Datafolha/Metrópole: Otto Alencar lidera disputa ao Senado com 39%, Cacá tem 16% e Raíssa 8%

/ Política

Otto Alencar lidera disputa pelo Senado na Bahia. Foto: Reprodução

Candidato a reeleição ao Senado, Otto Alencar (PSD) tem a preferência do eleitorado baiano na disputa. Segundo a pesquisa Datafolha, contratada pela Rádio Metrópole e divulgada nesta quarta-feira (14), o candidato à reeleição tem 39% das intenções de voto. Cacá Leão (PP) aparece com 16%, e Raíssa Soares (PL) com 8%. Otto cresce 7%, Cacá 6% e Raíssa oscilou positivamente, dentro da margem de erro, em 1% (lembre aqui).

Cícero Araújo (PCO) tem 6% ante 3%, Tâmara Azevedo (Psol) tem 4% (antes tinha 3%), e Marcelo Barreto Luz para Todos (PMN) aparece com 3% ante 4%. A pesquisa aponta que brancos e nulos somam 14%, já não sabem é de 14%. O nível de confiança é de 95%.

A pesquisa ouviu 1212 eleitores, e foi feita entre 12 e 14 de setembro. A margem de erro é 3pp. O nível de confiança é de 95%. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob nº BA- 05325/2022. Com informações do site Bahia Notícias

Datafolha/Metrópole: ACM Neto cai para 49% e Jerônimo sobe para 28%; Roma tem 7%

/ Bahia

ACM e Jerônimo disputam o Governo da Bahia. Foto: Reprodução

O Datafolha divulgou, nesta quarta-feira (14), o resultado de uma pesquisa de intenção de votos para o governo da Bahia. Encomendado pela Rádio Metrópole, a pesquisa apontou que ACM Neto (União) tem 49% das intenções de voto, ficando em segundo lugar, o candidato Jerônimo Rodrigues (PT), com 28%. O ex-prefeito caiu 5% em relação ao levantamento anterior realizado pelo Datafolha, enquanto o petista cresceu 12% (lembre aqui).

João Roma (PL) acumula 7%. O resultado é da pesquisa estimulada, em que os nomes dos postulantes são mencionados pelos entrevistadores aos participantes.

Giovani Damico (PCB) e Marcelo Millet (PCO) tiveram 1% cada. Já Kleber Rosa (PSOL) também pontuou com 1%. Os votos em branco e nulo somaram 6%. Os que não souberam responder são 10%.

Ao todo, foram realizadas pelo instituto 1212 entrevistas entre os dias 12 e 14 de setembro. O número de registro do levantamento junto ao Tribunal Superior Eleitoral é o BA- 05325/2022 . O nível de confiança é de 95% e a margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos. Com informações do site Bahia Notícias

Prefeito de Lafaiete diz que vai recorrer à justiça para voltar a descartar lixo em Jequié; ”questão de saúde”

/ Entrevista

João nega descumprimento de acordo. Foto: Guilherme Pacheco

O prefeito de Lafaiete Coutuinho, João Freitas (PP), disse que recebeu com surpresa a decisão da Prefeitura de Jequié proibindo o seu Município de descartar no território jequieense os resíduos sólidos produzidos por Lafaiete. A em nota, a Prefeitura de Jequié teria informado que as cidades vizinhas celebraram um termo de cooperação para que o Aterro Sanitário recebesse e tratasse o lixo. ”Em contrapartida, Lafaiete seria responsável pelas obras de manutenção das estradas do distrito do Baixão e das estradas que fizessem limites entre os dois municípios. Mas, que infelizmente, o termo de cooperação não foi cumprido pela Prefeitura de Lafaiete, que só fez 10% das obras e abandonou os serviços. A Procuradoria Municipal de Jequié notificou, oficialmente, o prefeito de Lafaiete, José Freitas de Santana, o João Véi, por duas vezes, e de forma extra oficial, mais de dez vezes, portanto não é verdade que o prefeito foi pego de surpresa”, diz um trecho da nota, que é veementemente contestada por João.

