Governo do Estado entrega equipamentos fortalecem consórcio da Chapada Diamantina

/ Bahia

Estado entrega equipamentos em Andaraí. Foto: Alberto Coutinho

Neste sábado (3), o governador Rui Costa cumpriu agenda de compromissos em Andaraí, na região da Chapada Diamantina, quando entregou equipamentos que serão utilizados pelos 29 municípios que fazem parte do Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento do Circuito do Diamante (Chapada Forte).

”Hoje é a entrega de equipamentos de ônibus escolares, mas é o fortalecimento de uma ideia, de que a união faz a força, faz a diferença. Então, a união dos prefeitos com apoio Governo do Estado pode transformar para melhor, tanto a infraestrutura do Estado, como aumentar e potencializar e organizar as cadeias produtivas, ou seja, fazendo com que a agricultura familiar produza mais com a qualidade melhor e o agricultor familiar possa ganhar mais dinheiro, possa melhorar qualidade de vida e sustentar com dignidade, com bom padrão de vida a sua família”, afirmou o governador.

O investimento de R$ 1,3 milhão, aplicado por meio da Secretaria de Agricultura, garantiu a entrega de um caminhão-pipa, uma motoniveladora, e um trator esteira para o Consórcio Chapada Forte. Rui Costa também entregou a reforma e ampliação da sede do Consórcio Chapada Forte, que contou com investimento de mais de R$ 90 mil.

Também foram entregues sete ônibus escolares que irão atender os municípios de Andaraí, Itaetê, Ruy Barbosa, Boa Vista do Tupim e Iaçu.

Na ocasião, o governador Rui Costa recebeu do Consórcio Chapada Forte o título de cidadão chapadeiro, e comentou o balanço nacional feito pelo portal G1 divulgado neste sábado (3), mostra que, em dois anos e meio de mandato, o governador da Bahia cumpriu 36 promessas de campanha. ”Olha, eu me sinto orgulhoso de mais uma vez, ao longo de seis anos, o meu governo, ser entre os 27 governadores aquele que mais cumpriu o que se comprometeu a fazer, mas nós queremos mais, nós queremos finalizar nosso governo executando praticamente tudo que nós nos comprometemos”.

Autorizações

Durante a agenda em Andaraí, o governador autorizou a Secretaria de Infraestrutura a celebrar convênio com o consórcio Chapada Forte para a realização de serviços de manutenção e conservação de rodovia. O investimento realizado pelo Governo do Estado é de mais de R$ 1,8 milhão.

Ainda foi autorizado que a Secretaria de Desenvolvimento Rural celebre convênio com o Chapada Forte para assistência técnica, extensão rural, regularização fundiária e ambiental, entre outras ações.  Para esta ação foram destinados mais de R$ 7,7 milhões.

Integram o Consórcio Chapada Forte os seguintes municípios: Abaíra, Andaraí, Barra da Estiva, Boninal, Ibicoara, Boa Vista do Tupim, Iraquara, Itaberaba, Itaetê, Lajedinho, Lençóis, Marcionilio Souza, Piatã, Palmeiras, Nova Redenção, Seabra, Mucugê, Souto Soares, Wagner, Bonito, Ibiquera, Iramaia, Nova Redenção, Rio de Contas, Utinga, Piritiba, Novo Horizonte e Macajuba.

Participaram da agenda do governador em Andaraí os secretários de educação, Jerônimo Rodrigues; de Infraestrutura, Marcus Cavalcanti; de agricultura, João Carlos Oliveira; de relações Institucionais, Luiz Caetano; de Desenvolvimento Rural , Josias Gomes e o chefe de gabinete do governador, Cícero Monteiro.

Repórter: Jairo Gonçalves

Bahia registra 3.211 novos casos de Covid-19 e mais 48 óbitos pela doença, diz boletim

/ Bahia

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 3.211 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,3%) e 3.104 recuperados (+0,3%). O boletim epidemiológico deste sábado (3) também registra 48 óbitos. Apesar de as mortes terem ocorrido em diversas datas, a confirmação e registro foram realizados hoje. Dos 1.135.261 casos confirmados desde o início da pandemia, 1.098.816 já são considerados recuperados, 12.210 encontram-se ativos e 24.235 tiveram óbito confirmado.

