Polícia Civil da Bahia passa a exigir carteira de vacinação para atendimento em delegacias

/ Bahia

Seguindo portaria do Governo Estadual, a Polícia Civil passa a solicitar, a partir do dia 10 de dezembro, a carteira de vacinação para atendimentos nas delegacias de Salvador, Região Metropolitana e municípios do interior. Medida tem como objetivo evitar a transmissão da Covid-19.

De acordo com o Sindicato dos Policiais Civis da Bahia (SINDPOC), a orientação está em conformidade com as exigências do governo estadual, que deu o dia 10 como data limite para que os servidores do estado tenham concluído o ciclo vacinal.

Outros órgãos estaduais já estão exigindo o passaporte de vacinação, a exemplo do SAC, Detran, dentre outros.

Motorista morre após caminhão capotar na BA-026, em Pé de Serra, trecho de Maracás

/ Trânsito

Caminhão ficou destruído após acidente. Foto: Leitor/BMFrahm

Um homem de 45 anos morreu vítima de um acidente envolvendo o veículo que ele conduzia na Rodovia BA-026, trecho do Município de Maracás.

O acidente aconteceu neste domingo (5), em uma curva da localidade de Pé de Serra, quando o caminhão de cor vermelha, com placa KEI-9753, licenciado de Salvador, tombou e posteriormente capotou depois que o rapaz perdeu o controle da direção.

Caminhão parou em uma ribanceira depois de capotar na BA-026

Luciano do Nascimento Moura ficou preso às ferragens e não resistiu aos ferimentos. O seu corpo foi encaminhado à tarde ao IML de Jequié por uma equipe da Polícia Técnica. As causas do desastre devem ser apuradas pela Polícia Rodoviária Estadual / Pelotão de Jequié. O local, com curvas sinuosas, tem sido palco de vários acidentes com vítimas.

Previsão aponta mais uma semana de chuvas em Jaguaquara. cidade tem histórico de inundações

/ Jaguaquara

Ladeira da Palmeira ficou interditada. Foto: Blog Marcos Frahm

A chuva violenta da última sexta-feira (3), que provocou estragos na cidade, deixou a população de Jaguaquara apreensiva diante dos reflexos causados pelo temporal e o clima ainda é de preocupação entre os moradores, que acompanham os dados da meteorologia, apontando chuvas até a próxima sexta-feira. A terça-feira será o dia em que o sol deve aparecer, conforme aponta a previsão do tempo.

Os estragos provocados pela tempestade são perceptíveis em todos os cantos do Município. Mas na sede, os problemas já existentes se avolumaram, com ruas interditadas, pavimentações destruídas, barrancos e muros cedendo e até casas desabaram e outras ficaram na iminência de desabamento em bairros populares. A Prefeitura, até agora, não informou sobre o número de famílias desalojadas, mas equipes da gestão municipal estiveram percorrendo os pontos críticos com técnicos da Defesa Civil do Estado durante o final de semana, com mapeamento de áreas de risco.

Historicamente, as enchentes constituem um grave problema na maior cidade do Vale do Jiquiriçá. Geralmente, sua causa está relacionada com a acumulação da água das chuvas sem a existência de meios necessários para o seu escoamento. O único canal, o Rio Casca, já não suporta o volume de águas que recebe de diversos bairros, que se localizam em partes altas, sobretudo Palmeira, São Jorge, Muritiba, Malvinas e Popular, despejando enxurradas no Centro, que rapidamente apresenta alagamentos em períodos chuvosos.

Para os analistas da topografia de Jaguaquara e dos pontos pluviométricos da cidade, em chuva intensa como a da última sexta-feira, os problemas não são provocados apenas por uma ocorrência natural, e sim por suas particularidades, a exemplo da não construção, ao longo dos últimos 20 anos, de galerias de drenagem de água pluvial na área central.