Em contato com o Blog do Marcos Frahm, o mandatário disse não ter descumprido acordo e classifica o fato como perseguição política em face da ruptura de aliança com o seu ex-padrinho político, Zé Cocá, do mesmo partido, o PP. ”Nós estávamos cumprindo com o que foi acordado entre as partes, recuperando vários trechos de estradas vicinais de Jequié e jamais deixaríamos a situação política superar os interesses da população. Isso é questão de saúde pública e nós vamos ter que tomar uma providência, levando o caso ao conhecimento da Justiça, para que os moradores não sofram as consequências dessa decisão. O lixo está sem poder ser coletado porque não temos onde fazer o descarte e isso é muito chato para todos que amamos Lafaiete”, afirmou o prefeito.

João e Zé tinham uma relação próxima de amizade e mantiveram laços políticos até o primeiro semestre deste ano, quando Cocá rompeu a aliança com o governador Rui Costa (PT) para apoiar o ex-prefeito de Salvador, ACM Neto (UB) e Freitas decidiu permanecer na base governista. Além disso, o mandatário de Lafaiete se posiciona contrário ao candidato a deputado estadual, Hassan Iosseff (PP), apoiado por Cocá e defende a candidatura de Patrick Lopes (Avante), ex-prefeito de Jitaúna, outro que cortou vínculo político com Zé.

Jequié proíbe Lafaiete de descartar lixo no município e diz que ação se deu por descumprimento de acordo

/ Jequié

A Prefeitura de Jequié e a Prefeitura de Lafaiete Coutinho celebraram um termo de cooperação para que o Aterro Sanitário recebesse e tratasse os resíduos sólidos (lixo) produzido pelo município de Lafaiete Coutinho. Em contrapartida, Lafaiete seria responsável pelas obras de manutenção das estradas do distrito do Baixão e das estradas que fizessem limites entre os dois municípios. Mas, infelizmente, o termo de cooperação não foi cumprido pela Prefeitura de Lafaiete, que só fez 10% das obras e abandonou os serviços. A Procuradoria Municipal de Jequié notificou, oficialmente, o prefeito de Lafaiete, José Freitas de Santana, o João Véi, por duas vezes, e de forma extra oficial, mais de dez vezes, portanto não é verdade que o prefeito foi pego de surpresa.

De agosto de 2021 a 2022, a Prefeitura de Lafaiete Coutinho descarregou 550 mil toneladas de lixo no Aterro Sanitário de Jequié e a Prefeitura de Jequié, como forma de apoio à Prefeitura de Lafaiete Coutinho, fez o recebimento, armazenamento e o tratamento desses resíduos sólidos, tendo gasto recursos públicos municipais nesta ação. Desta forma, pelo cuidado com os recursos públicos é que o município de Jequié se viu na obrigação de tomar as medidas necessárias no sentido de fazer com que o prefeito de Lafaiete Coutinho pudesse cumprir o termo de cooperação, sob pena de cessar o atendimento destes serviços.

Cabe registrar que a responsabilidade sobre a coleta, destinação e tratamento do lixo produzido no município de Lafaiete Coutinho é da própria prefeitura lafaietense, bem como, do seu representante legal, o prefeito, não cabendo nenhuma obrigação legal para o município de Jequié.

A Prefeitura de Jequié mantém o interesse na prestação do serviço, está disponível para auxiliar a Prefeitura de Lafaiete Coutinho, mas a administração municipal de Lafaiete tem que cumprir o que está estabelecido no convênio, porque, caso contrário, o município de Jequié será responsabilizado pelo não cumprimento do acordo. A Prefeitura de Jequié espera que o prefeito de Lafaiete Coutinho, João Véi, reavalie os motivos do descumprimento do convênio e procure trabalhar para a sua reativação, com vistas a resguardar a saúde de da população lafaietense.

*Nota da assessoria da Prefeitura de Jequié

Rui Costa promete que hospital de Jaguaquara volta para o comando do estado nos próximos dias

/ Saúde

Rui garante que reassume HMJ nos próximos dias. Foto: Jamile Amine

O governador Rui Costa voltou a falar da proposta do Estado de reassumir o Hospital Municipal de Jaguaquara, municipalizado pelo Governo em 2002. Durante visita a Jequié na última segunda-feira (13), o chefe do Executivo baiano, ao saudar a prefeita Edione Agostinone (PP), presente no ato institucional de assinatura de ordem de serviços naquele Município disse que nos próximos dias a Secretaria de Saúde do Estado estaria reassumindo a unidade hospitalar. ”Estaremos, nos próximos dias, assumindo para o Governo do Estado, estadualizando o Hospital de Jaguaquara”, disse Rui Costa ao afirmar que, assumindo o HMJ, reestruturando o Hospital Prado Valadares – HGPV de Jequié e o Hospital de Ipiaú, outra unidade que pertence a SESAB o Governo estaria regionalizando os serviços públicos de Saúde no Médio Rio de Contas e no Vale do Jiquiriçá.

