Jequié: Zé Cocá quer trazer confiança do investidor de volta, mas descarta programa de renda mínima

/ Eleições 2020

Zé Cocá fala sobre suas propostas para Jequié. Foto: BNews

O deputado estadual Zé Coca (PP) quer trazer de volta a confiança dos investidores no município de Jequié, no Sudoeste baiano. Em entrevista ao site BNews nesta terça-feira (3), o candidato à prefeitura também descartou um programa de transferência de renda mínima.

”Até porque Jequié não tem nem receita pra isso. Quem disser que vai fazer, pra mim, é mentira”, disse Zé Cocá.

A reportagem tentou contato com outros candidatos à prefeitura de Jequié para entrevista presencial no município, mas não obteve sucesso.

Confira abaixo a entrevista com o candidato Zé Cocá (PP) na íntegra:

BNews: Qual ponto do seu plano de governo o senhor destacaria?

Zé Cocá: O primeiro passo de Jequié é a cidade ser acreditada. O cidadão não acredita que a gestão vai dar certo. Pra mim, o principal ponto é você ver a prefeitura equipada, pra gerar confiança, fazer obras. Crédito é o que o município precisa. Equalizar contas, ter equipe administrativa rápida…Jequié tem sido um cabide de emprego. Cada secretário de Jequié não são das áreas. Jequié tem feito gestão incompetente, mesmo.

BNews: O senhor, então, vai ter que fazer cortes…

Zé Cocá: A primeira medida enérgica é diminuir contratos, terceirizados, diminuir cargos comissionados. Se você não fizer isso, é impossível administrar Jequié. Não adianta dize que vai fazer isso na saúde, isso na infraestrutura, na educação. Temos, então, tomar primeiro essas medidas, para conseguir o mínimo para pagar as contas. Precisamos resgatar a capacidade de investimento.

BNews: Em seu plano de governo, o senhor fala em trazer a ”participação popular” para a saúde e gestão. Como seria isso?

Zé Cocá: Você não administra sozinho. Você tem que buscar os bairros, as ruas. Você, primeiro, tem que organizar as entidades e ir pros bairros, mesmo. Quando a gente fala em ‘participação popular” é ouvir os anseios. A população de Jequié não cobra grande obras, só cobra coisa básica. Era pra gente tá falando em assistência técnica, melhorar saúde, educação…

BNews: Como o senhor pensa em lidar com a geração de emprego e renda, caso seja eleito?

Zé Cocá: Os fechamentos…Ninguém fez nada 100%, porque não tinha estudos, fizeram para prevenção, e prejudicou bastante. Se Jequié não começar a desenvolver, você não tem como atrair. Se a cidade não se fortalece, não traz investidor para dentro. O fortalecimento do comércio de Jequié é se tornar a capital da região novamente. O comércio tem enfraquecido porque serviço público está ruim. O setor industrial todo está indo pra Conquista. A gente não tem um aeroporto regional. Qual empresa que vem pra uma cidade que não tem prosperidade? Nenhuma cidade no Brasil que tem potencial hidráulico desse não é potencial em produção agrícola. Só acontece Jequié.

BNews: O senhor pensa em um programa de renda mínima?

Zé Cocá: Inicialmente, não vou dizer que iremos fazer. Até porque Jequié não tem nem receita pra isso. Quem disser que vai fazer, pra mim, é mentira. O que precisamos é atrair investimento, trazer microempreendedores. A gente fica sempre de olho na grande empresa, mas não olha nosso potencial.

BNews: Como o senhor avaliou essa discussão entre flexibilização e isolamento social? Virou uma discussão política, infelizmente.

Zé Cocá: Aqui em Jequie foi feito tudo de cima pra baixo. A prefeitura não discutiu com a população. Sou contra esse fechamento total. Você evitar aglomeração…tinha estabelecimento que tinha de fechar mesmo, como bares. O que aconteceu foi um choque muitos além disso. Aqui chegou até a barrar o acesso ao comércio com barreiras. Isso não existe. Tínhamos que criar critérios pro povo não aglomerar. O maior problema não é sair às ruas, é aglomerar. Claro que isso não é um problema de um gestor, ou de outro, é do mundo. Errou tentando acertar, acertou também.

BNews: Qual sua opinião sobre a volta às aulas? O governador até autorizou o retorno a partir desta terça (3) para o ensino superior.