A cada chuva forte registrada fica mais explicitada em Jaguaquara a necessidade de construção de uma grande obra de tubulações que possam captar, transportar e drenar a águas da chuva das áreas urbanas até o Rio Casca, que inclusive transborda muito fácil e um dos motivos pode ser a ocupação urbana através da expansão imobiliária nos bairros, um crescimento considerado desordenado. *Blog Marcos Frahm

Parede desaba com a chuva e água invade agência do Bradesco de Jaguaquara, que fica sem funcionar

/ Jaguaquara

Agência foi invadida por águas da chuva. Foto: Blog Marcos Frahm

Por causa da força da chuva da última sexta-feira (3), uma parede dos fundos do prédio-sede da agência do Banco Bradesco de Jaguaquara desabafou, e a água invadiu o interior da instituição financeira, na Rua Rui Barbosa, Centro da cidade.

Até o final da tarde deste domingo (5), equipes realizavam a limpeza no local, tendo retirado cerca de cinco caçambas de lama do prédio.

Por conta da invasão, que aconteceu na sexta a noite, quando não havia expediente, o Bradesco não atenderá o público nesta segunda-feira (6) e as últimas informações são de que apenas os caixas eletrônicos estarão disponíveis aos clientes.  A chuva forte provocou muitos estragos na cidade, sobretudo em áreas periféricas, com registros de desabamentos.

Bahia registra 212 novos casos de Covid-19 e mais 2 óbitos pela doença, diz boletim

/ Bahia

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 212 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,02%) e 424 recuperados (+0,03%). O boletim epidemiológico deste domingo (5) também registra 2 óbitos. Dos 1.262.793 casos confirmados desde o início da pandemia, 1.232.488 já são considerados recuperados, 2.962 encontram-se ativos e 27.343 tiveram óbito confirmado. Os dados ainda podem sofrer alterações devido à instabilidade do sistema do Ministério da Saúde. A base ministerial tem, eventualmente, disponibilizado informações inconsistentes ou incompletas.

boletim epidemiológico contabiliza ainda 1.643.372 casos descartados e 257.420 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica em Saúde da Bahia (Divep-BA), em conjunto com as vigilâncias municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas deste domingo. Na Bahia, 52.598 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

Vacinação

Por conta de uma atualização no sistema de envio de dados da vacinação, nem todos os 417 municípios baianos fizeram o carregamento das informações relativas ao público vacinado. Desta forma, os números apresentados no vacinômetro correspondem apenas ao totalizado pelos municípios que enviaram os dados, dando a impressão de queda na cobertura vacinal.

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) realiza o contato diário com as equipes de cada município a fim de aferir o quantitativo de doses aplicadas.

Até o dia 21 de novembro, quando tivemos a última atualização com os 417 municípios baianos, 10.952.306 de pessoas tinham sido vacinadas contra o coronavírus (Covid-19) com a primeira dose. Esse dado representa 86,02% da população com 12 anos ou mais, estimada em 12.732.254.

Com dois gols de Gilberto, Bahia vence Fluminense e deixa a zona de rebaixamento

/ Esporte

Gilberto marcou os gols dois Bahia. Foto: Felipe Oliveira

O pulso tricolor ainda pulsa. Neste domingo, o Bahia entrou em campo precisando vencer o Fluminense para se manter vivo na luta contra o rebaixamento. O Esquadrão alcançou o objetivo e bateu o time carioca por 2×0, na Fonte Nova.

Em um dia de muita chuva em Salvador, Gilberto, sempre ele, foi o herói do tricolor. O centroavante marcou dois gols ainda no primeiro tempo e garantiu  o triunfo que tirou o Bahia da zona de rebaixamento. Com 43 pontos, o tricolor subiu para a 15ª colocação, ultrapassando Cuiabá e Juventude – o time baiano leva vantagem no número de vitórias.

O Esquadrão agora precisa secar os dois concorrentes, que entram em campo nesta segunda-feira (6), para seguir fora do Z4. Na quinta-feira (9), o Bahia pega o Fortaleza, no Castelão, na última rodada do Brasileirão.

