Morre em hospital, aos 41 anos, o ex-Menudo Anthony Galindo, após tentativa de suicídio

/ Entretenimento

Anthony estava internado nos Estados Unidos. Foto: Rede social

Morreu neste sábado (3), aos 41 anos, o ex-integrante do grupo Menudo, Anthony Galindo. Ele estava internado em um hospital nos Estados Unidos, há seis dias, depois de uma tentativa de suicídio. A confirmação do falecimento foi dada pela família do cantor venezuelano através das redes sociais. Cumprindo a vontade do artista, a família fez a doação dos órgãos do cantor.

”Com uma dor muito profunda queremos comunicar que no dia de hoje morreu nosso querido Anthony Galindo, depois de 6 dias onde os médicos fizeram o humanamente possível pela sua vida. Agradecemos por todas as orações e apoio nesses momentos tão difíceis para nossa família e para tantas pessoas que tiveram a oportunidade de conhecê-lo na vida pessoa e como artista”.

Conhecido como Papi Joe, o cantor de 41 anos tinha um quadro depressivo, que foi agravado nos últimos meses com a pandemia de Covid-19, segundo a família. ”Anthony estava sofrendo com períodos de depressão. Todos sabem da sua grande paixão pela música. A depressão se acentuou com a pandemia e resultou em uma decisão drástica e infeliz”, explicou a família em um comunicado de quando ele foi internado.

Goleiro Alisson se machuca, e Tite convoca Ederson para estreia do Brasil em eliminatórias

/ Esporte

É o segundo corte na seleção Brasileira. Foto: Reprodução

O técnico Tite terá um desfalque importante nas primeiras rodadas das eliminatórias para a Copa do Mundo. O goleiro Alisson se machucou em um treino do Liverpool e teve que ser cortado do elenco da seleção. Ederson, do Manchester City, foi chamado para substituí-lo, segundo o site da ESPN.

Segundo a publicação, Alisson sofreu uma lesão no ombro esquerdo e está fora do jogo do Liverpool deste domingo diante do Aston Villa. O médico Rodrigo Lasmar não falou sobre prazo de retorno, mas avisou que ele não teria tempo de se recuperar para os treinos e para os jogos.
Ederson vai se juntar aos outros dois goleiros já convocados anteriormente: Weverton, do Palmeiras, e Santos, do Athletico-PR. Resta saber quem será o titular.

É o segundo corte na convocação. Antes, Gabriel Jesus já havia se lesionado e dado espaço a Matheus Cunha.

A seleção brasileira se apresenta nesta segunda e estreia nas eliminatórias na sexta-feira, diante da Bolívia, em São Paulo. Na terça-feira, duela contra o Peru fora de casa.

Confira abaixo a lista de convocados:

GOLEIROS: Ederson (Manchester City); Santos (Athletico-PR); Weverton (Palmeiras).

LATERAIS: Danilo (Juventus), Gabriel Menino (Palmeiras), Alex Telles (Porto), Renan Lodi (Atlético de Madrid);

ZAGUEIROS: Thiago Silva (Chelsea), Marquinhos (Paris Saint-Germain); Felipe (Atlético de Madrid), Rodrigo Caio (Flamengo);

MEIAS: Casemiro (Real Madrid); Fabinho (Liverpool); Bruno Guimarães (Lyon); Douglas Luiz (Aston Villa); Philippe Coutinho (Barcelona); Everton Ribeiro (Flamengo);

ATACANTES: Matheus Cunha (RB Leipzig), Rodrygo (Real Madrid); Neymar (Paris Saint-Germain); Everton (Benfica); Roberto Firmino (Liverpool), Richarlison (Everton).

Exames toxicológicos já flagraram drogas em 170 mil motoristas nas estradas brasileiras

/ Trânsito

”Pegue uma carga de banana aqui na Bahia para levar até Belém e pare para dormir para ver o que acontece com a banana.” É assim que um caminhoneiro justifica, em uma rede social, a necessidade de tomar rebite, tipo de anfetamina também chamado pela categoria de bolinha ou arrebite, para se manter acordado.

”Qualquer um sabe que no transporte de frutas e verduras a viagem tem que ser rápida. Não pode perder tempo. Se for seguir a lei, a carga está perdida”, diz outro.

