Pai que se recusa a se vacinar contra o Coronavírus é proibido de visitar a filha no Rio Grande do Sul

/ Bahia

Um pai da cidade de Passo Fundo que se recusa a se vacinar contra a Covid-19 está proibido de visitar a filha, de um ano. A medida, em caráter liminar, foi obtida pela Defensoria Pública do governo gaúcho. Separados, os pais da menor compartilham a guarda.

Segundo a Defensoria, há 2 meses o pai contraiu Covid-19 e transmitiu a doença à filha. Ao retomar as visitas após recuperado, não manteve os cuidados para enfrentamento da pandemia, e ainda afirmou que não iria se vacinar. A ação foi ajuizada pela defensora Vivian Rigo

A mãe da criança, que já está vacinada com a primeira dose, procurou a Defensoria para solicitar a suspensão das visitas temendo pela saúde da filha. Na petição, a defensora Vivian Rigo afirmou que ”não poderia deixar de buscar a tutela judicial para proteger a criança, diante da negligência do genitor para com a saúde da própria filha”. Fonte: Terra

”Saia dos grupos do Whatsapp”, recomenda ex-ministro Teich ao atual ministro da Saúde

/ Saúde

Teich ficou a frente do Ministério por um mês. Foto; Estadão

O ex-ministro da Saúde, Nelson Teich, aconselhou seu sucessor, Marcelo Queiroga, atual titular da pasta, a sair dos grupos que participava no WhatsApp, para não se deixar influenciar por críticas. As informações são da coluna do jornalista Igor Gadelha, do Metrópoles.

De acordo com a publicação, Queiroga afirmou que seguiu a dica, participando apenas de grupos do aplicativo ligados ao governo e à família.

Teich ficou a frente do Ministério da Saúde por apenas um mês, no período após a saída de Luiz Henrique Mandetta. Desde março de 2021, o paraibano Marcelo Queiroga é o titular da pasta.

Deputados cassados por corrupção recebem aposentadoria de até R$ 23,3 mil pela Câmara

/ Brasília

Roberto Jefferson foi cassado por corrupção. Foto; Ag. Câmara

A Câmara dos Deputados desembolsa R$ 133.312,62 mil, mensalmente, em pagamentos de aposentadoria para nove ex-deputados federais que tiveram os mandatos cassados por envolvimento em esquemas de corrupção ou por improbidade administrativa. A reportagem é do site ”Metrópoles”.

Destes, três estavam envolvidos no Mensalão – escândalo de compra de votos no Parlamento durante o governo Lula – e três no esquema dos Anões do Orçamento – que flagrou desvio de recursos do Orçamento da União por deputados do baixo clero, no início da década de 1990. Outros três foram cassados por improbidade administrativa ou irregularidades nas respectivas campanhas eleitorais. Leia mais

Brasil registra 21,2 milhões de casos de Covid e 590,7 mil mortes em 24 horas, diz Ministério da Saúde

/ Brasil

O número de mortes por covid-19 no Brasil subiu para 590.752. Em 24 horas, foram registradas 244 mortes.

Já o total de pessoas infectadas pelo novo coronavírus desde o início da pandemia chegou a 21.239.783. Em 24 horas, foram confirmados pelas autoridades sanitárias 9.458 novos casos.

Os dados estão na atualização diária do Ministério da Saúde, divulgada na noite deste domingo (19). O balanço é produzido a partir de informações fornecidas pelas secretarias estaduais de saúde.

Há, ao todo, 395.758 pessoas com casos ativos da doença em acompanhamento por profissionais de saúde e 20.253.273 pacientes já se recuperaram.

Estados
Na lista de estados com mais mortes estão São Paulo (148.099), Rio de Janeiro (64.895), Minas Gerais (54.080) e Paraná (38.456). As unidades da Federação com menos óbitos são Acre (1.817), Amapá (1.969), Roraima (1.987) e Tocantins (3.738).

Em número de casos, São Paulo também lidera (4.350.530), seguido por Minas Gerais (2.112.043), Paraná (1.490.543) e Rio Grande do Sul (1.428.678).

Vacinação
De acordo com a última atualização do Ministério da Saúde, 222,3 milhões de doses de vacinas contra a covid-19 foram aplicadas no país, sendo 141,8 milhões de primeiras doses e 80,5 milhões de segundas doses ou doses únicas.

Ainda segundo a pasta, foram distribuídas, até o momento, 267,6 milhões de doses aos estados e ao Distrito Federal. Desse total, 259,4 milhões já foram entregues e 8,2 milhões estão em processo de distribuição.

Agência Brasil

Bahia registra 293 novos casos de Covid-19 e mais 3 óbitos pela doença, diz boletim da Sesab

/ Bahia

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 293 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,02%) e 219 recuperados (+0,02%). O boletim epidemiológico deste domingo (19) também registra 3 óbitos. Apesar de as mortes terem ocorrido em diversas datas, a confirmação e registro foram realizados hoje. Dos 1.229.070 casos confirmados desde o início da pandemia, 1.199.922 já são considerados recuperados, 2.393 encontram-se ativos e 26.755 tiveram óbito confirmado. Os dados ainda podem sofrer alterações devido a instabilidade do sistema do Ministério da Saúde. A base ministerial tem, eventualmente, disponibilizado informações inconsistentes ou incompletas.

O boletim epidemiológico contabiliza ainda 1.526.450 casos descartados e 233.502 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica em Saúde da Bahia (Divep-BA), em conjunto com as vigilâncias municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas deste domingo. Na Bahia, 51.973 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

Vacinação

A Bahia já vacinou 9.559.929 pessoas contra o coronavírus (Covid-19) com a primeira dose ou dose única. A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) realiza o contato diário com as equipes de cada município a fim de aferir o quantitativo de doses aplicadas e disponibiliza as informações detalhadas.