Indicação de economistas para a equipe de transição de Lula é bem recebida pelo mercado financeiro

/ Política

Lula indica economistas para transição. Foto: Ricardo Stuckert

A indicação dos economistas Persio Arida, André Lara Resende, Nelson Barbosa e Guilherme Mello para a equipe de transição do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) foi bem recebida pelo mercado financeiro, mas o movimento ainda é visto como insuficiente para esclarecer qual será o rumo da política econômica nos próximos quatro anos.

Analistas aguardam a definição de quem será o ministro da Fazenda e quais as contrapartidas para o aumento de gastos no próximo ano para garantir, por exemplo, a manutenção do Auxílio Brasil de R$ 600 (que deve ser rebatizado de Bolsa Família). Entre os nomes indicados, Persio Arida é visto como o mais próximo de uma agenda de responsabilidade fiscal. Ele é um dos responsáveis pelo Plano Real, participou dos governos Itamar e FHC e atuou no mercado financeiro nos últimos anos.

Não há uma visão unânime sobre os demais nomes. André Lara Resende, também um dos pais do Real, tem um histórico de posições mais liberais quando estava no governo, mas, nos últimos anos, se tornou um crítico do pensamento econômico mais ortodoxo. Outros dois nomes são ligados ao PT, o do ex-ministro Nelson Barbosa, último titular da Fazenda na gestão de Dilma Rousseff e colunista da Folha, e Guilherme Mello, professor da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas).

”São nomes ótimos. A maioria já esteve no governo. Esse time tem tudo para render, mas ainda temos de saber quem vai ser o técnico”, afirma Mauro Morelli, estrategista da Davos Investimentos, apontando a falta de definição sobre quem será o ministro da área.

Geizebel Schieferdecker, economista da Squad Capital Investimentos, afirma que o mercado financeiro reagiu bem às indicações, principalmente de Persio e Lara Resende, que têm um histórico um pouco mais liberal. ”Os nomes indicados estão mais para o centro. O Persio tende a ter uma resposta mais positiva [do mercado]. E você tem alguns relacionados com o PT, mas que também trazem um pouco mais de credibilidade em relação à responsabilidade fiscal”, diz a economista.

Gustavo Cruz, estrategista da RB Investimentos, também cita a reação mais positiva ao nome de Persio Arida, mas afirma que a lista não traz uma indicação clara de qual será o direcionamento do novo governo na área econômica.

”O nome que o mercado quer escutar é de quem será o ministro da Fazenda”, afirma Cruz, que acredita em uma reação positiva a um nome político. Dentro do PT, os mais cotados para a área econômica são o deputado federal Alexandre Padilha (PT-SP) e o senador eleito Wellington Dias (PT-PI). A sinalização de que o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad também estaria no páreo gerou uma reação negativa de analistas nos últimos dias.

Além de conhecer o titular da Fazenda, os economistas aguardam uma definição sobre o tamanho da licença para gastar que está sendo negociada pelo governo eleito com o Congresso.

Joaquim Paulo Kokudai, da Somma Investimentos, afirma ser importante garantir recursos para o Auxílio Brasil de R$ 600, mas avalia que outras promessas de campanha poderiam ser discutidas após a posse do novo presidente, com uma definição sobre como encaixar um gasto estimado em R$ 175 bilhões acima do teto no Orçamento.

”Como os dois candidatos se colocaram a favor dos R$ 600, e o Congresso aprovou para este ano, deveria focar nisso. No ano que vem, querendo fazer mais coisas, poderia ver de onde vai tirar, se vai aumentar arrecadação, cortar despesa, fazer algo mais consistente, não um paliativo”, afirma.

Eduardo Cucolo / Folha de São Paulo

Juíza federal baiana diz ter sofrido agressão por ser ”nordestina” e defender as urnas

/ Justiça

A juíza federal baiana Clara da Mota Santos Pimenta Alves registrou um boletim de ocorrência no qual afirma que foi vítima de agressões verbais de teor xenofóbico.

