Aos gritos de ”atitude”, moradores fazem manifestação em ladeira interditada há um mês em Jaguaquara

/ Jaguaquara

Ex-prefeito Ademir visita o bairro Casca. Fotos: BMFrahm

Aos gritos de ”atitude” moradores do bairro Casca em Jaguaquara fizeram um ato de protesto na ladeira da Bela Vista, na manhã desta quinta-feira (2).

A manifestação, que transcorreu de forma pacífica, apesar de alguns momento de tensão por discussão, contou inclusive com a presença do ex-prefeito Ademir Moreira e dos vereadores Rodrigo e Júnior da Kombi, que se juntaram os manifestantes, entre eles mototaxistas para protestar contra o serviço realizado pela empresa KME, contratada pela Empresa Baiana de Águas e Saneamento – Embasa para executar obras na cidade, cuja intervenção no local teria gerado infiltrações que provocaram erosão em valas abertas pela empresa e, consequência disso, ocorreu o bloqueio parcial da via após uma forte chuva do dia (4) de novembro destruir o pavimento.

”Um mês com essa vergonha, a ladeira fechada e nós que precisamos transitar por aqui tendo que enfrentar lama e buracos circulando por alternativa distante três quilômetros daqui, porque quando não teve o acompanhamento da prefeitura como deveria, pois não fiscalizou a obra e permitiu que tudo isso estivesse acontecendo, uma tapa na cara da população”, lamentou o mototaxista Sidnei Alves.

Os moradores criticam a morosidade da empresa e cobram celeridade na obra, exigindo que seja recolocado na ladeira a pavimentação asfáltica destruída depois da intervenção.

Políticos e moradores cobram celeridade da empreiteira

Famílias que residem no bairro não escondem a insatisfação com as autoridades locais, que não demonstram sensibilidade com a situação. ”O povo não pode ficar à mercê dos problemas. Trata-se uma obra da Embasa, a responsabilidade de fiscalizar e cobrar eficiência no serviço é da prefeitura, que tem o poder de interferir nessa bagunça, mas infelizmente a nossa cidade vive um caos administrativo. Isso é o resultado de obra mal planejada pela gestão passada, que antes de colocar o asfalto deveria avaliar tecnicamente, mas preferiram fazer uma ação eleitoreira”, disparou o ex-prefeito Ademir.

Representantes da empreiteira dialogaram com os manifestantes e políticos, pedindo compreensão, tendo alegado que as fortes chuvas dificultam a conclusão e garantiram que a KME irá repor o asfalto e que aguarda trégua da chuva para a conclusão do serviço. ”O problema agora não é apenas a conclusão e sim a qualidade da obra, para que não seja finalizada sem uma garantia de que as pessoas poderão transitar com segurança no local. Lamentamos a situação e nos solidarizamos com os moradores, que infelizmente terão que esperar por mais um tempo para que a empresa conclua os trabalhos, enquanto a prefeitura não coloca sequer uma placa sinalizando o trecho em obras”, disse o vereador Rodrigo.

Governo do Estado inicia construção de nova escola e Rui autoriza nova delegacia em Apuarema

/ Educação

Rui Costa autoriza escola em Apuarema. Foto: Divulgação

O expressivo volume de investimentos que o Governo do Estado vem fazendo na Educação chegou também à cidade de Apuarema, no sudeste baiano. Nesta quinta-feira (2), o governador Rui Costa visitou o município e assinou ordem de serviço que marca o início das obras de construção de uma nova unidade escolar para abrigar o Colégio Estadual Doutor Vasco Filho. A agenda incluiu autorizações para obras de sistema de abastecimento de água e de iluminação do estádio municipal.

Em solo apuaremense, Rui destacou a importância do investimento na área da educação. ”Mais uma escola nova, com toda a infraestrutura. Neste ano, nós já licitamos algo em torno de R$ 2,8 bilhões para construir novas escolas e ampliar e requalificar as escolas existentes, para que a gente crie condições de infraestrutura para dar um salto na educação do nosso estado. É o maior investimento da história em educação na Bahia”, afirmou.

