Sul da Bahia: Advogado, jornalista e outras 6 pessoas são presas por suspeita de envolvimento em conflitos

/ Bahia

Homens atacara segurançaS após ação de reintegração. Foto: G1

Nove pessoas, entre elas um advogado e um jornalista, foram presas durante uma operação contra um esquema de envolvimento em conflitos de terra, em Eunápolis, cidade do extremo sul da Bahia, nesta sexta-feira (4).

A ação foi realizada por policiais civis e militares. Todas as pessoas já estavam com mandado de prisão preventiva expedidos pela 2ª Vara Crime da Comarca de Eunápolis, a pedido do Ministério Público Estadual (MP-BA).

O órgão vinha investigando o advogado e oito cúmplices, todos apontados com envolvimentos em conflitos de terra na região.

A suspeita é que o grupo tenha participado do ataque que deixou três vigilantes feridos e carros de uma empresa de segurança incendiados, em julho do ano passado.

Segundo a polícia, o advogado também é suspeito de extorsão, lavagem de dinheiro, fraude processual e coação de autoridades públicas envolvidas nas apurações dessa investigação. O jornalista, apontado como cúmplice, é suspeito de dar informações falsas. Além das prisões, foram apreendidos documentos e aparelhos eletroeletrônicos durante a operação. Com informações do G1

Bahia registra 2.398 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas, diz boletim da Sesab

/ Bahia

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 2.398 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,9%) e 2.836 curados (+1,1%). Dos 268.137 casos confirmados desde o início da pandemia, 253.145 já são considerados curados e 9.402 encontram-se ativos. A base de dados completa dos casos suspeitos, descartados, confirmados e óbitos relacionados ao coronavírus está disponível em https://bi.saude.ba.gov.br/transparencia/.

Para fins estatísticos, a vigilância epidemiológica estadual considera um paciente recuperado após 14 dias do início dos sintomas da Covid-19. Já os casos ativos são resultado do seguinte cálculo: número de casos totais, menos os óbitos, menos os recuperados. Os cálculos são realizados de modo automático.

Os casos confirmados ocorreram em 415 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (29,73%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram: Ibirataia (5.936,52), Almadina (5.838,21), Itabuna (5.052,46), Dário Meira (4.957,98), Salinas da Margarida (4.748,84).

O boletim epidemiológico contabiliza ainda 500.557 casos descartados e 87.144 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas desta sexta-feira (4).

Na Bahia, 23.823 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

Óbitos

O boletim epidemiológico de hoje contabiliza 41 óbitos que ocorreram em diversas datas, conforme tabela abaixo. A existência de registros tardios e/ou acúmulo de casos deve-se a sobrecarga das equipes de investigação, pois há doenças de notificação compulsória para além da Covid-19. Outro motivo é o aprofundamento das investigações epidemiológicas por parte das vigilâncias municipais e estadual a fim de evitar distorções ou equívocos, como desconsiderar a causa do óbito um traumatismo craniano ou um câncer em estágio terminal, ainda que a pessoa esteja infectada pelo coronavírus.

O número total de óbitos por Covid-19 na Bahia desde o início da pandemia é de 5.590, representando uma letalidade de 2,08%. Dentre os óbitos, 55,92% ocorreram no sexo masculino e 44,08% no sexo feminino. Em relação ao quesito raça e cor, 52,27% corresponderam a parda, seguidos por branca com 16,31%, preta com 15,55%, amarela com 0,84%, indígena com 0,11% e não há informação em 14,92% dos óbitos. O percentual de casos com comorbidade foi de 75,12%, com maior percentual de doenças cardíacas e crônicas (76,57%).

Prefeito da cidade de Madre de Deus é atacado a tiros na porta de casa e é internado

/ Política

O prefeito de Madre de Deus, na Região Metropolitana de Salvador, Jailton Jajai (PTB), foi internado no Hospital Municipal da cidade após ser vítima de um possível atentado nesta sexta-feira (4), de acordo com informações obtidas pelo site Bahia Notícias.

Ele teria sido abordado por dois homens enquanto estava na porta de sua casa para jogar o lixo fora. Os suspeitos dispararam sete vezes contra Jajai, que, por ser policial militar reagiu e trocou tiros.

