Deam levará atendimento às mulheres vítimas de violência no interior, começando por Jaguaquara

/ Jaguaquara

Ônibus da Polícia Civil estará em Jaguaquara. Foto: Haecekel Dias

Com o objetivo de ampliar a atuação da Polícia Civil da Bahia no combate à violência contra mulher, o Departamento de Polícia do Interior (Depin) desenvolveu o projeto Deam Itinerante, que vai levar atendimento às mulheres em diferentes municípios do interior do estado, já a partir da semana que vem, começando por Jaguaquara, nos dias 27 e 28 de setembro.

Na iniciativa, a Delegacia Móvel vai percorrer as cidades com uma equipe especializada. Registros de ocorrências, orientações, além de atividades integradas com os órgãos da rede de atendimento à mulher, disponíveis em cada cidade, serão realizados durante as visitas. A primeira parada da Deam Itinerante será em Jaguaquara, distante 336 quilômetros de Salvador. A agenda prossegue nos dias 29 e 30 de setembro em Ipiaú. Depois, o serviço chega a Itapetinga em 4 e 5 de outubro; e fecha o primeiro ciclo nos dis 6, 7 e 8 de outubro em Itambé.

A delegada-geral, Heloísa Campos de Brito, destacou a importância do projeto. ”Estamos realizando uma iniciativa inédita, que demonstra o engajamento da nossa Instituição na conscientização e repressão da violência doméstica em todo o estado. Com essa ação, pretendemos garantir que as mulheres de toda Bahia sintam-se assistidas pela Polícia Civil”.

Conforme comentou o delegado Cristiano Mangueira, diretor adjunto do Depin, a atividade do Departamento será potencializada por meio desse projeto. “Com 15 Delegacias Especiais de Atendimento à Mulher distribuídas pelo interior, além de quatro núcleos especializados que funcionam nas Coordenadorias de Irecê, Itapetinga, Santo Antônio de Jesus e Jacobina, a Deam Itinerante vai proporcionar atendimento às mulheres que muitas vezes não tem condições de realizar deslocamentos para outras cidades, dentre outros casos”, informou.

Na primeira etapa do projeto, quatro cidades serão visitadas. Após avaliação, outros municípios devem ser contemplados pela iniciativa. ”Já temos um planejamento elaborado para que a Deam Itinerante alcance o maior número de cidades”, acrescentou o delegado.

Boletim da Covid em Jequié atualiza 7 óbitos ocorridos em datas anteriores e ocupação de UTI é de 16%

/ Jequié

O Boletim Epidemiológico da Covid-19 em Jequié, atualizado nesta segunda-feira (20), traz a informação de que houve uma consolidação de dados entre a Regional de Saúde e o banco de dados do Estado e, após investigação e confirmação feitas por estes órgãos, foram registrados mais sete óbitos, sendo cinco do sexo masculino e dois do sexo feminino, com idades entre 50 a 93 anos, ocorridos em: 04/07/2020, 13/07/2020, 20/07/2020, 06/09/2020, 07/02/2021, 05/03/2021, 03/04/2021.

O Boletim registra 5 novos casos positivos nas últimas, 24 horas, perfazendo um total de 17.851 pessoas confirmadas com a doença. Até agora 17.421 pacientes encontram-se recuperados e não apresentam mais os sintomas da Covid-19. Conforme os dados repassados pelo HGPV e pelo Hospital São Vicente, a taxa de ocupação geral dos leitos de UTI/adulto está em 16%. Destes, 2 leitos estão ocupados por residentes de Jequié e 1 leito está ocupado por pessoa de outro município.

Até o presente momento 109.499 pessoas foram vacinadas com primeira dose e com as vacinas em dose única, em Jequié.

Maracás: Salas com 50% dos alunos e protocolos de higiene marcam volta às aulas na rede municipal

/ Educação

Alunos voltam às aulas na cidade de Maracás. Foto: Luíza Correia

As aulas na rede municipal em Maracás, que atende os ensinos fundamental e médio, foram retomadas nesta segunda-feira (20). O retorno foi marcado por salas com 50% da capacidade e cumprimento dos protocolos de segurança sanitária.

A secretaria de Educação teria publicado portaria informando sobre o retorno gradual das aulas, mediante a apresentação dos protocolos de segurança adotados por cada escola do Município.

