Boletim da Covid em Jequié diz que houve o registro de mais 1 óbito, de paciente sem registro vacinal

/ Jequié

O boletim da Covid-19 em Jequié, divulgado na noite desta segunda-feira (28), informa que houve o registro de mais um óbito, sendo um homem, de 75 anos, residente no Joaquim Romão, com histórico de Hipertensão Arterial e Parkison, não há registro vacinal contra a Covid-19, ocorrido em 15/02/2022, no Hospital Geral Prado Valadares.

Foram registrados mais 18 novos casos positivos nas últimas 24 horas, perfazendo um total de 21.936 pessoas confirmadas com a doença. Até agora 21.434 pacientes encontram-se recuperados e o número de mortes desde o início da pandemia é de 436.

De acordo com o número de leitos de UTI-Covid do Hospital São Vicente, a taxa de ocupação é de
40%. Destes, 2 leitos estão ocupados por residentes de Jequié e 2 leitos estão ocupados por pessoas de outro município. Até o presente momento 133.908 pessoas foram vacinadas com primeira dose em Jequié.

Wagner comunica ao PT que não será candidato ao governo; decisão reforça tese de Rui ao Senado

/ Política

Wagner decide não ser candidato ao Estado. Foto: Alessandro Dantas

O PT da Bahia não terá o senador Jaques Wagner como candidato ao governo da Bahia. Em reunião, foi discutida a tática eleitoral de 2022 em reunião extraordinária com a presença do senador, deputados estaduais e federais, prefeitos, vereadores e dirigentes na tarde desta segunda-feira (28). Na ocasião, Wagner anunciou às lideranças sua decisão política de não concorrer ao Governo do Estado e, a partir de agora, o diretório estadual passará a debater a nova tática eleitoral.

”A retirada da minha candidatura não implica na retirada da candidatura do PT. Quem decidirá se terá candidatura ou não, não sou eu, será o Partido”, afirmou Wagner, que falou sobre a importância da união dos partidos na Bahia para as eleições deste ano.

O presidente do PT Bahia, Éden Valadares, comentou a reunião. ”É claro que respeitamos a decisão do companheiro Wagner, mas não a recebemos com alegria. Nossas instâncias se reunirão intensamente nos próximos dias para atualizar nossa posição”, comentou.

Os dirigentes petistas reafirmaram decisão do sétimo Congresso do PT que aponta para a presença do Partido encabeçando a chapa majoritária. ”Nossa decisão será fruto do debate interno, mas também do imprescindível diálogo com os demais partidos e lideranças da base, como Otto, Leão, Lídice e PCdoB”, ressaltou Éden. Com informações do site Bahia Notícias.

A decisão de Jaques Wagner reforça tese de que o governador Rui Costa vai mesmo disputar o Senado e, com isso, o espaço seria aberto para que outra sigla, PP ou o PSD, liderado pelo cogitado senador Otto Alencar encabece a chapa governista.

Dono do segundo carro envolvido em ataque a ônibus do Bahia é ouvido e liberado

/ Polícia

O dono do segundo carro usado no ataque ao ônibus do Bahia foi ouvido na 6ª DT (Brotas) em Salvador e em seguida liberado. Ele já havia sido identificado na última sexta-feira e avisou que se apresentaria espontaneamente. O veículo, um Hyundai HB 20 branco, foi apreendido e passará por perícia no Departamento de Polícia Técnica. O homem faz parte da Torcida Organizada Bamor.

Na última sexta-feira, o presidente da Bamor, Half Silvam, também prestou depoimento na 6ª DT. O outro carro utilizado no ataque foi encontrado com ele. O advogado negou que Half tenha participação na ação e informou que ele estava em Feira de Santana, assistindo a partida entre Bahia de Feira x Coritiba.

De acordo com a Polícia Civil, a titular da unidade, delegada Francineide Moura, solicitou novas imagens de câmeras de vigilância. Oito pessoas já foram ouvidas e outras diligências também estão sendo realizadas para esclarecer a autoria do crime.