Segundo as informações obtidas pela reportagem, apesar de estar internado, ele passa bem e está sob observação. Não há informações detalhadas sobre eventuais motivações para esse possível atentado.

 

Após lutar contra o coronavírus, professora argentina morre durante aula online

/ Saúde

Professora Paola De Simone morreu aos 46 anos. Foto: Rede social

Após uma luta intensa por várias semanas contra o novo coronavírus, Paola De Simone, de 46 anos, morreu na última quarta-feira (2) durante aula online em sua casa.

Simone era professora de relações internacionais e de governo da Universidade Argentina de la Empresa. Enquanto estava em uma transmissão pelo Zoom, a educadora desmaiou, conforme apuração do jornal Clarín.

Os alunos até tentaram pedir o endereço da professora durante a transmissão, mas Simone disse que não podia fornecer o local antes de desmaiar.

Para piorar, as imagens do momento em que a educadora desmaia foram compartilhadas, o que causou indignação entre muitos usuários nas redes sociais.

Dias antes de morrer, Paola relatou em seu twitter como a luta contra a Covid-19 estava intensa, pois os sintomas não davam sinais de diminuir com o passar dos dias.

Em ofício à PGR, Rui diz que autorização da Força Nacional na Bahia põe sob ameaça pacto federativo

/ Política

Rui reage a atuação da Força Nacional na Bahia. Foto: Divulgação

O governador Rui Costa (PT) deu conhecimento e solicitou medidas cabíveis à Procuradoria Geral da República (PGR) a respeito da autorização dada pelo Governo Federal para o emprego da Força Nacional de Segurança Pública (FNSP) no território baiano à revelia de solicitação do Chefe do Poder Executivo estadual. No ofício, encaminhado ao procurador-geral Augusto Aras, nesta sexta-feira (4), o governador afirma que a medida adotada pela União ”põe sob ameaça o pacto federativo, cláusula pétrea da Constituição Federal”.

Na quinta-feira (3), por meio de seu perfil oficial no Twitter, Rui Costa disse ter enviado ofício ao ministro da Justiça, André Luiz Almeida Mendonça, externando preocupação com a autorização do emprego da Força Nacional no Extremo Sul do Estado, fato que considerou ‘f’lagrante desrespeito à lei”. Para o governador, ”tal conduta, já maculada pelo caráter invasivo e ilegal, é agravada pelo total desprezo às regras de convivência democrática”.

”A Força Nacional não pode ser utilizada para afrontar a competência estadual, nem substituir a atuação dos órgãos estaduais de segurança”, afirmou o governador, que autorizou a Procuradoria Geral do Estado (PGE) a ingressar com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade.

A autorização para envio de tropas da FNSP à Bahia pelo período de 30 dias foi publicada em portaria federal de 1° de setembro de 2020, do Ministério da Justiça e Segurança Pública, em apoio ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, nos municípios baianos de Prado e Mucuri.

LEIA A ÍNTEGRA DO OFÍCIO:

Salvador/BA, 04 de setembro de 2020.
Exm° Sr. Procurador-Geral da República,

“Cumprimentando-o cordialmente, venho trazer a conhecimento desta honrada instituição, a edição da Portaria n° 493, de 1° de setembro de 2020, do Ministério da Justiça e Segurança Pública, que autorizou o emprego da Força Nacional de Segurança Pública – FNSP, em apoio ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, nos Municípios baianos de Prado e Mucuri, “nas atividades imprescindíveis a preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio, em caráter episódico e planejado, pelo período de 30 (trinta) dias, a contar de 3 de setembro de 2020 a 3 de outubro de 2020.

Registro que tal ato deu-se sem que houvesse solicitação pelo Estado da Bahia, e tem por objetivo o exercício de competência estadual atinente a segurança pública. Desarticulado, portanto, de uma ação cooperativa, que ensejou a formação da FNSP, põe sob ameaça o pacto federativo, clausula pétrea da Constituição Federal.

