Paraná / BN: Em último ano de mandato, gestão de Rui é aprovada por 63% dos baianos

/ Bahia

Rui tem 63,7% de aprovação em administração. Foto: Rede social

Na reta final de seu mandato, o governador Rui Costa (PT) tem 63,7% de aprovação em sua administração pelos baianos, de acordo com levantamento feito pelo Instituto Paraná Pesquisas, sob encomenda do Bahia Notícias. O cenário estimulado foi divulgado nesta terça-feira (5) e 31,3% da população baiana desaprova a gestão do petista. Não souberam / não opinaram, 5%.

A administração do chefe do Executivo estadual é considerada ”boa” por 29% dos baianos, enquanto 18% dos entrevistados a definem como ”ótima”. Outros 27,6% responderam que o governo de Rui Costa é ”regular”.

Avaliaram negativamente o governo Rui, 23,6% dos entrevistados pelo Paraná Pesquisas, sendo que 16,8% definiram a gestão como ”péssima” e 6,8% como “ruim”. Não souberam ou não opinaram, 1,8% dos questionados.

A pesquisa ouviu 1640 pessoas, em 72 municípios, entre os dias 30 de junho e 4 de julho, com margem de erro de 2,5% e intervalo de confiança de 95%. Está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob nº BA-07579/2022. *Bahia Notícias

Paraná / BN aponta vitórias de ACM, Otto Alencar e Lula nas eleições de outubro na Bahia

/ Política

ACM, Otto e Lula lideram pesquisa Paraná / BN. Foto: BMFrahm

O ex-prefeito de Salvador, ACM Neto (União Brasil), ampliou a distância nas intenções de voto no comparativo com os principais adversários, Jerônimo Rodrigues (PT) e João Roma (PL). Levantamento realizado pelo Instituto Paraná Pesquisas entre os dias 30 de junho e 4 de julho, sob encomenda do Bahia Notícias, mostra o prefeito com 58% das intenções de voto, enquanto Jerônimo tem 15,8% e Roma fica com 9,1%. As oscilações aconteceram dentro da margem de erro, de 2,5%, no comparativo com uma pesquisa similar, realizada no último mês de abril.

Com exceção de ACM Neto, todos os candidatos oscilaram para baixo. O ex-prefeito da capital baiana tinha 55,4% – 2,4% a menos do que no novo levantamento. Jerônimo caiu de 16,1% para 15,8% e Roma de 10,1% para 9,1%. O candidato do PSOL, Kleber Rosa, que chegou a 1,2% em abril, caiu para 0,5% e Giovani Damico (PCB) oscilou de 0,5% para 0,1%.

Completam os números 9,8% dos entrevistados, que indicam pretender votar nulo, branco ou em nenhum dos candidatos e somente 6,9% disseram não saber ou preferiram não responder.

Otto lidera disputa pelo Senado

Primeiro levantamento realizado pelo Instituto Paraná Pesquisas após a substituição de João Leão por Cacá Leão, ambos do Progressistas na chapa do ex-prefeito de Salvador, ACM Neto (União Brasil), mostra que o senador Otto Alencar (PSD), candidato à reeleição, lidera com certa folga a corrida pela vaga na Câmara Alta. Otto tem 33,9% das intenções de voto, enquanto Cacá aparece com 12,8%.

Como houve a mudança dos nomes, a comparação entre os levantamentos resulta em números que não podem ser colocados em paralelo. No levantamento anterior, Otto tinha 32,7% e João Leão ficava com 15,4%. Outro nome na disputa, Dra. Raíssa Soares aparece com 7,4% das intenções de voto, enquanto Tâmara Azevedo foi citada por 4,2% dos entrevistados.

Ainda não sabem em quem votar 16,8% dos eleitores, e 24,9% dizem que vão votar em branco, nulo ou em nenhum dos candidatos citados. A pesquisa não fez levantamentos espontâneos para a vaga de senador. Na corrida pelo governo da Bahia, o ex-prefeito ACM Neto venceria a eleição em primeiro turno (lembre aqui).