Chuva forte atinge Salvador e região metropolitana neste domingo e causa alagamentos

/ Bahia

Carro fica submerso na região da Lapa. Foto: Rede social

Salvador e região metropolitana têm uma manhã chuvosa neste domingo (5). A chuva intensa provocou alagamentos em alguns pontos da capital baiana e um carro ficou submerso na região da Lapa.

Já em Lauro de Freitas, na região metropolitana, ruas ficaram alagadas. A situação foi registrada em diversos pontos da cidade.

Em Salvador, segundo informações do boletim online da Defesa Civil de Salvador (Codesal), 28 ocorrências foram registradas até as 11h31 deste domingo. Foram dois alagamentos de imóveis, duas ameaças de desabamento, nove ameaças de deslizamento, uma árvore ameaçando cair, quatro avaliações de imóveis, dois desabamentos parciais, cinco deslizamentos de terra e três infiltrações.

De acordo com a Codesal, os locais em que foram registrados os maiores acumulados de chuvas até as 11h25: São Cristóvão (97,6mm), Mussurunga (81,8mm), Engenho Velho de Brotas (75,4mm), Caminho das Árvores (72,6mm) e Brotas (71,2mm).

Segundo o Centro de Monitoramento e Alerta da Defesa Civil de Salvador (Cemadec), a tendência é que haja uma redução das chuvas no período da tarde deste domingo, saindo da intensidade moderada para fraca. O padrão se repete na segunda-feira (6) quando a previsão é de chuva por conta de áreas de instabilidade. G1

Nos Estados Unidos, nova variante Ômicron do Coronavírus já foi confirmada em 15 estados

/ Saúde

Nos Estados Unidos, clínicas de vacinação e autoridades americanas relatam longas filas nos postos de vacinação recentemente, graças à procura tanto pelas doses de reforço quanto aos temores causados pela variante Ômicron.

A variante Ômicron do coronavírus foi encontrada em cerca de 15 estados até agora, mas a variante Delta continua a causar a maioria dos casos Covid-19 em todo o país, segundo Rochelle Walensky, diretora dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC).

Pelo menos 15 estados relataram casos de Omicron: Califórnia, Colorado, Connecticut, Havaí, Maryland, Massachusetts, Minnesota, Missouri, Nebraska, Nova Jersey, Nova York, Pensilvânia, Utah, Washington e Wisconsin.

As tensões no programa de vacinação dos EUA também são agravadas pela ampla escassez de mão de obra que está afetando muitos setores, incluindo a saúde.

Presidente Jair Bolsonaro diz que Petrobras vai anunciar redução de preços de combustíveis

/ Economia

Jair diz que estatal vai reduzir os preços. Foto: Alan Santos/PR

O presidente Jair Bolsonaro afirmou neste domingo (5) que a Petrobras vai começar a anunciar uma série de reduções nos preços dos combustíveis, começando nesta semana. ”A Petrobras começa nesta semana a anunciar redução no preço do combustível”, afirmou em entrevista ao site Poder360. O chefe do Executivo, no entanto, não informou quais seriam os percentuais de redução e nem os prazos.

A alta de preços dos combustíveis vem sendo um dos principais motores da inflação, que já ultrapassou os dois dígitos o acumulado em 12 meses e é um problemas econômicos enfrentados pela gestão Bolsonaro. Além de afetar a popularidade do presidente, a inflação também tem causado insatisfação entre prefeitos. Eles reclamam que estão sendo pressionados a reajustar os valores das tarifas do transporte público. Por isso, solicitam auxílio financeiro do governo federal.

Outro grupo fortemente afetado pela alta de preços dos combustíveis é o dos caminhoneiros. Base de apoio de Bolsonaro, a categoria vem organizando, porém, manifestações contra a política de preços da Petrobras e a falta de ação do governo federal para conter a inflação. Pressionado, Bolsonaro chegou a anunciar um auxílio de R$ 400 para a categoria, que viria do espaço aberto no teto pela PEC dos Precatórios, aprovada no Senado na semana passada.