O uso correto de máscaras pelos alunos e professores, termômetros para medição da temperatura, distanciamento no interior da sala e distribuição de álcool em gel para higienização das mãos estão entre as medidas adotadas, com acompanhamento da equipe da Vigilância Sanitária Municipal.

Vacinação contra Covid-19

De acordo com o boletim epidemiológico divulgado nesta segunda pela Secretaria Municipal de Saúde, até agora, foram aplicadas no Município 27.059 doses da vacina contra o Coronavírus e dos 3.722 casos confirmados desde o início da pandemia 03 estão ativos. Nesta terça-feira (21), adolescentes de 16 e 17 anos recebem a 1ª dose da Pfizer.

Paciente diagnosticado com variante delta morre no norte da Bahia; outros 10 casos são detectados

/ Bahia

Um homem de 45 anos, que foi diagnosticado com a variante delta da Covid-19, morreu em decorrência da doença, em Senhor do Bonfim, no norte da Bahia, segundo informações confirmadas pela Secretaria de Saúde do Estado (Sesab), nesta segunda-feira (20).

De acordo com a Sesab, ele já havia tomado a primeira dose da vacina, no entanto, o tipo do imunizante e a data da aplicação não foram detalhados. Além disso, não há informações se o paciente tinha alguma comorbidade.

Este é o segundo óbito confirmado da variante delta no estado. A primeira morte aconteceu em Salvador e foi confirmada no dia 27 de agosto.

Ainda nesta segunda-feira, a Sesab informou que o Laboratório Central de Saúde Pública da Bahia (Lacen-BA) detectou, por meio de sequenciamento genético, mais dez casos da variante delta no estado. Com estes novos registros, a Bahia tem ao todo 14 casos da variante.

Os novos casos foram identificados em pacientes diagnosticados com Covid-19 residentes nos municípios de Senhor do Bonfim (2), Sapeaçu, Conceição do Almeida, Salvador (2), Vereda, Medeiros Neto (2) e Vitória da Conquista. A idade dos pacientes varia de um a 45 anos.

O paciente de Prado é um homem de 30 anos, sem comorbidades e que não se vacinou contra a Covid-19. Ele apresentou os sintomas no dia 2 de agosto, realizou o teste no dia 24 do mesmo mês e já está curado. O caso foi confirmado pela Sesab na última terça-feira (14).

A Sesab informou que apesar da detecção desses novos casos da delta, a variante de Manaus ainda é responsável por quase 80% das infecções na Bahia.

A escolha das amostras para o sequenciamento feito pelo Lacen-BA foi baseada na representatividade de todas as regiões geográficas do estado, casos suspeitos de reinfecção, amostras de indivíduos que evoluíram para óbito, contatos de indivíduos portadores de variantes de atenção (VOC) e indivíduos que viajaram para área de circulação das novas variantes com sintomas clínicos característicos, segundo a Sesab.

O Lacen-BA analisou amostras de mais de 150 municípios dos nove Núcleos Regionais de Saúde e já realizou cerca de 600 exames de sequenciamento genético do vírus da Covid-19.

Modelo Gisele Bündchen é detonada na web após defender discurso antivacina de Doutzen Kroes

/ Entretenimento

Gisele Bündchen se envolveu em uma polêmica após sair em defesa da modelo Doutzen Kroes, que admitiu ser antivacina. Tudo começou quando holandesa postou um longo texto nas redes sociais em que reclamou da obrigatoriedade de se imunizar contra a Covid-19 para participar de eventos e entrar em locais públicos.

”Não serei obrigada a tomar a dose. Não serei obrigada a provar minha saúde para participar da sociedade. Não aceitarei a exclusão de pessoas com base em seu estado de saúde. A liberdade de expressão é um direito pelo qual vale a pena lutar, mas só podemos resolver isso unidos na paz e no amor! Passe adiante a tocha da esperança e do amor e diga a sua verdade”, incentivou a top model. Com informações do site Metrópoles

Pelo menos 20 governadores desmentem Bolsonaro e dizem que não aumentaram ICMS da gasolina

/ Brasília

Governadores assinam carta desmentindo Bolsonaro. Foto: Estadão

Um grupo de 20 governadores assinou no domingo (19) uma carta em que desmente as acusações do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) de que seriam eles os responsáveis pelo aumento no preço da gasolina nos estados.

”Os governadores dos entes federados brasileiros signatários vêm a público esclarecer que, nos últimos 12 meses, o preço da gasolina registrou um aumento superior a 40%, embora nenhum estado tenha aumentado o ICMS incidente sobre os combustíveis ao longo desse período”, afirmam.