A pesquisa ouviu 1640 pessoas, em 72 municípios, entre os dias 30 de junho e 4 de julho, com margem de erro de 2,5% e intervalo de confiança de 95%. Está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob nº BA-07579/2022.

Lula lidera disputa pela presidência

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) lidera a preferência de voto entre os eleitores baianos para retornar ao Palácio do Planalto. O petista é opção para 49,8% dos entrevistados pelo Instituto Paraná Pesquisas, entre os dias 30 de junho e 4 de julho, sob encomenda do Bahia Notícias. O presidente Jair Bolsonaro (PL) aparece em segundo lugar, com 26,5% das intenções de voto.

Em terceiro lugar, o ex-ministro Ciro Gomes (PDT) tem 8,5% dos baianos. Apenas André Janones (Avante) marca 1%, todo os demais nomes na disputa até aqui ficam com casas decimais na corrida pela presidência da República. A lista inclui Pablo Marçal (Pros), Simone Tebet (MDB), Felipe D’Ávila (Novo), Vera Lúcia (PSTU), Leonardo Péricles (UP), Eymael (PSDC), Luciano Bivar (União) e Sofia Manzano (PCB) – esses três últimos sequer registraram percentual. Com informações do Bahia Notícias

Pelo menos 20 estados brasileiros anunciaram a redução do ”ICMS sobre combustíveis”

/ Economia

Pelo menos 20 estados já anunciaram a redução do ICMS sobre combustíveis. Os governadores do Ceará e do Amazonas fizeram os anúncios nesta segunda-feira (04).

O Distrito Federal publicou no dia primeiro deste mês um decreto limitando em 18% a cobrança do ICMS. As alíquotas da gasolina e do etanol eram de 27%. Segundo o governo distrital, a perda é estimada em R$ 1,7 bilhão por ano.

O governador Ibaneis Rocha (MDB) disse que terá que rever as contas do Distrito Federal. O Sindicato dos Comércio Varejista de Combustíveis do DF estima uma redução de R$0,43  na gasolina e R$ 0,40 no etanol com a redução do ICMS. Os consumidores devem sentir aos poucos a diferença na bomba, com a renovação dos estoques, diz o presidente da entidade Paulo Tavares.

São Paulo foi o primeiro a fazer a redução do ICMS. No estado, a alíquota caiu de 25% para 18%. Minas Gerais, Goiás, Paraná e Amapá também já anunciaram o corte.

As ações procuram atender a lei que limitou o ICMS sobre combustíveis ou a definição do Conselho Nacional de Política Fazendária de que o imposto deve ser calculado sobre a média de preços dos últimos 60 meses.

Mas, a discussão ainda não terminou. No Congresso, os parlamentares ainda precisam avaliar os vetos do presidente Jair Bolsonaro à lei do teto do ICMS. No Supremo Tribunal Federal, governadores questionam a lei do teto e a lei que determinou alíquota uniforme em todo o país.

Polícia Militar de Maracás prende casal que transportava entorpecente em motocicleta

/ Polícia

Droga era levada em uma motocicleta. Foto: Polícia Militar

A Polícia Militar de Maracás apreendeu, nesta segunda-feira (4), uma motocicleta que transportava droga com um casal que estava a bordo do veículo por volta das 15h nas proximidades do bairro Maracaizinho.

De acordo com informações divulgadas pela PM, com as duas pessoas foram apreendidos: 03 tabletes de substâncias análoga a maconha, 02 aparelhos celulares, 01 moto Yamaha YBR e a quantia de R$ 312,00 de dinheiro em espécie.

Prefeitura de Jequié intensifica testagem rápida contra Covid nas unidades de Saúde do município

/ Jequié

Como parte das estratégias de enfrentamento e monitoramento do cenário epidemiológico da Covid-19, a Prefeitura de Jequié, através da Secretaria de Saúde, passou a intensificar a testagem rápida dos casos suspeitos ou com síndromes gripais, potencializadas graças ao período sazonal das doenças respiratórias.

