Candidato Jerônimo Rodrigues destaca o investimento em infraestrutura para atrair empresas para a Bahia

/ Política

Jerônimo em visita a Região Metropolitana de Salvador. Foto: Assessoria

O candidato ao governo do estado Jerônimo Rodrigues (PT) ressaltou, durante visita a Pojuca – Região Metropolitana de Salvador – nesta quarta-feira (19), a vocação econômica industrial da região e contou seus planos para atrair mais empresas para a área. Entre as ações, destacou o fortalecimento do ensino profissionalizante no Estado e a ampliação da infraestrutura de logística baiana.

”Vamos focar na ampliação da formação profissional, para oferecer às indústrias e às empresas  profissionais qualificados em cada área exigida”, afirmou o candidato de Lula na Bahia. ”Também buscaremos ativamente empresas interessadas em vir para a região, em parceria com o governo federal, com empresários e com os meios de comunicação. Faremos um conjunto de ações para atrair essas empresas”, afirmou o petista.

Jerônimo também destacou os investimentos realizados em infraestrutura pelos governos de Jaques Wagner e Rui Costa no Estado, que serão ampliados durante seu mandato.

”De estradas, já construímos e recuperamos 18 mil quilômetros – e meu programa de governo prevê mais 4 mil quilômetros, com recursos já orçados”, afirmou Jerônimo.

”Mas temos muitas outras ações em vista. Vamos fazer a parceria com o presidente Lula para duplicar as BRs na Bahia, vamos investir em aeroportos, para a gente aproveitar todo o potencial de turismo e eventos do Estado, e vamos ampliar o alcance das redes de internet de banda larga por toda a Bahia”, continuou.

Presente ao evento, o prefeito de Catu, Narlison Sales, conhecido como Pequeno Sales (PTB), disse esperar que Jerônimo ”ganhe de goleada” no segundo turno.

”Jerônimo é um gestor com o pé no chão, que tem amor ao próximo, e tem as melhores propostas para os municípios”, afirmou Pequeno Sales. Com informações do site Bahia Notícias

ACM diz que se for eleito Cacá Lestará ao seu lado no governo; filho de Leão tenta reverter votos no Oeste

/ Política

Cacá concorreu ao Senado e ficou em segundo lugar. Foto: Divulgação

Em Barra, na manhã desta quarta-feira (19), ACM Neto, postulante do União Brasil ao governo do estado, disse que se for eleito vai querer no governo o deputado federal Cacá Leão (PP), aliado e companheiro de chapa no primeiro turno.

Cacá concorreu ao Senado e ficou em segundo lugar, com quase 2 milhões de votos. ”Se Deus me permitir ser eleito e chegar no governo do estado, Cacá Leão estará comigo no governo, cuidando do povo da Bahia junto comigo”, disse Neto na oportunidade.

Cacá está no Oeste baiano desde o último domingo (16), conversando com lideranças e fortalecendo a campanha de ACM Neto na região. Nesta quarta, o parlamentar, além do comício na Barra, participou de caminhada com Neto em Barreiras.

Empresário na Bahia pede que funcionárias coloquem ”celular no sutiã” para filmar voto em Bolsonaro

/ Bahia

Um empresário do setor do agronegócio confessou ter orientado funcionárias, no oeste da Bahia, a colocarem “o celular no sutiã” para filmar o voto no candidato Jair Bolsonaro (PL) na urna eletrônica. A declaração em áudio foi divulgada pelo portal g1.

”Se vira, entrem com o celular no sutiã, que seja, vai filmar, se não, rua”, disse o empresário no áudio. Neste momento, ele se referia à prova imposta aos funcionários para que comprovassem o voto no candidato da preferência do patrão.

O suspeito ainda revela que demitiu duas funcionárias que não cumpriram a ordem no primeiro turno das eleições. Segundo ele, elas voltaram atrás e garantiram que filmarão o voto no segundo turno.

”Duas [funcionárias] não queriam e estão para fora, hoje já estão falando ‘eu vou votar no Bolsonaro agora’. Então vota, primeiro prova que nós contratamos de novo”, declarou. O Ministério Público do Trabalho (MPT) informou que apura o caso de suposto assédio eleitoral.

TCM suspende contratação de cargos comissionados na Prefeitura de Jequié; Zé Cocá entra com recurso

/ Jequié

Zé Cocá entra com recurso após ação do TCM. Foto: Marcos Frahm

Na sessão desta terça-feira (18/10), os conselheiros do Tribunal de Contas dos Municípios ratificaram medida cautelar deferida contra o prefeito de Jequié, Zenildo Brandão Santana, que determinou a imediata sustação dos efeitos da Lei Municipal 2.211/2022, que criou mais 388 cargos comissionados – de livre nomeação e exoneração – para exercício na estrutura administrativa do município. Por maioria de votos, os conselheiros decidiram manter o impedimento para a realização de novas contratações, mas suspenderam a decisão de exoneração até o julgamento final do processo.