Cerca de R$ 4,5 milhões serão aplicados na construção da unidade escolar em Apuarema, que terá cinco salas de aula, sala multifuncional, biblioteca, refeitório, auditório, laboratórios e campo society com arquibancada, além dos espaços administrativos. ”Na educação, a gente colhe os frutos principalmente no médio e longo prazo. E aqui vamos construir uma escola no padrão para que nossa educação tenha condições ideais de infraestrutura”, pontuou o secretário estadual da Educação, Jerônimo Rodrigues.

O vice-diretor da escola, Alex Amorim, comentou sobre os impactos positivos que a nova sede trará não somente para os quase 300 alunos. ”Toda a comunidade apuaremense está com bastante expectativa pela construção desse prédio. Já vínhamos lutando por um espaço mais adequado para nossos estudantes faz algum tempo. Agora, também com a vinda do ensino em tempo integral, nós esperamos desempenhar nosso papel com maior qualidade”.

Mais obras

Além da educação, o acesso à água será reforçado em Apuarema. Rui assinou autorização para que seja licitada, por meio da Companhia de Engenharia Hídrica e Saneamento da Bahia (Cerb), a obra do Sistema Simplificado de Abastecimento de Água para o povoado de Serra dos Caetanos, beneficiando mais de 60 famílias da localidade. Foi autorizado ainda convênio, por meio da Superintendência dos Desportos (Sudesb), para instalar iluminação no Estádio Dídimo Brandão, na sede de Apuarema.

Uma nova delegacia territorial também será construída na cidade. A Secretaria da Segurança Pública (SSP) foi autorizada pelo governador a iniciar a licitação para erguer o equipamento.

Com votação folgada, Senado aprova a chamada ”PEC dos Precatórios”, em dois turnos

/ Brasília

Com uma votação folgada, o Senado aprovou, no início da tarde desta quinta-feira (2), em dois turnos, a chamada PEC dos Precatórios. No primeiro turno, o placar foi de 64 votos favoráveis e 13 contrários, já em segundo turno foram 61 votos a favor e 10 contra. Para viabilizar a votação do texto e garantir o mínimo de 49 votos necessários em cada turno no plenário do Senado, o líder do governo na Casa e relator da proposta, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), fez de última hora mudanças significativas na última versão do texto que havia sido aprovado na última terça-feira (30) pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).

O governo tinha urgência na aprovação da proposta para tirar do papel ainda este ano o Auxílio Brasil. O programa que vai substituir o Bolsa Família terá pagamento de parcelas com valor médio de R$ 400. Já ficou definido pela matéria que o teto nesse valor do benefício terá caráter permanente e não temporário, apenas em 2022, como a equipe econômica propôs inicialmente. A expectativa é que o programa atenda 17 milhões de famílias.

Na prática, a PEC adia o pagamento de precatórios – dívidas reconhecidas pela Justiça em ações que não cabem mais recurso – pela União. Em 2022, a dívida prevista é de R$ 89,1 bilhões. Com a PEC o governo passa a ter uma folga financeira para financiar o Auxílio Brasil.  Pela proposta o valor máximo a ser pago em precatórios no ano que vem é de aproximadamente R$ 39,9 bilhões. Para aumentar o fôlego fiscal, o texto também altera o cálculo do Teto de Gastos – limite do aumento dos gastos federais ao Orçamento do ano anterior, corrigido pela inflação.

Mudanças – No rol de principais modificações feitas pelo relator está a redução do prazo de vigência do limite no Orçamento destinado ao pagamento dos precatórios. Pelo texto aprovado o teto de gastos, que restringe o crescimento das despesas à inflação, terá que ser rediscutido novamente em 2026, a medida contraria o que desejava o ministro da Economia, Paulo Guedes.

