Professora de 41 anos morreu às 07H desta segunda após complicações da covid, no HGPV

/ Jequié

Ana Carolina Leal Lopes

Faleceu, às 7h desta segunda-feira (1º), no Hospital Geral Prado Valadares, em Jequié, a professora da rede municipal de educação em Ubatã, Ana Carolina Leal Lopes, de 41 anos.

A professora, que fazia parte do quadro de servidores públicos municipais desde 2003 e tinha diagnóstico positivo para covid-19, estava intubada há algumas semanas com quadro de saúde considerado gravíssimo. O falecimento de Carol, como era mais conhecida, já causa comoção nas redes sociais. ”Foi uma guerreira, lutou muito, família e amigos fizeram de tudo. Deus conforte o coração de todos amigos e familiares”, destacou um internauta.

”Que notícia triste, que Deus conforte o coração de toda a família. Muito triste”, destacou outro. ”Muito triste, abala próximos e até que não é. Carol era uma mulher muito alto astral”, lamentou um terceiro. Em tempo, Carol deixa dois filhos. *Com informações do Ubatã Notícias

Ceasa de Jaguaquara funciona normalmente, sem alteração, em meio ao Lockdown

/ Jaguaquara

Ceasa de Jaguaquara segue funcionando. Foto: Blog Marcos Frahm

O Mercado do Produtor – Ceasa de Jaguaquara, principal centro de comercialização de produtos hortifrutigranjeiros do interior baiano, responsável por exportar grande parte de verduras, legumes e frutas produzidos no Estado, com registro diário de fluxo intenso de pessoas oriundas de outras regiões do Nordeste continua funcionando em meio à luta das autoridades e populares contra o coronavírus.

Na primeira fase da pandemia, em 2020, quando o órgão estadual terceirizado também não parou de funcionar, a Ceasa se enquadrava como serviço essencial nos decretos municipais, em face da comercializar de alimentos considerados essências para o abastecimento de grandes centros.

Contudo, o seu funcionamento sem interrupção é sempre motivo de questionamento por parte de comerciantes de outros seguimentos, que são obrigados ao fechamento.

Comércio de Jaguaquara funcionou parcialmente nesta segunda; fiscalização rigorosa ocorre à noite

/ Jaguaquara

Comércio parcialmente após decreto. Foto: Blog Marcos Frahm

O comércio de Jaguaquara, maior Município do território de identidade Vale do Jiquiriçá funcionou parcialmente nesta segunda-feira (1), depois que o Estado prorrogou o lockdown. A medida do governo estadual que impõe restrições para conter o avanço do coronavírus permite o funcionamento apenas das atividades essenciais.

Contudo, nesta segunda, comerciantes que fecharam as portas para cumprir o decreto disseram ter presenciado algumas lojas que não se enquadram como essenciais funcionando, sem fiscalização.

As ações de fiscalização em Jaguaquara são intensificadas no período noturno, e direcionadas a bares, restaurantes e similares, que estão fechando mais cedo desde o último dia (5), através de decreto municipal. Equipes da Vigilância Sanitária, Guarda Municipal e Polícia Militar fazem ronda a noite para determinarem o fechamento de quem estiver funcionando.

Desde o início da pandemia, Jaguaquara registrou 3.866 casos. Porém, o número de ativos é de 334 e, hoje, por meio do boletim, a Secretaria de Saúde informou que houve o registro de mais 1 óbito, que não ocorreu nesta semana.

Jequié confirma mais 2 óbitos e 103 casos de Covid nas últimas 24h; taxa de ocupação de UTI é de 93%

/ Jequié

A Prefeitura de Jequié, por meio da Secretaria de Saúde, divulgou, na noite desta segunda-feira (1), o novo boletim do coronavírus, revelando que houve o registro de mais 2 óbitos no Município, sendo um homem, de 52 anos, residente no Joaquim Romão, com histórico de doença neurológica crônica, ocorrido no último dia 27 e, um homem, de 68 anos, residente no Jequiezinho, sem comorbidades, ocorrido no domingo (28). Ambos estavam internados no Hospital São Vicente, elevando para 235 o número de mortes.