Entretanto, entre os munícipes de Jaguaquara a expectativa é de que o Estado não apenas assuma o Hospital, mas que instale leitos de UTI e inclua no atendimento especialidades médicas para que os casos de média e alta complexidade possam ser atendidos no Município, um anseio antigo da população local.

Em outubro de 2020, o HMJ foi reinaugurado pelo ex-secretário de Saúde Fábio Vilas-Boas na presença do prefeito que exercia o cargo, Giuliano Martinelli (PP), com investimentos de cerca de R$ 6 milhões do Governo, mesmo a unidade sendo municipal. Os gestores, ao longo das últimas gestões tem alegado dificuldades financeiras para gerir o Hospital, que custa aos cofres municipais cerca de R$ 700 mil /mês, sem falar de alegações de despesas para manter em funcionamento uma Unidade de Pronto Atendimento – UPA construída no distrito Stela Dubois – Entroncamento de Jaguaquara. *por Marcos Frahm

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística abre novo concurso com 8,2 mil vagas para Censo 2022

/ Emprego

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) abriu nesta quarta-feira (14) inscrições para um novo processo seletivo para o Censo 2022. Estão sendo oferecidas 7.795 vagas para recenseador e 435 para agentes censitários municipais ou supervisores. O prazo vai até sexta-feira (16).

A previsão é que o contrato de trabalho para recenseador dure três meses e a remuneração é variável, dependendo da produtividade do trabalhador. Já o contrato para os agentes censitários deverá durar cinco meses, com vencimentos de R$ 1.700 para supervisor e R$ 2.100 para municipal. A inscrição é gratuita. Outras informações serão divulgados no site do IBGE.

Em Jequié, dois casos suspeitos de varíola dos macacos são descartados pela Saúde após exame

/ Jequié

Jequié descartou casos da varíola. Foto: Blog Marcos Frahm

A Prefeitura de Jequié, através da Secretaria de Saúde, divulgou, nesta terça-feira (13), uma atualização dos casos suspeitos de varíola dos macacos, também conhecida como monkeypox, no município. De acordo com o Departamento de Vigilância Epidemiológica, após exame laboratorial, os casos foram descartados, pois testaram negativo, e os pacientes encontram-se curados e aptos a retornar as suas atividades cotidianas.

A Secretaria de Saúde informa, ainda, que as unidades de saúde municipais já foram capacitadas para a identificação de possíveis casos e os indivíduos que apresentarem os sintomas devem procurar as unidades de saúde para manejo clínico e diagnóstico, uma vez que se trata de uma doença com potencial de disseminação na comunidade.

São considerados casos suspeitos pacientes com início súbito de erupção cutânea em forma de pequenas bolhas com líquido como água ou pus. As lesões podem ser esparsas ou agrupadas, lembrando herpes ou cobreiro. Esses sinais podem estar associados à febre, dor de cabeça, dores musculares ou nas costas e ínguas. As medidas de prevenção são isolamento dos casos confirmados ou em investigação, uso de máscara, uma vez que a transmissão pode ocorrer por meio de gotículas, e intensificação da higiene individual, com a indicação para lavagem de mãos, e ambiental, com a desinfecção de superfícies que o paciente tenha tocado.

Causada pelo vírus hMPXV, sigla em inglês para Human Monkeypox Virus, a varíola dos macacos foi declarada emergência de saúde pública de interesse internacional pela Organização Mundial da Saúde em 23 de julho. A decisão foi tomada com base no aumento de casos em vários países, o que eleva o risco de uma disseminação internacional.

Idosos e pessoas sem vacinação compõem perfil de mortos por Covid em agosto na Bahia

/ Saúde

Secretária Adélia Pinheiro. Foto: Bruno Leite/Bahia Notícias

Em meio ao aumento no número de casos e óbitos em decorrência da Covid-19 no mês de agosto na Bahia, a secretária da Saúde do Estado, Adélia Pinheiro, atribuiu o crescimento ao diagnóstico de casos em junho e julho. Questionada pelo Bahia Notícias na manhã desta quarta-feira (14) sobre o perfil de mortos nos últimos meses, a titular da Sesab destacou a importância de concluir o ciclo vacinal contra a doença.