O presidente também vem respondendo às críticas pelas altas dos combustíveis atacando governadores e a própria Petrobras. Em relação aos primeiros, costuma afirmar que os altos preços são consequência dos impostos estaduais, em particular do ICMS (Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços).

”Eu não reajustei, mantive congelado desde 2019, o valor do PIS/Cofins, que é o imposto federal. Os governadores mantiveram o percentual, que varia de acordo com o valor na bomba. E mais que dobraram o valor arrecadado com o ICMS. Querem criticar, critiquem. Mas a pessoa certa”, disse ainda ao site neste domingo.

Recentemente, Bolsonaro também passou a atacar a Petrobras, afirmando que não tem controle sobre a empresa e disse que estava discutindo com o ministro Paulo Guedes (Economia) uma ”solução”. ”É uma empresa que não tenho domínio sobre ela, tem seu aparelhamento. Ela busca o lucro. Tivemos problema sério, no passado, além da corrupção, com a questão da paridade com preço internacional. Estamos buscando rever essa questão”, disse Bolsonaro nas últimas semanas.

“Ela entrega a gasolina a R$ 2,30 o litro. Chega a R$ 7 no final da linha. É um assunto que sempre procuro debater com a sociedade para demonstrar onde está o problema”, afirmou ainda o mandatário. Por outro lado, em audiência no Senado, há dez dias, o presidente da empresa, general Joaquim Silva e Luna, disse que “não é correto” atribuir à Petrobras o aumento nos preços dos combustíveis.

”A Petrobras reajusta o preço desses combustíveis observando estas variáveis: mercado externo, mercado interno, como eles se comportam, observamos praticamente três grandes mercados —os Estados Unidos, a Europa e a Ásia— a competição entre produtores e importadores, e a variação do preço no mercado mundial”, argumentou.

De acordo com o presidente da empresa, nos últimos sete meses, a estatal ficou 95 dias sem alterar o preço do GLP; 85 sem aumentar o valor do diesel; e 56 dias sem elevar o da gasolina. Ele ainda afirmou que os 15 reajustes feitos pela empresa resultaram em 38 altas para os consumidores. Bolsonaro acompanhou neste domingo a final do campeonato interno de futebol de veteranos de um clube de Brasília, na qual estava prevista a participação de seu sogro. A imprensa foi vetada pelo clube.

*por Renato Machado / Folhapress

Começa nesta segunda-feira (6) ”renovação” de matrícula da rede estadual de ensino

/ Educação

Começa nesta segunda-feira (6), e segue até o dia 28 de dezembro, a renovação da matrícula para o ano letivo 2022 dos estudantes da rede estadual de ensino devidamente matriculados e com frequência regular no ano letivo 2021. A matrícula para alunos novos será realizada no mês de janeiro em datas a serem divulgadas em portaria da Secretaria da Educação do Estado (SEC).

Para a renovação de matrícula, o estudante maior de 16 anos ou responsável legal deverá comparecer a unidade escolar onde o estudante está matriculado para assinar a lista de renovação. Será obrigatória a atualização cadastral, com a apresentação do original e da cópia de documentos como CPF, Carteira de Identidade e Carteira de Vacinação. A orientação é para que os estudantes, pais ou responsáveis procurem verificar se há ausência de documentos junto à secretaria escolar.

O superintendente de Planejamento Operacional da Rede Escolar da Educação, Manoel Calazans, explicou que o Estado garante vaga para todos aqueles que procurarem, mas destacou que os estudantes da rede precisam fazer a renovação. ”Caso o estudante da rede não faça a renovação, ele corre o risco de perder a vaga na escola onde já está matriculado. É importante tranquilizar as famílias sobre a oferta de vagas que é garantida para todos nas diferentes modalidades. Também é necessário dizer que não precisa fila tanto para fazer a renovação quanto para a matrícula, cujo processo será realizado com o todo planejamento nas datas a serem divulgadas”.