O termo de ocorrência com pedido liminar foi apresentado pela 6ª Inspetoria Regional de Controle Externo do TCM, com sede em Jequié, e apontou a existência de irregularidades na criação e contratação de servidores para ocupação de cargos comissionados no município.

De acordo com a inspetoria, os cargos em comissão criados pela Lei Municipal 2.211/2022 têm apenas na nomenclatura a definição como de chefia, direção ou coordenação. Em essência, muitos deles têm competências executivas, meramente operacionais ou próprias das profissões dos eventuais ocupantes, “o que não satisfaz o comando constitucional previsto no artigo 37, V, que só permite a nomeação de cargos em comissão para atividades de direção, chefia e assessoramento”.

A denúncia ainda revela que, antes da criação da nova lei, o município de Jequié possuía 725 servidores nomeados livremente para o exercício de cargos em comissão.

Para o conselheiro Fernando Vita, relator do processo, está presente na denúncia fummus boni iuris, vez que ficou demonstrada a violação da Constituição Federal pela excessiva e não justificada criação de cargos em comissão, em detrimento da realização de concurso público, ”sendo que a manutenção e execução dos contratos referenciados na peça de ingresso, por certo terá impacto significativo no erário”.

Nota da Prefeitura de Jequié

A Prefeitura de Jequié, através da Procuradoria Municipal, informa que existe um Termo de Ocorrência, junto ao Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), que discute a pretensão de nomeação de alguns cargos comissionados, criados a partir da Lei Municipal n. 2.211/2022, de 25 de fevereiro de 2022. A administração municipal já iniciou a apresentação de todos os dados ao TCM, no sentido de esclarecer os fatos e afirmar a legalidade da Lei 2.211.

Como resultado destes apontamentos, a Prefeitura de Jequié já avançou e conseguiu junto ao Tribunal de Contas dos Municípios, nesta terça-feira, 18, a suspensão, até o julgamento final do processo, da exoneração dos cargos, por maioria dos votos. Portanto, a administração municipal e seus munícipes não sofrerão prejuízo na continuidade de seus serviços, pois, não haverá exonerações.

A Prefeitura de Jequié terá o prazo para apresentar todos os dados comprobatórios que embasam a legalidade da Lei em questão, bem como, da sua importância para a modernização do atendimento de serviços e da máquina pública, que vem, há muito tempo, necessitando de mecanismos mais efetivos para um funcionamento mais dinâmico, bem como de uma reforma administrativa capaz de reduzir gastos públicos e, consequentemente, canalizar os recursos em investimentos para a melhoria da infraestrutura urbana e para o desenvolvimento socioeconômico da cidade.

A administração municipal ressalta que, além da criação da mencionada Lei 2.211, já realizou concurso público e mantém planos de realização de novos concursos, para contratação de funcionários efetivos.

Urgente: E-Parking não está autorizada pela Prefeitura de Jequié a operar a Zona Azul a partir desta quinta

/ Jequié

E-Parking Estacionamento LTDA venceu licitação. Foto: BMFrahm

Após a empresa E-Parking Estacionamento LTDA, responsável pela implantação e gestão da ocupação de vagas nas vias públicas pelos veículos automotores e ciclomotores com a demarcação de espaços, controle dos horários de funcionamento e cobrança de tarifa junto aos usuários em Jequié ter informado, através das redes sociais, que a ”Zona Azul” estaria entrando em funcionamento a partir desta quinta-feira (20), o Blog Marcos Frahm foi informado nesta tarde, de que uma reunião de última hora para tratar do assunto foi realizada nesta quarta-feira e que a empresa ainda não está autorizada a operar o novo sistema na cidade.

Jequié: Estacionamento rotativo, Zona Azul, entrará em funcionamento a partir desta quinta-feira (20)

/ Jequié

Empresa E-Parking vai cobrar tarifa dia (24). Foto: Blog Marcos Frahm

A população de Jequié passará a conviver, a partir desta quinta-feira (20), com uma nova forma de estacionamento de veículos na área central da Cidade Sol. O sistema de organização de Estacionamento Rotativo, ”Zona Azul”, será operado pela empresa vencedora do processo de licitação promovido pela Prefeitura, E-Parking Estacionamento LTDA, responsável pela implantação e gestão da ocupação de vagas nas vias públicas pelos veículos automotores e ciclomotores com a demarcação de espaços, controle dos horários de funcionamento e cobrança de tarifa junto aos usuários.