”Estamos sim com um decréscimo sustentado, contínuo, do número de casos e do número de óbitos. Tivemos no mês de agosto um aumento no número de óbitos e se seguiu a um crescimento de casos que ocorreu final de junho, julho e se manteve já com decréscimo a partir do dia 15 de julho, mas sabemos que quando temos um aumento de casos o número de óbitos é sempre posterior, pois há um tempo em que o paciente agrava, é assistido e pode evoluir para óbito”, disse Adélia em conversa com a imprensa durante a inauguração do Hospital do Homem, no Cabula, em Salvador.

”A expectativa hoje estamos em números baixos de casos e óbitos, ainda não chegamos aos menores números que tivemos de Covid durante toda pandemia. Esses números ocorreram em maio de 2022, estamos perto de chegar a esse número. A maior parte desses óbitos tiveram ocorrência na população de idosos e pessoas sem vacinação completa. E aí eu chego no principal diálogo nesse momento sobre Covid: a nossa rede de assistência e todas as ações de enfrentamento permanecem em alerta. Acompanhamos diariamente número de leitos, pacientes internados, demandas de internamento e temos toda rede de vacinação atenta e com material para fazer vacinação. A nossa principal estratégia para evitar o agravamento dos casos, é a vacina”, acrescentou.

No último sábado (10), o Bahia Notícias também mostrou que Salvador é uma das seis capitais com piores sinais de crescimento dos casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) a longo prazo. A informação foi divulgada em um boletim da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) (leia mais aqui). Ainda durante a conversa com os jornalistas, Adélia, contudo, sinalizou que quando se fala em síndrome respiratória aguda grave, não necessariamente está falando de Covid-19.

Junto com a capital baiana estão João Pessoa (PB), Fortaleza (CE), Teresina (PI), Palmas (TO) e Vitória (ES). Todas elas têm uma tendência de aumento de casos de até 95%. Cidades como Recife (PR), Belém (PA), Macapá (AP), Boa Vista (RR) e Florianópolis (SC) também apresentam uma tendência de crescimento, mas um pouco menor, em torno de 75%. Com informações do site Bahia Notícias

Campanha realizada por Grupo de Tumores alerta para prevenção de cinco tipos de cânceres ginecológicos

/ Saúde

Realizada pelo Grupo Brasileiro de Tumores Ginecológicos (EVA), a campanha Setembro em Flor busca sensibilizar o público feminino sobre os cinco tipos de cânceres ginecológicos. A ação visa incentivar a realização do exame papanicolau e a vacinação contra o Papilomavírus Humano (HPV), responsável por 70% dos casos de câncer de colo de útero, segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca).

Nos dias 15 e 19 deste mês, a campanha terá a adesão em Salvador da Clínica AMO. Nesta quinta-feira (15), pela manhã, uma blitz de conscientização será realizada nas unidades da Barra, do Hospital da Bahia (HBA) e de Medicina Diagnóstica (AMD – Rio Vermelho). No dia 19, também pela manhã, a ação acontece na unidade Casarão (Rio Vermelho), no Hospital da Bahia e no SIM – Serviços Integrados em Medicina (Liberdade).

”É extremamente importante chamar a atenção para a importância da prevenção, sobretudo quando se fala em câncer de colo de útero, intimamente ligado a infecções persistentes por tipos oncogênicos do HPV, contra o qual há vacina para meninas e meninos disponível também no SUS”, reforça a ginecologista da Clínica AMO, Ana Gabriela Travassos.

A especialista chama a atenção ainda para a importância de consultas regulares com o ginecologista, o que inclui a realização do Papanicolau, que pode detectar lesões pré-malignas. ”O exame é indicado para mulheres entre 25 e 64 anos, a cada três anos, após dois exames anuais consecutivos sem alterações”, disse.

Sem citar deputado bolsonarista como autor, Tarcísio repudia ataque a Vera Magalhães

/ Política

Ex-ministro Tarcísio Freitas é candidato em SP. Foto: Reprodução

Candidato ao governo de São Paulo com o apoio do presidente Jair Bolsonaro (PL), o ex-ministro Tarcísio Freitas (Republicanos) rechaçou o ataque sofrido pela jornalista Vera Magalhães na noite desta terça-feira (13), durante debate eleitoral.

