Prefeitura de Jequié mantém fiscalização para coibir poluição sonora e cumprimento de medidas

/ Jequié

Operação envolve secretarias, Guarda e PM. Foto: Divulgação

Uma força-tarefa de fiscalização, composta por equipes da Prefeitura de Jequié, através da Secretaria de Agricultura, Irrigação e Meio Ambiente, por meio da Diretoria de Meio Ambiente, Secretaria de Serviços Públicos, Secretaria de Saúde, Secretaria de Infraestrutura, Guarda Municipal, em parceria com o 19º Batalhão de Polícia Militar, atuou de sexta a segunda-feira, dias 3, 4, 5 e 6, fiscalizando estabelecimentos comerciais do setor de bares, restaurantes e lanchonetes, assim como casas noturnas, com o objetivo de evitar aglomerações e compartilhar informações educativas acerca das leis municipais de combate à poluição sonora e a verificação do cumprimento dos decretos municipais de enfrentamento da Covid-19.

A operação visitou todos os pontos onde haviam indícios anteriores de aglomeração, como a Praça do Viveiro, no bairro São José, e, com a ação, foi feita a coibição de uso de caixa de som amplificada, assim como a liberação da via que, semanas atrás, foram ocupadas por um grande fluxo de pessoas em flagrante descumprimento dos decretos sanitários. Foram fiscalizados outros estabelecimentos nos bairros Espírito Santo, Jequiezinho, Cansanção, Curral Novo.

Como saldo da operação, dois eventos foram desmobilizados, sendo um em um sítio e um outro em um espaço privado, sem autorização e ferindo os decretos. Na Praça de Esportes Valter Gomes de Santana, ”Foca”, em frente ao Estádio Waldomiro Borges, no Mandacaru, foi identificado um encontro de carros rebaixados com sonorização automotiva potente e, ainda, a existência de barraqueiros irregulares.

Os proprietários foram informados da proibição desse tipo de evento e os barraqueiros foram encaminhados para regularização. A força-tarefa atuou, ainda, na localidade das Queimadas, Zona Rural da cidade, em atendimento a uma denúncia de poluição sonora.

Prefeito de Maracás tem audiência com secretária de Cultura da Bahia e discute incentivo aos artistas locais

/ Cultura

Reginaldo, Euclides Fernandes, Arany e Soya. Foto: Divulgação

Cumprindo agenda na capital do Estado, onde já passou pelas secretarias de Educação e Infraestrutura, Soya Novaes, prefeito de Maracás, se reuniu nesta quinta-feira (9) com a secretária de Cultura da Bahia, Arany Santana, para debater investimentos na área cultural.

Acompanhado do deputado estadual Euclides Fernandes e do secretário municipal de Finanças, Reginaldo Novaes, Soya discutiu com a titular da pasta demandas importantes do Município, tendo solicitado a promoção de cursos para elaboração de projetos com a finalidade de capacitar artistas e agentes culturais maracaenses para concorrer a editais públicos e privados e leis de incentivo a Cultura, apoio financeiro para a 1ª Mostra Artista da Terra – Essência Maracaense, um projeto local que está previsto para acontecer no Dia Nacional da Cultura, em 05 de novembro de 2021 e liberação de instrumentos diversos para a FAMMAC, BANMEF e FILARMÔNICA MALASÉS, fanfarras de Maracás que necessitam de incentivo do poder público e que foram prejudicas com a suspensão de eventos por conta da pandemia.

”Não mediremos esforços para resgatar a tradição da Cultura artística em nossa cidade e, pensando assim, solicitamos a promoção de cursos para elaboração de projetos com a finalidade de capacitar artistas e agentes culturais maracaenses. Agradeço a parceria do deputado que nos ajuda a trabalhar por Maracás, Euclides Fernandes”, destacou o prefeito.

Taxa de desemprego entre os mais pobres subiu quase 10 pontos durante pandemia da Covid

/ Emprego

A taxa de desemprego da metade mais pobre dos brasileiros subiu quase dez pontos durante a pandemia, de 26,55% para 35,98%. Entre os 10% mais ricos a mesma foi de 2,6% para 2,87%, aponta um estudo da FGV Social divulgado nesta quinta-feira (9).

A renda individual média dos brasileiros, incluindo os informais e desempregados caiu 9,4% em relação ao fim de 2019, antes da pandemia.

