Após declarações do secretário de Rui, Roma diz que seu secretário será severo contra o crime

/ Política

Roma reage a declaração de Ricardo Mandarino. Foto: Divulgação

O pré-candidato ao governo da Bahia e deputado federal João Roma (PL) criticou, nesta quarta-feira (18), a gestão da segurança pública pelo atual governo do estado. Segundo ele, se eleito, não teria um titular como Ricardo Mandarino no cargo.

”Ele não seria secretário um dia sequer em meu governo. Vá fazer apologia às drogas na casa da mãe joana. Um pronunciamento desta natureza é tripudiar do sofrimento de milhares de famílias que sofrem com filhos no descaminho do mundo das drogas, envolvidos em mortes e crimes”, disse Roma.

O ex-ministro da Cidadania disse que esse será um dos pontos de um possível mandato seu. ”Vamos mudar a postura, principalmente na segurança pública. Combater de forma severa o crime organizado que teve solo fértil nos anos petistas. Vamos dar respaldo e condições aos policiais para vencermos esta guerra, que já ceifou a vida de 75 mil baianos nos últimos 16 anos”.

Para Roma, Rui e Wagner ”Não tomaram providência”. ”Somos os recordistas nacionais de homicídios, quando a média de assassinatos cai no Brasil. E ainda assistimos à nossa juventude ser cooptada pelo mundo do crime, sem perspectivas devido à falta de oportunidades, consequência do também descaso com a educação pública, a pior do país”. Com informações do site Bahia Notícias

Os comentários estão fechados.