”Lamento profundamente e repudio veementemente a agressão sofrida pela jornalista Vera Magalhães enquanto exercia sua função de jornalista durante o debate de hoje”, declarou Tarcísio, por meio das redes sociais, sem mencionar que o autor das ofensas foi o deputado bolsonarista Douglas Garcia (Republicanos), que integrava sua própria comitiva. ”Essa é uma atitude incompatível com a democracia e não condiz com o que defendemos em relação ao trabalho da imprensa”, concluiu o candidato.

Depois das agressões, Garcia teve o celular retirado das mãos pelo apresentador Leão Serva. Em seguida, ele começou a gritar ”jonazistas”, enquanto era retirado pelos seguranças e expulso do local.

Após se pronunciar nas redes contrário à atitude do parlamentar bolsonarista, Tarcísio foi contestado e recebeu cobranças por um posicionamento mais contundente. ”Quanta leviandade, candidato! A atitude do deputado Douglas Garcia condiz exatamente com o que você, o presidente e seus apoiadores defendem em relação ao trabalho da imprensa: mentir, difamar, atacar e lacrar em cima de jornalistas, sobretudo mulheres, para intimidar a imprensa livre”, escreveu o cientista político Guilherme Casarões.

”Nenhuma palavra sobre o seu aliado, o agressor Douglas Garcia? Se não tomar providências contra ele, você apoia a agressão”, cobrou o sociólogo e colunista de política da Folha de S. Paulo, Celso Rocha de Barros. “Tarcísio, seu coordenador de campanha foi o racista e machista que me agrediu na Alesp. Seu convidado, Douglas, é machista e fascista declarado e já foi violento outras vezes. Ele anunciou em rede que ia constranger a Vera e te marcou. Você está cercado deles. Não cola!”, afirmou a deputada estadual Monica Seixas (Psol-SP).

Na Bahia, Ciro chama Lula e Bolsonaro de ”corruptos” e volta a associar petista a Geddel

/ Política

”Pode chover canivete, eu vou brigar até a morte”. Foto: Reprodução

Candidato à presidência da República pelo PDT, Ciro Gomes teceu duras críticas em entrevista à rádio Metrópole FM na manhã desta quarta-feira (14) ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, postulante ao Planalto pelo PT. O pedetista voltou a criticar a aproximação do petista com o ex-ministro Geddel Vieira Lima na Bahia ao se aliar com o MDB na disputa pelo governo do Estado com Jerônimo Rodrigues (PT).

”Estou na Bahia, deixa eu entrar aqui pra você saber o que eu estou querendo dizer. O Lula entregou o Ministério da Integração Nacional, que eu ocupei, para um cidadão baiano chamado Geddel Vieira Lima, preso e condenado porque foi pilhado com R$ 51 milhões de reais em dinheiro naquelas malas de dinheiro em um país em que 38 de cada 100 famílias com criança abaixo de 10 anos está passando fome”, disse Ciro.

”Pode chover canivete, eu vou brigar até a morte para livrar o Brasil dessa situação e o povo, abençoado por Deus, que decida na sua liberdade. Com quem que o Lula está hoje aqui na Bahia? O Lula foi para cadeia porque houve um grande escândalo de loteamento corrupto da Petrobras. Quem são os ladrões da Petrobras? Eunício Oliveira, líder do PMDB no Senado, não é? A quem o Lula deu um contrato de um R$ 1 bilhão de reais, sem licitação, sem concorrência. Com quem o Lula está agarrado hoje no Ceará? Eunício Oliveira”, citou.

“O Lula fez a gente ir para as ruas brigar e eu não fui por causa do Lula. Pois bem, quem presidiu o Senado que fez o golpe? Renan Calheiros. Com quem que o Lula está agarrado hoje em Alagoas? Com Renan Calheiros, que tinha na Transpetro a roubalheira da Petrobras. O que eu estou tentando provar é que esse modelo de governança política é o mesmo”, continuou Ciro.

Ciro, na oportunidade, também condenou o atual presidente Jair Bolsonaro (PL): ”Os dois são corruptos”.

*por Mateus Soares

Salvador: Rui anuncia teste em novo trecho do metrô e revela projeto de policlínica na nova rodoviária

/ Bahia

A viagem teste do tramo 3 de Linha 1 do metrô de Salvador está perto de acontecer. O anúncio foi feito pelo governador Rui Costa na manhã desta quarta-feira (14), durante inauguração do Hospital do Homem, no complexo anexo do Hospital Geral Roberto Santos (HGRS).