À colunista Mônica Bergamo, do jornal Folha de S. Paulo, Clara Alves disse que as ofensas foram feitas por um dirigente brasileiro da petrolífera britânica British Petroleum (BP). O episódio ocorreu em uma pizzaria de Cuiabá na última sexta-feira (4).

Clara Alves, que é auxiliar do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin, relata que um advogado teria se aproximado de sua mesa e proferido acusações, sem provas, de que as eleições deste ano foram fraudadas. A juíza, então, defendeu o sistema eleitoral, e uma colega afirmou que ela exercia a função de magistrada e atuava no STF.

Segundo o relato da juiza, foi então que o chefe da BP no Brasil, Adriano Bastos, também teria se aproximado de sua mesa e dado início às agressões verbais. No boletim de ocorrência registrado, ela diz que o executivo teria atribuído a vitória de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) à Bahia, estado que ”não produz nada” e ”não possui PIB”.

Bastos, segue a magistrada, ainda teria dito que o eleitorado do petista é formado por ”assistidos”, além de ”funcionários públicos” que ”não trabalham, não fazem nada”. À polícia, a juíza federal também afirmou que o chefe da BP no Brasil sabia de sua origem baiana e de sua ocupação, já que suas filhas convivem juntas há mais de dois anos. Uma ação na esfera cível também será apresentada.

Jerônimo sinaliza diálogo com deputados do PP, mas diz que não dá para conversar com Leão no momento

/ Política

”Conversamos sempre com alguns parlamentares”, diz. Foto: Rede social

O governador eleito pelo PT, Jerônimo Rodrigues (PT,) sinalizou, em conversa com a imprensa na manhã desta terça-feira (8), que tem dialogado com deputados do PP.

No entanto, segundo ele, a interlocução com a legenda, comandada na Bahia pelo atual vice-governador João Leão, ”é muito difícil” pela decisão tomada no processo eleitoral.

O PP declarou apoio para a candidatura de ACM Neto (UB) e, no segundo turno, encaminhou voto para a candidatura do presidente Jair Bolsonaro (PL).

”Conversamos sempre com alguns parlamentares, não é com o partido, nós conversamos com alguns deles durante toda a eleição, respeitamos eles por acompanhar a decisão partidária, mas vamos continuar conversando nesse momento, principalmente com parlamentares”, disse Jerônimo.

”Com o partido ainda é muito difícil porque o presidente está aí de uma forma que não dá pra gente poder conversar nesse momento”, continuou, segundo informações do site Bahia Notícias.

Jequié: Prefeitura identifica que lançamento de esgoto no Rio Jequiezinho pode ter causado morte de peixes

/ Jequié

Lançamento de esgoto ocorreu no São Judas. Foto: PMJ

A Prefeitura de Jequié, através da Secretaria de Agricultura, Irrigação e Meio Ambiente e Secretaria de Serviços Públicos, após inspeção técnica da Diretoria de Meio Ambiente realizada nas margens do Rio Jequiezinho, proximidades da Ponte do São Judas Tadeu, que liga a Rua Antônio Orrico ao bairro São José, constatou o lançamento de esgoto doméstico diretamente no canal do rio, sendo este o principal causador da mortandade de peixes, observada nos últimos dias. Esta é uma prática proibida!

Ainda, de acordo com a Diretoria de Meio Ambiente, a probabilidade é que os peixes tenham morrido por asfixia em função de redução na concentração de oxigênio na água em decorrência da poluição por efluentes domésticos despejados no rio. Por conta disso, a Prefeitura de Jequié emitiu notificação à Empresa Baiana de Águas e Saneamento S.A (Embasa) para que a canalização do esgoto seja reparada imediatamente.