O estudo comparou os dados do último trimestre de 2019, antes da eclosão do vírus no país, com os do segundo trimestre de 2021. O cáculo considera a metade mais pobre da população, em termos relativos.

No caso dos mais pobres, no entanto, essa perda é ainda mais dramática, chegando a 21,5% no período –o que revela que a desigualdade só aumento durante a crise sanitária. Enquanto isso, os 10% mais ricos tiveram, em média, uma queda de 7,16%, ou menos de um terço dos brasileiros de menor renda.

Os pesquisadores da FGV Social apontam que mais da metade (11,5 p.p.) dessa queda na renda dos mais pobres se deve a muitos terem desistido de procurar uma vaga diante da alta taxa de desemprego, situação conhecida como desalento.

A taxa de desemprego estava em 14,1% no Brasil, no segundo trimestre, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) quando o país registrava 14,4 milhões de desempregados.

Ainda segundo a FGV Social, os que mais perderam renda foram os moradores da região Nordeste (-11,4%). Em contraste, no Sul, essa perda foi de 8,86%, por exemplo. Além deles, as mulheres, que tiveram jornada dupla de cuidado das crianças em casa tiveram uma queda de 10,35% na renda, em comparação com uma redução de 8,4% entre os homens.

”Os idosos com 60 anos ou mais também perderam especialmente por terem de se retirar do mercado de trabalho em função da maior fragilidade em relação ao Covid-19 (-14,2% de perda).”

Segundo o estudo, coordenado pelo professor Marcelo Neri, a redução de renda dos ocupados por hora -por causa da aceleração da inflação, do desemprego e da redução das jornadas de trabalho– também está entre as causas da perda de renda entre os mais pobres.

Polícia registra sexto homicídio da semana em Jequié; jovem de 18 anos foi morto por indivíduos de motos

/ Jequié

Violência faz mais uma vítima em Jequié. Foto: Blog Marcos Frahm

A polícia registrou, nesta quinta-feira (9), o sexto homicídio nesta semana em Jequié. O jovem Rodrigo Souza Fonseca, de 18 anos, foi morto a tiros no quintal de uma residência localizada na Rua José Rotondano, no bairro Jequiezinho.

De acordo com informações da Polícia Militar, que foi acionada para ir ao local, Rodrigo teria sido perseguido por criminosos a bordo de duas motocicletas, uma Honda CG de cor azul com placa JNT-2D76 e outra moto com placa policial NZW-1L27, que foram abandonadas pelos autores após o cometimento do crime.

A vítima, que tentava se livrar dos atiradores chegou a pular o muro da residência, mas foi alvejada e não resistiu, indo a óbito no local, cua morte foi confirmada por uma equipe do Serviço de Atendimento Médico de Urgência.

Durante a fuga, os autores roubaram uma terceira moto e fugiram pela Rua da Banca, também no Jequiezinho. A Polícia Civil acompanhou peritos do IML durante o levantamento cadavérico e não descarta a possibilidade de crime relacionado ao tráfico de entorpecente, possível motivo de outros assassinatos registrados nos últimos dias. A Delegacia Territorial já abriu inquérito para apurar o caso.

Bahia registra 590 novos casos de Covid-19 e mais 20 óbitos pela doença, diz boletim da Sesab

/ Bahia

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 590 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,05%) e 664 recuperados (+0,06%). O boletim epidemiológico desta quinta-feira (9) também registra 20 óbitos. Apesar de as mortes terem ocorrido em diversas datas, a confirmação e registro foram realizados hoje. Dos 1.225.258 casos confirmados desde o início da pandemia, 1.196.395 já são considerados recuperados, 2.246 encontram-se ativos e 26.617 tiveram óbito confirmado.

O boletim epidemiológico contabiliza ainda 1.513.994 casos descartados e 230.882 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica em Saúde da Bahia (Divep-BA), em conjunto com as vigilâncias municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas desta quinta-feira. Na Bahia, 51.917 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

Vacinação

Com 9.216.237 vacinados contra o coronavírus (Covid-19) com a primeira dose ou dose única, a Bahia já vacinou 83,13% da população adulta (18 anos ou mais), estimada em 11.087.169. A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) realiza o contato diário com as equipes de cada município a fim de aferir o quantitativo de doses aplicadas e disponibiliza as informações detalhadas no painel https://bi.saude.ba.gov.br/vacinacao/.