De acordo com a E-Parking, que fez o anúncio em sua página na rede social, durante os dias 20, 21 e 22, seus representantes estarão explicando nas ruas como o sistema funcionará e, a partir do dia 24, será iniciada a cobrança das tarifas. Como se trata de uma novidade para os usuários, o assunto tem gerado discussões e o início da operação tem gerado grande expectativa no município.

Os condutores de veículos terão à disposição 15 parquímetros, que foram instalados em pontos estratégicos e contarão com um aplicativo via celular para efetuarem o pagamento. Para a utilização da vaga na Zona Azul, o usuário será obrigado a fazer um cadastro e informar através do App a placa do veículo e o tempo que pretende ocupar o espaço.

Diretor de escola tem Corolla destruído após veículo ser atingido com carga de caminhão que tombou

/ Trânsito

Caminhão esmagou Corolla. Foto: Site Bahia10.com.br/Leandro Alves

O carro do diretor de uma escola ficou totalmente destruído após o veículo ser atingido pela carga de um caminhão, que tombou na frente do colégio na manhã desta quarta-feira (19). O caso aconteceu na cidade de Castro Alves, no recôncavo da Bahia. Ninguém ficou ferido.

Segundo informações de testemunhas, o carro do diretor estava estacionado no momento do acidente. O caminhão transportava ração para galinhas.

Após ficar danificado, o carro precisou ser removido do local com a ajuda de um trator. Não há detalhes sobre o que motivou o motorista do caminhão a perder o controle da direção do veículo.

PM é baleado ao reagir a assalto em ônibus na BR-324; suspeito e passageiro também foram atingidos

/ Trânsito

O nome dos atingidos não foram divulgados. Foto: Rede social

Um policial militar foi baleado ao reagir a um assalto a ônibus no km 562 da BR-324, no trecho da cidade de São Sebastião do Passé, Região Metropolitana de Salvador, na manhã desta quarta-feira (19). O suspeito do crime e um passageiro também foram atingidos por disparos.

O nome do PM, do passageiro e do suspeito ainda não foram divulgados. O militar foi socorrido em um helicóptero do Grupamento Aéreo da Polícia Militar da Bahia (Graer), e foi levado para o Hospital do Subúrbio. Ele está consciente e não corre risco de morrer.

A Polícia Militar não deu detalhes sobre o estado de saúde do passageiro, nem para onde ele foi socorrido. O suspeito do assalto conseguiu fugir. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que equipes das duas corporações estão fazendo buscas na região para localizá-lo. As informações são do G1

Sedentarismo será causa de doenças em 500 milhões de pessoas até 2030, alerta a Organização da Saúde

/ Saúde

A OMS (Organização Mundial da Saúde) fez um alerta de que 500 milhões de pessoas vão sofrer com doenças atribuídas à inatividade física entre 2020 e 2030. A informação consta em um novo relatório, com dados de 194 países, que relaciona a situação a ocorrência de diversos agravos, como doenças cardíacas e obesidade.

O documento, conforme noticiou a CNN Brasil, indica um progresso lento das nações para a criação de políticas públicas que possam reverter este quadro. Os custos com esse problema de saúde pública podem chegar a US$27 bilhões por ano.

À CNN Rádio, o cardiologista do Imperial College de Londres Ricardo Petraco destacou que o aspecto financeiro é grande novidade do relatório. ”Falamos de bilhões de dólares, quando esta cifra é apresentada aos governos, é mais provável que eles ajam de forma mais veemente nesta questão”, disse.

De acordo com o profissional, a ”OMS tenta esclarecer que temos que fazer alguma coisa, a prevenção é algo mais barato do que tratar diabetes, derrame e infarto”.

”A gente senta no computador, usa o telefone para tudo, faz tudo virtualmente, até compras no supermercado”, pontuou Petraco, defendendo que a mudança de mentalidade não deve depender apenas do governo, mas passa pela educação das crianças nas escolas e dentro de casa.

Para o cardiologista, a atividade física não significa virar um atleta profissional. ”A recomendação é de 150 minutos por semana de exercício moderado ou 75 minutos de mais intenso, mas não adianta nem suar. O segredo para trabalhar o sistema cardiovascular é de 2 a 3 vezes por semana, de 20 a 30 minutos, mas com intensidade alta, que você saia suado e cansado”, disse.

