Record e Band mostram interesse em contratar Tino Marcos, que deixou a Globo, diz colunista

/ Esporte

Tino pediu demissão da Rede Globo após 35 anos na emissora. Foto: Reprodução

Record e Band demonstraram interesse em contratar o jornalista Tino Marcos, que pediu demissão da Globo esta semana após 35 anos na emissora. Segundo informações do colunista do UOL, Fefito, o nome do repórter já começou a circular nos bastidores.

O intuito da Record, conforme a publicação, seria o de colocar Tino para reforçar o time esportivo. Contudo, chegou a ser cogitada a possibilidade dele assumir a apresentação do reality show ”Ilhados”, onde esportistas ficarão confinados em uma ilha. A ideia ainda não foi fechada.

Já na Band, a possibilidade seria também a de direcionar o jornalista para reforço no núcleo de esportes. Recentemente, a emissora retornou com atrações esportivas, a exemplo do ”Show do Esporte”.

Apesar das especulações, Tino ainda não fechou nenhum contrato com outra emissora.

Brasil já negocia a compra de 10 milhões de vacinas Sputnik V, desenvolvida na Rússia

/ Saúde

O Brasil negocia a compra de 10 milhões de doses de vacina contra a covid-19 Sputnik V, desenvolvida na Rússia pelo Instituto Gamaleya, informou hoje (5) o Ministério da Saúde (MS). A manifestação do interesse do país no imunizante foi feita durante reunião com representantes do laboratório União Química, farmacêutica responsável no Brasil pela vacina russa. 

De acordo com o ministério, a decisão de avançar as negociações ocorreu após a Anvisa autorizar o novo protocolo com a simplificação do processo de concessão de uso emergencial e temporário de vacinas, dispensando a realização, no Brasil, de estudos clínicos da fase 3.

O secretário-executivo do Ministério da Saúde, Elcio Franco, disse que a compra da vacina também está condicionada ao custo do imunizante, que, segundo ele, ”deve ser competitivo”.

”Iremos contratar e comprar as 10 milhões de doses se o preço for plausível, e efetuaremos o pagamento após a Anvisa dar a autorização para uso emergencial da Sputnik V, fazendo a disponibilização imediatamente aos brasileiros”, disse Franco.

De acordo com a Agência Brasil, a quantidade de doses se baseou em documento apresentado à pasta pelo Fundo Soberano Russo/Instituto Gamaleya, da Rússia, onde o imunizante é fabricado. No Brasil, a vacina será produzida no Distrito Federal sob responsabilidade da farmacêutica União Química.

Segundo o ministério, pelo cronograma, o país receberia 400 mil doses uma semana após a assinatura do contrato de compra. Outros dois milhões estariam no Brasil um mês depois e mais 7,6 milhões ao longo do segundo e terceiro meses.

O secretário-executivo disse ainda que o ministério estuda a aquisição da vacina produzida pela União Química no Brasil. A expectativa é que o laboratório consiga produzir, a partir de abril, 8 milhões de doses.

”Futuramente, a depender dos entendimentos que tivermos com a União Química, interessa-nos também adquirir a produção que a empresa vier a fazer no Brasil dessa vacina”, disse Franco.

Homem morre após colidir veículo frontalmente com carreta na BA-250, em Lagedo do Tabocal

Acidente aconteceu no trecho Gameleira. Foto: Leitor/BMFrahm

Um homem morreu ao colidir frontalmente o veículo que conduzia na Rodovia Álvaro Fagundes, BA-250, no Município de Lagedo do Tabocal.

O acidente ocorrido na manhã desta sexta-feira (5), em uma ladeira, num trecho conhecido como Gameleira, envolveu uma Pick Up Fiat Strada com placa NZH-9249, licenciada de Jequié, que de acordo com imagens do desastre teria invadido a pista contrária, colidindo frontalmente com uma carreta, cujo motorista nada sofreu.

Até ás 15h, a equipe da Polícia Técnica de Jequié dizia ao Blog Marcos Frahm não ter sido comunicada sobre o acidente, que deve ser apurado pela Polícia Rodoviária Estadual –PRE.