Todas as Unidades de Saúde passarão, também, a realizar a testagem rápida de antígeno dos casos suspeitos de Covid-19 e das pessoas com sintomas gripais, no turno da manhã, de segunda a sexta-feira. Além disso, continua mantido o atendimento do Disque Covid, das 8h às 18h, em todos os dias da semana, através dos números 3526 8962, 3526 8961 e 3526 8952, para informações e orientações sobre a doença e agendamento para testagem RT-PCR na Central de Testagem Covid.

A Secretaria de Saúde reitera que as pessoas que ainda não se vacinaram e as que estão com o esquema vacinal incompleto, devem procurar uma Unidade de Saúde para sua imediata imunização, tanto para a Covid-19 quanto para a gripe Influenza e orienta a população sobre a importância da continuidade das medidas sanitárias necessárias para evitar o contágio pelo Coronavírus e o uso de máscara para todas as pessoas que estão sintomáticas.

Novos decretos voltam a exigir uso de máscaras em escolas e unidades de Saúde de Maracás e Jaguaquara

Maracás adota novas medidas contra o vírus. Foto: BMFrahm

A partir desta terça-feira (5), volta a ser obrigatório o uso de máscaras nas unidades escolares das redes municipal, estadual e privada de Maracás.

A medida integra o protocolo de segurança na volta às aulas presenciais após o período de festejos juninos e revela também uma ação de prevenção da gestão municipal contra Covid-19 após aumento significativo de casos da doença depois do São João, contabilizando, conforme o boletim divulgado pela Secretaria de Saúde desta segunda-feira (4), 104 casos ativos .

O decreto Nº 842 está publicado no Diário Oficial do Município, segundo apurou o Blog marcos Frahm. No pico da pandemia, Maracás chegou a liderar em número de casos do Coronavírus no Vale do Jiquiriçá e o número de óbitos registrados é de 86.

A secretária de Saúde, Darlene Coelho Rosa, desde o início da pandemia atribui o aumento de casos ao público flutuante em Maracás, que inclusive é sede da mineradora Largo Brasil, que explora vanádio no Município, atraindo pessoa de outras regiões, além de ser uma cidade margeada pela BA-026, que dar acesso a outros municípios baianos. De acordo com o boletim, 63.852 doses da vacina foram aplicadas até agora.

Jaguaquara

Além de Maracás, Jaguaquara, maior cidade do território de identidade também decreta a obrigatoriedade do uso da proteção nas escolas e nas unidades de saúde.

No última dia (23) de Junho, o boletim apontava 17 casos ativos da Covid em Jaguaquara. Agora, conforme publicação do novo boletim na página da Prefeitura, 143 pessoas estariam infectadas com o vírus que fez 71 vítimas em dois anos. Mais de 100 mil doses da vacina foram aplicadas em munícipes. O decreto que exige o uso de máscaras está publicado no D.O. datado de (4) de Julho.

Bahia registra 1.105 casos de Covid-19 e mais 1 óbito, diz boletim epidemiológico da SESAB

/ Bahia

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 1.105 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de 0,07%), 1.212 recuperados (+0,08%) e 1 óbito. Dos 1.586.288 casos confirmados desde o início da pandemia, 1.543.129 já são considerados recuperados, 13.112 encontram-se ativos e 30.047 tiveram óbito confirmado. Os dados ainda podem sofrer alterações.

boletim epidemiológico desta segunda-feira (04) contabiliza ainda 1.911.917 casos descartados e 345.835 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica em Saúde da Bahia (Divep-BA), em conjunto com as vigilâncias municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até às 17 horas desta segunda. Na Bahia, 65.186 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

Vacinação

Até o momento a Bahia contabiliza 11.616.342 pessoas vacinadas com a primeira dose, 10.698.366 com a segunda dose ou dose única, 6.356.163 com a dose de reforço e 762.121 com o segundo reforço. Do público de 5 a 11 anos, 975.060 crianças já foram imunizadas com a primeira dose e 558.613 já tomaram também a segunda dose.

 

Prefeito de Maracás entrega carro e novos equipamentos para o Conselho Tutelar

Prefeito ladeado por equipe e conselheiros. Foto: BMFrahm

A Prefeitura de Maracás, através da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social entregou, nesta segunda-feira (4), um veículo Fiat Cronos e novos equipamentos ao Conselho Tutelar do Município.