Foram registrados 103 novos casos, nas últimas 24 horas, perfazendo um total de 11.460 pessoas confirmadas com a doença, até agora. 10.087 pacientes encontram-se recuperados e não apresentam mais os sintomas da doença. Conforme os dados repassados pelo HGPV e pelo Hospital São Vicente, a taxa de ocupação geral dos leitos de UTI/adulto é de 93%.

Destes, 15 leitos estão ocupados por residentes de Jequié e 12 leitos ocupados por pessoas de outros municípios.Até o presente momento 6.445  pessoas foram vacinadas em Jequié.

Comerciantes bloqueiam BR-101 e protestam pedindo fim das medidas restritivas em Gandu, Ipiaú e região

/ Trânsito

Manifestantes queimaram pneus na rodovia. Foto: Divulgação/PRF

Cerca de 300 comerciantes fecharam um trecho da BR-101, na manhã desta segunda-feira (1º), nas imediações da cidade de Ubaitaba, sul da Bahia, em protesto contras as restrições em combate à Covid-19, decretadas em todo o estado.

O grupo bloqueou parcialmente a estrada e causou congestionamento nos dois sentidos da via. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o protesto foi dispersado por volta das 11h30, após cerca de duas horas.

A manifestação foi organizada por empresários e vendedores de Ubaitaba e Aurelino Leal, município vizinho. Segundo os comerciantes, as medidas decretadas pelo governo, que incluem fechamento dos serviços não essenciais, são prejudiciais à economia local e danosas às empresas.

Outros protestos no sul da Bahia

Além desta ação na BR-101, um grupo iniciou manifestação em um trecho da cidade de Gandu. Cerca de 50 manifestantes bloquearam a via para chamar a atenção do poder público e reclamam das ações do governo. Por volta das 15h o grupo liberou a via.

Também houve manifestação nas cidades de Itabuna, Ipiaú e Itacaré. Nos três municípios, os grupos realizaram o ato em frente à sede da prefeitura pela mesma razão: pedir o fim das medidas de restrição e liberação do funcionamento do comércio. Com informações do G1

Caminhoneiros voltam a cogitar greve após Petrobras anunciar novo aumento no diesel

/ Economia

Os grupos de caminhoneiros que articularam uma tentativa de greve no início de fevereiro deste ano, voltaram a cogitar paralisar as atividades após a Petrobras anunciar nesta segunda-feira (1) um novo aumento de 5% no preço do diesel.

Em entrevista à coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo, o presidente do Conselho Nacional do Transporte Rodoviário de Cargas (CNTCR), Plínio Dias, afirmou que já recomendou que os motoristas parem as atividades imediatamente. Apesar da orientação, a categoria mais uma vez segue sem entrar em um consenso.

Cocá chama James de mentiroso e propõe renunciar se ele provar gasto elevado com combustível

/ Jequié

Zé Cocá dispara contra o adversário. Foto: Blog Marcos Frahm

Em mais uma participação em entrevista, concedida à 95 FM, na manhã desta segunda-feira (1), o prefeito de Jequié, Zé Cocá (PP), respondeu sobre as medidas restritivas, relativas ao ”lockdown” decretado pelo Governo do Estado e disse que vem dialogando com o governador Rui Costa para que, na quinta-feira, Jequié tenha as atividades comerciais retomadas, mantendo os protocolos sanitários e respeitando o toque de recolher, estabelecido pelo decreto estadual.

Um dos temas discutidos durante a entrevista foi a acusação feita pelo candidato derrotado nas eleições, James Meira (Patriota), que vem utilizando as redes sociais para tecer supostas acusações contra o prefeito, desde que perdeu a disputa eleitoral. Segundo este, o município teria gasto R$ 622 mil reais em combustíveis, em um mês. A acusação tomou como base a dispensa de licitação para a prestação dos serviços de abastecimento de combustíveis, feita pela Prefeitura, que apresenta um valor global de R$ 622 mil reais, que contemplaria toda a frota municipal e, ainda, os veículos do transporte escolar, cuja possibilidade de retorno estava programada, antes do ”lockdown”.