O ônibus do Bahia foi atingido por um artefato explosivo quando transitava pela Avenida Bonocô a caminho da Arena Fonte Nova, na última quinta-feira (24), antes da partida contra o Sampaio Corrêa, pela Copa do Nordeste. O goleiro Danilo Fernandes e o lateral esquerdo Danilo Fernandes se feriram na ação. Danilo correu o risco de perder a visão, pois sofreu ferimentos próximo ao olho. Com informações do Metro1

Jovem fica em estado gravíssimo em mais um acidente entre moto e carro na BA-545, em Jaguaquara

/ Trânsito

Carro e motocicleta colidiram na BA-545. Foto: BMFrahm

A BA-545, estrada que liga a sede do Município de Jaguaquara ao distrito de Baixão de Ipiaú, com extensão de 14 km pavimentados se tornou palco de graves acidentes. Uma curva sinuosa da Rodovia nas proximidades do Residencial Jardim das Flores, bairro São Jorge, no perímetro urbano de Jaguaquara, passou a ser classificada pelos usuários como Curva da Morte, em face ao grande número de acidentes registrados no local, com vítimas fatais.

O último ocorreu no fim da tarde deste domingo (27), envolvendo um automóvel VW Gol e uma motocicleta, cujo motociclista, de 20 anos, foi socorrido por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência ao Hospital Geral Prado Valadares – HGPV, em Jequié, onde permanece em coma até esta segunda-feira.

O moto teria colidido com um carro nas proximidades da curva, no mesmo trecho dos registros dos graves acidentes recentes. Num espaço de um novo empreendimento residencial ao lado ocorria um evento com motos atraindo um grande número de veículos e pessoas. Não há informações sobre as circunstâncias da batida, que deve ser apurada pelas autoridades.

Populares cobram das autoridades mais atenção a estrada, com maior sinalização e instalação de guard rail em curvas perigosas e é preciso mais prudência por parte dos usuários.

Bahia registra 34 mortes por Covid e 727 novos casos da doença em 24h, diz boletim da Sesab

/ Bahia

A Bahia registrou 727 novos casos de Covid-19 e 34 mortes pela doença em 24 horas. A informação foi divulgada pela Secretaria de Saúde do Estado (Sesab) nesta segunda-feira (28).

Ainda de acordo com o levantamento da pasta, a Bahia contabilizou 7.741 casos ativos. Desde o início da pandemia, 29.181 pessoas morreram no estado em decorrência da Covid e 1.502.168 tiveram a infecção confirmada.

A ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) adulto está em 42% na Bahia. Já os leitos pediátricos estão com ocupação de 89%.

Vacinação – Até o momento a Bahia tem 11.391.741 pessoas vacinadas com a primeira dose, 10.353.383 com a segunda dose ou dose única e 3.703.325 com a dose de reforço. Do público de 5 a 11 anos, 573,308 crianças já foram imunizadas.

Idoso morre vítima de acidente com moto na zona rural do município de Lafaiete Coutinho

Acidente ocorreu na zona rural de Lafaiete. Foto: Guilherme Pacheco

Um idoso de 79 anos morreu vítima de um acidente com uma motocicleta na localidade de Amazonas, zona rural do Município de Lafaiate Coutinho, no Vale do Jiquiriçá.

Segundo informações da 93ª Companhia Independente da Polícia Militar, o acidente ocorreu por volta das 09h49 desta segunda-feira (28), quando a guarnição foi acionada por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, constando o óbito no local e posteriormente informando o fato ao Departamento de Polícia Técnica de Jequié, que providenciou o encaminhamento do corpo ao IML. A moto teria colidido com uma cerca às margens de uma ladeira.

O homem foi identificado como Raimundo Pereira da Silva. Em rede social, o prefeito de Lafaiete, João Freitas, lamentou o acidente ao prestar condolências aos familiares.

Blocos e paredões clandestinos foram encerrados no domingo de Carnaval na região de Salvador

/ Polícia

Uma ação da Polícia Militar encerrou a realização de um bloco carnavalesco e de três festas irregulares, do tipo paredão, no domingo (27). Os flagrantes, segundo a corporação, foram realizados na capital baiana, na Região Metropolitana de Salvador (RMS) e no interior do estado.

Em Salvador, equipes da 58ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Cosme de Farias) foram acionadas, após denúncias de que um bloco com cerca de 40 pessoas fantasiadas, usando equipamento sonoro, estaria na rua Alberto Torres, bairro de Matatu.