Bahia lança uniforme e firma parceria para auxiliar no combate e tratamento ao câncer de mama

/ Esporte

O modelo leva a cor rosa, em homenagem à campanha. Foto: Bahia

Em uma jogada ensaiada contra o câncer de mama, o Esporte Clube Bahia anunciou o lançamento de seu novo uniforme oficial, nesta quarta-feira (19/10). O modelo leva a cor rosa, em homenagem ao combate ao câncer de mama. A ação ainda conta com a disponibilização de duas mil mamografias como apoio à campanha Outubro Rosa.

O lançamento ocorreu na Arena Fonte Nova, onde diretores da Acelen e do Grupo CAM detalharam a ação. Sobre os exames, serão oferecidos 1,5 mil pela Acelen de forma gratuita às mulheres das comunidades do entorno da Refinaria de Mataripe. Outros 500 serão distribuídos para torcedoras do clube que adquirirem a nova camisa do Bahia.

Os exames serão realizados em uma das cinco unidades do CAM, sendo quatro em Salvador e uma no município de Lauro de Freitas. Após os exames, as pacientes sem plano de saúde que precisarem de uma avaliação diagnóstica mais aprofundada serão encaminhadas ao Hospital Aristides Maltez.

Jerônimo rebate ACM Neto na TV Bahia: ”Eu não me escondo em relação ao time, nem ao partido”

/ Política

Candidato durante sabatina na TV Bahia. Foto: Assessoria

Em sabatina realizada na noite desta terça-feira (18) pela TV Bahia, o candidato Jerônimo Rodrigues (PT) resumiu sua aspiração na disputa pelo governo do Estado. ”Minha missão é cuidar de gente”, afirmou, lembrando de sua história pessoal e de como ela o inspirou na vida pública. ”Minha história é de superação. Sou do interior, de uma cidade pequena, Aiquara; tive de ‘ralar’ para estudar, para chegar à universidade, fui secretário municipal de agricultura no meu município, pude contribuir com a presidenta Dilma (Rousseff), fui secretário nacional, uma experiência valiosa na minha vida, e voltei à Bahia, para ajudar o (governador) Rui Costa.”

O candidato de Lula na Bahia lembrou que seu serviço ao governo do Estado lhe deu a oportunidade de conhecer todos os cantos da Bahia. ”Dirigi e coordenei os dois programas de governo (de Rui) e isso me deu uma experiência vasta, porque eu conheci a Bahia de ponta a ponta, todo o interior, os territórios; isso me certificou com conhecimento”, lembra Jerônimo.

”E tive a oportunidade, por duas vezes, de ser secretário do governo Rui Costa, no Desenvolvimento Rural e na Educação”, reforçou o candidato. ”Além da minha história e da minha sensibilidade, por ter vivido essa história, eu conheço a Bahia. Eu trabalho e trabalharei para cuidar de gente. Essa é a minha missão. Durante todo o tempo, meu trabalho foi focado em cuidar de gente. Aprendi a ser gestor com o coração. Também com a mente, é claro, mas com o coração, para cuidar de gente.”

De acordo com Jerônimo, essa característica marca uma importante diferença entre ele e seu adversário no segundo turno da eleição baiana. ”Por exemplo: procure, no programa de governo do meu opositor, se existe a palavra ‘maternidade”, provocou. ”Ele não se coloca na condição de construir nem uma maternidade. Quem cuida de gente tem de pensar, por exemplo, nas mulheres pobres que precisam de maternidade.”

O candidato do PT acrescenta que o adversário não tem conhecimento sobre educação pública. ”Ele não construiu nenhuma creche, não sabe o que é uma escola pública, nunca sentou no banco de uma escola pública, não sabe como é o chão da escola”, ressaltou. ”Ele não conhece as universidades públicas por dentro. Sou professor. Fui professor do Fundamental, do Ensino Médio. Quando cheguei à Universidade, em 2005, não tinha nem giz para dar aula. Fomos nós que revolucionamos a educação baiana.”

Jerônimo também lamentou a forma como seu opositor tem conduzido a campanha no segundo turno. ”No primeiro turno, ele foi punido diversas vezes pelo TRE, pela forma como me tratou na TV, no horário eleitoral, utilizando inverdades – e agora novamente –, mas espero que a gente possa concluir esta campanha com a qualidade que a Bahia merece”, declarou. ”Faço parte de um time, o time do 13. Eu não me escondo em relação ao time, ao partido e ao grupo que eu participo, diferente do meu opositor. Inclusive, acho triste a gente ver um candidato querendo governar a Bahia sem ter posturas firmes sobre o lado em que está. Mas também é assim sobre a cor dele, é assim sobre seu relacionamento com os próprios partidos que o apoiam. A Bahia precisa de um candidato que tenha lado.”