”Em vez de vigorar por todo o tempo do Novo Regime Fiscal, ou seja, até 2036, o sub limite para precatórios irá até 2026, dando tempo suficiente para o Poder Executivo melhor acompanhar o processo de apuração e formação dos precatórios e seus riscos fiscais, mas sem criar um passivo de ainda mais difícil execução orçamentária”, explicou o relator sobre a sexta versão do texto.

Outra alteração feita por Bezerra exclui da PEC medidas relacionadas à securitização de dívidas tributárias. ”A medida, apesar de meritória, não encontrou consenso no Senado Federal, não havendo prejuízo deixar essa discussão para outro momento”, avaliou.  Ainda segundo a proposta, o espaço fiscal aberto com a restrição do pagamento dos precatórios e a mudança no cálculo do teto de gastos do governo – um total de R$ 106 bilhões – será inteiramente destinado para fins sociais, como programas de combate à pobreza e extrema pobreza, saúde, assistência social e previdência.

Pressionado por diversos parlamentares o governo já havia retirado do teto de gastos os precatórios do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento Fundamental e de Valorização do Magistério (Fundef). Os recursos devidos a estados e municípios serão pagos em três parcelas anuais. O pagamento será feito conforme uma fila de prioridade organizada por tipo de precatório. As Requisições de Pequeno Valor (RVPs) de até R$ 66 mil. Na sequência, virão as dívidas de natureza alimentícia idosos, pessoas com deficiência e doenças graves.

Rito – Como sofreu alterações, a PEC dos Precatórios terá que voltar para a análise da Câmara dos Deputados. A proposta só pode ser promulgada pelo Congresso Nacional e passa a valer quando deputados e senadores chegarem a um consenso e aprovarem o mesmo texto.

”Se tem alguém que sabe enfrentar a máquina sou eu”, diz ACM ao lançar pré-candidatura

/ Política

ACM lança pré-candidatura ao Governo. Foto: Reprodução

Em conversa com a imprensa durante o evento de lançamento de sua pré-candidatura ao governo da Bahia, nesta quinta-feira (2), ACM Neto (DEM) disse estar acostumado com o papel de oposição e o enfrentamento da máquina pública ao ser questionado sobre a possível disputa com o senador Jaques Wagner (PT) em 2022.

”Em relação a máquina do estado, se tem alguém na Bahia que sabe enfrentar a máquina sou eu, porque vou completar 16 anos na oposição, nunca cogitei mudar de lado. Segundo, em 2012 venci uma eleição para prefeito de Salvador e naquela oportunidade eu tive que enfrentar o governo do estado e o governo federal. Vocês sabem como foi a história daquela eleição. A minha preocupação tem que ser em estar conectado com as pessoas. E eu acredito que um estado como a Bahia, não tem máquina que compre a eleição, não com o tamanho do eleitorado que a gente tem”, respondeu o pré-candidato.

Em uma autoavaliação, ACM Neto diz que seu grupo político está fortalecido, com uma candidatura que já reúne apoios de prefeitos, ex-prefeitos e vereadores. “Dediquei meu tempo, em silêncio, a gente já mobilizou praticamente nosso time em quase todas 417 cidades da Bahia. É uma força que a oposição não vê na Bahia há muitos anos, e se não fosse possível em algum momento ganhar na oposição, Waldir Pires não teria sido eleito em 1986, ACM em 1990 e o próprio Jaques Wagner em 2006. A política e a vida são feitas de ciclos”, afirmou.

Em outro momento do bate-papo, ele rechaçou mais uma vez a possibilidade de influências externas afetarem o pleito na Bahia e chegou a dizer que ”quem vai resolver a eleição na Bahia são os baianos” (leia mais aqui).