”Essa é a maior prova de que se trata de um problema nacional, e, não somente, de uma unidade federativa. Falar a verdade é o primeiro passo para resolver um problema”, seguem.

A manifestação reuniu signatários de diversos partidos, como os governadores Flávio Dino (PSB-MA), Ronaldo Caiado (DEM-GO), Rui Costa (PT-BA), Cláudio Castro (PL-RJ), Romeu Zema (Novo-MG), Eduardo Leite (PSDB-RS) e Ibaneis Rocha (MDB-DF).

O presidente tem sido constantemente cobrado pelo alto valor dos combustíveis e do gás de cozinha, que tiveram aumentos recorde desde o ano passado. Em alguns locais, o litro da gasolina já chega a R$ 7, enquanto o botijão de gás de cozinha está em torno de R$ 100.

Bolsonaro costuma responsabilizar a política de aumentos do ICMS, aplicada pelos governadores, como principal fator de alta no preço dos combustíveis, uma argumentação que foi contestada por deputados na audiência na semana passada.

O governo chegou a enviar um projeto de lei ao Congresso para tentar mudar as regras do ICMS, mas o texto não foi adiante. O discurso do presidente começou a provocar questionamentos até de governadores identificados com o governo, que jogam a responsabilidade pelas altas na Petrobras e na elevada taxa de câmbio.

Os aumentos do preço da gasolina vêm pressionando o IPCA (índice oficial de preços). Em agosto, o índice avançou 0,87%, a maior taxa em 21 anos. Oito dos nove grupos de produtos e serviços pesquisados pelo IBGE subiram em agosto, com destaque para o segmento de transportes. Puxado pelos combustíveis, esse ramo registrou a maior variação (1,46%) e o maior impacto (0,31 ponto percentual) no índice geral do mês.

*Mônica Bergamo/Folhapress

Vereadores de Jequié vão conceder Título de Cidadão Jequieense ao presidente do Tribunal de Justiça

/ Jequié

Propositura é de Tinho e Walmiral Marinho. Fotomontagem/BMF

Em reconhecimento ao seu compromisso e amor, não somente pela Justiça da Bahia, mas, principalmente, pela Comarca de Jequié, que atualmente conta com juízes titulares em todas as suas Varas, o desembargador Lourival Almeida Trindade, presidente do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia, receberá o Título de Cidadão Jequieense, em Sessão Solene a ser realizada no próximo dia 28, às 10 horas da manhã. O Projeto de Decreto foi apresentado, conjuntamente, pelos vereadores Emanuel Campos Silva e Walmiral Pacheco Marinho.

O presidente do TJBA, Lourival Almeida Trindade, Nascido em 4 de maio de 1947, na cidade de Águas Quentes, hoje Érico Cardoso/Ba, é filho de Anastácia Almeida Trindade e Aquilino José Trindade.

Formou-se em Direito pela Universidade Federal da Bahia – UFBA, em 1973. Especializou-se em Novos Direitos e Direitos Emergentes pela Universidade Estadual do Sudoeste Baiano – UESB, em convênio com a Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC. Pós-graduado no curso de especialização em Direito Processual pela UESB, em convênio com a Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC.

Cursou Advocacia Criminal em São Paulo; Extensão em Direito Público Municipal, Assembleia Legislativa da Bahia; União dos Prefeitos da Bahia – UPB e Faculdade de Direito da Bahia; Direito Tributário, COAD; Comunicação e Argumentação Verbal – Instituto de Pesquisas Econômicas Sociais e Administrativas – IPEBA; Processo Civil – OAB – Subseção Vitória da Conquista.

Mestrando do Programa de Postgrado en Maestría en Derecho Económico de la Faculdad de CC; Jurídicas, Políticas y Sociales de la Universidad Autónoma de Asuncíon – UAA, no Paraguai. Doutorando em Ciências Jurídicas e Sociais pela Universidad Del Museo Social Argentino, em Buenos Aires.