Desde 2016, quando o exame toxicológico, teste para detectar drogas no organismo, passou a ser exigido para motoristas profissionais que trabalham com caminhões, carretas ou ônibus, 170 mil motoristas já foram flagrados com algum químico ilegal no corpo, segundo dados do SOS Estradas, programa ligado à segurança viária, com dados da associação brasileira de laboratórios de toxicologia.

Apesar do rebite ter ficado popular, é a cocaína a droga mais detectada nesses exames, com 68% das detecções. Opiáceos (derivados do ópio, como heroína) são 21%, seguidos por maconha e anfetamina.

O exame toxicológico é feito com cabelo do motorista e detecta o uso contínuo de substâncias químicas nos 90 dias anteriores à coleta. Passou a ser exigido em 2016 para motoristas das categorias C, D e E (caminhões, carretas, ônibus e vans, entre outros), mas enfrentou questionamento nos tribunais e resistência dos caminhoneiros, que até hoje reclamam do preço alto do exame, que pode passar dos R$ 200. Também houve questionamento por não ser eficaz para impedir que o motorista se drogue antes de viajar, apenas exigir um planejamento para não se drogar antes de fazer o teste.

O governo Bolsonaro tentou acabar com essa exigência no projeto de lei que enviou ao Congresso no ano passado que altera o Código de Trânsito Brasileiro. No texto que foi aprovado pelos deputados e senadores, porém, o exame voltou a ser exigido. O texto (que inclui outras mudanças como aumento da validade da CNH) depende de sanção presidencial para virar lei.

Wallace Landim, o Chorão, caminhoneiro que ganhou notoriedade como liderança da categoria após a greve de 2018, diz que é a favor do exame, mas contrário à forma como é feito hoje. ”O valor é exorbitante, a lei onera o trabalhador. E deveria ser obrigatório não só para os caminhoneiros, mas para todos os motoristas, que também bebem, usam drogas e saem dirigindo. Não é só a questão do exame, para melhorar a segurança nas estradas é preciso investir em infraestrutura”, diz.

O rebite hoje virou até piada entre caminhoneiros, que fazem paródias como ”batatinha quando nasce nós pomos no caminhão, rebite quando bate acelera o coração” e publicam vídeos no YouTube em alta velocidade.

Para Cajau Antonelli, 46, que também publica nas redes histórias da sua vida na estrada, isso só prejudica a categoria. ”Nós fazemos um trabalho de formiguinha e essa turma rema contra a maré. A gente quer combater isso até de uma forma política, estamos propondo que publicar vídeos de infração de trânsito também seja crime”, diz ele.

Antonelli chama o exame toxicológico de ”mal necessário”. ”Causa impacto, gera um custo, logicamente ninguém. Mas o benefício é maior, eu chamo isso de investimento. Eu me sinto mais seguro na estrada sabendo que a chance de outro motorista estar usando drogas é menor”, diz.

Há, principalmente, diz ele, outro fator: concorrência desleal. ”A pessoa que usa droga trabalha dobrado, sem se preocupar com saúde, segurança, e produz mais [dirige por mais horas sem parar]. Para muitos patrões, só importa o resultado. É injusto com quem trabalha de cara limpa, como eu”, diz ele, que também cita o fato de que muitos dos motoristas que se submetem a essas condições também transportam drogas para o crime organizado, o que torna sua carga regular ainda mais barata, já que ele terá outros lucros.

Por lei, motoristas podem fazer jornadas de até 12 horas (caso haja acordo coletivo, que permite até 4 horas extras além das 8 horas usuais), com intervalos obrigatórios de descanso. Cargas vivas (transporte de animais, como galinhas ou porcos) ou perecíveis (frutas e verduras) são exceções e não há jornada máxima estabelecida em lei.

Para o procurador do trabalho Paulo Douglas, a lei é ”hipócrita, fala até em pontos de parada, quando sabemos que nada disso existe na maior parte da malha rodoviária do Brasil. Os motoristas hoje trabalham em condições extremamente adversas, com jornadas exaustivas e, na minha avaliação, em condições análogas à escravidão”, diz.

Douglas pesquisa regularmente o uso de drogas em estradas e viu o índice de positividade (porcentagem de motoristas com drogas no corpo) em Mato Grosso do Sul, onde atua, cair de 34% em 2015 para 14% em 2019, redução que ele credita à obrigatoriedade do exame toxicológico.