No início da manhã desta quinta-feira (2), o Bahia Notícias divulgou uma pesquisa em parceria com o Instituto Paraná Pesquisas sobre o cenário eleitoral no estado. O democrata soma 54,8% das intenções de voto no estado. Já o senador Jaques Wagner, que já foi governador da Bahia por dois mandatos, aparece em segundo lugar com 23,1% (relembre aqui).

O lançamento ocorre no Centro de Convenções de Salvador, na Orla, na manhã desta quinta-feira (2), com presença de apoiadores e políticos. Com informações do site Bahia Notícias

PL pode indicar Kátia Bacelar como candidata a vice em chapa de João Roma em 2022

/ Política

Determinado a ajudar o bolsonarismo na Bahia, o PL já trabalha com a ideia de apresentar o nome da advogada Kátia Bacelar como candidata a vice numa eventual chapa de João Roma (Republicanos) ao governo.

Kátia é irmã do deputado federal Jonga Bacelar, que se tornou uma espécie de cacique extra-oficial da legenda na Bahia desde a filiação à sigla do presidente Jair Bolsonaro, ce cujos filhos se tornou muito próximo.

A montagem da chapa é um dos maiores problemas que Roma deverá enfrentar caso decida realmente concorrer em 2022, motivo, inclusive, de desconfianças quanto ao real interesse dele na disputa. As informações são do site Política Livre

Após período intenso de chuva, Defesa Civil Nacional encerra operação de apoio a Itaberaba

/ Bahia

Após intenso período de chuva, a Defesa Civil Federal encerrou na quarta-feira (1º) a operação na cidade de Itaberaba (BA) para verificar os estragos causados desde o último sábado (27)

Liderada pelo secretário nacional de Proteção e Defesa Civil do MDR, coronel Alexandre Lucas, uma equipe do Grupo de Apoio a Desastres (Gade) chegou ao município na segunda-feira (29) e deu apoio à prefeitura local na preparação dos pedidos de reconhecimento federal de situação de emergência, já concedido, e de repasse de recursos.

Pelo menos, 18 pessoas estão desalojadas e duas morreram em razão do desastre. No centro de Itaberaba, parte do asfalto de duas avenidas foi arrancada e crateras se formaram no local. Já na zona rural, algumas comunidades ficaram ilhadas. Quatro bairros foram atingidos com maior intensidade – Campo do Governo, Alameda das Umburanas, Barro Vermelho e Brisas da Chapada.

Ainda de acordo com a Defesa Civil Nacional, existe demanda de limpeza de galerias e esgotos, desobstrução de ruas e recuperação de calçadas na região. Como forma de ajudar a população, foi estabelecido um Posto de Comando, no Centro Integrado de Administração Municipal de Itaberaba. Em princípio, não será necessário apoio para assistência humanitária.

”Nosso objetivo aqui foi agilizar o reconhecimento dos processos de situação de emergência e liberar, com rapidez, recursos necessários para o restabelecimento de serviços essenciais, apoio à população e recuperação de infraestrutura danificada, além de dar apoio na gestão do desastre”, disse o coronel Alexandre Lucas.

O Gade aproveitou para visitar ainda as cidades baianas de Mundo Novo e Baixa Grande, também atingidas por fortes chuvas, onde foi feito um levantamento dos danos.

Bahia registra 582 novos casos de Covid-19 e mais 9 óbitos pela doença, diz boletim da Sesab

/ Bahia

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 582 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,05%) e 540 recuperados (+0,04%). O boletim epidemiológico desta quinta-feira (2) também registra 9 óbitos. Dos 1.261.513 casos confirmados desde o início da pandemia, 1.230.890 já são considerados recuperados, 3.294 encontram-se ativos e 27.329 tiveram óbito confirmado. Os dados ainda podem sofrer alterações devido à instabilidade do sistema do Ministério da Saúde. A base ministerial tem, eventualmente, disponibilizado informações inconsistentes ou incompletas.

