Após confirmação da 1ª morte por Ômicron, ministro da Saúde diz que ”nada muda na estratégia”

/ Saúde

Marcelo Queiroga comenta sobre ômicron. Foto: Myke Sena

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou que há uma preocupação com o aumento do número de casos da variante ômicron do coronavírus no Brasil, mas que em relação ao primeiro óbito confirmado pela nova variante ainda é preciso aguardar para maiores conclusões e que nada muda na estratégia da pasta. ”É uma variante de preocupação. Mas não muda [a estratégia]”, afirmou em entrevista ao UOL.

Segundo Queiroga, nos países com alto percentual da população vacinada a nova variante tem causado ”pouco impacto nas hospitalização e óbitos”. ”Vamos aguardar a evolução dos casos”, disse.

No início da tarde desta quinta-feira (6), o Ministério da Saúde confirmou a primeira morte causada por variante Ômicron pela secretaria de saúde de Aparecida de Goiânia (GO). Um levantamento da plataforma Our World in Data mostra que nova variante do coronavírus já é responsável por mais da metade das infecções no país e que casos explodir.

Covid: Mais de 80% dos pacientes em UTIs na Bahia não tomaram vacina, diz Sesab

/ Bahia

Secretaria de Saúde da Bahia, Tereza Paim. Foto: Sesab

Mais de 80% dos internados nas UTIs não tomaram vacina contra a Covid-19, diz a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab). Em postagem nas redes sociais, nesta quinta-feira (6), a pasta ainda afirma que a tendência de crescimento se acentuou tanto na rede SUS, em toda a Bahia, quanto na rede privada de Salvador.

Na Bahia, dos 525 leitos de UTIs para adultos, 294 estão ocupados, o que representa 56% de ocupação. Nesta quinta-feira, o boletim epidemiológico da Sesab contabilizou 1.288 novos casos de Covid-19 e quatro mortes.

Pai suspeito de estuprar a filha de três anos é preso no município de Formosa do Rio Preto

/ Polícia

Policiais da Delegacia de Formosa do Rio Preto, na região Oeste do Estado, cumpriram nesta quinta-feira (6) o mandado de prisão contra um homem suspeito de estuprar a própria filha de apenas três anos. A criança recebeu atendimento médico na UPA da cidade de Luís Eduardo Magalhães na segunda-feira (3), mas não resistiu às lesões provocadas pela violência sexual.

Após receber a informação do crime, os policiais da unidade, sob a coordenação do delegado titular Arnaldo Alves do Monte, ouviram testemunhas e realizaram ações investigativas que levaram ao pai da vítima, detido após participar do sepultamento da filha, na quarta-feira (4). Laudos periciais confirmaram que a morte da criança foi causada por violências sexuais sofridas.

Familiares e demais testemunhas da criança foram ouvidos. As investigações irão prosseguir. ”Vamos ouvir mais pessoas, analisar os laudos periciais para robustecer o inquérito e ainda esclarecer a possibilidade de outros envolvidos”, afirmou o delegado Arnaldo Alves.*Metro1

Prefeitura de Jequié retoma obras de pavimentação, que chegam a Rio Branco e ao Joaquim Romão

/ Jequié

Avenida Rio Branco recebe pavimentação. Foto: Divulgação/PMJ

Após as chuvas, a Prefeitura de Jequié, através da Secretaria de Infraestrutura, retomou as obras de pavimentação asfáltica, dando prosseguimento ao cronograma que foi iniciado nos bairros, com a execução do programa Asfalto Novo Por Toda Cidade. Na tarde desta quinta-feira, 6, as intervenções estruturantes chegaram até o trecho da Avenida Rio Branco, denominado de ”Ladeira do Viaduto”, que liga o Centro ao bairro Joaquim Romão.

Feito com investimento de R$ 7,2 milhão de reais em recursos próprios do município, nesta etapa as intervenções de pavimentação asfáltica já contemplaram vias com grande movimento de veículos, incluindo pesados, como ônibus do transporte público, por exemplo, como a Rua Jerônimo Sodré, Rua Manoel Vitorino, Rua Dom Pedro II, Rua Frederico Costa e Travessa Manoel Vitorino, as vias ao redor da Praça da Bandeira, Rua Cônego Jacinto Hilário Sanches, Rua Medeiros Neto, Rua Elizeu Mário de Jesus, na Avenida Alves Pereira, no Centro, e trechos da Avenida Rio Branco, chegando agora até a parte da via localizada no Joaquim Romão.

O perímetro já havia passado pelo trabalho de ”fresagem”, nome do processo utilizado que corta ou desbasta uma ou mais camadas do pavimento desgastado, com espessura predeterminada, por meio de processo mecânico. Em seguida é aplicado a camada de Concreto Betuminoso Usinado à Quente (CBUQ), que melhora a mobilidade urbana e propicia mais qualidade de vida aos moradores. De acordo com o secretário de Infraestrutura, se o tempo permanecer estável, logo, logo as obras de pavimentação asfáltica serão intensificadas.

