Sem óbito há 2 dias, Jequié confirma novos casos de Covid, chegando a 5.253, com 4.309 recuperados

/ Jequié

Jequié confirmou 18 novos casos da doença. Foto: Blog Marcos Frahm

A Prefeitura de Jequié informou, através do boletim epidemiológico do coronavírus deste sábado (5), que houve o registro de 18 novos casos da doença no município , perfazendo um total de 5.304 pessoas confirmadas com a doença, até agora.

Mais 52 pessoas tiveram alta, sendo liberadas para suas atividades, contabilizando 4.393 pacientes que encontram-se recuperados e não apresentam mais o sintomas da doença. Os que estão em quarentena somam 5.494 pessoas.

Conforme os dados repassados pelo HGPV e pelo Hospital São Vicente, a taxa de ocupação geral dos leitos de UTI/adulto é de 66,7%. Destes, 17 leitos estão ocupados por residentes de Jequié e 9 leitos ocupados por pessoas de outros municípios.

Estado da Bahia registra 2.040 casos de Covid-19 nas últimas 24 horas, diz boletim da Sesab

/ Bahia

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 2.040 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,8%) e 2.252 curados (+0,9%). Dos 270.177 casos confirmados desde o início da pandemia, 255.397 já são considerados curados e 9.153 encontram-se ativos. A base de dados completa dos casos suspeitos, descartados, confirmados e óbitos relacionados ao coronavírus está disponível em https://bi.saude.ba.gov.br/transparencia/.

Para fins estatísticos, a vigilância epidemiológica estadual considera um paciente recuperado após 14 dias do início dos sintomas da Covid-19. Já os casos ativos são resultado do seguinte cálculo: número de casos totais, menos os óbitos, menos os recuperados. Os cálculos são realizados de modo automático.

Os casos confirmados ocorreram em 416 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (29,63%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram: Ibirataia (5.988,52), Almadina (5.856,52), Itabuna (5.108,27), Dário Meira (4.957,98), Salinas da Margarida (4.761,5260).

O boletim epidemiológico contabiliza ainda 505.535 casos descartados e 87.343 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas deste sábado (5).

Na Bahia, 23.438 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

Óbitos

O boletim epidemiológico de hoje contabiliza 37 óbitos que ocorreram em diversas datas, conforme tabela abaixo. A existência de registros tardios e/ou acúmulo de casos deve-se a sobrecarga das equipes de investigação, pois há doenças de notificação compulsória para além da Covid-19. Outro motivo é o aprofundamento das investigações epidemiológicas por parte das vigilâncias municipais e estadual a fim de evitar distorções ou equívocos, como desconsiderar a causa do óbito um traumatismo craniano ou um câncer em estágio terminal, ainda que a pessoa esteja infectada pelo coronavírus.

O número total de óbitos por Covid-19 na Bahia desde o início da pandemia é de 5.627, representando uma letalidade de 2,08%. Dentre os óbitos, 55,98% ocorreram no sexo masculino e 44,02% no sexo feminino. Em relação ao quesito raça e cor, 52,32% corresponderam a parda, seguidos por branca com 16,37%, preta com 15,53%, amarela com 0,84%, indígena com 0,11% e não há informação em 14,84% dos óbitos. O percentual de casos com comorbidade foi de 75,07%, com maior percentual de doenças cardíacas e crônicas (76,37%).

Conquista: Câmara Municipal recebe pedido de impeachment contra Herzem Gusmão

/ Política

O vereador David Salomão (PRTB) protocolou um pedido de impeachment contra o prefeito de Vitória da Conquista, Herzem Gusmão, que começa a ser analisada a partir da próxima semana. O edil é inimigo número um do gestor na Câmara Municipal e já deu declarações polêmicas contra o adversário. A denúncia se baseia na contratação de uma empresa de transporte coletivo.

”A denúncia é com relação a contratação de empresa de transporte coletivo sem licitação. A quantia já ultrapassou R$ 25 milhões”, declarou David ao site BNews.

A peça narra que, de janeiro até o dia 5 de maio deste ano, a Prefeitura de Vitória da Conquista pagou à empresa Viação Rosa o montante de R$ 8.333.456,22. Desde julho de 2019, já foram gastos mais de R$ 21 milhões e 800 mil dos cofres públicos para manter a operação.