Mulher de 34 anos é morta a tiros em assalto no bairro da Federação, em Salvador

/ Polícia

Vítima era técnica de enfermagem. Foto: Muller Nunes/TV Bahia

Uma mulher morreu após ser baleada com três tiros em um ponto de ônibus de Salvador, durante um assalto. Um dos disparos atingiram a cabeça. No momento do crime, a vítima estava acompanhada do filho de sete anos.

A mulher foi identificada como Luciene Silva dos Santos, de 34 anos. Ela era técnica de enfermagem. No momento em que foi baleada, ela estava no ponto de ônibus do Cemitério Campo Santo, no bairro da Federação, com o filho.

A vítima foi abordada por dois homens em uma moto. De acordo com informações da PM, a dupla pediu o celular da vítima e no momento em Luciene fazia a entrega do aparelho, ela foi baleada três vezes. Um dos disparos atingiu a cabeça da vítima.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi chamado para atender a vítima. Durante o socorro, policiais da 41ª CIPM chegaram a se deslocar do local do crime até o encontro de uma ambulância avançada do SAMU, que foi deslocada pelos militares para ajudar no atendimento.

No entanto, após mais de uma hora de socorro no local, Luciene não resistiu e morreu. Segundo informações da TV Bahia, ela era moradora do Alto das Pombas, na região próxima ao local do crime. O filho de Luciene, de sete anos, foi levado para a casa de um tia.

Após o crime, muitos moradores do Alto das Pombas se reuniram nas proximidades do ponto de ônibus sob clima de revolta. As informações são do G1

Ministério da Saúde oferece mais de 21,5 mil vagas no Programa Médicos pelo Brasil

/ Saúde

O Ministério da Saúde está oferecendo mais de 21,5 mil vagas no Programa Médicos pelo Brasil. Eles poderão atuar em 5.233 municípios brasileiros, ou seja, quase 94% do país. A medida foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União nessa sexta-feira (3). O objetivo é reforçar o Sistema Único de Saúde (SUS).

O programa vai substituir gradativamente o Projeto Mais Médicos para o Brasil na Atenção Primária à Saúde (APS). São oferecidos aos médicos selecionados para o programa a formação em medicina de família e comunidade, avaliação de desempenho, possibilidade de contratação por meio do regime CLT, a progressão de carreira (para diminuir a rotatividade) e gratificação para atuar em áreas remotas e de saúde indígena.

Os gestores de saúde dos municípios elegíveis devem fazer a adesão ao Médicos pelo Brasil, cujo edital deve ser publicado segunda-feira (6). O edital do processo seletivo para médicos também será publicado neste mês.

”A recomendação é que os gestores não percam a oportunidade de levar saúde e a presença de médicos qualificados para atender com dignidade o cidadão”, disse o secretário de Atenção Primária da pasta, Raphael Câmara. Ele preside o Conselho Deliberativo da Agência de Desenvolvimento da Atenção Primária à Saúde (Adaps), responsável por executar o novo programa.

Os munícipios foram escolhidos levando em consideração a alta vulnerabilidade e o fato de vários estarem em áreas rurais remotas.

O Médicos pelo Brasil foi lançado em 2019 com o objetivo de estruturar a carreira médica federal para locais com dificuldade de provimento e alta vulnerabilidade. O orçamento previsto para execução no primeiro ano de trabalho é de R$ 1,2 bilhão.

Confira aqui a relação de municípios aptos para participação no Programa Médicos pelo Brasil.