O boletim epidemiológico contabiliza ainda 1.637.805 casos descartados e 257.145 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica em Saúde da Bahia (Divep-BA), em conjunto com as vigilâncias municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas desta quinta-feira. Na Bahia, 52.564 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

Vacinação

Por conta de uma atualização no sistema de envio de dados da vacinação, apenas 278 dos 417 municípios baianos fizeram o carregamento das informações relativas ao público vacinado. Desta forma, os números apresentados no vacinômetro correspondem apenas ao totalizado por estes municípios, dando a impressão de queda na cobertura vacinal.

Outra mudança ocorrida na consolidação das informações é que a vacina do fabricante Janssen, antes considerada como dose única, passou a ser contabilizada como vacina de duas doses.

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) realiza o contato diário com as equipes de cada município a fim de aferir o quantitativo de doses aplicadas.

Até o domingo (21), quando tivemos a última atualização com os 417 municípios baianos, 10.952.306 de pessoas tinham sido vacinadas contra o coronavírus (Covid-19) com a primeira dose. Esse dado representa 86,02% da população com 12 anos ou mais, estimada em 12.732.254.

Promotores de Justiça irão pedir aos prefeitos que intensifiquem a vacinação na Bahia

/ Justiça

A procuradora-geral de Justiça Norma Cavalcanti recomendou, nesta quinta-feira (1), aos promotores de Justiça que instaurem procedimento administrativo para acompanhar a atuação municipal relacionada à vacinação contra a Covid-19. O documento orienta que os promotores de Justiça enviem recomendações aos gestores municipais para que intensifiquem a vacinação de pessoas que ainda não foram imunizadas ou que necessitem da aplicação da segunda dose ou a dose de reforço. O texto se baseia no expediente do Grupo de Trabalho de Enfrentamento ao Coronavírus.
A recomendação leva em consideração a recente alta no número de infectados pelo coronavírus no estado e o surgimento de nova cepa, a ômicron. O documento destaca ainda que a Bahia voltou a registrar, no dia 23 de novembro, mais de mil novos casos de Covid-19 em 24h, o que não ocorria desde o final do mês de agosto deste ano, e que a ômicron foi declarada pela OMS como ‘variante de preocupação’ em razão de suas 50 mutações, sendo mais de 30 na proteína ‘spike’, a ‘chave’ que o vírus usa para entrar nas células e também o alvo da maioria das vacinas contra a Covid-19.
A chefe do Ministério Público baiano destacou também que “não há informações científicas precisas a respeito da transmissibilidade e letalidade da referida variante”.
Foi orientado que os promotores reforcem aos gestores municipais sobre a importância de informar a população a respeito dos benefícios da vacinação, da segurança dos imunizantes e da importância de completar o esquema vacinal como medida de enfrentamento à pandemia da Covid-19. ”Há diversos municípios baianos com baixas taxas de cobertura vacinal, sendo que 51 destes apresentam registros inferiores a 50%”, destacou Norma Cavalcanti.

Governo baiano troca ”comando” de 57 unidades da Polícia Militar em todo o Estado

/ Bahia

O governo baiano mudou 57 comandos da Polícia Militar (PM) em todo o estado. Somente em Salvador, nove Companhias Independentes da PM terão novos comandantes.

Na capital, o Tenente Coronel Adilson José de Santana deixou o cargo de coordenador II do Comando de Policiamento da Região Metropolitana de Salvador e assumiu como subcomandante no Comando de Policiamento da Região Metropolitana de Salvador.

O Major Marcelo de Carvalho Souto deixa o comando da Companhia Independente de Polícia Militar do Lobato e assume o comando da 16ª Companhia Independente de Polícia Militar, no bairro Comércio.

O Major Valnei de Azevedo Silva sai da 31ª Companhia Independente de Polícia Militar, em Valéria, e assume o cargo de coordenador II no Comando de Operações Policiais Militares.