”O índice de aceitação do exame é alto, mesmo entre os que o resultado deu positivo. Foi de 79% na última pesquisa. Isso acontece porque não são motoristas que usam drogas para fins recreativos, porque gostam, mas pela necessidade de cumprir jornadas de trabalho desumanas”, afirma.

Os dados do levantamento da SOS Estradas mostram que na categoria D da CNH, que permite o transporte de pessoas, como ônibus, onde há mais flagrantes de uso de drogas pelos exames toxicológicos.

”O transporte de milhões de brasileiros também entra em risco quando os motoristas de ônibus também usam drogas”, diz Rodolfo Rizzotto, coordenador do SOS Estradas. ”E esses veículos não são parados nas operações de Lei Seca, porque é complicado operacionalmente fazer isso”.

Letícia Pineschi, da Abrati (Associação das Empresas de Transporte Terrestre de Passageiros), diz que as empresas do setor fazem exames periódicos e aleatórios com motoristas, além da obrigatoriedade do teste para os profissionais, e o controle tem que ser rígido pelo alto custo dos acidentes.

”Tem o custo das vidas humanas, que é incalculável, e tem os veículos que chegam a custar R$ 1,3 milhão. O exame toxicológico reduz absurdamente o custo da operação [ao evitar acidentes]”, diz ela. O alto índice de positivo na categoria pode refletir o problema do transporte clandestino ou dos ônibus de fretamento, afirma ela.

Marcos Bicalho, diretor administrativo da NTU (empresas de transporte urbano), diz que o problema é menor dentro das cidades, onde as jornadas são controladas e mesmo as velocidades dos veículos são bem menores. *Folhapress

Bahia registra 729 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas, diz boletim da Sesab

/ Bahia

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 729 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,2%) e 842 curados (+0,3%). Dos 315.440 casos confirmados desde o início da pandemia, 301.922 já são considerados curados e 6.593 encontram-se ativos. A base de dados completa dos casos suspeitos, descartados, confirmados e óbitos relacionados ao coronavírus está disponível em https://bi.saude.ba.gov.br/transparencia/.

Para fins estatísticos, a vigilância epidemiológica estadual considera um paciente recuperado após 14 dias do início dos sintomas da Covid-19. Já os casos ativos são resultado do seguinte cálculo: número de casos totais, menos os óbitos, menos os recuperados. Os cálculos são realizados de modo automático.

Os casos confirmados ocorreram em 417 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (27,67%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram Ibirataia (6.792,06), Almadina (6.515,37), Madre de Deus (6.144,22), Itabuna (6.094,09), São José da Vitória (5.497,61).

O boletim epidemiológico contabiliza ainda 629.361 casos descartados e 76.838 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas deste domingo (4).

Na Bahia, 26.376 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

Óbitos

O boletim epidemiológico de hoje contabiliza 35 óbitos que ocorreram em diversas datas, conforme tabela abaixo. A existência de registros tardios e/ou acúmulo de casos deve-se a sobrecarga das equipes de investigação, pois há doenças de notificação compulsória para além da Covid-19. Outro motivo é o aprofundamento das investigações epidemiológicas por parte das vigilâncias municipais e estadual a fim de evitar distorções ou equívocos, como desconsiderar a causa do óbito um traumatismo craniano ou um câncer em estágio terminal, ainda que a pessoa esteja infectada pelo coronavírus.

O número total de óbitos por Covid-19 na Bahia desde o início da pandemia é de 6.925, representando uma letalidade de 2,20%. Dentre os óbitos, 55,73% ocorreram no sexo masculino e 44,27% no sexo feminino. Em relação ao quesito raça e cor, 53,79% corresponderam a parda, seguidos por branca com 17,26%, preta com 15,26%, amarela com 0,79%, indígena com 0,12% e não há informação em 12,78% dos óbitos. O percentual de casos com comorbidade foi de 72,03%, com maior percentual de doenças cardíacas e crônicas (75,74%).

Médico, prefeito de Alagoinhas promove aglomeração durante inauguração de comitê de campanha

/ Política

Evento foi realizado na noite da última sexta-feira. Foto: Rede social

Na noite de sexta-feira (2), o prefeito de Alagoinhas, Joaquim Neto (PSD), protagonizou cenas de desrespeito aos decretos municipais que visam conter o avanço do novo coronavírus. Médico, o chefe do Executivo municipal, que tenta a reeleição, foi visto em meio a uma multidão durante inauguração do comitê de campanha.

