Ipiaú: Número infectados desde o início da pandemia do coronavírus é de 1.862, com 1.816 curados

O boletim epidemiológico da Secretaria Municipal de Saúde de Ipiaú, divulgado na noite dessa quarta-feira (16), informa o registro de mais 05 casos confirmados de covid-19 nas últimas 24 horas. Os ativos somam 17, dois deles seguem internados.

O número de pessoas infectadas desde o início da pandemia é de 1.862, das quais, 1.816 são consideradas curadas. Aguardam por realização de testes e resultados de exame laboratorial 76 pessoas.

Dos 6.303 casos notificados, 4.365 foram descartados. O município tem confirmados 29 óbitos em decorrência da covid-19. Com informações do site Giro em Ipiaú

Baiana que não bebe água há mais de 6 meses e que passou por transplantes de rim e pâncreas tem alta

/ Saúde

Larissa sente dores, mas por causa do remédio. Foto: Arquivo pessoal

A esteticista Larissa Medrado, de 31 anos, diagnosticada com falência renal e diabetes, e que não bebe água regularmente desde fevereiro deste ano, recebeu alta médica nesta quarta-feira (16), após passar por transplante duplo de um rim e do pâncreas.

Ela mora em Salvador, mas foi operada em um hospital de São Paulo. O procedimento foi feito pelo SUS, entretanto, para conseguir viajar e se manter na capital paulista, onde terá que fica por cerca de seis meses, ela fez uma vaquinha online que arrecadou mais que o dobro da meta.

De acordo com a mãe de Larissa, Nara Monteiro, a esteticista deixou o hospital por volta das 12h desta quarta. A mãe de Larissa contou que ela não ainda não bebeu água, mas que em breve já poderá.

Elas agora agora devem permanecer em São Paulo por mais alguns meses, em observação, até serem liberadas a voltar para Salvador. Mas ainda assim, terá que retornar periodicamente para fazer revisões.

A cirurgia era muito importante para a melhora do quadro clínico de Larissa. Antes, para sobreviver, ela passava por três sessões de hemodiálise por semana, tomava oito tipos de medicamentos diferentes, o que dava uma média de 20 comprimidos todos os dias, além das injeções de insulina.

Como a esteticista tem diabetes há mais de 20 anos e também foi diagnosticada com falência renal, ela precisava tanto de transplantes de rins, quanto de pâncreas.

Segundo os médicos, a sobrevivência dela, portanto, só estaria garantida quando fizesse o procedimento. A mãe dela foi a doadora de um dos rins. O pâncreas foi de um outro doador. Com informações do G1

Conquista: TRE-BA derruba liminar e libera postagens de Herzem Gusmão nas redes sociais

/ Justiça

Shiela Andrade compõe chapa com Herzem Gusmão. Foto: Divulgação

Uma decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-BA), com relatoria do magistrado Avio Mozer José Ferraz de Novais, derrubou a liminar que determinava a retirada de publicações na conta do Instagram do prefeito Herzem Gusmão (MDB), candidato à reeleição da Prefeitura de Vitória da Conquista.

De acordo com informações publicadas nesta terça-feira (15) pelo Blog do Anderson, a ação foi movida pelo diretório municipal da sua sigla. De acordo com o advogado Ademir Ismerim, ”várias ações com essa motivação foram apresentadas pelo PT e teve infelizmente liminar deferida”.

”Ocorre que a lei assegura ao pré-candidato em sua rede social a divulgar o que fez desde que não fira despesas para o município. Ora sendo as postagens no Instagram e no Facebook privado do prefeito, nenhuma irregularidade”.

”É como eu sempre digo: se a oposição pode falar mal de Herzem, ele pode também falar bem dele. É a lógica”, acrescentou o advogado ao site.

Governador da Bahia vai ao STF contra uso da Força Nacional em assentamento do MST

/ Bahia

Governo baiano ingressou com ação no STF. Foto: Camila Souza

O governo da Bahia ingressou com uma ação nesta quarta-feira (16) no Supremo Tribunal Federal (STF) pedindo, em caráter liminar, a retirada da Força Nacional de Segurança do sul do estado.

O governador Rui Costa (PT) afirma que a guarda federal foi mandada no último dia 3 sem consulta prévia ou solicitação de autoridades locais, ferindo o princípio constitucional da autonomia federativa dos estados.

A Bahia quer que seja anulada a portaria federal que autorizou o emprego da Força Nacional nos municípios de Mucuri e Prado por 30 dias. E reclama ainda que os pedidos de esclarecimentos, feitos ao ministro André Mendonça (Justiça), ficaram sem resposta.

”A ação compromete indelevelmente o princípio federativo, uma vez que determina a invasão da Força Nacional no Estado da Bahia, sem qualquer respaldo constitucional e nem legal”, afirma na peça o procurador-geral do Estado, Miguel Calmon Teixeira de Carvalho Dantas.

”Configura-se, portanto, conflito federativo, que se agrava ainda mais quando o excelentíssimo senhor Ministro de Estado da Justiça e Segurança Pública se omite diante de ofícios encaminhados pelo excelentíssimo senhor governador do Estado da Bahia questionando e repelindo a operação”, conclui.