”Desde o início do mandato do atual Prefeito, a Administração Municipal tem agido de forma totalmente negligente com relação a diversos alertas sobre ilegalidades cometidas. […] Em 2019, a arrecadação da Prefeitura com a operação direta do transporte coletivo foi de RS 10.002.019,701 já o valor pago à Viação Rosa foi de R$ 13.532.009.24, um prejuízo de RS 3.509.989,54”, diz um trecho da denúncia.

De acordo com o blog Sudoeste Digital, a ação passa a tramitar na Câmara dia 9 de setembro – ou seja, já na próxima sessão. Como o denunciante é um vereador, ele ficará impedido de votar sobre a denúncia e de integrar a Comissão processante.

Procurado pelo BNews, o advogado de Gusmão, Ademir Ismerim, afirmou que vai aguardar o início da tramitação da ação na Câmara Municipal para se pronunciar. ”Só vamos nos pronunciar sobre o mérito quando houver necessidade”, declarou. Gusmão não foi encontrado pela reportagem para comentar o caso. Vale lembrar David Salomão é pré-candidato a prefeito de Conquista.

Bahia e Fernandão rescindem contrato e atacante deixa o tricolor e vai para o futebol turco

/ Esporte

Fernandão deixa o Bahia antes do fim do contrato. Foto: Felipe Oliveira

Agora é oficial: o atacante Fernandão não faz mais parte do elenco do Bahia. O jogador entrou em acordo com o clube e rescindiu de forma amigável o contrato que iria até dezembro deste ano.

Em comunicado, o Bahia agradeceu os serviços prestados por Fernandão. O destino do jogador deve ser o futebol turco. O atacante tem proposta do Konyaspor, equipe da primeira divisão do país.

Aos 33 anos, Fernandão foi contratado pelo Bahia no início da temporada passada e chegou ao clube com status de ídolo após a boa passagem que teve pelo clube em 2013. No desembarque do atacante em Salvador, vários torcedores do Bahia lotaram o aeroporto para recepcionar o atleta.

A expectativa criada, no entanto, se transformou em frustração. O atacante não conseguiu ser nem sombra do que a torcida esperava. Em 62 jogos, Fernandão anotou 16 gols. No total das duas passagens, ele soma 104 partidas e 34 tentos com a camisa tricolor.

Fernandão já havia ficado fora da lista de relacionados no empate com por 1×1 com o Palmeiras e na derrota para o Flamengo por 5×3, ambos em Pituaçu. Enquanto negociava a saída do clube, ele continuou treinando na Cidade Tricolor.

Na manhã desta sexta-feira (4), o jogador se despediu do elenco e funcionários do Bahia.

Com a saída de Fernandão, o Esquadrão conta agora com três centroavantes no grupo principal: Gilberto, Saldanha e Caíque. Este último tem proposta do Oriente Médio e também pode deixar o clube.

O presidente Guilherme Bellintani não descarta ir ao mercado e buscar um atleta para reforçar o ataque tricolor. No entanto, ele explica que a decisão vai ser tomada após a chegada do novo treinador. O clube ainda não fechou com um substituto para Roger Machado, demitido na última quarta-feira (2). Com informações do Correio

Mais 08 pessoas testam positivo para covid-19 em Ipiaú e número total de casos é de 1.805

O boletim epidemiológico da Secretaria Municipal de Saúde de Ipiaú, divulgado na noite dessa sexta-feira (4º), informa que mais 08 pessoas testaram positivo para a covid-19 no município. Agora são 1.805 infectados desde o início da pandemia, 1.746 pessoas são consideradas curadas.

O número de pacientes ativos é de 32, destes, 07 pacientes seguem internados. O número de pessoas que aguardam por realização de testes e resultados de exame laboratorial é de 98 pessoas.

Dos 5.971 casos notificados, 4.068 foram descartados. O município tem 27 mortos em decorrência da covid-19. Com informações do Giro em Ipiaú

Jequié confirma mais 33 novos casos de coronavírus, perfazendo um total de 5.286

/ Jequié

Jequié segue enfrentando o coronavírus. Foto: Blog Marcos Frahm

Boletim Epidemiológico do Coronavírus atualizado às 19h desta sexta-feira (4), pela Secretaria Municipal de Saúde, registra em Jequié, 33 novos casos, perfazendo um total de 5.286 pessoas confirmadas com a doença, até agora.