Chuva destruiu escolas em Dário Meira e Prefeitura adia volta às aulas: ”Perdemos tudo”

Dário Meira ficou devastada pelas chuvas. Foto: Prefeitura

Cinco escolas da cidade de Dário Meira, no sul da Bahia, ficaram totalmente destruídas por causa da forte chuva que atingiu a região entre novembro e dezembro de 2021. Segundo a prefeitura do município, ainda não há previsão de quando os alunos vão retornar às aulas.

De acordo com a secretária de Educação, Marivane Dias Santos, as chuvas destruíram documentos dos alunos, materiais escolares, cadeiras, armários, eletrodomésticos e computadores das escolas.

”Estamos vivendo um cenário de guerra, quando a gente passa nas ruas é essa sensação que a gente tem, que Dário Meira foi devastada, destruída, com 90% da população afetada. Com as escolas não foi diferente”, disse.

Segundo Marivane Santos, apenas uma das cinco escolas que ficaram destruídas do município, não teve muitos prejuízos com computadores. A unidade de ensino é voltada para alunos da creche até o Ensino Fundamental 2.

Ainda não há estimativa do prejuízo registrado pelo município em relação as escolas. Diante do cenário, o ano letivo de 2022 foi adiado.

Ao todo, conforme informou Marivane Santos, Dário Meira tem 30 escolas entre a sede e os distritos, que atendem pouco mais de 3,7 mil alunos.

Imagens feitas pela Secretaria Municipal de Educação mostram cadeiras quebradas, muita lama nas escolas, além de livros e materiais escolares destruídos. Com informações do G1

Trator compactador usado pela Prefeitura desce ladeira e atinge veículos; assalto em frente à delegacia

/ Jaguaquara

Trator compactador atingiu motos e carros. Foto: Rede social

Um trator compactador de solo que era utilizado por um servidor da Prefeitura de Jaguaquara na recuperação de uma ladeira de acesso ao bairro Palmeira, danificada pelas chuvas de novembro, em Jaguaquara, por muito pouco não provocou uma tragédia na tarde desta quinta-feira (6).

A máquina desceu a ladeira atingindo três motocicletas e um automóvel Kombi, que estavam estacionados e foram danificados, mas ninguém foi atingido, inclusive o condutor, servidor contratado da Prefeitura, que saiu ileso e só houve danos materiais, além do susto.

Em rede social, a Prefeitura informou que estará indenizado os proprietários dos veículos atingidos. Tão logo ocorreu, o assunto ganhou repercussão nas redes sociais.

Assalto em frente à Delegacia

Também na tarde desta quinta, outro fato curioso e que viralizou na Internet aconteceu na Rua Durval Campos, Centro da cidade. Um estabelecimento que funciona como loja de chaves para veículos e fechaduras em frente à Delegacia de Polícia do município.

Um homem usando máscara, boné, calça jeans e camisa na cor preta, com arma em punho, rendeu uma mulher que estava na loja e abrigou-lhe a entregar o dinheiro do caixa.

Após o cometimento do crime, o indivíduo fugiu do local e um vídeo que mostra a ação passou a circular. Nesta noite, a PM informou que o autor já foi localizado, preso pela guarnição e apresentado na Delegacia, ficando a disposição das autoridades locais. As últimas informações são de que a vítima seria uma gestante.

Bahia registra 1.288 casos de Covid-19 e mais 4 óbitos pela doença em 24 horas

/ Bahia

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 1.288 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,10%) e 728 recuperados (+0,06%). O boletim epidemiológico desta quinta-feira (6) também registra 4 óbitos. Dos 1.273.955 casos confirmados desde o início da pandemia, 1.243.645 já são considerados recuperados, 2.756 encontram-se ativos e 27.554 tiveram óbito confirmado. Os dados ainda podem sofrer alterações devido à instabilidade do sistema do Ministério da Saúde. A base ministerial tem, eventualmente, disponibilizado informações inconsistentes ou incompletas.

O boletim epidemiológico contabiliza ainda 1.694.008 casos descartados e 268.505 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica em Saúde da Bahia (Divep-BA), em conjunto com as vigilâncias municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até às 17 horas desta quinta-feira. Na Bahia, 52.782 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

Vacinação

Até o momento temos 10.828.253 pessoas vacinadas com a primeira dose, 261.077 com a dose única, 8.857.185 com a segunda dose e 1.485.848 com a dose de reforço.

Com cinco casos de Influenza H3N2 registrados em Jequié, um paciente está na UTI

/ Jequié

Jequié contabiliza cinco casos confirmados da Influenza H3N2. As informações foram divulgadas nesta quinta-feira (6) pela Assessoria de Comunicação do Hospital Geral Prado Valadares. Todos são do masculino com idades de 27, 29, 33 e 51 anos. Dos pacientes diagnosticados, um encontra-se internado na UTI e quatro teriam se recuperado.