A acusação foi desmentida pelo gestor municipal que explicou que a substituição da empresa fornecedora de combustíveis se deu em face de a empresa requerer um reequilíbrio orçamentário do contrato, aumentando, assim o valor dos combustíveis para adequar aos atuais preços. Ainda conforme esclarecimento de Cocá, de comum acordo, entre as partes, a Prefeitura realizou um destrato e fez um contrato, de forma emergencial, com um outro distribuidor de combustível para que a frota municipal não ficasse parada.

O prefeito chegou a lançar um desafio: se provarem que foram gastos os R$ 622 mil reais em combustível, ele renunciaria ao cargo e aproveitou o momento para responder, também, sobre os questionamentos que foram feitos sobre os preços das quatro passagens da sua viagem à Brasília, em companhia do secretário municipal da Fazenda, Antônio José Lins, quando esteve cumprindo agenda institucional na capital federal.

”Infelizmente nós temos pessoas inescrupulosas que são pagas para mentir. Nós gastamos, em um mês R$ 188 mil reais de combustíveis, com uma frota de máquinas trabalhando e cerca de 200 veículos e você vê essa mentira! O candidato derrotado postando isso na rede social dele, isso é uma coisa tenebrosa para Jequié. Mas isso é o jeito dele mesmo, quem anda com gente desonesta, tem que ser desonesto também. Graças a Deus não é nosso caso. Essas pessoas inescrupulosas estão acostumadas à boa vida, mas nessa gestão não dei e nem darei espaço e faço um pedido ao cidadão jequieense: nos fiscalize!”, destacou Zé Cocá, que anunciou, ainda, a realização de uma nova licitação para a prestação do abastecimento de combustível, com sistema de cartão para abastecimento de combustível, iniciativa que vai ampliar, ainda mais, a fiscalização de consumo da frota municipal.

Irmão Lázaro apresenta evolução considerável, mas permanece na UTI em Feira de Santana

/ Saúde

Irmão Lázaro foi acometido pelo coronavírus. Foto: Rede social

Internado devido à contaminação pela Covid-19, o vereador de Salvador, Irmão Lázaro, permanece na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um Hospital de Feira de Santana. Segundo informou sua assessoria nesta segunda-feira (1º), o parlamentar segue intubado, apresenta evolução considerável, mas ainda inspira muitos cuidados.

Ainda conforme a assessoria do vereador, ”o paciente está respondendo positivamente as manobras e medicações aplicadas pelos profissionais de saúde”.

Bahia registra 95 mortes por covid-19 e 2.020 novos casos da doença em 24h, diz boletim

/ Bahia

A Bahia registrou, nas últimas 24 horas, 2.020 novos casos confirmados da Covid-19 e 95 mortes em decorrência da doença, segundo boletim divulgado hoje (1º) pela Secretaria de Saúde do Estado (Sesab). Apesar dos óbitos terem ocorrido em diversas datas, a confirmação e registro foram contabilizados hoje.

Ao todo, a Bahia tem 686.057 casos confirmados e 11.914 óbitos desde o início da pandemia; 654.292 pessoas já estão curadas da doença e 19.851 encontram-se ativos.

No estado, dos 2.250 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) disponíveis do Sistema Único de Saúde (SUS) exclusivos para coronavírus, 1.660 possuem pacientes internados, o que representa uma taxa de ocupação de UTI adulto de 83%.

Suspeito de planejar morte do irmão é preso em Feira de Santana; um dos suspeitos foi preso em Jequié

/ Polícia

O irmão de Edcarlos tentou fugir. Foto: Divulgação/Polícia Civil

Quatro homens foram presos na manhã desta segunda-feira (1º) em Feira de Santana, suspeitos de envolvimento na morte do professor universitário Edcarlos da Silva Santana. Um dos homens capturados é irmão da vítima.

O professor foi morto em dezembro do ano passado, em Santo Amaro, depois de ter sido sequestrado em Feira de Santana.

De acordo com a polícia, o irmão do professor queria tomar o seu patrimônio. Para isso, ele contratou atiradores para executarem a vítima.

No dia seguinte ao crime, o irmão do professor foi à delegacia de Santo Amaro para prestar esclarecimentos e tentou confundir a polícia. Ele contou que o assassinato poderia ter ocorrido por causa de uma suposta relação extraconjugal mantida por Edcarlos, e que o marido traído poderia ter sido o autor do assassinato.