Após contato com o organizador do evento, foi constatado que não havia autorização para realização da festa. De acordo com o comandante da unidade, major Sérgio Almeida, os participantes foram dispersados e a Transalvador acionada para remoção de um veículo com irregularidades, que estava no local.

Na RMS, região de Monte Gordo, policiais da 59ª CIPM prestaram apoio a Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur), no encerramento da festa, com cerca de 400 pessoas. Após orientação das equipes, o evento foi encerrado.

Interior 
Na cidade de Mucuri, equipes da 89ªCIPM/Mucuri e da Cipe Mata Atlântica apreenderam um som automotivo, após denúncias de perturbação do sossego. Por fim, militares da 24ªCIPM/Jacobina realizavam a ”Operação Intensificação Norte”, na Vila de Itaitu, quando apreenderam um aparelho de som veicular e uma caixa de som amplificada.

PCdoB considera ”equivocada” troca de Wagner por Otto e em pré-candidatura pede diálogo com base

/ Política

Wagner e Otto são cogitados como candidatos. Foto: Alessandro Dantas

Mais um partido se rebelou contra a possível saída de Jaques Wagner (PT) da disputa pelo Palácio de Ondina. Assim como o PSB (veja aqui), o PCdoB também emitiu nota à imprensa no qual criticou o processo que pode mudar o desenho da chapa majoritária e elencou cinco itens que, na visão dos comunistas, precisam ser discutidos.

”Consideramos equivocado o processo em curso de discussão e definição das candidaturas majoritárias da base do governo estadual. Não é admissível que os partidos do campo do governo não sejam consultados e só tenham conhecimento pela imprensa de articulações e supostas definições tão importantes”, diz um dos pontos do comunicado assinado pelo presidente da legenda na Bahia, o deputado federal Davidson Magalhães.

”O PCdoB não teve participação nas soluções especuladas que vieram a público. Consideramos fundamental o envolvimento de todos os partidos do bloco do governo para as decisões, o que vai ajudar na construção da unidade necessária para a batalha eleitoral que se avizinha”, diz outro trecho.

A mudança de rumo repentina na base governista se deu a partir do dia 15 de fevereiro, quando aconteceu uma reunião do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, com o governador Rui Costa e os senadores Jaques Wagner e Otto Alencar (PSD).

Rui definiu que seria candidato ao Senado e obrigou os aliados a se adaptarem para não ruir o tripé formado entre PT, PSD e PP na Bahia. Com a decisão do governador, o senador Otto Alencar (PSD), que seria candidato à reeleição, seria deslocado para a candidatura ao Palácio de Ondina e Wagner segue no Senado. Com a renúncia de Rui, João Leão (PP) ocupa o governo por nove meses. O PP também deve indicar um nome para a vice na chapa (saiba mais aqui).  Com informações do Bahia Notícias

Veja a nota na íntegra:

1 – Primeiramente, consideramos equivocado o processo em curso de discussão e definição das candidaturas majoritárias da base do governo estadual. Não é admissível que os partidos do campo do governo não sejam consultados e só tenham conhecimento pela imprensa de articulações e supostas definições tão importantes.

2 – O PCdoB não teve participação nas soluções especuladas que vieram a público. Consideramos fundamental o envolvimento de todos os partidos do bloco do governo para as decisões, o que vai ajudar na construção da unidade necessária para a batalha eleitoral que se avizinha.

3 – Achamos imprudente que o debate sobre a sucessão seja feito por meio de veículos de comunicação, quando o caminho mais correto seria a convocação do Conselho Político das forças que alcançaram vitórias sucessivas no passado recente.

4 – Esclarecemos que o partido ainda não tomou posição sobre a composição da chapa majoritária, diferente do que foi divulgado por alguns meios de comunicação, e que só o fará após diálogos com os partidos e debate interno na nossa direção estadual, ao tempo que afirmamos não haver veto aos nomes levantados para a disputa.

5 – Por fim, conclamamos a base aliada a debater o processo em curso nos fóruns adequados, forma mais correta de alcançarmos mais uma vitória contra as forças do atraso.

Bolsonaro diz que falou por 2 horas com Putin e depois se desdiz; ”Me reservo como segredo”

/ Brasil

Bolsonaro diz que telefonou para Putin. Foto: Isac Nóbrega/PR

O presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou, neste domingo (27), que telefonou para Vladimir Putin, chefe de estado da Rússia, e ambos trocaram ideias por duas horas. No momento em que o país europeu deflagra ataques à Ucrânia, Bolsonaro declarou que o tema da conversa era ”reservado”.