Mais 32 pessoas tiveram alta, sendo liberadas para suas atividades, contabilizando 4.341 pacientes que encontram-se recuperados e não apresentam mais o sintomas da doença.

Os que estão em quarentena somam 5.510 pessoas. Conforme os dados repassados pelo HGPV e pelo Hospital São Vicente, a taxa de ocupação geral dos leitos de UTI/adulto é de 74,35%. Destes, 17 leitos estão ocupados por residentes de Jequié e 12 leitos ocupados por pessoas de outros municípios.

Covid-19: Brasil tem 125,5 mil mortes e 4 milhões de casos acumulados, diz Ministério da Saúde

/ Brasil

O Brasil chegou à 125.521 mortes por covid-19. Nas últimas 24 horas, foram registrados 907 óbitos. As informações estão na atualização diária divulgada pelo Ministério da Saúde na noite desta sexta-feira (4). Ontem, o painel do Ministério da Saúde marcava 125.521 óbitos. Ainda há 2.492 falecimentos em investigação.

De acordo com o balanço da pasta, desde o início da pandemia, 4.092.832 pessoas foram infectadas com o coronavírus. Entre ontem e hoje, as secretarias de saúde acrescentaram às estatísticas 51.194 novas pessoas diagnosticadas com a doença. Ontem o sistema de dados sobre a pandemia trazia 4.041.638 casos.

Ainda de acordo com a atualização, 688.393 pessoas estão em acompanhamento e outras 3.278.918 já se recuperaram.

A taxa de letalidade (número de mortes pelo total de casos) ficou em 3,1%. A mortalidade (quantidade de óbitos por 100 mil habitantes) atingiu 59,7. A incidência dos casos de covid-19 por 100 mil habitantes é de 1947,6.

Sul da Bahia: Advogado, jornalista e outras 6 pessoas são presas por suspeita de envolvimento em conflitos

/ Bahia

Homens atacara segurançaS após ação de reintegração. Foto: G1

Nove pessoas, entre elas um advogado e um jornalista, foram presas durante uma operação contra um esquema de envolvimento em conflitos de terra, em Eunápolis, cidade do extremo sul da Bahia, nesta sexta-feira (4).

A ação foi realizada por policiais civis e militares. Todas as pessoas já estavam com mandado de prisão preventiva expedidos pela 2ª Vara Crime da Comarca de Eunápolis, a pedido do Ministério Público Estadual (MP-BA).

O órgão vinha investigando o advogado e oito cúmplices, todos apontados com envolvimentos em conflitos de terra na região.

A suspeita é que o grupo tenha participado do ataque que deixou três vigilantes feridos e carros de uma empresa de segurança incendiados, em julho do ano passado.

Segundo a polícia, o advogado também é suspeito de extorsão, lavagem de dinheiro, fraude processual e coação de autoridades públicas envolvidas nas apurações dessa investigação. O jornalista, apontado como cúmplice, é suspeito de dar informações falsas. Além das prisões, foram apreendidos documentos e aparelhos eletroeletrônicos durante a operação. Com informações do G1

Bahia registra 2.398 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas, diz boletim da Sesab

/ Bahia

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 2.398 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,9%) e 2.836 curados (+1,1%). Dos 268.137 casos confirmados desde o início da pandemia, 253.145 já são considerados curados e 9.402 encontram-se ativos. A base de dados completa dos casos suspeitos, descartados, confirmados e óbitos relacionados ao coronavírus está disponível em https://bi.saude.ba.gov.br/transparencia/.

Para fins estatísticos, a vigilância epidemiológica estadual considera um paciente recuperado após 14 dias do início dos sintomas da Covid-19. Já os casos ativos são resultado do seguinte cálculo: número de casos totais, menos os óbitos, menos os recuperados. Os cálculos são realizados de modo automático.

Os casos confirmados ocorreram em 415 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (29,73%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram: Ibirataia (5.936,52), Almadina (5.838,21), Itabuna (5.052,46), Dário Meira (4.957,98), Salinas da Margarida (4.748,84).

O boletim epidemiológico contabiliza ainda 500.557 casos descartados e 87.144 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas desta sexta-feira (4).