O governo federal enviou a força nacional a pedido do Incra para desapropriar famílias do assentamento Jacy Rocha, composto por lavradores ligados ao MST (Movimentos dos Trabalhadores Sem-Terra), o que foi visto no estado como uma retaliação política do governo Bolsonaro ao movimento social. Com informações do site Bahia Notícias

Polícia Federal intima Eduardo e Carlos Bolsonaro a depor sobre atos antidemocráticos

/ Política

Filhos do presidente são intimados pela PF. Foto: Reprodução

A Polícia Federal intimou o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) e o vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ) a prestar depoimento — na condição de testemunhas — no âmbito do inquérito que investiga a organização e o financiamento de atos antidemocráticos. O caso, que tramita sob sigilo no Supremo Tribunal Federal (STF), já fechou o cerco sobre deputados, youtubers e influenciadores bolsonaristas.

Em junho, o relator do inquérito, ministro Alexandre de Moraes, afirmou que as investigações da Procuradoria-Geral da República (PGR) apontam a ‘real possibilidade’ de atuação de associação criminosa voltada para a ‘desestabilização do regime democrático’ com o objetivo de obter ganhos econômicos e políticos. A observação consta em decisão de quebra de sigilo decretada pelo ministro no inquérito que apura o financiamento de atos antidemocráticos.

”Os indícios apresentados na manifestação apresentada pela Procuradoria-Geral da República confirmam a real possibilidade de existência de uma associação criminosa”, escreveu Moraes, em decisão que autorizou buscas e apreensões contra apoiadores do governo. O sigilo bancário de dez deputados e um senador, todos bolsonaristas, já foi quebrado no caso. Carlos e Eduardo não foram alvos dessas medidas.

Moraes é responsável por um outro inquérito, que se debruça sobre ameaças, ofensas e fake news disparadas contra integrantes do STF e seus familiares. Como Moraes é relator dos dois processos, um inquérito está subsidiando as investigações do outro.

A reportagem procurou os gabinetes de Carlos e Eduardo Bolsonaro, mas não havia obtido resposta até a publicação deste texto.

Núcleos. A PGR identificou vários núcleos ligados à associação criminosa, sendo eles ‘organizadores e movimentos’, ‘influenciadores digitais e hashtags’, ‘monetização’ e ‘conexão com parlamentares’. Na avaliação da Procuradoria, os parlamentares ajudariam na expressão e formulação de mensagens, além de contribuir com sua propagação, visibilidade e financiamento.

”Os frequentes entrelaçamentos dos membros de cada um dos núcleos descritos acima indiciam a potencial existência de uma rede integralmente estruturada de comunicação virtual voltada tanto à sectarização da política quanto à desestabilização do regime democrático para auferir ganhos econômicos diretos e políticos indiretos”, apontou trecho da manifestação da PGR reproduzida por Moraes. A Procuradoria destacou a existência de ‘abusos e crimes que precisam ser apurados’ no caso. Com informações do Estadão Conteúdo

Bahia registra 2.237 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas, diz boletim da Sesab

/ Bahia

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 2.237 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,8%) e 2.490 curados (+0,9%). Dos 287.685 casos confirmados desde o início da pandemia, 274.617 já são considerados curados e 6.983 encontram-se ativos. A base de dados completa dos casos suspeitos, descartados, confirmados e óbitos relacionados ao coronavírus está disponível em https://bi.saude.ba.gov.br/transparencia/.

Para fins estatísticos, a vigilância epidemiológica estadual considera um paciente recuperado após 14 dias do início dos sintomas da Covid-19. Já os casos ativos são resultado do seguinte cálculo: número de casos totais, menos os óbitos, menos os recuperados. Os cálculos são realizados de modo automático.

Os casos confirmados ocorreram em 416 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (28,85%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram: Ibirataia (6.223,88), Almadina (6.131,04), Itabuna (5.535,99), Madre de Deus (5.210,26), Dário Meira (5.023,34).

O boletim epidemiológico contabiliza ainda 564.654 casos descartados e 69.822 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas desta quarta-feira (16).

Na Bahia, 24.333 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

Óbitos
O boletim epidemiológico de hoje contabiliza 45 óbitos que ocorreram em diversas datas, conforme tabela abaixo. A existência de registros tardios e/ou acúmulo de casos deve-se a sobrecarga das equipes de investigação, pois há doenças de notificação compulsória para além da Covid-19. Outro motivo é o aprofundamento das investigações epidemiológicas por parte das vigilâncias municipais e estadual a fim de evitar distorções ou equívocos, como desconsiderar a causa do óbito um traumatismo craniano ou um câncer em estágio terminal, ainda que a pessoa esteja infectada.

O número total de óbitos por Covid-19 na Bahia desde o início da pandemia é de 6.085, representando uma letalidade de 2,12%. Dentre os óbitos, 55,84% ocorreram no sexo masculino e 44,16% no sexo feminino. Em relação ao quesito raça e cor, 52,79% corresponderam a parda, seguidos por branca com 16,75%, preta com 15,53%, amarela com 0,84%, indígena com 0,10% e não há informação em 14,00% dos óbitos. O percentual de casos com comorbidade foi de 74,68%, com maior percentual de doenças cardíacas e crônicas (76,08%).