Tomando conhecimento da autorização do emprego da FNSP no território baiano à revelia de solicitação do Chefe do Poder Executivo, prontamente expedi Oficio ao Exmo. Sr. Ministro de Estado da Justiça e Segurança Pública, destacando a desconformidade da Portaria n° 493/2020 e do emprego da FNSP no Estado da Bahia sem que sequer se tenha dado conhecimento ao Ente Federado das razoes e fundamentos constantes do processo administrativo n° 08001.003191/2020-15, indicado na Portaria Ministerial. Ao ensejo, anexo ao presente a cópia integral da referida comunicação.

Nestes termos, considerando que a autorização constante da Portaria n° 493/2020, com o emprego da Força Nacional de Segurança Pública em território baiano fora de seus limites legais pode configurar afronta a Constituição Federal, por violação ao pacto federativo, além de atrair possível enquadramento na conduta prevista no art. 6°, item 8, da Lei Federal n° 1.079, de 10 de abril de 1950, e mister apresentar tais fatos ao Ministério Público Federal, para conhecimento e adoção das providências atinentes ao exercício de sua competência constitucional.

Renovo, nesta oportunidade os protestos de elevada estima e consideração”.

Rui Costa
Governador da Bahia

Justiça do RJ proíbe Globo de exibir documentos de apurações sobre Flávio Bolsonaro

/ Justiça

Flávio é investigado no esquema da ”rachadinha”. Foto: Reprodução

A pedido da defesa do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), a Justiça do Rio expediu liminar nesta sexta-feira (4) proibindo a TV Globo de exibir em suas reportagens documentos sigilosos de investigações sobre o político.

A decisão, sigilosa, é da juíza de primeira instância Cristina Feijó. O advogado Rodrigo Roca, que defende o senador, não vai comentar o caso. A TV Globo também ainda não se pronunciou a respeito.

Em nota, a ANJ (Associação Nacional de Jornais) afirmou que ”qualquer tipo de censura é terminantemente vedada pela Constituição e, além de atentar contra a liberdade de imprensa, cerceia o direito da sociedade de ser livremente informada”.

”Isso é ainda mais grave quando se tratam de informações de evidente interesse público”, declarou a associação.

Flávio Bolsonaro é suspeito de liderar um esquema de ”rachadinha” em seu antigo gabinete na Assembleia Legislativa do Rio, onde foi deputado até o início de 2019.

Nesta semana, o Grupo de Atuação Especializada no Combate à Corrupção do Ministério Público Estadual do Rio concluiu as investigações, também sigilosas, e encaminhou o caso para o procurador-geral de Justiça do Rio.

Em junho, o Tribunal de Justiça do Rio concedeu foro especial ao hoje senador, o que tirou o caso das mãos do juiz de primeira instância Flávio Itabaiana, que havia mandado prender o ex-assessor Fabrício Queiroz também naquele mês.

No último dia 17 de agosto, o procurador-geral de Justiça, Eduardo Gussem, determinou em ofício a abertura de apuração de eventuais responsáveis pelo ”fornecimento das informações divulgadas na imprensa sobre o caso das rachadinhas”. A defesa do senador já recorreu ao Conselho Nacional do Ministério Público questionando a divulgação de informações sigilosas da investigação.

ACM anuncia abertura de shoppings aos domingos e flexibilização de medidas em bairros de Salvador

/ Bahia

Prefeito anuncia flexibilização na capital. Foto: Reprodução

O prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), anunciou na manhã desta sexta-feira a retomada parcial das atividades econômicas nos bairros de Plataforma, Águas Claras e Castelo Branco. A partir de agora, os estabelecimentos comerciais, até então fechados, passam a funcionar de 10h às 16h, mesmo método adotado para Pernambués, São Cristóvão e Nordeste de Amaralina.

De acordo com Neto, em entrevista coletiva, durante inauguração de unidade de saúde no Garcia, as medidas valem por pelo menos uma semana e poderão ser endurecidas novamente se os casos de covid-19 voltarem a subir. Atualmente, a taxa de ocupação dos leitos de UTI está em 46% na capital baiana.

”A prefeitura está evoluindo para adotar as medidas parciais como padrão. Todos os bairros que estão sob medidas protetivas passarão a funcionar com o mesmo regramento, com funcionamento das atividades econômicas das 10h às 16h”, disse.