Em cerimônia presidida pela secretária da pasta, Guida Galvão, contou com a presença do prefeito Soya Novaes, que destacou o papel i portante do Conselho na defesa dos direitos das crianças e adolescentes. ”Reconhecemos a importância do trabalho dos conselheiros e não mediremos esforços para continuar garantindo o suporte necessário para que o Conselho de Maracás desenvolva um trabalho eficaz, protegendo as nossas crianças e adolescentes”, disse o gestor, que relembrou as solicitações feitas ao Governo Federal para que destinasse os bens entregues ao órgão municipal.

O conselheiros Augusto Cesar revelou que a chegada do carro e dos equipamentos que tornam a sede do Conselho mais estruturada era uma demanda antiga: ”Foi uma luta muito grande, mas hoje a vitória chegou e muitas outras lutas virão”. O kit é composto por 01 veículo, 05 computadores, 01 impressora, 01 ar – condicionado, 01 geladeira, 01 bebê conforto, 01 TV e 01 bebedouro.

Também participaram do ato, representantes do Conselho de Segurança, do Conselho da Mulher, da Câmara Municipal, o presidente Zitinho do Maracuá, vereadoras Gal e Noélia, o vice-prefeito Samuel Nascimento, o secretário de Governo, Rogério Oliveira, atuais conselheiros: Augusto Cesar, Norma Brito, Eliene Gomes, Marlucia dos Santos e Joilson e ex-integrantes do Conselho: Fernanda Duarte, Carina Pereira, Edir Saraiva, Carlos Augusto, Hildelene Cardoso, Juraci Silva e Gomes.

Judoca Diego Santos assumirá presidência do Rotary Club Jequié-Norte a partir desta semana

/ Jequié

Judoca Diego Santos

O Ano Rotário 2022/23 começa neste mês de julho com a posse de novos presidentes e conselhos diretores. No Rotary Club Jequié-Norte, Diego Santos assume a presidência em substituição a Ricardo Navarro, que conduziu a instituição nos últimos dois desafiadores anos pandêmicos. A cerimônia de posse será presencial, às 19 horas de quarta-feira (6).

Na presidência do Rotary Club Jequié-Norte, Diego Santos planeja manter as parcerias já existentes para dar sequência aos bem-sucedidos projetos mantidos pela unidade a exemplo do Judô Ação e Orquestra Clássica Popular de Jequié, ambos com grande alcance social, além da manutenção e ampliação das iniciativas de incentivo à leitura e plantio de árvores, tendo em vista que o Rotary Internacional tem compromissos históricos com questões educacionais e ambientais.

O novo presidente do Jequié-Norte, Diego Ferreira Santos, é um atleta jequieense de judô, sendo um dos responsáveis pelo fortalecimento das artes marciais em Jequié na Bahia, atuando decisivamente para tornar a modalidade ainda mais popular.

Oito vezes campeão brasileiro e detentor de várias medalhas internacionais, o rotariano é espelho não somente para iniciantes como também para uma gama enorme de admiradores pela sua conduta tanto nos tatames quanto na vida. por Souza Andrade / site Jequié e Região

João Roma diz que adesão do PTB a ACM Neto é exemplo da política do ”toma lá, dá cá”

/ Política

Pré-candidato ao Governo, João Roma. Foto: Reprodução

O pré-candidato a governador, ex-ministro da Cidadania e deputado federal, João Roma (PL), disse que a adesão do PTB à pré-candidatura de ACM Neto (relembre aqui) são um exemplo atual da política atrasada e baseada no ”toma lá, dá cá”, característica das pré-candidaturas adversárias tanto do ex-prefeito de Salvador quando de Jerônimo Rodrigues (PT).

O presidente da sigla petebista na Bahia, Gean Prates, assumiu cargo na Arsal no mesmo momento em que anunciou apoio a ACM Neto. “O exemplo do PTB fala por si só. No momento do anúncio, saiu a nomeação no Diário Oficial. Mas isso não nos move”, comentou o pré-candidato do PL.