Em vídeos que circulam nas redes sociais, é possível ver, inclusive, o prefeito sendo carregado na aglomeração por apoiadores (Vídeo abaixo). As imagens também mostram dezenas de pessoas sem respeitar o distanciamento previsto para evitar contaminações.

Um evento realizado horas antes, com a presença do secretário Gustavo Carmo, o líder da bancada governista na Câmara, vereador Cleto da Banana (PTC), além de cargos de confiança da prefeitura, também foi marcado por aglomerações. Nas imagens publicadas no Portal A TARDE Joaquim Neto aparece usando máscara.

Prateleiras desabaram em mercado e deixando um morto e feridos em São Luís/MA

/ Nordeste

Caso ocorreu no Mix Mateus Atacarejo em São Luís. Foto: Rede social

Uma pessoa morreu e ao menos quatro ficaram feridas em desabamento de prateleiras do mercado Mix Mateus Atacarejo em São Luís (MA) na noite de sexta-feira (2). Equipes dos bombeiros trabalham na remoção dos escombros e em busca de outras vítimas.

O acidente ocorreu por volta das 20h, quando o mercado estava lotado de clientes, conforme imagens do circuito interno, divulgadas em redes sociais. As gôndolas começaram a cair em um dos corredores, num efeito dominó, próximo dos caixas. Há relatos não oficiais de que um operador de empilhadeira fazia o serviço de carga e descarga de mercadorias.

A assessoria de Imprensa da rede de supermercados divulgou nota sobre o acidente:

O Grupo Mateus lamenta informar que na noite dessa sexta-feira, 2 de outubro, houve um acidente no Mix Atacarejo da Curva do 90 no bairro do Vinhais.

Imediatamente, todas as autoridades de segurança pública do estado foram acionadas e prontamente iniciaram o trabalho de apoio e, neste momento, realizam o resgate e o socorro dos feridos.

O Grupo Mateus reforça que, neste momento, o que importa é o resgate dos envolvidas no acidente, o apoio às vítimas e seus familiares.

Com atividades de campanha proibidas, candidatos em Itiruçu focam em lives as redes sociais

/ Eleições 2020

Candidato Ailton Cezarino e a sua vice Lis Assis realizaram live

Um acordo entre coligações partidárias e Ministério Público (MP) proíbe comícios e carreatas nos municípios de Maracás, Planaltino, Lagedo e Itiruçu. Os candidatos a cargos eletivos e representantes das coligações nessas cidades assumiram o compromisso de não promover eventos eleitorais que acarretem aglomeração em número superior a 100 pessoas em reuniões, comícios, carreatas, caminhadas ou em qualquer atividade realizada durante o período da campanha eleitoral, enquanto perdurar a pandemia do Coronavírus, conforme prevê o decreto estadual.

Com isso, os políticos nas respectivas cidades da área de jurisdição da comarca de Maracás, terão que utilizar a internet como principal ferramenta para alcançar o eleitor. E é nela, na web, onde vai se discutir e formar opinião sobre os candidatos e as eleições como um todo.

A importância do uso das redes sociais como meio de propaganda da campanha eleitoral é inclusive parte das estratégias de muitos candidatos, não apenas para conquistar o eleitor, mas para superar os adversários, priorizando a criatividade para chamar a atenção.

Lorena Di Gregório recebeu em live o deputado Jorge Solla

Em Itiruçu, um dos municípios onde não se pode realizar comícios e carreatas, os dois postulantes ao cargo de chefe do Executivo, o ex-prefeito Ailton Cezarino (PSB) fez live com a participação de seus seguidores e teve como convidada a sua companheira de chapa, Lis Assis (PP). Cezarino, que já foi prefeito, vice-prefeito e vereador disse estar preparado, pela experiência na vida pública e fez duras críticas a gestão atual, ressaltando que tem pronto projeto para alavancar a economia da cidade, classificada por ele como principal área para a retomada do crescimento do município.

Paralelamente era realizada uma live pela prefeita Lorena Di Gregório (PSD) e como convidado participava o deputado federal Jorge Solla (PT). Lorena destacou feitos da sua gestão, com ênfase na Educação, tendo afirmado que, ao longo do mandato, não enfrentou protestos de professores, o que segundo ela ocorria na administração anterior e que agora os educadores são valorizados.