Por volta das 16h, a redação do BMFrahm foi informada de que, a vítima, que residia em Jequié, teria sido socorrida ao Hospital Álvaro Bezerra, em Maracás, mas não resistiu.

Três pessoas da mesma família ficam feridas após carros baterem de frente na BR-330

/ Trânsito

Carros bateram de frente em Cammuzinho. Foto: Ubatã Notícias

Três pessoas ficaram feridas após um acidente na noite desta quinta-feira (4), na BR-330, no distrito de Camamuzinho, em Ibiritapitanga, a 241 km de Salvador.

De acordo com informações iniciais, o acidente aconteceu após uma freada brusca feita por um caminhão que seguia na rodovia. Com a parada repentina, o veículo, modelo Palio Weekend, que seguia atrás, desviou para a contramão e colidiu com uma pickup Strada, onde as vítimas estavam.

Entre os feridos, apenas o condutor foi identificado, pelo prenome de Klebson. Além dele, estavam no carro a esposa e a filha, de 16 anos. Segundo a Polícia Militar, as vítimas chegaram a ficar presas às ferragens do veículo, e foram resgatadas por moradores da região.

A família foi conduzida ao Hospital César Monteiro Pirajá, em Ubatã, por equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), e transferida ao Hospital de Base, em Itabuna. O estado de saúde dos três é considerado estável. O condutor do carro que ocasionou o acidente, que pertence à Chesf, não ficou ferido. Com informações do Ubatã Notícias.

Superior Tribunal de Justiça marca análise de recursos de Flávio Bolsonaro no caso das rachadinhas

/ Política

A Quinta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) marcou para a próxima terça-feira (9) o julgamento de recursos da defesa do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) contra as investigações do caso das rachadinhas.

Os ministros do colegiado vão analisar se houve supostas irregularidades na quebra de sigilo fiscal e bancário; supostas irregularidades na comunicação feita pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) sobre movimentações atípicas do senador; e suposta invalidez de decisões tomadas pela primeira instância no caso, já que o foro especial foi reconhecido pelo Tribunal de Justiça do Rio.

Os processos começaram a ser analisados em novembro do ano passado, mas o julgamento foi adiado por um pedido de vista do ministro João Otávio de Noronha. Relator dos processos, o ministro Felix Fischer negou os recursos apresentados pelos advogados do parlamentar.

A Quinta Turma também incluiu na pauta uma ação que trata de supostas irregularidades na prisão preventiva decretada para Fabrício Queiroz.

No ano passado, o Ministério Público do Rio denunciou o senador, que é filho do presidente Jair Bolsonaro, pelos crimes de organização criminosa, peculato e lavagem de dinheiro. O ex-assessor dele, Fabrício Queiroz, também foi denunciado. Com informações do Bahia Noticias.

Anderson Leonardo, do grupo Molejo, depõe sobre caso de estupro nesta sexta-feira.

/ Entretenimento

O cantor Anderson Leonardo, vocalista do grupo Molejo, presta depoimento à polícia pela acusação de estupro feita por MC Maylon nesta sexta-feira (5).

As informações são do jornal ‘Extra’. Segundo a publicação, a oitiva será realizada na 33ª Delegacia de Polícia, de Realengo, no Rio de Janeiro, onde foi feita a denúncia do estupro, que teria acontecido em dezembro de 2020.

O rapaz de 21 anos que denunciou Anderson, apresentou na delegacia uma cueca e um sabonete, que serão analisados pela perícia para descobrir se há esperma do músico nos objetos.

De acordo com o jornal, a mãe do cantor e dançarino afirmou que o pagodeiro ofereceu pagar as despesas médicas de Maylon em troca do silêncio do rapaz.

A dona de casa contou em depoimento que o filho ficou bastante envergonhado e depressivo após o abuso. Ela relatou à polícia que Anderson sempre tratou Maylon bem, até que decidiu punir o rapaz, segundo ela provavelmente após ter causado ciúmes na ex-mulher do artista.

Em entrevista à colunista Fábia Oliveira, do jornal ‘O Dia’, o pagodeiro conta que foi surpreendido com a história assim como os fãs que o acompanham.