No entanto, horas depois, ele mesmo negou em uma rede social a existência da conversa, dizendo que o último contato com Putin havia sido em reunião por sua visita a Moscou, no dia 16. Interlocutores consultados no Itamaraty já haviam declarado que não houve nenhuma ligação telefônica entre Bolsonaro e Putin nos últimos dias.

Em entrevista coletiva neste domingo, em um hotel em Guarujá (SP), Bolsonaro afirmou que o Brasil deverá adotar uma postura de neutralidade em meio aos conflitos entre os países europeus. ”Nós não podemos interferir. Nós queremos a paz, mas não podemos trazer consequências para cá”, declarou Bolsonaro.

Apesar do suposto tom de neutralidade, Bolsonaro discordou da palavra massacre dita por uma jornalista durante a entrevista e, ainda, ironizou pelo fato de Volodimir Zelenski atuar como ator e comediante antes de ser alçado à presidência da Ucrânia.

”Você está exagerando a palavra massacre. Não há interesse por parte de um chefe de estado praticar um massacre por onde quer que seja, está se empenhando em duas regiões do sul da Ucrânia”, diz o presidente do Brasil. ”[O povo ucraniano] confiou num comediante o destino de uma nação. Eu vou esperar o relatório para emitir minha opinião [se condeno ou não Putin]”.

Cobrado internamente por assessores e aliados, Bolsonaro se manifestou pela primeira vez sobre os conflitos, que começaram na quinta-feira (24), somente neste domingo. Uma semana antes de a Rússia invadir a Ucrânia, Bolsonaro fez questão de fazer uma visita a Putin, sob a justificativa da necessidade de ampliar laços comerciais.

Bolsonaro, que tentará a reeleição nas eleições deste ano, deixou claro neste domingo que as suas preocupações com as consequências econômicas da guerra promovida por Putin.

”O mundo todo está conectado que o que acontece a 10 mil km tem influência no Brasil. Temos que ter responsabilidade em termos de negócios com a Rússia. O Brasil depende de fertilizantes”, diz Bolsonaro. ”Estive falando há pouco com o presidente Putin, tratamos dos fertilizantes, do nosso comércio, ele falou da Ucrânia, mas me reservo a não entrar em detalhes da forma como vocês [jornalistas] gostariam”.

Na sequência, o presidente também falou sobre a posição do Brasil durante a Assembleia Geral da ONU na qual deverá debater novas sanções contra a Rússia. ”Não tem nenhuma sanção ou condenação ao presidente Putin”, afirmou Bolsonaro.

”O voto do Brasil não está definido e não está atrelado a qualquer potência. Nosso voto é livre. A nossa posição com o ministro Carlos França é de equilíbrio. E nós não podemos interferir. Nós queremos a paz, mas não podemos trazer consequências para cá.”

O embaixador Ronaldo Costa Filho, representante do Brasil junto às Nações Unidas, disse que é preciso cautela antes de cada punição. Segundo ele, não se pode ignorar que algumas das medidas debatidas ”aumentam os riscos de um confronto mais amplo e direto entre a OTAN e a Rússia”.

Klaus Richmond/Carlos Petrocilo/Folhapress

Guerra entre Rússia e Ucrânia pode impactar inflação e PIB no Brasil, que deve sentir os efeitos do conflito

/ Brasil

A invasão da Ucrânia por tropas russas pode produzir impactos econômicos a mais de 10 mil quilômetros de distância. O Brasil pode sentir os efeitos do conflito por meio de pelo menos três canais: combustíveis, alimentos e câmbio. A instabilidade no Leste europeu pode não apenas impactar a inflação como pode resultar em aumentos adicionais nos juros, comprometendo o crescimento econômico para este ano ao reduzir o espaço para a melhoria dos preços e do consumo.

Segundo a pesquisa Sondagem da América Latina, divulgada nesta semana pela Fundação Getulio Vargas (FGV), as turbulências na Ucrânia devem agravar as incertezas que pairam sobre a economia global nos últimos meses. No Brasil, os impactos deverão ser ainda mais intensos. Uma das razões é a exposição maior aos fluxos financeiros globais que o restante da América Latina, com o dólar subindo e a bolsa caindo mais que na média do continente.