Polícia prende filho de ex-prefeito de Itabuna, foragido por crime bárbaro contra vaqueiro

/ Polícia

O pecuarista Markson Monteiro de Oliveira foi preso pela Polícia Federal (PF) na cidade de São Cristóvão, em Sergipe. Markson é filho do ex-prefeito de Itabuna, no Sul, Fernando Gomes, morto em julho passado (ver aqui). Segundo o Políticos do Sul da Bahia, parceiro do Bahia Notícias, também foi preso na mesma operação o ex- servidor público Ilmar Marinho, o Mazinho. Neste caso, a ação ocorreu em Ilhéus, na mesma região.

Os acusados estavam foragidos após condenação no homicídio qualificado de Alexsandro Honorato, em 2 de dezembro de 2006. A vítima trabalhava como vaqueiro de Markson em uma fazenda dele na cidade de Floresta Azul, também no Sul baiano.

Sob alegação que havia sido furtado, o fazendeiro foi apontado como quem ordenou uma sessão de tortura que culminou na morte e ocultação do corpo da vítima. (saiba mais aqui).

João Roma anuncia que Jair Bolsonaro visita cidades do interior da Bahia na próxima terça-feira

/ Bahia

Jair Messias Bolsonaro voltará à Bahia. Foto: Reprodução/Estadão

O presidente Jair Bolsonaro (PL) vai visitar a Bahia na próxima semana, segundo informação divulgada pelo deputado federal João Roma (PL) nesta quarta-feira (19). De acordo com Roma, a passagem será no dia 25, terça-feira e os locais ainda serão definidos. O parlamentar, no entanto, sinalizou que o presidente estará em mais de uma cidade do interior baiano.

No último domingo, a primeira-dama Michele Bolsonaro reuniu apoiadores em um evento para mulheres em Feira de Santana e esteve ao lado da ex-ministra e senadora eleita pelo Distrito Federal, Damares Alves, e de Roberta Roma, deputada eleita pelo PL na Bahia.

”Nesta quinta-feira (20), estarei em Juazeiro e Irecê participando de novas manifestações de apoio à reeleição do presidente Jair Bolsonaro, que já sinaliza nas pesquisas o crescimento da preferência de seu nome entre os eleitores baianos”, disse Roma, anunciando que, também, nesta quinta, o deputado federal mais votado do Brasil, o mineiro Nikolas Ferreira (PL), participa de evento em Salvador, à noite, na Primeira Igreja Batista, que fica ao lado da FTC, na Avenida Paralela. Com informações do site Bahia Notícias

Lula lança carta aos evangélicos e rechaça aborto, banheiro unissex e pastor que mente

/ Política

Campanha de Lula divulga carta a evangélicos. Foto: Ricardo Stuckert

A campanha do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) divulgou uma carta a evangélicos nesta quarta-feira (19) durante encontro com representantes de igrejas simpáticos à sua candidatura, em São Paulo.

Nela, Lula volta a se dizer contra o aborto. Seu projeto de governo, afirma, ”tem compromisso com a Vida plena em todas as suas fases”, porque para ele ”a vida é sagrada, obra das mãos do Criador”. ”Sou pessoalmente contra o aborto e lembro a todos e todas que este não é um tema a ser decidido pelo Presidente da República e sim pelo Congresso.”

”Em meio a este triste escândalo do uso da fé para fins eleitorais”, Lula promete assumir ”com vocês este compromisso: meu governo jamais vai usar símbolos de sua fé para fins político-partidários, respeitando as leis e as tradições que separam o Estado da igreja”.

Nova sinalização à base conservadora veio no trecho em que diz entender ”que o lar e a orientação dos pais são fundamentais na educação de seus filhos, cabendo à escola apoiá-los dialogando e respeitando os valores das famílias, sem a interferência do Estado”.

Seria uma vacina contra a ideia de que a esquerda quer implantar uma suposta ideologia de gênero nas salas de aula. O texto, lido por seu ex-chefe de gabinete, Gilberto Carvalho, cita o versículo ”Dai a César o que é de César, dai a Deus o que é de Deus” para dizer que ”a tentativa de uso político da fé para dividir os brasileiros não ajuda ninguém, nem ao Estado, nem às igrejas, porque afasta as pessoas da mensagem do Evangelho”.

Reafirma que governou o país por oito anos mantendo ”o mais absoluto respeito pelas liberdades coletivas e individuais, particularmente pela liberdade religiosa”. Nesse período, sancionou o Dia Nacional da Marcha para Jesus e a Lei da Liberdade Religiosa para garantir personalidade jurídica a igrejas, que deixaram de ser simples entidades de classe, como clubes de futebol.

