Após operação do Ministério Público e PRF na Transalvador, ACM promete agir com rigor

/ Política

ACM Neto comenta operação na Transalvador. Foto: Vagner Souza

O prefeito ACM Neto (DEM) disse na manhã desta segunda-feira (02) que vai agir com o máximo de rigor para punir os envolvidos no esquema de anulação de multas da Transalvador. De acordo com o Ministério Público da Bahia (MP-BA) e a Polícia Rodoviária Federal (PRF), há a participação de terceirizados do órgão.

“Fabrizzio Müller me relatou que desde o início vem colaborando para ajudar a desbaratar essa rede criminosa. Desde o primeiro momento, o apoio vem sendo integral por parte da Transalvador. Interessa à prefeitura saber todas as pessoas que estão envolvidas nesse crime. Vamos agir com o máximo de rigor. Seremos extremamente rigorosos com a abertura de processos administrativos e até aplicando a punição máxima, que é a demissão”, disse em entrevista coletiva.

O MP-BA deflagrou nesta segunda-feira (2) a segunda fase da Operação Freio de Arrumação, que tem como objetivo reprimir fraudes relacionadas à exclusão de infrações de trânsito, mediante a prática de crimes de supressão indevida de dados corretos em bancos de dados e possíveis atos de corrupção ativa e passiva e associação criminosa, vinculados à atuação de um agente público no âmbito da Transalvador. Segundo o Gaeco, foram identificadas pelo menos 444 exclusões irregulares de multas do banco de dados da Transalvador, durante três meses, totalizando um prejuízo de R$ 84 mil aos cofres públicos.

Os comentários estão fechados.