”Fui surpreendido, assim como todos com o que foi veiculado na imprensa hoje, tenho qualquer conhecimento do que foi publicado em redes sociais ou mesmo em sede policial. […] Lamento muito as declarações envolvendo meu nome, pois discordo completamente de qualquer ato de violência contra quem quer que seja”, disse.

Com 100% dos leitos de UTI ocupados Jequié registra 62 novos casos de covid-19 nas últimas 24h

/ Jequié

Boletim Epidemiológico do Covid-19 em Jequié, atualizado pela secretaria Municipal de Saúde, nesta quinta-feira (4) registra nas últimas 24 horas, 62 novos casos, perfazendo um total de 9.605 pessoas confirmadas com a doença, até agora.

Ainda segundo o boletim, 8.275 pacientes encontram-se recuperados e não apresentam mais os sintomas da doença. Conforme os dados repassados pelo HGPV e pelo Hospital São Vicente, a taxa de ocupação geral dos leitos de UTI/adulto voltou a atingir 100%.

Destes, 12 leitos estão ocupados por residentes de Jequié e 17 leitos ocupados por pessoas de outros municípios. Até o presente momento 3.346 pessoas foram imunizadas em Jequié.

Sapeaçu: Defesa de vereador e de gerente do INSS diz que não há provas contra clientes após ação da PF

/ Polícia

Operação Grande Palha foi deflagrada. Foto: Divulgação / PF-BA

A  defesa do diretor do INSS, Antônio Carlos Bispo da Silva, e do vereador Luciano Borges (PP), alvos Operação Palha Grande, em Sapeaçu, deflagrada pela Polícia Federal nesta quinta-feira (4), diz que não há provas concretas de que houve concessão de  benefícios, por parte dos investigados.

Em entrevista ao site Bahia Notícias, o advogado Anísio Neiva, responsável pela defesa do vereador e do diretor da agência do INSS, disse que teve acesso aos autos do processo e que nestes, nada consta contra seus clientes.

Nesta sexta-feira (4) deve ocorrer uma audiência de custódia onde será ouvido Antônio Carlos Bispo da Silva, que está preso preventivamente na superintendência da PF em Salvador. ”Verificamos que existem algumas irregularidades inclusive com o Luciano, porque nas supostas citações existe um outro Luciano, mas tomamos pé da situação hoje e acredito que fique comprovada a inocência dos meus clientes por não ter nenhuma comprovação de ilícito cometido”, disse o advogado.

Ainda de acordo com a defesa dos acusados, não há provas de nenhum tipo de facilitação e concessão de benefícios previdenciários na APS de Sapeaçu, em favor de supostos segurados especiais rurais do INSS, como aponta a PF. ”A acusação é que o gerente facilitava e utilizava de documentos que não eram lícitos, mas a gente verificou que não existe nenhuma comprovação nos autos desta prática. O que existe é que Sapeaçu é uma cidade muito pequena, todo mundo se conhece e o gerente é uma pessoa superacessível e conhecido de todos. As  pessoas o procuravam na agência ou via telefone no período da pandemia pra tentar uma solução para seus problemas. Alguns processos eram deferidos e outros não”, argumentou.

O advogado acredita que a prisão do servidor do INSS será revogada o quanto antes já que, segundo ele, a linha de defesa conseguirá comprovar que as ligações interceptadas pela PF apontam apenas terceiros. ”As ligações interceptadas citam os nomes [do vereador Lucas e do gerente do INSS Antônio Carlos] de forma bem abstrata. Aqui existe uma prática, ainda mais na pandemia com a agência fechada e os servidores em casa, sr. Antônio despachava seus processos de dentro de casa. Acho que foi uma interpretação de forma equivocada, mas vamos provar nos autos que os dois representados são inocentes”, reafirmou.

De acordo com a PF,  a estimativa é que o prejuízo causado pelas fraudes no INSS supere R$ 2 milhões obtidos na concessão de 132 benefícios com constatações de fraude.