A carta alerta sobre ”um período em que mentiras passaram a ser usadas intensamente com o objetivo de provocar medo nas pessoas de boa fé e afastá-las do apoio a uma candidatura que justamente mais a defende”. Lula disse, em discurso após a leitura, que por anos teve que explicar que nem ele nem sua sucessora, Dilma Rousseff (PT), eram demônios, por que a bandeira do PT até por que tinha barba, ”Jesus teve que se explicar a vida inteira, porque as dúvidas que se colocam em cima da gente é uma das armas para evitar que a gente possa exercer a tarefa de ganhar as eleições.”

”Só pode ter saído da cabeça do satanás” que ele, pai, avô e bisavô, apoiaria banheiro unissex em colégios, disse. E ainda: ”Família para mim é uma coisa sagrada”. Chamou Jair Bolsonaro (PL) de ”psicopata mentiroso” e pediu a colaboração dos evangélicos na sala para conversar ”com mais pessoas, sabendo que tem pessoas que não gostam da gente, saber quais dúvidas elas têm, convencer as pessoas porque eu não imaginava que as mentiras pelo celular tinham tanta força na internet”.

Para Lula, ”um pastor que mente” não pode ser chamado de pastor. ”A pessoa pode querer escolher o Bolsonaro como presidente, não tem nenhum problema. Mas a pessoa não pode mentir. […] Se o pastor quer fazer política, ele que vá para rua fazer política, ele não pode fazer na igreja. Não tire proveito do altar para fazer política, saia.”

Voltou ao dia em que Bolsonaro disse que ”pintou um clima” entre ele e adolescentes venezuelanas. A oposição tenta associar o episódio à pedofilia, algo negado pelo presidente. ”Ele acordou uma hora da manhã para tentar se explicar à opinião pública. ele não tem respeito. Não tem respeito pela verdade, pelas famílias.”

A carta é mais um aceno ao segmento, na tentativa de rechaçar notícias falsas disseminadas por apoiadores de Bolsonaro. A mais forte, reprise de uma fake news que o atinge desde 1989, é a de que ele quer fechar igrejas. Ao lado de Lula e seu vice, Geraldo Alckmin (PSB), estavam Fernando Haddad, que disputa o governo paulista pelo PT, a deputada eleita Marina Silva (Rede-SP), ex-ministra que, nesta eleição, se reconciliou com o antigo chefe, e a senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA). As duas são evangélicas.

Marina, “uma católica que quase foi freira” e que se converteu em 1997, elogiou a ideia da carta. ”Interessante a ideia de assumir um compromisso de fazer aquilo que não fez”, afirmou em relação à inverdade, espalhada por ex-aliados evangélicos, de que Lula acabará com templos se voltar ao poder.

A ex-senadora disse que pode até parecer ingênuo oferecer a outra face quando se é atacado, como Jesus fez segundo a Bíblia, mas recomenda isso. ‘Pra face da mentira, a verdade, pra face do ódio, o amor.” Para Eliziane, vivemos um ”momento de claramente instrumentalização da fé, e isso é pecado”. ”O Evangelho da cruz é esse Evangelho que não divide a sociedade brasileira, não é o Evangelho que prega a tortura”.

Alckmin lembrou que Martin Luther King, que mudou o mundo com sua luta pelos direitos dos negros americanos, era um pastor. Benedita da Silva, o mais importante quadro evangélico do partido, definiu-se como ”PTcostal”. Num ponto ela concordou com bolsonaristas: vivemos ”uma guerra espiritual, uma coisa desumana”, ideia levantada com frequência pelos rivais.

O pastor Ariovaldo Ramos, veterano na esquerda evangélica, apontou que Lula ”teve uma relação republicana com todas as religiões e atendeu o anseio de todos nós quando promulgou a Lei de Liberdade Religiosa no Brasil”, em 2003. A presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann (PR), disse ser ”escandaloso” ver pastores ”usando o tempo de televisão para inventar e mentir sobre coisas da esquerda”.

Aava santiago, vereadora do PSDB em Goiânia, foi uma das mais aplaudidas. Da Assembleia de Deus, ela reforçou a necessidade de estar todos os dias na comunidade ”dizendo que foi [Lula] quem fez o filho do crente passasse a ter três refeições por dia”. ”Faço um apelo, porque crente gosta é disso”: não permitam o sequestro da nossa fé”, afirmou e acrescentou: “Prefiro mil vezes ser de uma igreja perseguida do que de uma igreja que persegue”.