O prefeito ainda anunciou que shoppings e templos funcionarão também aos domingos e feriados, das 12h às 20h. ”Com o decreto do governo estadual, temos duas hipóteses para os templos religiosos: ou 30% ou 100 pessoas. O que não muda é a necessidade de distanciamento de 1,5 m por pessoa”, pontuou.

Bares e restaurantes

Os estabelecimentos terão liberados shows em voz e violão, com apenas um artista. ”Banda está proibida. Não há hipótese”, ressaltou. ”As pessoas não vão poder ficar circulando. Levantou da mesa, colocou a máscara”, acrescentou.

Nos restaurantes, o self-service volta a ser permitido, desde que forneça luva descartável ao cliente.

Outros serviços

  • As academias também voltam a funcionar aos domingos sem restrição de horários.
  • Os cursos livres (idiomas, informática e profissionalizantes) funcionarão de segunda a sábado, de 10h às 19h. Os horários deverão ser escalonados para evitar aglomerações na entrada, a capacidade das salas será reduzida e a distância por pessoa deverá ser de 1,5 m.
  • Cursos que exijam contato, como aulas de dança, ainda continuam proibidos.

Depois de Neymar, Marquinhos também testa positivo para Covid-19 e o PSG tem 6 casos

/ Esporte

O zagueiro Marquinhos testou positivo para o vírus. Foto: AFP

Depois de ver Neymar, Di María e Paredes testarem positivo para coronavírus, o Paris Saint-Germain confirmou, nesta quinta-feira (3), mais três casos entre os jogadores. O clube não anunciou os nomes dos infectados, mas, segundo o jornal L’Equipe, são o zagueiro Marquinhos, o goleiro Keylor Navas e o atacante Icardi.

Com isso, o PSG chega ao número de seis atletas contaminados com a covid-19. Os exames que detectaram a doença no novo trio foram feitos na terça-feira (1º). Os seis jogadores passaram o período de folga pós-Liga dos Campeões em Ibiza, na Espanha, mas nem todos eles estavam no mesmo lugar.

Marquinhos, Navas, Neymar e Icardi foram vistos juntos, nos registros em redes sociais. Já Di María e Paredes compartilharam uma casa onde também estava o atacante uruguaio Cavani, que, recentemente, deixou o PSG. Todos estavam com suas respectivas esposas e filhos. Segundo o Globoesporte.com, Carol Cabrino, casada com Marquinhos, também testou positivo para o coronavírus.

Filho de Neymar, Davi Lucca também foi confirmado com a covid-19. Na última quarta (2), o camisa 10 publicou uma foto com Davi e escreveu: ”Obrigado pelas mensagens, estamos todos bem”.

O PSG tem próximo compromisso marcado para o dia 10, contra o Lens, pela segunda rodada do Campeonato Francês. Até agora, a Ligue1 não se manifestou sobre um possível adiamento do duelo.

Wagner diz que Rui foi mal interpretado ao propor aliança entre PT, PSDB e DEM contra Bolsonaro

/ Política

Wagner sobre entrevista de Rui ao jornal O Globo. Foto: Reprodução

O senador Jaques Wagner (PT) afirmou nesta sexta-feira (4) que o governador Rui Costa (PT) foi mal interpretado ao defender a possibilidade de a oposição firmar alianças com partidos como o PSDB e DEM para derrotar o presidente Jair Bolsonaro em 2022.

A declaração do governador foi dada em entrevista ao jornal O Globo.

”Eu acho que foi mal interpretada a fala dele. Ele diz que, se tiver uma ameaça à democracia, como teve , por exemplo, na época do movimento das Diretas [Já]. Aí realmente a democracia é anterior a nossas escolhas político-partidária e ideológicas”, declarou Wagner ao site bahia.ba.

”Mas, no quadro de democracia que eu entendo que vai perdurar até 2022, eu não vejo nenhuma possibilidade de golpe à moda antiga… Tanque na rua, fecha Congresso, fecha não sei o quê. Eu, sinceramente, acho que vai ocorrer como vai ocorrer aqui em Salvador”, acrescentou o senador.

Homem morre após ser atacado por enxame de abelhas em Jequié, enquanto conduzia trator

/ Jequié

Um homem morreu na tarde de quinta-feira (03) após ser atacado por um enxame de abelhas em um sítio no município de Jequié.