ATIVIDADES PROFISSIONAIS
Conselheiro da Seccional da OAB-BA no mandato de 2001-2003. Desembargador do Tribunal De Justiça do Estado da Bahia, 2008. Presidente do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia no biênio 2014-2016. Professor de Direito Processual Penal, na Universidade Estadual do Sudoeste Baiano – UESB, 2001-2005

 

Coordenador do DNOCS, Lucas Lobão é afastado após denúncia de sobrepreço em caixas d’água

/ Política

Alexandre Aleluia e Lucas Lobão. Foto: Reprodução / Redes Sociais

O coordenador na Bahia do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (DNOCS), Lucas Maciel Lobão Vieira, foi afastado do cargo neste final de semana. A informação foi confirmada pelo próprio dirigente em contato com o site Bahia.Ba.

Lucas foi indicado pelo ex-deputado José Carlos Aleluia (DEM) e assumiu em agosto de 2017, após a saída do ex-deputado Heraldo Rocha (DEM).

Antes de assumir a função no órgão federal, Lucas atuou como chefe de gabinete do vereador de Salvador Alexandre Aleluia (DEM), com quem aparece ao lado na foto acima. Advogado ligado ao DEM baiano,  Lobão também atuou como assessor técnico da Secretaria da Administração da Prefeitura de Salvador em 2008. Em 2009, coordenou a Central de Serviços e Contratos da pasta e foi ainda subcoordenador de Trabalho, Assistência Social e Direito do Cidadão da administração soteropolitana no mesmo ano.

Relatório elaborado em 2020 pela Controladoria-Geral da União (CGU) identificou sobrepreço estimado de até R$ 192 milhões na aquisição de reservatórios de água de polietileno realizada pela a Coordenadoria Estadual na Bahia (CEST-BA), sob o comando de Lobão.

”As situações produzem um potencial risco de prejuízo ao erário, de modo que se firma o entendimento quanto à necessidade premente de adoção de medidas de saneamento a serem adotadas para mitigação dos riscos envolvidos nessa contratação”, diz o órgão de controle interno em seu relatório. Segundo a CGU, o diretor geral do DNOCS, Fernando Marcondes de Araújo Leão, determinou a suspensão do pregão em setembro do ano passado.

Bolsonaro envia ao Congresso projeto similar à MP das fake news rejeitada por Pacheco

/ Brasília

Após sofrer derrota e não conseguir manter a validade de uma MP (medida provisória) que limitava a remoção de conteúdos em redes sociais, o presidente Jair Bolsonaro decidiu enviar ao Congresso proposta que segue a mesma linha. Agora, no entanto, o texto foi apresentado em formato de projeto de lei, que não tem efeito imediato e só passa a valer se for aprovado pelos deputados e senador.

A MP havia sido rejeitada e devolvida ao governo pelo presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), e suspensa por decisão liminar do STF (Supremo Tribunal Federal). O anúncio da nova tentativa foi feito pela secretaria de Comunicação Social da Presidência da República neste domingo (19).

Segundo o órgão, o projeto tem o objetivo de garantir direitos dos brasileiros nas redes. ”As provedoras das plataformas terão de apresentar justa causa para excluir e remover conteúdos e usuários”, disse.

A secretaria afirmou que a medida não impede a remoção de conteúdos e perfis, ”apenas combate as arbitrariedades e as exclusões injustificadas e duvidosas, que lesam os brasileiros e suas liberdades”. Argumenta ainda que a ideia é evitar que “perfis idôneos recebam, de forma injusta, o mesmo tratamento de criminosos”.

Além de não ter vigência imediata, como as MPs, o projeto de lei também deve encontrar ambiente hostil no Legislativo, especialmente no Senado, que vem impondo derrotas a Bolsonaro. Na última terça-feira (14), Pacheco devolveu ao governo a medida provisória que tratava do tema.

Ao fazer o anúncio, Pacheco evitou comentários políticos a respeito da devolução. Apenas leu o ato jurídico que assina, no qual afirma que a MP promovia ”alterações inopinadas ao Marco Civil da Internet” e gerava “considerável insegurança jurídica”.

Ele também lembrou que o assunto tratado na MP já é discutido no projeto de lei sobre fake news, aprovado pelo Senado em 2020 e atualmente em tramitação na Câmara. Assim, de acordo com o presidente Pacheco, a edição da medida ”revela a manifesta tentativa de suplantar o desenvolvimento do devido processo legislativo”.

Assinada por Bolsonaro na véspera dos atos de raiz golpista que ocorreram no feriado do 7 de Setembro, a MP alterava o Marco Civil da Internet para impedir que as redes sociais decidam sobre a exclusão de contas ou perfis apenas com base nas próprias políticas de uso.

