governador está na região há três dias, ficando por lá mesmo, acompanhando de perto e liderando as ações do Estado e dos órgãos do governo, inclusive conseguindo a convocação de vários outros governadores. Eu sei o que o governador está fazendo. O senador Jaques Wagner também. O que eu não sei é onde o ex-prefeito está. O que eu soube é que ele não está nem na Bahia. Então, ficar dando sugestão pelo Twitter, pela internet….sei de quem está com o pé no barco, cuidado do povo baiano”, afirmou Eden.

Brasil registra 6,8 mil novos casos e 86 óbitos por covid-19 em 24h, diz Ministério da Saúde

/ Saúde

O número de pessoas infectadas pelo novo coronavírus desde o início da pandemia chegou a 22.246.276, segundo balanço divulgado pelo Ministério da Saúde ontem (27). Em 24 horas, desde o boletim de ontem, autoridades de saúde registraram 6.840 diagnósticos positivos da doença.

O total de mortes causadas pela covid-19 chegou a 618.534. De ontem para hoje, secretarias estaduais e municipais de Saúde confirmaram mais 86 óbitos. Ainda há 2.790 mortes em investigação, mas esses dados ainda estão passíveis de atualização. Os dados de mortes em investigação ocorrem por haver casos em que o paciente morreu, mas a investigação da causa demanda exames posteriores ao óbito.

Até esta quarta, 21.516.819 pessoas haviam se recuperado da doença.

No balanço divulgado pelo ministério, três unidades da Federação, São Paulo, Tocantins e Roraima, não atualizaram na data de hoje os dados de casos e mortes. Da Agência Brasil

PRF diz que presta apoio a municípios em situação de emergência na Bahia; BR-330 segue interditada

/ Trânsito

PRF presta apoio a municípios em situação de emergência na Bahia

Desde o início das fortes chuvas que assolam a Bahia, a Polícia Rodoviária Federal presta apoio aos municípios alagados no sul, extremo sul e sudoeste do estado.

Após os estragos causados pelas chuvas, helicópteros da PRF foram deslocados com urgência para as comunidades que sofrem com os temporais deste fim de ano.

Diversas localidades já estão sendo atendidas e as aeronaves têm levado comida, água, medicamentos e outros itens. Além disso, a instituição tem feito o resgate aéreo de pessoas que ficaram isoladas por causa das chuvas que invadiram suas casas.

Por terra, equipes de policiais reforçam e monitoram as rodovias consideradas críticas em razão de deslizamentos de encostas, quedas de árvores, erosão de pista e alagamentos de vias ocasionadas pelas chuvas.

A instituição continuará dando o socorro e apoio necessário às cidades afetadas e às famílias atingidas.

A PRF dispõe do número de emergência 191. A ligação é gratuita e atende 24 horas em qualquer parte do País.

Desde o início do mês de dezembro, fortes chuvas causaram alagamentos que trouxeram prejuízos para diversos moradores da região e impossibilitaram o tráfego pelas rodovias. Várias famílias encontram- se desabrigadas e diversos municípios baianos em estado de emergência.

Uma verdadeira força-tarefa foi formada para ajudar as pessoas atingidas pelas chuvas e tentar amenizar a dor e as perdas da população com o impacto dessa tragédia.