Na Bahia, 23.823 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

Óbitos

O boletim epidemiológico de hoje contabiliza 41 óbitos que ocorreram em diversas datas, conforme tabela abaixo. A existência de registros tardios e/ou acúmulo de casos deve-se a sobrecarga das equipes de investigação, pois há doenças de notificação compulsória para além da Covid-19. Outro motivo é o aprofundamento das investigações epidemiológicas por parte das vigilâncias municipais e estadual a fim de evitar distorções ou equívocos, como desconsiderar a causa do óbito um traumatismo craniano ou um câncer em estágio terminal, ainda que a pessoa esteja infectada pelo coronavírus.

O número total de óbitos por Covid-19 na Bahia desde o início da pandemia é de 5.590, representando uma letalidade de 2,08%. Dentre os óbitos, 55,92% ocorreram no sexo masculino e 44,08% no sexo feminino. Em relação ao quesito raça e cor, 52,27% corresponderam a parda, seguidos por branca com 16,31%, preta com 15,55%, amarela com 0,84%, indígena com 0,11% e não há informação em 14,92% dos óbitos. O percentual de casos com comorbidade foi de 75,12%, com maior percentual de doenças cardíacas e crônicas (76,57%).

Prefeito da cidade de Madre de Deus é atacado a tiros na porta de casa e é internado

/ Política

O prefeito de Madre de Deus, na Região Metropolitana de Salvador, Jailton Jajai (PTB), foi internado no Hospital Municipal da cidade após ser vítima de um possível atentado nesta sexta-feira (4), de acordo com informações obtidas pelo site Bahia Notícias.

Ele teria sido abordado por dois homens enquanto estava na porta de sua casa para jogar o lixo fora. Os suspeitos dispararam sete vezes contra Jajai, que, por ser policial militar reagiu e trocou tiros.

Segundo as informações obtidas pela reportagem, apesar de estar internado, ele passa bem e está sob observação. Não há informações detalhadas sobre eventuais motivações para esse possível atentado.

 

Após lutar contra o coronavírus, professora argentina morre durante aula online

/ Saúde

Professora Paola De Simone morreu aos 46 anos. Foto: Rede social

Após uma luta intensa por várias semanas contra o novo coronavírus, Paola De Simone, de 46 anos, morreu na última quarta-feira (2) durante aula online em sua casa.

Simone era professora de relações internacionais e de governo da Universidade Argentina de la Empresa. Enquanto estava em uma transmissão pelo Zoom, a educadora desmaiou, conforme apuração do jornal Clarín.

Os alunos até tentaram pedir o endereço da professora durante a transmissão, mas Simone disse que não podia fornecer o local antes de desmaiar.

Para piorar, as imagens do momento em que a educadora desmaia foram compartilhadas, o que causou indignação entre muitos usuários nas redes sociais.

Dias antes de morrer, Paola relatou em seu twitter como a luta contra a Covid-19 estava intensa, pois os sintomas não davam sinais de diminuir com o passar dos dias.

Em ofício à PGR, Rui diz que autorização da Força Nacional na Bahia põe sob ameaça pacto federativo

/ Política

Rui reage a atuação da Força Nacional na Bahia. Foto: Divulgação

O governador Rui Costa (PT) deu conhecimento e solicitou medidas cabíveis à Procuradoria Geral da República (PGR) a respeito da autorização dada pelo Governo Federal para o emprego da Força Nacional de Segurança Pública (FNSP) no território baiano à revelia de solicitação do Chefe do Poder Executivo estadual. No ofício, encaminhado ao procurador-geral Augusto Aras, nesta sexta-feira (4), o governador afirma que a medida adotada pela União ”põe sob ameaça o pacto federativo, cláusula pétrea da Constituição Federal”.

Na quinta-feira (3), por meio de seu perfil oficial no Twitter, Rui Costa disse ter enviado ofício ao ministro da Justiça, André Luiz Almeida Mendonça, externando preocupação com a autorização do emprego da Força Nacional no Extremo Sul do Estado, fato que considerou ‘f’lagrante desrespeito à lei”. Para o governador, ”tal conduta, já maculada pelo caráter invasivo e ilegal, é agravada pelo total desprezo às regras de convivência democrática”.

”A Força Nacional não pode ser utilizada para afrontar a competência estadual, nem substituir a atuação dos órgãos estaduais de segurança”, afirmou o governador, que autorizou a Procuradoria Geral do Estado (PGE) a ingressar com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade.

A autorização para envio de tropas da FNSP à Bahia pelo período de 30 dias foi publicada em portaria federal de 1° de setembro de 2020, do Ministério da Justiça e Segurança Pública, em apoio ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, nos municípios baianos de Prado e Mucuri.