A vítima foi identificada como Maximino Alves Ribeiro de 62 anos. Segundo informações apuradas pelo site Marcos Cangussu, o homem estava em um trator e bateu em uma árvore atingindo uma colmeia de abelhas.

Maximino era natural de Ipiaú e realizava serviços no Sítio Pirajá, região da Manga de Elza, no bairro São Judas Tadeu. Ele tentou fugir mas acabou morrendo.

O Samu foi acionado, mas infelizmente a vítima não resistiu. A Polícia Civil esteve no local para realizar a perícia e investigar o caso.

Amargosa e São Miguel das Matas decretam situação de emergência devido a tremores

Após a ocorrência de tremores no último final de semana, as prefeituras de Amargosa e São Miguel das Matas decretaram situação de emergência. A medida foi publicada no Diário Oficial de ambos os municípios nesta quinta-feira.

O fenômeno começou no domingo (30), após um abalo sísmico de magnitude 4.6 na Escala Richter, que teve como epicentro o município de Mutuípe, no Sudoeste do Estado. Segundo o Centro de Sismologia da Universidade de São Paulo (USP), 43 municípios baianos registraram tremor de terra no mesmo dia.

Devido ao decreto, ficam autorizadas nas cidades a mobilização de todos os órgãos municipais para atuarem sob a direção da Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil, nas ações e medidas urgentes e necessárias e a convocação de voluntários.

Também fica autorizado às autoridades administrativas e os agentes de defesa civil, em caso de risco iminente entrar nas casas, para prestar socorro ou para determinar a pronta evacuação; utilizar propriedades particulares, no caso de iminente perigo público, assegurada ao proprietário indenização ulterior, se houver dano.

Jequié: Vereadora pede agilidade e transparência sobre auxilio emergencial destinado a classe artística

/ Jequié

Vereadora Laninha defende a classe artística. Foto: Emanuel Jr.

A vereadora Laninha representou a Câmara de Jequié na reunião do Grupo de Trabalho da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo quando da apresentação do Relatório Parcial do Projeto Aldir Blanc que trata sobre ações emergenciais destinadas ao setor cultural. Atenta a situação do segmento, a vereadora sugeriu que a Prefeitura faça todo e qualquer esforço no sentido de adotar as medidas necessárias para que o auxílio destinado pelo Governo Federal chegue a todos os artistas, empresas e entidades envolvidas com o setor cultural de Jequié.

A vereadora Laninha colocou que a classe artística vem sofrendo demais com a pandemia ainda mais àqueles que não tiveram acesso ao Auxílio Emergencial de R$600,00. ”Estamos diante de uma crise sem precedentes, com os artistas sem mercado de trabalho em virtude das regras de isolamento social, razão pela qual cabe ao governo assegurar uma renda mínima a esses trabalhadores”, alertou.

Jequié recebe do Governo Federal recursos da ordem de R$1,17 milhão (um milhão cento e setenta mil reais) em socorro dos artistas e entidades que representam a cultura local. ”Na reunião, nós enfatizamos a necessidade da transparência do uso dessa verba e que ela chegue a todos os profissionais que tem direito a esse auxílio e que não demore tanto porque as dificuldades são enormes”, destacou Laninha.

A Lei Aldir Blanc trata sobre ações emergenciais destinadas ao setor cultural que os estados e municípios devem adotar durante a pandemia de Covid-19 com o objetivo de levar renda aos artistas, produtores, técnicos, contadores de histórias, oficineiros, professores de escolas de arte e capoeira, mestres da cultura popular, e todos os demais profissionais envolvidos nas diversas áreas do fazer cultural. *Por Souza Andrade

Senado aprova MP que prevê teto de R$ 100 mil para obras sem licitação durante a pandemia

/ Brasília

Presidente do Senado, Davi Alcolumbre. Foto: Jefferson Rudy

O Senado aprovou hoje (3) a medida provisória que prevê o teto de R$ 100 mil para obras executadas pelo poder público sem licitação durante a pandemia de coronavírus, ou seja, a mudança vale somente durante a vigência do decreto de calamidade pública.