O boletim epidemiológico contabiliza ainda 1.374.341 casos descartados e 233.011 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica em Saúde da Bahia (Divep-BA), em conjunto com as vigilâncias municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas deste sábado. Na Bahia, 50.961 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

O número total de óbitos por Covid-19 na Bahia desde o início da pandemia é de 24.235, representando uma letalidade de 2,13%. Dentre os óbitos, 55,75% ocorreram no sexo masculino e 44,25% no sexo feminino. Em relação ao quesito raça e cor, 54,98% corresponderam a parda, seguidos por branca com 22,28%, preta com 15,40%, amarela com 0,42%, indígena com 0,14% e não há informação em 6,77% dos óbitos. O percentual de casos com comorbidade foi de 60,50%, com maior percentual de doenças cardíacas e crônicas (72,80%).

A existência de registros tardios e/ou acúmulo de casos deve-se a sobrecarga das equipes de investigação, pois há doenças de notificação compulsória para além da Covid-19. Outro motivo é o aprofundamento das investigações epidemiológicas por parte das vigilâncias municipais e estadual a fim de evitar distorções ou equívocos, como desconsiderar a causa do óbito um traumatismo craniano ou um câncer em estágio terminal, ainda que a pessoa esteja infectada pelo coronavírus.

Bahia registra 3.618 novos casos de Covid-19 e 82 mortes pela doença nas últimas 24h

/ Bahia

A Bahia registrou 3.618 novos casos de Covid-19 e 82 mortes pela doença nas últimas 24 horas, segundo boletim divulgado nesta sexta-feira (2) pela Secretaria de Saúde do Estado (Sesab). Apesar de as mortes terem ocorrido em diversas datas, a confirmação e o registro foram realizados hoje.

No total, o estado contabiliza 1.132.050 casos confirmados da doença desde o início da pandemia, com 24.187 óbitos. A taxa de ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para pacientes adultos com Covid é de 73% no estado.

Situação da regulação de Covid-19
Às 12h desta sexta-feira, 11 solicitações de internação em UTI Adulto Covid-19 constavam no sistema da Central Estadual de Regulação. Outros 12 pedidos para internação em leitos clínicos adultos Covid-19 estavam no sistema. Este número é dinâmico, uma vez que transferências e novas solicitações são feitas ao longo do dia.

Gabriel Jesus é imprudente, acerta chileno em disputa e é expulso em Brasil x Chile

/ Esporte

Atacante Gabriel Jesus é expulso após acertar Mena. Foto: Reuters

Gabriel Jesus foi expulso no jogo entre Brasil e Chile, nesta sexta-feira à noite, no Nilton Santos, ao acertar o chileno Mena com as travas de sua chuteira. O lance aconteceu aos 3 minutos do segundo tempo do jogo, válido pelas quartas de final da Copa América.

O atacante brasileiro foi disputar uma bola no alto com o defensor do Chile, na lateral do campo. No entanto, levantou muito o pé e acertou em cheio o adversário, que tentava cabecear a bola. O árbitro o expulsou na hora.

Jesus recebeu o cartão vermelho dois minutos depois de o Brasil abrir o placar com Lucas Paquetá. O meia entrou no intervalo na vaga de Firmino.

Na final da Copa América de 2019, entre Brasil e Peru, Gabriel Jesus também foi expulso. Naquela ocasião, recebeu o vermelho aos 24min do segundo tempo e deixou o campo do Maracanã revoltado. Fez sinal de roubo com as mãos e, ao passar pelo banco de reservas, deu um soco no vidro da cabine do VAR e foi contido pelos companheiros.

Aquela partida contra o Peru, em que o Brasil venceu por 3 a 1 e foi campeão, marcou também o último gol de Garbiel Jesus pela Seleção. Depois disso, o atacante disputou 12 jogos com a amarelinha.

Nenhuma dose de vacina vencida é repassada aos estados, diz em nota o Ministério

/ Saúde

O Ministério da Saúde informou nesta sexta (2), em Brasília, que nenhuma dose vencida de vacina contra a covid-19 é repassada aos estados e ao Distrito Federal. A pasta acrescentou que o prazo de validade dos imunizantes é rigorosamente acompanhado desde o recebimento até a distribuição.

A divulgação da informação foi motivada pela publicação de uma matéria do jornal Folha de S.Paulo. Segundo a publicação, cerca de 26 mil doses de vacinas da AstraZeneca teriam sido aplicadas após o vencimento em 1.532 municípios.