Zé Cocá: Essa, pra mim, é a decisão mais complicada que tem. Dizer para as crianças pra não aglomerarem é quase impossível. O não retorno às aulas tem prejudicado muito, o retorno pode prejudicar muito mais. Acho que tem que ser discutido com muita paciência. Sentar município, governo do estado e governo federal. A questão da aula remota, por exemplo. Aula remota precisa de qualidade da internet, não é só ter internet. Acho que é um tema que tem que ser muito mais discutida.

BNews: O senhor também é deputado estadual. Como tem visto esse imbróglio envolvendo à presidência da Assembleia Legislativa entre PP e PSD?

Zé Cocá: Isso é uma luta grande. Eu fui poucas vezes a Salvador nesses últimos dias. Não conversei sobre isso nem com o vice-governador João Leão (PP) nem com o governador Rui Costa (PT). Acho que são grupos maduros, o João Leão tem ótima relação com Rui. Eles vão se acertar. Tenho certeza que Rui e Leão irão se acertar ainda neste ano, e o próximo presidente da Assembleia será o melhor para a Bahia.

Jotinha morre após falência de múltiplos órgãos em decorrência da Covid-19, diz secretário de Saúde

/ Entretenimento

humorista José Luiz Almeida da Silva, Jotinha. Foto: Rede social

Morreu no começo da noite desta quinta-feira (5), o humorista José Luiz Almeida da Silva, mais conhecido como Jotinha. Segundo uma publicação feita pelo secretário de Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, nas redes sociais, a morte foi ocasionada pela falência de múltiplos órgãos, em consequência da Covid-19.

Ainda na publicação, o secretário disse: ”Meus sentimentos à família enlutada e a todos que o admiravam”.

Além da anúncio feito pelo secretário, um vídeo postado no Instagram do humorista divulgou a notícia com os seguidores.

”Eu venho dá a notícia a vocês. Eu acho que nenhum de vocês queria ouvir, e eu também não queria dar para vocês. Mas ele faleceu gente. Acabei de saber. A gente está aqui na porta da casa dele, tomando os cuidados para, primeiro confortar a minha avó, e, depois saber a notícia”.

Jotinha estava em coma, internado em uma unidade de saúde particular de Santo Antônio de Jesus, no recôncavo da Bahia, desde terça-feira (3), quando apresentou problemas respiratórios. Na tarde desta quinta, o perfil oficial do humorista divulgou que ele estava com Covid-19.

A postagem, que mostra o resultado do exame positivo para o novo coronavírus, foi seguida da legenda: ”Acabamos de receber o resultado do exame. Infelizmente, deu positivo para a Covid-19”.

Também nesta quinta, Fábio Vilas-Boas afirmou que não tinha como transferir o Jotinha para um hospital na capital baiana. O comentário foi em resposta ao humorista Tirullipa, que fez um apelo nas redes sociais para que as autoridades fizessem a transferência do homem.

”Infelizmente, Tirullipa, a situação clínica do nosso Jotinha é muito grave e não há condições de remoção por UTI aérea para Salvador. Felizmente, o Hospital Incar, onde está internado em Santo Antônio de Jesus, possui todos os recursos”, escreveu o secretário em uma rede social.

Jotinha tinha mais de 1 milhão de seguidores somente no Instagram e ganhou projeção na internet por causa do seu tom de voz, o jeito debochado de comentar sobre futebol e a maneira bem humorada de ”cornetar” os amigos nos grupos de Whatsapp. Com informações do G1

Bahia registra 3.377 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas, diz boletim da Sesab

/ Bahia

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 3.377 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,9%) e 2.317 recuperados (+0,7%). Dos 359.130 casos confirmados desde o início da pandemia, 345.431 já são considerados recuperados e 5.968 encontram-se ativos. A base de dados completa dos casos suspeitos, descartados, confirmados e óbitos relacionados ao coronavírus está disponível em https://bi.saude.ba.gov.br/transparencia/.

Para fins estatísticos, a vigilância epidemiológica estadual considera um paciente recuperado após 14 dias do início dos sintomas da Covid-19. Já os casos ativos são resultado do seguinte cálculo: número de casos totais, menos os óbitos, menos os recuperados. Os cálculos são realizados de modo automático.