Roma salientou que é difícil competir contra as candidaturas de ACM Neto e de Jerônimo Rodrigues nesse ponto, uma vez que utilizam as estruturas da Prefeitura de Salvador e do Governo do Estado, respectivamente, para atrair apoios. O pré-candidato a governador apoiado pelo presidente Jair Bolsonaro disse que Neto e Jerônimo são o seis e a meia dúzia e que a política de ambos é calcada ”no toma lá, dá cá, no empreguismo e na perseguição”.

”As pessoas não conseguem ver que a política está mudando”, disse Roma na entrevista aos jornalistas Cíntia Kelly e Igor Guimarães. O pré-candidato citou, entretanto, o exemplo do presidente Jair Bolsonaro em 2018. ”Ele me disse: ‘Roma, eu tinha sete segundos de TV”, recordou o ex-ministro da Cidadania, que pontuou: ”ainda tem muita água para passar debaixo dessa ponte”.

Roma ainda contou que passou a sofrer perseguição do ex-prefeito de Salvador após aceitar ser ministro da Cidadania. Muitos aliados a Roma passaram a sofrer ameaças com perda de contratos e cargos. ”Arquei com as consequências [de aceitar o Ministério]. Ajudei milhões de brasileiros e fiz o que era necessário fazer naquele momento”, destacou. Bahia Notícias

Chegaremos até Bolsonaro nas investigações, diz Randolfe sobre CPI do Ministério da Educação

/ Educação

Randolfe Rodrigues se dedica a instalação de CPI. Foto: Ag. Senado

Líder da oposição no Senado, Randolfe Rodrigues (Rede-AP) diz que, se instalada, a CPI para investigar os casos de corrupção no Ministério da Educação poderá indiciar o presidente Jair Bolsonaro (PL).

”A CPI não pode convocar o presidente da República, mas eu tenho certeza que no curso da investigação nós chegaremos até ele”, afirmou o senador à Folha de S.Paulo.

O escândalo do MEC resultou na queda do então ministro Milton Ribeiro. Denúncias apontaram para a existência de um balcão de negócios para a distribuição de recursos para a educação, esquema que seria operado pelos pastores Gilmar Santos e Arilton Moura, ligados a Bolsonaro.

Registros oficiais mostram que os pastores tiveram 45 entradas no Planalto. Além disso, áudio indica que o ex-ministro da Educação Milton Ribeiro passou a suspeitar que seria alvo de busca e apreensão após uma alegada conversa com Bolsonaro. Procurado, o Palácio do Planalto não se manifestou.

Um dos coordenadores da pré-campanha presidencial do ex-presidente Lula (PT), Randolfe é o autor do requerimento da CPI do MEC e defendeu o início das apurações já em agosto.

Ministério da Justiça investigará se TikTok protege usuários contra conteúdos nocivos

/ Justiça

O Ministério da Justiça, através da Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), instaurou nesta segunda-feira (4) um processo administrativo contra o TikTok. O órgão vai apurar se a plataforma protege usuários contra conteúdos nocivos, como determina o Código de Defesa do Consumidor.

O procedimento também deverá apurar se a rede social protege usuários contra publicidade enganosa e abusiva que se aproveita da ”fraqueza ou ignorância do consumidor, tendo em vista sua idade, saúde, conhecimento ou condição social”, como determina o CDC.

A decisão é assinada pela diretora da Senacon Laura Postal Tirelli que, em 24 de junho, publicou outro despacho determinando que o aplicativo suspenda a exibição de conteúdos impróprios para menores de 18 anos no Brasil. O documento desta segunda-feira diz que o processo contra o TikTok deverá tramitar no prazo de 10 dias e determina que a plataforma seja notificada para apresentar sua defesa.

Conteúdos impróprios para menores de idade

Na decisão de junho, a Senacon determinou que a rede social teria 72 horas após a notificação para remover conteúdos impróprios para menores de idade sob pena de multa diária de R$ 1 mil.

Na ocasião, o TikTok afirmou que já remove conteúdos em desacordo com as diretrizes da comunidade e que também não permite menores de 13 anos no aplicativo.