A própria pesquisa, que ouviu 160 especialistas em 15 países, constatou a deterioração do clima econômico. Na média da América Latina, o Índice de Clima Econômico caiu 1,6 ponto entre o quarto trimestre de 2021 e o primeiro trimestre deste ano, de 80,6 para 79 pontos. No Brasil, o indicador recuou 2,8 pontos, de 63,4 para 60,6 pontos, e apresentou a menor pontuação entre os países pesquisados.

Grande parte da queda atual deve-se ao Índice de Situação Atual, um dos componentes do indicador, que reflete o acirramento das tensões internacionais e o encarecimento do petróleo no início de 2022. O outro componente, o Índice de Expectativas, continuou crescendo, tanto no continente como no Brasil, mas a própria FGV adverte que o indicador que projeta o futuro também pode deteriorar-se caso o conflito entre Rússia e Ucrânia se prolongue.

Canais

Segundo a FGV, existem diversos canais pelos quais a crise entre Rússia e Ucrânia pode chegar à economia brasileira. O principal é o preço internacional do petróleo, cujo barril do tipo Brent encerrou a semana em US$ 105, no maior nível desde 2014. O mesmo ocorre com o gás natural, produto do qual a Rússia é a maior produtora global, cujo BTU, tipo de medida de energia, pode chegar a US$ 30, segundo disse nesta semana em entrevista coletiva o diretor de Refino e Gás Natural da Petrobras, Rodrigo Costa.

O Brasil usa o gás natural para abastecimento das termelétricas. Para o diretor da estatal, a perspectiva é que a elevação dos reservatórios das usinas hidrelétricas no início do ano possa compensar, pelo menos nesta fase de início de conflito.

Em relação à gasolina, a recuperação da safra de cana-de-açúcar está reduzindo o preço do álcool anidro, o que também ajuda a segurar a pressão do barril de petróleo num primeiro momento. Desde novembro do ano passado, o litro do etanol anidro acumula queda de 24,6% em São Paulo, segundo o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) da Universidade de São Paulo.

As maiores pressões sobre combustíveis estão ocorrendo sobre o diesel, que não tem a adição de etanol e subiu 3,78% em janeiro, segundo o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15), que funciona como prévia da inflação oficial.

Alimentos

Outro canal pelo qual a guerra no Leste europeu pode afetar a economia brasileira são os alimentos. A Rússia é a maior produtora mundial de trigo. A Ucrânia ocupa a quarta posição. Nesse caso, o Brasil não pode contar com outros mercados porque a seca na Argentina, tradicionalmente maior exportador do grão para o Brasil, está comprometendo a safra local.

A crise no mercado de petróleo também pressiona os alimentos. Isso porque a Rússia é o maior produtor mundial de fertilizantes, que também são afetados pelo petróleo mais caro. Atualmente, o Brasil compra 20% dos fertilizantes do mercado russo. O aumento do diesel também interfere indiretamente no preço da comida, ao ser repassado por meio de fretes mais caros.

Dólar e juros

O terceiro fator pelo qual a crise entre Rússia e Ucrânia pode impactar a economia brasileira será por meio do câmbio. O dólar, que chegou a atingir R$ 5 na quarta-feira (23), fechou a sexta-feira (25) a R$ 5,15 após a ocupação de cidades ucranianas por tropas russas. Por enquanto, os efeitos no câmbio são relativamente pequenos porque o Brasil se beneficiou de uma queda de quase 10% da moeda norte-americana no acumulado de 2022. O prolongamento do conflito, no entanto, pode anular a baixa do dólar no início do ano.

Nesta semana, o secretário do Tesouro Nacional, Paulo Valle, disse que o Brasil está preparado para os impactos econômicos da guerra. Segundo ele, o país tem grandes reservas internacionais e baixa participação de estrangeiros na dívida pública, o que ajudaria a enfrentar os riscos de uma turbulência externa prolongada.