LEIA A ÍNTEGRA DO OFÍCIO:

Salvador/BA, 04 de setembro de 2020.
Exm° Sr. Procurador-Geral da República,

“Cumprimentando-o cordialmente, venho trazer a conhecimento desta honrada instituição, a edição da Portaria n° 493, de 1° de setembro de 2020, do Ministério da Justiça e Segurança Pública, que autorizou o emprego da Força Nacional de Segurança Pública – FNSP, em apoio ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, nos Municípios baianos de Prado e Mucuri, “nas atividades imprescindíveis a preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio, em caráter episódico e planejado, pelo período de 30 (trinta) dias, a contar de 3 de setembro de 2020 a 3 de outubro de 2020.

Registro que tal ato deu-se sem que houvesse solicitação pelo Estado da Bahia, e tem por objetivo o exercício de competência estadual atinente a segurança pública. Desarticulado, portanto, de uma ação cooperativa, que ensejou a formação da FNSP, põe sob ameaça o pacto federativo, clausula pétrea da Constituição Federal.

Tomando conhecimento da autorização do emprego da FNSP no território baiano à revelia de solicitação do Chefe do Poder Executivo, prontamente expedi Oficio ao Exmo. Sr. Ministro de Estado da Justiça e Segurança Pública, destacando a desconformidade da Portaria n° 493/2020 e do emprego da FNSP no Estado da Bahia sem que sequer se tenha dado conhecimento ao Ente Federado das razoes e fundamentos constantes do processo administrativo n° 08001.003191/2020-15, indicado na Portaria Ministerial. Ao ensejo, anexo ao presente a cópia integral da referida comunicação.

Nestes termos, considerando que a autorização constante da Portaria n° 493/2020, com o emprego da Força Nacional de Segurança Pública em território baiano fora de seus limites legais pode configurar afronta a Constituição Federal, por violação ao pacto federativo, além de atrair possível enquadramento na conduta prevista no art. 6°, item 8, da Lei Federal n° 1.079, de 10 de abril de 1950, e mister apresentar tais fatos ao Ministério Público Federal, para conhecimento e adoção das providências atinentes ao exercício de sua competência constitucional.

Renovo, nesta oportunidade os protestos de elevada estima e consideração”.

Rui Costa
Governador da Bahia

Justiça do RJ proíbe Globo de exibir documentos de apurações sobre Flávio Bolsonaro

/ Justiça

Flávio é investigado no esquema da ”rachadinha”. Foto: Reprodução

A pedido da defesa do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), a Justiça do Rio expediu liminar nesta sexta-feira (4) proibindo a TV Globo de exibir em suas reportagens documentos sigilosos de investigações sobre o político.

A decisão, sigilosa, é da juíza de primeira instância Cristina Feijó. O advogado Rodrigo Roca, que defende o senador, não vai comentar o caso. A TV Globo também ainda não se pronunciou a respeito.

Em nota, a ANJ (Associação Nacional de Jornais) afirmou que ”qualquer tipo de censura é terminantemente vedada pela Constituição e, além de atentar contra a liberdade de imprensa, cerceia o direito da sociedade de ser livremente informada”.

”Isso é ainda mais grave quando se tratam de informações de evidente interesse público”, declarou a associação.

Flávio Bolsonaro é suspeito de liderar um esquema de ”rachadinha” em seu antigo gabinete na Assembleia Legislativa do Rio, onde foi deputado até o início de 2019.

Nesta semana, o Grupo de Atuação Especializada no Combate à Corrupção do Ministério Público Estadual do Rio concluiu as investigações, também sigilosas, e encaminhou o caso para o procurador-geral de Justiça do Rio.

Em junho, o Tribunal de Justiça do Rio concedeu foro especial ao hoje senador, o que tirou o caso das mãos do juiz de primeira instância Flávio Itabaiana, que havia mandado prender o ex-assessor Fabrício Queiroz também naquele mês.

No último dia 17 de agosto, o procurador-geral de Justiça, Eduardo Gussem, determinou em ofício a abertura de apuração de eventuais responsáveis pelo ”fornecimento das informações divulgadas na imprensa sobre o caso das rachadinhas”. A defesa do senador já recorreu ao Conselho Nacional do Ministério Público questionando a divulgação de informações sigilosas da investigação.