Prefeitos de todo o país vão a Brasília em manifestação contra propostas do Governo

/ Brasília

A Confederação Nacional dos Municípios (CNM) pretende reunir mais de mil prefeitos de cidades de todo o país em frente ao Congresso, em Brasília, nesta terça-feira (5), em uma mobilização contra as medidas aprovadas pelo governo federal que aumentam gastos e reduzem receitas dos municípios.

A poucos meses das eleições, a CNM afirma que essa ofensiva, batizada de “pauta grave dos três Poderes”, que reúne governo federal, Congresso Nacional e Supremo Tribunal Federal, já tem custo imediato de R$ 73 bilhões por ano com as decisões já aprovadas.

Segundo dados da CNM, o impacto, caso pautas ainda em tramitação sejam aprovadas, pode chegar a R$ 250,6 bilhões. Os valores são referentes à redução de receitas, aumento de despesas e liminares que impedem redistribuição de recursos. O estudo foi divulgado nesta segunda-feira (4).

A concentração, que aguarda de mil participantes, será às 9h na sede da entidade. Às 11 horas, o grupo debaterá as pautas com parlamentares. Pela tarde, a mobilização seguirá para o Congresso Nacional.

Entre as pautas articuladas e defendidas pela Confederação no Congresso está a aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 122/2015, que proíbe a União de criar encargos financeiros para os Entes subnacionais sem previsão de transferência para o seu custeio. A matéria aguarda deliberação do Plenário da Câmara.

Em Brasília, Zé Cocá busca apoio para avançar com PEC da Redução da Alíquota do INSS

/ Brasília

Presidente da União dos Municípios da Bahia. Foto: Divulgação

Diante da urgência em assegurar o equilíbrio fiscal das prefeituras, o presidente da União dos Municípios da Bahia (UPB), Zé Cocá, estará em Brasília nesta terça-feira (05) para mobilização municipalista organizada pela Confederação Nacional de Municípios (CNM). Na ocasião, o líder municipalista afirma que irá buscar o apoio dos deputados baianos e do presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados, Arthur Maia (União-BA), para designar relator da PEC 14/2022, que reduz pela metade a alíquota previdenciária dos municípios.

”Precisamos nos unir e juntar uma comitiva de prefeitas e prefeitos baianos para conversarmos com o presidente da CCJ, Arthur Maia, e sensibilizarmos os parlamentares da necessidade de designar um relator da matéria e acelerar a tramitação da PEC 14/2022. Os deputados baianos sabem da necessidade dessa redução da alíquota para os municípios baianos. Essa medida dará fôlego novo aos municípios, viabilizando as administrações”, ressaltou Zé Cocá.

Idealizada pela UPB e materializada pelo deputado federal baiano Cacá Leão, a proposta altera o parágrafo 9º da Constituição Federal, reduzindo de 22,5% para a metade a alíquota previdenciária dos municípios. A PEC 14/2022, que prevê a redução da alíquota patronal do INSS pela metade, com retenção na fonte, significa um alívio para os municípios que, com o passar dos anos, foram obrigados a aumentar os gastos com o índice de pessoal para manter a qualidade dos serviços públicos ofertados. Há duas décadas, os municípios gastavam em torno de 40% ou menos de índice de pessoal, esse percentual hoje passa dos 60%. Um estudo realizado pela UPB mostra que as prefeituras conseguem arcar hoje, em média, com 7,5% de alíquota. O restante é acumulado em uma dívida impagável.

Os municípios pagam uma das contribuições previdenciárias mais altas aplicadas a empregadores no Brasil – fixado em 22,5%. Desvinculada da realidade local do ente que presta a maior parte dos serviços públicos, a UPB alerta que o alto percentual da alíquota atual estimula o endividamento e limita a capacidade de financiamento dos municípios, impedindo investimentos em infraestrutura, saúde e educação.

Durante a mobilização também serão discutidas medidas de grande impacto para os municípios, como as propostas que criam pisos salariais para diferentes categorias sem fonte de custeio, além dos impactos financeiros com redução de receitas por meio de alterações de alíquotas de impostos. A concentração, na parte da manhã, ocorrerá na sede da CNM, em Brasília e à tarde, o movimento levará a mobilização ao Congresso Nacional.