Os casos confirmados ocorreram em 417 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (25,93%). Os municípios com os maiores coeficientes de in

vcidência por 100.000 habitantes foram: Ibirataia (8.751,31), Almadina (6.625,18), Itabuna (6.573,40), Madre de Deus (6.495,05) e Aiquara (6.252,81)

O boletim epidemiológico contabiliza ainda 736.538 casos descartados e 83.835 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas desta quinta-feira (05/11).

Na Bahia, 29.283 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

Óbitos
O boletim epidemiológico de hoje contabiliza 20 óbitos que ocorreram em diversas datas, conforme tabela abaixo. A existência de registros tardios e/ou acúmulo de casos deve-se a sobrecarga das equipes de investigação, pois há doenças de notificação compulsória para além da Covid-19. Outro motivo é o aprofundamento das investigações epidemiológicas por parte das vigilâncias municipais e estadual a fim de evitar distorções ou equívocos, como desconsiderar a causa do óbito um traumatismo craniano ou um câncer em estágio terminal, ainda que a pessoa esteja infectada pelo coronavírus.

O número total de óbitos por Covid-19 na Bahia desde o início da pandemia é de 7.731, representando uma letalidade de 2,15%. Dentre os óbitos, 56,05% ocorreram no sexo masculino e 43,95% no sexo feminino. Em relação ao quesito raça e cor, 54,30% corresponderam a parda, seguidos por branca com 18,01%, preta com 15,05%, amarela com 0,74%, indígena com 0,10% e não há informação em 11,81% dos óbitos. O percentual de casos com comorbidade foi de 71,93%, com maior percentual de doenças cardíacas e crônicas (74,68%).

HGPV e Corpo de Bombeiros reúnem-se para alinhar o fluxo de recebimento de pacientes

/ Jequié

Reunião entre representantes do HGPV e Bombeiros. Foto: Divulgação

Foi realizada no Hospital Geral Prado Valadares – HGPV, em Jequié, nesta quarta-feira (4), uma reunião com a finalidade de fazer o alinhamento do fluxo de recebimento de pacientes atendidos pela Unidade de Resgate UR-14 do 8° Grupamento de Bombeiros Militar.

Bastante produtivo, o encontro contou com a participação do comandante do Corpo de Bombeiros, Major BM Cleber Bahia e do chefe da SPO do 8° GBM, Cap BM Costa Souza; da diretora geral do Prado Valadares, Deborah Martins; do diretor administrativo Gerbti Guimarães, além de Roberval Leite, Gabriel Oliveira e Yani Moitinho.

Jaguaquara: Candidata a prefeita não comparece à sabatina de rádio e alega motivos familiares

/ Eleições 2020

Rádio Comunitária faz sabatina com candidatos. Foto: Toni Ribeiro

A candidata a prefeita de Jaguaquara pelo PP não compareceu à sabatina marcada para esta quinta-feira (5), na Rádio Comunitária Jaguar FM 104.9, instalada no Centro da cidade.

Integrantes da Coligação representada por Edione Agostinone teriam confirmado que a candidata participaria da série de entrevistas com os prefeituráveis, que concordaram com os termos de participação.

Cada candidato tem o tempo de 01 hora para expor suas propostas e responder a perguntas dos radialistas que apresentam o programa Rádio Revista, que vai ao ar de segunda a sexta-feira, a partir das 12h.

O candidato do PSD à Prefeitura, Raimundo do Caldo, abriu a rodada de entrevistas na terça-feira (3), Pedro Bernardino do PSL foi o entrevistado de quarta-feira (4) e hoje seria Edione, mas a candidata desistiu.

Em comunicado, conforme informou no ar os radialistas da emissora, que disseram terem sido surpreendidos com a ausência da candidata, a Coligação Pra Jaguaquara Seguir Avançando justificou que, por motivos familiares, superiores, a candidata não poderia estar presente.

Nesta sexta-feira (6), a Rádio Comunitária finaliza a série de entrevistas, com a participação do candidato do Podemos, Flavinho Souza.

MP-BA denuncia por violência doméstica e ameaça homem filmado agredindo namorada em Ilhéus

/ Justiça

O Ministério Público da Bahia (MP-BA) ofereceu denúncia contra Carlos Samuel Freitas Costa Filho, flagrado em vídeo agredindo a então namorada com diversos socos no rosto, na cidade de Ilhéus, no sul da Bahia. A informação foi confirmada ao site G1 pelo MP-BA nesta quinta-feira (5).

