Após um mês, média de mortes por Covid-19 volta a ficar acima de 100 no Brasil, diz boletim

/ Bahia

O Brasil registrou 119 novas mortes em decorrência da Covid-19 nas últimas 24 horas. A média móvel de mortes ficou em 105 e voltou a ficar acima de 100 após um mês, segundo informações do consórcio de veículos de imprensa.

A média móvel é calculada a partir da média de ocorrências dos últimos sete dias. O indicador é considerado por especialistas como a forma mais eficaz de medir a evolução da doença.

Alagoas, Amapá, Distrito Federal, Espírito Santo, Maranhão, Mato Grosso, Paraíba, Roraima, Santa Catarina, Sergipe e Tocantins não registraram mortes nesta quarta-feira (5). Já Acre, Bahia e Mato Grosso do Sul não atualizaram os dados de casos e mortes. Desde o início da pandemia foram 686.759 mortes causadas pela doença.

A Secretaria de Saúde do Ceará informou que, assim como o Piauí, atualizará os dados da doença apenas uma vez por semana. No caso do Ceará, as atualizações serão feitas às sextas-feiras enquanto as do Piauí serão feitas às terças-feiras.

Nas últimas 24 horas o Brasil teve ainda 6.510 novos casos conhecidos de covid-19. Ao todo, são 34.750.108 testes positivos notificados desde março de 2020.

A média móvel de casos ficou em 6.193.

VEÍCULOS SE UNEM PELA INFORMAÇÃO

Em resposta à decisão do governo Jair Bolsonaro de restringir o acesso a dados sobre a pandemia de Covid-19, os veículos de comunicação UOL, O Estado de S. Paulo, Folha de S.Paulo, O Globo, g1 e Extra formaram um consórcio para trabalhar de forma colaborativa para buscar as informações necessárias diretamente nas secretarias estaduais de Saúde das 27 unidades da Federação.

O governo federal, por meio do Ministério da Saúde, deveria ser a fonte natural desses números, mas atitudes de autoridades e do próprio presidente durante a pandemia colocam em dúvida a disponibilidade dos dados e sua precisão.

Folhapress

Os comentários estão fechados.