A MP já foi aprovada pela Câmara dos Deputados e agora segue para sanção do presidente. Antes da MP o limite era de R$ 8 mil ou R$ 15 mil, conforme o tipo de obra.

A medida está em vigor desde maio, quando foi editada pelo governo, e também autoriza o pagamento antecipado a empresas que firmarem contratos com o poder público.  Segundo o texto, o teto e o pagamento antecipado poderão ser adotados em todos os níveis da administração pública: contratos da União, dos estados, do Distrito Federal e dos municípios.

Em dia de entrega de reforma administrativa, Bolsonaro defende benefícios de militares

/ Brasília

Presidente defende benefícios aos militares. Foto: Carolina Antunes

Poucas horas depois de o governo entregar ao Congresso sua proposta de reforma administrativa, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) defendeu em sua live desta quinta-feira (3) a manutenção de benefícios para militares. A reforma proposta não atinge categorias específicas, como juízes, membros do Ministério Público, parlamentares e integrantes das Forças Armadas.

A medida ainda cria uma nova camada de proteção para as chamadas carreiras típicas de Estado, o que inclui, por exemplo, auditores fiscais, diplomatas e policiais. Com a nova regra, não será permitido cortar jornadas e salários desses servidores. O presidente começou a falar no assunto dizendo já ver ”um montão de órgão de imprensa falando besteira” e reafirmou que o texto do Executivo não se aplica a quem está hoje no serviço público. Ele então abordou a questão dos militares.

”Se alguém quiser a previdência, tudo militar, está à disposição. Nós não temos hora extra, não temos Fundo de Garantia, não tem um montão de coisa. A estabilidade é com dez anos de serviço, não com três, tá certo? Mas ninguém quer comparar nada não”, disse Bolsonaro. O presidente disse, então, que ”o quadro de servidores encheu muito no Brasil” e que ”a conta é alta para pagar”.

O governo apresentou um texto considerado amplo, que tem impacto não apenas sobre os servidores do Executivo, mas também do Legislativo e Judiciário. A proposta do Executivo federal também tem efeito para estados e municípios. O Ministério da Economia informou, no entanto, que o Poder Executivo não tem autonomia para propor mudanças de regras para membros de outros poderes.

UEM VAI DECIDIR 5G SOU EU

Alinhado com os Estados Unidos, Bolsonaro disse que tem conversado com o governo americano sobre a tecnologia 5G, cujo leilão deve acontecer em 2021. Os americanos têm pressionado por restrições à participação da chinesa Huawei na construção das redes da telefonia 5G.

”Nós somos uma potência. Nós temos que ter um sistema de inteligência robusto para poder trabalhar ali na frente. Olha só, tem o negócio do 5G pela frente. Vou deixar bem claro, que vai decidir 5G sou eu. Não é terceiro, ninguém dando palpite por aí, não. Eu vou decidir o 5G”, disse Bolsonaro na transmissão.

Ele disse que a decisão ”não é da minha cabeça apenas” e que tem tido conversas com os chefes do GSI (Gabinete de Segurança Institucional), da Abin (Agência Brasileira de Informação) e da Polícia Federal, por exemplo. ”E [falo] com mais inteligência do Brasil, com gente mais experiente. Converso com o governo americano. Converso com várias entidades, países, o que temos de prós e contras”, disse Bolsonaro.

O presidente também explicou as razões de o Brasil ter lançado nesta semana a nota de R$ 200. Disse que não havia papel-moeda e que não se podia falar isso para não gerar uma corrida aos bancos.

”Agora eu posso falar, na época eu não podia: por que a nota de R$ 200? Muita gente criticando: ‘vai facilitar a corrupção, vai caber mais dinheiro na cueca do que nota de R$ 100 ou R$ 50, a lavagem de dinheiro’. A gente não tinha papel, pessoal. Por isso pagamento por cartão, o pagamento virtual. Ficamos quietos porque senão haveria uma corrida aos bancos”, disse Bolsonaro.

Ele também afirmou que agora esta questão ”já praticamente está solucionada”. Bolsonaro disse ainda que a figura é um lobo-guará porque esta nota já estava pronta, mas que, por ele, o país teria uma nova família de cédulas homenageando personalidades como Pedro Álvares Cabral e Dom Pedro.