Novos decretos voltam a exigir uso de máscaras em escolas e unidades de Saúde de Maracás e Jaguaquara

Maracás adota novas medidas contra o vírus. Foto: BMFrahm

A partir desta terça-feira (5), volta a ser obrigatório o uso de máscaras nas unidades escolares das redes municipal, estadual e privada de Maracás.

A medida integra o protocolo de segurança na volta às aulas presenciais após o período de festejos juninos e revela também uma ação de prevenção da gestão municipal contra Covid-19 após aumento significativo de casos da doença depois do São João, contabilizando, conforme o boletim divulgado pela Secretaria de Saúde desta segunda-feira (4), 104 casos ativos .

O decreto Nº 842 está publicado no Diário Oficial do Município, segundo apurou o Blog marcos Frahm. No pico da pandemia, Maracás chegou a liderar em número de casos do Coronavírus no Vale do Jiquiriçá e o número de óbitos registrados é de 86.

A secretária de Saúde, Darlene Coelho Rosa, desde o início da pandemia atribui o aumento de casos ao público flutuante em Maracás, que inclusive é sede da mineradora Largo Brasil, que explora vanádio no Município, atraindo pessoa de outras regiões, além de ser uma cidade margeada pela BA-026, que dar acesso a outros municípios baianos. De acordo com o boletim, 63.852 doses da vacina foram aplicadas até agora.

Jaguaquara

Além de Maracás, Jaguaquara, maior cidade do território de identidade também decreta a obrigatoriedade do uso da proteção nas escolas e nas unidades de saúde.

No última dia (23) de Junho, o boletim apontava 17 casos ativos da Covid em Jaguaquara. Agora, conforme publicação do novo boletim na página da Prefeitura, 143 pessoas estariam infectadas com o vírus que fez 71 vítimas em dois anos. Mais de 100 mil doses da vacina foram aplicadas em munícipes. O decreto que exige o uso de máscaras está publicado no D.O. datado de (4) de Julho.

Bahia registra 1.105 casos de Covid-19 e mais 1 óbito, diz boletim epidemiológico da SESAB

/ Bahia

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 1.105 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de 0,07%), 1.212 recuperados (+0,08%) e 1 óbito. Dos 1.586.288 casos confirmados desde o início da pandemia, 1.543.129 já são considerados recuperados, 13.112 encontram-se ativos e 30.047 tiveram óbito confirmado. Os dados ainda podem sofrer alterações.

boletim epidemiológico desta segunda-feira (04) contabiliza ainda 1.911.917 casos descartados e 345.835 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica em Saúde da Bahia (Divep-BA), em conjunto com as vigilâncias municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até às 17 horas desta segunda. Na Bahia, 65.186 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

Vacinação

Até o momento a Bahia contabiliza 11.616.342 pessoas vacinadas com a primeira dose, 10.698.366 com a segunda dose ou dose única, 6.356.163 com a dose de reforço e 762.121 com o segundo reforço. Do público de 5 a 11 anos, 975.060 crianças já foram imunizadas com a primeira dose e 558.613 já tomaram também a segunda dose.

 

Prefeito de Maracás entrega carro e novos equipamentos para o Conselho Tutelar

Prefeito ladeado por equipe e conselheiros. Foto: BMFrahm

A Prefeitura de Maracás, através da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social entregou, nesta segunda-feira (4), um veículo Fiat Cronos e novos equipamentos ao Conselho Tutelar do Município.

Em cerimônia presidida pela secretária da pasta, Guida Galvão, contou com a presença do prefeito Soya Novaes, que destacou o papel i portante do Conselho na defesa dos direitos das crianças e adolescentes. ”Reconhecemos a importância do trabalho dos conselheiros e não mediremos esforços para continuar garantindo o suporte necessário para que o Conselho de Maracás desenvolva um trabalho eficaz, protegendo as nossas crianças e adolescentes”, disse o gestor, que relembrou as solicitações feitas ao Governo Federal para que destinasse os bens entregues ao órgão municipal.

O conselheiros Augusto Cesar revelou que a chegada do carro e dos equipamentos que tornam a sede do Conselho mais estruturada era uma demanda antiga: ”Foi uma luta muito grande, mas hoje a vitória chegou e muitas outras lutas virão”. O kit é composto por 01 veículo, 05 computadores, 01 impressora, 01 ar – condicionado, 01 geladeira, 01 bebê conforto, 01 TV e 01 bebedouro.

Também participaram do ato, representantes do Conselho de Segurança, do Conselho da Mulher, da Câmara Municipal, o presidente Zitinho do Maracuá, vereadoras Gal e Noélia, o vice-prefeito Samuel Nascimento, o secretário de Governo, Rogério Oliveira, atuais conselheiros: Augusto Cesar, Norma Brito, Eliene Gomes, Marlucia dos Santos e Joilson e ex-integrantes do Conselho: Fernanda Duarte, Carina Pereira, Edir Saraiva, Carlos Augusto, Hildelene Cardoso, Juraci Silva e Gomes.