O crime aconteceu no dia 20 de junho, mas o vídeo que mostra as agressões começou a circular nas redes sociais em outubro. As imagens mostram Carlos Samuel atacando a vítima brutalmente com ao menos nove socos no rosto. Mesmo sabendo que estava sendo filmado, o agressor não se intimidou.

Por meio de nota, o MP-BA informou que a denúncia foi oferecida à Justiça pelos crimes de ameaça e lesão no contexto de violência doméstica. Além disso, o documento também consta denúncia por vias de fato, que é uma contravenção penal.

O MP-BA detalhou que Carlos Samuel Freitas Costa Filho foi denunciado por várias ocasiões, não somente a que foi registrada e viralizou na internet. O inquérito do caso foi concluído pela polícia no último dia 29 de outubro.

A mulher agredida relatou à polícia que ficou com dificuldades na visão após as agressões. Ela passou por exames, mas a polícia não divulgou os resultados. Ela está sob acompanhamento psicológico.

No inquérito da polícia constam dois depoimentos essenciais. Uma das testemunhas da agressão, que é a pessoa que registrou em vídeo, está sob proteção da polícia porque foi ameaçada após ter feito as imagens. Outra testemunha é uma ex-vizinha do casal, que também prestou depoimento.

Carlos Samuel Freitas Costa Filho segue detido no Presídio Ariston Cardoso, que fica em Ilhéus. Ele teve prisão preventiva decretada no dia 16 de outubro e chegou a ficar foragido por cerca de cinco dias, mas se entregou à polícia na noite do dia 21 deste mês.

As imagens gravadas por uma moradora mostram Carlos e a vítima perto de um carro, na frente de uma casa. No vídeo, a vítima insinuou que o suspeito já teria a agredido antes, e que ela estaria com a boca machucada. Ela pediu várias vezes para que o homem deixasse o local.

Ainda no vídeo, é possível ver que o homem fala com a mulher que estava gravando a agressão. Carlos Samuel deu a entender que a pessoa que filmava tinha dito que um homem ia descer da casa para contê-lo e grita: ”Cadê o homem que você disse que vai descer? Cadê ele? Manda ele descer que eu quero ver”, disse o suspeito.

Ainda no vídeo é possível ver que a vítima pede que a testemunha não se aproxime. ”Desça não, moço, ele não tem nada. É um ‘Zé Ruela’, não tem nada”, disse a mulher, que faz menção que Carlos não está armado.

Logo depois, a mulher volta a pedir que o agressor vá embora, mas não foi atendida. Ele, então, a agride com uma sequência de nove murros no rosto.

Segundo a Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam) de Ilhéus, Carlos Samuel Freitas tem um longo histórico de agressão a ex-namoradas e mulheres da própria família.

Segundo a Deam, ele tem um longo histórico de agressão a ex-namoradas e mulheres da própria família, resultando em ao menos 11 boletins de ocorrência.

Carlos Samuel também já foi denunciado à polícia por extorquir e ameaçar de morte a própria mãe. Na delegacia consta que a mãe dele registrou a queixa em 2017.

Em uma das queixas, registrada em 2015, a informação é que ele agrediu e manteve uma companheira da época em cárcere privado. Carlos Samuel só foi condenado por violência doméstica uma vez, por um crime denunciado em 2016.

Itabuna: filho do prefeito Fernando Gomes volta a ser preso após ser condenado por homicídio

/ Justiça

Na imagem, o prefeito Fernando Gomes, do PTC. Foto: Reprodução

Filho do prefeito de Itabuna, Fernando Gomes (PTC), Markson Monteiro de Oliveira, conhecido como Marcos Gomes, foi preso novamente na manhã desta quinta-feira (5). Ele foi condenado por homicídio qualificado de um vaqueiro com requintes de tortura no ano de 2006.

Gomes estava foragido da Justiça e havia sido preso preventivamente no dia 20 de outubro, em uma operação conduzida pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA). No entanto, passados sete dias em que havia sido preso, o juiz Alex Vinicius Campos de Miranda revogou a prisão preventiva e determinou a prisão domiciliar com uso de tornozeleira.

O réu, para evitar ser preso, chegou a recorrer até o Supremo Tribunal Federal (STF) durante todo o trâmite do processo.

Após bronca de Jair Bolsonaro, PRF omite coronavírus em nota de pesar sobre agente

/ Brasília

Bolsonaro e agentes da Polícia Rodoviária. Foto: Isac Nóbrega

Depois de receber bronca do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) por mencionar infecções pelo novo coronavírus, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) omitiu a causa da morte de um de seus agentes em nota de pesar.