Segundo o ministério, os estados são orientados a distribuírem imediatamente os imunizantes recebidos, sendo obrigação dos gestores locais do Sistema Único de Saúde (SUS) fazer o armazenamento correto e a aplicação das doses dentro do prazo de validade.

Divergências no preenchimento de dados

Em nota, a prefeitura de Maringá (PR), apontada pela reportagem como o município que mais teria aplicado doses vencidas, afirmou que nenhuma dose fora da validade foi usada. Segundo o secretário de Saúde, Marcelo Puzzi, há divergências no preenchimento de dados no sistema eletrônico do SUS.

”O lançamento no Sistema Conect SUS está diferente do dia da aplicação da dose. Isso porque, no começo da vacinação, a transferência de dados demorava a chegar no Ministério da Saúde, levando até dois meses. Portanto, os lotes elencados são do início da vacinação e foram aplicados antes da data do vencimento. Concluindo, não houve vacinação de doses vencidas em Maringá e sim erro no sistema do SUS”, explicou.

A Secretaria de Saúde do governo do Distrito Federal também disse que é improcedente a informação sobre aplicação de vacinas vencidas.

”Ocorre que nem sempre a vacina aplicada é registrada no sistema do Ministério da Saúde na mesma data em que foi administrada no paciente. Caso o digitador não altere esta data de aplicação na hora de fazer o registro no sistema, corre-se o risco de a vacina ser registrada como uma aplicação fora do prazo de validade”, afirmou a secretaria.

A Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro declarou que recebeu do Ministério da Saúde todos os lotes de vacinas dentro do prazo de validade. Informou, também, que está verificando se houve aplicações de doses vencidas.

Segundo o Ministério da Saúde, o Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a covid-19 (PNO) orienta que doses aplicadas fora do prazo de validade não podem ser consideradas para imunização, sendo recomendado recomeçar o ciclo vacinal, respeitando intervalo de 28 dias entre as doses. Da Agência Brasil

Após reportagem da Folha de São Paulo, Jequié diz que não teve aplicação de vacina vencida

/ Jequié

Após uma reportagem da Folha de São Paulo ter divulgado, nesta sexta-feira, que pelo, que pelo menos, 26 mil doses vencidas da vacina Astrazeneca/Oxford foram aplicadas em diversos postos de saúde do país, incluindo Jequié na lista de 4 cidades baianas, a Prefeitura de Jequié, através da Secretaria de Saúde, divulgou nota informando que todas as vacinas recebidas na data em questão foram aplicadas ainda no mês de janeiro e, portanto, não procede a informação de que o município teria recebido e aplicado uma dose da Oxford vencida. Todos os imunizantes foram aplicados dentro do prazo de validade.

”Ainda assim, como forma de esclarecer possíveis dúvidas e tranquilizar a população, a Secretaria de Saúde orienta que as pessoas confiram no cartão de vacinação, o número do lote e a data em que foram vacinadas”, esclareceu.

Dinailton Oliveira lança pré-candidatura à presidência da Ordem dos Advogados/Bahia

/ Bahia

Advogado Dinailton Oliveira

O advogado Dinailton Oliveira inicia diálogo com os colegas baianos que atuam nas mais variadas áreas da advocacia, para apresentar a sua intenção de voltar à presidência da Ordem dos Advogados do Brasil-Seccional Bahia (OAB/BA), cargo que ocupou no período de 2004 a 2006. As eleições estão previstas para a segunda quinzena do próximo mês de novembro.

Em nota, Dinailton diz que sua intenção é envidar esforços em defesa das prerrogativas da advocacia e dos interesses corporativos da categoria. ”Nosso propósito é proporcionar aos profissionais, da capital e dointerior do estado, as melhores condições de exercerem suas atividades, para que, assim, possam plenamente atender aos anseios da população”, enfatiza.

Para Dinailton, a pandemia da Covid-19 agravou fortemente a situação dos advogados, no social e no financeiro, o que levou um grupo de colegas a propor seu retorno à direção da entidade. ”Os problemas que afetam o exercício da advocacia, especialmente entre os profissionais mais jovens, vêm se arrastando e se intensificando nos últimos 15 anos”.

Por isso, durante os próximos meses, ele pretende conversar profundamente com a categoria sobre seus desejos, suas expectativas, a fim de que possa definir as estratégias de ações para o mandato.

O período em que Dinailton Oliveira esteve à frente da OAB/BA ficou marcado pela luta em defesa da valorização do advogado com a campanha ‘Justiça Pra valer’, idealizada para exigir a reestruturação