”Precisamos mobilizar o Nordeste pela redução do INSS”, diz presidente da UPB

/ Política

Zé Cocá irá ao encontro de entidades em Maceió. Foto: Divulgação/UPB

”Precisamos urgentemente mobilizar e unir o Nordeste pela redução da alíquota do INSS”, afirma o presidente da União dos Municípios da Bahia (UPB), e prefeito de Jequié, Zé Cocá, que participará na sexta-feira (10), em Maceió, do Encontro das Entidades Estaduais do Nordeste, promovido pela Associação dos Municípios Alagoanos (AMA), em parceria com a Confederação Nacional de Municípios (CNM). O líder municipalista baiano vai apresentar esse tema para debate no encontro, lembrando que atualmente os municípios pagam a alíquota patronal de 22,5%, enquanto um time de futebol contribui com apenas 5%.

Zé Cocá afirma que ”precisamos discutir isso com urgência com o governo federal ou, com a implantação do sistema eSocial, iremos quebrar os municípios de pequeno porte daqui a 2 ou 3 anos, inviabilizando as administrações, o crescimento e desenvolvimento dos municípios”.

O presidente da UPB entende que a discussão do assunto em Maceió é pertinente com o tema central do encontro, que será “”Nordeste Unido Pelo Desenvolvimento”. O evento acontece no Jatiúca Hotel, na Av. Álvaro Otacílio, 5500 – Jatiúca, Maceió, e vai reunir as associações estaduais de municípios do Nordeste. De acordo com o presidente da AMA, Hugo Wanderley, o encontro vai debater e refletir questões desafiadoras que influenciam diretamente o cotidiano dos municípios e suas gestões, e as alternativas de ação do movimento municipalista para a região.

Após ataques ao STF, Bolsonaro diz que ”não quer agredir” nenhum Poder e faz aceno a Alexandre

/ Política

Jair Bolsonaro adota novo discurso. Foto: Marcos Corrêa /PR

Dois dias após fazer ataques ao Supremo Tribunal Federal (STF) durante os atos de 7 de Setembro, presidente Jair Bolsonaro divulgou nesta quinta-feira, 9, uma nota em que afirma que nunca teve ”intenção de agredir quaisquer dos Poderes”. ”A harmonia entre eles não é vontade minha, mas determinação constitucional que todos, sem exceção, devem respeitar”, afirmou o chefe do Poder Executivo, que ainda faz aceno ao ministro Alexandre de Moraes, a quem chamou de ”canalha” durante os comícios de terça-feira (9).

”Em que pesem suas qualidades como jurista e professor, existem naturais divergências em algumas decisões do Ministro Alexandre de Moraes”, afirma Bolsonaro. A nota foi divulgada pouco após Bolsonaro se reunir com o ex-presidente Michel Temer, responsável pela indicação de Alexandre à Corte.

Na terça-feira (7), em discursos em Brasília e em São Paulo, Bolsonaro adotou tom golpista ao ameaçar o Supremo, disse que não cumprirá decisões do ministro Alexandre de Moraes, que chamou de ”canalha”, voltou a atacar as urnas eletrônicas e afirmou que só deixará a Presidência morto. ”Ou o chefe desse Poder (Judiciário) enquadra o seu (ministro) ou esse Poder vai sofrer aquilo que não queremos”, disse. Ele pregou que ”presos políticos sejam postos em liberdade”, em referência às detenções de bolsonaristas determinadas por Moraes.

Leia a íntegra da nota:

Nota Oficial – Presidente Jair Bolsonaro – 09/09/2021

Compartilhe:

Publicado em 09/09/2021 16h25

Declaração à Nação

No instante em que o país se encontra dividido entre instituições é meu dever, como Presidente da República, vir a público para dizer:

1. Nunca tive nenhuma intenção de agredir quaisquer dos Poderes. A harmonia entre eles não é vontade minha, mas determinação constitucional que todos, sem exceção, devem respeitar.

2. Sei que boa parte dessas divergências decorrem de conflitos de entendimento acerca das decisões adotadas pelo Ministro Alexandre de Moraes no âmbito do inquérito das fake news.

3. Mas na vida pública as pessoas que exercem o poder, não têm o direito de “esticar a corda”, a ponto de prejudicar a vida dos brasileiros e sua economia.

4. Por isso quero declarar que minhas palavras, por vezes contundentes, decorreram do calor do momento e dos embates que sempre visaram o bem comum.

5. Em que pesem suas qualidades como jurista e professor, existem naturais divergências em algumas decisões do Ministro Alexandre de Moraes.