Na plateia, o cantor gospel Leonardo Gonçalves e os pastores Henrique Vieira e Ricardo Gondim eram algumas das caras conhecidas do evangelicalismo progressista, minoria nesse grupo cristão. O pastor Paulo Marcelo, que gravou peças para a campanha da Lula, e o bispo Romualdo Panceiro, ex-número 2 da Igreja Universal do Deus, também foi.

Nos bastidores, alguns questionavam se haveria tempo hábil para reverter a predileção por Bolsonaro nas igrejas. Também persistia um incômodo com acenos tímidos feitos ao segmento pelo petista, que já disse não gostar da ideia de misturar fé e política.

Enquanto o outro lado promove um tsunami bolsonarista em templos, o ex-presidente só esteve em um ato com evangélicos no primeiro turno, em São Gonçalo (RJ). Neste em São Paulo, não expandiu muito essa base –vários dos rostos são repetidos, e nenhum tem o alcance de um Silas Malafaia ou um José Wellington Bezerra da Costa, para citar três líderes que endossam o bolsonarismo.

O ex-presidente resistia à ideia de apresentar uma carta de compromissos a evangélicos, mas acabou convencido, segundo aliados. É uma estratégia similar à que adotou em 2002, quando lançou uma Carta aos Evangélicos —versão religiosa da Carta ao Povo Brasileiro, o famoso documento divulgado para acalmar o mercado.

Ainda no primeiro turno, sua campanha preparou novo folheto, ”É tempo de esperança, o Brasil tem jeito – o que os evangélicos realmente querem para o Brasil”. ”Não é a primeira vez que fazemos carta aos evangélicos”, disse Lula em sua fala. ”Toda eleição há uma quantidade de mentiras nesse país que nós precisamos fazer carta ora pra Igreja Católica, ora pras igrejas evangélicas, ora outros setores.”


LEIA A ÍNTEGRA DA CARTA
Meus Amigos e Minhas Amigas, nesta reta final do segundo turno, decidi escrever esta Carta Pública ao Povo Evangélico.

A grande maioria dos brasileiros e brasileiras que viveram os oito anos em que fui Presidente da República, sabe que mantive o mais absoluto respeito pelas liberdades coletivas e individuais, particularmente pela Liberdade Religiosa.

Como todos devem se lembrar, no período de meu governo, tivemos a honra de assinar leis e decretos que reforçaram a plena liberdade religiosa. Destaco a Reforma do Código Civil assegurando a Liberdade Religiosa no Brasil, o Decreto que criou o dia dedicado à Marcha para Jesus e ainda o Dia Nacional dos Evangélicos.

Mantenho o mesmo respeito e o mesmo compromisso que me motivou a apoiar essas conquistas do povo evangélico.

E o nosso Povo sabe também que cuidei, com especial carinho, dos mais pobres e injustiçados e assim, sob as Bênçãos de Deus, meu governo contribuiu para melhorar a vida de milhões de famílias brasileiras. Sempre penso, neste sentido, no trecho bíblico que diz: “a verdadeira religião é cuidar dos órfãos e das viúvas em suas dificuldades…” (Tiago, 1,27)

Vivemos, entretanto, um período em que mentiras passaram a ser usadas intensamente com o objetivo de provocar medo nas pessoas de boa fé, e afastá-las do apoio a uma Candidatura que justamente mais as defende. Por isso senti a necessidade de reafirmar meu compromisso com a liberdade de
culto e de religião em nosso País.

Todos sabem que nunca houve qualquer risco ao funcionamento das Igrejas enquanto fui Presidente. Pelo contrário! Com a prosperidade que ajudamos a construir, foi no nosso Governo que as Igrejas mais cresceram, principalmente as Evangélicas, sem qualquer impedimento e até tiveram condições de enviar missionários para outros países.

Não há por que acreditar que agora seria diferente. Posso lhes assegurar, portanto, que meu Governo não adotará quaisquer atitudes que firam a liberdade de Culto e de Pregação ou criem obstáculos ao livre funcionamento dos Templos.

Envio-lhes esta mensagem, portanto, em respeito à Verdade e ao apreço que tenho a esse Povo crente no Verdadeiro Deus da Misericórdia e a seus dedicados pastores e pastoras.

Se Deus e o povo brasileiro permitirem que eu seja eleito, além de manter esses direitos, vou estimular sempre mais a parceria com as Igrejas no cuidado com a vida das pessoas e das famílias brasileiras.