*Com informações do Ministério da Saúde

Prefeita e ex-gestor se dividem entre ajuda de Rui e apoio a ACM e município amarga problemas

/ Jaguaquara

Giuliano e Edione na rampa de acesso à Prefeitura. Foto:Reprodução

Um fato político curioso acontece no Município de Jaguaquara, o mais populoso do Vale de Jiquiriçá. A prefeita Edione Agostinone (PP) é afilhada política do ex-prefeito Giuliano Martinelli (PP), que rompeu politicamente com o grupo liderado pelo presidente da UPB e prefeito de Jequié, Zé Cocá (PP), e assumiu ser apoiador da pré-candidatura de ACM Neto (DEM) ao Palácio de Ondina, o que o torna, portanto, distante tanto de Cocá quanto do governador Rui Costa (PT) e das benesses do Estado. Só que, a prefeita, mesmo com um pássaro pousado nas costas, tem ido com a cuia nas mãos até Cocá e ao governador em busca de suporte, principalmente depois das fortes chuvas que pioraram o estado já considerado crítico das vias públicas da cidade, algumas interditadas. O temporal registrado na manhã de sexta-feira (3), por exemplo, deixou até famílias desabrigadas.

Giuliano, rompido com Zé, já declarou em programa de rádio que não sairá candidato a deputado estadual, como pretendia, ao mesmo tempo em que afirmou seguir firme no comando da pré-candidatura de Neto na região, fazendo pontuações e comentários que atingem o equilíbrio entre Edione, Zé, Rui e até João Leão, que era chamado por Martinelli de meu governador. Na quinta-feira (2), enquanto Edione e o vice-prefeito Nei Cabeludo (PDT) marcavam presença na visita de Rui em Apuarema, no Médio Rio de Contas, Giuliano aparecia com vereadores da base governista na Câmara, Julival do Breguesso (PCdoB), Tia Nalva (PP) e Nei (PP), filho do vice, num evento de ACM em Salvador.

A crise política que estremeceu o governo de Edione, com exoneração de três secretários: Educação, Infraestrutura e Cultura em apenas onze meses de gestão atingiu seriamente a população, que vem sofrendo gravemente com problemas estruturais e administrativos, deixando a Saúde, a Infraestrutura, a Educação e própria economia do Município no leito de morte, com atrasos nos salários dos servidores que haviam sido contratados pela máquina pública, afogada em dívidas previdenciárias herdadas de gestões anteriores, conforme as declarações da própria gestão atual.

E o imbróglio provocado pelo ex-prefeito acaba tornando-se a cereja de um bolo amargo que a prefeita se vê obrigada a degustar, sem poder dizer nada. Martinelli é irmão do seu genro, foi o precursor da sua candidatura que terminou vitoriosa, em 2020, com apenas 58 votos de diferença para o segundo colocado nas urnas, Raimundo do Caldo (PSD) e, apesar da aparente relação azeda com a prefeita, explicitada em uma recente entrevista a rádio comunitária Jaguar FM, Giuliano goza de influência na administração, com a manutenção de cargos importantes no alto escalão, inclusive o da sua esposa, a ex-primeira-dama Geisa Martinelli, que responde pela Secretaria de Desenvolvimento Social.

Defesa Civil da Bahia monitora pontos críticos após forte chuva em Jaguaquara e garante apoio

/ Jaguaquara

Prefeita recepcionada equipe da SUDEC. Foto: Prefeitura/Rede social

A Defesa Civil do Estado enviou equipe ao Município de Jaguaquara, neste sábado (4), para serviço de monitoramento em pontos críticos da cidade, atingida por fores chuvas, que provocaram destruição e sérios prejuízos a população local.

A equipe de Superintendência de Proteção e Defesa Civil foi recepcionada pela prefeita Edione Agostinone (PP), em sua residência, tendo percorrido, posteriormente, pontos da cidade, com o acompanhamento da gestora e do secretário municipal de Infraestrutura, Mateus Oliveira.

O Coronel Miguel de Almeida Filho, da SUDEC, mapeou com a Prefeitura as chamadas áreas de risco. ”Nós viemos aqui para fortalecer o sistema da Defesa Civil do município, que precisava de apoio e essa é a ordem do nosso governador, apoiar todas as cidades atingidas pelas chuvas. Vamos, de imediato, atender com ações de ajuda humanitária, com cestas básicas, kits, todo o apoio necessário para o decreto de emergência”, garantiu o Coronel, informando a destinação de recursos após reconhecimento do decreto.