Após investigações, agentes da Delegacia Territorial de Santo Amaro, no recôncavo baiano, cumpriram cinco mandados de prisão e seis de busca e apreensão contra os suspeitos, na manhã desta segunda-feira.

Além do irmão da vítima, apontado pela polícia como mentor do crime, foi preso um dos executores da morte do professor, também em Feira de Santana, e outros dois suspeitos – uma prisão ocorreu em Jequié e outra na cidade de Santa Bárbara. Um quinto homem investigado não foi encontrado e está foragido.

O irmão de Edcarlos tentou fugir quando notou a chegada dos policiais, mas foi preso quando tentava pular o muro de uma casa. Ele confessou o crime depois de ser detido pelos agentes. O grupo foi encaminhado aos cuidados das autoridades para a adoção das medidas cabíveis. As informações são do G1

STF atende pedido do Estado da Bahia e determina que União volte a custear leitos de UTI na Bahia

/ Bahia

A ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou que o Ministério da Saúde volte a custear leitos de UTI para pacientes com Covid-19 nos estados da Bahia, Maranhão e São Paulo. As decisões foram tomadas no sábado (27), em três ações separadas, com teores parecidos, apresentadas por cada estado, e que reclamam que o Ministério da Saúde deixou, progressivamente, de pagar pela manutenção de milhares de leitos pelo país e pedem o retorno do financiamento em cada um dos seus estados.

A Procuradoria Geral do Estado da Bahia protocolou sua ação no dia 18 solicitando a manutenção do repasse que deixou de ser feito pelo Ministério da Saúde.

A decisão da ministra Rosa Weber foi comemorada pelo procurador do Estado responsável pela demanda, Marcos Sampaio que ressaltou ser “mais uma atuação em prol da vida. Essa tem sido a rotina da PGE-Bahia que foi ao STF para garantir a ampliação de leitos de UTI-Covid, obtendo essa importante decisão favorável. Não é constitucionalmente aceitável qualquer retrocesso de políticas de saúde, como esta da União que resultou em decréscimo no número de leitos e UTI. A Bahia se insurgiu contra isso e teve seu pedido acolhido pelo STF”, declarou.

Na ação, o Estado da Bahia alega contra a União sobre o abandono do custeio da manutenção dos leitos de UTI necessários ao enfrentamento da pandemia da Covid-19.

”Ocorre que as vidas em jogo não podem ficar na dependência da burocracia estatal ou das idiossincrasias políticas, ainda que se reconheça que o decréscimo do financiamento de leitos possa ser circunstancial -, decorrente do próprio dinamismo e imprevisibilidade da evolução da pandemia-, ou motivado por protocolos orçamentários os quais a União é obrigada a cumprir”, afirmou a ministra Rosa Weber.

Ainda segundo o documento, o Estado da Bahia alegou também que, com a alta de número de casos da doença, ”o número de leitos de UTI custeados pela União vem sendo reduzido sem justificativa razoável nos últimos meses” e que solicitou a habilitação imediata de 462 leitos de UTI destinados a pacientes da Covid, entretanto, até o presente momento, não teriam sido tais habilitações aprovadas pelo Ministério da Saúde.

Rosa Weber intimou o Ministério da Saúde para imediato cumprimento da decisão e determinou às partes, para que, no prazo de cindo dias, se manifeste sobre o interesse no encaminhamento dos autos à Câmara de Conciliação e Arbitragem da Administração Federal (CCAF), ”para tentativa de composição amigável do litígio, ou para a designação de audiência de conciliação/mediação perante esta Suprema Corte, nos termos do artigo do 334 CPC/2015”.

Coronavírus: Bahia entrará com nova ação no STF para aplicar vacina sem aval da Anvisa

/ Bahia

”A procuradoria ingressará com nova ação”, disse. Foto: Mateus Pereira

O governo da Bahia vai entrar com uma nova ação no Supremo Tribunal Federal (STF) para pedir autorização para aplicação de vacinas contra Covid-19 sem autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), mas que, no entanto, tenham recebido aval de agências sanitárias do exterior. A informação foi divulgada pelo jornal O Globo.