O Major Milton Luiz Cardoso Seixas deixa o cargo de subcomandante da 39ª Companhia Independente de Polícia Militar, do bairro Boca do Rio, e assume o comando da 26ª Companhia Independente de Polícia Militar, em Brotas.

O Major Roberto César Pinho de Oliveira deixa o cargo de subcomandante da 48ª Companhia Independente de Polícia Militar, em Sussuarana, e assume o comando da 14ª Companhia Independente de Polícia Militar, no Lobato.

Além disso, os majores Kley Oliveira Menezes, Sérgio Marcos Ribeiro Paz, Cristiano José de Oliveira Paraíso deixam os comandos de unidades localizadas no Barbalho, Comércio, Liberdade, respectivamente.

Outras mudanças foram feitas nas cidades de Feira de Santana, Teixeira de Freitas, Paulo Afonso e Vera Cruz. Também houve modificações em regiões e batalhões especiais.

Chuva em Itapetinga: Criança morre após desabamento de casa e município e situação de emergência é decretada

/ Bahia

Menina estava em casa com outras pessoas. Foto: Rede social

Uma criança de nove anos morreu após ser atingida por parte da parede de uma casa, na cidade de Itapetinga, no sudoeste da Bahia. A garota estava na residência com outras cinco pessoas.

De acordo com informações de moradores, chovia bastante na região no momento do acidente. Cinco crianças e um adulto assistiam TV quando a parede caiu sobre as vítimas.

Segundo a Secretaria de Comunicação da cidade, o caso ocorreu no bairro Américo Nogueira, no começo da noite. Um barranco desabou e derrubou uma parede da casa onde estavam algumas crianças e um adulto.

Todos os feridos foram socorridos pelo SAMU para o Hospital Cristo Redentor, na cidade. No entanto, a garota de nove anos morreu. Uma outra criança sofreu uma lesão na coluna e foi transferida para Vitória da Conquista. As outras vítimas sofreram ferimentos leves.

Diante das fortes chuvas registradas na cidade, o município deve decretar situação de emergência. Ainda segundo a prefeitura de Itapetinga, a Defesa Civil do Estado já foi chamada e deve chegar na cidade na quinta-feira (2).

As equipes da prefeitura realizaram vistorias no local do acidente e analisam se as residências ao redor correm riscos, além de prestar apoio aos desabrigados. Segundo moradores, a região é bastante vulnerável às chuvas. G1

Instituto de Estudos e Pesquisas Anísio Teixeira divulga gabaritos oficiais do Enem; confira

/ Educação

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Anísio Teixeira (Inep) divulgou nesta quarta-feira (1º) os gabaritos oficiais do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Os gabaritos e os cadernos dos dois dias de exame, incluindo as provas acessíveis, aplicadas a quem tem direito a atendimento especializado, estão disponíveis no site do instituto. O Enem foi aplicado nos dias 21 e 28 de novembro.

“É importante que o participante esteja atento para conferir o gabarito relativo à cor, ao número e ao formato da prova realizada em cada domingo de aplicação”, destacou o Inep, por meio de nota. A previsão é que os resultados do Enem sejam divulgados no dia 11 de fevereiro de 2022. Para os treineiros – estudantes da 1ª ou 2ª série do ensino médio –, o boletim individual será publicado 60 dias após a data.

Provas
No primeiro dia, os participantes resolveram itens de linguagens, códigos e suas tecnologias e ciências humanas e suas tecnologias, além de escreverem a redação, com o tema Invisibilidade e registro civil: garantia de acesso à cidadania no Brasil. Já no segundo dia, as provas foram de ciências da natureza e suas tecnologias e de matemática e suas tecnologias.

Questão anulada
De acordo com o Inep, uma questão da prova de matemática e suas tecnologias foi anulada, mas o fato não compromete o processo de estimação da nota dos participantes.