Por 10 a 1, STF decide que reserva de verba a candidatos negros vale já nas eleições de 2020

/ Justiça

Os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiram, por 10 a 1, que a reserva proporcional de verba e de tempo de propaganda entre candidatos brancos e negros já valerá para as eleições de 2020. O ministro Marco Aurélio Mello foi o único a votar contra.

De acordo com o relator de um processo sobre o tema, o ministro Ricardo Lewandowski, as novas regras ”prestam homenagem aos valores constitucionais da cidadania e da dignidade humana, bem como à exortação, abrigada no preâmbulo do texto magno, de construirmos, todos, uma sociedade fraterna, pluralista e sem preconceitos”.

A ação foi apresentada pelo PSOL. A votação, feita por meio virtual, se encerrou ontem (2).

Acidente seguido de incêndio na BR116 travou o trânsito e motorista morreu carbonizado

/ Trânsito

Acidente envolveu carro e três carretas. Foto: Leitor/BMF

Quem precisou trafegar pela BR-116 neste sábado (3) entre Jequié e Vitória da Conquista, enfrentou um engarrafamento, que provocou a interdição da via por mais de 05h.

Dois acidentes seguidos de incêndio pararam o trânsito. O mais grave ocorreu no trecho conhecido como Jiboia, entre Jequié e Manoel Vitorino, quando o pneu de um automóvel estourou e o veículo colidiu com uma carreta que seguia no sentido contrário, que também teve um dos pneus estourado e bateu com uma cegonha, que atingiu uma terceira carreta.

Com o impacto da colisão, duas carretas pegaram fogo e um dos condutores, de 38 anos, morreu carbonizado. A Polícia Rodoviária Federal (PRF), que registrou a ocorrência, acionou equipes do 8º Grupamento do corpo de Bombeiros e IML de Jequié, para debelar as chamas e fazer os serviços periciais no local.

O motorista que morreu carbonizado foi identificado como Erisvaldo Bispo Nascimento Júnior, mas a polícia ainda não tem informações sobre a cidade de origem da vítima. Os outros envolvidos sofreram leves escoriações.

O segundo acidente, também envolvendo carretas e seguido de incêndio aconteceu no trecho Entroncamento de Boa Nova. Por conta dos acidentes, o trânsito ficou comprometido na rodovia e só voltou a fluir a partir das 18h.

Sob forte comoção, população de Jaguaquara se despede de comerciante morto em assalto

/ Jaguaquara

José Orlando de Mello Júnior foi sepultado. Foto: Blog Marcos Frahm

O sepultamento do comerciante José Orlando de Mello Júnior, 35, que morreu vítima de latrocínio em Jaguaquara, foi realizado às 11h deste sábado (3), no Cemitério Municipal do bairro Palmeira.

Juninho, como era conhecido, foi baleado durante assalto praticado por um indivíduo que invadiu a sua loja de celulares [JB Cell], localizada na Praça Guilherme Silva, no final da tarde de sexta-feira (2), e socorrido ao Hospital Municipal, mas não resistiu ao disparo de arma de fogo e chegou à unidade hospitalar sem sinais vitais.

No enterro, familiares e amigos prestaram homenagens ao comerciante, que deixou esposa e dois filhos. A ação, inclusive, foi presenciada por funcionários da loja e pela sua companheira, que por pouco não perdeu a vida ao ficar sob a mira de um revólver.

O autor, de cor morena, e que trajava blusa branca, calça jeans e não usava máscara fugiu de moto após o cometimento do crime. A polícia ainda realizada diligência, mas não conseguiu capturar o criminoso. Imagens de câmeras de segurança, que registraram  assalto, são usadas para tentar localizar o indivíduo.

Carro fica destruído após bater de frente com caminhão na BR-242; uma pessoa morreu

/ Trânsito

Acidente aconteceu na BR-22. Reprodução / Blog Braga

Na madrugada deste sábado (3), um acidente na BR-242, trecho da cidade de Luís Eduardo Magalhães, no oeste da Bahia, deixou uma pessoa morta e outra ferida. Um carro ficou completamente destruído após bater de frente com um caminhão na altura do km 872, por volta das 3h.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a vítima que ficou ferida teve lesões graves e foi levada para um hospital da região. Não há detalhes do estado de saúde dele. A identidade das vítimas não foi divulgada. Também não há informações sobre o que pode ter provocado o acidente. As informações são do BNews