Judoca Diego Santos assumirá presidência do Rotary Club Jequié-Norte a partir desta semana

/ Jequié

Judoca Diego Santos

O Ano Rotário 2022/23 começa neste mês de julho com a posse de novos presidentes e conselhos diretores. No Rotary Club Jequié-Norte, Diego Santos assume a presidência em substituição a Ricardo Navarro, que conduziu a instituição nos últimos dois desafiadores anos pandêmicos. A cerimônia de posse será presencial, às 19 horas de quarta-feira (6).

Na presidência do Rotary Club Jequié-Norte, Diego Santos planeja manter as parcerias já existentes para dar sequência aos bem-sucedidos projetos mantidos pela unidade a exemplo do Judô Ação e Orquestra Clássica Popular de Jequié, ambos com grande alcance social, além da manutenção e ampliação das iniciativas de incentivo à leitura e plantio de árvores, tendo em vista que o Rotary Internacional tem compromissos históricos com questões educacionais e ambientais.

O novo presidente do Jequié-Norte, Diego Ferreira Santos, é um atleta jequieense de judô, sendo um dos responsáveis pelo fortalecimento das artes marciais em Jequié na Bahia, atuando decisivamente para tornar a modalidade ainda mais popular.

Oito vezes campeão brasileiro e detentor de várias medalhas internacionais, o rotariano é espelho não somente para iniciantes como também para uma gama enorme de admiradores pela sua conduta tanto nos tatames quanto na vida. por Souza Andrade / site Jequié e Região

João Roma diz que adesão do PTB a ACM Neto é exemplo da política do ”toma lá, dá cá”

/ Política

Pré-candidato ao Governo, João Roma. Foto: Reprodução

O pré-candidato a governador, ex-ministro da Cidadania e deputado federal, João Roma (PL), disse que a adesão do PTB à pré-candidatura de ACM Neto (relembre aqui) são um exemplo atual da política atrasada e baseada no ”toma lá, dá cá”, característica das pré-candidaturas adversárias tanto do ex-prefeito de Salvador quando de Jerônimo Rodrigues (PT).

O presidente da sigla petebista na Bahia, Gean Prates, assumiu cargo na Arsal no mesmo momento em que anunciou apoio a ACM Neto. “O exemplo do PTB fala por si só. No momento do anúncio, saiu a nomeação no Diário Oficial. Mas isso não nos move”, comentou o pré-candidato do PL.

Roma salientou que é difícil competir contra as candidaturas de ACM Neto e de Jerônimo Rodrigues nesse ponto, uma vez que utilizam as estruturas da Prefeitura de Salvador e do Governo do Estado, respectivamente, para atrair apoios. O pré-candidato a governador apoiado pelo presidente Jair Bolsonaro disse que Neto e Jerônimo são o seis e a meia dúzia e que a política de ambos é calcada ”no toma lá, dá cá, no empreguismo e na perseguição”.

”As pessoas não conseguem ver que a política está mudando”, disse Roma na entrevista aos jornalistas Cíntia Kelly e Igor Guimarães. O pré-candidato citou, entretanto, o exemplo do presidente Jair Bolsonaro em 2018. ”Ele me disse: ‘Roma, eu tinha sete segundos de TV”, recordou o ex-ministro da Cidadania, que pontuou: ”ainda tem muita água para passar debaixo dessa ponte”.

Roma ainda contou que passou a sofrer perseguição do ex-prefeito de Salvador após aceitar ser ministro da Cidadania. Muitos aliados a Roma passaram a sofrer ameaças com perda de contratos e cargos. ”Arquei com as consequências [de aceitar o Ministério]. Ajudei milhões de brasileiros e fiz o que era necessário fazer naquele momento”, destacou. Bahia Notícias

Chegaremos até Bolsonaro nas investigações, diz Randolfe sobre CPI do Ministério da Educação

/ Educação

Randolfe Rodrigues se dedica a instalação de CPI. Foto: Ag. Senado

Líder da oposição no Senado, Randolfe Rodrigues (Rede-AP) diz que, se instalada, a CPI para investigar os casos de corrupção no Ministério da Educação poderá indiciar o presidente Jair Bolsonaro (PL).

”A CPI não pode convocar o presidente da República, mas eu tenho certeza que no curso da investigação nós chegaremos até ele”, afirmou o senador à Folha de S.Paulo.

O escândalo do MEC resultou na queda do então ministro Milton Ribeiro. Denúncias apontaram para a existência de um balcão de negócios para a distribuição de recursos para a educação, esquema que seria operado pelos pastores Gilmar Santos e Arilton Moura, ligados a Bolsonaro.

Registros oficiais mostram que os pastores tiveram 45 entradas no Planalto. Além disso, áudio indica que o ex-ministro da Educação Milton Ribeiro passou a suspeitar que seria alvo de busca e apreensão após uma alegada conversa com Bolsonaro. Procurado, o Palácio do Planalto não se manifestou.

Um dos coordenadores da pré-campanha presidencial do ex-presidente Lula (PT), Randolfe é o autor do requerimento da CPI do MEC e defendeu o início das apurações já em agosto.