Planalto coloca sigilo de cem anos no histórico de vacinação do presidente Jair Bolsonaro

/ Saúde

Presidência oculta em 100 anos o seu histórico de vacinas. Foto: Divulgação

O Palácio do Planalto determinou sigilo de até cem anos sob o cartão de vacinação do presidente Jair Bolsonaro, após um pedido da coluna do jornalista Guilherme Amado, da revista Época, solicitar as informações por meio da Lei de Acesso à Informação (LAI).

Segundo o portal IG, na resposta ao colunista, a Presidência disse que as informações de vacinação ”dizem respeito à intimidade, à vida privada, à honra e à imagem” do presidente. Recentemente, Bolsonaro se posicionou de forma reiterada contra a vacinação obrigatória para a Covid-19 e criou teses, sem provas, de que os imunizantes, como o da Pfizer, poderia transformar os vacinados em jacarés.

Ainda segundo a publicação, em maio de 2020, Bolsonaro só divulgou os resultados do seu teste para Covid-19 após ordem do ministro Ricardo Lewandowski do Supremo Tribunal Federal (STF)

Secretaria da Saúde da Bahia investiga 118 casos suspeitos de reinfecção pela Covid-19 no estado

/ Saúde

A Bahia está investigando 118 casos suspeitos de reinfecção pelo novo coronavírus. Os pacientes estão na faixa etária de 5 a mais de 80 anos, sendo 82 do sexo feminino e 36 do masculino. 

Nesta sexta-feira (8), uma mulher de Salvador foi identificada como o primeiro caso de reinfecção, confirmado pela Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab) por meio de sequenciamento genético.  

Foi observada a mutação E484K, que é identificada originalmente na África do Sul. A paciente em questão, uma mulher de 45 anos, contraiu a Covid-19 duas vezes em um intervalo acima de 90 dias, conforme laudos emitidos pelo Hospital São Rafael em maio e outubro de 2020.

Em 22 de dezembro de 2020, o Hospital São Rafael comunicou oficialmente a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) sobre o caso suspeito de reinfecção.

A partir das análises das amostras sequenciadas pelo Núcleo de Vigilância Genômica em tempo real do SARS-CoV-2 no Brasil, do qual o Laboratório Central de Saúde Pública da Bahia faz parte, notou-se que as duas amostras agrupam-se em dois lados distintos e pertencem a duas sublinhagens diferentes: B.1.1.33 (primeira coleta) e B.1.1.248 (segunda coleta).

Além disso, as amostras apresentam um perfil de mutações diferentes, e a segunda coleta teve a mutação encontrada na nova variante da África do Sul na proteína Spike localizada no RDB (E484K).

Para além do sequenciamento genético foram realizados outros exames, a exemplo da quantificação de anticorpos anti-SARS-CoV-2, coletados em momentos distintos do caso em questão. Com informações do site Metro1.

Bolsonaro assina decreto reabrindo crédito extraordinário de R$ 19,9 bilhões para compra de vacinas

/ Brasília

Decreto reabrindo crédito foi assinado por Jair. Foto: Marcos Corrêa

O presidente Jair Bolsonaro assinou um decreto que reabre crédito extraordinário de R$ 19,9 bilhões para custear vacinação da população contra a Covid-19. O crédito de R$ 20 bilhões para esse fim estava previsto em uma Medida Provisória (MP) editada em 17 de dezembro, já no fim do exercício financeiro. Em razão da exiguidade de tempo, explicou o governo, o decreto reabrindo o crédito foi necessário.

”O decreto visa a garantia e a disponibilidade de recursos financeiros para ações necessárias à produção de vacina segura e eficaz na imunização da população brasileira contra a Covid-19”, disse a Secretaria-Geral da Presidência da República, em nota. “Vale ressaltar que a medida possui previsão constitucional, sendo exceção à regra do teto de gastos, e que parte do dinheiro já foi utilizado na compra de insumos, como seringas e agulhas”, acrescentou o órgão.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) teve mais uma série de reuniões na quinta-feira (7) com laboratórios produtores de vacinas. O Brasil já ultrapassou a marca de 200 mil mortes pela doença.

Secretária de Jequié discute cenário epidemiológico da Covid, que voltou a gerar superlotação de leitos

/ Jequié

Vice-prefeita e secretária de Saúde, Polliana Leandro. Foto: Divulgação

A Prefeitura de Jequié, através da Secretaria de Saúde, por meio do Comitê Gestor Municipal, juntamente com o Núcleo de Ações Estratégicas para Controle do Coronavírus (NAESC), promoveu, na tarde desta quinta-feira (7), uma reunião ampliada sobre o atual cenário epidemiológico da Covid-19, no município. Estiveram presentes a secretária de Saúde e vice-prefeita, Polliana Leandro, representando o prefeito de Jequié, Zé Cocá; o vereador Ladislau Bulhões, o Bui; o comandante da Guarda Municipal, Valdinelio Santos Barros; o assessor jurídico da Prefeitura, Luís Calheiros; o presidente da Associação Comercial e Industrial de Jequié (ACIJ), Mateus Ribeiro Azevedo; o diretor da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Renan da Guarda; a delegada Grazielle Pereira Quaresma e o investigador Murilo César Matos, da 9ª Coordenadoria de Polícia Civil de Jequié; técnicos da Secretaria Municipal de Saúde; integrantes do Núcleo de Ações Estratégicas para Controle do Coronavírus; além de membros de entidades representativas dos bancários e da sociedade civil.