No entanto, caso o dólar continue a subir e a inflação não ceder, o Banco Central pode ver-se obrigado a aumentar a taxa Selic (juros básicos da economia) mais que o previsto. Nesse caso, o crescimento econômico para este ano ficaria ainda mais prejudicado. Na última edição do boletim Focus, pesquisa semanal com instituições financeiras divulgada pelo Banco Central, os analistas de mercado elevaram a projeção anual de inflação oficial para 5,56% em 2022. Essa foi a sexta semana seguida de alta na estimativa. A previsão de crescimento para o Produto Interno Bruto (PIB) foi mantida em apenas 0,3% neste ano.

Edição: Fernando Fraga / Agência Brasil

Jogadores deixam a Ucrânia e trio está de volta ao Brasil; outros atletas ainda não puderam cruzar as fronteiras

/ Esporte

Segundo Embaixada, 500 brasileiros moram na Ucrânia Foto:  Instagram

A saga dos atletas brasileiros que tentam deixar a Ucrânia em meio à invasão militar russa chegou ao fim (ou está perto disso) para alguns, mas ainda muito complicada para outros. Neste domingo (27), o lateral Busanello (ex-Chapecoense) e os atacantes Felipe Pires (ex-Palmeiras) e Bill (ex-Flamengo), todos jogadores do Dnipro-1, chegaram ao Brasil. Os dois primeiros desembarcaram em São Paulo e o terceiro no Rio de Janeiro.

O trio, que saiu da cidade de Dnipro (a 446 quilômetros de Kiev), iniciou a viagem de volta após cruzar a fronteira com a Romênia, no sábado, 26. Eles percorreram a maior parte do caminho de carro, mas tiveram de andar um trecho a pé. No Instagram, pela ferramenta stories, onde a postagem fica no ar por 24 horas, a esposa de Busanello, Isabella, publicou uma foto da filha Isis, sorridente, com a mensagem: ”Feliz porque meu papai já está no Brasil”. Também nos stories, Bill escreveu, em inglês, que ama a Ucrânia e pediu orações ao país.

”Graças a Deus, estou em casa com a minha família. Agora é ficar tranquilo, descansar mentalmente e fisicamente, porque foi muito desgastante. Uma coisa que será difícil de esquecer. Agora é torcer para as outras famílias saírem o mais rápido possível de lá e acabar esse pesadelo”, disse Felipe Pires pelo stories.

O grupo com jogadores de futebol de Shakthar Donetsk e Dínamo de Kiev, e os respectivos familiares, que estava no bunker de um hotel de Kiev, deixou a Ucrânia neste domingo, após uma viagem de trem até a cidade de Chernivtsi (a 535 quilômetros da capital), iniciada no sábado. De lá eles seguiram até a fronteira com a Moldávia, onde uma parte ficou e a outra foi para a Romênia, para retornar ao Brasil.

Entre os atletas estão nomes como o meia Pedrinho (ex-Corinthians), o zagueiro Marlon (ex-Fluminense) e os atacantes David Neres (ex-São Paulo) e Júnior Moraes (ex-Santos). Todos do Shakthar, que tem 13 jogadores brasileiros no elenco.

Júnior Moraes tem nacionalidade ucraniana e já defendeu a seleção do país. À Agência Brasil, o pai do jogador, Aluísio Guerreiro, disse que a previsão é que o filho chegue ao Brasil na noite de segunda-feira (28).

A esposa de Pedrinho, aliás, rechaçou que o grupo tenha deixado para trás os jogadores de futsal brasileiros Matheus Ramirez e Jonatan Moreno e o engenheiro eletricista David Abu-Gharbil, que também estavam no hotel. Eles devem conseguir deixar o local na segunda e têm relatado, nas redes sociais, o medo com as explosões registradas em Kiev.

”Fomos avisados de que as coisas piorariam e que, se tivéssemos ainda meios para sair, que fôssemos o quanto antes. Rapidamente, todos que lá estavam começaram a fechar malas, guardar leite e fralda para as crianças, um desespero total. […] Tudo foi tão rápido que nem paramos para contar quantas pessoas tinham. […] A todo momento, quando alguém precisava ir ao banheiro, avisava. Coisa que eles não fizeram. […] Nunca, jamais, iríamos deixar alguém para trás. Não tem motivo nenhum. Para que faríamos isso?”, argumentou Layla Gabrielly Gomes em sequência de postagens nos stories do Instagram.