Ministério Público lança campanha para aumentar número de crianças adotadas com mais de seis anos

/ Bahia

MP, TJBA e DP discutem assunto em audiência. Foto: Humberto Filho

O Ministério Público da Bahia, em parceria com o Tribunal de Justiça e a Defensoria Pública do Estado da Bahia, lançou, na tarde desta segunda-feira (7), uma campanha para estimular a adoção de adolescentes e crianças com mais de seis anos de idade. O tema da campanha para sensibilizar a população é: ”O amor não tem tamanho”.

”Estamos unidos para aumentar o número de famílias que escolham adotar crianças a partir de seis anos de idade, além de adolescentes. A campanha pretende estimular adoções de todas as crianças que anseiam por famílias aptas para dar o seu amor e as receba de braços abertos, porque o amor não tem tamanho. Essa campanha é muito importante para todo o Sistema de Justiça”, explica a procuradora-geral de Justiça Norma Cavalcanti.

A campanha conta com divulgação de cards e vídeos nas redes sociais e em TVs, além de um site próprio, que traz perguntas e respostas sobre adoção, informações sobre como fazer o pré-cadastro dos pretendentes, contatos das Varas de Infância e Juventude e das Promotorias de Justiça da Bahia, além de grupos de apoio para auxiliar as famílias na busca ativa de crianças aptas para adoção.

A coordenadora do Centro de Apoio Operacional da Criança e do Adolescente (Caoca), promotora de Justiça Anna Karina Trennepohl destaca que muitas crianças estão crescendo nos abrigos e instituições por falta de oportunidades. ”Por essa razão, pretendemos demonstrar que o amor não tem tamanho, podendo ser vivenciado na adoção de todas as idades, raças e condições de saúde”.

A promotora pública afirma o caráter permanente da campanha que está inserida como parte das ações do projeto institucional do MP ‘Tecendo o Amanhã’. Esse projeto visa sensibilizar sobre a importância de se garantir o pleno atendimento ao direito à convivência familiar e comunitária, em especial diante de situações que impliquem o afastamento da família natural.

Bolsonaristas seguem sem aceitar derrota e causam congestionamento em BR-020, no Oeste baiano

/ Trânsito

Manifestantes bloqueiam rodovia. Foto: Blog do Braga

Bolsonaristas de Luís Eduardo Magalhães, no Extremo Oeste, continuam em mobilização por não aceitar a derrota do atual presidente nas urnas. Segundo o Blog do Braga, parceiro do Bahia Notícias, o grupo se concentra em um trecho da BR-020, na saída para Brasília.

Nesta segunda-feira (7), o ato antidemocrático chegou a causar um congestionamento de três quilômetros. A movimentação bolsonarista no município já dura oito dias. Os apoiadores do presidente Bolsonaro (PL) pedem intervenção militar e federal.

Ministério da Defesa entregará relatório sobre urnas das eleições ao TSE nesta quarta-feira (9)

/ Justiça

O Ministério da Defesa informou que vai encaminhar na quarta-feira (9) ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) o relatório de fiscalização do sistema eletrônico de votação elaborado por técnicos das Forças Armadas.

Os militares fazem parte da comissão de transparência criada pelo próprio TSE para fiscalizar as eleições, que foram encerradas no dia 30 de outubro.

Com fim do pleito, outras entidades também entregaram à Justiça Eleitoral suas conclusões sobre o processo eleitoral. Na semana passada, a missão internacional da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) concluiu que as eleições brasileiras ocorreram de forma segura e confiável.

De acordo com a entidade, a votação por meio da urna eletrônica é ”confiável e credível” e permitiu a contagem célere dos votos. Segundo a CPLP, não há reclamações suscetíveis para colocar em dúvida a transparência do processo de votação.

A missão da Organização dos Estados Americanos (OEA), que também participou de eleições anteriores como observadora, afirmou que não houve irregularidades em 100% dos testes e auditorias acompanhadas pela OEA.