O texto foi publicado em uma edição extra do Diário Oficial da União e criticado por parlamentares e por organizações da sociedade civil. Ao se manifestar em uma ação de partidos políticos que contestavam a MP, o procurador-geral da República, Augusto Aras, pediu ao STF a suspensão da medida provisória.

No mesmo dia do anúncio de Pacheco, a ministra Rosa Weber, do STF, concedeu liminar para sustar os efeitos da MP. A magistrada é relatora de uma série de ações de partidos políticos que contestam o texto.

“Defiro o pedido de medida cautelar para suspender, na íntegra, a eficácia da MP”, decidiu a ministra, que pediu ao presidente do Supremo, Luiz Fux, o envio da matéria para sessão virtual extraordinária do STF. Com a decisão de Pacheco, no entanto, as ações devem perder objeto.

Rosa destacou que a matéria, considerada por ela de ”elevadíssima complexidade”, deve ser discutida no Legislativo, “o locus adequado para discussão, elaboração e desenvolvimento”.

Desde o início do ano, o governo discute formas de engessar a atuação de empresas como YouTube, Twitter, Facebook e Instagram. Em maio, uma minuta de decreto, tido como ilegal e inconstitucional por advogados consultados pela reportagem, chegou a ser debatido pelo Ministério das Comunicações. A leitura do governo era que o texto deveria ser feito por instrumento legal mais rígido, como a MP.

A Secretaria de Cultura, comandada pelo ator Mario Frias, membro da chamada ala ideológica do governo, encabeçou a elaboração da medida.

A MP era ainda um aceno à base do presidente. Publicações de Bolsonaro e de seus apoiadores foram excluídas das redes sociais durante a pandemia da Covid-19 por desinformar sobre a doença. Em abril deste ano, o Twitter colocou um aviso de publicação ”enganosa” em crítica do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente, ao isolamento social.

Caminhoneiros querem reunião com o Supremo Tribunal para destravar frete mínimo

/ Justiça

Três das principais entidades que representam caminhoneiros no Brasil estiveram reunidas no sábado (18), em Brasília (DF), onde definiram uma pauta única de reivindicações da categoria. Há duas semanas, no embalo das manifestações pró-Bolsonaro no 7 de setembro, motoristas fizeram protestos em rodovias em todo o Brasil. As entidades não apoiaram as manifestações.

Nesta segunda (20), CNTTL (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transportes e Logística), CNTRC (Conselho Nacional do Transporte Rodoviário de Cargas) e Abrava (Associação Brasileira de Condutores de Veículos Automotores) encaminharão ao STF (Supremo Tribunal Federal) um pedido de reunião com os ministros da Corte.

Segundo nota das entidades, o encontro deve servir para sensibilizar o Supremo a julgar a consititucionalidade do piso mínimo de frente ainda neste mês. O valor mínima para o transporte de cargas foi uma conquista da greve realizada em 2018.

A lei que origem à tabela, porém, teve sua constitucionalidade questionada na Justiça por entidades patronais. O julgamento está parado há três anos.

Cerca de 60 lideranças participaram do encontro, segundo a CNTTL, e outros 50 caminhoneiros acompanharam as discussões por meio de videoconferência.

As entidades definiram também que buscarão apoio da Frente Parlamentar Mista dos Caminhoneiros Autônomos e Celetistas para o projeto de lei que recria a aposentadoria especial para motoristas de caminhão seja coloca em votação.

Já houve, na legislação previdenciária, o direito ao enquandramento especial, que dá direito à aposentadoria antecipada e equivalente à média dos salários, por profissão. Atualmente, porém, os trabalhadores precisam comprovar, por meio de laudos, que estão expostos a níveis nocivos de agentes físicos, químicos ou biológicos.

Os caminhineiros também definiram novas datas de reuniões. Em 16 de outubro, o encontro será no Rio de Janeiro (RJ), com motositas do estado, e em 20 de janeiro, em Porto Alegre (RS).