”Estaremos no máximo em alguns dias já fazendo a viagem teste e colocando o metrô para rodar nos 5 quilômetros adicionais até Águas Claras”, disse o governador durante coletiva de imprensa. Apesar de Rui não confirmar a data, o titular da Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedur), Jairo Magalhães, adiantou ao Bahia Notícias em junho, que a viagem inaugural está prevista para o dia 26 de setembro (lembre aqui).

Compreendido entre Águas Claras e Pirajá, o segmento terá três novas estações e 5 km de extensão. A obra está avaliada em mais de R$ 430 milhões e está sendo realizada pelo consórcio formado pelas construtoras Camargo Côrrea Infra (CC Infra), Transformadores e Serviços de Energia das Américas (Tsea) e Engenharia Projeto Consultoria (EPC), que foram declaradas vencedoras da licitação em 2019 (lembre aqui).

Na ocasião, Rui também revelou os planos para a construção de uma policlínica na área onde será instalada a nova rodoviária, também na região de Águas Claras.

”A rodoviária está avançando e nós estamos dialogando para ali abrir, não no mesmo padrão arquitetônico das outras, mas incorporar a terceira Policlínica de Salvador já que ela estaria bem próxima daquele aglomerado urbano que são as Cajazeiras. Estamos dialogando com o projeto para dentro daquele projeto de concessão colocar uma área onde a gente ofereça o serviço de diagnóstico”, projetou o governador. A previsão da gestão estadual é de que a rodoviária seja entregue juntamente com o tramo 3 do metrô, ainda nesse ano.Com informações do site Bahia Notícias

Lula e Bolsonaro gastam milhões de reais para publicar alfinetadas nas redes sociais

/ Política

Quase um mês após o início da campanha eleitoral, os candidatos à Presidência da República têm investido em anúncios nas plataformas digitais. Somados, os gastos dos quatro primeiros colocados nas pesquisas de intenção de voto chegam a R$ 7,9 milhões, com direito a publicações com troca de farpas entre os postulantes.

O levantamento foi feito pelo Metrópoles, parceiro do Bahia Notícias, que levou em consideração os dados dos últimos 30 dias disponibilizados nas plataformas do Google, o que inclui anúncios veiculados no buscador e no YouTube, e da Meta, abarcando conteúdos do Facebook e Instagram.

Líder do ranking, Luiz Inácio Lula da Silva (PT) aplicou R$ 3,5 milhões nas duas plataformas. Em seguida, aparecem Ciro Gomes (PDT), com R$ 1,8 milhão, e Simone Tebet (MDB), que gastou R$ 1,4 milhão. Na lanterna entre os quatro primeiros, Jair Bolsonaro (PL) desembolsou R$ 1.075 milhão.

Os anúncios miram, principalmente, a Região Sudeste, onde se concentram os maiores colégios eleitorais do país. No Google, Lula distribuiu R$ 748 mil em publicações veiculadas para usuários de São Paulo, R$ 296 mil no Rio de Janeiro e R$ 274 mil em Minas Gerais, as três unidades da Federação com maior número de eleitores.

No mesmo sentido, Bolsonaro direcionou R$ 220 mil ao público paulista, R$ 95 mil aos mineiros e R$ 87 mil aos cariocas. Ciro e Tebet também priorizaram os três estados em anúncios na plataforma.

Prorrogado prazo para comprovar dados de pré-selecionados do Programa Universidade para Todos

/ Educação

O Ministério da Educação prorrogou até sexta-feira (16) o prazo para a comprovação de informações para os candidatos pré-selecionados na segunda chamada do Programa Universidade para Todos (Prouni). O calendário com novos prazos foi publicado no Diário Oficial da União (DOU) desta terça-feira (13).

Quem não for pré-selecionado em nenhuma das duas etapas do Prouni pode manifestar interesse em participar da lista de espera, por meio da página do Acesso Único nos dias 27 e 28 de setembro.

O resultado da lista de espera estará disponível para consulta no dia 3 de outubro. Na mesma data se inicia o prazo para comprovação de informações, que segue até 7 de outubro.

Calendário
– Até 16 de setembro – Prazo de comprovação de informações da segunda chamada;
– 27 e 28 de setembro – Manifestação de interesse na lista de espera;
– 3 de outubro – Divulgação do resultado da lista de espera;
– 3 a 7 de outubro – Prazo para comprovação de informações da lista de espera.