”A procuradoria ingressará com nova ação para que torne explícita ( a possibilidade de aplicação de vacina sem aval). A decisão até agora permite até a compra (de vacinas sem autorização da Anvisa), mas não a aplicação. Vamos pedir a liberação de vacinas com aprovação em órgãos internacionais e que estejam sendo aplicadas em diversos países” explicou Rui. E continuou: Essa semana ainda a gente espera ter contrato assinado com a Sputnik”.

A farmacêutica afirmou ao governador que teria capacidade de fornecer cerca de 6 milhões de doses até abril para ”o nordeste”.

Bolsonaro afirma que mortes por coronavírus interessam a ”alguns setores da sociedade”

/ Brasília

Jair fala sobre o chamado tratamento precoce. Foto: José Dias

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a fazer declarações equivocadas em relação ao chamado ”tratamento precoce” contra o novo coronavírus e, em conversa com apoiadores nesta segunda-feira (01), chegou a dizer que ”não errou nenhuma” avaliação e previsão sobre a doença.

Além disso, Bolsonaro também alegou que as mortes interessam a ”alguns setores da sociedade brasileira” e ainda atacou políticos, afirmando que alguns preferem que os pacientes fiquem internados em ”estado grave”.

”Desculpe pessoal, não vou falar de mim, mas não errei nenhuma. Não precisa ser inteligente para entender isso, tem que ter o mínimo de caráter. Só quem não tem caráter joga ao contrário”, afirmou no sentido de ter dito anteriormente que as pessoas sofreriam problemas psicológicos por causa do isolamento social.

”Temos de somar forças para tirar esse entulho”, diz Huck em evento com Marina e Manuela D’Ávila

/ Política

Huck dialoga com Marina e Manuela D’Ávila. Foto: Reprodução

O apresentador e empresário Luciano Huck disse, nesta segunda-feira (1), que é preciso tirar ”um entulho do meio da sala”, ao se referir à atuação do presidente Jair Bolsonaro diante da pandemia do novo coronavírus. Na fala, o potencial candidato à Presidência em 2022 não citou o nome do atual ocupante do Planalto.

Ao lado da ex-ministra Marina Silva (Rede) e da ex-deputada Manuela D’Ávila (PCdoB), Huck participou nesta manhã do painel virtual Davos Lab Brasil, iniciativa do Fórum Econômico Mundial preparatória para a edição deste ano do evento, prevista para ocorrer em agosto.

Durante a transmissão, o trio foi uníssono ao criticar o negacionismo do governo federal diante da pandemia e destacar a necessidade de união em defesa da democracia.

”A gente tem um entulho no meio da sala, neste momento. E a gente tem de somar forças para tirar esse entulho do meio da rua ou do meio da sala. O que a gente está vivendo hoje é um momento de muita incompetência, de falta de planejamento, o negacionismo que gerou mais de 250 mil mortes e a gente não vê, a curto prazo, a perspectiva de solução. Não nos apresenta, esse momento do Brasil, hoje, nenhum tipo de perspectiva de futuro, um monte de blábláblá que a gente tá ouvindo. Eu não vejo nenhum tipo de perspectiva social, econômica, de meio ambiente, nem segurança pública, muito menos de ética”, disse Huck.

Na avaliação de Marina, por conta da política adotada pelo governo federal, tanto na economia quanto no meio ambiente e saúde pública, o Brasil está “trancado para o lado de fora” em relação aos principais debates feitos no mundo em relação a esses temas.

”Nós precisamos conectar o Brasil com o ideal de País. E a base disso não é a polarização, não é o nacionalismo primitivo e muito menos essa visão neoliberal primitiva que está aí, que discute em plena pandemia, com as pessoas morrendo e passando fome, que o mais importante é fazer as reformas. As reformas são importantes, mas neste momento o mais importante é resolver os problemas de saúde pública”, defendeu a ex-senadora.

Segundo Manuela, neste momento, é necessário deixar diferenças políticas de lado para colocar na mesa as pautas de afinidade, como a defesa da democracia e a busca pela construção de um projeto de País.

”O nosso desafio é unir todos e todas aquelas que defendem a democracia, a ciência, que dizem não ao negacionismo e à violência política”, disse. “Nós temos uma primeira missão, e a nossa primeira missão é nos unirmos todos para derrotar essa agenda de morte e violência que atenta contra a democracia”, ressaltou.