Moraes manda policiais informarem financiadores de atos antidemocráticos nos quartéis

/ Justiça

Decisão é do ministro Alexandre de Moraes. Foto: Reprodução

O ministro Alexandre de Moraes determinou, nesta segunda-feira (7), que as polícias civis, as militares, a Polícia Federal e a PRF (Polícia Rodoviária Federal) informem em 48 horas ao STF (Supremo Tribunal Federal) a identificação de todos os veículos e caminhões que participaram tanto dos bloqueios nas rodovias como nas manifestações em frente aos quartéis das Forças Armadas.

Os atos, de teor golpista, questionam a vitória de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na eleição presidencial do último dia 30 sobre o presidente Jair Bolsonaro (PL) e defendem intervenção militar.

”Determino às Polícias Civis e Militares dos Estados e Distrito Federal, bem como à Polícia Federal e à Polícia Rodoviária Federal, o envio de todas as informações sobre a identificação dos caminhões e veículos que participaram ativamente dos bloqueios e nas manifestações em frente aos quartéis das Forças Armadas, assim como os dados dos respectivos proprietários, pessoas físicas ou jurídicas”, afirma Moraes em seu despacho.

”Determino, ainda, informem se identificaram líderes, organizadores e/ou financiadores dos referidos atos antidemocráticos, com a remessa dos dados e providências realizadas.”

Apoiadores de Bolsonaro, incluindo caminhoneiros, iniciaram ainda na madrugada de segunda-feira (31) bloqueios em estradas pelo país. Eles também se reuniram em frente a quartéis do Exército para protestar contra o resultado da votação e pedir uma intervenção militar.

Com bandeiras a favor de ”intervenção federal”, os golpistas têm evitado usar termo ”intervenção militar”, o nome do presidente, o slogan da campanha fracassada à reeleição e o número do partido de Bolsonaro nas urnas.

Os grupos armamentistas que fazem parte da base eleitoral de Bolsonaro engrossaram os atos. Durante o governo, eles foram beneficiados com uma série de decretos e portarias que flexibilizaram o acesso às armas de fogo no país.

Especialistas afirmam que protestos que pedem a intervenção militar atacam a própria Constituição e não estão protegidos pelo direito à liberdade de expressão. A punição para cada conduta deve ser avaliada de forma individual.

Manifestantes que exercem cargos públicos e se manifestam contra o Estado também podem responder a processos administrativos e sofrer punições específicas, a depender da carreira.

Os atos golpistas desta quarta-feira têm o incentivo de Bolsonaro. No pronunciamento de terça-feira, ele criticou o processo eleitoral e disse que ”manifestações pacíficas sempre serão bem-vindas”. Ele apenas criticou os métodos usados por seus apoiadores no bloqueio de estradas pelo país.

*por José Marques / Folha de São Paulo

Jequié: Vereador propõe implantação de escola de idiomas com cursos gratuitos para alunos da rede municipal

/ Jequié

Proposta é do vereador João Paulo. Foto: Emanuel Jr.

A implantação de uma escola de idiomas com cursos gratuitos para alunos da rede pública municipal de Jequié, foi reivindicada, na Câmara Municipal, pelo vereador João Paulo Fernandes (PSD), visando oferecer oportunidade de adquirir, desenvolver e ampliar conhecimentos, de forma que os torne mais aptos a relacionarem -se com pessoas de outras nacionalidades e culturas, bem como agregar competências no mercado de trabalho.

João Paulo destaca que a criação da Escola de Idiomas Municipal, poderá ser implantada nas unidades da rede de ensino ou em prédio próprio municipal.

Com 16 estreantes em Copas, Tite convocou Brasil para o Mundial em busca do hexacampeonato

/ Esporte

A seleção que defenderá o Brasil na Copa do Mundo do Catar, a partir do próximo dia 20, está convocada. A relação com os 26 jogadores que buscarão o hexacampeonato mundial foi divulgada pelo técnico Tite nesta segunda-feira (7), no auditório da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro.