Sei muito bem que em todas as regiões do Brasil há Igrejas com Irmãos e Irmãs que trabalham ativamente nas suas comunidades com a propagação do Evangelho e com o cuidado do povo, dedicando-se a tornar mais leve os fardos espiritual e social de milhões de pessoas.

Declaro meu respeito e minha admiração pela fé, dedicação e amor com que os evangélicos realizam sua missão, seja na área da difusão do evangelho, seja na área da assistência social, proteção da infância, da juventude, das mulheres, dos idosos e das pessoas com deficiência. Da mesma forma é bem-vinda a
participação de Evangélicos nas diversas formas de participação social no Governo, como Conselhos Setoriais e Conferências Públicas.

Em meio a este triste escândalo do uso da Fé para fins eleitorais, assumo com vocês este compromisso: meu Governo jamais vai usar símbolos de sua Fé para fins político-partidários, respeitando as leis e as tradições que separam o Estado da Igreja, para que não haja interferência política na prática da Fé.

Esse é um ensinamento que a própria Bíblia nos dá: andar pelo caminho da Paz com todos. Jesus nos mostra que a casa dividida não prospera. A religião é para ser respeitada e vivida de acordo com a livre escolha de cada pessoa.

Portanto, a tentativa de uso político da fé para dividir os brasileiros não ajuda ninguém, nem ao Estado, nem às igrejas, porque afasta as Pessoas da mensagem do Evangelho. Jesus Cristo nos ensinou Liberdade e paz, respeito e união, disso precisamos. E os cristãos evangélicos têm dado mostras, ao longo da História, de seu compromisso com a paz, seguindo o que Jesus ensinou: “Dai a César o que é de César, dai a Deus o que é de Deus” (Mateus, 22,21).

Outro compromisso que assumo: fortalecer as famílias para que os nossos jovens sejam mantidos longe das drogas. Nós queremos nossa Juventude na escola, na iniciação profissional, realizando atividades esportivas e culturais para que tenham mais oportunidades e exerçam cidadania de forma produtiva,
saudável e plena.

O respeito à família sempre foi um valor central na minha vida, que se reflete no profundo amor que dedico à minha esposa, aos meus filhos e netos. Por isso compreendo o lugar central que a família ocupa na fé cristã.

Também entendo que o lar e a orientação dos pais são fundamentais na educação de seus filhos, cabendo à escola apoiá-los dialogando e respeitando os valores das famílias, em a interferência do Estado.

A preocupação com as Famílias Brasileiras deve ser integral. O povo brasileiro está numa condição de desespero, e precisaremos muito da ajuda das Igrejas para, o quanto antes, reverter esta situação. De nada adianta se dizer defensor da Família e ao mesmo tempo destruí-las pela miséria, pelo desemprego, pelo corte das políticas sociais e de moradia popular.

Queremos dar às famílias, prosperidade e segurança. O Lar é a garantia de proteção. É inaceitável que
milhões de brasileiros e brasileiras não tenham um teto. Por isso, vamos retomar o vitorioso programa Minha Casa Minha Vida, com toda intensidade, para que todas as Famílias brasileiras tenham uma casa onde possam viver com segurança e dignidade.

Nosso governo implementará políticas públicas consistentes para que nenhuma família brasileira enfrente o flagelo da fome. Sobretudo, não pouparei esforços para que possam adquirir os necessários e suficientes meios, para viver dignamente por seu trabalho, sem ter que depender da ajuda do Estado.

Nosso Projeto de Governo tem compromisso com a Vida plena em todas as suas fases. Para mim a vida é sagrada, obra das mãos do Criador e meu compromisso sempre foi e será com sua proteção. Sou
pessoalmente contra o aborto e lembro a todos e todas que este não é um tema a ser decidido pelo Presidente da República e sim pelo Congresso Nacional.

Meus Queridos e Minhas Queridas, peço que recebam essas palavras como uma demonstração de meu desejo sincero de servir, de ajudar e trabalhar pelo bem de nosso país. E estejam certos de minha estima e meu compromisso com todo o povo cristão de nosso país. Reitero meu compromisso, que é o mesmo de vocês: paz, união e fraternidade entre todos os brasileiros e brasileiras.

Com as bênçãos de Deus, haveremos de honrar nossa dupla condição, de cidadãos e cristãos, pois não há contradição entre elas quando o propósito é servir, buscando a paz e o entendimento. E digo tudo isso com muito amor pelo nosso querido Brasil e pelo Povo Brasileiro: “Nisto conhecerão todos que sois meus discípulos: se tiverdes Amor uns pelos outros!” (João,13,35).

JUNTOS PELO BRASIL!

Luiz Inácio Lula da Silva
São Paulo, 19 de outubro de 2022.