Com alta no preço de alimentos, Copom interrompe ciclo de cortes e mantém Selic em 2% ao ano

/ Economia

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central decidiu, por unanimidade, manter a Selic, a taxa básica de juros da economia, em 2% ao ano. É a primeira vez, após nove cortes consecutivos, que a Selic não sofre alteração. Ainda assim, a taxa está no piso da série histórica do Copom, iniciada em junho de 1996.

A decisão era largamente aguardada pelo mercado financeiro. De um total de 48 instituições consultadas pelo Projeções Broadcast, todas esperavam pela manutenção da Selic em 2,00% ao ano no encontro do Copom desta quarta-feira, 16. Para 43 das 48 casas que enviaram estimativas, o mais provável é que o ciclo de reduções da taxa tenha se encerrado em agosto, quando a taxa foi reduzida de 2,25% para 2%.

O Copom voltou a se reunir em meio à alta no preço dos alimentos, de 8,83% em 12 meses até agosto. Esse reajuste não tem apenas um alimento como responsável – a maioria está com preços recordes no campo. Porém, dois chamaram a atenção nos últimos dias: o arroz, com valorização de 19,2% no ano, e o óleo de soja, que subiu 18,6% no período.

O próprio BC, porém, já vinha indicando que a taxa Selic deveria ser mantida estável nesta quarta-feira antes mesmo da recente disparada dos preços dos alimentos.

Em agosto, informou que o País já estaria próximo do nível a partir do qual reduções adicionais na taxa de juros poderiam gerar instabilidade nos preços de ativos (alta do dólar, por exemplo). Assim, sinalizou cautela sobre a possibilidade de novos cortes.

O Copom fixa a taxa básica de juros com base no sistema de metas de inflação. Para 2021, ano no qual o BC já está mirando-as decisões sobre juros demoram de seis a nove meses para ter impacto pleno na economia -, a meta central de inflação é de 3,75% e será oficialmente cumprida se o índice oscilar de 2,25% a 5,25%.

Juro real

Com a Selic a 2% ao ano, o Brasil segue com juro real (descontada a inflação) negativo. Cálculos do site MoneYou e da Infinity Asset Management indicam que o juro real brasileiro está em -0,81% ao ano. O País tem o 16.º juro real mais alto do mundo, considerando as 40 economias mais relevantes. No topo do ranking está a Turquia, com taxa real de 3%.

Gasolina sobe 2,53% na primeira quinzena de setembro e retoma patamar de março

/ Economia

O preço médio da gasolina comum no Brasil subiu 2,53% na primeira quinzena de setembro em comparação com o mês de agosto, segundo levantamento realizado pela ValeCard, empresa especializada em soluções de gestão de frotas.

Nas duas primeiras semanas do mês, o preço médio do combustível no país foi de R$ 4,581 por litro. Em agosto, o valor médio cobrado nos postos do País foi de R$ 4,468.

Com a elevação, o preço da gasolina retoma o mesmo patamar de março, no primeiro mês da pandemia, quando o valor médio no País era de R$ 4,598. O aumento reflete a retomada das atividades econômicas no território nacional.

A maior alta de preços na quinzena ocorreu no Distrito Federal (5,27%). Os únicos estados a registrarem redução no valor do combustível no período foram Amapá (-1,56%), Bahia (-0,57%) e Piauí (-1,39%).

Obtidos por meio do registro das transações realizadas de 1º a 14 de setembro com o cartão de abastecimento da ValeCard em cerca de 20 mil estabelecimentos credenciados, os dados mostram que, entre as capitais, Curitiba (R$ 4,107) e Salvador (R$ 4,186) registraram os valores mais baixos na quinzena.

Jequié confirma mais um óbito por Covid, de mulher 56 anos, elevando para 134 o número de mortes

/ Jequié

Mulher vítima do vírus estava no HGPV. Foto: Blog Marcos Frahm

A Prefeitura de Jequié, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, informou, através do boletim epidemiológico do coronavírus desta terça-feira (15), que houve o registro mais um óbito, sendo uma mulher, de 56 anos, portadora de hipertensão, residente no Joaquim Romão que estava internada no Hospital Geral Prado Valadares, elevando para 134 o número de mortes desde o início da pandemia.

Houve o registro, também, de 17 novos casos, perfazendo um total de 5.444 pessoas confirmadas com a doença, até agora. Mais 64 pessoas tiveram alta, sendo liberadas para suas atividades, contabilizando 4.902 pacientes que se encontram recuperados e não apresentam mais os sintomas da doença.

Os que estão em quarentena somam 5.601 pessoas. Conforme os dados repassados pelo HGPV e pelo Hospital São Vicente, a taxa de ocupação geral dos leitos de UTI/adulto é de 41,02%. Destes, 8 leitos estão ocupados por residentes de Jequié e 8 leitos ocupados por pessoas de outros municípios.