As evidências levantadas pela investigação apontam que Antônio Carlos Bispo da Silva, à frente da agência do INSS, concedia os benefícios, mesmo em desacordo com a legislação. A PF acredita ainda que o acusado praticava tais condutas em favor de clientes de ao menos dois grupos de intermediários com atuação na região, sendo um deles ligado ao Sindicato de Trabalhadores Rurais de Santo Antônio de Jesus/BA. *Bahia Notícias

Senado aprova Medida Provisória que evita aumento de tarifas de energia aos consumidores

/ Economia

O Senado aprovou ontem (4) a Medida Provisória (MP) 998/2020, chamada de MP do Setor Elétrico. O texto destina recursos à Conta de Desenvolvimento Energético (CDE) para redução da tarifa de energia elétrica aos consumidores até 31 de dezembro de 2025. Ela havia saído da Câmara em meados de dezembro, às vésperas o início do recesso parlamentar, com alterações e agora segue para sanção presidencial.

A CDE é um fundo do setor elétrico que custeia políticas públicas e programas de subsídio, como o Luz para Todos e o desconto na tarifa para irrigação. Os recursos que vão para a CDE são originalmente destinados à aplicação em pesquisa, investimento e inovação.

A medida destina recursos da Reserva Global de Reversão (RGR) e da CDE para atenuar aumentos tarifários para os consumidores das distribuidoras da Eletrobras recém-privatizadas: Amazonas Distribuidora de Energia S.A., Boa Vista Energia S.A, Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA), Companhia Energética de Alagoas (Ceal), Companhia Energética do Piauí (Cepisa), Centrais Elétricas de Rondônia S.A (Ceron) e Companhia de Eletricidade do Acre (Eletroacre).

A Câmara alterou regras para permitir não apenas a contratação de energia pelas distribuidoras, mas também a contratação de potência, que é a energia para as horas de maior consumo. A partir de agora também está permitida a devolução da energia comprada pelas distribuidoras e não utilizada. A Câmara ainda incluiu dispositivos para estimular a competição nos leilões de geração de energia e incluiu mais setores como beneficiados por investimentos em eficiência energética, restritos inicialmente à indústria.

A matéria não era um consenso no Senado. Senadores de oposição contestaram alguns dispositivos da matéria. O líder do PT na Casa, Jean Paul Prates (PT-RN), criticou a retirada de verba da ciência e tecnologia para prestar essa ajuda. O senador também apontou incoerência de concessionárias de energia ao buscarem ajuda financeira do Estado.

”Já houve socorro, MP 950, R$ 16 bilhões liberados de empréstimo para o setor elétrico. Várias dessas empresas foram privatizadas. O que me incomoda não é o Estado ajudar essas empresas. O que me incomoda é que pessoas que são ajudadas depois saem bradando a favor do Estado mínimo”. afirmou Jean Paul.

O relator da MP no Senado, Marcos Rogério (DEM-RO), defendeu o disposto na medida e votou favoravelmente ao texto. ”As privatizações das distribuidoras da Eletrobras envolveram o reconhecimento de alguns custos por parte da Aneel e do Ministério de Minas e Energia e a postergação do pagamento de outros pelos consumidores”, afirmou em seu texto. Para ele, a MP acerta em usar RGR para reduzir a Base de Remuneração Regulatória das empresas que, segundo ele, aumentou ”consideravelmente” após a privatização.

Segundo Marcos Rogério, a MP protegeu o consumidor ao dar isenção de pagamento de empréstimos às empresas. ”Sem essas medidas, os consumidores dessas empresas seriam punidos pela demora do Estado em dar uma solução definitiva para as concessões das quais as distribuidoras da Eletrobras eram titulares”.

Como a MP estava prestes a perder a validade, o que ocorreria no próximo dia 9 de fevereiro, senadores decidiram retirar emendas e destaques. Apenas um destaque, do PT, foi votado e rejeitado. O motivo da aprovação sem alterações se deu, principalmente, pelo tempo curto disponível. Não haveria tempo hábil para uma nova alteração voltar à Câmara e ser votada lá. Para não prejudicar os pontos considerados mais importantes, o texto foi aprovado como chegou ao Senado. Da Agência Brasil