Publicada na terça-feira (3), o comunicado que lamenta a morte de Flávio José Souza Gomes diz que ele morreu de uma ”enfermidade” que o levou à UTI em 21 de outubro, omitindo que a causa foi Covid-19.

A queixa de Bolsonaro ocorreu em maio, sobre a nota de pesar de outro policial. Semanas depois, o então diretor-geral da órgão foi demitido. As informações são da coluna Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo.

Covid-19: Brasil registra 610 mortes e 23,9 mil casos em 24 horas, diz Ministério da Saúde

/ Brasil

Em 24 horas, as autoridades de saúde registraram 610 mortes e 23.976 novos casos de covid-19. As informações estão na atualização diária do Ministério da Saúde, divulgada na noite desta quarta-feira (4).

Com os novos óbitos notificados, o total de mortes causadas pela a pandemia do novo coronavírus chega a 161.106. Ontem, o painel do Ministério da Saúde contabilizava 160.496 falecimentos. Ainda há 2.295 mortes em investigação.

Com os novos diagnósticos positivos de covid-19 registrados, o número acumulado de pessoas infectadas atingiu 5.590. 025. Ontem, os dados consolidados pelo Ministério davam conta de 5.566.049 pessoas com covid-19 desde o começo da contagem.

Conforme a atualização do Ministério da Saúde, ainda há 364.575 pacientes em acompanhamento. Outras 5.064.344 pessoas já se recuperaram da doença, ou seja, 90,6% do total de infectados.

Covid-19 nos estados

Os estados com mais mortes são São Paulo (39.549), Rio de Janeiro (20.759), Ceará (9.370), Minas Gerais (9.069) e Pernambuco (8.667). As Unidades da Federação com menos casos são Roraima (693), Acre (696), Amapá (751), Tocantins (1.105) e Rondônia (1.464).

Chorando, família de Jotinha pede doações para manter o artista na UTI de hospital particular

/ Entretenimento

Humorista Jotinha segue internado em UTI. Foto: Reprodução

A família do influenciador digital Jotinha está pedindo ajuda na internet para conseguir manter o artista no Hospital Incar, em Santo Antônio de Jesus. Em um vídeo postado no Instagram, o sobrinho e a mãe do humorista avisam que a ”situação não é boa” e, chorando, pedem que as pessoas contribuam com qualquer valor.

Jotinha está internado na UTI com adoecimento respiratório agudo. ”Meu filho está passando mal”, afirma a mãe do influenciador digital.

Em outra postagem, o perfil do artista explica que ele não tem plano de saúde e as despesas do hospital são muito altas. ”Contamos com a sua colaboração para seguir com o tratamento. Ajude com o que puder, qualquer quantia será bem-vinda”, completa a mensagem. *BNews

Quem puder ajudar, os dados bancários disponibilizados foram:
Banco BRADESCO (conta poupança)
José Luiz Almeida da Silva
CPF: 743.142.705-00
Conta: 1002432-3
AG: 3637-4

Em Salvador, Bruno Reis não vai a debate e é criticado por Hilton Coelho; ”mentiroso e fujão

/ Eleições 2020

Hilton é candidato pelo PSOL. Foto: reprodução TVE Bahia/YouTube

O candidato à prefeitura de Salvador, Hilton Coelho (PSOL), também criticou a ausência de Bruno Reis (DEM) no debate promovido pela Associação Bahiana de Imprensa (ABI) em parceria com a Ordem dos Advogados da Bahia (OAB-BA), na noite desta quarta-feira (04). O prefeiturável alfinetou o democrata e o chamou de ”mentiroso”.

”Eu queria dizer que seria muito importante que o candidato fujão estivesse aqui. Porque ele mentiu no debate anterior, dizendo que resolver o problema do desemprego. Aliás, eu queria mandar um recado para você [Bruno Reis]: que covardia. Ainda dá tempo de você vir para o debate. Eu tenho certeza que você está aí morrendo de medo, mas está ao vivo o debate, venha para o debate. Que currículo é esse, candidato? Mentiroso e fujão”, disparou.

Antes dele, Cezar Leite (PRTB) também criticou o candidato por não participar do debate e classificou a ausência de Reis como ”fuga das galinhas”.