O encontro contou com a participação de representantes da equipe técnica do Hospital Geral Prado Valadares; do Núcleo Regional Sul de Saúde; da Unidade de Pronto Atendimento 24 Horas, e serviu de alerta à sociedade, apresentando os atuais dados técnicos sobre o enfrentamento da pandemia, como o número de novos casos por semana, desde o mês de março de 2019 até os dias atuais; as faixas etárias mais atingidas pela doença, que são as pessoas de 30 a 39 anos e de 40 a 49 anos; os dados que foram apresentados indicam, também, que a maioria das pessoas que foram a óbito eram portadoras de comorbidades ou seja, já possuíam doenças pré-existentes.

A reunião também abriu espaço para a participação dos presentes, que explanaram sobre o tema, fizeram questionamentos e apresentaram sugestões sobre os protocolos de saúde, implementados no município. Novos encontros deverão ser agendados, dando prosseguimento à discussão coletiva sobre as ações estratégicas de enfrentamento da pandemia, com vistas à diminuição da propagação do vírus.

Jornalista José Raimundo é desligado do quadro de funcionários da TV Bahia e lamenta: ”Inevitável”

/ Imprensa

”Se tem uma coisa que me maltrata é a despedida”. Foto: TV Bahia

O jornalista José Raimundo informou que foi desligado do quadro de funcionários da TV Bahia, nesta quinta-feira (7). Em publicação no Instagram, o repórter se despediu da emissora e lamentou a demissão.

”Se tem uma coisa que me maltrata é a despedida. Mas como é inevitável, comunico o meu desligamento da TV Bahia. É aquela velha e conhecida regra: relação de trabalho só se mantém quando as duas partes querem. Foram 31 anos de dedicação exclusiva, intensa. Uma estrada longa, enladeirada, sinuosa, surpreendente, como costuma impor a prática do bom jornalismo na TV. Na bagagem, uma trajetória que me honra, histórias inesquecíveis e a impagável convivência de companheirismo e aprendizado.”, escreveu.

”Levo dos colegas e amigos que cultivei, além da saudade, o apreço, a gratidão, a admiração, o desejo de que sejam sempre felizes. O horizonte é indefinido por enquanto. E desafiador. É hora de pensar e avaliar. E daqui a pouco pegar a estrada novamente. Aliás, novas estradas pela frente. E ainda muita história pra contar”, completou.

Além de Zé Raimundo, os repórteres Jony Torres, da TV Bahia, e Raphael Marques, da TV Santa Cruz, ambas afiliadas da Rede Globo, também foram demitidos. Segundo o site bahia.ba, ainda foram desligados funcionários do setor de transporte da TV Santa Cruz.

Até o momento, a emissora ainda não se pronunciou sobre as demissões. No ano passado, a Rede Bahia justificou uma demissão em massa que ocorria na empresa como ”resenho no seu portfólio de produtos”.

Lewandowski dá 5 dias para Pazuello explicar sobre estoque de insumos para vacinação contra Covid

/ Justiça

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), deu cinco dias para que o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, apresente explicações sobre os insumos necessários à vacinação contra a covid-19.

Lewandowski atendeu a um pedido feito pelo partido Rede Sustentabilidade, que acionou o Supremo para que o governo comprove ”o estoque de seringas e agulhas da União e dos respectivos Estados para a condução especificamente da vacinação”.

A decisão foi divulgada hoje (7) durante uma coletiva de imprensa de Pazuello, no Palácio do Planalto, para falar sobre a imunização da população contra o coronavírus.

Jequié registrou mais 1 óbito por Covid, de um homem com histórico dê comorbidades

/ Jequié

Homem de 70 anos morreu no Prado. Foto: Blog Marcos Frahm

A Prefeitura de Jequié, através da Secretaria de Saúde, emitiu nesta quinta-feira (7) o boletim do coronavírus, informando que houve o registro de mais 1 óbito, sendo um homem, de 70 anos, residente no Jequiezinho, com histórico de Diabetes Mellitus e Hipertensão Arterial e que estava internado no HGPV, elevando para 188 o número de mortes, desde o início da pandemia.

Nas últimas 24 horas foram registrados mais 64 novos casos, perfazendo um total de 8.297 pessoas confirmadas com a doença, até agora. 7.301 pacientes encontram-se recuperados e não apresentam mais os sintomas da doença.

Conforme os dados repassados pelo HGPV e pelo Hospital São Vicente, a taxa de ocupação geral dos leitos de UTI/adulto segue em 96%. Destes, 12 leitos estão ocupados por residentes de Jequié e 16 leitos ocupados por pessoas de outros municípios.