Ameaça de morte faz líder das pesquisas à presidência da ”Colômbia” parar campanha eleitoral

/ Mundo

Gustavo lidera pesquisas na Colômbia. Foto: Daniel Munoz/AFP

Uma visita de campanha do candidato à presidência da Colômbia que lidera as pesquisas, Gustavo Petro, foi suspensa nesta segunda-feira (2), após ameaça de morte e descoberta de suposto planejamento para matar o candidato.

Gustavo Petro, que foi prefeito de Bogotá e atualmente é senador, desagrada grupos paramilitares do país por ter sido guerrilheiro do já desmobilizado M-19. A viagem de campanha seria para uma região chamada Eixo Cafeeiro, no centro-oeste da Colômbia.

O La Cordillera, grupo que fez a ameaça, é identificado como uma célula que atua nos departamentos de Quindío, Caldas e Risaralda e em seu mais recente atentado, foi assassinado o líder ativista Lucas Villa, durante protestos no ano passado.

Os comentários estão fechados.