A lista tem nove remanescentes da equipe do último Mundial, há quatro anos, na Rússia. Dois deles (o zagueiro Thiago Silva e o atacante Neymar) ainda defenderam o país na Copa de 2014 (Brasil), junto do lateral Daniel Alves, que perdeu a edição passada por lesão. Thiago e Daniel, por sua vez, também representaram a camisa amarelinha em 2010, na África do Sul. Dezesseis atletas terão a oportunidade de jogar o torneio pela primeira vez. O presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues, será o chefe da delegação.

Todos os jogadores integram uma lista prévia, com 55 nomes, que Tite enviou à Federação Internacional de Futebol (Fifa) no último dia 21 de outubro. A CBF e o treinador optaram por não divulgarem, oficialmente, quem fez parte da relação. Uma eventual troca, somente por lesão, pode ser realizada até um dia antes da estreia brasileira, desde que o novo atleta conste entre os 55 pré-convocados.

Os convocados se apresentam à seleção na próxima segunda-feira (14), em Turim (Itália), onde o grupo se concentrará por cinco dias no centro de treinamento da Juventus, antes da viagem para Doha (Catar). A estreia na Copa será no próximo dia 24, às 16h (horário de Brasília), no Estádio Lusail, contra a Sérvia. No dia 28, às 13h, a equipe canarinho terá pela frente a Suíça, no Estádio 974. No dia 2 de dezembro, os comandados de Tite voltam ao Lusail, para encarar Camarões, às 16h, encerrando a participação no Grupo G, pela primeira fase.

Relação de convocados para a Copa:

Goleiros: Alisson (Liverpool-ING), Ederson (Manchester City-ING) e Weverton (Palmeiras).

Laterais: Daniel Alves (Pumas-MEX), Danilo (Juventus-ITA), Alex Telles (Sevilla-ESP) e Alex Sandro (Juventus-ITA).

Zagueiros: Marquinhos (Paris Saint-Germain-FRA), Thiago Silva (Chelsea-ING), Éder Militão (Real Madrid-ESP) e Bremer (Juventus-ITA).

Meias: Casemiro (Manchester United-ING), Fred (Manchester United-ING), Fabinho (Liverpool-ING), Bruno Guimarães (Newcastle United-ING), Lucas Paquetá (West Ham United-ING) e Everton Ribeiro (Flamengo).

Atacantes: Neymar (Paris Saint-Germain-FRA), Vinícius Júnior (Real Madrid-ESP), Rodrygo (Real Madrid-ESP), Raphinha (Barcelona-ESP), Richarlison (Tottenham Hotspur-ING), Gabriel Jesus (Arsenal-ING), Pedro (Flamengo), Antony (Manchester United-ING) e Gabriel Martinelli (Arsenal-ING). Da Agência Brasil

Empresa que venceu licitação para pavimentação em Jaguaquara suspendeu serviços e não retomou obras

/ Jaguaquara

Obras nem bem começaram e já pararam. Foto: BMFrahm

Obras de pavimentação asfáltica iniciadas recentemente em Jaguaquara através da empresa JRV nem bem começaram e já foram suspensas.

A empreiteira responsável teria sido contratada pelo Governo do Estado através de processo licitatório para atender a solicitação da Prefeitura com pavimentação interligando a BR-420 a BA-545, abrangendo bairros da cidade, além da área central do Município e os serviços passaram a ser executados no último mês de outubro, inclusive um período de campanha eleitoral,  com a presença da prefeita Edione Agostinone (PP), que comemorou, com o seu grupo, agradecendo ao governador Rui Costa (PT) o início dos trabalhos por parte da empresa.

Entretanto, há três semanas as obras estão paralisadas, com máquinas utilizadas pela empresa estacionadas no bairro Murtiba e nenhuma justificativa foi dada aos munícipes até esta terça-feira (08).