6. Sendo assim, essas questões devem ser resolvidas por medidas judiciais que serão tomadas de forma a assegurar a observância dos direitos e garantias fundamentais previsto no Art 5º da Constituição Federal.

7. Reitero meu respeito pelas instituições da República, forças motoras que ajudam a governar o país.

8. Democracia é isso: Executivo, Legislativo e Judiciário trabalhando juntos em favor do povo e todos respeitando a Constituição.

9. Sempre estive disposto a manter diálogo permanente com os demais Poderes pela manutenção da harmonia e independência entre eles.

10. Finalmente, quero registrar e agradecer o extraordinário apoio do povo brasileiro, com quem alinho meus princípios e valores, e conduzo os destinos do nosso Brasil.

DEUS, PÁTRIA, FAMÍLIA

Jair Bolsonaro

Presidente da República federativa do Brasil

*Estadão Conteúdo

De acordo com os pesquisadores, Variante delta é responsável por 63% dos casos de Covi no Brasil

/ Saúde

Um levantamento da Rede Corona-ômica, formada por pesquisadores de todo o país e vinculada ao Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), indica que a variante Delta já representa 63% dos casos de Covid-19 no Brasil. Os dados foram apurados a partir de amostras do novo coronavírus depositadas na plataforma internacional Gisaid nos últimos 15 dias.

De acordo com os pesquisadores, a cepa delta só não foi diagnosticada ainda no Acre e em Roraima, já sendo identificada em 24 estados e no Distrito Federal.

”Provavelmente a imunidade de curta duração que tivemos com o surto de grandes proporções de Gamma atrasou a disseminação da Delta, mas o caminho dela está bem determinado em vários estados, deslocando outras variantes. Principalmente, desalojando a Gamma e ocupando protagonismo. Felizmente não temos ainda aumento do número de casos, exceto no Rio de Janeiro. Mas isso ainda pode ocorrer nas próximas semanas”, avaliou o virologista Fernando Spilki, coordenador da rede Corona-ômica e professor da Universidade Feevale (RS).

A Gamma, que dominava o número de casos no Brasil anteriormente já está sendo suprimida e responde por cerca de 35% de acordo com as amostras colhidas para o levantamento.

Buracos voltam a causar prejuízos a motoristas na BR-420, no Vale do Jiquiriçá, em Santa Inês

/ Trânsito

Buracos no trecho de Santa Inês aumentam. Foto: Blog Marcos Frahm

É crítica a situação da Rodovia BR-420, estrada federal de responsabilidade do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), com mais de 100 Km de extensão e que interliga a BR-116 – Entroncamento de Jaguaquara a BR-101 – Entroncamento de Laje, no Vale do Jiquiriçá.

Com buracos em vários trechos, a estrada tem tráfego comprometido, inclusive no trecho que compreende os municípios de Itaquara e Santa Inês. Nas proximidades de Santa Inês, por exemplo, motorista fazem zig-zag em meio as crateras que dificultam a trafegabilidade, danificam os veículos e aumentam a probabilidade de acidentes e assaltos no trecho. ”É legítimo o sentimento de abandono que as pessoas têm pelo Vale do Jiquiriçá quando passam pela estrada. A falta de representatividade política também é legítima”, desabafou o condutor de um caminhão ao Blog Marcos Frahm.

A BR-420 margeia os municípios de Jaguaquara, Itaquara, Santa Inês, Ubaíra, Jiquiriçá, Mutuípe e Laje. Os usuários cobram ainda mobilização das autoridades políticas das cidades adjacentes, prefeitos e vereadores, para intervenções junto ao órgão responsável.

Com alta no preço da gasolina, inflação oficial do país fica em 0,87% em agosto

/ Economia

A inflação calculada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), considerada a inflação oficial do país, ficou em 0,87% em agosto, segundo dados divulgados nesta quinta (9) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Puxada pelo aumento do preço da gasolina, esta foi a maior taxa para um mês de agosto desde 2000, embora levemente abaixo dos 0,96% registrados em julho.

Com o resultado, a inflação acumulada em 12 meses chegou a 9,68%, a mais alta desde fevereiro de 2016, quando ficou em 10,36%. No ano, o IPCA acumula alta de 5,67%.

A inflação está cada vez mais disseminada, ou seja, atingindo cada vez mais itens de consumo do brasileiro. Dos nove grupos de produtos e serviços pesquisados pelo IBGE para a composição do IPCA, oito registraram aumento de preços em agosto.