Outros atletas também tentam deixar a Ucrânia. Casos do lateral Juninho (ex-Salgueiro-PE) e dos atacantes Cristian (ex-Brasil de Pelotas) e Guilherme Smith (ex-Botafogo). Eles defendem o Zorya, de Lugansk, que é uma das regiões separatistas da Ucrânia. Segundo o relato dos jogadores pelo Instagram, eles atravessaram o país, de Zaporizhzhya (leste) a Lviv (oeste), e caminharam 60 quilômetros em direção à fronteira com a Polônia, mas foram barrados cerca de quatro quilômetros antes do destino. O grupo passou a noite na estrada, no frio, esquentado por uma fogueira.

”A melhor decisão foi voltarmos para Lviv, onde vamos ver o que fazer para tentarmos sair novamente. Estava muito difícil lá, muito frio. Não conseguiríamos ficar bem, a previsão era de nevar. Estamos em um hotel que a Embaixada [do Brasil] arrumou e aguardando para saber para onde vamos”, afirmou Juninho pelo stories do Instagram, onde também compartilhou um vídeo com o filho, que o acompanha na tentativa de fuga da Ucrânia, junto da esposa, Vitória.

Segundo a Embaixada, cerca de 500 brasileiros moram na Ucrânia. Na quinta, 24, quando iniciou a invasão russa, a instituição informou que tem orientado os cidadãos por meio do site, da página de Facebook e em grupo do aplicativo de mensagens Telegram.

Boletim da Covid registra 9 novos casos nas últimas 24h em Jequié; ocupação de UTI cai para 40%

/ Saúde

O boletim da Covid em Jequié, divulgado neste domingo (27), diz que foram registrados 9 novos casos positivos nas últimas 24 horas, perfazendo um total de 21.918 pessoas confirmadas com a doença.

Até agora 21.408 pacientes encontram-se recuperados e o número de mortes é de 435 desde o início da pandemia.

De acordo com o número de leitos de UTI-Covid do Hospital São Vicente, a taxa de ocupação é de 40%. Destes, 2 leitos estão ocupados por residentes de Jequié e 2 leitos estão ocupados por pessoas de outro município. Até o presente momento 133.902 pessoas foram vacinadas com primeira dose em Jequié.

Em menos de 24 horas, Polícia Militar de Jaguaquara prende suspeitos de assalto a posto de gasolina

/ Jaguaquara

PM encaminhou suspeitos à Delegacia. Foto: BMFrahm

Dois indivíduos foram presos neste domingo (27) e encaminhado à Delegacia de Jaguaquara, pela Polícia Militar, suspeitos de terem praticado assalto a um posto de combustíveis durante a madrugada do mesmo dia, no distrito Stela Dubois – Entroncamento, às margens da BR-116. Segundo a PM, a ação foi possível após coleta de informações baseadas em imagens de câmeras de segurança do estabelecimento.

Leia abaixo a nota da PM

A guarnição de serviço, após coleta de informações e análise das imagens das câmeras de segurança de um posto de gasolina, localizado no Entroncamento de Jaguaquara, assaltado na madrugada de hoje, iniciou diligências com o objetivo de localizar os autores e efetuar as suas prisões; com a identificação dos dois suspeitos e a localização de ambos, o objetivo foi alcançado. Um aparelho celular subtraído na ação criminosa foi recuperado e os indivíduos foram conduzidos para apresentação à Autoridade Competente.      

Bebê de 21 dias é salvo por policiais militares com manobra de heimlich para reanimação

/ Polícia

PM orientou mulher a levar o bebê ao médico. Foto: SSP-BA

Um bebê de 21 dias, que havia se engasgado, foi salvo por militares do 20° Batalhão da Polícia Militar (BPM), em Paulo Afonso, na manhã deste domingo (27). Eles realizaram a manobra de heimlich, para reanimação.

Segundo informações da Secretaria de Segurança Pública do Estado da Bahia (SSP-BA), a mãe do recém-nascido buscou o módulo policial localizado na Avenida Boa Viagem e pediu ajuda aos PMs.

Após o salvamento, os militares orientaram a mulher a levar o bebê para uma unidade de saúde. Segundo o comandante da unidade, tenente-coronel Gabriel Manuel da Silva Neto, essa é a segunda criança que precisou desse tipo de auxílio em menos de um mês.