O vírus é o mesmo que tem provocado surtos no Rio de Janeiro e em São Paulo. Por conta disso, a Secretaria de Saúde de Jequié alerta à população sobre a manutenção das medidas de prevenção à contaminação, que são as mesmas das recomendadas para a Covid-19, com o uso de máscaras, distanciamento interpessoal, ventilação de ambientes, além da vacinação contra a gripe, que está disponível nas unidades de saúde do município.

Secretário de Salvador, que defendia diálogo sobre o Carnaval, agora teme colapso no sistema de Saúde

/ Saúde

Léo Prates teme colapso no sistema de Saúde. Foto: Reprodução

O secretário municipal de Saúde, Léo Prates, comentou na manhã desta quinta-feira (06), que a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) está trabalhando para evitar um colapso no sistema de saúde de Salvador.

”O sistema de saúde que atende a todos é o mesmo, então estamos trabalhando para evitar que o sistema de saúde entre em colapso, ou seja para quê as pessoas tenham atendimento. 50% dos leitos de UTI da Covid ocupados, então ainda temos uma folga, mas o colapso no sistema, nunca é descartado”, disse em entrevista à TV Bahia.

O secretário ainda informou que o número de equipes nos pontos itinerantes de testagem para Covid-19 está sendo ampliado e que na próxima semana a operação chega ao bairro de Brotas.

”Nós ampliamos de 37 unidades testando Covid para 52 unidades e a ideia é ampliar ainda mais”, afirmou Prates.

Quanto aos leitos de UTI infantil, o secretário informou que a cidade apresenta 85% de ocupação e que o Hospital Municipal vai ampliar três leitos até a próxima sexta-feira (14). As informações são do site Bahia Notícias

Em recentes declarações, o secretário de Saúde da capital baiana alfinetava o decreto do Governo do Estado que proibia eventos e demonstrava ser favorável ao diálogo  sobre realização ou não do Carnaval.

 

Ministério da Saúde inclui crianças de 5 a 11 anos na vacinação contra a Covid-19

/ Saúde

O governo federal anunciou ontem (5) a inclusão de crianças de 5 a 11 anos no plano de operacionalização de vacinação contra a covid-19. As primeiras doses de vacinas contra a doença destinadas a crianças de 5 a 11 anos deverão chegar ao Brasil no dia 13 de janeiro. Está prevista uma remessa de 1,2 milhão de doses do imunizante da Pfizer – o único aprovado até o momento pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

O Brasil receberá, no primeiro trimestre de 2022, 20 milhões de doses pediátricas destinadas a este público-alvo, que é de cerca de 20,5 milhões de crianças. O Ministério da Saúde receberá, ainda em janeiro, um lote de 3,74 milhões de doses de vacina.

”Não faltará vacina para nenhum pai que queria vacinar seus filhos”, disse o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga. O secretário executivo do órgão, Rodrigo Cruz, informou que outras 20 milhões de doses foram reservadas. O envio está condicionado à confirmação pelo laboratório e pelo andamento do ritmo de vacinação.

O esquema vacinal será com duas doses, com intervalo de oito semanas entre as aplicações. O tempo é superior ao previsto na bula da vacina da Pfizer. Na indicação da marca, as duas doses do imunizante poderiam ser aplicadas com três semanas de diferença.

Segundo o Ministério da Saúde, será preciso que a criança vá vacinar acompanhada dos pais ou responsáveis ou leve uma autorização por escrito.

O Ministério também recomendará uma ordem de prioridade, privilegiando pessoas com comorbidades e com deficiências permanentes; indígenas e quilombolas; crianças que vivem com pessoas com riscos de evoluir para quadros graves da covid-19; e em seguida crianças sem comorbidades.

A obrigação de prescrição médica para aplicação da vacina não foi incluída como uma exigência, conforme foi ventilado por membros do governo durante as discussões nas últimas semanas. Mas o Ministério sugeriu que os pais procurem profissionais de saúde.

Questionado por jornalistas se essa recomendação não desestimularia os pais a levarem os filhos para vacinar, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, respondeu afirmando que isso deixaria os pais mais ”seguros” para decidir sobre a imunização. Da Agência Brasil

Bahia registrou 5 óbitos por picadas de aranha em 2021; verão aumenta incidência do animal

/ Saúde

Propício para o aparecimento de aranhas, o verão com seu clima quente e úmido, apresenta um aumento no número de acidentes por animais peçonhentos. Nesta semana, moradores do bairro da Federação, em Salvador, se queixaram do aparecimento de aranhas na região e uma moradora está internada em razão da picada do animal.

No ano de 2021, a Bahia registrou 779 casos e 5 óbitos por picadas de aranhas, de acordo com dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan).

O mês de novembro foi o que apresentou mais ocorrências, com 8 notificações e uma pessoa morreu decorrente do acidente. O mês de fevereiro registrou 81 ocorrências e nenhum óbito.

Os meses que registraram óbitos pelo acidente com os aracnídeos foram: janeiro, março, maio, outubro e novembro, com uma morte cada.

Atrás apenas da estação da primavera, que notificou 209 casos, durante o verão de 2021, a Bahia recebeu 206 queixas e registrou dois óbitos. Com informações do site Bahia Notícias