Paralisação dos caminhoneiros não foi registrada na BR-116 em trecho de Jequié, diz PRF

/ Trânsito

Trânsito flui normal na região Sudoeste. Foto: Blog Marcos Frahm

A paralisação dos caminhoneiros que gerou pontos de interrupção do trânsito em regiões diferentes, incluindo a BR-116 em Feira de Santana não afetou o tráfego na região Sudoeste, trecho da Delegacia 10/3 de Jequié.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal PRF, o trânsito flui normal na área de Manoel Vitorino a Milagres, sem registro de manifestação.

Empresas monitoram protestos de caminhoneiros e já apontam impacto no fornecimento

/ Trânsito

Empresas de diversos setores começam a monitorar o cenário dos protestos de caminhoneiros que se espalham pelo país. Segundo a coluna Painel S.A., do jornal Folha de S. Paulo, Fernando Pimentel, presidente da Abit (Associação Brasileira da Indústria Têxtil), diz que transportadores saindo de São Paulo que atendem uma empresa do setor começaram a se recusar a levar a carga para Santa Catarina nesta quarta-feira (8). Por enquanto, a mercadoria vai ficar em um depósito.

”Estamos monitorando, sem dúvida é um momento muito preocupante”, diz Pimentel.

Ainda de acordo com a coluna da Folha, José Ricardo Roriz, presidente da Abiplast (Associação Brasileira da Indústria do Plástico) registrou gargalos de fornecimento em Santa Catarina, Paraná, Espírito Santo e Mato Grosso. ”Houve problemas para mandar novas cargas para transportadoras que não estão aceitando e outros casos que saíram mas tiveram dificuldade nas estradas”, diz.

Roriz prevê atraso no suprimento de embalagens para produtos perecíveis, como alimentos, e materiais para a construção civil.

Na indústria farmacêutica, a distribuição e o transporte indicam alguns pontos de bloqueio em estados como Bahia, Maranhão, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Mato Grosso e Paraná, segundo o Sindusfarma (associação que reúne fabricantes), mas, por ora, não há previsão de falta de medicamentos. ​

Feira de Santana: Forças de segurança encerram paralisação de caminhoneiros em trecho da BR-116

/ Polícia

A PM e a PRF negociam também os desbloqueios. Foto: SSP/BA

Piquetes feitos por caminhoneiros em trecho da BR-116 foram desbloqueados na manhã desta quinta-feira (9). Segundo a Secretaria da Segurança Pública (SSP-BA), as ações foram executadas nos KMs 417 e 421 da rodovia em Feira de Santana. Não houve prisão de motoristas.

A Polícia Militar (PM) e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) negociam também os desbloqueio nas rodovias BR-101 (Eunápolis, Itamaraju e Nova Viçosa), BR-242 (Barreiras e Luís Eduardo Magalhães), BR-349 (Correntina) e BR-030 (Brumado).

”Ativamos o Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), no Centro de Operações e Inteligência (COI), e estamos com as forças estaduais e federais monitorando as liberações das rodovias, garantindo a circulação de veículos”, declarou o secretário da Segurança Pública, Ricardo Mandarino.

Colisão frontal envolvendo duas motos na BR 330 deixa dois mortos, na região de Ipiaú

Acidente aconteceu em trecho da BR-330. Foto: Giro em Ipiaú

Dois homens morreram em um grave acidente no início da noite de quarta-feira (08), na BR-330, envolvendo duas motocicletas.

De acordo com o site Giro em Ipiaú, os veículos se chocaram frontalmente numa reta distante poucos quilômetros da entrada da Região dos Bois, zona rural de Ipiaú. O impacto entre as motocicletas foi tão forte que os veículos ficaram destruídos e os condutores morreram no local.

Documentos encontrados com as vítimas identificaram Jucélio de Jesus, de 44 anos, natural de Barra do Rocha, que residia no bairro Santa Rita, em Jitaúna e Ednaldo Souza Santos, de idade não informada, natural de Jequié.

Uma das motocicletas tem placa de Ipiaú sendo uma CG 125, de cor vermelha e a outra, aparentemente de 50 cilindradas.  Os óbitos foram constatados por equipes do Samu. A Polícia Militar isolou a área até a chegada do DPT que fará a remoção dos corpos encaminhando-os para o IML em Jequié.  Com informações do Giro Ipiaú