”Isso acontece porque o cálculo estatístico da nota do Enem, de acordo com a metodologia da Teoria de Resposta ao Item (TRI), considera a combinação da coerência do padrão de resposta com o pressuposto da cumulatividade e, ainda, as características (parâmetros de complexidade) de cada item”.

O número correspondente à questão anulada varia em função do tipo de caderno, da seguinte forma: Caderno Amarelo / questão 178; Azul / questão 138; Cinza / questão 155; Rosa / questão 157; Laranja e verde / questão 178.

O exame
O Enem avalia o desempenho escolar de estudantes ao término da educação básica. Instituições de ensino públicas e privadas utilizam a prova para selecionar estudantes. Os resultados são usados como critério único ou complementar dos processos seletivos, além de servirem de parâmetros para acesso a auxílios governamentais, como o proporcionado pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Os resultados individuais do Enem também podem ser usados em processos seletivos de instituições portuguesas que possuem convênio com o Inep. Os acordos garantem acesso facilitado às notas dos estudantes brasileiros interessados em cursar a educação superior em Portugal.

Gabaritos
Confira os gabaritos na página oficial do Enem de 2021.

Fonte: Agência Brasil

Atacado por ex-prefeito, vereador diz que Martinelli deixou herança maldita para prefeita de Jaguaquara

/ Jaguaquara

Rodrigo e Martinelli protagonizam embate. Fotomontagem/BMF

Um no cargo e outro fora, o vereador Rodrigo Dias (PSD) e o ex-prefeito Giuliano Martinelli (PP) continuam protagonizando um embate em Jaguaquara. A troca de farpas entre os dois evidencia a manutenção do clima tenso entre oposição e situação no maior colégio eleitoral do Vale do Jiquiriçá.

O jovem parlamentar, de 21 anos, é filho do ex-vereador e candidato a prefeito derrotado por uma diferença de 58 votos pela prefeita eleita em 2020, Edione Agostinone (PP), que era secretária da gestão do então prefeito Martinelli e foi lançada por ele na disputa sucessória.

Voto vencido no julgamento das contas de 2019 da Prefeitura, que teriam sido reprovadas pelo Tribunal e aprovadas por 14 votos a 1 na Câmara Municipal, em sessão da semana passada, Rodrigo foi atacado por Giuliano durante entrevista na última sexta-feira (26) em uma rádio comunitária da cidade, a Jaguar FM: ”Ouvir críticas de um come e dorme com o dinheiro público fica difícil. Para criticar, ele tem que ter moral de saber quanto custa um litro de gasolina, quanto um mototáxi desses sofre. Esses que trabalham têm direito de me criticar, agora, ouvir críticas de um papagaio de pirata, que nunca deu em prego numa barra de sabão e apenas reproduz aquilo que é passado pra ele?”, disparou.

Na mesma rádio comunitária, Rodrigo ”retrucou”, depois de solicitar ao presidente da associação responsável o direito de resposta que lhe é garantido.

Para o vereador, Martinelli estaria frustrado por não conseguir emplacar uma candidatura a deputado estadual e seria o ex-gestor o maior culpado pelo insucesso da gestão de Edione Agostinone (PP), que amarga críticas da população por atraso salarial de servidores e ainda não conseguiu sanar problemas estruturais enfrentados pelo Município em seu primeiro ano de gestão, inclusive em período de chuva. ”Enquanto vem à rádio proferir ataques pessoais, ele deveria vir falar do desastre administrativo, da herança maldita que ele deixou para a prefeita. Nós sabemos que ele deixou mais de R$ 100 milhões de dívidas do INSS e a prefeitura está aí, devendo a funcionários e fornecedores, a pior gestão do vale do Jiquiriçá em 2021, uma cidade que arrecada quase R 8 milhões / mês. Ele está desequilibrado e o povo quer voltar a sorrir. Falou da minha família, que não teve aumento de patrimônio, não tem apartamento em Salvador. Meus tios não estão construindo prédio no centro da cidade”, rebateu.