PAUTAS DA CATEGORIA
Defesa da constitucionalidade do piso mínimo de frete
Retorno da aposentadoria especial aos 25 anos contribuição ao INSS
INSS pago pelo caminhoneiro
Objeção ao projeto BR do Mar
Liberação dos caminhões de 11 eixos
Subsídio público para renovação de frota
Composição do preço do combustível
Pontos de parada
Situação do exame toxicológico
Aperfeiçamento do documento eletrônico de transporte
Destinação de 30% das cargas da Conab às cooperativas
Discussão sobre Marco Regulatório do Transporte Rodoviário de Cargas
Jornada de trabalho

Fernanda Brigatti/Folhapress

Nenhum caso positivo da Covid-19 nas últimas 24h em Jequié e ocupação de UTI é de 11%

/ Jequié

Não houve o registro de novos casos positivos nas últimas, 24 horas em Jequié. A informação consta do Boletim Epidemiológico da Covid-19, atualizado neste domingo (19).

Os casos positivos perfazem um de 17.846 pessoas confirmadas com a doença. Até agora 17.420 pacientes encontram-se recuperados e não apresentam mais os sintomas da Covid-19. Conforme os dados repassados pelo HGPV e pelo Hospital São Vicente, a taxa de ocupação geral dos leitos de UTI/adulto está em 11%.

Destes, 1 leito está ocupado por residente de Jequié e 1 leito está ocupado por pessoa de outro município. Até o presente momento 108.505 pessoas foram vacinadas com primeira dose e com as vacinas em dose única, em Jequié.

Doce Mel, time que representa Jequié, empata com o Bahia e vai à semifinal do Baiano Feminino 2021

/ Esporte

Doce Mel ocupa o 3º lugar no Baiano Feminino. Foto: Emanuel Jr.

Jequié continua sendo a principal força do futebol feminino do interior da Bahia com a equipe Doce Mel que fechou a primeira fase do Campeonato Estadual 2021, neste domingo (19), em terceiro lugar, ao empatar com o Bahia (0 a 0), passando para as semifinais juntamente com o próprio Bahia, Vitória e o Juventude.

Na próxima fase, o Doce Mel enfrentará o Vitória, enquanto Bahia e Juventude fasem a outra semi. A dupla BAVI, por ter feito melhor campanha, entram com vantagem de jogar em casa. Os jogos serão realizados no sistema apenas de ida, havendo empate a decisão das vagas na final será nas cobranças de pênaltis. A tabela das semifinais será divulgada pela Federação Bahiana de Futebol, nesta segunda-feira (20).

Terá direito à vaga para disputar o Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino Série A3 2022, a equipe que for campeã do Baiano 2021, excluindo aquela(s) que, eventualmente, já tenha(m) vaga(s) nas Séries A1 e A2 do Brasileiro 2022, hipótese(s) em que a vaga para o Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino Série A3 2022 será o time melhor classificado do Estadual deste ano. *por Souza Andrade

Morre o ator Luis Gustavo, aos 87 anos, por conta de câncer no intestino, diz família

/ Entretenimento

O ator Luis Gustavo morreu neste domingo (19), aos 87 anos, em Itatiba (SP). Segundo a família, ele estava sofrendo complicações por conta de um câncer no intestino, diagnosticado em 2018.

Nascimento em Gotemburgo, na Suécia, Luis Gustavo estreou na TV em 1968 e teve uma das carreiras de sucesso mais longevas da teledramarturgia até hoje. O ator se destacou em personagens clássicos como o costureiro Ariclenes Almeida/Victor Valentin em ”Ti Ti Ti”, Vanderlei Mathias, o Vavá, no programa ”Sai de Baixo” e o atrapalhado detetive particular Mário Fofoca em ”Elas por Elas”.

Luis Gustavo era casado com Cris Botelho e deixa dois filhos: Luis Gustavo Vidal Blanco, fruto de seu relacionamento com Heloísa Vidal, e de Jéssica Vignolli Blanco, fruto de seu casamento com a falecida atriz Desireé Vignolli.

Ibirataia: Adolescente morre após bater moto com animal na BA-650 durante cavalgada

Moto Honda Pop colidiu com um cavalo. Foto: Blog Giro em Ipiaú

Um adolescente de 15 anos morreu vítima de um acidente envolvendo a moto que ele pilotava e um animal na BA-650, trecho do município de Ibirataia, no Médio Rio de Contas, neste domingo (19).

Segundo o Blog Giro em Ipiaú, José Arthur Leal Santos conduzia uma moto Honda Pop que bateu com o animal durante uma cavalgada que aconteceu na região de Tesourinhas.

Com o impacto da batida entre veículo e um cavalo, José teve o corpo projetado e não resistiu aos ferimentos. Uma equipe do Samu foi acionada e constatou o óbito. O caval não morreu. O corpo do jovem foi encaminhado ao IML de Jequié.